quinta-feira, 14 de agosto de 2014

AMIGOS DO PT - Brasileiras são obrigadas a usar véu em competição de taekwondo no Irã

Taekwondo Irã (Foto: Acervo pessoal)Talisca, um dos destaques da delegação do Brasil (Foto: Acervo pessoal)
Menos de 15 dias após fazer um ensaio fotográfico, a atleta de taekwondo Talisca Reis, representante brasileira na categoria até 49kg, está no Irã para a disputa do Campeonato Mundial Militar, que tem início neste sábado com a cerimônia de abertura e o início das disputas entre as mulheres. Em um país rígido quanto às regras do uso de roupas para as mulheres, a atleta está sendo obrigada a utilizar o hijab, uma espécie de véu, cobrindo a cabeça.
- Estamos tendo que usar véu sim. Só dentro do quarto que não precisa. Está fazendo muito calor, tempo seco e temos que andar todas cobertas. Estou sofrendo um pouco, disse a atleta.
O Mundial Militar terá dois dias de disputas femininas e outros dois com lutas masculinas. Não poderá haver torcedores do sexo oposto durante os confrontos. A atleta afirmou que mais detalhes serão dados nesta sexta-feira, quando acontece a pesagem, pela organização do evento.
- Amanhã vamos ter todas as informações. Vamos saber se a competição vai ser em um lugar separado dos homens, se vamos usar o véu para lutar e até se vamos poder estar na cerimônia de abertura ou como vamos fazer, já que, com o uniforme militar, não podemos usar véu na cabeça. Temos todos esses mistérios para serem descobertos amanhã (sexta-feira) - relatou.
LEIA MAIS EM ;
http://globoesporte.globo.com/taekwondo/noticia/2014/08/brasileiras-sao-obrigadas-usar-veu-em-competicao-de-taekwondo-no-ira.html

Simon Lundgren - trabalho e simplicidade até o fim da vida

Celebrados pela historiografia oficial, os míticos missionários suecos são constantemente citados como os grandes heróis das Assembleias de Deus no Brasil. Mas conhecer seus últimos anos de vida ainda serve como lições para as atuais tendências da maioria dos líderes das ADs no Brasil.

Nesse blog já tratamos do caso de Daniel Berg, o qual no fim do seu ministério ficou praticamente abandonado e, segundo consta, passando privações materiais. Outro exemplo de esquecimento foi do missionário Charles Leonard Simon Lundgren. Sua biografia, seus feitos e pioneirismo são facilmente encontrados nos livros históricos da CPAD.

Lundgren chegou ao Brasil no ano de 1924 para atuar ao lado de Otto Nelson na cidade de Maceió (AL). Em 1925 foi auxiliar Joel Carlson em Pernambuco, e no ano seguinte, juntamente com um grupo de 12 membros organizou a AD em Santos (SP). A folha se serviços prestados pela família Ludgren é extensa, e incluí uma importante passagem pela a AD em São Cristóvão (RJ), onde substituía Samuel Nyströn em suas constantes viagens pelo país.
Casal Lundgren: trabalho e simplicidade até o fim da vida
Da cidade do Rio de Janeiro, Lundgren retorna para o Estado de São Paulo, mas desta vez para a capital. Da pauliceia segue para o interior a abre trabalhos em Jundaí, Campinas, Nova Odessa, Rio Claro, São Carlos, Marília e Varpa. Em 1942 assume a AD em Curitiba e ali prossegue o trabalho de evangelização do interior paranaense. Ainda na igreja curitibana, o missionário organizou uma banda de música maior, desenvolveu corais de adultos e jovens, e devido ao crescimento da igreja, um novo templo foi inaugurado em sua gestão no dia 28 de maio de 1948.

Em 1955, o veterano missionário passa a liderança da igreja curitibana para o pastor Bruno Skolimowski. Jubilado em 1963, Simon Lundgren dedica-se ao ministério de ensino da Palavra por todo o Brasil. É interessante observar que, na época da sua aposentadoria, muitas igrejas por onde ele passou já eram prósperas, mas foi somente em 1977 que a AD em Curitiba ofereceu ao casal sueco um apartamento para viver o resto dos seus dias.

Com a construção do novo templo sede da AD na capital paranaense, foi lhe cedido um dos apartamentos da igreja para moradia. Essa informação é importante, para se perceber como era o padrão de vida de um dos um dos últimos missionários suecos no Brasil. Nada de grandes fortunas, benesses ou status. Como bem observou o sociólogo Paul Freston os escandinavos eram modestos em suas aspirações sociais. E assim Lundgren permaneceu até o fim da vida.

Alguns irmãos, ainda lembram-se de Lundgren já alquebrado pela idade avançada, e das raras oportunidades que ele recebia na sede da AD em Curitiba para ministrar. Faleceu aos 91 anos de idade, quando num domingo, após o almoço, ele sentou-se numa poltrona para descansar e dali seu espírito partiu para a eternidade. Segundo o jornal O Assembleiano o dia da sua morte, parece que foi "escolhida a propósito para um grande missionário - Era o dia 12 de agosto de 1990 - Dia Nacional de Missões".

