segunda-feira, 16 de setembro de 2013

DEPOIS DA RAINHA DA SUCATA , VEM AI , DILMALHA , A MAMÃE DOS QUADRILHEIROS .


A organização criminosa que desviou R$ 18 milhões de um convênio com o Ministério do Trabalho buscou apoio e incentivo do ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, para tentar obter aditamentos e novos repasses de verbas para o Centro de Atendimento ao Trabalhador (Ceat), ONG que teria se transformado no reduto da quadrilha.
Relatório da Operação Pronto Emprego, da Polícia Federal, deflagrada dia 3 em São Paulo, revela que o ministro era tratado pela quadrilha como seu "interlocutor" na pasta do Trabalho. Interceptações telefônicas mostram que, em maio, o grupo estava preocupado com perda de espaço no ministério e com uma divisão na cúpula da pasta. "Gilberto Carvalho irá resolver isso", diz Jorgette Maria Oliveira, presidente da ONG, em ligação gravada.
Carvalho recebeu em seu gabinete muitas vezes padre Lício de Araújo Vale, a quem a PF atribui papel destacado na quadrilha, "articulador dos constantes aditamentos irregulares junto ao Ministério do Trabalho".
Outros dois personagens centrais da trama foram recebidos por Carvalho - Jorgette e o advogado Alessandro Rodrigues Vieira, diretor jurídico da ONG.
O relatório da PF - 192 páginas com fotos, organogramas e planilhas da evolução patrimonial dos investigados - descreve os movimentos da organização e o assédio sobre o ministro. "É bastante comum a dupla (Vieira e Padre Lício) ir a Brasília para tratar da renovação junto a funcionários de alto escalão do Ministério do Trabalho e da Secretaria-Geral da Presidência da República", diz o documento, à página 82.
A ONG foi criada pela Arquidiocese de São Paulo, em 2002. Depois, desvinculou-se da Cúria e virou Organização da Sociedade Civil de Interesse Público para capacitação de trabalhadores. Em 2008, firmou convênio com o Ministério do Trabalho.
O escoadouro do dinheiro público, diz a PF, se deu por meio de aditamentos. Nessa fase a organização pediu colaboração de Carvalho e corrompeu assessores do Trabalho - Gleide Santos Costa, da Secretaria de Políticas Públicas do ministério, foi preso em flagrante com R$ 30 mil que recebera de Jorgette.
Grampo de 20 de maio, 11h43, pegou Jorgette e Gleide. Ela diz que irá a uma reunião no gabinete de Carvalho. Às 12h42, Jorgette conversa com Alessandro Vieira. Ele conta que se encontrou com o secretário executivo do Trabalho, Paulo Roberto dos Santos - que caiu na Operação Esopo -, e que este pediu a Gleide que providenciasse a renovação do convênio. Vieira diz que "seria melhor ganhar a simpatia do ministro Manoel Dias (Trabalho) por intermédio de Gilberto Carvalho".
Vieira diz que Paulo Roberto seria "o ‘gatilho’ do ex-ministro Carlos Lupi dentro do Ministério do Trabalho". A PF diz que padre Lício é "sacerdote e empresário, sócio do Centro Brasil do Trabalho, que não existe de fato, e recebeu R$ 1,26 milhão do Ceat, recursos desviados por meio de prestação de serviços fictícios".


VIA GRITOS DE ALERTA
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Arqueólogos descobrem sinagoga onde Jesus pode ter feito alguns dos famosos milagres relatados pela Bíblia


