quarta-feira, 30 de julho de 2014

Ex-presidente da Petrobras América nega participação na compra da refinaria de Pasadena


Azevedo, Gim e Marco Maia, na reunião da CPI Mista desta quarta-feira
Ao depor nesta quarta-feira (30) à CPI Mista da Petrobras, José Orlando Melo de Azevedo - que presidiu a Petrobras América entre outubro de 2008 e janeiro de 2013 - negou ter participado das negociações da compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. Disse que as decisões foram tomadas pela Diretoria Executiva da estatal e cabia a ele apenas assegurar que elas fossem cumpridas.
O ex-funcionário da petrolífera esclareceu ainda que assumiu a presidência da Petrobras América, que é a unidade operacional da estatal nos Estados Unidos, dois anos depois de a empresa brasileira ter adquirido da companhia belga, Astra Oil, 50% da refinaria de Pasadena. Também já havia sido iniciada a disputa judicial entre a Petrobras e a Astra para que o restante das ações da refinaria fosse comprado pela Petrobras.
Ele acrescentou que o processo de arbitragem foi todo coordenado pelo setor jurídico da companhia, que, por sua vez, recebia instruções da Diretoria Internacional, subordinada à Diretoria Executiva da Petrobras. Confirmou, porém, que para encerrar o litígio judicial com a Astra Oil, a Petrobras desembolsou US$ 820 milhões. Depois desse pagamento, a empresa belga abriu mão de todas as ações na Justiça norte-americana.
– Minha função na Petrobras América em relação a esse processo de arbitragem era simplesmente acompanhar, ser informado e ter a certeza de que as diretrizes que a diretoria da Petrobras tinha definido no Brasil estavam sendo seguidas, principalmente pelo escritório de advocacia contratado nos Estados Unidos – afirmou Azevedo.
Confrontar
O relator da CPI mista da Petrobras, deputado Marco Maia (PT-RS), disse que as informações trazidas por Azevedo serão comparadas com documentos já em poder da comissão parlamentar de inquérito. Além disso, ele espera que Jorge Luiz Zelada, ex-diretor da área internacional da Petrobras que deve depor em agosto, apresente mais detalhes sobre a compra da refinaria de Pasadena.
O vice-presidente da CPI, senador Gim (PTB-DF), por sua vez, afirmou ter ficado com a impressão de que o ex-presidente da Petrobras América realmente não sabia o que estava acontecendo.
– Semana que vem temos mais uma sessão com votações de requerimentos. Aí sim, vamos chamar mais pessoas, votar mais quebras de sigilo e a CPI vai tomar corpo novamente e andar – disse Gim, que presidiu a reunião da CPI Mista nesta quarta-feira.
Disputa política
A CPI Mista da Petrobras voltou a ser palco de disputa política. Deputados da oposição destacaram o relatório do ministro do Tribunal de Contas da União José Jorge, aprovado na semana passada, que determina a devolução de US$ 792,3 milhões aos cofres da Petrobras pelos prejuízos causados ao patrimônio da empresa no negócio Pasadena.
Deste total, US$ 580,4 milhões deverão ser devolvidos pelos ex-integrantes da diretoria executiva da Petrobras, que aprovaram a ata de compra da refinaria. Estão neste rol o ex-presidente da estatal José Sergio Gabrielli, além de Nestor Cerveró, Paulo Roberto Costa, Guilherme Estrella, entre outros.
– Este país não aguenta mais a forma como este governo administra. A corrupção foi consolidada. O superfaturamento foi consolidado como se fosse coisa normal. As obras todas paralisadas, um cemitério de obras que existe em nosso país. É muita incompetência – disparou o deputado Izalci (PSDB-DF).
No lado da base governista, o deputado Afonso Florence (PT-BA) se desculpou com o depoente pelo excesso de alguns parlamentares da oposição.
– O candidato deles, ex-governador de Minas Gerais, está tendo de explicar por que construiu um aeroporto num terreno da família para ele pousar e passar fim de semana. A economia está estabilizada, o nível de emprego está bom, o poder aquisitivo do povo está crescendo, o Bolsa Família continua bem, as pesquisas indicam a possibilidade de vitória da presidenta Dilma no primeiro turno – reagiu Florence.
Agência Senado
(Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Ampliação de beneficiários do Bolsa Verde está pronta para votação na CAE


