sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Sinais da volta de Jesus Cristo Mensagens Evangelica

PALAVRA DO DIA - QUAL É MINHA RESPONSABILIDADE COM MISSÕES ?

O CAMINHO DA JUSTIÇA - A SANTIFICAÇÃO -




A Palavra dá-nos muitos conselhos para esta vida. Não só para aspirarmos a viver uma vida terrena digna mas, principalmente, como devemos agir hoje no nosso dia-a-dia para sermos achados dignos de um dia herdarmos o reino dos céus, a vida eterna, pelo mérito redentor de Yeshua HaMashiach. Sim, Ele é “O Caminho”, “A Verdade” e “A Vida”, e sem Ele nada podemos fazer, como Ele mesmo nos ensina em:

João 15:5 – “Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto [obras de uma vida plena de fé]; porque sem mim nada podeis fazer”.

Não nos restam quaisquer dúvidas que só poderemos achar graça aos olhos do Eterno Senhor, se andarmos por fé e em obediência a todos os Seus preceitos de vida, que Ele mesmo expressa na Sua Lei/Torá e nas palavras dadas através dos Seus profetas. A graça do Altíssimo não é derramada sobre aqueles que são desobedientes e que renegam a Sua Vontade, i.e. a Sua Lei/Torá. De resto, e simplificando, quem renega a Lei/Torá está a renegar a Yeshua HaMashiach, A Lei/Torá viva, A Palavra do Pai.

Não foi isto mesmo que Yeshua disse em João 14:15 e 15:14? Sim, nós devemos andar por fé e obediência em todos os preceitos do Pai, tal como Yeshua também andou.

Yeshua ao apresentar uma das suas parábolas/analogias, desta vez sobre a separação entre os salvos e os perdidos entre os quais há uma barreira intransponível, dizia a personagem que sofria a Abraão: “Rogo-te, pois, ó pai[Abraão], que o mandes à casa de meu pai, pois tenho cinco irmãos; para que lhes dê testemunho, a fim de que não venham também para este lugar de tormento”.Pelas palavras de Yeshua, qual foi a suposta resposta de Abraão? “Disse-lhe Abraão: Têm Moisés e os profetas; ouçam-nos”, ao que recebeu por resposta:“Não, pai Abraão; mas, se algum dentre os mortos fosse ter com eles, arrepender-se-iam”. A confirmação do valor da Lei/Torá vem também neste suposto diálogo: “Porém, Abraão lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tampouco acreditarão, ainda que algum dos mortos ressuscite”.

O relato deste grande ensinamento encontra-se em Lucas 16:19-31.

Mas, se mais exemplos de fé e de obediência quisermos, busquemos o que a carta aos Hebreus, no capítulo 11, nos diz. Este capítulo fala da fé que tem de ser o pilar da nossa vida neste mundo. Os exemplos de fiéis do passado só nos podem motivar a seguir as suas pisadas, sabendo que eles foram achados dignos pelo Altíssimo. Ao falar de todos eles, reparemos no que o autor da carta diz:

Hebreus 11:33 – “Os quais pela fé venceram reinos, praticaram a justiça, alcançaram promessas, fecharam as bocas dos leões…”

Eis aqui o denominador comum a todos eles: viveram pela fé nas promessas do Eterno Senhor e “praticaram a justiça”(ver o conceito de justo em Lucas 1:5-6). Que quer isto dizer, senão que viveram de acordo com a Vontade de YHWH expressa na Sua Lei/Torá? Sim, andar nos caminhos de YHWH, no Seu Conselho/Instrução é viver pela fé nas promessas do Eterno. Sim, este é o caminho da santificação/separação que o mundo não entende e que nos é apontado como essencial para um dia podermos estar com O Altíssimo:Hebreus 12:14.

Terminamos esta reflexão chamando a atenção para o critério do Eterno, mostrando-nos que a salvação é individual. Medite-se no que O Altíssimo nos diz através do Seu profeta:

Ezequiel 14:13-14, 20 – “Filho do homem, quando uma terra pecar contra mim [i.e. desobedecer à Minha Lei/Torá], se rebelando gravemente, então estenderei a minha mão contra ela, e lhe quebrarei o sustento do pão, e enviarei contra ela fome, e cortarei dela homens e animais. Ainda que estivessem no meio dela estes três homens, Noé, Daniel e Job, eles pela sua justiça [obediência à Torá]livrariam apenas as suas almas, diz o Senhor DEUS…Ainda que Noé, Daniel e Jó estivessem no meio dela, vivo eu, diz o Senhor DEUS, que nem um filho nem uma filha eles livrariam, mas somente eles livrariam as suas próprias almas pela sua justiça [pelo seu modo de viver justo].          

