terça-feira, 23 de agosto de 2016

Ficha Limpa pode barrar 4,8 mil candidatos no País

Ficha Limpa pode barrar 4,8 mil candidatos no País
Ao menos 4.849 políticos que tentam concorrer nas eleições municipais deste ano no País podem ter os registros de candidatura impugnados por serem considerados ficha-suja perante a Justiça Eleitoral, segundo levantamento obtido pelo jornal O Estado de São Paulo. 
A análise foi feita sobre as 467.074 candidaturas já validadas pelo Tribunal Superior Eleitoral até quinta-feira.
Aprovada em 2010 com o intuito de evitar que políticos condenados disputem cargos públicos, a Lei da Ficha Limpa tornou-se alvo de uma das principais polêmicas neste início de campanha eleitoral. Parte delas ocorre por uma decisão do Supremo Tribunal Federal, que deu ao Legislativo a palavra final sobre a reprovação de contas de gestores públicos para fins de torná-los inelegíveis.
Além da reprovação de contas, entre as irregularidades que podem enquadrar um político como ficha-suja estão condenações em segunda instância por crimes como lavagem de dinheiro, corrupção, peculato ou improbidade administrativa.
Este último é o caso que levou uma juíza de Votorantim, no interior de São Paulo, a suspender, na quarta-feira, o registro da candidatura de Fernando de Oliveira Souza (DEM) e de Eric Romero Martins (PPS), que tentam disputar os cargos de prefeito e vice da cidade. Os dois foram condenados, em segunda instância, por receberem, de forma irregular, ajuda de custo para participar de reuniões da Câmara Municipal quando eram vereadores.
Em 2012, na primeira vez que a regra foi aplicada na disputa para prefeito e vereador, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu quase 8 mil recursos referentes a impugnação de candidatura, sendo que aproximadamente 3 mil foram baseadas na Lei da Ficha Limpa.
Os quase 5 mil casos neste ano foram identificados após cruzamento do CPF dos candidatos registrados com bases de dados de tribunais de Justiça, tribunais de contas e outros órgãos de controle.
O cruzamento foi feito automaticamente por um sistema do Ministério Público Federal e os dados foram enviados aos cerca de 3 mil promotores eleitorais, que devem verificar se a ocorrência apontada vai ou não barrar o candidato. Isso porque o sistema pode encontrar, por exemplo, uma decisão judicial desfavorável ao político, mas que já está suspensa por uma liminar.
Número maior
O Ministério Público Eleitoral acredita que o número detectado até agora possa estar subestimado. Além de o TSE não ter validado todos os registros de candidaturas até o momento, há diversos casos de "falso negativo" — quando o sistema não verifica pendências do político pelo CPF, mas ele é inelegível.
A procuradora da República e coordenadora nacional do Grupo Executivo Nacional da Função Eleitoral (Genafe), Ana Paula Mantovani, estima que ao menos 10 mil recursos questionando registros de candidatura cheguem ao TSE a partir da segunda quinzena de setembro.
Apesar dos prazos curtos para impugnação de registro, a previsão é de que nem todos os casos sejam solucionados antes do primeiro turno, que ocorre no dia 2 de outubro. 
"Podemos ter muitos candidatos concorrendo sem a definição com relação ao registro. Se ao final a decisão (do TSE) for pela improcedência do recurso, todos os votos são anulados", afirmou a procuradora.
O Estado com maior ocorrência de possíveis fichas-sujas é São Paulo — localidade que também concentra o maior número de candidatos registrados. No total, o sistema identificou 1.403 políticos do Estado com ocorrências que podem inviabilizar a eleição. Minas (620 casos identificados) e Paraná (461) vêm logo atrás.
Alteração
Na conta do presidente da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), Valdecir Pascoal, 6 mil prefeitos e ex-prefeitos serão "imunizados" pela decisão do STF de não enquadrá-los como fichas-sujas após a reprovação de contas por tribunal de contas.
Pelo entendimento da maioria dos ministros, prefeitos que tiveram suas contas reprovadas por tribunais de contas poderão concorrer nas eleições se o balanço não tiver sido rejeitado também pelo Legislativo. 

Oração por pacientes dentro dos hospitais é proibida na China


Hospitais públicos da China estão proibindo todos os tipos de atividades religiosas dentro de suas propriedades, incluindo a visita de pastores e as orações pelos enfermos. A informação é da agência de notícias Asia News.
No Hospital Central de Wenzhou, na província de Zhejiang, cartazes foram espalhados para informar pacientes e visitantes sobre a nova proibição. Além disso, médicos, enfermeiros e outros funcionários também foram orientados a repassar a regra para as pessoas atendidas.
A cidade de Wenzhou já foi apelidada de "Jerusalém da China” por causa da intensa atividade missionária que recebia no passado. Hoje, mais de um milhão de cristãos vivem na região.
"As atividades religiosas no hospital nunca foram apoiadas", revelou à agência de notícias um funcionário do hospital, que preferiu não ser identificado. "Todos nós estamos aqui para apoiar os pacientes. Alguns oram em silêncio, o que é compreensível, mas outros faziam barulho, liam a Bíblia e oravam em voz alta. E isso não é bom".
O governo chinês vem dando respostas duras à religião, em particular o cristianismo, que experimenta um intenso crescimento no país. Ao longo dos últimos três anos, mais de 1.500 igrejas foram demolidas e tiveram suas cruzes removidas na província de Zhejiang. Pastores e advogados que se opuseram à campanha do governo foram presos.
De acordo com Bob Fu, representante da organização cristã China Aid, a repressão em Zhejiang está se espalhando para as províncias vizinhas, incluindo Anhui e a Mongólia Interior.
"O governo chinês está levando a perseguição contra cristãos a outro nível", disse Fu à rádio Free Asia. "A comunidade internacional deve estar ciente de que estão intensificando a pressão sobre a prática religiosa, de modo que existe cada vez menos liberdade".
Para a organização International Christian Concern, a ação que proíbe a religião dentro dos hospitais é mais uma forma que o Partido Comunista da China encontrou para eliminar o cristianismo no país.
"Após a retirada das cruzes e demolição das igrejas na província de Zhejiang, o governo chinês decidiu direcionar a perseguição aos hospitais. A maioria dos hospitais da região, basicamente, foram operados por organizações religiosas", afirma a entidade.
Repressões do governo
Recentemente, o governo da China tomou outras medidas para barrar o crescimento do cristianismo no país. Cristãos que vivem na província de Guizhou foram informados que poderão perder seus benefícios sociais, caso não parem de frequentar a igreja.
Autoridades também anunciaram aos pais cristãos da província de Guizhou que seus filhos não poderiam ter acesso à faculdade ou uma academia militar, caso as famílias insistissem em frequentas igrejas.
O governo também estabeleceu que qualquer pessoa que levasse uma pessoa menor de idade para a igreja, responderia a um processo judicial. A legislação chinesa proíbe crianças menores de 18 anos a receberem qualquer tipo de educação religiosa.