Nos últimos anos, escavações arqueológicas na cidade israelense de Magdala revelaram o que os arqueólogos acreditam ser a primeira sinagoga do século, que o próprio Jesus visitou. Magdala ficava na antiga Galileia, localizada a apenas sete quilômetros da antiga Cafarnaum, uma das cidades na qual Jesus passou durante o tempo de seu ministério público, e certamente se reuniu ali com seus seguidores para pregar e ensinar.
Nos primeiros anos do cristianismo a maioria dos cristãos eram judeus convertidos, que ainda frequentavam sinagogas. De acordo com historiadores, esta situação só mudou por volta do ano 70, após a destruição do templo de Jerusalém.
A cidade de Magdala tem algumas características únicas, sendo um dos melhores sítios arqueológicos preservados em Israel. No ano de 67, a cidade foi sitiada pelos romanos sob o general Tito, que a tomou depois de uma batalha sangrenta, e três anos mais tarde, invadiu Jerusalém em uma batalha que causou a destruição do Templo de Salomão.
As escavações na região de Magdala são lideradas pelas arqueólogas Dina Avshalom-Gorni e Arfan Najar, ambas da Autoridade de Antiguidades de Israel, e por Marcela Zapata, da Universidad Anahuac del Sur, Cidade do México.
As novas escavações revelaram que as ruínas deste lugar era um lugar de adoração. É a mais antiga sinagoga da Galileia, uma dos poucas no país que remonta ao primeiro século da era cristã. As descobertas foram feitas durante escavações feitas no local como medida de precaução antes de iniciar o projeto de construção do “Magdala Center”, local financiado pela instituição católica dos Legionários de Cristo, que irá funcionar como uma igreja, hotel para peregrinos e um museu, com ênfase sobre as mulheres da Bíblia.
As ruínas mostram que o local era uma pequena sala de 11 x 11 metros, que podia reunir 100 pessoas. Constatou-se vários painéis e até mesmo uma moeda rara datada de 29 dC, além de uma mesa de pedra pequena, com quatro pernas e uma série de relevos, incluindo uma menorah [candelabro com sete braços]. Este é o primeiro registro de um menorah encontrado nos arredores de Jerusalém.
- É provável que as pessoas que usaram esta sinagoga testemunharam a multiplicação dos pães e outros milagres descritos nos quatro Evangelhos – diz o vídeo promocional publicado no MagdalaCenter.com.
A arqueóloga Dina Gorni afirma que “o achado foi um milagre”.
- Esta é a primeira sinagoga do século, lindamente decorada com obras de arte e com um altar não se encontra em qualquer outra sinagoga da época. Do ponto de vista cristão, não podemos duvidar de que Jesus esteve lá há por algum tempo. As primeiras comunidades cristãs se reuniram nas sinagogas – argumenta Gorni.
Esta descoberta arqueológica é de grande interesse para o mundo judeu, como evidenciado pelas duas visitas de Shuka Dorfmann, diretor da Autoridade de Antiguidades de Israel, que, segundo do Noticias Cristiana, descreveu a descoberta como extraordinária, única e deve ser estudada em toda a sua profundidade.
 
 
G+

Ex “drag queen satânico” se converte ao cristianismo e é hostilizado pela comunidade gay