Famílias em situação de extrema pobreza são o alvo do programa
A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) deve votar em breve o Projeto de Lei da Câmara 8/2014, do deputado Ronaldo Zulke (PT-RS), que modifica a Lei 12.512/2011 para ampliar a relação de beneficiários do Programa de Apoio à Conservação Ambiental.
A Lei 12.512/2011 institui três programas distintos: o de Apoio à Conservação Ambiental (conhecido como “Programa Bolsa Verde”); o de Fomento às Atividades Produtivas Rurais; e o de Aquisição de Alimentos. O benefício, no valor de R$ 300, é concedido, a cada trimestre, para famílias em situação de extrema pobreza que vivem em áreas consideradas prioritárias para a conservação ambiental. O pagamento é concedido por dois anos, podendo ser renovado.
O PLC 8/2014 altera os dispositivos que regulam apenas o Programa Bolsa Verde, originalmente voltado para moradores e produtores que vivem no meio rural. O texto inclui no rol de beneficiários famílias em situação de extrema pobreza que desenvolvam, no meio urbano, atividades de conservação ambiental relacionadas com processos de reciclagem, coleta seletiva e adequada destinação de resíduos sólidos.
Ronaldo Zulke argumenta que a aprovação do PLC 8/2014 representaria “um avanço nas conquistas alcançadas na política de conservação do meio ambiente e na inserção social de famílias que contribuem para sua sustentabilidade”.
O projeto não gera novas despesas públicas, nem determina novas obrigações de caráter continuado. De acordo com a proposta, as respectivas despesas continuam condicionadas às dotações aprovadas no âmbito da Lei Orçamentária Anual (LOA).
O relator da matéria na CAE, senador Luiz Henrique (PMDB-SC), considera a proposta um aprimoramento da lei vigente. Ele explica que as transferências realizadas aos beneficiários, por seu caráter temporário, não geram direitos adquiridos. A proposição, portanto, não implica necessariamente em elevação ou redução da despesa pública, conforme o relator, uma vez que os gastos dela decorrentes submetem-se às previsões que vierem a ser incorporadas à LOA.
Além de ser examinada pela CAE, a matéria passará pela Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA).
Agência Senado
(Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Terroristas invadem igreja e matam dois em Uganda


Terroristas invadem igreja e matam dois em Uganda
Cerca de 600 cristãos, incluindo três líderes religiosos anglicanos nos distritos ocidentais de Uganda Kasese, Bundibugyo e Fort Portal foram mortos.
Duas pessoas morreram e três, incluindo um bebê de um ano de idade, foram feridos quando muçulmanos atacaram uma igreja no oeste de Uganda, no final de junho. De acordo com o jornal New Vision oito homens mascarados invadiram a habitual vigília de oração da sexta-feira na Igreja Pentecostal Chali Born Victory no distristo de Kyegegwa, a oeste da capital Kampala. Perto das 2 horas da madrugada, o grupo atacou os membros da igreja com facões.
O pastor da igreja, Jackson Turyamureba, disse à polícia que viu uma pessoa espiando pela janela enquanto ele estava pregando. "Eu pensei que fosse um bêbado e disse a ele que podia entrar ou ir embora. Pouco depois, eu ouvi as portas batendo e os homens gritando Allahu Akubar (Deus é maior), enquanto eles invadiam a igreja agitando seus facões e batendo nos ministros de louvor".
Uma das pessoas mortas, Beatrice Mukashaka, tinha apenas dezoito anos. O nome da segunda vítima não é sabido. O pastor Turyamureba conta que escapou ileso, um dos assaltantes o perseguiu e atirou um facão que por pouco não atingiu o alvo. O atacante tropeçou e depois desistiu da perseguição.
Um porta-voz da policia, Polly Namaye, disse que os atacantes fugiram para uma mesquita nas proximidades. De acordo com Namaye, quando o grupo se viram cercados pela polícia um deles abriu fogo e matou um dos oficiais, Grace Mwine. Não há mais detalhes sobre a mesquita, mas a polícia disse que eles prenderam dois suspeitos.
O pastor Turyamureba admitiu ter havido "mal-entendidos", no passado, com um grupo de muçulmanos que tentou convertê-lo ao Islã. Embora a polícia e as forças de defesa terem sido mobilizadas para a área, várias fazendas ficaram desertas após o incidente. O ataque tem causado medo entre os cristãos na Kyegegwa. Eles temem que este seja o início de mais ataques.
Eles estão preocupados com relatos de que um grupo rebelde islâmico formado no final de 1980, as Forças Democráticas Aliadas Islâmicas (ADF siglas em inglês), esteja se reagrupando. Os cristãos também estão alarmados com relatos de que os muçulmanos estão enviando seus filhos aos centros de formação jihad na área, disfarçados de madrassas. "Recentemente, uma emissora de televisão nacional mostrou uma exposição que mostrava mais de 100 crianças de Uganda, todas com idade inferior a 18 anos, sendo treinadas pela ADF", compartilhou um colaborador da Portas Abertas que atua na região.
Pedidos de oração
- Peça a Deus que conforte as famílias enlutadas e sare os feridos de corpo e alma.
- Ore para que os cristãos testemunhem o amor de Jesus para seus vizinhos muçulmanos.
- Clame ao Senhor para que a Igreja em Uganda ocidental seja cheia de coragem e permaneça firme em Cristo no meio de crescente tensão na sua região.
- Interceda pela Portas Abertas que atua através de projetos nesta região. Que os frutos desse trabalho fortaleçam a Igreja e que as Boas Novas continuem sendo espalhadas em Uganda.