Sim, ser justo aos olhos do Eterno Elohim YHWH é andarmos, por fé, sem repreensão em todos os Seus mandamentos e preceitos, tal como nos é dito a respeito dos pais de João, o baptista.

Não nos deixemos então seduzir pelas vãs filosofias dos homens que rejeitam estas verdades fundamentais e que ensinam que agora já não é preciso guardar a Lei, quando O próprio Adonai Yeshua nos deu exemplo do contrário e pediu ao Pai para que conservasse os Seus discípulos (e todos os que viriam após eles) na Verdade:

João 17:17 – “Santifica-os na tua verdade [a Tua Lei/Torá]; a tua palavra é a verdade [a Tua Lei é a Verdade, cf. a Salmo 119:142].

Vem Adonai Yeshua vem despertar alguns cujo coração/mente só Tu conheces.

AlleluYAH

Lideranças políticas e evangélicas marcam abertura do 4ª Salão Internacional Gospel


Marcelo Rebello, organizador do evento, em conversa com Roberto de Lucena, secretário de Turismo do Estado de São Paulo. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo)
Na tarde desta quinta-feira (6) foi iniciada a 4ª edição do Salão Internacional Gospel, no Expo Center Norte, em São Paulo. Políticos e líderes religiosos foram destaques na abertura do evento, rodeada por diversos expositores e participantes.
Um dos organizadores do Salão Gospel, Marcelo Rebello, deu a primeira palavra: "O principal foco da nossa feira é fazer com que o Evangelho seja propagado", ressaltou Rebello. "Aqui não é só negócio. Aqui a presença do Espírito Santo existe."
Luciana Mazza, que também está à frente da organização, relatou sobre conquistas e dificuldades do processo de organização. "Houveram muitas lutas, muitas batalhas, muito joelho no chão e lágrimas diante de Deus. Desde o primeiro dia, pelejamos muito contra o diabo que nos atacou de diversas formas. Sofremos um acidente de carro grave, os bombeiros chegaram no local a procura dos corpos mortos", disse ela.
 
"Essa feira sempre vai acontecer para a honra e glória do nosso Deus. A evidência dos flashs são somente para Ele", apontou Mazza.
 
Depois de uma apresentação de balé, feita por um jovem casal da Companhia de dança Luciana Amancio, o prefeito de Ferraz de Vasconcelos, Acir Filló, agradeceu a Deus pelo testemunho de Mazza e elogiou a ativa atuação de Roberto de Lucena, secretário de Turismo do Estado de São Paulo, que foi ao evento como representante do governador Geraldo Alckmin.
 
Homenagem
 
Roberto de Lucena recebeu dos organizadores um quadro, com a pintura de uma pomba, que representa o Espírito Santo. Ele também ganhou, com exclusividade, o primeiro exemplar do Novo Testamento traduzido para o português diretamente do hebraico.
 
Agradecido, Lucena expressou o quanto era significativo estar nesta edição do Salão Gospel, que permaneceu mesmo em meio a um ambiente econômico e político desestabilizado. "Esse evento é fruto do sonho, orações e esforços de vocês. Eu tenho a satisfação de estar nesse magnífico evento, representando o governador Geraldo Alckmin. O salão está na agenda dele, mas pelos momentos que estamos passando, uma liderança como ele muitas vezes é demandada para agendas imprescindíveis", explicou.
 
A importante atuação da igreja
 
Roberto de Lucena ressaltou o quanto Alckmin preza pelo trabalho desenvolvido pelos evangélicos em São Paulo. "Não só no sentido da fé — porque ele e sua família são pessoas de fé, tementes a Deus — mas pelo trabalho social desenvolvido em todo o Brasil no fortalecimento das famílias, na recuperação de dependentes químicos, no trabalho com jovens, nas ministrações que vêm dos altares e levantam pessoas de suas crises. Ele respeita esse trabalho prestado pelas igrejas, e por isso me chamou para portar esse abraço", destacou.
 
"Somos 50 milhões de evangélicos. Hoje há mais evangélicos no Brasil do que argentinos na Argentina", exemplificou Lucena. "Se fôssemos um país, seríamos o segundo da América Latina. Essa população também representa um importante nicho de mercado, haja visto esse salão, que está maior que o ano passado e, certamente, colherá no próximo ano os resultados da semeadura desse ano", comentou Lucena.
 
