domingo, 13 de abril de 2014

Ataques a centros judaicos nos EUA deixam 3 mortos

Três pessoas foram mortas neste domingo (13) em ataques com armas de fogo em dois centros judaicos em Oakland Park, próximo à Kansas City, nos EUA, no que pode ter sido um ataque antissemita. Os ataques coincidem com o início das comemorações da Páscoa judaica.
Um suspeito foi detido. Segundo a rede NBC, ele é um homem na faixa dos 70 anos.
O primeiro tiroteio aconteceu no Centro Comunitário Judaico, e o segundo aconteceu em Village Shalom, um centro residencial judaico para a terceira idade, segundo relatórios policiais citados pelas cadeias de televisão local KCTV e KSHB.
O suspeito foi detido a cerca de 1,6 km de distância do centro residencial, e, de acordo com várias testemunhas, gritou a saudação nazista "Heil Hitler" à medida que as autoridades o levavam.
O FBI se encontra no terreno investigando o incidente com as autoridades locais, segundo disse à emissora CNN o porta-voz Joel Sealer.
As autoridades locais bloquearam o acesso aos dois edifícios afetados. No primeiro deles, havia cerca de 75 pessoas no salão de atos, a maioria delas crianças que participavam de uma audição para um concurso, segundo informou a KCTV.
O rabino Herbert Mandl, capelão da polícia de Overland Park, informou à rede CNN que o suspeito perguntou aos candidatos se eles eram judeus, antes de abrir fogo. Duas pessoas foram mortas, entre elas um adolescente.
Em seguida, o atirador dirigiu ao Shalom, onde matou uma mulher de 70 anos, 15 minutos após o primeiro tiroteio.
Um porta-voz do Hospital Regional Overland Park confirmou à emissora local KSHB que uma vítima menor de 16 anos que tinha dado entrada em condição crítica e que foi dado como ferido na verdade está entre os mortos.  
O centro judaico anunciou que fechará as portas até terça-feira. "Nossos corações estão com as famílias que sofreram perdas neste dia trágico", publicou a instituição em sua página na internet.
"Nossa profunda gratidão a todos aqueles, em Kansas City e no mundo, que expressaram sua simpatia, preocupação e apoio", acrescentou.
(Com agências internacionais)
http://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2014/04/13/ataques-a-centros-judaicos-nos-eua-deixam-ao-menos-1-morto.htm

