domingo, 22 de novembro de 2015

FALSA PROFETISA É DESMASCARADA EM CULTO .


Igreja Universal mostra “profetisa” tomada por espírito demoníacoIURD mostra "profetiza" tomada demônio
Um vídeo postado no canal da TV IURD no Youtube esta semana está causando polêmica na internet. Com o nome “a profetisa de Macapá”, ele mostra um culto num templo da Universal mas não identifica o nome do pastor.
Sabe-se apenas que foi gravado na capital do Amapá. O pastor que aparece no material que tem mais de 10 minutos possui um forte sotaque, devendo tratar-se de um estrangeiro que mora no país.
A mulher que dá o ‘testemunho’ faz várias afirmações com a voz alterada, característica de pessoas possuídas por espíritos do mal em vídeos feitos na igreja. Gritando e proferindo ofensas, a voz diz que espalha ‘engano, falsidade e mentiras’ através da suposta capacidade da mulher profetizar. Membro de uma igreja evangélica não identificada, o demônio diz que a usa há 15 anos.
Diz ainda que a tal ‘profetisa’ afirma ser capaz de curar, mas ela mesma teria um tumor maligno. Ele seria fruto de um trabalho de feitiçaria, feito pela amante do esposo da profecia.
A certa a altura, o pastor pergunta sobre o dom de línguas e a mulher parece fazer uso da mesma prática comum  nas igrejas pentecostais.
No final do vídeo, o pastor da Universal faz uma oração e declara que a mulher está liberta. Ela reassume controle, fala com voz normal, diz seu nome e chora.
A Universal já fez vários ataques aos pentecostais em anos recentes. O Bispo Edir Macedo e outros bispos da Igreja Universal do Reino que falaram contra as línguas e profecias. As práticas foram comparadas ao que acontece em centros de religião afro-brasileira.
Assista:

GP

HACKERS DESCOBREM: EMPRESA AMERICANA ESTÁ PROTEGENDO O ESTADO ISLÂMICO



Está "tudo em casa"... Os próprios globalistas criam, financiam, armam, e hospedam os sites...

De acordo com o grupo hacker anti-terrorista Ghost Security (GhostSec), cerca de 40 sites pró-Estado Islâmico estão usando os serviços de uma companhia do Vale do Silício chamada CloudFare – uma rede de distribuição de conteúdo que oferece serviços como aumento de velocidade e imunização contra ataques de DDoS (distributed denial of service, ou ataque de negação de serviço, que sobrecarrega sites artificialmente para que eles saiam do ar).

O grupo jihadista é conhecido por usar muito a plataforma digital em suas atividades. Pessoas são recrutadas através das redes sociais e o YouTube é uma plataforma de divulgação de seus atos terroristas, por exemplo.

Entre os sites que fazem uso dos serviços da firma norte-americana, 34 são de propaganda, 4 são fóruns para planejar ataques e 2 fornecem serviços técnicos, segundo o The Epoch Times. Muitas vezes, os recrutadores em redes sociais direcionam as pessoas a esses endereços, diz um diretor de operações virtuais do GhostSec que usa o nome WachulaGhost.

O GhostSec é um dos grupos de hackers que tentam derrubar as operações eletrônicas do EI, afiliado ao coletivo Anonymous. Os hackers lançam ataques para prejudicar sites de recrutamento e eventualmente fornecem informações sobre planejamentos de ataques a agências de governos ao redor do mundo.

WachulaGhost disse que o papel do CloudFare é esconder a origem destes sites, para dificultar ataques eletrônicos de hackers e o acesso de governos. O EI costuma usar serviços abertos, bem como o CloudFare. Uma porta-voz da firma do Vale do Silício, Daniella Vallurupalli, disse que mais de 5.000 novos sites são registrados em seus serviços diariamente.

A política desses serviços tem gerado conflitos entre o CloudFare e grupos de hackers, que não revoga sites com base no conteúdo apresentado, a não ser que autoridades entrem em contato. “Honraremos quaisquer pedidos oficiais de autoridades que chegarem até nós”, explica Daniella.