Autointitulado “drag queen satânica”, Coma era o nome artístico utilizado por Trace McNutt nos tempos em que era considerado uma celebridade na comunidade gay. Porém, a vida de McNutt se transformou quando ele aceitou Jesus e encontraram o amor na igreja, segundo afirma, e agora ele vai receber o prêmio “Coragem 2013”, no primeiro jantar consciência Ex-Gay, que será realizada no final deste mês em Washington.
O prêmio será concedido pela Voice of the Voiceless (Voz dos Sem Voz, em tradução livre), uma organização sem fins lucrativos que tem como objetivo defender os direitos dos ex-homossexuais, indivíduos com atração indesejada de mesmo sexo e as suas famílias.
No evento, McNutt falará sobre como Jesus transformou sua vida. Em entrevista ao The Christian Post na última terça-feira, ele falou um pouco sobre sua trajetória de vida, e contou como passou a ser hostilizado por membros da comunidade gay depois que aceitou Jesus e mudou radicalmente o rumo de sua vida.
Ele conta que durante sua infância era vítima de abusos por parte dos colegas, e que cresceu em um lar religioso, porém disfuncional. Junto a isso, a desaprovação que recebia de seus pais o levou a se isolar, segundo relata.
Na adolescência, relata McNutt, ele se tornou obcecado por artistas como o grupo Kiss e Marilyn Manson, que é frequentemente citado como tendo uma suposta ligação com o satanismo. Então, ele conta que começou a sentir atração por pessoas do mesmo sexo e entrou na comunidade gay, o que o levou a uma nova jornada pessoal por aceitação.
- A realeza e os rock stars na comunidade gay são as drag queens – conta McNutt, explicando que decidiu se tornar uma drag queen como forma se ser mais aceito pelo meio no qual passou a conviver, assumindo o nome artístico de Coma.
- Eu decidi que ia ser uma drag queen sombria e assustadora, ter relações sexuais com cadáveres falsos no palco, arrancando cabeças de bonecas e zombando do nome de Jesus Cristo – completou.
Neste ponto de sua vida, McNutt diz que se sentia como se, de repente, tivesse alcançado um sucesso espetacular, porque ele estava lado a lado com as celebridades de todo o país. Mas, mesmo como um “rock star na comunidade gay”, inesperadamente, ele estava sozinho.
- Ninguém estava interessado em mim como Trace, e nem mesmo como Coma, ninguém estava realmente interessado em mim – relata, afirmando que nesse momento de solidão, apesar de todo o aparente sucesso, se tornou viciado em cocaína e sexo, e tentou tirar a própria vida por sete vezes.
Depois da última tentativa de suicídio, um médico descobriu que ele era soro positivo, tinha AIDS, e estava a ponto de morrer de uma forma rara de câncer.
McNutt conta que nesse momento de sua vida, sentiu “o puxão de Jesus” e entrou Calvary Chapel St. Petersburg em Pinellas Park, na Flórida, durante um culto da manhã de domingo. A igreja recebeu-o de braços abertos, e ele finalmente começou a formar relacionamentos saudáveis, afirma.
Ele também disse que, juntamente com a cura espiritual que ele recebeu, foi curado fisicamente e já não tem HIV ou AIDS.
- Eles não podem mesmo encontrar o vírus no meu sangue. Eu acredito que é a graça de Deus que me mantém saudável e medicina moderna também está desempenhando um papel – explicou.
De acordo com McNutt, depois de sua conversão, ele enfrentou uma grande resistência por parte da comunidade gay, na qual antes era tratado como uma estrela. Hostilizado e desprezado pela comunidade gay, ele conta que chegou a receber ameaças de morte por ter se convertido.
- Recebi ameaças de morte. Um cara me disse que ele ia meter uma bala na minha cabeça, porque eu era um traidor para o meu povo – relata.
McNutt resume sua experiência de vida afirmando que Deus não provocou todas essas coisas que acontecem com ele, mas permitiu que acontecessem para que ele pudesse compartilhar “um testemunho para dar esperança a pessoas que estão lutando com a sexualidade”. Ele ressaltou ainda a necessidade que existe dos cristãos fazerem um esforço para compartilhar o Evangelho com a comunidade gay.
Agora ele afirma viver uma nova vida.
- Eu acredito que o oposto da homossexualidade não é a heterossexualidade, mas a santidade. Eu já não me identifico como um homem gay. Eu sou um filho de Deus – explica.
 
