terça-feira, 7 de julho de 2015

PROFECIAS NA ATUALIDADE

Perguntam-nos: Com o regresso dos judeus à sua terra, tendo já a sua nação de Israel, a profecia bíblica está se cumprindo em nossos dias, ou só voltará a ser cumprida no arrebatamento da igreja?

A profecia bíblica é a revelação de Deus à humanidade, através de seus profetas escolhidos, de acontecimentos futuros descritos com exatidão, centenas ou milhares de anos pela frente. Ela abrange todos os tempos, inclusive os nossos, desde logo depois de anunciada até o futuro remoto quando haverá a criação de novos céus e nova terra.
De maneira geral, na Bíblia, a humanidade é tratada em três grupos: os descendentes de Israel, os gentios (todos os outros povos) e o povo de Deus, que inclui a igreja de Cristo. Assim, também as profecias que lá se encontram são dirigidas, ora a um, ora a outro destes grupos.
O Velho Testamento foi destinado em primeiro lugar à nação de Israel. Deus usou seus profetas dentro desse povo para declarar acontecimentos futuros, e estes dizem respeito principalmente aos descendentes de Israel e às nações gentias com as quais eles se envolveram.
Ali se encontram promessas feitas ao povo de Israel que, por serem feitas por Deus sem imposição de condições, são profecias, como:
  • o concerto “abraâmico”, considerado o tratado básico, anunciando que uma grande nação descenderia de Abraão, e que nele todas as famílias da terra seriam abençoadas (Gênesis 12:1-4). No que diz respeito a nós, vê-se o seu cumprimento na formação da igreja de Cristo.
  • o concerto “palestino”, o da restauração, anunciando que, depois de ser espalhado entre muitas nações, Israel irá voltar para a terra possuída por seus pais (Deuteronômio 30:3-5). Alguns consideram que foi cumprido parcialmente com a volta dos judeus para formar a nação soberana de Israel de nossos dias, mas realmente só será plenamente confirmado na segunda volta de Cristo quando todos os judeus remanescentes da grande tribulação serão reunidos na terra prometida aos patriarcas.
  • o concerto “davídico”, o do reino, anunciando que a dinastia de Davi, seu reino e seu trono serão estabelecidos para sempre (2Samuel 7:16). Será cumprido no milênio.
  • o concerto “novo”, o da bênção e redenção, anunciando que Israel será outra vez o povo de Deus, que ele será o seu Deus, que Israel conhecerá o Senhor e será perdoado (Jeremias 31:31-40). Está bem claro em Romanos 11:25-29 que isto só acontecerá depois que haja entrado a plenitude dos gentios, ou seja, depois que a igreja de Cristo, contendo todos os gentios a serem remidos, seja completada. Também será cumprido no milênio.
Quanto à cronologia dos acontecimentos anunciados nas profecias, temos uma estrutura notável fornecida no livro de Daniel para os tempos dos gentios, começando com o cativeiro dos judeus na Babilônia e terminando com a volta do Messias para o julgamento das nações, quando ele dará início ao seu reino de mil anos. Como a existência da igreja não fora revelada aos profetas do Velho Testamento, o período da igreja na terra está excluído da cronologia de Daniel.
Na revelação das setenta semanas (cada uma de sete anos) em Daniel 9:24-27, os acontecimentos previstos se cumpriram com absoluta exatidão até o fim da 69a semana, quando a igreja foi estabelecida; a 70a semana começará quando a besta (também chamado anticristo) firmar um tratado com muitos (israelitas). Este é o início do Dia do Senhor, ou tribulação, ou ira, que durará através desses sete últimos anos, terminando na segunda vinda de Cristo (Daniel 9:27, 10:14, Lucas 21:20-28).
Chamaremos o intervalo entre a 69a e a 70a semana de hiato e nos limitaremos a ele para responder à pergunta que nos foi formulada.
O Novo Testamento introduz algo que antes estivera escondido dos profetas do Velho Testamento, mas foi revelado por Jesus Cristo e seus apóstolos (Efésios 3:3-12): muitos entre os judeus e os gentios iriam se unir por causa da sua fé em Cristo, para formar um só povo chamado a igreja de Cristo. A formação desse povo está se dando durante o hiato, que inclui os nossos dias.
O Novo Testamento contém muitas profecias concernentes à igreja. No livro do Apocalipse temos a profecia sobre as sete igrejas: poucos duvidam que estamos vivendo já nos dias da última, Laodicéia.
Quanto ao povo de Israel, e os gentios, existem profecias para o período anterior ao da Tribulação, que deverão, portanto, se cumprir dentro do hiato, período durante o qual ele tem sido submetido a juízo pelo SENHOR, por causa da sua incredulidade, murmurações e rebelião, e foi castigado, perdendo a sua terra e sendo espalhado pelo mundo:
