sexta-feira, 25 de novembro de 2016

UA X Rússia: mídia russa diz que Terceira Guerra Mundial é “iminente”

A tensão entre russos e norte-americanos, sobretudo por causa do conflito na Síria, poderá resultar numa Guerra Mundial. O governo da Rússia está pedindo que todos os seus oficiais e figuras importantes da sociedade regressem ao país imediatamente.
As especulações aumentaram após o presidente Vladimir Putin ter cancelado uma visita a França, onde debateria o papel do país no conflito sírio. O anúncio ocorre poucos dias depois do Kremlin ter movido mísseis nucleares para a fronteira com a Polônia.
O ex-presidente Mikhail Gorbachev declarou no início da semana que o mundo está num “ponto perigoso” no que diz respeito ao conflito político entre russos e americanos. Parte da imprensa internacional afirma que uma guerra global poderá ser iminente.
O jornal russo Moskovsky Komsomolets alertou que Putin está fazendo um “jogo surpreendentemente arriscado” no conflito sírio. Analistas acreditam que as hostilidades na Síria poderiam provocar um “confronto militar direto” entre as nações em uma escala semelhante à Crise dos Mísseis de Cuba, em 1962. A publicação afirma também que “Se a Rússia defender seu aliado [Síria] ou considerar um ataque às forças norte-americanas, isso certamente levaria a um conflito como a uma Terceira Guerra Mundial.
Analisando as relações complicadas entre os dois países, o chefe do Conselho de Assuntos Internacionais da Rússia, Andrey Kortunov, disse à BBC: “Tivemos relações ruins durante a Guerra Fria, mas […] a relação era mais ou menos estável, pois sabíamos o que esperar um do outro, sabíamos as regras do jogo. Hoje não temos nada parecido com isso. Então as relações não são estáveis. Isto é o que faz com que esta relação seja mais perigosa.”
“Atualmente, a Rússia está mais do que preparada, sobretudo do ponto de vista psicológico, para uma espiral de confrontação com o Ocidente”, afirmou o cientista político Gueorgui Bovt ao site de notícias Gazeta.ru. Ele avalia os cenários possíveis, levando-se em conta as dificuldades econômicas da Rússia. No primeiro deles, otimista, as duas potências “chegam a um acordo sobre novas condições de coexistência”. O outro é catastrófico. A Rússia reagirá, partindo da máxima “se não se pode evitar o confronto, deve-se ser o primeiro a bater”.
Já o site do jornal Fontanka anunciou que o governo russo se prepara para racionar o pão “por causa de uma futura guerra”. As autoridades afirmam que pretendem apenas regular o preço da farinha. Na principal emissora pública do país, o apresentador do programa estrela do domingo à noite anunciou que as baterias antiaéreas russas na Síria vão “derrubar” aviões americanos.
O canal de notícias 24 horas Rossia 24 exibiu uma reportagem sobre a preparação de abrigos antinucleares em Moscou.
Por sua vez, diferentes generais americanos analisaram os possíveis cenários de conflitos globais durante um encontro da Associação de Tropas Terrestres dos EUA. A maioria dos militares concordam que Rússia e China, cujos exércitos têm passado por grandes modernizações tecnológicas, estão se tornando cada vez mais uma ameaça séria para os EUA. Com informações deIndependentSputnik e NTEB

