terça-feira, 16 de agosto de 2016

Eike Batista recebe oração em igreja evangélica e fiéis relatam sua conversão


O empresário Eike Batista participou de um culto em uma igreja evangélica no subúrbio do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (8). Segundo testemunhas, ele teria “aceitado Jesus” após receber orações dos pastores locais.

A cena da conversão de Batista, que já foi considerado o sétimo homem mais rico do mundo pela revista Forbes, foi presenciada por membros da Catedral das Assembleias de Deus, em Rocha Miranda.

“Eike Batista aceitou Jesus, o Diabo perdeu”, escreveu Daniel Silva em uma postagem no Facebook, onde publicou um vídeo e algumas fotos do empresário durante a reunião na igreja.

Wall Aleph Camillo, outro fiel que esteve presente no culto, também testemunhou o acontecimento nas redes sociais. “Verdade, quem esteve presente no culto desta segunda-feira pode testemunhar a presença do empresário Eike Batista na Catedral das Assembleias de Deus, em Rocha Miranda”, disse ele.

“Deus usou a missionária Paula Rangel na palavra, em revelação para o empresário. Lágrimas rolaram dos olhos dele... Foi maravilhoso e poderoso o agir de Deus na vida desse grande empresário!”, acrescentou.




O site Bhaz, que fez uma publicação sobre a participação de Batista no culto evangélico nesta terça (9), conversou com outra fiel que também esteve presente no local. Ela contou que o empresário foi levado à igreja por um funcionário que já era membro da comunidade evangélica.

O fato chama atenção por acontecer cinco meses depois de surgirem notícias apontando que Eike teria feito uma oferenda de R$ 700 mil à Iemanjá, despachada no mar de Ipanema, na Zona Sul do Rio.

De acordo com o jornal Extra, o empresário foi aconselhado por dois videntes a “fazer as pazes” com a entidade. Na época, pessoas ligadas a Eike desmentiram os boatos e informaram que ele estava fora do Brasil.

Fonte: Guia-me

Por influência de "pastora", menina de oito anos é considerada ‘demônio’ e seria sacrificada



Sob influência da suposta religiosa, mulher mantinha filha de apenas oito anos presa em cômodo em Ceilândia. O Metrópoles esteve na igreja no momento em que a pastora pregava e falava sobre a criança. “Qualquer hora ela poderia pegar e matar, né?”, contou aos fiéis.

O destino da criança trancada pela própria mãe em um quarto escuro em Ceilândia após uma pastora evangélica induzi-la a acreditar que a filha estava possuída pelo demônio poderia ter um desfecho trágico. Denúncias levadas ao Conselho Tutelar da região administrativa por uma testemunha dão conta de que a menina de 8 anos seria sacrificada. O ritual de exorcismo teria a participação da própria mãe e da pastora Jacivã Pereira dos Santos (foto de destaque), conhecida como Jaci, 44 anos, que prega na igreja Casa da Oração Pentecostal dos Escolhidos de Deus.

Ambas foram presas na última sexta-feira (5/8), quando a Polícia Militar resgatou a menina, que vivia trancada em um quarto escuro nos fundos do templo, em Ceilândia Norte. No entanto, a mulher e a suposta religiosa foram libertadas no domingo (7), após audiência de custódia na Justiça do DF.

O episódio provocou uma enxurrada de denúncias recebidas pelo Conselho Tutelar, e o caso pode ser ainda mais assustador. Segundo relatos de testemunhas, pelo menos quatro crianças foram abandonadas pelas mães — todas fiéis da igreja — por suposta influência de Jaci.

Jacivã teria convencido as mulheres de que os filhos delas estavam com o “demônio no corpo”. Por isso, precisavam se afastar das crianças. As fiéis seriam orientadas a se separar dos maridos e a cortar relações com todos os parentes, com a desculpa de que todos estariam “endemoniados”.

Na noite de terça-feira (9/8), o Metrópoles esteve na igreja em Ceilândia Norte e registrou parte do culto. Mesmo depois de passar 48 horas na cadeia, Jaci fez questão de contar aos fiéis que, de fato, a menina vítima de cárcere privado estava com o “demônio no corpo”, e que poderia se tornar uma ameaça a todos. “Qualquer hora ela poderia pegar e matar, né? Manifestar os demônios”, disse a pastora durante o culto. Quando percebeu que estava sendo gravada, ela fechou as portas do local.

