domingo, 2 de fevereiro de 2014

Desembargador afirma que imunidade tributária para igrejas “não tem cabimento”


Em um artigo publicado no site Consultor Jurídico, o desembargador Carlos Henrique Abrão afirmou que as atividades econômicas ligadas às diversas religiões devem ser tributadas normalmente.

O desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo Carlos Henrique Abrão argumentou recentemente sobre o fim da imunidade tributária recebida por instituições religiosas na legislação brasileira, afirmando que tal privilégio tem servido quase que exclusivamente para enriquecer pastores e sustentar outros negócios.

Open in new windowEm um artigo publicado no site Consultor Jurídico, o desembargador afirmou que as atividades econômicas ligadas às diversas religiões, citando em específico a igreja católica e igrejas neopentecostais, devem ser tributadas normalmente, ficando imunes apenas aquelas ligadas diretamente ao culto religioso, como a missa.

- Estamos assistindo ao crescimento desmesurado de pseudosseitas religiosas, as quais mais enriquecem seus pastores do que o próprio rebanho. Mas não é só, a própria Igreja Católica, sem qualquer dúvida, também quando explora atividade econômica, ou de conteúdo empresarial, igualmente sofreria tributação. – afirma Abrão.

Segundo o jurista, pastores têm se utilizado do artifício da imunidade concedida às igrejas para “blindarem” seu patrimônio contra o imposto de renda e também se aproveitado de tal imunidade fiscal para adentrarem em diversas atividades econômicas de maneira desleal ao entrarem no mercado com custos menores por causa da não tributação. Ele ressalta ainda o uso de meios pertencente às denominações religiosas para a execução de propaganda política.

- A imunidade plena ou alíquota zero para essas atividades não reprime os desvios e muito menos a ganância que ostentam seus líderes, mormente com rádios e canais de televisão, tudo sob o aspecto da não concorrência, já que estão, em tese, isentos ou mais fortemente imunes. (…) De modo semelhante, nas escolas religiosas, de uma forma geral, se o ensino é particular e bem paga a mensalidade, não se justifica uma autoimunidade para aqueles que, em igualdade de condições, realizam suas tarefas de caráter empresarial. – argumenta.

- No Brasil a situação é ainda mais grave, pois muitos ligados às entidades pentecostais se aproveitam dos seus espaços, principalmente em redes de rádio e televisão e divulgam suas imagens para as respectivas candidaturas ao parlamento, ao custo zero – completa o desembargador.

Ele afirma que a legislação em torno desse benefício deve ser revista, de forma a “manter somente o essencial imune, mas as demais atividades complementares e paralelas tributadas”. Ele afirma que apenas o culto religioso em si deve receber tal imunidade fiscal, e que todas as demais atividades econômicas das igrejas devem “receber o mesmo tratamento do sistema tributário para as empresas privadas”.

- Essa riqueza visível aos olhos de muitos e invisível para fins de tributação acaba gerando uma distorção de natureza da capacidade contributiva, fazendo com que os assalariados recolham mais, enquanto outros vagam pelos caminhos religiosos, sob a capa da absoluta certeza de que suas obras pertencem a Deus, e não a Cesar, no conceito jurídico tributável, com o que não podemos simpatizar – finaliza.

