segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Oração evita tragédia durante tentativa de assalto a lanchonete




Oração evita tragédia durante tentativa de assalto a lanchonete Na última semana um suposto assaltante entrou em uma loja do McDonalds em Fort Worth, nos Estados Unidos, e tentou disparar uma arma contra os clientes e funcionários do local. Câmeras de segurança mostraram que ele puxa o gatilho por pelo menos cinco vezes, mas a arma não disparou.

Ao sair da lanchonete ele tentou disparar novamente, e a arma funcionou normalmente, mas ninguém ficou ferido. Voltando para dentro da loja ele tentou disparar novamente, e a arma travou de novo, voltando a funcionar quando ele caminhou para fora do restaurante novamente.


O suspeito, identificado como Jestin Anthony Joseph, foi preso instantes depois por um grupo de policiais, que ficaram perplexos com o acontecido. A mãe de Jestin afirma que a arma travou porque ela estava orando pelo filho, que ela acredita sofrer de um transtorno mental.


"Na noite passada, eu disse a Deus para cuidar do Jestin, e é isso que eu acredito que aconteceu", contou a mãe do rapaz, que não quis se identificar.


"A única coisa que posso dizer é que aquele não era meu filho. Ele não estava em seu juízo perfeito", completou.


De acordo com a polícia, havia cerca de 15 pessoas no local no momento do incidente. O suspeito fugiu e foi preso pouco tempo depois. O sargento Joe Loughman disse que não consegue explicar o porquê de a arma não ter disparado dentro do restaurante.


"Eu nunca vi nada como isso antes. (…). Parece que ele está puxando o gatilho, mas a arma não dispara", afirmou o sargento, sobre o vídeo gravado pelas câmeras de segurança do estabelecimento.


De acordo com o WND Faith, testemunhas relatam que o rapaz estava murmurando algo na hora que tentou efetuar os disparos. À polícia, Jestin afirmou que estava ouvindo vozes dentro de sua cabeça no momento do incidente.


Mesmo sem uma explicação para o aparente milagre, o desfecho do caso causou um sentimento de gratidão nos envolvidos, que agradeceram pelo fato de o incidente não ter terminado em tragédia.


"Somos extremamente gratos que ninguém ficou ferido durante a situação que ocorreu em nossa propriedade terça-feira. A segurança de nossos clientes e funcionários é extremamente importante, e estamos cooperando plenamente com o Departamento de Polícia de Fort Worth em sua investigação em curso", declarou o McDonalds dos EUA, em um comunicado.
 
Fonte: Gospel Mais

EUA: mais poderosa que a heroína, droga caseira come a carne dos usuários até ela apodrecer


    Foto mostra homem russo sofrendo os efeitos colaterais da droga "Krokodil". Centro de Controle de Intoxicações no Arizona (EUA) registrou dois casos da doença
  • Foto mostra homem russo sofrendo os efeitos colaterais da droga "Krokodil". Centro de Controle de Intoxicações no Arizona (EUA) registrou dois casos da doença
O Estado do Arizona, nos Estados Unidos, teme uma epidemia de uma droga três vezes mais barata que a heroína. Apelidada de "Krokodil", ela come a carne do usuário de dentro para fora e deixa os viciados com pele de réptil.
Segundo o jornal "dailymail", o entorpecente, mais popular na Rússia, é criado por uma mistura de codeína, gasolina e óleo injetadas no corpo dos usuários.
De acordo com o Centro de Controle de Intoxicações no Arizona, a droga foi encontrada quando dois viciados chegaram num hospital local com sua carne pendurada fora de seu corpo. A aparência deles era semelhante a de um crocodilo, já que traziam a sua pele totalmente exposta, dando para ver até mesmo seus ossos.
Ainda de acordo com o "dailymail", o uso contínuo de "Krokodil" provoca constrição dos vasos sanguíneos, deixando a pele verde e escamosa entre os toxicodependentes. Ela também pode causar gangrena e apodrecer a carne dos usuários.
Somente na Rússia, local em que a droga é encontrada com mais frequência, 2,5 milhões de pessoas tiveram de ser tratadas pelo uso da substância, que pode diminuir a média de vida do usuário para apenas dois anos.
"Quando os usuários utilizam a droga de forma contínua, ela provoca o endurecimento da pele e pode causar necrose", explicou o Dr. Frank LoVecchio, do Centro de Controle de Intoxicações no Arizona.
O médico se recusou a dar mais detalhes sobre a droga para preservar a identidade dos usuários.
(Com informações do jornal "Dailymail")

MATADORES DE CRISTÃOS - Cristãos pagam taxa de submissão a radicais no Egito



Quando um comboio de mais de uma dezena de veículos blindados da polícia e do Exército egípcio entrou em Dalga, no último dia 16, certo alívio tomou conta da minoria cristã e de muçulmanos moderados da cidade de 120 mil habitantes. Dalga, a 300 km ao sul da capital Cairo, é um dos redutos da Irmandade Muçulmana e testemunhava protestos diários de simpatizantes do presidente deposto Mohamed Mursi. A cidade se tornou notícia depois que ativistas denunciaram o pesadelo vivido pela comunidade cristã ao ser obrigada a pagar uma taxa de “submissão” a islâmicos radicais.