LIMPEZA DE FACHADAS A SECO . ALTA TECNOLOGIA , ECOLOGICAMENTE CORRETO - CASA , COMÉRCIO , INDUSTRIA , CLUBE , ETC


Satanistas querem implantar `clubes de estudo´ para crianças até o natal


Um distrito escolar no estado de Washington foi o segundo dos Estados Unidos a aprovar o controverso programa de clubes satânicos extracurriculares para crianças do ensino fundamental, ainda antes da chegada do natal neste ano (2016).
A primeira reunião sobre o "programa de ensino" está programada para acontecer na Escola Elementar 'Point Defiance', em Tacoma, no dia 14 de dezembro.
Segundo uma estação local de notícias, "os organizadores do clube dizem que a primeira reunião será aberta para os pais, alunos, professores e funcionários do Point Defiance. Os encontros acontecerão após as aulas, às 15h30 na sala de artes".
O porta-voz do Templo Satânico de Seattle, Tarkus Claypool disse que um dos pais dos alunos expressou preocupações sobre um clube bíblico, que estava ensinando as crianças a evangelizarem seus colegas. Claypool disse que o seu cronograma "pretende ensinar sobre lógica e auto-empoderamento às crianças".
Lucien Greaves, porta-voz e co-fundador do Templo Satânico, que está supervisionando o esforço para criar grupos do Clube Satânico Extracurricular em todo o país, disse ao 'Christian Post' que o apoio local para a instalação do projeto nas escolas tem sido notável.
"Recebemos mensagens de apoio dos pais no distrito de Tacoma e estamos confiantes de que o Clube Satânico será implantado lá também", disse Greaves, cujo templo satânico abriu sua nova sede em Salem, Massachusetts, no mês de setembro.
"Permitir que o Clube de Satanás, após a escola, tenha acesso às instalações do distrito escolar é a única opção legal disponível para os distritos escolares nos quais solicitamos a instalação dos clubes, pois estas também são anfitriãs do 'Clube Boas Novas' organizado pela 'Child Evangelism Fellowship' ['União Evangelística Infantil']", destacou.
Greaves disse que o esforço para estabelecer grupos extracurriculares do Clube Satânico veio em resposta à presença do 'Clube Boas Novas Clubes' em numerosas escolas públicas no país.
"Muitos pais ficaram profundamente aborrecidos porque os clubes 'Boas Novas' estão em suas escolas e estamos recebendo muito apoio dessa população agora", continuou Greaves.
Oposição
Apesar do relato de Lucien Greaves sobre o massivo apoio que a instalação dos clubes satânicos está recebendo da população de Tacoma (Washington, EUA), a proposta não está sendo vista com bons olhos em Portland (Oregon, EUA).
Mais de 90 mil pessoas já assinaram uma petição para protestar contra a implantação do clube satânico na Escola de Ensino Fundamental de Sacramento.
"Os pais estão horrorizados e muitas pessoas estão se manifestando em um protesto pacífico", disse Francis Slobodnik, que organizou uma manifestação contra a proposta na cidade.
Ele também alertou sobre a proposta maléfica que estaria por trás da implantação de um clube satânico nas escolas de ensino fundamental.
"Desconsiderar a abertura de um Clube de Satanás em uma escola primária como algo de pouca importância é ignorar a maneira como Satanás trabalha", afirmou. "Uma vez que Satanás entrar, quem o expulsará?".

TUDO & TUDO , Terceirização e ão de obra especializada - LIMPEZA DE VIDROS E FACHADAS DE LOJAS E BANCOS , SEM USO DE ÁGUA , ECOLOGICAMENTE CORRETO . JAGUARIÚNA , HOLAMBRA , POSSE , PEDREIRA E REGIÃO



TUDO & TUDO , LIMPEZA E POLIMENTO EM PEDRAS EM GERAL - JAGUARIÚNA , HOLAMBRA , POSSE, PEDREIRA .