Confira no vídeo abaixo:



A própria criança resgatada pela PM confirma que ficava sob cárcere e Jaci e a mãe diziam que ela estava possuída pelo diabo.



A influência de Jaci
Jéssica (nome fictício) é parente de uma mulher que abandonou o filho, de apenas 6 meses, por acreditar que o menino estava possuído. Sob a condição de não ter a identidade revelada, ela conversou com oMetrópoles e contou que a familiar é uma empresária, dona de uma escola de educação infantil em Ceilândia. Ainda assim, foi influenciada por Jaci.

“Ela tem formação superior em pedagogia. Não se trata de uma pessoa humilde e sem instrução, mas teve a personalidade modificada por essa pastora. Ela foi convencida a largar o marido e a abandonar o filho de 11 anos com o pai. Por último, entregou o seu bebê de 6 meses para adoção simplesmente porque a pastora afirmou que todos estavam possuídos”, contou a mulher.

Segundo a denúncia, que foi encaminhada ao Conselho Tutelar, a intenção da pastora teria motivação financeira. O plano seria afastar parentes e garantir o pagamento do dízimo (doações à igreja), sem interferências. “Como essa minha parente é dona de uma escola e fatura um bom dinheiro, a pastora recebe cerca de R$ 2 mil por mês com o dízimo”, contou.

Ainda segundo essa testemunha, a fiel cortou relações com todos os parentes mais próximos e o bebê foi deixado em um abrigo do governo, aos cuidados da Vara da Infância e da Juventude (VIJ). “Tentamos ficar com a criança, todos da família queriam, mas ela disse que o bebê estava com o demônio e que deveria morrer. Estamos tentando reaver a guarda”, desabafou a familiar da frequentadora da igreja.

Mais um caso
Outra apuração conduzida pelo Conselho Tutelar envolve um casal de servidores públicos. A mulher foi convencida que o marido e o filho estariam sendo “comandados pelo demônio”. Ambos também frequentavam a igreja de Jaci. O modus operandi foi o mesmo dos demais casos. A fiel teria sido orientada pela pastora a abandonar todos os parentes, mas sem se esquecer das obrigações com o dízimo. A funcionária teria se separado do marido, e a criança ficou com o pai.

Após o culto da noite de terça (9), o Metrópoles tentou falar com Jacivã, mas ela se recusou a comentar as acusações. A empresária que deu o filho para a adoção e faz parte do grupo de fiéis da igreja também foi procurada na escola que administra, mas não foi localizada.

Pai quer a guarda
O pai da criança que foi mantida em cárcere privado entrou em contato com Conselho Tutelar. O homem não tinha contato com a menina havia cerca de dois anos e, agora, tentará lutar pela guarda da filha.

A menina permanece internada no Hospital Regional de Ceilândia (HRC) se recuperando de um quadro de grave desnutrição. Ainda não há previsão de alta. O pai chegou a visitá-la na unidade hospitalar. Em depoimento, ele disse que não sabia da tortura.
Um vídeo divulgado pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) mostrou o momento em que a menina foi encontrada pelos militares. As imagens revelam a negligência com que a criança era tratada. Estava magra, deitada no chão sem qualquer proteção e totalmente abandonada.

Assim que os conselheiros chegaram à residência, a mãe alegou que a filha estava no quarto porque era doente, não andava e tinha dificuldades para falar. “Levei ela no hospital várias vezes, a médica desconfia que ela também tenha gastrite”, disse a mãe. Fraca, a criança não conseguia se levantar do chão. Ela estava trancada em um quarto vazio, sem móveis e no escuro, por ao menos dois meses, suspeita a PM.

Fonte: Diário do Sertão

Etíope recordista mundial é acusada por colega e responde: ‘Meu doping é Jesus’

Imagem redimensionada

A corredora sueca Sarah Lahti, que chegou em 12º lugar na final dos 10.000m, insinuou que a etíope Almaz Ayana, campeã e nova recordista mundial da prova, usou doping para conseguir o bom resultado. Ao jornal sueco “Expressen”, Lahti comentou o desempenho da rival:

— Não acho que ela esteja 100%. É fácil demais para ela. Não posso dizer que ela não está limpa, mas há um pouco de dúvida. Não vemos nem expressão facial.