 
G+

FALTA DE RESPEITO E PROVACAÇÃO LEVA GAYS A SE BEIJAREM EM CULTO EVANGÉLICO

O deputado federal e pastor Marco Feliciano (PSC-SP) mandou prender duas jovens que participavam do Glorifica Litoral, evento gospel que terminou neste domingo (15) em São Sebastião, no litoral norte de São Paulo.
As jovens de 18 e 20 anos de idade que dizem ser namoradas foram expulsas do evento depois de se beijarem durante a pregação do deputado como forma de protesto. Após acionar a segurança, Feliciano afirmou que elas 'não têm respeito ao pai, à mãe e à mulher'.
A estudante Joana Palhares, de 18 anos, sendo retirada do evento de Feliciano (Foto: (Foto: Reprodução/Facebook))A estudante Joana Palhares, de 18 anos, sendo
retirada do evento (Foto: Reprodução/Facebook)
"A Polícia Militar que aqui está, dê um jeitinho naquelas duas garotas que estão se beijando. Aquelas duas meninas têm que sair daqui algemadas. Não adianta fugir, a guarda civil está indo até aí. Isso aqui não é a casa da mãe joana, é a casa de Deus", disse Feliciano para o fiéis presentes. Após terem sido removidas à força e algemadas por pelo menos seis guardas-civis municipais, por volta das 23h, as jovens foram encaminhadas para a delegacia. No caminho, elas afirmam que foram agredidas pelos guardas.
“Eles tiraram a gente do meio do povo e colocaram para dentro da grade. A partir do momento em que levaram a gente para debaixo do palco, me jogaram de canto na grade, deram três tapas na minha cara e começaram a torcer meu braço”, afirma a estudante Joana Palhares, de 18 anos.
A estudante Yunka Mihura, de 20 anos, sendo levada pelos guardas civis (Foto: (Foto: Reprodução/Facebook))A estudante Yunka Mihura, de 20 anos, sendo
levada pelos guardas (Foto: Reprodução/Facebook)
De acordo com a estudante Yunka Mihura, de 20 anos, também havia casais heterossexuais se beijando no local sem problema algum. “Foi completamente injusto e horrível. Nunca senti tanta impotência ao ver os policiais batendo nela, me segurando forte e eu não podendo fazer nada. Não tiraram a gente da grade, fomos jogadas”, diz.
O advogado das jovens, Daniel Galani, disse que vai abrir uma ação para apurar os responsáveis pela agressão. “A gente vê que foi uma situação que fugiu completamente ao controle. A gente sabe que existiam dois direitos em conflito: um é a liberdade de expressão e o outro a liberdade do ato religioso. Os dois direitos são constitucionais e estão previstos para que as pessoas possam fazê-los”, disse. Galani disse ainda que vai entrar com uma representação contra o deputado nesta segunda-feira (16).
Outro lado
Marco Feliciano disse que a atitude das jovens é um desrespeito ao culto religioso, ministrado por ele.  “Aquilo é desrespeito. Com isso eles me fortalecem e se enfraquecem, porque qualquer pessoa de bem sabe que em um ambiente religioso não é lugar de fazer o que aquelas pessoas fizeram. Eu lido de maneira natural e eles deveriam ter um pouquinho mais de juízo e me esquecer”, disse Feliciano após o término do culto. Como o deputado Feliciano tem foro privilegiado, ações desse tipo acabam sendo encaminhadas para o Supremo Tribunal Federal, para só depois chegarem ao político.

Já a Prefeitura de São Sebastião informou que abriu uma investigação para apurar se houve excessos por parte dos guardas que estavam no local de plantão. Segundo a prefeitura, a Guarda Civil Municipal agiu inicialmente conversando com as manifestantes na tentativa de retirá-las do local com segurança.

VIA GRITOS DE ALERTA / INF. G1.COM.BR
 

Cristãos são decapitados na Síria por recusarem a se converter ao islamismo

Segundo relatos de testemunhas que fugiram da cidade, jihadistas tomaram localidade e, armados, tentam obrigar moradores locais a se converter ao islamismo, sob a mira de armas.

A situação de guerra vivida atualmente pela Síria foi agravada pela tomada da cidade cristã de Maaloula.

- Eles chegaram à nossa cidade na manhã da última quarta-feira e gritaram: ‘Nós somos a frente Al-Nosra’ – relatou uma mulher durante a semana, em Damasco, depois de participar do funeral de três cristãos que foram mortos durante os combates entre os rebeldes e o Exército.

Maaloula, uma das cidades cristãs mais famosas da Síria, é conhecida mundialmente por seus habitantes ainda falarem aramaico, o idioma falado por Jesus Cristo. A maioria dos cristãos na cidade é católica bizantina. Estima-se que 80% dessa população se refugiou em cidades vizinhas.

Ao longo de dois anos e meio de conflitos étnicos e religiosos, milhares de pessoas têm perdido suas vidas. Porém, ao longo da semana o mundo inteiro ficou chocado com imagens divulgadas pela revista Time, feitas na cidade de Keferghan, onde quatro jovens cristãos foram decapitados publicamente.

Um fotógrafo que não foi identificado fez imagens e uma narrativa breve, do que presenciou. A revista não confirmou, mas outras diversas afirmam que o motivo da morte deles foi sua fé.