Cristãos pagam taxa de submissão a radicais no Egito “A população cristã da cidade vinha pedindo ajuda a um bom tempo, mas autoridades no Cairo relutavam em agir por medo de provocar mais violência, já que a área é um bastião de islamitas no interior do país”, disse, em entrevista ao site de VEJA o ativista Ishtar Iskandar, da organização Iniciativa Egípcia para os Direitos Pessoais.
Desde julho, segundo a imprensa egípcia, membros e apoiadores da Irmandade Muçulmana tomaram o controle da cidade, intimidando autoridades locais e muçulmanos moderados. Os islâmicos radicais também passaram a pressionar cristãos a pagarem uma taxa conhecida como jizya, recorrendo a uma prática que remonta há séculos, quando o imposto era pago a líderes locais islâmicos por quem não se convertesse ao Islã. A jizya era paga por não muçulmanos dominados “para que sua existência fosse assegurada”, afirmou o jornal The Washington Times, em reportagem recente.
Segundo ativistas, os cerca de 20 000 cristãos de Dalga se viram acuados e forçados a pagar a taxa, já que polícia e autoridades locais pouco faziam para garantir sua segurança. A tensão entre islâmicos radicais e cristãos aumentou depois do golpe contra Mursi. Muitos islamitas acusam os cristãos de estarem por trás da derrubada do membro da Irmandade Muçulmana, que havia sido eleito em junho do ano passado. No Cairo e em Alexandria, cristãos e muçulmanos seculares se uniram para defender igrejas, orfanatos, casas e lojas contra ataques de radicais. Em Dalga, autoridades e ativistas acusam os radicais de incendiarem cerca de vinte igrejas e casas, usando até sprays para marcar estabelecimentos comerciais pertencentes a cristãos. “Muitas famílias coptas fugiram de Dalga devido à pressão psicológica a que estavam sendo submetidas. Alguns dos muçulmanos que se opuseram ao tratamento dado aos cristãos também tiveram de abandonar suas casas e fugir”, salientou Iskandar.
Taxa variava 
Por telefone, o comerciante cristão Hani, morador de Dalga, disse ao site de VEJA que sua loja foi marcada com spray vermelho. “Eles pintavam um crucifixo para identificar os locais onde voltariam depois para coletar o imposto. Essas pessoas não são muçulmanos, são bandidos, uma gangue de criminosos que mancham a imagem do Islã”, acusou Hani, que pediu que seu sobrenome não fosse divulgado, por medo de represálias.
Segundo o comerciante, desde que Mursi foi deposto a população cristã de Dalga se vê em meio a um fogo cruzado entre radicais simpatizantes do ex-presidente e autoridades. “A ira dos apoiadores de Mursi se voltou contra os cristãos. Na rua, ouvi xingamentos de islamitas que me acusavam de apoiar o golpe. E, quanto mais tentávamos argumentar, pior ficava”.
A dona de casa cristã Miriam contou que ir à igreja passou a ser algo arriscado nos últimos meses. “O padre mesmo pediu para que evitássemos a igreja em certos dias, temendo pela segurança das pessoas”.
Ela confirma a cobrança da jizya. “Quando os islamitas assumiram o controle da cidade, faziam várias declarações absurdas, mas nós jamais imaginávamos que voltaríamos ao passado distante e seríamos obrigados a pagar um imposto por sermos minoria. Até amigos muçulmanos ficaram chocados com a lei”, disse. “Quase todos os dias eles vinham coletar o dinheiro, cerca 200 libras egípcias (65 reais). Se nos recusássemos a pagar, éramos ameaçados”.
Falando a jornalistas, o padre Yunis Shawqi, conhecido clérigo de um monastério em Dalga, disse que o valor da taxa variava, dependendo da área da cidade, mas que o valor chegava até 500 libras egípcias (160 reais). Ele afirmou que aproximadamente 140 famílias coptas foram obrigadas a pagar, diariamente, 200 libras egípcias. Outras quarenta famílias, segundo ele, teriam deixado a cidade por se recusarem a pagar o imposto. O monastério do padre Shawqi foi destruído no dia 3 de julho, dia da deposição de Mursi, por supostos membros da Irmandade Muçulmana.
Crimes 
Segundo jornais locais, dois funcionários públicos cristãos – que eram da mesma família – foram mortos a tiros por se recusarem a pagar a taxa. O assassinato teria sido responsabilidade de um grupo criminoso, cujo chefe tem antecedentes criminais. “No caso dos dois primos, a gangue era muçulmana. Mas estamos falando de criminosos com antecedentes de violência contra outras pessoas, tanto muçulmanas quanto cristãs”, enfatizou Iskandar, fazendo uma distinção entre gangues criminosas e perseguições de cunho religioso.
Cristãos coptas representam cerca de 10% da população de mais de 80 milhões no Egito. Durante sucessivos governos, a comunidade cristã acusou os governantes de discriminação e de pouco se esforçar para coibir atos de violência. No início deste mês, ativistas, jornalistas e políticos muçulmanos e cristãos enviaram uma carta ao governo interino do Egito pedindo ações mais efetivas para proteger a comunidade cristã, principalmente em regiões mais pobres do interior do país.
A repercussão negativa das notícias sobre a situação dos cristãos em cidades menores levou o governo temporário a lançar uma ofensiva. Em Dalga, helicópteros sobrevoaram a cidade no último dia 16. De acordo com o governo, os islamitas ofereceram pouca resistência. Mas cartazes do ex-presidente Mursi continuam espalhados pela cidade. E os cristãos que moram na cidade, embora mais aliviados, não demonstram entusiasmo com a presença do Exército. “Eu, assim como meus parentes e amigos, achamos que a sensação de segurança vai durar pouco. Os radicais têm influência muito forte por aqui. Acredito que outras famílias cristãs devem se mudar da cidade. Eu mesmo não sei até quando posso aguentar essa pressão”, desabafou o cristão Hani.