Superando a crise
 
Roberto de Lucena aproveitou a ocasião para fortalecer os ouvintes sobre a crise que o País tem enfrentado. "O Brasil vive sim um momento difícil, mas estou absolutamente convencido de que o Brasil deixará para trás mais essa página de um capítulo difícil de sua história. Estamos vivendo um momento de transição. É um momento onde temos que ter muita lucidez e responsabilidade, principalmente as lideranças, sejam elas políticas ou cristãs".
 
"São Paulo está cumprindo seu papel, e o governador Geraldo Alckimin tem uma marca de zelo pelo estado. São Paulo, sem dúvidas, será o carro chefe da recuperação dessa crise. Vamos orar pelo nosso estado. Orem pelo Geraldo Alckmin e sua família", continuou Lucena.
 
Depois de uma apresentação do pastor Silas com a banda Kadosh, o Rabino Mário Moreno concordou com a afirmação do secretário. "Eu creio que a mudança na nossa nação virá de São Paulo".
 
Ao apresentar dois homens que tocaram shofar no início do evento, Moreno explicou: "Tocamos o shofar porque pela Torá, todas as vezes que ele foi tocado, aconteceu um milagre. Estamos diante de vários milagres aqui, que ainda terão continuidade."
 
Uma oração feita pelo Rabino finalizou o momento de celebração da inauguração, e deu início ao evento que terá duração até sábado (8).

GUIA ME

Obama diz que bombas choverão em Israel se EUA rejeitar acordo nuclear

O presidente americano Barack Obama sabe que pode ter problemas caso o Congresso norte-americano vete o acordo nuclear com o Irã.  Inimigo político do primeiro-ministro Benjamin Netayanu, o presidente americano fez uma ameaça velada ao Estado judeu em um discurso nesta semana.
Em um encontro com os 22 líderes judeus que ele convidou à Casa Branca, advertiu que caso o Congresso derrube o acordo nuclear iraniano, “foguetes do Hezbollah vão chover sobre Tel Aviv”.
Desde a guerra do Líbano de 2006, uma grande quantidade dos mísseis e foguetes lançados contra o território israelense foram fornecidos pelo Irã. O grupo terrorista Hezbollah é reconhecidamente ligado a Teerã.
Para Obama, o acordo nuclear irá manter a paz no Oriente Médio, pois os iranianos serão vigiados constantemente. Curiosamente, no mesmo dia, unidades do Hezbollah sob o comando de oficiais iranianos estavam disparando pesados mísseis Zelzal 3 contra os rebeldes sírios na cidade de Zabadani, que fica a apenas 200 km de Tel Aviv.
Em seu discurso no encontro que durou duas horas, Barack Obama declarou que se não houver acordo, dentro de pouco tempo haverá guerra entre os EUA e o Irã. Neste caso, quem pagará o preço será o Povo de Israel, pois seria impossível impedir os mísseis iranianos de atingirem Tel Aviv.
O presidente sabe que o lobby judeu é muito forte nos Estados Unidos e o fato dele não ter revelado todos os detalhes do acordo até agora, só aumentou as suspeitas.
O encontro do presidente ocorreu horas depois de o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu ter participado de uma conferência on-line, onde dialogou com influentes judeus americanos, membros da Federação Judaica da América do Norte e os presidentes das principais organizações judaicas dos EUA.
“Eu não me oponho a este acordo porque quero guerra. Eu me oponho a este acordo porque quero evitar a guerra. Todo este acordo trará guerra”, enfatizou Neanyahu.  Segundo os organizadores,mais de 10 mil pessoas assistiram a conferência.
Ao contrário do que afirma Netanyahu, Obama disse que chamou o primeiro-ministro para conversar. Também enfatizou que os EUA vão continuar a apoiar e ajudar a fortalecer a segurança de Israel.
A votação do congresso americano ocorrerá em setembro, e a imprensa americana tem divulgado que a Casa Branca poderá ter dificuldades em conseguir a maioria.
Hoje (5) pela manhã, Obama fez um discurso nos mesmos termos, exortando o Congresso a aprovar o acordo nuclear com o Irã. Afirmou ainda que Netanyahu é sincero, mas está “errado”. Deixou claro que Israel está sozinho em sua oposição ao acordo.
O presidente alertou que “Se matar este acordo, o Congresso não irá apenas pavimentar o caminho do Irã para a bomba nuclear, mas acelerá-lo”. Com informações de Times of Israel [2] e Haaretz GP

Exposição que mostra pedofilia e zoofilia provoca bate boca entre deputados

Não foi só nas redes sociais que a mostra “QueerMuseu” gerou debates e bate boca. Na noite desta terça-feira (12) o assunto foi amplam...