Ayana fechou a prova em impressionantes 29m17s45, quase 15 segundos mais veloz que o recorde mundial anterior, até então da chinesa Junxia Wang, estabelecido em 1993 (29m31s78). Procurada pela imprensa, a atleta riu da acusação e rebateu:

— Eu não sou dopada. Meu tempos são meus. Eu sou uma atleta cristã e limpa — disse a atleta.

Ao jornal americano "USA Today", ela acrescentou:

— Número 1: tenho treinado especificamente (para este evento). Número 2, eu rezo ao Senhor, que me dá tudo, tudo. E número 3, meu doping é Jesus. Essas são as razões.

Ayana também falou por que demorou tanto a correr a prova dos 10.000m. Até então ela só competia, em mundias, pelos 5.000m.

— A prova de 10.000m assusta, né?! Eu tinha um pouco de receio. Mas acabei gostando. Fiz hoje uma prova tranquila. Não tinha como meta bater o recorde. Eu queria ganhar. Quando eu vi que dava apressei um pouco o passo — disse Ayana.

A atleta ainda compete pelos 5.000m e é a favorita na prova.


Recorde mundial 


A primeira final do Engenhão, na estreia do atletismo na Olimpíada do Rio, foi emocionante. Logo no dia da abertura das competições no Estádio Olímpico houve quebra de recordes. Na prova dos 10.000m, a marca mundial, de 29m31s07, que era da chinesa Junxia Wang, e foi estabelecida em 1993, foi derrubada pela etíiope Almaz Ayanapelas, medalha de ouro com o tempo de 29m17s45. Ela também estabeleceu o novo recorde olímpico, que era de Genzebe Dibaba (29m54s66), que durava desde os Jogos de Pequim, em 2008.

A prata ficou com a queniana Vivian Cheruiyot (29m32s53), e o bronze com outra etíope, Tinueresh Dibaba (29m42s56), irmã da antiga recordista olímpica da prova, Genzebe Dibaba.


Fonte: O Globo

Pastor e senador Magno Malta teria recebido R$ 100 mil não declarados



Trocas de e-mail entre dirigentes de uma das maiores fabricantes de móveis de cozinha do país trazem indícios de repasse não declarado de R$ 100 mil para o senador Magno Malta (PR-ES). Os e-mails, obtidos pela Folha, são de 8 de setembro de 2014.

Outras mensagens entre funcionários e a direção da Cozinhas Itatiaia indicam que Malta viajou no avião particular da empresa em 2012 e 2013.

Malta, da bancada evangélica no Senado, nega ter recebido dinheiro da Itatiaia e afirma que voou no avião da firma para fazer palestras.

Os e-mails são conversas das quais participam o presidente da Itatiaia, Victor Penna Costa, o filho dele, Daniel Costa –que era gerente financeiro à época– e o então assessor da firma Hugo Gabrich.

Em um deles, o presidente da empresa diz que precisa pagar R$ 400 mil para "consultoria" de Gabrich. O assessor responde: "Estou entregando a NF [nota fiscal] que cobre o montante de R$ 500 mil conforme orientação do dr. Victor. Impostos serão incluídos na NF, totalizando R$ 575 mil."

Na nota emitida pela Vix Consulting, de Gabrich, a contratante é a Itatiaia. O acerto mostra que a contratante pagou os R$ 75 mil de impostos para a Vix –o que sugere que a nota foi encomendada.

Na sequência dos e-mails, Costa manda o filho depositar para a Vix Consulting somente R$ 475 mil. "Os outros 100.000 são para compensar a retirada em dinheiro de R$ 100.000 do Malta. Não sei como foi contabilizado [a saída desse valor da empresa]", escreve o presidente da firma.

O filho dele, então, pergunta: "Quem realizou o pagamento do Malta? Existe NF, foi declarado a doação?".

Victor encerra: "Não existe NF, não declaramos. Está em aberto, talvez como adiantamento para mim. Veja com Lailton [tesoureiro da empresa]. Favor apagar todos os e-mails sobre este assunto".

Procurado, Gabrich afirmou que sua empresa fez nota fria para justificar pagamentos não declarados da Itatiaia.

O destino do restante do valor da nota (R$ 400 mil) não aparece na troca de e-mails.

A pedido da reportagem, as origens das mensagens foram analisadas pelo perito em ciências forenses Reginaldo Tirotti. O especialista atestou a autenticidade delas, identificando a sequência de códigos gerados pelos remetentes das mensagens.