VIA  GRITOS DE ALERTA / INF. VEJA 

CRIME POLITÍCO - Militância vira critério para receber moradia do Minha Casa Minha Vida

Líderes comunitários filiados ao PT usam critérios políticos para gerir a maior parte dos R$ 238,2 milhões repassados pelo programa Minha Casa Minha Vida Entidades para a construção de casas populares na capital. Onze das 12 entidades que tiveram projetos aprovados pelo Ministério das Cidades são dirigidas por filiados ao partido. Suas associações privilegiam quem participa de atos e manifestações de sem-teto ao distribuir moradias, em vez de priorizar a renda na escolha. Entre gestores dos recursos, há funcionários da gestão de Fernando Haddad (PT), candidatos a cargos públicos pela sigla e até uma militante morta há dois anos.

A partir de repasses diretos, as associações selecionadas pelo governo federal escolhem quem vai sair da fila da habitação em São Paulo. Os critérios não seguem apenas padrões de renda, mas de participação política. Quem marca presença em eventos públicos, como protestos e até ocupações, soma pontos e tem mais chance de receber a casa própria.
Para receber o imóvel, os associados ainda precisam seguir regras adicionais às estabelecidas pelo programa federal, que prevê renda familiar máxima de R$ 1,6 mil, e prioridade a moradores de áreas de risco ou com deficiência física. A primeira exigência das entidades é o pagamento de mensalidade, além de taxa de adesão, que funciona como uma matrícula. Para entrar nos grupos, o passe vale até R$ 50.
Quem paga em dia e frequenta reuniões, assembleias e os eventos agendados pelas entidades soma pontos e sai na frente. O sistema, no entanto, fere o princípio da isonomia, segundo o advogado Márcio Cammarosano, professor de Direito Público da PUC-SP. “Na minha avaliação, esse modelo de pontos ainda me parece inconstitucional, além de escandaloso e absolutamente descabido. Ele exclui as pessoas mais humildes, que não têm condições de pagar qualquer taxa ou mesmo de frequentar atos públicos”, afirma.
50 mil pessoas. Os empreendimentos são projetados e construídos pelas associações, que hoje reúnem uma multidão de associados. São mais de 50 mil pessoas engajadas na luta pelo direito à moradia. Além das entidades dos petistas, há ainda uma outra dirigida por um filiado ao PCdoB.
A força política dos movimentos de moradia, que só neste ano comandaram mais de 50 invasões na cidade, pressionam não só o governo federal, mas a Prefeitura. Em agosto, Haddad publicou um decreto no qual se comprometeu a permitir que entidades possam indicar parte das famílias que serão contempladas com moradias em sua gestão. A promessa de campanha é entregar 55 mil até 2016 – as lideranças querem opinar sobre 20 mil desse pacote.
O cientista político Marco Antonio Teixeira, da FGV, ainda alerta para o um efeito colateral do esquema implementado na capital pelas entidades, que é a cooptação política dos associados, com fins eleitorais.
“O governo deve imediatamente intervir nesse processo e rediscutir as regras. Isso remete ao coronelismo. Além disso, a busca pela casa própria não pode ser um jogo, onde quem tem mais pontos ganha.”
Quem é quem. A maior parte das entidades é comandada por lideranças do PT com histórico de mais 20 anos de atuação na causa. É o caso de Vera Eunice Rodrigues, que ganhou cargo comissionado na Companhia Metropolitana de Habitação (Cohab) após receber 20.190 votos nas últimas eleições para vereador pelo partido.
Verinha, como é conhecida, era presidente da Associação dos Trabalhadores Sem Teto da Zona Noroeste até março deste ano – em seu lugar entrou o também petista José de Abraão. A entidade soma 7 mil sócios e teve aval do Ministério das Cidades para comandar um repasse de R$ 21,8 milhões. A verba será usada para construir um dos três lotes do Conjunto Habitacional Alexius Jafet, que terá 1.104 unidades na zona norte.
No ano passado, Verinha esteve à frente de invasões ocorridas em outubro em prédios da região central, ainda durante a gestão de Gilberto Kassab (PSD), e em pleno período eleitoral. Em abril, foi para o governo Haddad, com salário de R$ 5.516,55. A Prefeitura afirma que ela está desvinculada do movimento e foi indicada por causa de sua experiência no setor.
Outra entidade com projeto aprovado – no valor de R$ 14 milhões –, o Movimento de Moradia do Centro (MMC), tem como gestor Luiz Gonzaga da Silva, o Gegê, filiado ao PT há mais de 30 anos e atual candidato a presidente do diretório do centro. Com um discurso de críticas à gestão Kassab e de elogios a Haddad, ele também nega uso político da entidade. “Qualquer um pode se filiar a nós e conseguir moradia. Esse é o melhor programa já feito no mundo”, diz sobre o Minha Casa Minha Vida Entidades.