Relatório do TCU pede que Dilma responda por Pasadena

Relatório do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) recomenda que os responsáveis pela negociação de compra da refinaria de Pasadena sejam responsabilizados por eventuais perdas da estatal. O negócio, que contou com o aval da hoje presidente da República, Dilma Rousseff, foi iniciado em 2006 e concluído em 2012, após um longo litígio e gasto superior a US$ 1 bilhão.
O documento da procuradoria de contas, ao qual o Estado teve acesso, e que subsidiará a decisão dos ministros do tribunal, sugere que a alta cúpula da Petrobrás, "incluindo os membros do Conselho de Administração", responda "por dano aos cofres públicos, por ato antieconômico e por gestão temerária", caso sejam comprovadas irregularidades. Para o Ministério Público, as falhas dos gestores da Petrobrás na condução do negócio foram "acima do razoável".
Em 2006, Dilma, que era chefe da Casa Civil do governo Luiz Inácio Lula da Silva, presidia o Conselho de Administração da Petrobrás. No mês passado, ao saber que o Estado publicaria uma reportagem que revelaria seu voto favorável, naquele ano, à compra de 50% da refinaria de Pasadena, no Texas, Estados Unidos, a presidente divulgou nota na qual afirmou só ter apoiado o negócio porque foi mal informada sobre as cláusulas do contrato.
Em 2008, ainda como presidente do Conselho de Administração, Dilma passou a ser contra o negócio e atuou para tentar barrar a compra de 100% da refinaria, algo que, em razão de custos judiciais, encareceu ainda mais a transação, que precisou ser concretizada.
Palavra final. O relatório final do TCU, que usará o trabalho da procuradoria de contas como base, deve sair em julho, mês em que a campanha eleitoral será iniciada. Em entrevista no mês passado, o relator do caso de Pasadena no tribunal, ministro José Jorge, afirmou: "Como a compra passou pelo Conselho de Administração e pela Diretoria, como regra geral do TCU, eles podem ser chamados a se explicar".
A procuradoria afirma que a Petrobrás foi "vítima" da "inabilidade de seus gestores em firmar acordos contratuais". Para o MP junto ao tribunal, da forma como o negócio foi fechado, o grupo belga Astra Oil adquiriu o direito "líquido e certo" de vender sua participação à Petrobrás, recebendo o valor fixado nos contratos. "Para ela (Astra Oil), tudo era possível, e, para a Petrobrás, ao que parece, restava acatar a decisão da sócia", afirma o relatório do Ministério Público de Contas.
Os auditores designados pelo ministro relator trabalham, ainda, com outra linha de responsabilização. A intenção dos técnicos é se basear no artigo 158 da Lei das S.A., que prevê punição aos gestores quando houver violação "ao dever de cuidado e diligência" ou "imprudência, negligência e imperícia".
A legislação impõe que "o administrador da companhia deve empregar, no exercício de suas funções, o cuidado e diligência que todo homem ativo e probo costuma empregar na administração dos seus próprios negócios".
Belgas. A Astra impôs várias condições à estatal para firmar a parceria, exatamente o contrário do que deveria ter ocorrido, afirmam os procuradores. "Ela estava fora do negócio e tinha o direito, se não a obrigação, de exigir garantias mínimas da futura sócia, sobretudo ante o preço que se dispôs a pagar", diz o documento. "O poder de decisão não minimizou os riscos do negócio para a estatal brasileira. Ao contrário, só os aumentou", completa o relatório.
Um dos pontos criticados no texto é o fato de a Petrobrás pagar duas vezes pelo combustível estocado na refinaria, já que arcou pela unidade com estoques inclusos e, posteriormente, pagou mais uma vez pelos estoques. Há "evidências consistentes", diz o texto, de que o valor dos produtos estocados não estava incluso nos US$ 360 milhões pela aquisição porque a Petrobrás nem sequer tinha conhecimento do volume e do valor dos estoques.
A análise da operação ainda critica a oposição da estatal de levar adiante uma batalha judicial para não cumprir as cláusulas contidas no contrato de compra da refinaria. Laudo da Justiça dos EUA confirmou o valor de US$ 466 milhões pelo restante da unidade e ainda obrigou a Petrobrás a desembolsar US$ 173 milhões por garantia bancária dos sócios, juros, honorários e despesas processuais, o que fez com que a conta aumentasse para US$ 639 milhões.
O documento afirma que há de se apurar por que a Petrobrás não cumpriu a decisão proferida em abril de 2009. "Ao que parece, essa postura levou a empresa a arcar com milhares de dólares referentes a juros e correção monetária." E mais uma vez pede a responsabilização do Conselho de Administração. "Caso se constate que não havia razões suficientes para o descumprimento da decisão arbitral, deve-se apurar a responsabilidade dos gestores e membros do Conselho de Administração."
Crise. A manifestação da presidente ao questionamento do Estado causou uma crise política, que acarretou na aprovação de uma CPI para investigar a estatal. Em meio ao caso de Pasadena, outras suspeitas recaíram sobre a Petrobrás. A principal envolve ligações do ex-diretor de Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa com o doleiro Alberto Youssef.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo
http://atarde.uol.com.br/politica/noticias/1583750-relatorio-do-tcu-pede-que-dilma-responda-por-pasadena

O significado da Páscoa para os evangélicos



Páscoa significa "passagem". 
O termo faz referência aos hebreus escravizados no Egito e de como foram "salvos" da última das dez pragas que caíram sobre Faraó para que libertasse o povo de Deus que vegetava como escravo há 400 anos. 
Apesar dos sucessivos apelos de Moisés, Faraó endurecia, rejeitando a idéia de libertar o povo de Deus. 
Deus , então, amaldiçoou o Egito com pragas, tais como água se transformando em sangue, epidemia das rãs, epidemia dos piolhos, epidemia de moscas, peste dos animais, a epidemia das úlceras, saraiva, a praga dos gafanhotos e as trevas.
 A pior delas, sem dúvida, foi a última: a morte dos primogênitos. Numa certa noite o "Anjo da Morte" passou por todo o Egito, matando todos os primeiros filhos de cada família.
 O Egito amanheceu de luto e em pranto, até Faraó perdeu seu sucessor. Horror, horror.
 Na noite anterior ao terrível juízo, todos os hebreus foram avisados que imolassem um cordeiro, comessem a carne do inocente animal e passassem o sangue dele sobre as vergas e os umbrais das portas. Assim a Morte "passaria" por cima daquela residência. 
Faraó deixou o povo ir. 
Nenhum primogênito entre os hebreus morreu.
 Isso foi a Páscoa. 
Acompanhe-me até o Calvário, séculos depois.
 Dá para ver o Cordeiro de Deus sendo crucificado, inocente e manso, entre dois malfeitores?
 Percebe seu Precioso Sangue sendo derramado?
 Paulo afirma que Jesus Cristo é a nossa Páscoa!
 Nele, e somente Nele, temos a certeza de que o Juízo da Morte não nos alcançará! Louvado Seja Jesus -
 O Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo!

