quarta-feira, 10 de setembro de 2014

HOJE É MEU DIA DE DESCANSO MERECIDO RSRSRSRS


HOJE É MEU ANIVERSÁRIO

Hoje ,  dia 11/09   eu  comemoro 47  anos  de  vida , muito bem  vivida , lutas , provas , desafios   e  muitas  vitórias .
Tive  perdas que  pareciam irreversíveis , ataques  que  parecia  que  não  suportaria .
Momentos  que  pensei  que  não  conseguiria vencer.
MAS  ATÉ AQUI DEUS ME SUSTENTOU .
Vejo ,  que  mesmo tendo feito  alguma coisa , percebo que  ainda  não  fiz  nada ,  e  devo me preparar para seguir  a  frente , pois  almejo novas  conquistas  e desafios .
Agradeço  a  Deus por  cada vida  que  passou  pela minha  vida até  agora   , quer  me dando alegrias  ou  decepções ,  pois  tudo  é para  mim  uma  escola.
Peço humildemente a  sua  ajuda  em  oração e  intercessão , pois a  caminhada  esta apenas no começo .

Aproveito para  parabenizar a  todos  aniversariantes , feliz  aniversario.

Muito  obrigado.


Bispo Roberto  Torrecilhas .


Ministério Geração  Graça e Paz.
Blog Gritos de alerta.
Jornal Impacto Real .

Pastor e dois cristãos são presos no Irã, pela fé em Cristo


Pastor e dois cristãos são presos no Irã, pela fé em Cristo
O Irã tem um longo histórico de abusos aos direitos humanos e perseguição violenta contra cristãos. A  Christian Solidarity Worldwide (CSW) divulgou a prisão, mas sem a localização do presidio, de um pastor e dois cristãos já a algum tempo, mas só agora tiveram o fato confirmado e com risco de morte.
Três cristãos, entre eles o pastor Matthias Haghnejad, foram detidos pelas forças de segurança iranianas, fato esse confirmado pela Christian Solidarity Worldwide (CSW) uma entidade internacional que cuida dos interesses dos cristãos e pastores que sofrem perseguição, e que na maioria das vezes são presos e precisam de ajuda .
Pastor Matthias Haghnejad, de Bandar Anzali, foi preso junto com dois outros amigos cristãos, Mohammad Roghangir e Suroush Saraie, em sua casa, no dia 5 de Julho, às 08h30. O Pastor foi originalmente acusado de “moharebeh ‘, que significa” inimizade contra Deus” que é punível com pena de morte. O local onde estão presos ainda não é conhecido, divulgou a CSW, daí a preocupação sobre a vida dos três cristãos.
Várias bíblias foram supostamente confiscadas da casa do pastor no dia da prisão, juntamente com panfletos e um computador pessoal.
Não é a primeira vez que os três foram alvo de perseguição, pastor Matthias já cumpriu penas de prisão três vezes, e seus dois contemporâneos estavam entre os que foram presos em outubro de 2012, durante uma reunião de oração.
Os três, mais tarde foram considerados culpados de “ação contra a segurança nacional” e “propaganda contra a ordem do sistema” e condenado à prisão.
Chefe do Executivo da CSW (Christian Solidarity Worldwide) , Mervyn Thomas, disse que a organização está “profundamente preocupada” com os últimos acontecimentos.
“Estes homens foram perseguidos pelas autoridades iranianas no passado, e apesar das acusações políticas a ser imposta contra eles, eles foram claramente preso por causa de sua fé”, disse ele em um comunicado.
Os cristãos representam menos de um por cento da população do Irã, e experimentaram uma repressão por parte das autoridades iranianas nos últimos anos.
“Pedimos ao Governo do Irã para suspender a perseguição aos cristãos, parar com detenção de minorias religiosas e começar defender a liberdade de religião ou crença, conforme descrito no convênio de que o Irã faz parte. Além disso, a comunidade internacional deve cobrar o Irã para que preste conta do bem-estar dos prisioneiros religiosos.”, solicitou Mervyn Thomas.
A longa história de abusos dos direitos humanos e de violência, no Irã, se dá numa rápida escalada em todo o país, impulsionada por leis que permitem a perseguição legal das comunidades minoritárias, como os cristãos e os muçulmanos, bahá’ís que foram condenados pelas autoridades iranianas como um “culto ilegal “.
Convertidos cristãos são proibidos de orar nas igrejas públicas e o pastor americano Saeed Abedini, que está cumprindo uma sentença de prisão de oito anos por “ameaçar a segurança do Estado”, permanece na prisão no Irã por seu envolvimento no desenvolvimento de comunidades de igrejas domésticas.