Ministério diz que desconhece esquema de pontuação. O Ministério das Cidades afirmou desconhecer que a presença em atos públicos, como protestos e ocupações, renda pontos às pessoas que lutam por uma moradia na capital. A pasta informou apenas que as entidades podem criar regras adicionais às estabelecidas pelo Minha Casa Minha Vida, sem a necessidade de aprová-las no governo.

Da mesma forma, o ministério disse que não pode interferir em regras internas dos movimentos de moradia e, por isso, não tem como impedir a cobrança de taxas e mensalidades.

O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro (PP), não quis dar entrevista. Por meio de nota, sua assessoria ressaltou que as entidades não são selecionadas, mas habilitadas a receber verba mediante o cumprimento de uma série de atribuições, como dar apoio às famílias no desenvolvimento dos projetos, assim como na obtenção da documentação necessária. O processo não segue, segundo a pasta, critérios políticos. Além disso, as associações devem se submeter a uma prestação de contas, feita pela Caixa Econômica Federal, que financia as unidades.


FONTE . http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,militancia-vira-criterio-para-receber-moradia-do-minha-casa-minha-vida,1079892,0.htm

Filhos de cristãos são sequestrados, torturados e decapitados, denuncia líder cristã síria

Em março de 2012, a guerra na Síria completava um ano e ainda não tinha muito espaço na mídia mundial. Mesmo quando o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) fez uma denúncia grave: corpos decapitados foram encontrados na cidade de Homs, oeste da Síria.
É inevitável que civis morram durante uma guerra, mas a Rádio da ONU afirmava: “cadáveres de crianças pequenas foram encontrados entre as vítimas no bairro de Karm el-Zeytoun. Alguns tinham marcas de tortura, outros estavam decapitados”. Mesmo assim, a notícia teve pouca repercussão.
Cerca de 18 meses depois, o assunto volta a chamar atenção da imprensa internacional. Desta vez através de uma líder da comunidade cristã local. Em entrevista recente ao Russia Today, Agnes Mariam el-Salib, madre superiora do Mosteiro de St. James em Qara, Síria, disse que está encaminhando um dossiê à Comissão de Direitos Humanos da ONU.
Filhos de cristãos são sequestrados, torturados e decapitados, denuncia líder cristã síriaNele, afirma que a filmagem do suposto ataque químico na Síria é uma armação. Divulgado pelo mundo todo e usado pelos Estados Unidos como justificativa para uma invasão, trata-se de uma tentativa de rebeldes patrocinados pela Al Qaeda justificarem muitas de suas ações terroristas.
Madre Agnes vive na Síria há 20 anos e tem vivido os horrores da guerra desde seu início. Ela reforça o que tem sido amplamente noticiado: os cristãos são os primeiros a morrer quando as tropas rebeldes invadem cidades. Casas queimadas e igrejas queimadas e destruídas, ameaças de que todos que não se converterem morrerão e requintes de crueldade nas execuções.
Em sua recente entrevista a um dos principais sites da Rússia, ela conseguiu expos alguns dos aspectos que, por contrariarem interesses americanos, são ignorados pela mídia ocidental. O Ministério das Relações Exteriores da Rússia pediu que a comunidade internacional preste atenção às revelações feitas por Agnes Mariam el-Salib.
Segundo ela, os corpos das crianças e adolescentes mostrados nas imagens não poderiam ser vítimas de um mesmo ataque. Um dos motivos para isso é que seus pais e principalmente mães não estão caídos ao lado deles.
Ao mesmo tempo, a comunidade internacional ignorou a matança brutal em Latakia dia 5 de agosto. “O ataque afetou mais de 500 pessoas, incluindo crianças, mulheres e idosos. Foram todos mortos no mesmo ataque rebelde. As atrocidades cometidas ultrapassam todos os limites”, denuncia. Além disso, muitas crianças foram sequestradas para nunca mais serem vistas;
O vídeo mostrando as vítimas do ataque com armas químicas no vilarejo de Gutha em 20 de agosto tem detalhes que passam despercebidos para quem não conhece a realidade síria. Foram cerca de 490 corpos, mas como foi mostrado por vários sites independentes, como o Before It’s News, as crianças não viviam em Gutha, mas são as mesmas sequestradas em Latakia duas semanas antes. Cerca de um mês depois do ocorrido, muitos dos pais que sobreviveram ao massacre as reconheceram no vídeo que rodou o mundo.
De fato, apenas alguns breves artigos no jornal “The Independent” mencionaram o assunto, com pouca repercussão. No Brasil, apenas a revista Carta Capital deu atenção ao fato. Por outro lado, o vídeo divulgado pela Reuters sobre o suposto ataque químico foi manchete de todos os principais órgãos de imprensa do mundo. O ponto principal é que grande parte dos mortos não eram filhos de muçulmanos, mas de cristãos e foram usados para atrair a atenção do mundo para um falso argumento.
Agnes não nega que armas químicas possam ter sido usadas, mas ela questiona por que existem dois pesos e duas medidas na imprensa. Ao total, doze aldeias alauítas foram submetidas a ataques sangrentos dos jihadistas. “Era um verdadeiro matadouro. Pessoas eram mutiladas e decapitadas. Existe um vídeo que mostra uma menina com sua cabeça decepada. Eles a cortaram com ela ainda viva. Viva!”, dispara.
Se quiser assistir ao vídeo clique aqui. O Gospel Prime alerta que são cenas chocantes.
A madre conta que há caso de líderes religiosos muçulmanos mortos e decapitados pelos soldados da Al Qaeda, mas nem se compara ao número de cristãos (drusos e católicos) dizimados recentemente, os mesmos que viveram em paz com os muçulmanos durante séculos.
Questionada por que demorou para fazer essas denúncias, ela afirma que a maioria dos repórteres americanos e europeus não estavam interessados em ouvi-la. “Qualquer cristão deve em primeiro lugar confiar em sua consciência e crer em Deus. Isso vai ajudá-los a salvar vidas inocentes. Eu não me importo mais com minha própria vida… Este é possivelmente o maior crime já cometido na história”, desabafa.
Ao falar sobre o apoio que espera do Vaticano, foi direta: “O Papa diz não tem planos, não tem bombas nem forças armadas… Ele pediu: Vamos parar de lutar”. Para ela, isso tem um grande significado. “A opinião pública mundial se voltou contra os EUA. É a primeira vez na história que a América está sozinha. Eles dizem ter o apoio de dez países. Mas eu insisto que não tem”, esclarece Agnes.
Para ela as pessoas desses países não concordam com seus governos e muitos, como a Inglaterra, passaram a ser mais cautelosos. Até mesmo o presidente Obama recuou em seus planos quando percebeu que não teria apoio irrestrito na ONU.
Neste sábado, a Human Rights Watch, organização de defesa dos direitos humanos criticou a resolução da ONU em apenas destruir o arsenal químico da Síria. Philippe Bolopion, representante da organização junto à ONU, se mostrou indignado: “A resolução não conseguirá trazer justiça para as centenas de crianças que morreram intoxicadas por gás ou por muitos outros crimes graves”. GP Com informações de Carta Capital, RT, Un Multimedia, Before Its News e G1