  • Deus prometeu que ele seria tirado dentre os povos com braço estendido e derramado furor (Ezequiel 20:33,34), após o que Ele entrará em juízo com eles, e os rebeldes serão afastados do seu meio para que não entrem na terra de Israel. O furor de Deus é evidente no Holocausto nazista, após o que foi tirado dentre os povos para habitar novamente na sua terra. Israel conquistou Jerusalém durante a Guerra dos Seis Dias, e o próximo evento para preparar para o anunciado em Daniel 9:27 será a construção do seu templo. Mas notemos que a maior parte do povo de Israel ainda se encontra espalhada pelo mundo. O tratado de paz será, portanto, assinado pela besta com “muitos”: não todos, exatamente como profetizado no livro de Daniel. A segunda parte da profecia “Ele entrará em juízo com eles, e os rebeldes serão afastados do seu meio para que não entrem na terra de Israel” se dará durante a Grande Tribulação (veja também Ezequiel 22:17-22, Sofonias 2:1-3), e depois disto entrarão na terra de Israel pela segunda vez, agora uma nação regenerada, livre dos rebeldes, para gozar as bênçãos do milênio (Isaías 11:11-12).
  • Haverá uma tentativa de invasão de Israel: Ezequiel 38:1 a 39:16. Esta passagem anuncia quem, onde, porque, qual, como e quando esta invasão acontecerá. Ainda está para vir, bem como as seguintes.
  • Haverá paz entre as nações: 1Tessalonicenses 5:1-3. É usada a expressão “dia do Senhor”, esclarecendo que este período de paz e segurança virá imediatamente antes do arrebatamento da igreja, ao qual sucederá a repentina destruição dos anos da tribulação.
  • O governo mundial será distribuído entre dez reinos: Daniel 7:24. Geralmente se aceita que o sistema romano de governo e religião, dividido em duas pernas - a civilização “cristã” oriental e ocidental - eventualmente se comporá de dez “reinos”, ou unidades de governo, antes da tribulação.
  • O homem da iniqüidade será revelado, em meio à apostasia geral (2Tessalonicenses 2:1-5). Em seguida à composição dos dez reinos, este personagem, mais conhecido como o “anticristo”, começará sua escalada ao poder supremo (Daniel 7:24), e sua identidade será revelada antes da tribulação. A aliança por sete anos entre o “anticristo” e o Estado de Israel marcará o fim do hiato (Daniel 9:27), e o princípio da tribulação de sete anos.
Tanto as sete igrejas como estes acontecimentos seguem em seqüência dentro do hiato. Outros acontecimentos são previstos que não podemos encaixar em uma seqüência. Destacamos os seguintes, todos ainda no futuro:
  • Trevas: estão previstas em cinco ocasiões, uma das quais, de acordo com Joel 2:31, será antes que venha o grande e terrível dia do SENHOR, outra descrição dos sete anos de tribulação. Serão semelhantes às do Egito (Êxodo 10:21-23) e às que houve durante a crucificação (Mateus 27:45).
  • A volta de Elias: acontecerá antes que venha o grande e terrível dia do SENHOR, para restaurar a unidade da família de Israel, que está em vias de se desintegrar.
  • O arrebatamento da igreja de Cristo, a quem foi prometido que não estará sujeita à ira, e só Deus sabe o dia e a hora em que isto vai acontecer (Mateus 24:36-44, Atos 1:7). Este acontecimento não se confunde com a segunda volta de Cristo ao mundo com o fim de julgá-lo e estabelecer o Seu reino. O arrebatamento é a esperança da igreja, quando o Senhor, a brilhante Estrela da Manhã (Apocalipse 22:16), descerá para encontrá-la nos ares, para que estejamos para sempre com Ele (João 14:1-3, Filipenses 3:20-21, 1Tessalonicenses 4:13-18, 1Coríntios 15:50-58, 1João 3:2), enquanto a segunda volta é a esperança de Israel, quando Ele aparecerá como o Sol da justiça, com salvação nas suas asas (Malaquias 4:2). Tudo o que se sabe a respeito de quando o arrebatamento ocorrerá, é que vai ser antes da tribulação (1Tessalonicenses 1:9-10, 5:9, Apocalipse 3:10) e que está iminente, como sempre esteve (João 21:20-23, Romanos 13:11-12, Tiago 5:7-9, Apocalipse 22:20).
A verdadeira esperança do crente não está na terra, mas no céu. Esperamos o cumprimento dos desígnios de Deus na terra, mas nossa prioridade não é a nossa liberação na terra, para usufruir bênçãos terrenas, como a nação de Israel, mas sim, liberação da terra, para gozarmos das inefáveis bênçãos na presença de nosso Salvador no céu. O crente não espera a conversão do mundo para Cristo, nem a sua reforma. Sua esperança imediata não é o reino de Cristo, mas a vinda de Cristo para buscá-lo.




