quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Teorias apontam arrebatamento em setembro de 2015

Os Estados Unidos são pródigos em especular sobre o final dos tempos. Contudo, existe uma série de fatores que estão convergindo para o mês de setembro deste ano.
Segundo informações do UOL, o fato é que o Exército dos EUA tem praticado exercícios visando a preparação caso um asteroide colida com a Terra. Foi oficialmente divulgado que um grande treinamento militar chamado “Jade Helm” será realizado em vários estados americanos. Serão milhares de soldados participantes, mas não foi divulgado a sua finalidade.
A hipótese de um meteoro estar se aproximando veio do conhecido blogueiro do site Whistleblower800. Ele afirma que o “Jade Helm” nada mais é que uma “apólice de seguro”.
“Se chegarmos até o outono, este terá sido apenas um exercício de treinamento. Se não, teremos tropas de prontidão para lidar com o que seria pandemônio e caos. Os militares vão atirar em nós, porque seremos vistos como tolos que se recusam a aceitar os sacrifícios necessários para salvar o nosso planeta”, escreveu.
O movimento chamado sobrevivalistas – pessoas que se preparam para sobreviver ao fim do mundo –tem esgotado os estoques de sites dedicados a vender comida desidratada de longa duração.
Ao mesmo tempo, até mesmo a grande mídia tem dado atenção para o que dizem diferentes teóricos bíblicos. Sem ligação direta com a chegada de um asteroide, eles apontam para um “grande evento” no mês de setembro. Há quem acredite que poderá ser o arrebatamento e o início da grande tribulação de sete anos. Obviamente a mídia não entende as questões teológicas, mas surpreende o fato de divulgar essa possibilidade.
Existem várias teorias sendo levantadas. Inegavelmente o mês será marcado pela provável decisão da ONU de dividir o território de Israel (inclusive Jerusalém), formalizando o estado da Palestina.
A maioria dos analistas apontam para os sinais nos céus que tem surgido com uma intensidade sem precedente nos últimos meses. Por exemplo, foi visto em Israel, no dia 30 de junho, uma conjunção de astros celestes durante a noite que seria igual ao fenômeno da “estrela de Belém”, que alertou sobre a vinda de Jesus.
O rabino messiânico Jonathan Cahn, autor de livros sobre profecia bíblica na perspectiva do judaísmo, tem alertado para o chamado “Mistério do Shemitá”. Ele não gosta de afirmar que será o arrebatamento, mas mostra que existe um padrão bíblico de acontecimentos no calendário estabelecido por Deus para o seu povo, que é lunar.
No dia 29 do mês de Elul, em ciclos de sete anos, que deveriam marcar o ano sabático da terra, tem havido grandes colapsos econômicos. Elul cai entre setembro e outubro no calendário ocidental.
Para Cahn e outras dezenas de estudiosos, foi no dia 29 de Elul, chamado na Bíblia de “dia da libertação” que ocorreram os maiores crashes do mercado financeiro mundial. Isso ficou evidenciado claramente em 2001 e 2008.
O próximo deve ser perto de 13 de setembro de 2015. Ele marca a véspera da Festa das Trombetas, também conhecida como Rosh Hashanah.
Não por coincidência, estamos em meio a um período incomum de eventos celestes, incluindo eclipses solares e lunares. São 4 “luas de sangue” tomando os céus de Israel , o que remete a uma série de profecias.
O principal fator é que em 2015, está previsto um eclipse justamente no dia 29 de Elul. A conexão imediata é com Joel 2: 30-31: “E eu mostrarei prodígios no céu e na terra, sangue e fogo, e colunas de fumaça. O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes do grande e terrível dia do Senhor virá. “
Os estudiosos apontem que este ano ainda ocorrerão:
– Eclipse solar parcial (13 de setembro de 2015) – Festa das trombetas no calendário de Israel e 7 º aniversário desde a última grande queda do mercado
– Quarta Lua de Sangue (28 de setembro de 2015) – Um eclipse lunar que será justamente uma superlua. A lua nunca esteve tão próxima da Terra. Esse evento ocorrerá durante a Festa dos Tabernáculos (Sukkot).
– Virgem vestida de Sol (23 setembro de 2017) – 50º aniversário da reconquista de Jerusalém (Jubileu). Brilho extraordinários da constelação de Virgem, seria uma lembrança da Profecia de Apocalipse 12.
Entenda melhor assistindo ao vídeo abaixo:


Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/aviso-arrebatamento-setembro-2015/