Feliciano recebe convites para deixar o PSC e causa mal-estar na sigla

Eleito com mais de 200 mil votos, o deputado federal pastor Marco Feliciano teve muito destaque na imprensa e deve receber mais que o dobro de votos nas próximas eleições.
Interessados nas vagas que essa grande quantidade de votos pode trazer aos partidos, diversas legendas estão procurando o deputado para fazer propostas.
Os partidos PSDB, PR, DEM e PSD já ofereceram convites para que Feliciano troque de legenda, o que tem gerado mal-estar entre os dirigentes do PSC.
André Moura, líder do PSC na Câmara é o mais incomodado com a hipótese do parlamentar, hoje presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, deixar a sigla.
Moura diz que o deputado não deveria nem conversar com outros partidos. “Se me chamassem, eu não iria, e acho que esse deveria ser o comportamento dele”, disse ele segundo a coluna Radar On-line.
Durante todos esses meses de protestos contra a permanência de Feliciano na CDHM, o Partido Social Cristão tem apoiado o parlamentar e suportado todas as investidas das demais legendas para tirar o pastor da liderança da comissão.
“Compramos todas as brigas de Feliciano, apesar de integrantes do PSC, como eu, por exemplo, não concordarem com parte das bandeiras que ele defende. Pagamos um preço caro. Feliciano sabe que não chegaria onde chegou sem a presidência da Comissão de Direitos Humanos, que pertence ao partido. Ele tem é que estar muito satisfeito no PSC, não tem justificativa alguma para sair”, disse Moura.
Apesar de estar incomodado, o líder do PSC acredita que Feliciano não pensa em deixar o partido. Em seu cálculo, se Feliciano tentar a reeleição ele deve conquistar mais de um milhão de votos.


GP

SIMCHAT TORAH: DIA DE GRANDE REGOZIJO PELA DÁDIVA DA PALAVRA!


Quinta feiras , dia 26  de Setembro foi  um grande dia, de regozijo entre o povo judeu e os habitantes de Israel. É o dia do "Simchat Torah", a "alegria na Torá".
De manhã , as sinagogas de Israel ficaram repletas de fieis para a leitura do final do Livro de Deuteronómio - "Devarim" - e o início do Livro dos Génesis - "Bereisheet".
Assinalou-se assim o ciclo anual do final e do início da leitura da Bíblia hebraica. E é um dia de festa.

Não só os cultos duraram cerca de 3 horas em todas as sinagogas como os homens dançaram à volta da "Bema" - que é uma plataforma elevada para a leitura da Torá. 
Diante do Muro é também erguida a Torá para que todos a possam ver e alegrar-se com a sua presença no meio do povo de Deus - Salmo 119:97, 98; 105.
A "Simchat Torah" é assim uma festa de muita alegria e gratidão a Deus entre os judeus pela dádiva da Sua Palavra!
Shalom, Israel!