Fonte: Gospel+

Rolezinho nas igrejas” enche templos antes vazios


“Rolezinho nas igrejas” enche templos antes vazios“Rolezinho nas igrejas” enche templos antes vazios
Ao longo das últimas décadas, as dioceses católicas dos Estados Unidos viram dezenas de igrejas serem fechadas por causa da diminuição dos membros e o aumento dos custos de manutenção, sem falar no envelhecimento do clero e problemas com processos judiciais gerados pelos caos de abuso.
No Estado de Nova York, o número de católicos encolheu mais depressa que a população em geral. Como resultado, viu 100 de suas igrejas serem fechadas nos últimos 10 anos. Mesmo os imigrantes latinos e africanos, que hoje constituem a maior parte do rebanho, não foram suficientes para reverter este quadro.
Com a popularização dos “flash mobs”, manifestações de grupo combinadas pela internet, alguns católicos da região da cidade de Bufallo resolveram inovar. O que começou como uma conversa pelas mídias sociais, acabou se tornando um movimento. Católicos romanos, na sua maioria jovens, decidiram escolher qual igreja deveriam visitar em um determinado domingo.
A votação ocorre online, promovida principalmente pelo Facebook e Twitter. Todos aparecem na igreja escolhida cerca de meia hora antes e vão enchendo os bancos para a alegria dos párocos. Além de admira as belas arquiteturas das igreja antigas, geram um impulso financeiro útil nas cestas de coleta.
O nome oficial é Bufallo Mass Mob, algo como “rolezinho nas igrejas de Bufallo”, para usar o termo do momento. A última visita foi à igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, onde o templo abrigaria 500 pessoas, mas missas dominicais no local raramente passam de 50 pessoas. No dia do encontro havia mais de 300. Em sua página do Facebook já está no ar a votação para a próxima visita, em 23 de março. Cerca de 60 pessoas já confirmaram presença até agora.
Christopher Byrd, 46, um dos pais da ideia, conta que o primeiro encontro foi em novembro de 2013 e o segundo em janeiro deste ano. O plano é fazer as visitas a cados dois meses. Já existem centenas de participantes envolvidos no projeto que conversam constantemente pela internet. Conta ainda que tem ajudado pessoas de outras cidades a organizar seus próprios rolezinhos. “Eu chamo isso de potencializar a fé…. O objetivo é para reacender o interesse das pessoas pelas igrejas mais antigas”, explica. É possível conhecer melhor e acompanhar o movimento também pelo site que ele criou Bufallo Mass Mob.
O padre Donald Lutz festeja a oportunidade de receber tantos visitantes em sua igreja. Explica que foi avisado antes e por isso teve tempo hábil para preparar muito café “extra” para servir depois da missa no salão anexo da igreja. Os participantes do rolezinho passaram bastante tempo admirando e fotografando os antigos vitrais do templo, importados da Áustria, bem como o altar de mármore, elementos raramente vistos nas igrejas mais modernas.
Barbara Mocarski, que mora numa cidade vizinha, estava encantada: “É maravilhoso ver essas antigas igrejas. Eles são lindas”. Mas não pode deixar de notar as infiltrações que estão destruindo parte do teto de gesso, pois a igreja não tem condições financeiras de arrumar. Entre os tópicos de conversa após a missa está a notícia de que 10 escolas católicas da região serão fechadas este ano como parte do plano de reestruturação financeira da diocese. Com informações Associated Press e Bufallo Mass Mob

GP

Xuxa pede oração por sua mãe

A apresentadora Xuxa usou sua página no Facebook neste domingo (2) para pedir aos seus seguidores que rezem por sua mãe, que está internada em um hospital no Rio de Janeiro.
"Oi gente! Desculpa eu ta tão afastada de vcs e entrar aqui e pedir uma coisa, mas é que é MT importante. Então...até mesmo que vc não goste de mim por favor eleve seus pensamentos agora e peça a Deus pra minha Aldinha melhorar, sei que com a ajuda de vcs ela vai conseguir sair dessa. Bgd desde já e que Deus abençoe cada um de vcs (sem exceção) Bjs X", escreveu.
Alda Meneghel, de 77 anos, está internada no CTI do hospital Barra D'Or, na zona oeste do Rio, com quadro de pneumonia, que foi complicado pela doença de Parkison, diagnosticada há mais de 12 anos, que provoca a degeneração progressiva de células responsáveis pelo movimento e equilíbrio.
Leia mais em: http://zip.net/bsmhjr