Como é a vida dos cristãos nos países mais opressores ao Evangelho


Enviado por folhagospel em 07/03/2014 11:09:01 (451 leituras)
Imagine caminhar para o estudo da Bíblia, sempre olhando por cima do seu ombro para garantir que não está sendo seguido. Imagine-se nos preparativos para ir à igreja, sabendo que cerca de 300 igrejas foram atacadas no seu país recentemente.

Imagine saber que não só você, mas seus pais, seus filhos e seus netos foram condenados a viver em um campo de prisioneiros, porque a sua fé em Jesus foi descoberta.

Estes pensamentos nunca passam por nossas mentes quando pensamos em nossa vida como cristãos no Brasil; não temos medo de termos a nossa fé revelada e corrermos o risco de sofrermos graves consequências por causa disso. Mas esta é a realidade de muitos cristãos ao redor do mundo.

Você sabe qual é a sensação de se viver nos piores lugares do mundo, como cristão? Para descobrir, dê uma olhada nos dez primeiros países da Classificação da Perseguição Religiosa 2014:

1. Coreia do Norte
Pelo 12º ano consecutivo, de todos os países do mundo, a Coreia do Norte é o lugar onde a perseguição cristã é mais extrema. A adoração obrigatória ao presidente Kim Jong-Un e seus antecessores não deixa espaço para qualquer outra religião. Forçados a cultuar ao verdadeiro Deus somente em segredo, os cristãos não se atrevem a compartilhar sua fé, nem mesmo com suas famílias. Qualquer um que for descoberto em atividade religiosa secreta está sujeito à prisão, tortura e até mesmo execução pública.

2. Somália
Líderes islâmicos e funcionários do governo afirmam publicamente que não há lugar para os cristãos na Somália. O grupo extremista islâmico Al-Shabaab tem como alvo os cristãos; relatos oficiais dos últimos anos indicam que pelo menos 10 fiéis foram mortos pelo grupo. Os cristãos muitas vezes escondem sua fé uns dos outros por medo de traição.

3. Síria
À medida que o conflito civil na Síria se agrava, a violência dirigida contra os cristãos também tem aumentado significativamente. Muitos cristãos têm sido sequestrados, fisicamente agredidos ou mortos, e muitas igrejas têm sido danificadas e destruídas. Em outubro do ano passado, extremistas islâmicos invadiram o antigo povoado cristão de Sadad, matando pelo menos 45 pessoas e ferindo outras mais.

4. Iraque
Grupos terroristas islâmicos têm aumentado em número com o objetivo de livrar o país dos cristãos. De acordo com uma fonte local, a cada dois ou três dias um cristão é morto, sequestrado ou abusado.

5. Afeganistão
O país continua instável, e os grupos extremistas islâmicos continuam a ganhar poder. O cristianismo é considerado uma religião "ocidental" e aqueles que deixam o Islã enfrentam pressões da família, da sociedade e das autoridades locais. Um político afegão recentemente anunciou sua pretensão de executar todos os convertidos ao cristianismo. Não há igrejas públicas.

6. Arábia Saudita
A prática aberta de qualquer outra religião que não seja o Islã é proibida e a conversão para outra religião é punível com morte. Em 2013, diversas reuniões de oração de migrantes cristãos foram invadidas pela polícia, e muitos fiéis foram detidos e deportados. Apesar disso, um número crescente de muçulmanos tem vindo a Cristo.

7. Maldivas
Ser um cidadão maldivo significa ser muçulmano. Assim, oficialmente não existem cristãos nas Maldivas, somente cristãos expatriados. A lei proíbe a conversão para outras religiões, e aqueles que o fazem perdem sua cidadania. Não há igrejas e os poucos cristãos que existem têm de esconder a sua fé.