OBAMA MUÇULMANO , SE APROXIMA DOS INIMIGOS DE ISRAEL .


Com relações cortadas desde 1979, Os Estados Unidos e o Irãm romperam o silêncio através de um histórico telefonema de 15 minutos entre o presidente Barack Obama e o novo presidente iraniano Hassan Rouhani, 
Apesar de ter sido previamente informado deste telefonema, Israel continua a não acreditando nas boas intenções do Irãm, uma vez que já se fala na possibilidade de o Irãm poder ter as primeiras bombas nucleares no espaço de 2 meses apenas.
Este telefonema que certamente vira a dar muito o que falar abordou uma possível cooperação entre as duas partes - América e Irãm - para a resolução da ameaça nuclear do Irãm.
É impressionante ver como Obama se dispõe a dialogar com um líder inimigo de Israel, acreditando nas "boas intenções" do mesmo, afastando-se cada vez mais de um tão desejado apoio a uma intervenção israelita no Irãm...não hajam dúvidas de que Israel terá cada vez mais de contar apenas consigo mesmo e... com Deus!
Na noite anterior ao telefonema, diplomatas europeus e norte-americanos saudaram uma "mudança muito importante" nas atitudes e tons nas conversas sobre a questão nuclear realizadas à margem da Assembleia Geral da ONU, esta semana, em Nova Iorque. 
O discurso "pacifista" do líder iraniano convenceu muitos ingênuos de que afinal o Irãm é um país pacífico e pacifista, e que todo o seu programa nuclear é para "fins pacíficos"...

E a "areia atirada para os olhos" pelo sagaz presidente do Irãm aos líderes mundiais parece estar a fazer efeito: contrariamente à linguagem habitual, Rouhani afirmou numa conferência de imprensa em Nova Iorque que os EUA e o Irão eram "grandes nações", expressando a esperança de que pelo menos as duas nações pudessem parar a escalada das tensões.
Comentando sobre o telefonema, Obama declarou: "Acredito que podemos alcançar uma solução compreensível."

ISRAEL DE PÉ ATRÁS
Desconfiado das "boas intenções" do inimigo iraniano e do sucesso de algum tipo de acordo com os norte-americanos, Israel afirmou já reservar-se ao direito de se defender à luz da ameaça nuclear do Irãm, dando conhecimento a Obama dessa decisão. O gabinete do primeiro-ministro israelita fez também saber que a opção militar está definitivamente ainda sobre a mesa."

MENSAGEM NO TWEET DE ROUHANI, JÁ ENTRETAQNTO APAGADA
"Tenha um bom dia" - assim concluiu Rouhani a sua conversa telefônica com Obama.

"Khodahafez!" - respondeu Obama na língua farsi para dizer adeus, numa expressão que literalmente significa: "que Deus esteja consigo".

Deus dê sabedoria a Israel para lidar com o engano e a decepção!
Shalom, Israel!

MINISTÉRIO DE LOUVOR - GRUPO GERAÇÃO GRAÇA E PAZ - Somos parte integrante do Ministério Greação Graça e Paz .

SEMANA DE PENTECOSTES 2013 - MINISTÉRIO GERAÇÃO GRAÇA E PAZ .

TOUR PELA EUROPA MARCA O MINISTÉRIO DE THALLES ROBERTO

Foto do meu arquivo pessoal


O final do mês de agosto e início do mês de setembro de 2013, marcou mais uma fase na carreira do cantor Thalles Roberto. Durante 10 dias de viagem, Thalles e sua equipe passaram por 6 países da Europa e realizaram apresentações para um total de 12 mil pessoas em cidades como Porto, Zurique, Lisboa, Madri, Genebra, Milão, Londres e Paris. “Foi uma experiência extraordinária que me fez refletir, ainda mais, acerca da fé em Jesus Cristo e sobre a importância de mantermos um relacionamento próximo e diário com o Mestre” afirma Thalles que continua “A Europa passa por um processo de secularização extremamente significativo e está excluindo Deus da vida das pessoas. O islamismo cresce e o cristianismo está em declínio, já há alguns anos. A maioria dos europeus, atualmente, age como se Deus fosse mais uma lenda ou apenas um ícone da mitologia. As igrejas se esvaziaram. Milhares fecharam suas portas. Menos de 5% da população européia vai a igreja, e dentro deste percentual incluem-se os católicos. O público que freqüenta cultos regularmente não passa de 3% da população”, conclui.

As pesquisas indicam um crescimento exponencial do cristianismo no Brasil, Estados Unidos, África e Ásia durante os próximos 10 anos. No entanto, “não podemos nos esquecer do continente EUROPEU que mergulha na escuridão da fé - onde mais de 30% da população já aderiu ao ateímo”. Felizmente, há irmãos, brasileiros inclusive, executando o “IDE e pregai o Evangelho” e efetivamente, fazendo a diferença por lá” e foi através deles, que nossa equipe conheceu esta realidade.

A TOUR

De todas as apresentações realizadas nesta tour, a de Porto, cidade metropolitana localizada na região norte de Portugal, foi a que ajuntou o maior número de pessoas – cerca de 6 mil (entre imigrantes e nativos), Pastores da cidade salientaram que aquela era a primeira vez que um evento evangélico estava sendo realizado em local aberto na região. Um ajuntamento que promoveu a união da igreja e pastores da cidade.