- Eu vi uma cena de crueldade absoluta: um ser humano sendo tratado de uma maneira que nenhum ser humano jamais deveria ser tratado… Eu não sei quantos anos a vítima tinha, mas era jovem. Eles o forçaram a ficar de joelhos. Os rebeldes ao seu redor liam os seus ‘crimes’ listados em um pedaço de papel. Eles o cercaram. O jovem estava com as mãos atadas. Ele parecia congelado. Dois rebeldes sussurraram algo em seu ouvido e o jovem respondeu de uma forma inocente e triste, mas eu não conseguia entender o que ele disse… No momento da execução, os rebeldes agarraram sua garganta. O jovem reagiu, mas três ou quatro rebeldes conseguiram imobilizá-lo. Ele tentou proteger a garganta com as mãos, que ainda estavam amarradas. Tentou resistir, mas os rebeldes eram mais fortes e cortaram sua garganta. Depois, levantaram a cabeça. As pessoas aplaudiram. Todo mundo estava feliz porque a execução aconteceu – relatou o fotógrafo.

Uma jovem síria, identificada como Racha relatou que seu noivo, Atef, também foi decapitado por membros do Exército Sírio Livre (ESL):

Liguei para o celular dele e alguém disse: ‘Alô, nós somos o Exército Sírio Livre (ESL). Seu namorado era um shabiha (fazia parte da milícia pró-governo), estava armado e nós o degolamos’”, contou Racha, explicando que o homem revelou a ela que o grupo tentou fazer com que Atef se convertesse ao islamismo e ele se recusou.

Jesus não veio salvá-lo – teria zombado o rebelde.

Após a invasão realizada pelos rebeldes, a agência de notícias estatal da Síria SANA disse que o Exército informou o “progresso” em sua ofensiva contra os rebeldes em Maaloula.

- O Exército tem infligido pesadas perdas nas fileiras dos terroristas – relatou a agência, usando um termo do governo para descrever os rebeldes.

- As operações militares continuam na vizinhança de Maaloula e suas entradas – afirmou a SANA.

Fiéis da ADUD publicam vídeos defendendo o pastor Marcos Pereira

Após a condenação do pastor por estupro, a igreja publicou uma nota oficial demonstrando surpresa com a sentença.

Após a condenação, féis da ADUD saíram em defesa do pastor. Através de uma série de vídeos curtos publicados no Youtube, membros da igreja pediram pela libertação de Marcos Pereira e afirmaram acreditar na inocência de seu pastor.

Nos vídeos, os fiéis repetem diversas vezes frases em apoio ao religioso, repetindo afirmações em defesa do pastor dizendo, entre outras coisas, que ele foi “condenado sem provas”. Em um dos vídeos os fiéis, incluindo crianças, repetem em uníssono: “o meu pastor foi condenado sem provas, mas ele me resgatou das drogas”.

Os fiéis que aparecem nos vídeos são, em sua maioria, mulheres e crianças que repetem as frases de ordem ditadas por uma fiel ou repetem frases ensaiadas em resposta à fala da fiel que lidera as gravações.

Uma das afirmações feitas pelos fiéis é de que a Assembleia de Deus dos Últimos Dias é “uma igreja séria”, e que “exigem respeito”, além disso, afirmam também já terem conhecido a injustiça e clamam por justiça em nome do pastor, que afirmam ser inocente das acusações pela qual foi condenado.

Advogado de Marcos Pereira vão recorrer à condenação

A sentença proferida pela juíza Ana Helena Valle, da 2ª Vara Criminal da Comarca de São João de Meriti, que condenou o religioso a 15 anos de prisão, foi classificada como “absurda” pelo advogado Marcelo Patrício, que defende o pastor Marcos Pereira da Silva.

A juíza afirmou, na sentença que “as testemunhas ouvidas relatam com firmeza como o acusado é uma pessoa manipuladora e fria”. A magistrada afirmou ainda que o pastor Marcos Pereira “só pensa em si, utilizando-se das pessoas para satisfazer seus instintos mais primitivos e de forma promíscua, utiliza da boa-fé das pessoas para enganá-las”.

Em seu depoimento, o pastor negou os crimes e disse que o AfroReggae manipulou testemunhas para incriminá-lo. O advogado do religioso afirmou que vai recorrer à decisão proferida pela justiça.