Filho de fundador do Hamas diz que grupo palestino quer dominar todo o Oriente Médio


Filho de fundador do Hamas diz que grupo palestino quer dominar todo o Oriente Médio
O filho de um dos membros fundadores do grupo ativista palestino Hamas se converteu ao cristianismo e expressou sua opinião contrária à organização militante e sua maneira de usar civis como alvo em sua guerra contra Israel.
Mosab Hassan Yousef é um cristão convertido e autor do livro “Son of Hamas” (“Filho do Hamas” em tradução livre do inglês). Numa entrevista recente à CNN , Mosab disse que os militantes do Hamas planejam dominar todo o Oriente Médio e não importa quantas vidas possam ser perdidas na busca pela concretização deste propósito.
“O Hamas não se preocupa com a vida dos palestinos, não se preocupa com as vidas de israelenses ou norte-americanos. Eles não se preocupam com suas próprias vidas. Eles consideram que morrer por causa de sua ideologia é uma forma de culto”, afirmou Mosab.
Embora preparado a partir de uma idade jovem para se tornar um militante do Hamas, Mosab decepcionou-se com a missão do grupo e adotou o cristianismo, perdendo tudo o que tinha conquistado durante sua vida.
“Nas mesquitas, o Hamas nos ensinou que sem derramamento de sangue inocente, por causa da ideologia, não seríamos capazes de construir um Estado islâmico. Eles estavam preparando-nos a partir dos cinco anos de idade. Esta é a ideologia que o Hamas estava nos alimentando. E sinceramente é impossível para qualquer um quase a romper e ver a verdade, e a verdadeira face do Hamas, e ser capaz de sair do grupo em algum momento. Como você pode ver no meu caso, eu tive que perder tudo só para dizer ‘não’ ao Hamas. E hoje, quando olho para as crianças de Gaza e sei o que eles recebem como instrução, eu sei que eles não têm escolha”, lamentou Mosab Hassan Yousef.
O confronto atual na faixa de Gaza já contabiliza mais de mil mortos, sendo a maioria de palestinos, que ficam no fogo cruzado entre os militares israelenses e os ativistas do Hamas.