8. Paquistão
As famosas leis de blasfêmia do Paquistão continuam a ter consequências devastadoras para os cristãos. Mulheres e meninas são particularmente vulneráveis, e agressões sexuais contra menores de idade cristãs continuam a ser relatadas.

9. Irã
Desde o alerta de Ali Khamenei, em 2010, da influência crescente e do número das igrejas domésticas no Irã, o tratamento aos cristãos piorou de maneira rápida e significativa. Por meio de serviços de monitoramento, o regime tenta destruir aqueles que evangelizam, prendendo convertidos, banindo cultos na língua local, farsi, e fechando algumas igrejas. Mesmo assim, o Evangelho continua a se espalhar.

10. Iêmen
No Iêmen há certa liberdade religiosa para os estrangeiros, mas o evangelismo é proibido e os iemenitas que deixam o Islã podem enfrentar a pena de morte. Os cristãos de origem muçulmana estão sob vigilância constante de extremistas e são forçados a se encontrarem em segredo.

Fonte: Portas Abertas EUA

Coreia do Norte liberta missionário australiano


O regime da Coreia do Norte anunciou nesta segunda-feira (03/03) a libertação do missionário australiano de 75 anos que estava preso no país acusado de fazer propaganda religiosa, informou a agência estatal KCNA.

As autoridades "decidiram expulsá-lo do território da Coreia do Norte graças à tolerância da lei e considerando sua idade", afirmou a agência em comunicado.

Open in new windowJohn Alexander Short, um australiano residente em Hong Kong, foi detido em território norte-coreano em meados de fevereiro por supostamente cometer atos religiosos hostis contra o Estado comunista.

Short "admitiu que suas atividades foram atos criminosos que prejudicam a confiança absoluta do povo coreano em seu líder", disse a KCNA em seu comunicado, que também garantiu que o missionário "se desculpou profundamente pelo que fez" antes de ser libertado.

De acordo com o regime norte-coreano, "John Short cometeu um ato criminoso ao divulgar secretamente seus panfletos bíblicos nos arredores de um templo budista em Pyongyang no dia 16 de fevereiro", também conhecido como "Dia da Estrela Brilhante" por ser o aniversário do nascimento do falecido líder Kim Jong-il.

"Seu ato criminoso enfureceu o povo" da Coreia do Norte, país onde existe um culto extremo à personalidade de seus líderes e elevadas restrições sobre a divulgação de ideais religiosos.

A agência revelou que Short já tinha cometido um primeiro "ato hostil" em 2012, na Coreia do Norte, ao distribuir Bíblias em um vagão do metrô da capital, Pyongyang, "provocando caos na perfeita ordem pública" do país.

Além disso, a KCNA chamou o australiano de "um ex-condenado que cometeu crimes similares de divulgação de panfletos da Bíblia na China, Vietnã e em outros países, onde foi punido". A agência não especificou os detalhes da viagem de volta do missionário, cuja esposa apareceu nas últimas semanas nos meios de comunicação solicitando sua libertação.

A Coreia do Norte já havia libertado em dezembro o cidadão americano Merrill Newman, 85 anos, que permaneceu detido por 42 dias acusado de supostos "atos hostis" contra o Estado, nesse caso relacionados com uma suposta trama de espionagem.

O regime de Kim Jong-un ainda mantém encarcerado o religioso sul-coreano Kim Jong-uk, que foi detido em novembro por supostamente divulgar propaganda cristã.

Fonte: Terra

OVELHAS . QUAL É O SEU TIPO ?