SINAIS - Inundações em Mianmar deixam mais de 100 mortos


O balanço das graves inundações que atingem Mianmar há mais de uma semana ultrapassou os 100 mortos, segundo os jornais oficiais nesta segunda-feira, com cerca de um milhão de pessoas afetadas e temor do que possa ocorrer com as colheitas de arroz.
No país asiático, 12 das 14 regiões foram atingidas por torrenciais chuvas que provocaram um rápido aumento das águas, deslizamentos de terra e cheias dos rios, em especial a do rio Irrawaddy (sudoeste).
A ajuda internacional foi reforçada nos últimos dias depois de um pedido oficial do governo.
Segundo o jornal Global New Light of Myanmar, o novo balanço das autoridades fala de mais de 100 mortos e de mais de um milhão de afetados em todo o país. Por outro lado, mais de 486.000 hectares de arrozais estão atualmente debaixo d'água, dos quais 430.000 foram destruídos pelas inundações, acrescentou o jornal.
As ONGs temem os problemas de água potável e de comida nas próximas semanas.
Com a aproximação das eleições legislativas, no dia 8 de novembro, a gestão da crise assumiu um tom político, com o governo e a oposição querendo demonstrar sua agilidade para reagir rapidamente.
No entanto, muitas vítimas escolheram pedir ajuda a grupos comunitários, monastérios, entre outros.
Em 2008, a junta birmanesa que dirigia o país foi acusada de negligência e de indiferença durante a gestão do ciclone Nargis, que deixou 140.000 vítimas entre mortos e desaparecidos.
As autoridades insistiram no fato de que estas eleições cruciais seguirão de pé.
Fonte: AFP.

Presidente israelense alerta para risco de isolamento



O presidente israelense, Reuven Rivlin, alertou que as diferenças entre os Estados Unidos e o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, sobre o acordo nuclear iraniano podem isolar o Estado judeu.

O presidente americano, Barack Obama, defendeu vigorosamente na quarta-feira o acordo com o Irã e mencionou Israel como o único opositor público ao mesmo.

"Estou muito preocupado com a batalha entre Obama e Netanyahu e pelas relações entre Israel e os Estados Unidos", declarou Rivlin ao jornal Maariv.

"O primeiro-ministro está em campanha contra os Estados Unidos, como se fôssemos iguais, e isso pode afetar Israel", acrescentou.

"Estamos muito isolados no mundo de hoje... Eu não sou um pessimista, mas pela primeira vez eu vejo que estamos sozinhos", disse ele na entrevista, realizada antes do discurso de Obama.

Netanyahu não reagiu ao discurso de Obama e funcionários do gabinete do primeiro-ministro, questionados pela AFP, não quiseram comentar.

Obama se recusou a se encontrar com Netanyahu durante a visita do premiê israelense a Washington, em março.
Fonte: AFP.

ESTUDO - Os sete candelabros de ouro

O candelabro de sete braços encontra-se ligado à cultura judaica, em Êxodo cap. 25 do livro de Êxodo, do antigo testamento. Lá, encontra-se o detalhamento de uma peça desse tipo a ser confeccionada para o templo, sobre a qual repousaria o Espírito de Deus, de forma que o mesmo é conhecido pelo nome de Menorah.
O menorah dentro do Santo Lugar do tabernáculo era uma obra de beleza extraordinária e consistia em três partes principais: a base, a haste principal e as hastes filiais. Acima da base surgia uma haste vertical e dos dois lados desta haste, saíam três hastes filiais que se encurvam para o lado e acima. Cada uma das seis hastes filiais e a haste central terminavam em um pote feito em forma de uma flor de amêndoa aberta. No mesmo topo as pétalas abertas da flor seguravam uma luminária de óleo. Foram decoradas habilmente a haste central as filiais com aquele mesmo desenho de flor de amêndoa abertos com três em cada haste e quatro na haste central.
A decoração era tão primorosa e detalhada, que Deus ordenou que somente artesãos altamente qualificados e ungidos pelo Espírito Santo poderiam fazer isto. Deus descreve para Moisés como seria essa peça de Ouro veja:
Êxodo 25 – 31;37
“ Também farás um candelabro de ouro puro; de ouro batido se fará este candelabro; o seu pé, as suas hastes, os seus copos, os seus botões, e as suas flores serão do mesmo. E dos seus lados sairão seis hastes; três hastes do candelabro de um lado dele, e três hastes do outro lado dele. Numa haste haverá três copos a modo de amêndoas, um botão e uma flor; e três copos a modo de amêndoas na outra haste, uma maçã e uma flor; assim serão as seis hastes que saem do candelabro.

Mas no candelabro mesmo haverá quatro copos a modo de amêndoas, com seus botões e com suas flores; E um botão debaixo de duas hastes que saem dele; e ainda um botão debaixo de duas outras hastes que saem dele; e ainda um botão debaixo de duas outras hastes que saem dele; assim se fará com as seis hastes que saem do candelabro. Os seus botões e as suas hastes serão do mesmo; tudo será de uma só peça, obra batida de ouro puro. Também lhe farás sete lâmpadas, as quais se acenderão para iluminar defronte dele.