Fonte: Infomoney

ONU IRÁ DECLARAR OFICIALMENTE A TERCEIRA GUERRA MUNDIAL



Esta Terceira Guerra Mundial contra o "Estado Islâmico" irá preceder o institucionalização oficial de um Governo Único Mundial com seu líder...

Está para ser confirmado, a partir da sede em Nova York, que Raimonda Murmokaité, atual presidente da Segurança da ONU, poderá lançar a declaração oficial de guerra contra a Organização do Estado Islâmico, mais conhecido como ISIS.


Os países que decidiram colocar um fim definitivo para o grupo terrorista são: Estados Unidos, Rússia, França, Alemanha, Irã e Iraque, que através dos seus representantes manifestaram a sua posição depois dos terríveis ataques que o grupo terrorista lançou na França e Líbano na sexta-feira.

De acordo com a Organização das Nações Unidas, as observações apontam que, oficialmente, vai começar a Terceira Guerra Mundial.

Os regulamentos do Conselho de Segurança das Nações Unidas exige a participação de 5 países para que uma guerra passe a ser considerada Guerra Mundial.

Além disso, Murmokaité disse que o bombardeio começará nas próximas horas e não vai parar até que tenha alcançado a apresentação ou entrega de Abu Bakr al-Baghdadi (Ibrahim Awwad Ibrahim Ali al-Badri al-Samarrai) califa proclamado e comandante supremo da organização terrorista.

Apesar da aparência de conspiracionismo, o objetivo declarado do ISIS (Estado Islãmico) é iniciar o maior confronto da história mundial para instaurar o califado universal – o que é, aliás, o próprio objetivo do ISIS desde antes de adotar o nome de Daesh.

O Ocidente chora por Paris. No entanto, o ISIS não conseguiu ainda o que queria, como se lê em sua própria declaração.

O comunicado do Estado Islâmico assumindo a autoria do atentado foi publicado picotado em diversos jornais, que, na autofagia jornalística denunciada por Rolf Kuntz, apenas replicavam os mesmos trechos do comunicado. Uma versão mais completa, com um trecho que diz respeito ao futuro da humanidade, pode ser lida n’O Antagonista:

“Os soldados do Califado tem como alvo a capital da abominação e do perversão”, diz o comunicado do ISIS.

O comunicado diz também que “os oito irmãos” que praticaram massacres em Paris foram recrutados especificamente para golpear “o Stade de France, durante a partida contra a Alemanha, assistida por aquele imbecil François Hollande“, e o Bataclan, “onde centenas de idólatras estavam juntos em uma festa pervertida“.

O ISIS acusa a França de “insultar nosso Profeta” e de atacar “o Califado com seus aviões, que não serviram para nada nas ruas fedorentas de Paris”.

O comunicado termina dizendo que “este ataque é apenas o começo de uma tempestade”.


john

A Terceira Guerra Mundial está a alguns meses para explodir, segurando um ex-analista de inteligência da Intelligence Agency Homeland Security (NSA), John R. Schindler, referindo-se a um oficial da Otan.

Um alto oficial da OTAN disse : “Este Verão, provavelmente estaremos em guerra, se tivermos sorte, não será nuclear”, Schindler escreveu em sua conta no Twitter.

Schindler atuou como analista de inteligência na NSA e foi oficial de contra espionagem entre 1996 e 2004. Entre 2005 e 2014 lecionou na segurança nacional no Colégio de Guerra Naval (Naval War College) dos EUA. E

le é o autor de vários livros sobre o terrorismo, tem um blog chamado ’20 comité’ , entre outras coisas, é conhecido por sua postura muito crítica contra os vazamentos feitos por Edward Snowden e Glenn Greenwald.

Apesar da história militar notável de Schindler o mais surpreendente é que o conteúdo das informações onde estava dando advertência, passou praticamente despercebido pela mídia convencional. Nem tampouco causou furor na Internet: a mensagem recebeu pouco mais de 700 retweets.