VIA  GRITOS DE ALERTA /CPAD

SOCORRO DEUS , EU TÔ CANSADO .

 Muitas pessoas tem vivido dias em que não sentem prazer em mais nada .
Vivem como se fossem obrigados a viver em um mundo chato e cruél.
Esse sintoma chamamos de cansaço . Esta condição pode ser temporária ou permanente. O cansaço pode ser definido como escassez de energia para a vida. Uma pessoa cansada recebe uma carga de energia insuficiente para as demandas da sua vida. O cansaço pode ser físico, emocional e espiritual ou físico, emocional e espiritual ao mesmo tempo.
No cansaço físico, há uma sobrecarga sobre o corpo, maior que este pode suportar. Esta sobrecarga pode vir por excesso de trabalho, pelo esforço para se viver a velocidade imposta pelo meio (profissional ou cultural) ou por uma doença limitadora.
O cansaço pode ser, sobretudo, emocional, com causas diversas, como transtorno psíquico, perfeccionismo, auto-estima baixa, sentimento de rejeição, raivas guardadas, senso de inadequação, eventos dolorosos inesperados, relacionamentos diariamente desgastantes. Suas conseqüências são dramáticas.
Há também o cansaço espiritual. Muitas vezes, o cansaço espiritual está na gênese do cansaço emocional. Outras vezes, o cansaço espiritual é uma decorrência do cansaço emocional, que impede uma boa visão de quem Deus é e de quem somos nós.
Uma pessoa espiritualmente cansada se sente castigada por Deus. Em função de sua visão errada de Deus, o cansado pensa que esta  sendo castigado por Deus. Se as coisas estão como estão, é porque fez algo que desagradou a Deus e agora está recebendo a recompensa.
O cansado está sempre varrendo a sua vida em busca de culpas, algumas que jamais encontrará. É como se os "amigos" de Jó ainda lhe sussurrassem culpas ao ouvido. Há muitos cristãos cuja revelação de Deus terminou no Antigo Testamento.
 O cansado está cansado e tem na ponta da língua um texto de Hebreus, que cita dois textos do Antigo Testamento (Provérbios 3.10,11; Deuteronômio 8.5).
 Ao cansado falta coragem para afirmar que Deus não existe, mas a sua condição leva-lhe a achar que Deus está distante dele.
O cansado ora, mas não acha que sua oração passou do teto. Ele pede, mas não verá a resposta de Deus.
 O cansado canta, meio desanimado, porque não acha que Deus habita no meio dos louvores (Salmo 22.3 – ARA).
O cansado até trabalha para o Senhor, mas não crê que o que faz promova alguma diferença.
 O cansado olha para a prosperidade dos ímpios, lê que o destino deles é o mesmo da palha que o vento dispersa, mas não encontra consolo nessas palavras.
O cansado olha para os lados e só vê adversidade.
 O cansado olha para si mesmo e se vê fraco para enfrentar os adversários. Se não desistiu de lutar, o cansado está próximo de o fazer.
O cansado perdeu a alegria da salvação, com o ânimo que dá; o poder da cruz ficou no passado; a força da ressurreição perdeu o futuro. O medo é tão forte que a morte parece ser a única possibilidade (Salmos 6.5b). Vindo ela, acabará o sofrimento, a espera. Uma pessoa espiritualmente cansada não tem perspectiva para a vida.
O cansaço é o sintoma; há algo mais profundo. Se é físico, demanda uma disposição. Se é emocional, demanda uma atitude. Se é espiritual, demanda uma escolha.