VIA   GRITOS DE ALERTA  / BÍBLE FACTS



GRITOS DE ALERTA E APOSTOLO ROBERTO TORRECILHAS LEVAM A PALAVRA DE DEUS A MAIS DE 170 PAÍSES.

É muito gratificante sabermos de fato que estamos chegando a vários rincões distantes da terra.
Iniciamos esse projeto a alguns anos a  trás e hoje vemos o quanto Deus nos tem abençoado.
Pois nosso projeto esta em pleno exito  e expansão .

Desde o inicio mantemos nosso foco que é levar as noticias do dia a dia , e em contra partida pregarmos a palavra de DEUS .

e Essa estratégia nos foi dada por DEUS , e com isso chegamos a marca de 170  países .

Agradecemos a DEUS por essa benção , e mais ainda , quando sabemos que muitos dos países que estamos chegando são da janela 10   40 .

PAÍSES ONDE É PROIBIDO PREGAR A PALAVRA DE DEUS .


Continuem compartilhando , comentando , e orando por nossas vidas.



APOSTOLO ROBERTO TORRECILHAS
MINISTÉRIO APOSTÓLICO GERAÇÃO GRAÇA E PAZ
GRITOS DE ALERTA

obs.  você acompanha o gritos de alerta ? então comente . 

Programa “De Bem com a Vida” será exibido para mais de 21 países


Devido ao seu grande sucesso, o “De Bem com a Vida” – programa da Rede Gospel de Televisão dedicado ao público feminino – recebeu destaque internacional. A partir do próximo sábado (4), a atração será exibida para mais de 21 países, através da emissora cristã Enlace.
 
Com 30 minutos de duração e dublagem em espanhol, a versão latino-americana do programa de Bispa Sonia e Bispa Fernanda Hernandes Rasmussen será composta por entrevistas, testemunhos, musicais e os quadros “Pensamento do Dia” – uma breve e edificante ministração da líder da igreja Renascer em Cristo – e “Hora da Concordância” – momento em que as apresentadoras oram pelo encerramento do programa e pelos pedidos de oração dos telespectadores –.
 
O “De Bem com a Vida” é um dos carros-chefes da Rede Gospel de Televisão. Há quase duas décadas no ar, sob o comando de Bispa Sonia e de sua filha, Bispa Fernanda Hernandes Rasmussen, o programa é uma das melhores opções da televisão brasileira para o público feminino; com o diferencial de não somente entreter, mas também de levar os telespectadores para mais perto de Deus. São incontáveis os testemunhos, ao longo desses anos, de pessoas que tiveram suas vidas tocadas e transformadas pelo evangelho.
 