Cristãos norte-coreanos estãos dispostos a morrerem pelo Evangelho


Cristãos norte-coreanos estãos dispostos a morrerem pelo Evangelho
Cristãos coreanos, todos os dias, enfrentam terríveis circunstâncias por seguirem a Jesus. Com coragem e fé eles procuram viver cada dia para honrar a Deus. O coração da Coreia do Norte está sendo reparado.
"Um dia antes de sairmos para fazer uma série de entrevistas com os norte-coreanos, na reunião de oração com vários membros da Portas Abertas Internacional foi lido o texto bíblico de 2 Coríntios 4.7-12", relata um dos colaboradores da Portas Abertas.
"Mas temos esse tesouro em vasos de barro, para mostrar que este poder que a tudo excede provém de Deus, e não de nós. De todos os lados somos pressionados, mas não desanimados; ficamos perplexos, mas não desesperados; somos perseguidos, mas não abandonados; abatidos, mas não destruídos. Trazemos sempre em nosso corpo o morrer de Jesus, para que a vida de Jesus também seja revelada em nosso corpo. Pois nós, que estamos vivos, somos sempre entregues à morte por amor a Jesus, para que a sua vida também se manifeste em nosso corpo mortal. De modo que em nós atua a morte; mas em vocês, a vida."
A líder da reunião explicou como ela havia passado por um momento muito difícil e como este texto tinha falado ao seu coração. Ela compartilhou conosco sobre como ficara perplexa com as tragédias que ocorreram em seus arredores, sem ser levada pelo desânimo. Uma amiga dela falecera de repente o que a fez clamar a Deus: "Isso não pode ser o fim de sua história!" Sentindo-se aflita em todos os sentidos, Deus não permitira que ela fosse esmagada.
Depois ela nos deu um cartão com uma foto. A imagem mostrava uma tigela bonita e, em seguida, ela explicou o termo japonês "kintsukuroi", que significa: "reparar com ouro". Esta é a arte de reparar a cerâmica quebrada com ouro ou prata laca. A peça ganha um toque único em sua imagem e torna-se mais bonita e por isso, mais valorizada. A líder fechou a pregação dizendo: "Talvez este devocional não pareça útil para você agora; mas talvez você possa usá-lo no futuro."
No dia seguinte conhecemos uma mulher cujo testemunho mexeu com nosso espírito e nos fez lembrar do kintsukuroi. De alguma forma, a sua história se assemelha à de sua pátria. Ela também fora quebrada muitas vezes. Ela precisou viver nas ruas para fugir de seu marido abusivo. Fugiu para a China, foi presa, enviada de volta e severamente torturada em uma prisão norte-coreana. Em sua cela, uma cristã lhe permitiu descansar no seu colo, orou por ela e procurou aliviar sua dor.
Depois de liberta da prisão, essa mulher engravidou de seu marido e veio dar à luz ao seu bebê numa estação de trem em uma noite muito fria de inverno. Mãe e filha viveram nas ruas por dois anos. Sua filha costumava acorda-la, apontando para o céu, dizendo: ‘Mãe, é um céu azul um novo dia? ’ A mãe odiava quando ela fazia isso. Pois era mais um dia de sofrimento e miséria.
Não aguentando mais, essa mulher tão sofredora decidiu fugir mais uma vez para a China, desta vez com outras três mães sem-teto e seus filhos, todos com idade inferior a três anos. Cada uma delas levou consigo veneno e ganchos de pescar para cometer suicídio, caso fosse necessário. O grupo chegou ao outro lado do rio com sucesso, mas foi interrompido pela polícia chinesa. No entanto, não foram presos. A polícia chamou dois táxis: um para as mulheres, e um para as crianças.
Neste ponto da história, ficamos paralisados e pedindo a Deus: "Por favor, que não seja verdade, que não seja verdade... ‘ Mas era verdade. As mães foram separadas de seus filhos e nunca ouviram deles novamente. As próprias mulheres também foram vendidas. ‘Todas as pessoas da aldeia vieram para olhar para nós. Nós fomos leiloadas como gado. Eu nunca me senti tão humilhada. Eu fui comprada por um pouco menos de mil dólares por um homem chinês e seu pai. Eles abusaram de mim e me estupravam diariamente, até que eu escapei de sua fazenda pelo orifício abaixo de um vaso sanitário."
Nossa entrevistada chegou à Coreia do Sul com a ajuda de cristãos e até mesmo alguns policiais chineses. Ela agora vive para a glória de Deus e crê firmemente que Deus um dia vai reuni-la com sua filha de 11 anos.
"No caminho de volta ao aeroporto, eu estava oprimida pela tristeza. Continuei a ter essa visão de um homem quebrando meu coração com uma vara. Eu me perguntava como seria voltar para a minha família e como explicar que eu voltei com o coração partido. E então Deus trouxe de volta a palavra "kintsukuroi '- reparar com ouro. De repente, percebi que Deus havia de reparar o meu coração com ouro. Mas Deus não iria somente trabalhar na minha restauração. Deus está reparando o coração da Coreia do Norte. Não com feno, madeira ou argila, mas com ouro, para assim, torná-lo mais bonito do que era antes.", completou a irmã.
Estes cristãos são firmes em sua fé. Sua força é encontrada no Senhor, tanto que eles estão dispostos a sofrer e morrer por Seu Nome. Para esses seguidores de Cristo, a morte é apenas o fim do começo."

