quinta-feira, 16 de junho de 2016

Travesseiro de Pedra


Gn 28,11
’’E chegou a um lugar onde passou a noite, porque o sol já era posto; e, tomando uma das pedras do lugar e pondo a debaixo da cabeça, deitou-se ali para dormir’’.
Meus amados irmãos em cristo Jesus neste maravilhoso estudo que espero que venha para tua edificação quero que a principio que comecemos a entender as formas que nosso poderoso Deus tem de fazer na vida de cada um.
A bíblia fala de uma família que tinha um grande sinal em sua longa e maravilhosa caminhada, a bíblia fala de um homem chamado Isaque, filho de Abraão que obteve de Deus uma grande promessa de ser pai das nações. Passados os anos Deus também confirma o seu filho Isaque a promessa quando eles acampam em beer-seba o Senhor novamente renova a promessa que foi feita a Abraão agora também é feita a Isaque. Que maravilha é ver que a família esta sendo abençoada de geração a geração. Isaque tem dois filhos homens que ao nascerem juntos, antes o anjo do Senhor disse em resposta da aflita Rebeeca que os dois seriam cabeças de poderosas nações, mas que o mais novo prevaleceria sobre o mais velho. Um grande contraste era visível diante dos dois filhos de Isaque, Esaú era caçador, logo cedo adquiriu a liberdade de caçar, gostava muito de sair pelas montanhas caçando animais, gostava muito de deliciar em aventuras, ainda sim era o favorito do pai. Enquanto Jacó era mais apegado à mãe ponderado e cuidadoso era mais tranqüilo e pensava muito no futuro e paciente em tudo que fazia. Quantas vezes eu penso que o pai Isaque sentou na sua cabana ouvindo as aventuras do filho caçador.o coração de Esaú estava muito longe de agir como sacerdote de Deus, logo veio a confirmação quando ele aos 40 anos de idade casou-se com mulheres gentias algo que o senhor Deus não se consentira, foi uma flechada no coração daquele grande sacerdote que amava o filho mais velho.O velho Isaque agora cego deveria dar a Benção da Primogenitura a um dos seus filhos,o mais cotado na visão do pai e irrevogavelmente seria Esaú, nada podia tirar-lhe de seus pensamentos que o filho mais velho era merecedor da primogenitura.
A palavra primogenitura é derivada de uma outra palavra que se chama primogênito que significa o primeiro,então Isaque estava disposto a seguir a risca dando a benção da primogenitura a Esaú.Rebeeca deve ter dito tantas vezes ao seu esposo que Esaú não tinha nenhuma tendência as coisas do santuário que ele estava mais ocupado as delicias da vida que seria um erro abençoar ele com uma dádiva dessa grande importância,mas foi em vão tudo que ela tentara falar o pai estava decididamente a abençoar o mais velho.
Numa certa feita Esaú estava chegando da caça tão cansado e desfalecido que ao ver Jacó fazendo um guisado saboroso sentiu o cheiro do cozido.Jacó ofereceu uma prato de lentilhas pelo preço da primogenitura.O descuidado caçador disse ”eis que estou a ponto de morrer,eis para que me servira a primogenitura”Gn 25;32.Muitos como esse homem se vendem por mero pratos de aventuras momentâneas nem pensam sequer em nenhuma responsabilidade diante de Deus e da igreja,muitos só vivem o “dia de hoje “ sendo que o dia de amanha só Deus sabe o que lhe esperam,dessa maneira muitos vão ser surpreendidos no dia do Senhor.