MULHER ACOMPANHADA PELO PAI SÃO ESPANCADOS POR GAYS NA RODOVIÁRIA DE SANTOS


Professora ficou com vários machucados espalhados pelo corpo (Foto: Júlia Fernandes / Arquivo Pessoal)Uma professora universitária foi espancada, dentro da Rodoviária de Santos, no litoral de São Paulo, após esbarrar em dois travestis que estavam no local. Júlia Fernandes estava acompanhada do pai, de 63 anos, quando ambos foram atacados pela dupla no momento em que aguardavam um ônibus que iria para a cidade de São Paulo. Ninguém foi preso.
Segundo Júlia, ela e o pai tinham acabado de fazer um saque em um dos caixas eletrônicos da rodoviária de Santos e buscavam uma cadeira para aguardar o ônibus. “Estávamos aguardando o ônibus, já que estávamos uns 20 minutos adiantados. Fizemos um saque e fomos procurar um banco para sentarmos”, conta.
Quando procurava um lugar para sentar, dois travestis trombaram nela e no pai. “Ambos passaram pela gente dando um esbarrão. Logo em seguida eu perguntei se eles não enxergavam. Isso foi suficiente para um deles partir para cima de mim e do meu pai”, explica.
Após as agressões, Júlia conta que não teve ajuda dos seguranças da rodoviária. Segundo ela, não houve nenhum movimento para separar a briga. “Após caírmos no chão e nos levantarmos, os dois ainda estavam no local. Eu pedi para os seguranças não deixarem eles fugir. Não nos estenderam nem o braço para nos ajudar a sair do chão. Nossos pertences ficaram espalhados pela rodoviária”, conta.
A professora registrou boletim de ocorrência contra os travestis e fez o exame de corpo de delito em São Paulo, cidade onde mora. Ela diz que entrará na Justiça contra a rodoviária de Santos e também fará uma queixa na ouvidoria da cidade.
A Prefeitura de Santos afirmou, por meio de nota, que a vigilância na rodoviária de Santos é feita por uma empresa contratada pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), que é responsável pela administração do serviço e que, conforme o relatório da empresa, um dos vigilantes percebeu o desentendimento e agiu de imediato para separar os envolvidos.

FONTE .GLOBO.COM.BR

Auxílio-doença dispara e eleva rombo na Previdência

Depois de serem alvo de um "novo modelo de gestão", os pagamentos do auxílio-doença voltaram aos níveis que levaram o governo a detectar abusos no programa na década passada.
Segundo dados recém-divulgados pela Previdência Social, o número de beneficiários se aproximou de 1,5 milhão em dezembro, num salto de quase 10% sobre o contingente de um ano antes.
O auxílio-doença previdenciário é a terceira maior despesa do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), na casa dos R$ 17 bilhões em 2013.
Entre os principais programas, foi o de maior aumento da clientela. O número de aposentados cresceu 3,8%, e o de pensionistas, 2,6%. A população brasileira cresce menos de 1% ao ano.
No fim dos anos 1990, o programa, que até então tinha dimensões modestas, iniciou uma explosão de despesas – a quantidade mensal de pagamentos, que rondava os 500 mil, triplicou no breve intervalo entre 1999 e 2004.
Editoria de Arte/Folhapress
Como não houve nenhuma calamidade dessas proporções na saúde pública naquele período, ficaram evidentes a demanda excessiva pelo benefício e a insuficiência dos controles para a concessão.
Entre as hipóteses da área técnica para tal aumento estão as reformas feitas pelo governo FHC (1995-2002), que dificultaram o acesso às aposentadorias. Por esse raciocínio, o auxílio-doença teria se tornado um atalho para obter o amparo do INSS.
Outra parte da explicação é mais positiva: o aumento do número de trabalhadores com carteira assinada elevou também o número de segurados com direito ao auxílio.
Graças a ofensiva do governo Lula, o INSS passou a ser mais rigoroso na concessão dos benefícios – que depende da avaliação de peritos– e reduziu o total de pagamentos a pouco mais de 1 milhão por mês. Mas a trajetória de alta foi retomada em 2010.
O controle do auxílio-doença fazia parte de um pacote de medidas de gestão como alternativa a uma reforma impopular da Previdência.
Argumentava-se que, com aumento da arrecadação e melhor gerenciamento da despesa, seria possível reduzir o deficit do setor sem reduzir direitos dos segurados.
A estratégia foi positiva: o deficit caiu de 1,7% do Produto Interno Bruto, em 2007, para 1% em 2013. Mas, no ano passado, as despesas superaram as receitas em R$ 49,9 bilhões – era esperada uma diferença de R$ 33,2 bilhões. A expansão do auxílio-doença ajudou a inflar o deficit.
Folha questionou o Ministério da Previdência sobre a evolução recente do programa, mas não houve resposta.