O programa tem seu espectro de audiência ampliado, por ser uma agradável revista eletrônica e tratar de temas mais pertinentes e de interesse da mulher moderna e atual. Com uma abordagem ainda mais abrangente, com quadros interativos nas áreas de saúde, culinária, beleza, família, artesanato, educação dos filhos, entre outros, a atração sempre trata os mais variados assuntos sob o prisma espiritual, dando voz também ao público, que pode participar através das redes sociais. Atualmente, no Brasil, o programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 8h30, com reapresentação às 14 horas, pela Rede Gospel de Televisão.
 
Sobre a Enlace
 
Fundada há 25 anos, a Enlace surgiu com o objetivo de oferecer, às nações latinas, uma programação 100% cristã.
 
Atualmente, a rede de televisão possui 6.500 pontos de transmissão, 15 satélites e oferece cobertura para mais de 97 países.
 
Seus 110 programas também são transmitidos ao vivo através do site www.enlace.org.

VIA  GRITOS  DE   ALERTA  /  INF. IGOSPEL

Talibã diz para o EI `ficar fora de seu território´ no Afeganistão


Talibã diz para o EI `ficar fora de seu território´ no Afeganistão
De acordo com o jornal Washington Post, o Talibã no Afeganistão enviou uma carta a Abu Bakr al Baghdadi, líder do Estado Islâmico (EI). Nela, o grupo político exige que o Estado Islâmico fique longe do campo de batalha afegão.
Daniel, analista de perseguição da Portas Abertas, afirmou: “É interessante que o Talibã envie essa carta agora e requeira do Estado islâmico uma contenção. Especialmente o grupo político Talibã, que pelo que eu saiba, nunca foi ativo na Síria e no Iraque. Por outro lado, o EI parece ser atraente para um número cada vez mais crescente de membros do Talibã, que não concordam com a abordagem de sua liderança de luta e negociação, em vez de explorar plenamente a fraqueza do governo.”
Ele continua: “Facções descontentes podem ser facilmente atraídas pela lealdade prometida pelo EI, além de seus fundos e de sua ‘afeição’. Em abril, alguns ataques em Jalalabad foram reivindicados por 'Daesh', o nome árabe frequentemente usado para Estado Islâmico, embora não seja claro se essas alegações eram verdadeiras. O que parece claro, no entanto, é que os talibãs estão passando por uma crise, enquanto uma cisão, o "Grupo de Khorasan ', afirma ser filial do Estado Islâmico no Afeganistão. Dado que a região histórica de Khorasan engloba regiões do Irã e do Turquemenistão, o grupo pode ter um objetivo maior. “
Pedidos de oração
- Ore pela situação atual do Afeganistão, que ocupa o 5º lugar na Classificação da Perseguição Religiosa, que vive em meio a sérios conflitos.
- Interceda pelos cristãos locais no país, onde não existem igrejas oficiais e os cristãos devem manter sua fé em segredo, uma vez que se compartilham sobre sua fé enfrentam violência e ameaças de morte.
- Peça a Deus para que a igreja continue crescendo. Mesmo com todas as restrições, muitos cristãos permanecem firmes e, apesar de todos os perigos, o cristianismo continua a crescer.
PORTAS ABERTAS