Confirmado então o pacto, a mãe Rebeeca já sabia que o pai Isaque estava próximo a dar a bênção da primogenitura então ao ouvir que o pai chamou a Esaú e lhe dissera que era pra ele caçar uma caça e preparar um guisado saboroso para que ele sacia-se a sua alma logo lhe abençoaria. O filho sai a caça e a mãe logo arma tudo de como enganar o velho e cego Isaque,sendo assim Jacó consente com o plano e confirmando tudo a frente do pai ate o nome que dissera “ Esaú” o velho e cansado de dias Isaque lhe dá a benção que tanto ele cobiçava.O mais velho chega e requerendo a benção,o pai aflito e tremulo balbucia que a benção já esta dada e que não poderia abençoar novamente. A ira de Esaú não conhece limites e agora ameaçado de morte, Jacó sabe que não tem mais segurança em habitar nas tendas de seu pai e assim parte para as terras de sua mãe.
Sozinho desamparado com a bênção de seu pai que neste momento eu penso que era mais como maldição,pois estava isolado sozinho e desamparado de sua família, sabia do peso de sua mentira, sabia o tamanho do pecado que tinha cometido a seu pai o enganando e que agora somente com um bastão na mão parte sozinho para uma nova terra.Este homem fugindo de seus problemas tentou fugir de tudo e de todos, talvez você agora lendo esse estudo começa a se comparar com a vida desse homem que tenta fugir achando que será a melhor solução pra sua vida, não é por ai meu irmão peça a Deus sabedoria nesse momento para tomar a direção certa na ocasião certa.
Não ousou entrar em contenda com homem algum, nem dormiu na cidade, a bíblia fala que ele achou um lugar para dormir no campo, ele nem ousava orar a Deus, pois sabia do seu erro, assim é na nossa vida às vezes erramos de tal forma que achamos que será mais um pecado chegarmos a Deus nessa maneira, saiba meu irmão que ninguém esta tão longe de Deus que não possa obter seu perdão, saiba que Deus te ama, mesmo sendo pecador, mesmo errando tanto ainda há esperança para a arvore cortada!!
Ele achou um local para dormir, pegou uma pedra e fez de travesseiro, reclinou a sua cabeça e após ter olhado para o céu vendo as estrelas, penso eu, lembrou da promessa que Deus tinha feito a seu Abraão, GN 15:5 ““... Olha agora para os céu, e conta às estrelas, se as pode contar, e acrescentou: Assim será a tua descendência!
Triste né irmão saber que as bênçãos de Deus têm sido passadas de geração a geração e que num momento parece que esta começando uma maldição, mas em tudo Deus tem um propósito, tudo na vida do cristão às vezes parece dar tudo errado sem solução sem uma porta de escape, mas eu te digo chegou à hora daquele homem parar e reclinar a sua cabeça no travesseiro de pedra, sim é desconfortante, mas é preciso meu irmão, é preciso você passar por isso para saber que no momento que precisar ele vai ao teu encontro. Apos reclinando dormiu e teve um sonho e sonhou que uma escada era posta na terra e cujo topo tocava o céu e anjos subiam por ela e anjos desciam por ela, olha a escada que ele via em sonhos começava onde ele estava você esta ao alcance de Deus os anjos subindo e descendo é para você entender que Deus esta no controle ,anjos descendo e subindo significa que Deus esta trabalhando meu irmão ao seu favor mesmo que esteja em silencio mesmo que não pareça,os anjos de Deus estão ao seu encontro para te guardar.
O Senhor estava no topo da escada e foi ouvida a sua voz dizendo’ Eu sou o Senhor, o Deus de Abraão teu pai, e o Deus de Isaque ,Deus se revelara a ele derrepente ele ouviu o que ele mais queria ouvir na sua vida a promessa de que Deus estava com ele: “Eis que Eu estou contigo, e te guardarei por onde quer que fores, e te farei tornar a esta terra; porque te não deixarei, até que te haja feito o que te tenho dito.” Gen. 28:13-15.Olha travesseiro de pedra as vezes é necessário na vida do cristão para podermos contemplar a aliança de Deus na nossa vida!