Calero diz à PF que foi pressionado por Temer sobre o pedido de Geddel

Calero diz à PF que foi pressionado por Temer sobre o pedido de Geddel
O ex-ministro da Cultura Marcelo Calero afirmou, em depoimento à Polícia Federal, que foi "enquadrado" pelo presidente Michel Temer e se sentiu pressionado a "construir uma saída" ao pedido do ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, sobre uma obra na Bahia. Geddel, segundo ele, queria que fosse derrubado um embargo feito pelo Iphan ao empreendimento imobiliário de alto luxo em Salvador no qual ele adquiriu um apartamento.
Calero disse que foi convocado por Temer para uma reunião no Planalto e que, durante a conversa, o presidente disse a ele que a decisão do Iphan havia criado "dificuldades operacionais em seu gabinete", já que Geddel encontrava-se bastante irritado, e pediu que ele "construísse uma saída para que o processo fosse encaminhado à AGU".
O ex-ministro afirmou ainda que se sentiu decepcionado pelo fato de não ter mais a quem se reportar a fim de solucionar a situação, uma vez que o próprio presidente da República o havia “enquadrado". Segundo ele, Temer disse que "a política tinha dessas coisas, esse tipo de pressão". Calero afirmou que, após a conversa , sua única saída foi apresentar seu pedido de demissão.
O porta-voz do Palácio do Planalto, Alexandre Parola, fez um pronunciamento na noite desta quinta (24) dizendo que Temer defendeu uma "saída técnica", ao pedir que o caso fosse levado à AGU, e afirmou que o presidente apenas buscou arbitrar conflitos entre os ministros.
"O presidente Michel Temer conversou duas vezes com o então titular da Cultura para solucionar impasse na sua equipe e evitar conflitos entre seus ministros de estado. O presidente da República trata todos os seus ministros como iguais e jamais induziu algum deles a tomar decisão que ferisse normas internas ou suas convicções. É mais pura verdade que o presidente Michel Temer tentou demover o ex-ministro de seu pedido de demissão e elogiou o seu trabalho à frente da pasta. O ex-ministro sempre teve comportamento irreparável enquanto esteve no cargo. Portanto, estranha sua afirmação, agora, de que o presidente o teria enquadrado ou pedido solução que não fosse técnica", afirmou o porta-voz.
Ainda segundo o porta-voz, Temer se disse surpreso com boatos de que o ex-ministro solicitou uma segunda audiência antes de se demitir, somente com o intuito de gravar clandestinamente conversa com o presidente para posterior divulgação.
Calero disse em entrevista à "Folha" no último sábado (19) e confirmou em entrevista ao Jornal Nacional no mesmo dia que o motivo principal de sua saída do ministério foi a pressão que sofreu do titular da Secretaria de Governo para liberar o prédio. Calero pediu demissão do cargo de ministro na última sexta-feira (18) e foi substituído pelo deputado Roberto Freire (PPS-SP).
Na segunda-feira (21), a Comissão de Ética Pública da Presidência da República decidiu abrir um processo para investigar a conduta de Geddel no episódio relatado pelo ex-ministro da Cultura. O colegiado fiscaliza eventuais conflitos de interesse envolvendo integrantes do governo, mas não tem poder para punir nenhum servidor público, apenas pode recomendar ao chefe do Executivo sanções a integrantes do governo, entre as quais demissões.
No entanto, agora, a Polícia Federal também irá apurar as denúncias de Marcelo Calero.
O depoimento à PF
Calero afirmou no depoimento à Polícia Federal que, no dia 6 de novembro, recebeu a mais contundente das ligações realizadas por Geddel e que ele disse, sempre de maneira muito arrogante, que se fosse preciso pediria a cabeça da presidente do Iphan e que falaria até com o presidente da República. O ex-ministro afirmou que, mesmo não havendo relação formal de subordinação à pasta administrada por Geddel, ele se sentia subordinado ao ministro da Secretaria de Governo, uma vez que ele integra o núcleo “palaciano” da administração federal.
Marcelo Calero afirmou que em outro dia recebeu uma ligação de outro homem forte do governo, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, que argumentou que, se a questão estava judicializada, não deveria haver decisão administrativa definitiva a respeito e que Calero tentasse construir essa saída com a Advocacia Geral da União (AGU).
Antes de Temer lhe chamar no Palácio, Calero falou com o presidente sobre o assunto num jantar oferecido aos senadores. No local, ele disse que, logo na entrada, encontrou Geddel, mas desconversou rapidamente a respeito dos fatos que lhe interessavam. Logo em seguida, ele se encontrou com Nara de Deus, chefe de gabinete de Temer, e a relatou todos os fatos. Segundo ele, Nara ficou estupefata com os fatos narrados e concordou quando ele afirmou que deixaria o governo para não ser envolvido nos acontecimentos.
No mesmo jantar, ele conversou com o ministro da Educação, Mendonça Filho, que sugeriu que ele reportasse todos os fatos a Temer. No jantar, ele procurou o presidente e após lhe contar toda a história, Temer pediu a ele que ficasse tranquilo e que, caso Geddel lhe procurasse, diria que não havia sido possível atender a seu interesse por razões técnicas.
No dia seguinte, no entanto, Padilha lhe ligou perguntando como Geddel poderia recorrer da decisão do Iphan. Carelo disse que explicou a Padilha como funcionam, genericamente, os recursos de atos administrativos. Logo depois, ele recebeu uma ligação de Carlos Henrique Sobral, chefe de gabinete do ministro-chefe da Casa Civil, indagando a respeito dos prazos recursais. No mesmo dia, foi chamado por Temer.
Após a reunião em que disse se sentir "enquadrado" pelo presidente, o ex-ministro da Cultura disse que recebeu também uma ligação do secretário de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, Gustavo Rocha, e que ele comunicou que havia ingressado com recurso da decisão administrativa junto ao Ministério da Cultura e ao Iphan e que Calero devia encaminhar os autos do processo para a AGU. Calero disse que respondeu que já havia tratado a respeito do assunto com o presidente, e que não ia tomar qualquer decisão neste processo.
Segundo o ex-ministro da Cultura, Gustavo Rocha disse que também havia conversado com o presidente e que seu intuito era o de que Calero encaminhasse os autos para a AGU.