Fontes:

ARAUJO, Isael. Dicionário do Movimento Pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, 2007.

DANIEL, Silas. História da Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil. Rio de Janeiro: CPAD, 2004.

Dinheiro foi doado para o Templo de Salomão, não para alimentar os pobres, diz Macedo

A Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) gastou cerca de R$ 680 milhões para construir o Templo de Salomão. A mega igreja tem uma estrutura da altura de um prédio de 18 andares e sua suntuosidade chama atenção de quem passa pelo bairro do Brás, na zona leste de São Paulo.
Dinheiro foi doado para o Templo de Salomão, não para alimentar os pobres, diz MacedoMuitas pessoas usaram as redes sociais para dizer que este valor, arrecadado pelos fiéis da IURD, serviria para alimentar aos pobres dizendo que a igreja poderia aliviar a fome de milhões de pessoas.
"Dinheiro foi doado para o Templo de Salomão, não para alimentar os pobres"
Ao tomar conhecimento dessas críticas o bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal e idealizador do megatemplo, resolveu responder dizendo que o valor foi arrecadado para a construção e não para outro objetivo.
O líder religioso chegou a usar um exemplo para explicar que as ofertas levantadas tinham apenas um objetivo: construir o Templo de Salomão.
“Imagine se cada pessoa, membro da maior torcida de time de futebol do País, contribuísse para a compra do jogador mais promissor da atualidade. Você acha que esse time pegaria o dinheiro e o daria aos pobres? É claro que não! Porque as pessoas doaram a quantia, de acordo com a condição financeira de cada uma, com a única finalidade de ter o melhor jogador em seu clube.”
Da mesma forma que estes torcedores, os fiéis da IURD não levantaram recursos para acabar com a fome dos mais pobres, o que para Edir Macedo seria uma ajuda temporária e não efetiva para acabar com a dificuldade financeira.
“Se todo esse dinheiro fosse aplicado hoje em alimentos, amanhã eles não sentiriam fome novamente? E depois de amanhã? Será que o problema das pessoas se resume em um prato de comida apenas? Para matar a fome imediatamente sim, mas e em seguida?”, questiona.
texto divulgado no Facebook oficial do religioso diz também que o Templo de Salomão é “uma Casa aberta a todos” e que vai saciar “a fome espiritual de ricos, pobres, letrados ou não”.

GOSPEL PRIME

Missionários são presos e condenados à morte na China

Missionários são presos e condenados à morte na China
O casal canadense, acusado de roubar "segredos de segurança nacional", fazia trabalho missionário com foco na Coreia do Norte. Pequim vem aumentando a repressão nos últimos meses contra as igrejas cristãs em todo o país.
Essa poderia ser apenas mais uma história dentro do tumultuado cenário político chinês, onde o governo faz terrorismo com a população, o tempo todo. As autoridades detiveram o casal de canadenses Kevin Garratt (54) e Julia Dawn Garrat (53). Embora o governo diga que eles são suspeitos de reunirem e roubarem material secreto, na verdade os dois são missionários evangélicos.
A família Garratt mora na China desde 1984, e desde 2008 mantinha uma cafeteria em Dandong, na fronteira com a Coreia do Norte. Da cidade de Dandong partem muitas excursões organizadas para a Coreia do Norte, e acaba sendo o local por onde entram os refugiados norte-coreanos. Por isso o casal a escolheu para abrir um centro cristão e um local para treinar outros missionários com foco na Coreia do Norte.
Segundo o Código Penal chinês, a pena prevista por espionagem é no mínimo dez anos de prisão e em alguns casos, o acusado pode ser condenado à morte. O primeiro-ministro canadense, Steven Harper, já anunciou que vai à China, mas o governo chinês não tem divulgado detalhes sobre a prisão e o processo. Os missionários estão incomunicáveis até o momento.
Simeon Garratt (27), filho do casal detido, afirma que não consegue entender por que seus pais foram presos depois de trabalhar por três décadas no país. "É uma história absurdamente louca. Não faz sentido para mim." Ele conta que não era segredo na cidade que seus pais eram cristãos e na cafeteria Peter´s Coffee Shop, música cristã era tocada continuamente.
Com a divulgação da prisão, a imprensa revelou a gravação de material usado pelos missionários para divulgar nas igrejas canadenses o seu trabalho na China. "Temos nossa base na China e nosso foco na Coreia do Norte, mas estamos centrados em Jesus", disse Kevin numa mensagem divulgada recentemente.
Ele contou aos membros da igreja que tinham Bíblias disponíveis na cafeteria e mostrou um poster colocado no local que dizia: "Deixe sua fé ser maior que o seu medo". Revelou também que eles recebiam, no local, norte-coreanos que fugiam do país vizinho e muitos se converteram em Dandong, aceitando voltar para seu país e atuar como missionários.
Kevin contou ainda, para os presentes no culto, que era preciso orar mais pela pregação do evangelho na Coreia do Norte, o lugar mais fechado da Terra para o cristianismo.
A agência de Notícias chinesa Xinhua afirmou que o departamento de segurança da China está "investigando o caso", mas em nenhum momento faz menções às atividades religiosas dos Garratt. Também, não se sabe se a prisão dos canadenses foi a pedido do governo norte-coreano. A China é praticamente o único parceiro comercial da Coreia do Norte e o grande apoiador do regime, que persegue os cristãos. 