100% honesto só Jesus Cristo, diz deputado que está sendo investigado pelo TCU

Uma reportagem do programa Fantástico falou sobre denúncias feitas ao Tribunal de Contas da União onde alguns deputados aparecem locando carros em empresas como padaria, loja de material de construção ou ONG.  Cada parlamentar tem direito a usar uma verba entre R$25 mil a R$37 mil, para este fim, mas cerca de 20 deputados estariam usando empresas de fachadas para justificar o gasto.
Ao ser questionado sobre onde aluga seus carros, o deputado Jorge de Oliveira Zoinho (PR-RJ) diz que “100% honesto só Jesus Cristo”, mas que ele procura “fazer as coisas sempre com transparência”.
Nos documentos apresentados por ele, o carro foi alugado na empresa Locacom, mas no endereço funciona uma ONG, o Centro de Cidadania Cidade Maravilhosa (CCCM) que oferece profissionalização para jovens.
A empresa de fachada já recebeu mais de R$40 mil do deputado. Em sua defesa Zoinho diz que aluga “dentro daquilo que o ato da mesa permite”, se referindo às regras da Câmara que só autoriza o aluguel de carros e não a compra.
100% honesto só Jesus Cristo, diz deputado que está sendo investigado pelo TCU“Quando eu cheguei aqui, pensei que essa verba indenizatória, eu poderia até comprar um carro para mim e ficar quatro anos pagando. Depois, se eu perder o mandato, pelo menos tinha um patrimônio de quatro anos. Mas você não pode comprar um veículo. Pelo ato da mesa, você é obrigado a alugar um veículo”, disse.
Outros deputados estão sendo acusados de usarem a mesma tática. O deputado Assis de Carvalho (PT-PI) apresentou documentos de uma empresa chamada R Fontes G de Almondes, mas no endereço da empresa funciona uma padaria e os documentos do carro estão em nome de uma pessoa física.
O TCU está analisando mais de 20 parlamentares que estariam se aproveitando dessa verba destinada ao aluguel de veículos. O que choca a população brasileira parece não incomodar o deputado Zoinho que diz: “Eu sempre falo isso aqui: santo, aqui em Brasília, não existe. Da fronteira dos estados com Distrito Federal, eles não passam para cá”.

Sara Nossa Terra de SP promove a Conferência TOP 361º


A Igreja Sara Nossa Terra de São Paulo estará realizando nos dias 27 e 28 de setembro a edição de 2013 da Conferência TOP 361º. O significado do nome TOP é “Talento, Oração e Propósito”, palavras que resumem o objetivo do evento.
“Cremos que Deus vai liberar algo muito importante e especial nestes dias e
que você será impactado com as palavras que serão ministradas”, diz a coordenação da igreja.
Para estes dias foram convidados os preletores Bispo Hugo, Felippe Borges, Wesley Rebustini e Nilton Fernandes. Também terá apresentações musicais com a Banda TOP, Sozo e Love2Move.
Sara Nossa Terra de SP promove a Conferência TOP 361ºOs presentes aprenderão através das ministrações como levar o Reino de Deus para as famílias, amigos, comunidade e igreja. “A palavra de Deus diz, em diversos textos, que Jesus por onde andava anunciava o Reino de Deus. Diz ainda, que os sinais, os milagres, as maravilhas, as curas e as salvações o acompanhavam. Esta é a premissa e o objetivo da TOP 361 °: levarmos o Reino para onde quer que formos.”
A Conferência TOP 361º é voltada para jovens evangélicos que tenham interesse no avivamento e estejam dispostos a influenciar sua geração. “Nesses dois dias, vamos mover o mundo espiritual com adorações apaixonadas e pregações profundas”, diz o convite da igreja.
Para poder participar desse evento é preciso se inscrever através do site www.top361.com.br.

Serviço:
Conferência TOP 361º
Dia 27/09 a partir das 19h
Dia 28/09 1º culto às 9h 2º às 14h
Local: Igreja Sara Nossa Terra
Endereço: Rua Augusta, 2027 – Jardins (Próximo ao metrô Consolação)
Mais informações: www.top361.com.br.