Homem-bomba explode igreja evangélica e deixa cinco mortos na Nigéria


Homem-bomba explode igreja evangélica e deixa cinco mortos na Nigéria
Uma igreja cristã pentecostal sofreu um ataque terrorista em Potiskum, no nordeste da Nigéria. Cinco pessoas, incluindo uma mulher, seus dois filhos e um pastor, foram mortas na manhã deste domingo (5), segundo informou a AFP, um policial e um habitante local.
O homem-bomba entrou na igreja às 9h55 (5h55 de Brasília) e, em seguida, explodiu a si mesmo. O prédio da igreja é localizado no bairro de Jigawa, nos arredores de Potiskum, a capital econômica do estado de Yobem.
"Quatro fiéis morreram imediatamente, enquanto a quinta vítima morreu pouco depois de chegar ao hospital", indicou um policial. Um morador local confirmou esta informação.
Segundo relatos de Garba Manu, uma testemunha, o homem-bomba chegou à igreja em um rickshaw, vestido como os outros fiéis, e acionou seus explosivos ao entrar no edifício.
"Eu o vi entrando na igreja sem levantar qualquer suspeita. Cinco fiéis, três mulheres e dois homens estavam na igreja quando o homem-bomba entrou e todos eles morreram", acrescentou.
A autoria do ataque ainda não foi revelada, mas desde que se iniciou o avanço extremista do Boko Haram, há seis anos, Potiskum tem sido regularmente alvo de ataques, incluindo vários suicidas.
Durante o Ramadã, mês sagrado para o islamismo, a Nigéria, com centenas de pessoas mortas pelo Boko Haram em poucos dias, viu sua pior semana desde que o novo presidente, Muhammadu Buhari, tomou posse em 29 de maio.
A onda de ataques, que começou na quarta-feira, atingiu várias aldeias no estado de Borno, o epicentro da insurgência do Boko Haram, agora filiado ao grupo Estado Islâmico.

Estado Islâmico começa bombardeio contra Israel

Todos os atos do grupo extremista Estado Islâmico têm efeito imediato na mídia. No início do Ramadã, período sagrado que vai até dia 17 de julho, eles prometeram um “banho de sangue” conclamando que todos os muçulmanos matassem infiéis (cristãos e judeus).
Os primeiros resultados disso foram ataques coordenados na França, no Kuwait e na Tunísia.
Também houve aumento nas execuções na Síria, Iraque e Nigéria, onde o grupo e seus aliados vem operando. Desde que proclamaram o califado no ano passado, falam em invadir Israel e matar todos os judeus.
No final do mês surgiram os primeiros relatos que eles já estão no lado oriental de Jerusalém, reivindicado pela Palestina.
Na sexta (3/07) pode ter se iniciado a guerra prometida contra o Estado judeu. Um grupo afiliado ao Estado Islâmico no Egito lançou três foguetes Grad contra o sul de Israel nesta sexta-feira. Utilizando o Twitter, os terroristas afirmam que seu objetivo é eliminar os israelenses na “Palestina ocupada”.
Oficialmente, não há relatos de vítimas. Contudo, os ataques ocorreram na mesma semana que o EI ameaçou tomar a Faixa de Gaza das mãos do Hamas e transformá-la em parte do califado. Os 3 foguetes foram lançados um mês depois do primeiro ataque oficial do EI contra Israel.
A presença do Estado Islâmico no Egito não é nova, mas surpreende pela força demonstrada. Os militantes atacaram postos de controle do exército egípcio no norte do Sinai, perto da fronteira com Israel. Pelo menos 64 soldados egípcios morreram e um número não confirmado de militantes do EI teriam morrido.
As informações da imprensa internacional são imprecisas, uma vez que não há jornalistas no local e os dados são reproduzidos segundo o governo do Egito os divulga.
A agência Reuters informa que os militantes plantaram bombas ao longo de uma estrada para impedir avanços do exército egípcio que luta para retomar o controle da área.
Para muitos muçulmanos, a guerra contra Israel é retomada depois da derrota da liga árabe em 1967. Movimentações no norte de Israel de soldados do EI colaboram para essa triste expectativa.
Os EUA condenaram veementemente os ataques, mas limitaram-se a dizer que se tratava de um ataque terrorista. O governo de Israel não se pronunciou oficialmente, nem respondeu aos ataques, mas fez evacuações na área de Hof Ashkelon. Com informações Jerusalém Post e Fox News

JACO - ISRAEL

De todos os relatos da Torá, este é um dos mais envoltos em mistério. Conta-nos a história da luta entre um ser humano e um anjo e a da ...