Primeiro Congresso Apostólico Nacional acontece em São Paulo


Nesta quarta-feira (30/07), líderes evangélicos, pastores e representantes de diversos ministérios ser reuniram no Ginásio Mauro Pinheiro, zona sul da capital paulista, para o segundo dia do “Encontro Nacional Apostólico”, Ao longo do dia haverá uma série de ministrações.
 
 
No período da manhã, depois da pregação do Apóstolo Fadi Faraj, o Apóstolo John Kelly, de New Jersey, Estados Unidos, explicou como foi o surgimento da igreja e o que Jesus Cristo espera dela. “A igreja não é um parque de diversões, é uma assembleia onde formamos nações”, afirmou.
 
Na sequência, Apóstolo Renê Terra Nova, organizador do evento, falou sobre a importância da união do Corpo de Cristo e da busca por sabedoria. “O que nos faz crescer são nossas diferenças. Os sábios se completam. Precisamos de pessoas diferentes para escrevermos histórias diferentes”, declarou.
 
“Unidade é abrir mão do universo pessoal. A unidade é precedente da união. Existe um propósito maior do que as nossas questões pessoais”, disse ele.
 
Encerrando o primeiro período, o Apóstolo César Augusto, da Igreja Apostólica Fonte de Vida, ministrou sobre os erros que levaram Saul a perder o reinado para Davi. “Saul foi um ungido de Deus, mas perdeu o reinado, porque não buscou ter um coração alinhado com o Senhor. No Reino de Deus, ninguém é insubstituível”, afirmou.
 
Ele também destacou a importância da igreja buscar mais a presença de Deus e o preparo dos filhos para o sacerdócio. “A glória de Deus é mais importante que a casa! Sem a presença de Deus, nada tem valor. Precisamos cuidar do povo também e de nossos filhos, para que eles sejam os futuros sacerdotes”, declarou.
 
Apóstolo Estevam Hernandes acompanhou todas as ministrações. Às 20 horas, será a vez dele levar a palavra aos participantes do congresso.
 
Para mais informações, acesse o site: www.coblap.com 

Marcha para Jesus em Jundiaí deve atrair 30 mil pessoas

A cidade de Jundiaí, em São Paulo, terá a 18ª Marcha para Jesus de sua história. O evento vai acontecer no dia 9 de agosto e deve atrair 30 mil pessoas para as ruas da cidade.
Marcha para Jesus em Jundiaí deve atrair 30 mil pessoasO início da Marcha está marcado para as 14 horas, sob o viaduto da Avenida Jundiaí, no local conhecido como bolsão da Nove de Julho e seguirá até o Parque da Uva, onde será montado um palco principal para a apresentação de cantores gospel.
Entre os artistas confirmados estão Gui Rebustini, Ton Carfi e Soraya Moraes. Organizado pelo Conselho de Pastores (ConPas) de Jundiaí, a 18ª Marcha para Jesus fará sorteios para igrejas que adquirir o maior número de camisetas. Também haverá sorteio para a denominação que levar a maior quantidade de carros na carreata que vai acontecer um sábado antes de Marcha, no dia 2 de agosto.
Além das igrejas evangélicas, a Marcha de Jundiaí tem apoio da Igreja Católica, a Diocese de Jundiaí, liderada pelo bispo Dom Vicente Costa, já deu seu aval para que os católicos participem desta festa.