GP

Maioria dos evangélicos acredita que estamos vivendo no fim dos tempos




A teologia gerada nos Estados Unidos ainda é a mais influente do mundo, em geral influencia rapidamente os pregadores brasileiros. De acordo com a pesquisa publicada esta semana pelo Instituto de Pesquisas Religiosas do Grupo Barna, as guerras em andamento e a ameaça de invasão militar estrangeira na Síria tem mexido com a percepção sobre a proximidade do fim do mundo.
Cerca de 41% dos norte-americanos acreditam que o mundo já está vivendo os acontecimentos previsto pela Bíblia sobre o fim dos tempos. O índice é maior (77%) entre os membros de igrejas mais contemporâneas, que não fazem parte das denominações seculares. Entre os protestantes mais tradicionais é de apenas 54%.
Maioria dos evangélicos acredita que estamos vivendo no fim dos temposO Grupo Barna diz que usou métodos científicos de pesquisa por amostragem, com um nível de confiança de 95%. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. A pergunta feita aos entrevistados era: “Você, pessoalmente, acredita que o mundo está vivendo atualmente o ” fim dos tempos”, conforme descrito por profecias na Bíblia?” Depois, era questionado qual era a sua afiliação religiosa. Os católicos mostraram uma posição diferente, com 73% dizendo que não acreditava.
O teólogo James F. Fitzgerald, especializado no estudo de profecias, comentou os resultados para a revista evangélica Charisma. “Até eu fiquei surpreso com os resultados, os percentuais são maiores do que eu podia imaginar”, diz ele que acaba de lançar o livro “Startling Evidence the Endtimes Have Begun” [Evidências assustadoras que o final dos tempos já começou] sobre o assunto.
“Quando comecei a escrever, não tinha certeza que as pessoas o considerariam útil ou se estariam interessadas. Mas esta pesquisa é totalmente interessante, e sei que existe mais abertura para a mensagem do meu livro que eu imaginava. Demorei sete anos pesquisando e escrevendo para publicar agora”. Ele usa como ponto de partida as mudanças ocorridas no mundo após os atentados de 11 de setembro de 2001, que resultaram em guerras no Iraque e no Afeganistão.
Concomitantemente, o jornal secular USA Today começou a publicar em 9 de setembro uma série de matérias sobre as perspectivas políticas de um ataque americano à Síria. Entre os entrevistados estão teólogos, que apontam para vários trechos das Escrituras. Nos dias seguintes, o USA Today apresentou um levantamento feito sobre a venda de material religioso e aponto que ocorreu um aumentado nas últimas semanas, desde que aumentou a tensão na Síria e no Egito.
Divulgou ainda que entre os católicos há um crescente interesse sobre o assunto por causa do filme “The Triumph”. Trata-se de um documentário sobre as profecias de uma perspectiva católica romana, abordando ainda as mudanças no Vaticano.
Entrevistado pelo jornal, o teólogo Tom Lombardo ressaltou que é preciso ser cuidadoso. Segundo ele, um número crescente de pastores começaram a pregar que o mundo já está passando pela “Grande Tribulação”, evento predito pelo Livro de Apocalipse.
Lombardo lembra que crises políticas influenciam a percepção das pessoas. Ele lembra que em 1844, milhares de evangélicos se prepararam e anunciaram o fim do mundo naquele ano. O evento acabou conhecido como o “Dia do Grande Desapontamento”.Um movimento liderado pelo pastor Herbert W. Armstrong faz algo similar no final da década de 1930, quando se desenhava o cenário que resultou na 2ª Guerra Mundial. A restauração do Estado de Israel, em 1948, criou frenesi entre os teólogos, influenciando Harry Truman, presidente dos EUA na época e conhecido pela sua fé na Bíblia.
Paige Patterson, presidente do Southwestern, um dos mais influentes seminários do mundo, está igualmente cauteloso. Ele enfatiza que o estudo das profecias é importante para os cristãos, mas adverte: “Um erro comum que os cristãos cometem é tentar estabelecer um calendário… pois se falhar as pessoas podem se expor ao ridículo… Mas conhecer o que dizem as profecias do final dos tempos ajuda o cristãos a não temer certos acontecimentos e não esquecer que Cristo terá a vitória no final”. Com informações The Christian Post.

FINAL DOS TEMPOS - Pastor e mulher são presos suspeitos de estuprar menina para tirar 'maldição do sexo', em Edeia

Pastor e mulher são presos suspeitos de estuprar menina para tirar 'maldição do sexo', em Edeia Segundo relato da vítima à políc...