O cansaço emocional é muito difícil de ser tratado porque o primeiro passo, que é reconhecer a dificuldade em toda a sua extensão, é muito difícil de ser dado. Se sofremos de algum transtorno psíquico, nosso primeiro passo é reconhecer a nossa enfermidade, sim, enfermidade, com este nome, e buscar um profissional para que haja um diagnóstico e um tratamento. Depois nos caberá continuar com os cuidados prescritos, sejam eles por meio de psicoterapia ou de remédios a serem tomados regularmente.
Sem esses cuidados, até o toque suave de uma brisa nos deixa cansados. Imagine um ataque... Há dores que o remédio não cura, mas há sofrimentos a que o remédio pode pôr fim, e, às vezes, sem nenhum efeito colateral.
Se somos perfeccionistas, lembremos que o perfeccionismo mata. Aqueles que levaram Jesus à cruz faziam parte dos perfeccionistas, que não podiam tolerar alguém que andasse com imperfeitos mendigos e imperfeitas prostitutas e que, ainda por cima, não guardava o sábado. Sejamos críticos dos nossos atos e pensamentos, mas num tom que gere culpa e arrependimento, e não apenas culpa. Se somos daqueles que nos cansamos de tanto nos agitar, memorizemos este versículo, repetindo-o sempre para nós mesmos:
“Parem de lutar! Saibam que eu sou Deus!
Serei exaltado entre as nações, serei exaltado na terra.
O Senhor dos Exércitos está conosco;
o Deus de Jacó é a nossa torre segura”.
(Salmos 46.10,11).

O soldado cansado

Não há entre nós falta de evidências de que os bons crentes estão sofrendo de algum tipo de fadiga espiritual. Em nossa comunhão A difícil tarefa para quem não se sente amado é saber que, mesmo não se sentindo, é amado por Deus.


Ele não entregaria seu Filho para morrer por alguém a quem não amasse. É até possível que você tenha sido rejeitado, até mesmo desde o ventre. Você não pode mudar isso, mas você pode amar você mesmo, você pode se deixar amar por outras pessoas, você pode se deixar amar por Deus. Vale a pena crer como o profeta Miquéias: "Quem é comparável a ti, oh, Deus, que perdoas o pecado e (...) tens prazer em mostrar amor" (Miquéias 7.18). A vida vale a pena.

Pare de fazer as coisas para os outros, a fim de ser reconhecido por eles. Não há nenhuma garantia que amarão você como você os ama. Nada garante que sua "dedicação" a eles vai lhes alterar o jeito de ser. Eles dão o que são. E você é alguém a quem Deus ama.
O inabalável amor de Deus não nos protege de eventos tristes e que nos atingem dolorosamente.
O inabdicável amor de Deus não nos poupa do divórcio.
O inalterável amor de Deus não nos poupa de todos os acidentes de carro ou de avião.
O incomparável amor de Deus não nos poupa de ter um filho que se desvia para o álcool ou para a droga, ou para a preguiça.
 O incontrolável amor de Deus não nos poupa da doença, a nossa ou de uma pessoa querida.
O ilimitável amor de Deus não nos poupa do desemprego.
O imbatível amor de Deus não nos poupa de frustrações.
O imensurável amor de Deus não nos poupa de ficar cansados.
Nunca podemos nos esquecer que o imponderável amor de Deus não nos exime de nossas responsabilidades. O divórcio é uma produção humana do casal ou de um deles, seja por infidelidade, crueldade ou leviandade.
 O inexcedível amor de Deus não se assenta ao volante de um veículo, o nosso ou daquele que cruza conosco.
 O incorruptível amor de Deus não tira a responsabilidade de quem se afunda no vício.
O indeclinável amor de Deus não dirige empresas que empregam e desempregam, nem preenche currículos.
 O inegável amor de Deus não evita que tenhamos parentes-serpentes ou amigos-escorpiões.
O inesquecível amor de Deus não impede que tenhamos relacionamentos desgastantes.
O inexaurível amor de Deus não nos supre sempre de boas companhias, bons amores ou boas amizades. E tudo isso nos cansa.
No entanto, o infalível amor de Deus estará conosco na vida conjugal para que não haja divórcio, mas, se houver, também estará conosco, havendo arrependimento e confissão.
O infindável amor de Deus, que está sempre vigilante, nos poupa de muitos acidentes, segundo a sua soberania e misericórdia, embora não escreva manchetes para ficarmos sabendo como e quando aconteceu.
 O inquebrantável amor de Deus está pronto a receber o filho pródigo, por mais dependente que esteja do que não deveria estar, e apoiar a família que espera pela volta do filho que partiu para longe.
O invencível amor de Deus percorre conosco o labirinto do sucesso profissional, para nos orientar.
O invulnerável amor de Deus nos livra dos venenos que amigos e parentes nos lançam goela adentro. O irretocável amor de Deus nos ensina a viver com as pessoas como elas são, com sabedoria divina, com paciência divina, com perdão divino.
O irreversível amor de Deus nos faz companhia quando nos faltam as de carne e osso.
Saber que somos amados por Deus, que acorda cedo conosco, dorme tarde conosco, corre conosco, nos dá ânimo para enfrentar as lutas de nossas vidas.
Somos amados por Deus e isso basta para a nossa felicidade .