GRITOS DE ALERTA
Autor: Pastor Willian Lopes Meira

Cinco Pães e Dois Peixinhos


“Porque quem despreza o dia das coisas pequenas?” Zc 4:1
No dia em que Jesus realizou o milagre da multiplicação dos pães e peixes, algo surpreendente aconteceu nos bastidores: o discípulo André olhou para a multidão de mais de cinco mil homens e disse: “temos aqui uma criança com cinco pães de cevada e dois peixinhos, mas o que é isso para tantos?” Jo 6:9 Até hoje, não consegui entender porque André fez tal confissão- que deve até ter arrancado o sorriso sarcástico de alguns – se o que tinha era tão pouco para o momento. Consideremos que André teve fé nas pequenas coisas, entregues nas mãos do Mestre Jesus. Admirável André! Conseguiu ver além do que estava diante dos seus olhos.
Apesar dos discípulos terem presenciado mais de uma vez pães e peixes se multiplicarem, eles demonstraram esquecer rápido deste milagre. Em certa ocasião reclamam para Jesus por terem apenas um pãozinho reservado para viagem evangelística. E Jesus os repreende: “Por que reclamam sobre não ter pão, não compreendestes ainda o que posso fazer por vocês, já esqueceram o milagre de ontem?” João 8:17,18. Penso que muitos de nós estamos no mesmo barco dos discípulos “com amnésia”: esquecendo bem rápido da provisão de ontem e reclamando pelo “pãozinho”. Isso é triste, não?
Esse murmurinho de incredulidade, acometeu os Israelitas quando peregrinaram no deserto, os discípulos que auxiliaram Jesus em Seu ministério, acontece comigo e com você. Não costumamos agradecer a Deus pelas nossas unhas dos pés (como?) saudáveis, até que uma delas fique encravada e a dor nos incomode a tal ponto de não conseguirmos desfrutar do simples gesto de calçar um sapato fechado. Quanta benção existe nas pequeninas coisas da vida! Glória a Deus pelos primeiros e pequeninos passos em direção a Terra Prometida. É, o primeiro passo de Abraão para chegar a terra da promessa foi em Siquém. E este passo foi tão importante quanto os demais.
E ao olharmos para a Palavra de Deus, vamos encontrar muitas lições sobre valorizar “pequenas coisas”. Davi venceu o gigante Golias, ajuntando cinco pedras em uma funda. Muitas pessoas daquela época, tinham o costume de manejar essa simples arma, alguns eram tão hábeis com as fundas que chegavam até mesmo a cortar um simples fio de cabelo a longa distância e com a mão esquerda! (juízes 20:16). Mas o segredo de Davi não estava em sua baladeira, mas na fé no Deus que fez as pedrinhas. Ele sabia em quem estava crendo e por isso venceu tantas batalhas.
Essa reflexão também cabe em meus dias, ela chega para avivar minha memória na provisão Divina , diária. Quantas batalhas Deus já nos fez vencer? Quantos livramentos, quantos pães e peixes multiplicados? Entreguemos nossos anseios ao Senhor Jesus, na certeza de que Ele cuida de nós. Filipenses: 6,7 diz: "Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus." O segredo de André foi confessar para Jesus sua ansiedade: “Senhor estou vendo muitas pessoas, mas só temos aqui esses peixinhos e pães”.
O que nos aflige? O milagre da multiplicação não diz respeito apenas a coisas materiais. Jesus saciou a sede de uma multidão faminta e essa fome pode ser compreendida também como necessidade espiritual de estar bem com Deus e com o próximo, em paz consigo mesmo, no monte da multiplicação: "Nem só de pão viverá o homem, mas de toda Palavra que sai da boca de Deus” Dt 8.3. Por essa causa, antes de nos lamentarmos por algo que não temos, sejamos gratos pelo que temos, ainda que seja apenas “um pãozinho”. Vou lhes contar um segredo que aprendi na caminhada com Jesus: Gratidão gera paz de espírito. Quando estou inquieta, ou triste, sei que é hora de ajoelhar e começar a agradecer por tudo que me chega à mente, passado, presente e futuro e a paz de Jesus me fortalece, esse é o Pão vindo do céu!
Sejamos gratos pelas "pequeninas" coisas, não esqueçamos da graça que nos sustenta e do amor de Deus que tão de perto nos acalenta.
Em Jesus, O Pão da Vida.