Via: http://www.diariodobrasil.org/

DILMA ANTI CRISTO - PROJETO DE LEI PROPÕE O FIM DA CIRCULAÇÃO E USO DE DINHEIRO EM ESPÉCIE NO BRASIL




Houve em 19/11 uma audiência pública no congresso brasileiro para discutir o Bitcoin.
Contudo, essa discussão aconteceu como parte de um projeto muito maior, que afetará a todos os brasileiros. O projeto de lei em discussão visa extinguir o dinheiro em espécie no Brasil. Diz o primeiro artigo: fica extinto o dinheiro em espécie e proibida sua produção, circulação e seu uso em transações financeiras.

Segue abaixo o projeto de lei na íntegra, que tem apenas 3 artigos e uma justificativa sobre os motivos da lei (os grifos são todos meus). O autor do projeto é o deputado Reginaldo Lopes.

PROJETO DE LEI Nº , DE 2015 (Do Sr. Reginaldo Lopes)

Extingui a produção, circulação e uso do dinheiro em espécie, e determina que as transações financeiras se realizem apenas através do sistema digital.

O Congresso Nacional decreta:

Art. 1º fica extinto o dinheiro em espécie e proibida sua produção, circulação e seu uso em transações financeiras.
Parágrafo único: é permitida a posse de cédulas de dinheiro para fins de registro histórico.

Art. 2º Fica proibida a cobrança por empresas bancárias e de crédito, de percentual em transações de debito.

Art. 3º Esta lei entra em vigor em 5 anos a partir da data de sua publicação.

De acordo com os que defendem a ideia, em um primeiro momento pode parecer improvável o fim do dinheiro em espécie, mas analisando com mais critério pode-se verificar que não seria tão difícil a implantação. Mais comuns a cada dia que passa, transações feitas digitalmente (seja em sites de banco, máquinas de cartão de débito/crédito, celulares) poderão, daqui a alguns anos, fazer com que cédulas de moedas caiam no esquecimento, sem falar que terroristas, sonegadores, lavadores de dinheiro, cartéis de drogas, assaltantes, corruptos estariam na mira fácil do controle financeiro.

A tecnologia proporciona todas as condições para que pagamentos, inclusive de pequenos valores, possam ser feitos sem a necessidade de dinheiro em espécie.

Opinião:

Deus nos alerta no livro bíblico de Apocalipse sobre o tempo em que as pessoas não poderiam comprar ou vender sem ter um "sinal", que seria na testa ou na mão direita.

"E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas,
Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome." Apocalipse 13:16,17

Temos que entender que o apóstolo João estava tendo uma visão do futuro, por isso, sem saber classificar o que realmente era, chamou de "sinal" o que poderia ser um código de barras ou mesmo um microchip, por exemplo.


Vejam o que Deus fala a respeito de quem tiver essa marca:

"E seguiu-os o terceiro anjo, dizendo com grande voz: Se alguém adorar a besta, e a sua imagem, e receber o sinal na sua testa, ou na sua mão,
Também este beberá do vinho da ira de Deus, que se deitou, não misturado, no cálice da sua ira; e será atormentado com fogo e enxofre diante dos santos anjos e diante do Cordeiro."
Apocalipse 14:9,10

Chegará um tempo em que os cristãos serão provados na sua fé, e isso ocorrerá para que Deus possa separar o joio do trigo, o cristão fiel do "modinha" que vai na igreja por costume ou para pedir favores à Deus.

A pergunta que fica:

Os que não têm fé para praticar a Palavra de Deus nas coisas mais simples do dia a dia, terão fé para passar privações e serem de fato perseguidos por causa do Evangelho?


Por Leonardo Souza

Fontes:
https://www.bitcoinbrasil.com.br/projeto-de-lei-propoe-o-fim-da-circulacao-e-uso-de-dinheiro-em-especie-no-brasil
http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=1296773&filename=PL+48/2015

http://www.ocorreiodedeus.com.br/2015/11/projeto-de-lei-propoe-o-fim-da.html

ISLÃ INICIA OFICIALMENTE PROCESSO DE “CONQUISTA DO BRASIL” RUMO À SHARIA



O Alcorão prega a violência contra o Cristianismo, o Hinduísmo, Budismo, Xintoísmo, Sikhismo, Espiritismo, Ateísmo... Como é que o Islã pode desejar ser "a terceira maior religião do Brasil”, se eles não praticam a tolerância em relação às outras? Se quando os muçulmanos são a maioria num país, a liberdade de expressão e da prática de outros cultos é censurada? Não deveríamos interpretar que a proposta de “terceira maior religião” é apenas uma cortina de fumaça para angariar novos adeptos e implantar a Sharia no país?