VIA GRITOS DE ALERTA

ORE , POIS NESSE MOMENTO UM CRISTÃOS ESTA SENDO MORTO POR SUA FÉ EM JESUS.

Nesse momento um cristão esta sendo morto  em  alguma  parte do mundo.


O relatório liga a discriminação a uma onda de novas leis que de forma seletiva afetam os cristãos.
“É aqueles que lutam para viver de acordo com os elevados requisitos éticos do Cristianismo que experimentam um confronto,” não os cristãos nominais que se alinham com as tendências predominantes da sociedade, diz o Dr. Gudrun Kugler.
Kugler dirige o Observatório da Intolerância e Discriminação contra Cristãos, que lançou o relatório numa conferência internacional sobre tolerância e discriminação na Albânia em maio.
Os países europeus se orgulham de estar na vanguarda dos direitos humanos, muitas vezes usando foros como o Conselho de Direitos Humanos da ONU para pressionar outros países. Contudo, o relatório revela uma explosão de novas leis que estigmatizam os cristãos e desafiam os direitos humanos internacionais como a liberdade de consciência, expressão e direitos dos pais.
Na Holanda, apesar de um direito de não participar de procedimentos médicos antiéticos, os abortos são parte do treinamento obrigatório de obstetras e ginecologistas. Um tribunal do Reino Unido (RU) ordenou que duas parteiras católicas supervisionassem outras parteiras cometendo abortos.
A Suécia não permite nenhum direito de consciência para profissionais da saúde, parteiras, estudantes de medicina ou farmacêuticos.
Os escrivães civis da Irlanda podem ser presos por até seis meses se não celebrarem cerimônias de mesmo sexo. Igrejas podem ser multadas por não permitirem que sua propriedade seja usada para celebrações de mesmo sexo.
A França proíbe discursos negativos contra a homossexualidade. Os pregadores cristãos de rua, manifestantes pró-vida e um casal cristão numa conversa particular foram acusados de violar uma lei inglesa contra palavras ou conduta “com probabilidade de provocar importunação, susto ou angústia.”
Embora as marchas de orgulho gay sejam permitidas, o direito dos cristãos se associarem é visto com suspeita. Protestos silenciosos, aconselhamento e orações na frente de clínicas de aborto podem resultar em prisões por assédio na Áustria.
Os donos de uma pensão cristã na Inglaterra foram multados por não alugarem um quarto em sua casa, onde eles vivem com seus filhos, para uma dupla homossexual. A Holanda exige que os órgãos governamentais quebrem contratos com entidades particulares que objetam participar de uniões homossexuais.
Um médico cristão na Inglaterra foi demitido por mandar por email uma oração aos colegas. Um juiz deu o veredicto de que os cristãos não têm nenhum direito de se abster do trabalho nos domingos afirmando que não é “um componente essencial” de suas convicções.
Os pais têm o direito universal de educar seus filhos. Entretanto, a educação escolar em casa é criminalizada na Alemanha, enquanto a Áustria ameaça tirar os filhos das famílias. A educação sexual explícita da Suécia é obrigatória para crianças, onde uma menina de 11 anos fez dois abortos sem o consentimento de seus pais.
O relatório pressupõe que essas leis estimulam um clima hostil que permite impunidade aos ataques.
Um artista da Eslovênia colocou fogo numa cruz — o mesmo ato que ele cometeu 10 anos antes, mas foi inocentado no tribunal. Uma livraria católica na França sofreu vandalismo 26 vezes sem nenhuma resposta das autoridades públicas ou meios de comunicação. A Associação Polonesa de Futebol proibiu cruzes e Bíblias como “materiais racistas e xenófobicos.”
Na França, 84% dos vandalismos em 2010 foram contra lugares cristãos. Uma cidade da Espanha proibiu um bispo de eventos oficiais da cidade por criticar os estilos de vida homossexuais.
“Os cristãos não estão pedindo tratamento especial,” disse Gary Streeter, membro do Parlamento da Inglaterra, “mas estamos buscando oportunidades iguais, para que convicções sinceras recebam espaço igual em nossas leis e em nossa sociedade.”