FONTE . http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2014/02/1406313-auxilio-doenca-dispara-e-eleva-rombo-na-previdencia.shtml

MILHARES DE NOVAS IGREJAS EVANGÉLICAS NO BRASIL.


Evangélicos abrem 14 mil igrejas por ano no BrasilEvangélicos abrem 14 mil igrejas por ano no Brasil Alguns jornais publicaram esta semana uma análise do chamado “mercado gospel”, baseado em dados recentes levantados pela Receita Federal. Segundo a publicação, diariamente as igrejas do Brasil arrecadam R$ 60 milhões, num total de R$21,5 bilhões por ano.
O Correio Brasiliense divulgou a estimativa que sejam abertas 14 mil igrejas evangélicas no Brasil a cada ano. Embora seja difícil fazer tal estimativa, pode-se facilmente afirmar que a maioria são igrejas neopentecostais. Afinal, este é o movimento que mais cresce no país, onde aproximadamente 60% dos evangélicos são de linha pentecostal. É igualmente verdade que muitas igrejas não duram mais que alguns anos.
Estranhamente, o Correio não cita a fonte do número publicado. A grande maioria dessas igrejas não é devidamente registradas, com um CNPJ. Se considerarmos apenas as que fizeram o registro, em 2013 foram 4400. Ou seja, a média é de 12 igrejas novas por dia; uma a cada duas horas. Os dados são do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, que monitora a abertura de empresas de todos os tipos no país.
Existem outros números que mostram a força dos evangélicos. A exemplo de outros países, hoje a música gospel já conquistou seu espaço nas rádios seculares. O mesmo pode ser dito das publicações. Antes limitados às livrarias evangélicas, hoje CDs, DVDs e livros evangélicos são amplamente distribuídos nas grandes lojas e supermercados. Isso sem mencionar o espaço conquistado em alguns canais de TV.
O Correio afirma que são pelo menos 4,5 mil cantores e bandas gospel atuando no país. Existem cerca de 600 rádios registradas (fora as piratas) que tocam música gospel. Já são 157 gravadoras produzindo material e no mínimo 10 novos CDs do gênero são lançados todo mês.
Um dos segredos do seu sucesso é que seu material é menos suscetíveis à pirataria por conta dos princípios dos fiéis. “É uma economia da fé que desconhece crises e vai de vento em popa”, explica Luciana Mazza, que trabalha há mais de 10 anos somente no meio evangélico.
As editoras cristãs já são 150 no país, sendo 60 de grande porte. Em média são 3 mil novos títulos lançados anualmente. “O desejo por um crescimento espiritual impulsiona a divulgação da palavra de Deus, que, claro, envolve um grande mercado editorial”, ressalta Reiner Lorenz, diretor executivo da Associação dos Editores Cristãos (Asec).

INF. GOSPEL PRIME

Exército da Salvação é investigado por abusos sexuais na Austrália ocorridos entre 1966 e 1977


Relatos apontam para castigos severos e violência sexual cometidos por oficiais que trabalhavam em quatro orfanatos da instituição.