ESTRATÉGIAS DA HÉGIRA DA CONQUISTA

HÉGIRA (migração muçulmana):
É uma tática tradicional de ocupação pacífica, na qual a comunidade Kafir tem a falsa sensação de que os primeiros imigrantes não são uma ameaça, pelo menos até que a comunidade muçulmana tenha ganhado força.

TAYSIR: 
Permite ensinar fórmulas falsas do Islã em terras estrangeiras, ou ignorar os princípios mais rígidos da Sharia, como uma versão “light” do Islã - para facilitar sua observância pelos novatos - que mais tarde serão endurecidos.

MURUNA: 
É a suspensão temporária da SHARIA, a fim de que os imigrantes muçulmanos pareçam "moderados".

HUDNA: 
É uma trégua temporária (muitas vezes entendida como "paz" pelo kafir), que os muçulmanos podem quebrar a qualquer momento, quando se tornar estrategicamente vantajoso. É geralmente para fins de armamento e reagrupamento (ver as ondas de ataques dos palestinos a Israel).

AL‐WALA’ WA’L‐BARA’: 
Esta é a convocação geral – uma conclamação aos muçulmanos para se unirem (incluindo os terroristas) e se ajudarem contra os não muçulmanos. A ordem para todos é evitar se opor à Jihad, incluindo participar no esforço de guerra aos não muçulmanos.

Confira o vídeo:





Via: https://www.facebook.com/diganaoaislamizacaodobrasileportugal/videos/431077663759502/ 

Gideões Internacionais são proibidos de distribuir exemplares da Bíblia Sagrada em seis escolas



O grupo missionário Gideões Internacionais realiza um tradicional e abrangente trabalho de distribuição de exemplares da Bíblia Sagrada em diversos países, mas a perseguição religiosa promovida por ativistas ateus tem limitado a atuação da entidade em escolas dos Estados Unidos.

Em um caso recente, a distribuição de Bíblias em seis escolas do condado de Bledsoe, no estado do Tennessee, foi interrompida devido à uma postura oficial da superintendente de educação da região, Jennifer Terry.

“Escolas do Condado de Bledsoe não permitem a distribuição de materiais de quaisquer grupos religiosos. A distribuição de materiais religiosos em uma escola pública é uma violação das disposições constitucionais, leis bem estabelecidas e precedências federais e estaduais”, disse Jennifer, de acordo com informações do Christian Today.

Em contraponto, o representante dos Gideões, Charlie Queen, afirmou que a disponibilização dos exemplares da Bíblia Sagrada é feita de maneira silenciosa e respeitosa às outras crenças: “Nós simplesmente entramos e colocamos o material sobre a mesa. Nós dizemos-lhes o que e quem nós somos. Se eles quiserem um [exemplar], podem livremente pegar. Nós não entregamos a eles, mas eles pegam o material voluntariamente”, comentou.

A decisão foi classificada como uma “perda de liberdade” e lamentada por toda a comunidade dos Gideões Internacionais.

O pastor Bill Wolfe, da “Lee Station” Baptist Church, concordou com Queen e afirmou que “toda sua congregação está muito decepcionada” com o cerceamento da liberdade religiosa na região: “Nós estamos deslizando para cada vez mais longe dos princípios sob os quais nossa nação foi fundada e é muito triste porque esta costumava ser ‘uma nação sob a mão Deus’ […] Agora, eu realmente acredito que estamos escorregando para mais longe e nós não vamos mais ser capazes de dizer isto por muito tempo”, lamentou.

Inconformados, os moradores do condado pretendem realizar um protesto em frente ao Conselho Escolar, quando os membros se reunirem.