Nenhuma medida é determinada acerca do seu tamanho exato (quem pode medir a luz de Deus?). As sete luminárias de óleo que descansam nas pétalas de flor estavam como pequenos potes. Uma linha ou pavio de linho eram colocados na luminária, e o fogo nunca poderia apagar (Lv. 24:2).

1 Revelação do Mistério

Depois de toda essa explicação sobre o Candelabro vem a revelação do que seria exatamente os Sete Candelabro de Ouro, eles representam as Sete Igrejas da Ásia. Em Daniel 2.22 diz que “Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com ele mora a luz.” , e assim se fez foi revelado para nós o que significa os candelabro em Ap 1.20 “O mistério das sete estrelas, que viste na minha destra, e dos sete castiçais de ouro. As sete estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete castiçais, que viste, são as sete igrejas.”, outro detalhe interessante é que haviam outras igrejas estabelecidas exemplo: Jerusalém, Antioquia da Síria, Colossos, Tessalônica, Roma, Filipos etc.

1.1 Tipos, simbolos e figuras da igreja

Assembléia dos Santos – Sl 89.7
Lavoura de Deus – 1Co 3.9
Rebanho de Cristo – Jo 10.16
Cidade Santa – Ap 21.2
Vinha – Jr 12.10

1.2 – Sete características nas cartas às Igrejas Ap1,.3

Um Destinatário
Uma autodesignação
Elogio e/ou repreensão
Uma Exortação
Promessa`aqueles que vencerem
Você pode observar que o Senhor trata individualmente tanto corrigindo, elogiando e prometendo algo especifico para cada uma dessas igrejas, veja os casos abaixo.

Éfeso: a igreja que trabalha, era ortodoxa, esforçada  (Ap 2 1-7).

Éfeso significa “desejado” essa igreja abandonou o primeiro amor, ela conscientemente abandonou o AMOR, ou seja, deixou de praticar o AMOR AGAPE. Éfeso estava num ambiente de paganismo, pecado, idolatria e adoração de demônios. A promessa para esse igreja é comer da árvore da Vida. (Ap 2.7 “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus.”)

Esmirna: a atribulada.

Esmirna significa “Cheiro suave”, era vitima de ódio e fúria do inimigo, perseguida e sofredora. A promessa feita para essa igreja é que não sofreria a segunda morte.

Pérgamo: A igreja descuidada.

Pergamo significa “elevado” por sofre influencia maligna Pergamo estava situada onde satanás habita, seguia doutrinas nicolaitas, praticas imorais e idolatria. Promessa de recompensa do maná escondido e um novo nome (pedra branca).

Tiatira: a permissiva.

Tiatira significa “sacrifício continuo”. O Senhor conhecia sua obras, seu amor, serviço, perseverança, e por fim as últimas obras eram maiores que as primeiras. Permitia o espirito de Jezabel, ou seja, mente, seduz e engana para conquistar e corromper pela prática da imoralidade. Promessa receberá autoridade sobre as nações.

Sardes: a morta.

Sardes significa “Pedra preciosa, remanescente”, na igreja de Sardes tinha 3 tipos de pessoas: Mortas – pessoas que não querem fazer exatamente nada dentro da igreja. Moribundos (morrendo) e os Vivos. Eu vejo um detalhe nessa igreja de Sardes, os membros dessa igreja em dois estágios contaminantes mortos e morrendo, nesse caso os vivos dessa igreja correm um certo risco de serem contaminados. Promessa: Vestes brancas um nome inapagável que será confessado pelo Senhor.

Filadélfia: tem autoridade de evangelização.

Filadélfia significa “amor fraternal”. Essa é a igreja fiel de porta aberta para a evangelização. Filadélfia possuía poucos recursos  e mesmo assim guarda a palavra e não nega o Nome do Senhor. Promessa: Seria protegida da hora da tribulação.

Laodicéia: a que supre a satisfação pessoal e carências eternas.

Laodicéia significa “direito do povo” essa era insensível as coisas espiritual, deixando de lado as coisas eternas. Laodicéia expulsado Cristo literalmente, tanto é que o Senhor diz “eis que estou a porta e bato”. Promessa ao que vencer sentar-se-á no trono de Cristo, (AP 20.4 – Mt 25.31).
Eu chego a seguinte conclusão, essas coisas que João diz sobre as igrejas podem servir como alerta para os dias de hoje. Todas elas começaram bem e algumas delas chegaram a um estagio deplorável, a ponto de o Senhor dizer para uma delas que vomitaria. Temos que ficar atento e observar como igreja no sentido individual da palavra e consertar e ficar firmes e perseverantes até o fim para obtermos as promessas.

JACO - ISRAEL

De todos os relatos da Torá, este é um dos mais envoltos em mistério. Conta-nos a história da luta entre um ser humano e um anjo e a da ...