A Itatiaia foi fundada em 1964 e tem duas fábricas, em Ubá (MG) e em Sooretama (ES).

Em outro e-mail, de 8 de julho de 2014, um ano após a Itatiaia inaugurar a unidade capixaba, que recebeu incentivos fiscais, Gabrich descreve a Victor Costa o cenário político no Espírito Santo.

Menciona candidatos "viáveis" ao governo, fala de Malta, que "fechou aliança com o governador Casagrande", da mulher dele, Lauriete, que "não disputará a reeleição para deputada federal", e do "nosso deputado estadual, o Marcelo Santos - PMDB".

"Não tenho dinheiro para todos", responde o presidente da Itatiaia. "Não posso dar mais para deputado estadual que para senador."

Gabrich diz: "O Magno não é candidato agora a nada."

A Folha obteve também uma troca de mensagens entre Gabrich e Malta, que usa seu e-mail pessoal. Gabrich fala dos R$ 100 mil da Itatiaia e o senador responde: "Amigo não tenho conhecimento de nada dessas coisas.. Mas dia 16 estarei de volta a Brasília [sic]".

O ex-assessor da Itatiaia envia, então, cópia de conversas da direção da empresa que citam o político, que rebate: "Somos amigo Hugo.. Sempre fomos. Dia 16 te espero para o almoço no gabinete kkkk a rabada lembra?? [sic]".

JATINHO

Outros e-mails mostram que o senador usou avião particular da Itatiaia ao menos duas vezes: em 20 de julho de 2012, de Vitória a Aracaju (SE), e em 28 de fevereiro de 2013, no trajeto Brasília-São Paulo.

Em 22 de fevereiro daquele ano, uma secretária da Itatiaia agenda um voo para Costa, Gabrich e o senador. Em 28 de fevereiro, Malta vai com Gabrich ao BNDES –a reunião não constou da agenda oficial, informou o banco.

Sobre a viagem a Aracaju, há um e-mail enviado ao presidente da Itatiaia pelo então diretor Beto Rigoni, que relata problemas no trajeto.

"Eram 7 pessoas quando só cabem 4 no avião. O Yunes [piloto] tinha duas opções: dar duas viagens ou colocava todos dentro na aeronave. Como o senador pressionou ele bastante, ele [...] seguiu para Aracaju em 8 pessoas dentro do avião (além da insegurança, fizeram uma 'festa no ar')."

"Nós precisamos começar a cortá-lo. Os acionistas também não querem tanta proximidade", responde Costa.

OUTRO LADO
Em nota, o senador Magno Malta negou ter recebido dinheiro da Cozinhas Itatiaia.

"O senador, que vive grande exposição em virtude do processo de afastamento da presidente Dilma Rousseff, responde com transparência e com a consciência de não ter cometido nenhum crime."

Os voos no jatinho, "que não são nenhuma ilegalidade", foram para palestras sobre "o combate à pedofilia, a redução da maioridade penal e a luta contra a legalização do uso da maconha".

A reunião no BNDES com funcionário da Itatiaia e o ex-diretor do banco Guilherme de Lacerda foi para atrair empregos para seu Estado, afirmou o senador.

Victor Costa, presidente da Itatiaia, disse que Malta não foi beneficiado. "O senador não recebeu esse dinheiro. Esse dinheiro está parado comigo, declarado", afirmou, em nota à Folha.

Sobre os voos, Costa disse que emprestava o avião da empresa para o senador "poder fazer alguns trabalhos para a igreja". "Época em que eu me tornei crente", afirmou.

Fonte: Folha de São Paulo

Fechamento temporário de igrejas na China


Recentemente, na China, aconteceu uma reunião para representantes internacionais, onde as vinte principais economias do mundo discutiram sobre medidas econômicas globais. Um dos assuntos foi a saída do Reino Unido da União Europeia. O evento serve de preparação para a reunião de cúpula do G20, que está prevista para o mês de setembro. Antes da reunião, porém, as igrejas de Hangzhou, uma cidade que fica na província de Zhejiang, foram obrigadas a fechar suas portas temporariamente.
O governo alega que as reuniões cristãs foram limitadas por motivos de segurança. Na opinião de um dos colaboradores da Portas Abertas, que está na China, como os cristãos fazem parte do maior grupo social "não controlado" pelo governo, eles podem ser vistos como uma ameaça para os governantes chineses. A igreja já é monitorada por policiais locais e tem que seguir regras muito rigorosas em todos os sentidos.
Outra forma de controle também já foi adotada pelos líderes chineses, através da nova lei que vai entrar em vigor no início de 2017. As ONG’s estrangeiras já atuantes no país terão novos regulamentos para seguir, incluindo várias exigências de registro, controle na elaboração de relatórios e fiscalização com extremo rigor. Dessa forma, o Ministério de Segurança Pública da China vai controlar ainda mais as atividades religiosas no país e haverá mais obstáculos para a pregação do evangelho aos chineses. Interceda por essa nação.