            a) Ovelha perdida:  São milhões e estão espalhadas pelo mundo.  A Igreja tem que procurá-las, movida pela compaixão (leia Mt 9:36-38).
            b) Ovelha desgarrada:  As que já foram do rebanho de Jesus, mas iludiram-se com o mundo, ou decepcionaram-se com o rebanho.  A Igreja tem que procurar buscá-las (leia Lc 15:3 e 4).
            c) Ovelha fraca:  São do rebanho mas não têm como prosseguir sem auxílio.  As ovelhas fortes têm que suportar suas fraquezas e praticar tudo o que for bom para edificá-las (leia Rm 15:1 e 2).
            d) Ovelha doente:  A Igreja é um hospital que trata dos males que afligem a alma humana.  A terapia ministrada resultará no desfrutar das bênçãos conquistadas para nós na cruz:  vida em abundância (Jo 10:10), paz de Cristo (Jo 14:27 e 16:33) e alegria de Cristo (Jo 15:11 e 17:13).
            e) Ovelha quebrada:  São irmãos que caíram em tentação e que precisam de tratamento para corrigir as fraturas (leia Gl 6:1 e 2).
            f) Ovelhas gorda e forte:  Ez 34:18-21 contém reprimendas de Deus àquelas ovelhas egoístas, que maltratavam as fracas, impedindo-as de comerem e beberem.  A Igreja é um lugar onde as ovelhas aprendem a amar como o Pastor!
            g) O cordeirinho:  Em Is 40:10, o Senhor afirma que “entre os seus braços os recolherá”.  A Igreja deve dar às crianças o carinho, o cuidado, o valor que o próprio Jesus demonstrou (leia Mt 19:13-15).
            h) Ovelha procriadora:  O mesmo texto em Isaías descreve o cuidado do Sumo-Pastor pelas ovelhas que geram outras ovelhas: ele as guiará mansamente.  A Igreja precisa despertar, incentivar e treinar as ovelhas a serem multiplicadoras (leia Jo 4:35-37).



Ovelha Urubu - vive se alimentando dos irmãos: "Hum... hoje vamos comer pastor à milanesa, com molho da vida do irmão do som!"Ovelha Leão - não se meta com comigo, sou o rei da Igreja.Ovelha Jacaré - tem uma boquinha...Ovelha Kiko do Chaves - esse não se mistura com a "gentalha".Ovelha Chapolin - você pode contar com tudo, menos com sua astúcia.Ovelha Balaão – enxerga, espiritualmente, menos que uma mula.Ovelha Homem-Aranha – sobe pelas paredes por qualquer coisa.Ovelha Zagalo - os irmãos sempre têm que engoli-lo.Ovelha Museu - só conhece o Antigo testamento, a lei e os profetas.Ovelha Pão de Fôrma - miolo mole, casca grossa, chato e quadrado.Ovelha Jiló - Amargo que só.Ovelha Borboleta - que anda de igreja em igreja.Ovelha Cubo de Gelo - cheio de “não me toque!”.Ovelha Kodak - vive de revelação.Ovelha Pá - quando o pastor está pregando, ele diz: “é pá ele!”Ovelha Astronauta - vive no mundo da lua.

Bombeiros encontram corpo de pastor afogado durante batismo


Foram mais de quatro dias de busca pelo Rio Descoberto, que fica na divisa entre o Distrito Federal e Goiás.

Os bombeiros do Distrito Federal conseguiram encontrar o corpo do pastor Almir Marques de Carvalho, 52 anos, que estava desaparecido desde o último sábado, depois de ser levado pela correnteza do Rio Descoberto.

O corpo foi encontrado por volta das 10h10 da quarta-feira (9) a dez quilômetros do local do acidente, segundo a corporação.

No dia anterior os bombeiros disseram que já haviam percorrido 25 quilômetros do leito do rio em busca do pastor sem ter sucesso na operação.

O pastor Almir estava no Rio para realizar uma cerimônia de batismo no sábado, ao entrar no rio ele se desequilibrou, um fiel tentou segurá-lo, mas não conseguiu.

O religioso foi levado pela correnteza e os fiéis chamaram o socorro, mas as buscas do sábado não foram positivas, mesmo com ajuda de cães farejadores e helicóptero.

O Rio Descoberto fica na divisa entre o Distrito Federal e Goiás e há placas indicando o risco de afogamento no local.


Fonte: Gospel Prime

Pastor diz que bebida alcoólica tem caminho certo para ser consumida por cristãos


O pastor Kenny Luck indica que a Bíblia não proíbe o álcool, mas orienta sobre o uso adequado.

Ao descrever sobre o modo como a igreja e a Bíblia compreendem o consumo do álcool, o pastor Kenny Luck, do ministério Every Man e da igreja Saddleback Church, trouxe à tona algumas novas maneiras de olhar para quem bebe e o quanto bebe.

Luck analisa que a bebida está presente em diversos âmbitos sociais de nossa vida há muitos anos, visto que a própria Bíblia fala de quando Jesus transformou a água em vinho, o que leva a crer que "há um lugar para o álcool na sociedade", resume.