Em sabatina, Pastor Everaldo diz que PT o 'decepcionou'

O candidato do PSC à Presidência, Pastor Everaldo, afirmou que seu partido apoiava o PT por acreditar que o governo petista seria a melhor solução para o País, mas passou para a oposição em meio à decepção com o partido. Em sabatina no G1, o candidato disse que a oposição do PSC é "independente e responsável". "Sempre votaremos a favor do governo quando for de interesse do povo brasileiro", frisou.
Na sabatina, o candidato foi bastante questionado sobre seus valores e a "defesa da família" proposta por seu plano de governo. Um internauta perguntou se não seria contraditório defender a não intervenção do Estado na economia, mas intervir em decisões pessoais do cidadão, como a de casar com alguém do mesmo sexo. Em todos esses questionamentos, Pastor Everaldo disse ser a favor da liberdade - palavra que ele usou sete vezes no total.
Em alguns momentos, porém, ele defendeu seus "princípios". "O atual governo usa a máquina pública para ensinar homossexualismo para crianças de seis anos, com a cartilha. Toda a bancada cristã não concorda com isso", disse. "Acredito na liberdade, cada cidadão tem a liberdade de fazer a sua escolha. Mas eu acredito em meus princípios. Vou defender o casamento como está na constituição brasileira, entre homem e mulher." Ele também se colocou contra a legalização das drogas.
O candidato disse que jamais vai negar seus princípios, quando questionado se deixará a religião influenciar suas decisões. "Meus princípios nortearão, sem dúvida nenhuma, qualquer decisão na minha vida e na Presidência, mas o Estado é laico e cada um tem a sua religião", afirmou.
Sobre o Bolsa Família, ele afirmou que manteria o valor atual do programa, mas daria mais condições de capacitação para gerar emprego, além do foco na frequência escolar. Ele também avaliou que a política de correção do salário mínimo é satisfatória e frisou que sua prioridade se assumir o governo será a segurança pública.
Na sessão pinga-fogo, quando deve responder somente sim ou não a perguntas diretas, Pastor Everaldo respondeu não para: permissão do aborto em casos de estupro, cotas para negros no setor público e universidades, financiamento público de campanha, foro privilegiado para políticos, casamento gay, imposto sobre grandes fortunas, aumento do imposto sobre bebidas alcoólicas e taxação de igrejas. A única pergunta que obteve sim como resposta foi sobre a cobrança de mensalidade em universidades públicas.
Economia
O candidato voltou a defender cortes de ministérios, como o de Portos, Relações Institucionais e Aviação Civil, e uma reforma administrativa com "corte na carne". "O Estado tem que ser diminuído para o mínimo necessário. Passar para a iniciativa privada o que for possível ajuda a reduzir a necessidade de tantos impostos", afirmou. Ele reiterou também sua proposta de isentar do imposto de renda o cidadão que ganha até R$ 5 mil por mês.
Questionado sobre se a privatização da Petrobras não ameaçaria a soberania nacional, Pastor Everaldo deu o exemplo da Vale. "Privatizamos o minério, a Vale, e não colocamos em risco a soberania nacional. O petróleo também continuará sendo nosso com a privatização da Petrobras", disse. "Lamentavelmente, a Petrobras foi orgulho nacional mas hoje é endividada."