A justiça da Austrália está investigando casos de abuso sexual cometidos em quatro orfanatos do Exército de Salvação entre 1966 e 1977.

A Comissão Real está investigando o caso e apurando denúncias de que os oficiais do Exército da Salvação chegaram a sodomizar crianças com mangueiras, trancá-las em jaulas e espancá-las brutalmente.

O advogado Simeon Beckett, que atua na investigação, disse que os relatos são perturbadores. “As crianças eram frequentemente espancadas pelos responsáveis até que sangrassem”.

A comissão foi criada pelo governo diante de uma série de escândalos envolvendo padres pedófilos e outros casos de abusos sexuais.

Nos orfanatos do Exército da Salvação há relatos de crianças que, tentando fugir da instituição, foram castigadas com a inserção de “uma mangueira no ânus” e “colocada em uma gaiola na varanda do centro por uma semana”.

O advogado comenta o caso e diz que depois de ser libertada, essa criança foi violentamente sodomizada por um maior.

Um dos oficiais acusados é o major Lawrence Wilson, que teria arrastado uma criança até sua cama durante a noite e a estuprado. Os colegas descrevem o major como “brutal e diabólico”.
Wilson morreu em 2008, mas as acusações contra ele fizeram com que a instituição pagasse mais de 1,2 milhões de dólares australianos em indenizações de vítimas.

Foram 157 denúncias de abusos contra o Exército da Salvação, destas, 130 resultaram em um pedido de desculpas e compensação financeira.

Mas de acordo com o advogado, o major Wilson não era o único. “Outros agentes e funcionários do Exército da Salvação abusavam dos residentes, bem como membros da sociedade. Essas pessoas tinham acesso aos quartos das crianças.”

Através de sua advogada, Kate Eastman, o Exército da Salvação da Austrália ofereceu um “pedido de desculpas sem reservas” pela “terrível experiência das vítimas” e admitiu as falhas cometidas por seus representantes. Eastman também afirmou que na instituição a política é firme para que “nenhuma criança tenha que passar por essa situação novamente”.

Fonte: Gospel Prime com informações de G1

Pastor faz exorcismos via Skype por R$ 700


O controverso pastor Bob Larson afirma que já realizou mais de 20 mil exorcismos em todo o mundo. Ele diz que utiliza novas tecnologias para combater os demônios.

Criador de uma escola de exorcistas que recrutava até mesmo adolescentes, ele inova mais uma vez.

Pela quantia de U$ 295 (cerca de R$ 700) agora as pessoas poderão ser libertadas através da internet, numa videoconferência do Skype. O canal CNN fez uma reportagem sobre o assunto e divulgou um vídeo de Larson usando seu “método” em um homem na Noruega chamado David.

Open in new windowPossuído por quatro demônios, ele muda sua voz na sessão com o pastor que se arrasta por uma hora. Munido de uma Bíblia, uma cruz e dando ordens aos demônios, Larson vê pela tela o homem mudar de voz e de personalidade várias vezes, até finalmente voltar ao normal.

Embora pareçam encenados, os gestos são verdadeiros, garantiu o pastor ao jornalista Gary Tuchman. “É real. Não há necessidade de encenar isto. Por que alguém faria isso?”, justifica. Vários testemunhos no site oficial do pastor atestam a eficácia dessa opção polêmica que vem ligada a um preço.

Obviamente nem todos acreditam que o exorcismo “à distância” seja eficaz. Isaac Kramer, da Associação Católica Internacional de Exorcistas, questiona: “Se a pessoa estiver realmente possuída, o demônio não vai deixá-la ficar sentada em frente a um computador para ser exorcizada. Na melhor das hipóteses, vai atirar o computador para o outro lado da sala e quebrar tudo”, sentencia.

Fonte: Gospel Prime com informações The Blaze

Temporal derruba templo de igreja evangélica no Rio Grande do Sul


Na última sexta-feira (31/01), um forte temporal que atingiu a cidade de Novo Hamburgo (RS) deixou o templo de uma igreja evangélica completamente destruído.