Em Zurique, cidade onde Thalles já havia se apresentado anteriormente, a ministração limitada a, aproximadamente, 500 pessoas, ocorreu dentro da CEIZS IEG CHURCH. A igreja liderada pelo pastor brasileiro Renato Souza, se destaca por ter uma membresia formada por 70% de suíços, 20% de brasileiros e 10% de imigrantes de outros países.

Em Lisboa, a Conferência de Adoração - "Aviva Jovem 2013" teve ingressos esgotados e reuniu cerca de 1200 pessoas. Em Londres, os ingressos, também se esgotaram em pouquíssimo tempo. Em Madrid cerca de 400 pessoas compareceram ao evento. Em Genebra – berço da reforma protestante – cerca de 660 pessoas e em Milão, mais de mil pessoas (público formado por mais de 80% italianos) fizeram a celebração intitulada Adorazione Senza Limite que aconteceu no Teatro Sabaoth.

Paris encerrou a tour com duas agendas. A primeira aconteceu no famoso teatro La Cigale, uma casa com mais de 120 anos e que é palco das maiores apresentações nacionais e internacionais que acontecem na França. E a segunda, na Igreja Pão da Vida, onde Thalles ministrou a Palavra.

Ore pela Europa. Ainda há esperança. Aconteça o que acontecer, a igreja de Cristo nunca morrerá, no entanto, cabe a nós fazermos a nossa parte.

Acompanhe – Thalles Roberto
Site: www.thallesroberto.com.br
Facebook: facebook.com/ThallesRobertoo
Instagram / Twitter: @thallesrobertoo

Oziel Alves
Assessoria de Imprensa – Thalles Roberto

Waguinho alerta: podem entrar na ADUD para forjar flagrantes


Os fiéis da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD) estão usando as redes sociais para mostrar apoio ao pastor Marcos Pereira, que foi condenado a 17 anos de prisão por estupro. Entre os vídeos já lançados pelos membros, encontramos um feito pelo cantor Waguinho que há dez anos se converteu na ADUD e passou a trabalhar ao lado de Pereira indo a presídios e comunidades carentes para evangelizar e recuperar criminosos e dependentes químicos.
No vídeo, o cantor atesta que confia na inocência de seu líder e que sabe da sua conduta. “Há dez anos eu estou lado a lado com ele, fazendo esse trabalho de recuperação de drogados. Já vi passar milhares de pessoas aqui nesta instituição”, disse ele.
Waguinho alerta: podem entrar na ADUD para forjar flagrantesWaguinho lembra que na sede da ADUD também funciona o casa de recuperação Vida Renovada, locais públicos que recebem diariamente dezenas e até centenas de pessoas, o que facilitaria uma armação para tentar incriminar não só o líder da ADUD, que já está preso, como os demais membros e a vice-liderança.
O músico acredita que a situação é espiritual e que os acusadores de Marcos Pereira um dia serão alcançados por Deus, mas enquanto isso não acontece, ele pede ajuda aos cristãos do país para que orem por eles.
“A qualquer momento podemos ter aqui alguém tentando colocar uma arma ou algum tipo de droga aqui dentro para fazer mais uma acusação leviana contra esta igreja, contra os membros dessa igreja, contra as famílias dessa igreja e contra o nosso pastor”.   GP

Uma criança morre e 34 ficam feridos em queda de teto de igreja no México

A queda do teto de um templo católico matou neste domingo a morte de uma criança de 10 anos e deixou 34 pessoas feridas em Juárez, no estado mexicano de Nuevo Leão.

O acidente aconteceu 09h50 (local e em Brasília) por causa do desabamento do teto provavelmente provocado pelo acúmulo de água das recentes chuvas nesta região do país. A igreja estava cheia porque era celebrada uma missa no momento do acidente.

O corpo da criança, que estava com a família, será levado ao Serviço Médico Legal. Nove pessoas ficaram gravemente feridas e precisaram ser transferidas para hospitais.

O local foi interditado pela Defesa Civil para determinar as causas do acidente e para a reconstrução.

Esta é a segunda vez que as chuvas provocam desabamentos em igrejas de Nuevo Leão. Em 2008 veio abaixo o campanário da Catedral de Linares, mas sem causar vítimas.

Fonte: EFE

Pastor é morto a tiros enquanto pregava em culto nos EUA

O pastor Ronald J. Harris Sr. pregava em uma igreja nos Estados Unidos quando um homem entrou e atirou à queima-roupa.

Na última sexta feira um pastor foi morto a tiros no meio de um culto que ele celebrava em uma igreja na cidade de Lake Charles, no estado norte-americano da Louisiana.

O pastor Ronald J. Harris Sr. pregava para cerca de 60 pessoas na igreja Tabernacle of Praise Worship Center, quando um homem entrou na igreja “caminhou até ele e atirou à queima-roupa”, conforme afirmaram as testemunhas. O pastor morreu ainda no local.

Kim Myers, porta voz do escritório do xerife de Lake Charles, afirmou que um suspeito pelo crime já foi detido pelos policiais. Informações preliminares não revelam se havia algum vínculo entre o pastor e o atirador, identificado como Woodrow Karey, 53 anos.