A interpretação distorcida do princípio do Estado laico vem se tornando uma espécie de extremismo ateu contra as religiões. As leis sobre o tema nos Estados Unidos, assim como no Brasil, são pensadas para proteger o direito à fé e à crença, e não para impor restrições a esses direitos, que é, na prática, o que vem acontecendo em ambos os países.


Fonte: Gospel Mais

BENÇÃO PURA - Governador de São Paulo assina Projeto de Lei que institui dia da Marcha para Jesus


Imagem redimensionada

O governador Geraldo Alckmin assinou ontem, quarta-feira (18) o Projeto de Lei 729/2015, de autoria do deputado estadual Carlos Cezar, que institui o Dia da Marcha para Jesus. Pela Lei, a comemoração deverá ocorrer sempre no feriado de Corpus Christi.

"Com esta lei, o dia da Marcha para Jesus em uma das maiores datas do cristianismo”, disse o governador Geraldo Alckmin. “De outro lado, sendo um feriado, facilita também para mais pessoas poderem ir para a Marcha. Isso vai fazer com que ela cresça mais ainda, trazendo bons frutos ao nosso cotidiano, fortalecendo a família e também ao ponto de vista espiritual”.

O evento solene aconteceu com a presença de dezenas de lideranças religiosas no Palácio dos Bandeirantes. Entre eles, o apóstolo Estevam Hernandes e bispa Sônia Hernandes, ambos líderes da igreja Renascer em Cristo. A assinatura será públicada amanhã (19) no Diário Oficial.

Em 2009, o então presidente Luis Inácio Lula da Silva, instituiu a Lei Federal da Marcha Para Jesus, que determina que o evento aconteça anualmente no primeiro sábado, 60 dias após o feriado da Páscoa. Dois anos antes, Alberto Goldman, governador que substituía José Serra, criou a lei da “Marcha para Jesus” no calendário turístico oficial do Estado.

A “Marcha para Jesus” teve origem em Londres e ocorre em diversos países. A organização cabe às igrejas evangélicas, mas a intenção é atrair diversas denominações religiosas, com o objetivo de promover a manifestação pública da fé cristã.

O evento chegou ao país em 1993 por uma iniciativa do apóstolo Estevam Hernandes, líder da Igreja Renascer em Cristo.


Fonte: Portal do Governo do Estado de São Paulo, Jornal O Serrano e Blasting News

Organizações cristãs convocam pessoas de todo o mundo a celebrar o `Dia Internacional da Bíblia´


Organizações cristãs convocam pessoas de todo o mundo a celebrar o `Dia Internacional da Bíblia´
O "Dia Internacional da Bíblia" - um evento organizado por uma série de ministérios da Bíblia - está programado para acontecer na próxima segunda-feira (23), paralelamente em todo mundo. A proposta é que durante todo o dia, pessoas escolham um momento para compartilhar em público ou online um trecho bíblico que tenha lhes falado ao coração.
Segundo relatos do 'Christian Post', organizações, como a Sociedade Bíblica dos EUA, a 'Bible Gateway', o 'You Version' (aplicativo que fornece as mais variadas versões da Bíblia), 'Bíblias para o Mundo' e a Associação Nacional da Bíblia (EUA) têm se unido para coordenar o evento anual.
A porta-voz da Associação Nacional Bíblia, Elise Inman declarou: "Acreditamos que separar um dia para honrar a Palavra de Deus dá aos cristãos a oportunidade de mostrar solidariedade, apesar de horizontes diferentes, denominações e crenças políticas".
Muitos eventos estão programados para acontecer na próxima segunda-feira (23), incluindo leituras públicas das Escrituras.
"Outras idéias incluem a realização de um flash mob, cantando e dançando mensagens das Escrituras; pinturas ou desenhos com imagens inspiradas em algumas linhas de versos ou capturar as criações de Deus em fotos, selfies e compartilhá-las juntamente com um belo Salmo", disse um comunicado sobre o evento.
Alguns eventos correlacionados já aconteceram, como por exemplo "Uma Bíblia para leitura pública no Capitólio", que teve, que foi exposta na última terça-feira.
'Christian Post' relatou que a observância do "Dia Internacional da Bíblia" está crescendo, e Inman disse que "a mídia social também está ajudando a expandir essa ideia com o lançamento de um estudo devocional através com o uso do 'YouVersion' e coordenando mais ações de evangelismo de mídia com organizações parceiras".