O prédio afetado pelas chuvas pertence à Igreja Batista Boas Novas, e fica localizado no bairro Rondônia.

Segundo o jornal Zero Hora, o prédio ficou quase que completamente destruído, permanecendo intacta apenas a parte do templo, onde ficavam os banheiros e o administrativo. O telhado do templo voou por cima da estrutura, devido aos fortes ventos durante a chuva.

O pastor da igreja conta que apenas uma funcionária estava no local no momento do ocorrido, mas que ela escapou ilesa do incidente.

- Ela se refugiou em uma parte da igreja e nada aconteceu. Foi a mão de Deus – afirma o pastor Gerson Garras.

A destruição do templo deixou a comunidade chocada, e membros da igreja se mobilizaram para tentar salvar o máximo possível de bens da igreja que ficaram soterrados pelos escombros, como aparelhos de som e cadeiras.

- Eu ainda não processei o que aconteceu aqui. Não sobrou nada, absolutamente nada. É muito triste – afirma a aposentada e membra da igreja há 30 anos, Deni Albuquerque Cesar.

Fonte: Gospel+

Rede podre de televisão e o beijo gay na novela “Amor à vida”


Na noite dessa sexta feira (31/01), foi ao ar o primeiro beijo entre um casal gay transmitido pelas novelas da Rede Globo e causou revolta entre evangélicos, que se manifestaram nas redes sociais.

A cena, que foi ao ar no capítulo final de “Amor à Vida”, mostrou um beijo entre os personagens Niko (Thiago Fragoso) e Félix (Mateus Solano).

A exibição da cena causou revolta entre vários evangélicos, que se manifestaram através das redes sociais declarando seu repúdio pela emissora e pelos supostos valores propagados por ela através de suas produções de dramaturgia. Em suas contas no Twitter e no Facebook, centenas de pessoas declararam o ser repúdio e revolta a após a transmissão do capítulo da novela.

Em sua página no Facebook, a Radio Harpa Cristã iniciou uma campanha para que seus ouvintes “digam a Globo” que não aprovaram a cena. Utilizando-se de trechos bíblicos como Gêneses 19:5-7 e Romanos 1:21-31, a página divulgou uma mensagem para ser compartilhada por seus seguidores, mostrando sua desaprovação em relação à cena.

Pelo Twitter, centenas de mensagens de repúdio também foram publicadas afirmando que a emissora estaria agindo “contra a vontade de Deus”, e também a acusando de manipular seu público, de forma a impor uma nova moral à sociedade.

Veja abaixo algumas das mensagens publicadas no Twitter:









Ente as diversas manifestações sobre a cena, alguns evangélicos também chamaram a atenção daqueles que assistiram a toda a trama, que durante todo o tempo em que esteve no ar “fez apologia” ao homossexualismo, e agora se manifestam com críticas. Em sua página no Facebook, o pastor Daniel Simoncelos afirmou ser “falso moralismo” criticarem o último capítulo após verem toda a trama.

- O final da novela apenas culminou naquilo que a novela fez apologia o tempo todo. Se você assistiu à novela inteira, não me venha com falso moralismo apenas com o último capítulo. Eu sou muito claro, e pode achar ruim comigo, mas não assisto nem que me paguem nenhuma novela da Globo, pois sei os valores desta emissora. E não tem nada a ver com os meus – declarou Daniel Simoncelos.

- Pra mim isso é tudo lixo – completou Simoncelos.

Fonte: Gospel+

O QUE SIGNIFICA 5777--"LEI PERFEITA, LEI DA LIBERDADE"

(TG 2:8; 1:25)(ler -2 Co 3:16 a18)."SE CRISTO VOS LIBERTAR SEREIS VERDADEIRAMENTE LIVRES."(JO 8:36)-- Para que...