O ex-ministro disse que este último episódio foi determinante para a saída dele do governo, pois demonstrava a insistência do presidente em fazer com que ele interferisse indevidamente no andamento do processo.
Calero contou ainda que, ao pedir demissão, o presidente disse que era ele, e não Geddel, o presidente da República e brincou dizendo que cometeria um abuso de autoridade e não deixaria que ele deixasse o governo.
Padilha e Gustavo Rocha se pronunciam
O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, admitiu que conversou com Calero sobre o prédio em Salvador, mas, segundo dele, para que fosse encontrada uma solução na forma da lei. Padilha disse que, diante da controvérsia entre órgãos públicos federais, sugeriu que Calero buscasse a AGU, já que a Constituição prevê que cabe à AGU identificar e propor soluções para questões jurídicas relevantes nos órgãos federais. Mas Calero ignorou a sugestão, segundo ele.
Veja a nota enviada pelo ministro:
"A propósito de notícias de que eu teria falado com o ex-ministro da Cultura sobre a ação judicial e a dupla interpretação de licenciamento de edifício em Salvador/BA, esclareço o seguinte:
1 – Fui informado do licenciamento de um edifício pelo Iphan, em discussão no âmbito do Poder Judiciário, então com várias decisões denegando o embargo de tal obra, e de que também existiam discordâncias entre dois órgãos da administração pública sobre o mesmo tema, razões pelas quais resolvi falar com o ex-ministro.
2 – Ante as decisões judiciais e a controvérsia entre os órgãos públicos federais, sugeri ao ex-ministro que, em caso de dúvida, na forma da Lei, buscasse a solução junto à AGU (Advocacia Geral da União).
3 – A competência da AGU para o caso está prevista no Art. 131 da Constituição Federal e no inciso III, da letra C do Art. 14, do Decreto 7392 de 2010: “III- identificar e propor soluções para as questões jurídicas relevantes nos diversos órgãos da Administração Pública Federal.”
4 – O ex-ministro ignorou a sugestão.
Brasília, 24 de novembro de 2016.
Eliseu Padilha"
Gustavo Rocha disse que sua conversa com Calero foi no mesmo sentido, de encaminhar a questão para a AGU, em decorrência da competência institucional do órgão.
Em resumo, Calero falou no depoimento:
Que recebeu uma ligação de Geddel Vieira Lima, que pediu, em tom assertivo, que o Iphan nacional homologasse a decisão autorizativa da obra tomada pela Superintendência do Iphan da Bahia, e informou que possuía um apartamento no empreendimento
Que o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, ligou e argumentou que se a questão estava judicializada, não deveria haver decisão administrativa definitiva a respeito e que tentasse construir uma saída com a AGU
Que o presidente Michel Temer o chamou para comparecer ao Palácio do Planalto e disse que a decisão do Iphan havia criado “dificuldades operacionais” em seu gabinete, pois o Geddel encontrava-se bastante irritado, e que pediu para que construísse uma saída para que o processo fosse encaminhado à AGU, porque a ministra Grace Mendonça teria uma solução, e que no final da conversa o presidente disse ao depoente “que a política tinha dessas coisas, esse tipo de pressão”
Que ele, ao final da conversa com o presidente, ficou bastante desapontado, uma vez que foi advertido em razão de ter agido sem cometer qualquer tipo de irregularidade, que sentiu-se decepcionado também pelo fato de não ter mais a quem reportar-se a fim de solucionar esta situação, uma vez que o próprio presidente da República o havia “enquadrado”
Que recebeu uma ligação de Gustavo Rocha, secretário de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, dizendo que havia ingressado com recurso da decisão administrativa junto ao Minc e ao Iphan e que ele devia encaminhar os autos do processo para a AGU
A obra embargada
O empreendimento imobiliário pivô da saíde de Marcelo Calero do Ministério da Cultura foi embargado pela direção nacional do Iphan em razão de estar localizado em uma área tombada como patrimônio cultural da União, sujeita a regramento especial. Os construtores pretendem erguer um prédio com 31 andares, mas o Iphan autorizou a construção de, no máximo, 13 pavimentos.
Com vista privilegiada para a Baía de Todos-os-Santos, o condomívio La Vue começou a ser construído em outubro de 2015. O metro quadrado dos apartamentos – um por andar – custa em torno de R$ 10 mil. O edifício tem apartamentos com quatro suítes de 259m² e uma cobertura chamada "Top House" de 450 m². Os imóveis no La Vue variam de R$ 2,6 milhões a R$ 4,5 milhões.
No sábado, o instituto informou que a obra foi embargada após estudos técnicos apontarem impacto do empreendimento em cinco imóveis tombados da vizinhança do condomínio: o forte e farol de Santo Antônio, o forte de Santa Maria, o conjunto arquitetônico do Outeiro de Santo Antônio (que inclui o forte de São Diogo), além da própria Igreja de Santo Antônio (leia mais sobre os argumentos do Iphan ao final desta reportagem).
Nos últimos dias, Geddel admitiu que é proprietário de um apartamento no empreendimento, confirmou que procurou o então ministro da Cultura para tratar do embargo à obra, mas negou que tivesse pressionado Calero para liberar a construção do edifício.
Parentes
Familiares do ministro integram a defesa do empreendimento imobiliário de Salvador barrado pelo Iphan, no qual ele afirma ter comprado um imóvel, publicou na quarta-feira o jornal "Folha de S.Paulo".
Segundo o jornal, um primo e um sobrinho de Geddel atuam como representantes do empreendimento La Vue Ladeira da Barra junto ao Iphan.
A publicação afirmou que, em um documento anexado ao processo administrativo que tramitou junto ao Iphan, a empresa Porto Ladeira da Barra Empreendimento – responsável pelo La Vue, interditado pelo órgão ligado ao Ministério da Cultura – nomeou como procuradores os advogados Igor Andrade Costa, Jayme Vieira Lima Filho e o estagiário Afrísio Vieira Lima Neto.
Ainda de acordo com a "Folha", Jayme é primo de Geddel e também seria sócio dele no restaurante Al Mare, em Salvador. Já o estagiáriao Afrísio Vieira Lima Neto é filho do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), irmão do ministro da Secretaria de Governo.