Estado Islâmico promete hastear sua bandeira no Vaticano


Estado Islâmico promete hastear sua bandeira no Vaticano
Na última edição de sua revista digital, a"Dabiq", nesta quarta-feira, o grupo Estado Islâmico (EI) voltou a ameaçar a Igreja Católica e afirmou que irá hastear sua bandeira preta no Vaticano. A edição é a mesma em que o grupo divulgou uma foto do que afirma ser a bomba improvisada que derrubou um avião de uma companhia aérea russa sobre a península do Sinai, no Egito, no último mês. 
"Pedimos a Alá que apoie os mujahideen [aqueles empenhados na Jihad] contra os agentes dos líderes da idolatria e os cruzados, até que a bandeira do Califado tenha sido hasteada em Istambul e no Vaticano", afirma a publicação.
O grupo publicou ainda uma foto do que afirma serem passaportes que pertenciam a russos mortos "obtidos pelos combatentes da guerra santa".
Reféns executados
O EI anunciou também nesta quarta-feira que assassinou um refém norueguês e outro chinês, sequestrados na Síria. Ole Johan Grimsgaard-Ofstad, de 48 anos, e o chinês Fan Jinghui, de 50 anos, foram identificados pelo grupo em setembro. 
Na matéria intitulada "O destino dos dois prisioneiros", o grupo mostrou fotos dos supostos corpos dos prisioneiros. Foi reservada meia página para a frase "Executados após terem sido abandonados pelas nações e organizações apóstatas".
A autenticidade das informações não pôde ser verificada e, por enquanto, nem o governo em Pequim nem o em Oslo confirmaram a morte de seus cidadãos.
Há pouco mais de dois meses, o EI divulgou na "Dabiq" fotografias desses reféns vivos, usando macacões amarelos, segurando cartazes escritos "Prisioneiro a venda".
A bomba que derrubou um avião russo no Egito no mês passado foi colocada na cabine principal, não no compartimento de carga, como relatado anteriormente, segundo reportagem do jornal "Kommersant", nesta quarta-feira, citando uma fonte não identificada.

Perseguição aos cristãos aumenta e o governo não toma providências


Perseguição aos cristãos aumenta e o governo não toma providências
De acordo com o relatório da Portas Abertas, a situação continua difícil para os cristãos na República Democrática do Congo. As Forças Democráticas Aliadas (ADF – Allied Democratic Forces), que é um grupo rebelde de oposição na Uganda, juntamente com oNALU (National Army for the Liberation of Uganda – Forças Armadas para a Libertação na Uganda), que é um dos mais antigos grupos armados conhecidos no país, decidiram fazer uma ‘limpeza étnica’.
A região leste da República do Congo está sofrendo com a violência contínua. Muitos cristãos foram mortos e outros sequestrados, incluindo uma mãe e seus dois filhos pequenos. Casas e comércios foram destruídos e muitos campos abandonados. A cena é semelhante ao nordeste da Nigéria, onde o Boko Haram agiu da mesma forma.
Um dos analistas da Portas Abertas, comenta: "a igreja no leste do Congo precisa da nossa atenção especial. O histórico de violência tem aterrorizado a população há muito tempo e ainda assim, os irmãos correm risco e se reúnem para orar, mesmo sabendo que as igrejas também estão sendo atacadas por muçulmanos radicais que prometem exterminar os infiéis".
Segundo o analista, a intenção dos extremistas é estabelecer seu califado na área atingida. Quase todos os não-muçulmanos são cristãos e estão sendo intimidados a ir embora, fazendo com que o número de deslocados cresça ainda mais. Por enquanto, nem o governo congolês e nem a comunidade internacional tomou qualquer providência.

JACO - ISRAEL

De todos os relatos da Torá, este é um dos mais envoltos em mistério. Conta-nos a história da luta entre um ser humano e um anjo e a da ...