Líder religioso está na lista das 10 profissões estressantes

Trabalhar pode trazer muito prazer, ainda mais se o profissional trabalhar com aquilo que tem paixão de fazer. Mesmo assim a carreira pode se tornar estressante devido à rotina corrida e problemas cotidianos.
Stress no trabalho
Stress no trabalho
Foto: Guia da carreira
Todos os tipos de profissões podem ser estressantes, principalmente se o profissional não souber escolher a área certa para trabalhar. Se você ainda não decidiu carreira seguir, confira o teste vocacional que elaboramos para ajudar nesse processo.
A pedido de uma empresa irlandesa, o Instituto SWNS  realizou uma pesquisa com aproximadamente 3000 pessoas e constatou que as 10 profissões mais estressantes no mundo são:
1 - Profissional de TI
A área de Tecnologia da Informação (TI) é uma das áreas que tem mais crescido nos últimos tempos. Por ser ainda uma nova carreira, ainda faltam profissionais para preencher as vagas.Problemas nessa área são comuns e muitas vezes os profissionais precisam fazer o papel de três ou quatro para suprir a falta de mão de obra qualificada.
2 - Médico
Por ser um carreira que lida com a vida, gera no profissional um estresse maior. Tratar as pessoas, buscar pelo tratamento adequado para cada um ou descobrir o que está causando alguma dor em um paciente são funções de grande responsabilidade.
3 - Engenheiro
A área de engenharia é ampla, porém todas as funções são de grande responsabilidade, o que gera um estresse maior. Na engenharia civil, por exemplo, o profissional tem que estar à disposição para qualquer imprevisto que possa ocorrer em uma obra que está em andamento.
4 - Operador de Telemarketing
Profissão difícil e muito estressante. Os profissionais devem lidar com pessoas e por muitas vezes precisam ligar em horas inoportunas ou passam horas recebendo só reclamações.
5 - Professor
Lidar com o ensino requer paciência, pois cada aluno tem o seu tempo para aprender. Por ser uma rotina desgastante e por muitas vezes de jornadas longas, é uma carreira estressante. A preparação de aula, correção de provas e tarefas traz uma rotina difícil para esses profissionais, principalmente no final do ano letivo.
6 - Gerente Financeiro
Como esta carreira lida direto com o dinheiro uma empresa, certamente é um trabalho estressante. Esses profissionais precisam realizar o balanço, fechamento,  relatórios  e organizar todas as movimentações financeiras.
7 - Coordenador de Recursos Humanos
O coordenador de RH possui a responsabilidade de demitir e contratar funcionários, independentemente do relacionamento que tem com eles.
8 - Gerente de Operações
Assim como os operários de uma fábrica, o trabalho de gerente de operações é ainda mais estressante, pois a responsabilidade é maior. Este profissional vai verificar qualquer erro que tenha na linha de produção, além de outras funções.
9 - Operário
Trabalhar em qualquer tipo de fábrica é estressante. Os profissionais dessa área são obrigados a trabalhar por muitas horas, às vezes sem folga, para terem condições de fabricar a demanda que é pedida.
10 - Líder Religioso
Por se tratar de uma pessoa importante, independentemente da religião, os líderes religiosos também têm um papel importante na sociedade. Além de terem que atender a muitos fiéis e dar conselhos, em muitos lugares influenciam em algumas ideias diante do governo. Por não terem uma rotina certa, isto gera um certo estresse para o líder.

Guia da carreira

Exposição que mostra pedofilia e zoofilia provoca bate boca entre deputados

Não foi só nas redes sociais que a mostra “QueerMuseu” gerou debates e bate boca. Na noite desta terça-feira (12) o assunto foi amplam...