TUDO & TUDO , CONTROLE DE PRAGAS URBANAS . JAGUARIÚNA , HOLAMBRA , POSSE , PEDREIRA




Israel prende 12 suspeitos de causar incêndios florestais


A polícia de Israel comunicou nesta sexta-feira (25) que prendeu 12 pessoas suspeitas de incêndio criminoso devido aos incêndios florestais de grande porte que assolam o centro e o norte do país, obrigando a retirada de cerca de 80 mil pessoas da cidade de Haifa e destruindo centenas de casas.
Os bombeiros ainda combatiam as chamas nas colinas florestadas dos arredores de Jerusalém e em áreas do norte nesta sexta-feira, com apoio de bombeiros palestinos e equipes de emergência de Grécia, Chipre, Croácia, Itália, Rússia e Turquia.
O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse também ter aceitado ofertas de ajuda do Egito e da Jordânia.
Netanyahu disse que incêndios criminosos parecem ser responsáveis por alguns incêndios e acusou seus ateadores de terrorismo. Um clima seco fora de época e ventos do leste ajudaram a atiçar a conflagração, que começou na quinta-feira e se estendeu por metade do país.
O porta-voz da polícia, Micky Rosenfeld, disse que 12 pessoas foram detidas enquanto tentavam iniciar incêndios ou fugir da área, mas não deu maiores detalhes.
O ministro da Segurança Interna, Gilad Erdan, disse serem "minorias", uma alusão a cidadãos árabe-israelenses ou a palestinos. "A maior probabilidade é que seu motivo seja nacionalista", afirmou ele à Rádio do Exército.
Os incêndios são os maiores no país desde 2010, quando 44 pessoas morreram em um incêndio de grande proporção no norte. Investigadores concluíram que o fogo foi resultado de negligência.

TUDO & TUDO , LIMPEZA DE FACHADAS E VIDROS EM GERAL , SEM ÁGUA ,ALTA TECNOLOGIA .