Seis jovens morrem afogados durante retiro

Seis homens se afogaram na manhã deste domingo (27) quando jogavam futebol perto do Rio São Francisco, no trecho de Serra do Ramalho, no oeste da Bahia.
De acordo com a 24ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin) eles se afogaram quando um dos homens entrou no rio para pegar a bola e se afogou, os amigos tentaram socorrê-lo e também se afogaram.
Os rapazes tinham idade entre 14 e 25 anos e faziam parte da Igreja Adventista que realizava um retiro no Povoado de Passos. O acidente aconteceu por volta das 10h e o primeiro corpo só foi encontrado uma hora e meia depois.
O Corpo de Bombeiros, a Marinha e pescadores locais ajudaram na busca dos corpos, até a manhã da segunda-feira (28) apenas três corpos haviam sido encontrados: José Eldo da silva Guedes, 15 anos, Cesar Augusto Souza Prado, 20 anos, e Derilton de Castro Lima, 20 anos.
Os familiares de Ramom de Castro Lima, 15 anos (Irmão de Derilton), Rogério Pereira Machado, 15 anos, e Dieison Andrade Silva, 16 anos aguardam o término das buscas. Com informações A Tarde

Ministério Público Eleitoral pede a impugnação da candidatura de Marco Feliciano


O pastor Marco Feliciano (PSC-SP) corre o risco de ter sua candidatura à reeleição para deputado federal impugnada pela Justiça Eleitoral.

O procurador André de Carvalho Ramos, do Ministério Público Eleitoral (MPE), protocolou o pedido de impugnação na última sexta-feira, 25 de julho, de acordo com informações do Terra Magazine.

Open in new windowPara evitar que sua candidatura seja invalidada, Feliciano deve apresentar uma série de esclarecimentos à Justiça Eleitoral, através de certidões que comprovem que seus direitos políticos estão em ordem e vigentes.

Além de Feliciano, outros 824 candidatos sofreram contestação judicial no estado de São Paulo e deverão prestar esclarecimentos à Justiça Eleitoral para que a candidatura tenha validade no pleito do próximo mês de outubro. O deputado federal Paulo Maluf (PP) faz parte dessa lista.

Segundo o jornalista Rodrigo Rodrigues, o pastor “é a grande aposta do PSC como puxador de votos em 2014, justamente pela visibilidade que ganhou ao criticar as ações de gays, lésbicas e movimentos sociais no Congresso Nacional”.

O pastor e fundador da Assembleia de Deus Catedral do Avivamento teve um crescimento patrimonial superior a 100% durante seu mandato. Além do pastor Marco Feliciano, outros integrantes da bancada evangélica também mais que duplicaram suas posses no período entre 2010 e 2014. Confira neste link.

Em 2010, quando se candidatou pela primeira vez, Marco Feliciano declarou à Justiça que possuía bens que totalizavam R$ 634.800,00. Agora em 2014, o deputado disse possuir um patrimônio que soma R$ 1.341.464,92, o que representa um acréscimo de 111%.


http://folhagospel.com/modules/news/article.php?storyid=29034

Eleições 2014: Número de pastores candidatos cresce 40%


As eleições deste ano contarão com 270 candidatos que se declararam pastores, um crescimento de 40% com relação ao pleito de 2010 --quando 193 pessoas disseram ocupar o cargo.

Além disso, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) registrou a candidatura de 32 bispos (25% a menos do que em 2010) e 16 padres (30% a menos).

Open in new windowO PSC lidera a indicação de sacerdotes: são 37 clérigos evangélicos --um deles é o pastor Everaldo (foto ao lado), que disputa a presidência da República pelo partido. Nas últimas pesquisas Datafolha e Ibope, ele estava em quarto lugar com 3% das intenções de voto.

Os partidos de esquerda lideram as indicações de párocos católicos: o PT conta com cinco padres, e o PC do B, com três. Nenhum candidato adotou o termo rabino ou imã.

A população evangélica do país cresceu 61,5% em dez anos e atingiu a marca de 42,3 milhões de fiéis, cerca de 22,2% da população brasileira, segundo dados do Censo 2010 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), divulgado em 2012.