YAHOO

Marina é contra casamento gay, diz seu conselheiro e pastor


Marina é contra casamento gay, diz seu conselheiro e pastorreportagem do jornal O Estado de São Paulo conversou com o pastor Luiz Gonzaga de Lima, 57 anos, um amigo da candidata Marina Silva (PSB) que acompanha sua caminhada espiritual e política desde quando ela se converteu nos anos 90 quando já era senadora.
Na entrevista o pastor afirma que, se eleita, Marina não irá agir como uma evangélica no poder, pois ela sabe separar política e religião. “Ela não é uma onda. Construiu um alicerce sólido de 20 milhões de votos em 2010, agora multiplicado”, disse.
A maior prova de como a ex-ministra do Meio Ambiente sabe separar religião e política é que o plano de governo do seu partido apoiará a união civil de homossexuais enquanto a presidenciável não apoia tal ato.
“Ela tem como fundamento que casamento é entre um homem e uma mulher. Isso é bíblico e constitucional. Marina leva isso ao pé da letra”, afirma o pastor.
Gonzaga não aceita o rótulo de guru da candidata, mas reconhece que é um grande conselheiro de Marina a quem ela ligou assim que o PSB resolveu colocá-la no lugar de Eduardo Campos, falecido durante um acidente de avião no começo de agosto.
Marina ligou para o pastor pedindo “cobertura espiritual” para enfrentar os embates e situações adversas que poderão surgir durante a campanha, incluindo calúnias que poderão aparecer até as eleições ou durante a campanha para o segundo turno.
O pastor Luiz Gonzaga lidera a igreja em Rio Branco, no Acre, e acompanha Marina Silva há anos, conhecendo-a quando ela ainda militava em movimentos sociais ligados à Igreja Católica do estado.
Mesmo não morando mais na região, Marina ainda visita a igreja da capital e até chega a pregar quando recebe o convite de levar uma mensagem aos seus irmãos de fé. Quando precisa, entra em contato com o pastor pelo telefone, algo que Gonzaga espera que aconteça quando ela for assumir a presidência do Brasil, em janeiro de 2015, caso seja eleita pelo povo brasileiro.

GOSPEL PRIME VIA  GRITOS DE ALERTA

PSOL PERSEGUE PASTOR NO RIO DE JANEIRO


Jean Wyllys faz crise se agravar no PSOL que exclui pastor de programas de TVO diretório estadual do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) no Rio de Janeiro decidiu excluir a deputada estadual Janira Rocha e o pastor Jeferson Barros dos programas de TV.
Jeferson vem sendo perseguido pela cúpula do partido no Rio por sua crença e valores e chegou a ter seu nome vetado pelo diretório estadual do partido, mas conseguiu reverter o veto a sua candidatura a deputado federal junto à convenção nacional do PSOL.
O pastor também teve de procurar a Justiça Eleitoral, pois não teve seu nome incluso pelo partido para disputar as eleições. Desta vez Barros enfrenta a “censura” dos correligionários que excluíram sua participação nos programas de TV.
Janira, que também é evangélica, foi excluída dos programas graças a sua decisão de apoiar a permanência de Jeferson no partido. Os parlamentares recorreram mais uma vez a convenção nacional do PSOL para tentar reverter à situação.
A crise teve inicio com as acusações feitas pelo ex-BBB Jean Wyllys, também do PSOL/RJ, de que Jeferson Barros teria sido indicado pelo pastor Silas Malafaia. Wyllys chegou a ameaçar não se candidatar a reeleição caso o pastor disputasse um cargo eletivo pelo PSOL.
Wyllys teme que Barros tenha um número expressivo de votos, impedindo sua reeleição, já que o parlamentar recebeu pouco mais de 13 mil votos em 2010 e só foi eleito graças ao desempenho do deputado federal Chico Alencar, do seu partido, que conquistou 240.671 (3%) dos votos e foi o segundo mais votado em todo Estado.
O PSOL nacional decidiu vetar o repasse de recursos para campanhas no Rio de Janeiro. O corte de recursos foi de 15 mil reais mensais. O partido no Rio é controlado por Chico Alencar e Marcelo Freixo.

GP  VIA  GRITOS  DE  ALERTA

ISRAEL SE PREPARA PARA A GUERRA NA PALESTINA: 'NOSSA RESPOSTA SERÁ DURA'

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, responsabilizará o Hamas em caso de um ataque vindo da Faixa de Gaza. Neste domingo, ...