Também residente de Lake Charles, Karey ligou para o escritório do xerife confessando o crime, segundo informou Kim Myers, e foi detido pela polícia nesse sábado (28) e acusado de homicídio em segundo grau. A fiança de Karey foi estipulada em US$ 1 milhão pelas autoridades.

Segundo o Huffington Post, após prender Karey, os policiais encontraram duas armas de fogo em uma área arborizada: uma espingarda e uma pistola calibre 22. De acordo com a polícia, Woodrow Karey não tem nenhum antecedente criminal conhecido.

Fonte: Gospel+

Cuidado com suas carências! - Por Bispa Sonia


Hoje, eu quero falar sobre um dos grandes males do século 21, a ansiedade! Ela está intimamente ligada à nossas carências e ao nosso desejo de correspondê-las o mais rápido possível. A resultante disso é a precipitação. Quantas vezes, por conta de um desejo momentâneo, perdemos o que nos faria realizados para sempre?

Por medo de ficarem sozinhas, quantas mulheres acabam se relacionando com o homem errado? São submetidas à violência, ao jugo desigual, porque esperar no Senhor é muito pesado! Não é pior viver com o seu maior inimigo?

Hoje, eu quero dar um exemplo clássico de como a carência pode comprometer o futuro: Esaú e Jacó. A história destes dois irmãos está em Gênesis. Mas vamos meditar hoje no capítulo 25, do versículo 27 a 34.

“Cresceram os meninos. Esaú saiu perito caçador, homem do campo; Jacó, porém, homem pacato, habitava em tendas. Isaque amava a Esaú (pai), porque se saboreava de sua caça; Rebeca (mãe), porém, amava Jacó. Tinha Jacó feito um cozinhado, quando, esmorecido, veio do campo Esaú lhe disso: Peço-te que me deixes comer um pouco desse cozinhado vermelho, pois estou esmorecido. 

Disse Jacó: Vende-me primeiro o teu direito de primogenitura. Ele respondeu: Estou a ponto de morrer; de que me aproveitará o direito de primogenitura? Então, disse Jacó: Jura-me, primeiro. Ele jurou e vendeu direito de primogenitura a Jacó. Deu, pois, Jacó a Esaú pão e cozinhado de lentilhas; ele comeu e bebeu, levantou-se e saiu. Assim, desprezou Esaú o seu direito de primogenitura”.

O que é ser primogênito? Na época, o primeiro filho tinha uma série de privilégios: tinha direito a mais terras, confiança dos pais, tinha uma herança maior...

Mas, espiritualmente falando, ser primogênito é ser abençoado em tudo o que fizer, é ser protegido em todos os lugares, é ter a garantia de que quem o amaldiçoar será amaldiçoado, assim como aquele que o abençoar será abençoado, é ter vitória em todas as guerras, é ser prospero e bem sucedido.

Tudo isso, Esaú tinha. Mas chegou o dia da carência, da necessidade, da fome... e, em vez de clamar ao Senhor e buscar outras alternativas, ele preferiu se entregar ao pensamento religioso e medíocre: O que adiante ter fé?

 Este é o pensamento de quem não conhece a Deus e despreza os valores espirituais. A Palavra diz que ele se tornou um homem atormentado. Foram cinco minutos que comprometeram o resto de sua vida!

Aquele que não suporta uma provação, não suporta o dia mal e, por conta de um momento de carência, coloca a família, o casamento, o emprego e os amigos a perder! Aquele que sempre se coloca em primeiro lugar nunca será feliz!

Quando estamos sob pressão, precisamos nos apegar a Deus com todas as forças! Em vez de botar tudo a perder, você vai fazer como Jesus: depois de 40 dias jejuando no deserto, Ele teve fome, mas não cedeu às tentações de Satanás. Foi provado e aprovado. Sabe o que aconteceu depois? Os anjos do Senhor vieram e o alimentaram.

Neste momento, quando você está passando pelo dia de provação, ore: Senhor, me ajude! Eu não vou me corromper. Sabe, queridos, um erro não justifica outro. Só por que o seu marido está te traindo você vai trair também?

Outro ponto importante: quando o seu irmão passar pelo dia de aflição, seja o seu apoio. Em Mateus 5:7 está escrito: "Bem aventurado os misericordiosos, pois alcançarão misericórdia.". Não podemos esquecer que a base do evangelho é o amor.

Fique firme! Escolha a bênção de Deus. Não seja como Esaú que, para satisfazer uma carência, para entrar em vantagem, literalmente, vendeu a bênção de Deus.

Quero finalizar o post de hoje, deixando registrado o livro de Salmos 91: 14 e 15 “Porque a mim se apegou com amor, eu o livrarei; pô-lo-ei a salvo, porque conhece o meu nome. Ele me invocará, e eu lhe responderei; na sua angustia, eu estarei com ele, livrá-lo-ei e o glorificarei.”.


Pense nisso! 

FONTE . http://bispasoniaoficial.blogspot.com.br/2013/09/cuidado-com-suas-carencias.html

JACO - ISRAEL

De todos os relatos da Torá, este é um dos mais envoltos em mistério. Conta-nos a história da luta entre um ser humano e um anjo e a da ...