Cristãos nigerianos necessitam de oração para manter a fé em Cristo


Os cristãos que vivem no Nordeste da Nigéria precisam muito das orações de todos os irmãos. “Em 2014, quando o Boko Haram tomou nossa cidade e começou a matar as pessoas, tivemos que correr para nos refugiar em Maiduguri, a capital do Estado de Borno. Desde então, estamos enfrentando uma grande luta. Aqui não há trabalho e segurança para os nossos filhos, já que o exército nigeriano não é forte o suficiente para nos defender”, disse um dos cristãos refugiados conhecido por Saratu*.
Atualmente, a comunidade cristã na Nigéria se esforça para manter a fé em Cristo. “Precisamos de força e de muita coragem para reconstruir nossas vidas. As igrejas que foram queimadas precisam ser levantadas novamente. Nossas fontes de sustento foram tiradas de nós, temos que conseguir trabalho para viver com dignidade”, disse ele.
Mas há uma preocupação maior por parte da igreja nigeriana. “Orem por nós, irmãos. Estamos pedindo a Deus para que nossos corações sejam capazes de perdoá-los e amá-los, apesar de tudo o que fizeram. Eles tiraram de nós muitas vidas valiosas, de amigos e parentes, tiraram nossas casas, igrejas e comércios, mas eles não podem tirar de nós a fé em Jesus Cristo. Estamos buscando a face de Deus para recomeçar nossas vidas. Que Deus nos ajude a perdoar os muçulmanos”, conclui Naga*, um dos líderes da igreja na Nigéria.
*Nomes alterados por motivos de segurança.

TUDO & TUDO , IMPERMEABILIZAÇÃO EM GERAL EM OBRAS , RESIDENCIAS , EMPRESAS ETC


Pastor morre durante pregação em igreja de Alagoas


Na noite da última quinta-feira (24), um pastor de 56 anos morreu após sofrer um mal súbito, enquanto pregava na Assembleia de Deus da Vila Bananeiras, em Arapiraca, estado de Alagoas.
Imagem redimensionadaConforme relatos de membros da igreja que presenciaram o fato, o pastor Valmir, que é dirigente da igreja, passou mal enquanto pregava e até chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Regional da cidade, mas não resistiu e acabou falecendo.

Familiares e amigos do pastor lamentaram nas redes sociais a dura perda, com a morte tão repentina do pastor.

“Conheci o Pastor Valmir, nos anos 80, quando eu trabalhava na Rádio Nordeste de Arapiraca [...] Porém, quis Deus que o Pastor Valmir fosse fazer morada no Paraíso, ao lado do Pai Celestial”, comentou Cláudio Roberto Silva.

O corpo do pastor Valmir está sendo velado na igreja da Assembleia de Deus, localizada à rua Santa Rita, no bairro Brasília.

Fonte: Guia-me

Morre Russel Shedd, vítima de câncer

Faleceu nesta sexta-feira (25) o doutor Russell Shedd, considerado um 
dos maiores teólogos do país. Filho de missionários norte-americanos, nasceu na Bolívia, onde os pais trabalhavam entre os índios. Na adolescência mudou-se para os Estados Unidos, onde completou seus estudos e formou-se em teologia pela Wheaton College.
Possui ainda um Ph.D. em Novo Testamento pela Universidade de Edimburgo, Escócia. Nos EUA foi aceito como missionário pela Missão Batista Conservadora, sendo enviado para Portugal, onde ficou por um curto período.
Chegou ao Brasil em 1962, onde se envolveu sobretudo com o ensino teológico na Faculdade Teológica Batista de São Paulo. Também colaborou com a Editora Vida Nova, por onde publicou a maioria dos seus livros. Casado com Patrícia, teve 5 filhos.
Ao longo de seu ministério, o dr Shedd viajou por todo o Brasil e para outros países, pregando em conferências, igrejas, seminários e faculdades de Teologia.
Considerado por muitos o maior teólogo do Brasil, publicou mais de duas dezenas de livros, além de ser o editor responsável pelos comentários das Bíblias de Estudo Shedd e da Bíblia Vida Nova. Também participou da comissão de tradutores da Bíblia NVI (Nova Versão Internacional).
Partiu para a glória com 87 anos. Nos últimos meses estava acometido de um câncer, mas preferiu ficar em casa com a família a tentar um tratamento no hospital.
O último vídeo que gravou aparece na companhia do pastor Antonio Mendes, da Primeira Igreja Batista de Atibaia, onde deixou um testemunho de que permanecia na fé e não reclamava da doença.
“Realmente é uma experiência muito boa porque a gente sente-se desmamando do mundo e pronto para subir”, afirmou. Lembrou ainda que “Cristo sofreu em nosso lugar para que nós pudéssemos aproveitar a grandeza do seu amor por nós”.
Citando vários versículos, como era seu estilo, finalizou dizendo que o sofrimento do mundo é muito pouco comparado com a alegria que teremos no céu.
Assista:

Caio Fábio pode ser chamado para depor sobre Lula, na operação Lava Jato

Caio Fábio Nesta sexta-feira (8), o site O Antagonista informou que integrantes do Ministério Público Federal (MPF) poderão chamar o pas...