CPAD  VIA  GRITOS  DE  ALERTA

ISLÂMICOS MATADORES - Cristão é decapitado na Síria

Cristão é decapitado na Síria
A cruzada dos extremistas islâmicos em perseguição aos cristãos ganhou um novo e chocante capítulo esta semana.
Na Síria, um cristão foi decapitado pelos radicais muçulmanos após ser forçado a negar a Jesus Cristo e confessar que Maomé é “o mensageiro de Deus”, de acordo com informações do portal Protestante Digital.
A ação de terror e violência foi filmada e publicada no YouTube, com legendas no idioma inglês. Os portais de notícia cristãos que repercutiram o caso entenderam a publicação do vídeo como uma espécie de afronta.
No vídeo, o homem cristão está de joelhos e cercado por extremistas mascarados e armados. Um dos carrascos o força a dizer que “não há Deus senão Alá” e “eu testemunho que Maomé é o mensageiro de Deus”.
A crueldade fica explícita quando o líder do grupo diz que “todos como aquele homem terão o mesmo fim, serão decapitados”. Na sequência, um militante armado com um facão agarra o cristão pelos cabelos e começa a decepar a cabeça do cristão, aos gritos de “Allahu Akbar Allah”, que significa “não há Deus senão Alá”.
A Síria, que vive uma guerra civil há três anos, era um dos países que menos oferecia perigo aos cristãos no Oriente Médio, segundo a Missão Portas Abertas. Após a chamada Primavera Árabe, o conflito político no país gerou uma guerra que pretendia derrubar o presidente do país, Bashar Al-Assad, reeleito recentemente.
Os rebeldes integram o grupo dos radicais islâmicos, e além de tomar o controle de algumas cidades, eles passaram a perseguir cristãos de forma indiscriminada, gerando um êxodo.
Em seu relatório deste ano, a Comissão das Nações Unidos sobre Liberdade Religiosa Internacional observou que hoje, a Síria é um dos países extremamente perigosos para os cristãos devido às ameaças terroristas de extremistas muçulmanos.

CPAD  . VIA  GRITOS  DE  ALERTA

Copiloto da aerovane de Eduardo Campos era evangélico

Copiloto da aerovane de Eduardo Campos era evangélico
Geraldo Magela Barbosa da Cunha, 44, um dos pilotos que estava no acidente aéreo que vitimou Eduardo Campos, tinha 20 anos de experiência. Com mais de 1500 horas de voo, foi piloto da TAM antes de assumir o cargo de piloto do candidato, há 3 meses.
A família afirma que ele estava feliz com a nova conquista profissional. De berço evangélico, era natural de Governador Valadares (MG), mas viajava constantemente para os EUA, onde reside seu cunhado.
Entrevistada pelo jornal Estado de Minas, a mãe do piloto, Odete Ferreira da Cunha, 73, soube da notícia da morte do filho caçula pela televisão. “Eu estava no médico quando vi a notícia”, lembra. Afirmou ainda que sua fé está ajudando a superar a perda. “Não cai uma folha de uma árvore sem que seja vontade de Deus. O Senhor está me confortando. É nosso refúgio e nossa fortaleza”.
Sua esposa, Josiane, está em New Jersey (EUA). Segundo o EM, ela viajou para fazer o enxoval do segundo filho do casal. A menina deverá nascer em outubro e se chamará Ana. Rui Barbosa, irmão do piloto, conta que a mulher está em estado de choque. Assim que se recuperar voltará para Santa Luzia, zona urbana de Belo Horizonte, onde mora.
O pastor Renato Bernarde, da Comunidade Cristã Presbiteriana de Newark, onde Geraldo e Josiane congregavam nos EUA, deixou a seguinte nota em sua página do Facebook.
“Aos irmãos, congregados e amigos da CCP Newark. Um dos tripulantes do avião que caiu em Santos, São Paulo, onde faleceu o candidato Eduardo Campos, era o nosso Geraldo (Magela) Cunha. Ele está com o Senhor. Josiane, sua esposa, grávida de 7 meses, está aqui em NJ, preparando o enxoval do bebê. Muitos irmãos e amigos estão juntos neste momento de dor com eles. A presença e conforto de Deus são claras. Cubra-os com suas orações e cuidado”.

CPAD VIA  GRITOS  DE  ALERTA

ISRAEL SE PREPARA PARA A GUERRA NA PALESTINA: 'NOSSA RESPOSTA SERÁ DURA'

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, responsabilizará o Hamas em caso de um ataque vindo da Faixa de Gaza. Neste domingo, ...