GRITOS DE ALERTA
| Autor: Wilma Rejane

Desafios Para um Grande Milagre! João 11:38-45

Para que grandes acontecimentos aconteçam, desafios devem ser superados. Nenhuma grande vitória é possível sem que tenha sido precedida de grandes vitórias sobre nós mesmos. O nosso texto bíblico nos mostra “dois desafios” para que o grande milagre fosse realizado.
O primeiro: O desafio das regras religiosas. (v.39)
• Jesus deu uma ordem: “Tirem a pedra!” Em geral, as pedras que fechavam a entrada dos túmulos não eram pesadas e serviam apenas para impedir que animais ferozes não devorassem os cadáveres. Mas o que há de religioso nisso?
• No tempo de Jesus, a “Lei Mosaica” proibia que qualquer pessoa tocasse em um túmulo e se assim fizesse, essa pessoa ficaria impossibilitada de freqüentar as orações públicas. Ela teria que passar pelas leis religiosas da purificação.
O segundo: O desafio da fé. (v.39)
• Marta “achava” que era muito tarde, pois Lázaro, o morto, já cheirava mal no túmulo.
• Veja a inconstância de Marta: Ela havia expressado fé em Jesus nos versos 21 e 22. Jesus disse que Lázaro, irmãos de Marta iria ressuscitar. (v.23) Infeliz com o momento, Marta responde teologicamente. (v.24)
• Então Jesus lhe dá uma verdade para acreditar. (v.25,26) Jesus não foi e não será, mas Ele é!
Por sete vezes Jesus declara ser o “EU SOU”:
1. Para aquele que está perdido na escuridão – Eu sou a Luz do mundo.
2. Para aquele que está enfraquecido no caminho da vida – Eu sou o Pão da vida.
3. Para aquele que busca a presença de Deus – Eu sou a Porta das ovelhas.
4. Para aquele que precisa de proteção e direção de Deus – Eu sou o Bom Pastor.
5. Para aquele que se sente infrutífero e quer uma razão de viver – Eu sou a Videira verdadeira.
6. Para aquele que quer encontrar o caminho, a realidade e a vida de Deus – Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida.
7. Para aquele que perdeu a esperança e sente que tudo em sua vida está morrendo – 25 Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; 26 e quem vive e crê em mim nunca morrerá. Você acredita nisso? (Jo.11:25,26 NTLH)
Eu não sei qual é a sua condição pessoal neste momento, mas eu sei:
• Que Jesus quer manifestar na sua vida o Seu grande poder!
• Que Jesus quer iluminar o seu caminho, alimentar a sua alma, como fazer você viver na presença de Deus.
• Que Jesus quer lhe dar a Sua proteção e direção, dar sentido e dignidade à sua vida.
• Que Jesus quer lhe mostrar como se relacionar com Deus, experimentar a Sua realidade e receber a vida abundante que Ele oferece!
Talvez você diga: “Tudo isso é muito bonito, mas a situação em que estou é tão difícil e tão profunda, que não acredito que possa sair dela!” Você está falando como Marta, mas escute a Jesus: Não te disse que, se creres, verás a glória de Deus? (Jo.11:40 RA) Jesus certa vez disse: As coisas que são impossíveis aos homens são possíveis a Deus. (Lc.18:27 RC)
Vença a si mesmo, “tire a pedra”, creia e ouça a voz de Jesus! Assim como Ele gritou: “Lázaro, venha para fora!”, Ele grita para você sair da escuridão em que está! Admita que você não quer mais continuar como está, que você quer viver e ser levantado pelo poder do Espírito Santo!
É tempo de você se abdicar de seus conceitos religiosos e pessoais, crer e permitir que o Espírito da vida que vem de Deus entre em você e o desenrole do espírito de desânimo, depressão, angústia e da morte. Este é o seu desafio! Esta é a sua parte para que Deus manifeste o Seu poder na sua vida. Deus diz: Mas eu abençoarei aquele que confia em mim, aquele que tem fé em mim, o SENHOR. (Jr.17:7 NTLH) Deus o abençoe!


GRITOS DE ALERTA
| Autor: Pr. Walter de Lima Filho

Mais de 1.300 crianças foram vítimas de abusos sexuais na Austrália

Pedofilia A Comissão Real para Respostas Institucionais ao Abuso Sexual Infantil, na Austrália, lançou, esta quinta-feira, um relatório ...