E diante da sensação agradável que a bebida alcoólica pode deixar, ao relaxar pessoas ou integrar eventos sociais, o religioso alerta sobre a importância da moderação, relatando sobre as milhares de pessoas que morrem em função do uso excessivo do álcool nos EUA, e os milhões que vão parar em consultórios médicos.

Com situações tão controversas, Luck indica que a bebida não precisa ser necessariamente descartada, ou que a Bíblia impeça de consumí-la. Entretanto, ele afirma que "Deus está preocupado com sua cria, e beber pode ser uma forma Dele testá-lo", e por isso é necessário seguir algumas diretrizes para consumir álcool.

Na sequência, ele consta que "beber é sobre ter controle", já que há um limite para o consumo do álcool, principalmente para não deixar o espírito se perder. Luck indica que a Bíblia não proíbe o consumo de álcool, mas ressalta a importância de ter um "espírito sóbrio" que mantenha o controle do corpo diante das coisas de Deus.

Por fim, em um terceiro ponto, ele crava que "beber é sobre ter caráter". O pastor aconselha que a bebida não deve ser usada para escapar de problemas, aumentar a coragem ou ajudar com a honestidade, pois para isso Deus está presente, com um propósito para nossas vidas, guiando nossos corações.


Fonte: The Christian Post

SE TEM FEDOR ,TEM PTROUBRAS NO MEIO.

Brasília tem fornecido à apreciação nacional um festival de “malfeitos”, que é a expressão consagrada pela presidente Dilma para definir deslizes e desvios cometidos por políticos e servidores públicos. O eufemismo acabou facilitando a vida dos jornalistas, que assim podem denunciar escândalos sem serem processados pelos envolvidos, desde que não chamem de ladrão quem roubou, e sim de autor de malfeito. Bons tempos aqueles em que se dava nome aos bois sem medo e sem meias palavras: “Ademar rouba, mas faz.” Nestas últimas semanas, os malfeitos foram ilustrados com exemplos que vão da promiscuidade entre um vice-presidente da Câmara e um traficante de dólares até os descaminhos da Petrobras com ameaça de CPI, passando pela manobra sorrateira de oferecer às operadoras de planos de saúde um perdão de multas de R$ 2 bilhões.
O caso mais rumoroso foi o do petista André Vargas, amigo do doleiro Alberto Youssef, preso na Operação Lava-Jato, de quem usou emprestado o jatinho para viajar de férias com a família. Uma das gravações mostra que o deputado ajudava o fora da lei a negociar contratos suspeitos do Ministério da Saúde e que este chega a garantir ao parceiro que a negociata seria a “independência financeira dos dois” — palavra de quem comandava um esquema de lavagem de dinheiro estimado em R$ 10 bilhões em operações nebulosas. Apanhado em contradições e mentiras, Vargas, cujo patrimônio cresceu 50 vezes em dez anos, encalacrou-se tanto que, pressionado pelo próprio partido, Lula à frente, teve que se licenciar e renunciar à vice-presidência da Câmara. Mas já prometeu voltar de “cabeça erguida”, o que não é vantagem numa casa em que muitos de colegas costumam andar de cabeça baixa.
Enquanto isso, prosseguia a novela de nossa maior produtora de petróleo, que agora produz também discutíveis transações comerciais. A oposição recorreu ao STF para tentar instalar a CPI exclusiva, e o Planalto tenta ampliá-la para incluir denúncias contra governos de oposição. A esperta alegação é que é preciso apurar tudo, ou seja, não apurar nada.
Correndo por fora, há a medida com cheiro de coisa ruim para beneficiar os planos de saúde, segundo a qual uma multa que hoje seria de R$ 4 milhões cairia, com a nova regra, para R$ 160 mil. O perdão seria de R$ 2 bilhões para as operadoras. Um detalhe: a proposta infiltrou-se sub-repticiamente numa medida provisória aprovada na Câmara e que não tinha nada a ver com o caso. A iniciativa é tão absurda que dever ser barrada no meio do caminho, mas já mostrou sua generosa intenção de impedir que 50 milhões de usuários continuem explorando os indefesos planos de saúde, coitados.
Como se vê, em Brasília há malfeitos para todos os gostos.


VIA  GRITOS  DE  ALERTA .

JACO - ISRAEL

De todos os relatos da Torá, este é um dos mais envoltos em mistério. Conta-nos a história da luta entre um ser humano e um anjo e a da ...