América Latina terá mais de 202 milhões de evangélicos até 2025, aponta estudo



Dezenas de milhares de católicos latino-americanos estão sendo tocados pela revelação de quem Jesus Cristo realmente é. Ao visitar Bogotá, capital da Colômbia, a editora da revista americana Charisma, Jennifer LeClaire, pôde presenciar essa realidade.

Ela esteve em um culto liderado pelos pastores Ricardo e Patricia Rodríguez, fundadores da Central Mundial de Avivamiento. “Era como se eu estivesse entrando num rio de fogo do Espírito Santo”, LeClaire descreve. “Mais de 25 mil pessoas adoravam a Jesus com tudo o que estava dentro delas.”
Imagem redimensionadaSegundo LeClaire, avivamentos semelhantes estão acontecendo em muitos outros países da América Latina, como Brasil, Peru, Uruguai e Equador.

Um estudo desenvolvido pela Pew Research aponta que, nas últimas décadas, milhões de latino-americanos deixaram a Igreja Católica para fazerem parte da Igreja Evangélica. Até 2025, o estudo projeta que o número de pentecostais na América Latina vai ultrapassar 202 milhões.

De acordo com Samuel Rodriguez, presidente da Conferência Nacional de Liderança Cristã Hispânica, os latinos formam a maioria dos seguidores de Cristo em todo o mundo.

“Mesmo nos Estados Unidos, a maioria dos seguidores de Cristo serão de descendência latina em 2030”, projeta Rodriguez. “Esta é a nossa reforma. Há setenta anos, a maioria dos latino-americanos eram católicos.”

Peter Wagner, presidente do Ministério Global Harvest e ex-missionário na Bolívia, também destacou o surgimento de um número esmagador de igrejas pentecostais, no qual ele atribui a um movimento do Espírito Santo.

“Muitos nunca foram treinados num seminário, muitos vêm do mundo dos negócios”, disse Wagner. “Essas pessoas têm multiplicado mega-igrejas nas áreas metropolitanas. Poucos são liderados por pessoas foram à escola teológica”.

O evangelista Lee Grady, que também já foi editor da revista Charisma, diz que há um movimento de Deus varrendo muitas partes da América Latina. “Eu ainda não conheci um lugar, dentro das grandes áreas metropolitanas de lá, que não tenha sido tocado pela efusão do Espírito Santo”, afirma. 

Fonte: JM Notícia com informações de The Christian Today via Guia-me

Homem se passa por pastor para aplicar golpe em fiéis bolivianos

Um homem que se passava por pastor para ganhar dinheiro de fiéis bolivianos foi preso em flagrante, informou o Bom Dia São Paulo desta terça-feira (23). José Moisés da Silva, que também fingia ser advogado, enganou os fiéis durante três anos.
“Talvez alguns enxergam oportunidades nos estrangeiros. Somos uma comunidade boliviana e acredito que isso chamou a atenção dele”, disse Moisés Velasco, pastor titular Assembleia de Deus. Foi ele quem denunciou o golpista.
De acordo com o pastor titular, Silva, de 58 anos, dizia ser pastor para conquistar a confiança de suas vítimas. Então, ele também se apresentava como advogado e oferecia auxílio na negociação de imóveis.
Depois de preso, os investigadores descobriram que não era a primeira vez que o falso pastor cometia esse tipo de crime. Antes, ele já havia sido preso por doze anos por estelionato.
“Ele foi autuado, preso em flagrante, pelo crime de estelionato, falsidade documental pública e privada, e também por associação criminosa porque tivemos informações de que ele agia com um suposto escritório com quatro ou cinco advogados”, explicou a delegada Raquel Galinatti. “Totalizando esses crimes, ele pode pegar até doze anos”, continuou.
A polícia acredita que ele conseguiu ganhar mais de R$ 500 mil com os golpes nesta igreja.
Na última madrugada, quinze vítimas do golpe prestaram depoimento na delegacia da Vila Maria, na Zona Norte da capital paulista. O mecânico Sacarias Espinosa perdeu R$ 40 mil. ”Triste, né? É difícil conseguir esse dinheiro”, lamentou.

fonte . http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2016/08/homem-se-passa-por-pastor-para-aplicar-golpe-em-fieis-bolivianos.html

JACO - ISRAEL

De todos os relatos da Torá, este é um dos mais envoltos em mistério. Conta-nos a história da luta entre um ser humano e um anjo e a da ...