O voto evangélico é cortejado tanto pelo partido da presidente Dilma Rousseff (PT), quanto por seu principal adversário na disputa, o tucano Aécio Neves. Atualmente a bancada evangélica na Câmara Federal tem 66 parlamentares.

Nesta semana quinta-feira (31), a presidente deve participar da inauguração do Templo de Salomão da Igreja Universal do Reino de Deus. O local tem 74 mil metros quadrados de área construída (3,2 vezes maior a Basílica de Aparecida), o equivalente a 18 andares de altura e capacidade para 10 mil pessoas.

Durante as eleições presidenciais de 2010 a questão do aborto entrou na pauta dos candidatos. José Serra (então candidato do PSDB à Presidência) e seu vice, Índio da Costa (DEM), insinuaram que Dilma seria defensora da prática.

Propaganda no templo
No último dia 18, o pastor Everaldo participou de um culto evangélico em Brasília e intercalou orações e promessas para o futuro do país. A lei eleitoral proíbe a realização de campanha dentro de templos religiosos.

Se configurado o descumprimento da regra, o candidato pode ser multado por propaganda irregular. Os valores vão de R$ 2.000 a R$ 8.000. O candidato negou que tenha feito campanha.

Fonte: UOL

Obra de megatemplo da Universal foi feita com alvará de reforma


A Igreja Universal apresentou pedido de reforma de prédio que havia sido demolido ao menos dois anos antes, quando o alvará solicitado deveria ser o de nova obra. Economia foi de R$ 35 milhões.

O Templo de Salomão, no Brás, região central de São Paulo, foi construído com autorização de um alvará de reforma expedido em outubro de 2008, o que livrou a Igreja Universal do Reino de Deus de pagar 5% do valor da obra, de R$ 680 milhões, em contrapartidas e melhorias para o viário do entorno --ou seja, cerca de R$ 35 milhões.

Para uma obra com mais de 5.000 metros quadrados e 499 vagas de estacionamento, o alvará solicitado deveria ser o de nova obra, conforme determina a lei dos polos geradores de tráfego, de 2010.

Mas a Igreja Universal conseguiu autorização para fazer uma "reforma" com área adicional de 64.519 metros quadrados, em um terreno que tinha área construída de 2.687,32 m². A autorização foi emitida pelo setor Aprov 5, da Secretaria Municipal de Habitação, à época comandado pelo ex-diretor Hussein Aref Saab, demitido em 2012 sob suspeita de enriquecimento ilícito.

O setor de Aref também renovou o alvará de reforma da igreja no dia 11 de dezembro de 2010, quando a nova lei dos polos geradores de tráfego já estava em vigor. À luz da nova legislação, as contrapartidas do templo deveriam somar 5% do valor da obra. Mas, segundo a prefeitura informou na semana passada, as melhorias exigidas do templo se limitam ao rebaixamento de cinco guias de cruzamentos, instalação de um conjunto de sete semáforos e o plantio de 25 mudas de árvores.

O Ministério Público Estadual abriu inquérito para apurar a construção irregular do megatemplo. Duas testemunhas ouvidas pelo promotor Maurício Ribeiro Lopes já relataram que órgãos da prefeitura ignoraram alertas de servidores de que a obra era um polo gerador de tráfego. Ao todo, o templo terá capacidade para 10 mil pessoas sentadas e 1.200 vagas de estacionamento. A Promotoria de Habitação também quer saber se houve mesmo uma reforma ou se trata de obra nova.

Na inauguração, nesta quinta-feira (31), são esperadas as presenças da presidente Dilma Rousseff (PT) e do governador Geraldo Alckmin (PSDB). O templo passa a ser o maior espaço religioso do país --é quatro vezes maior que a Basílica de Aparecida.

Fonte: UOL

FINAL DOS TEMPOS - Pastor e mulher são presos suspeitos de estuprar menina para tirar 'maldição do sexo', em Edeia

Pastor e mulher são presos suspeitos de estuprar menina para tirar 'maldição do sexo', em Edeia Segundo relato da vítima à políc...