segunda-feira, 17 de junho de 2013

Promotor de justiça cancela casamento gay em SC

justiçaO promotor de justiça Henrique Limongi cancelou um casamento gay em Florianópolis (SC) na última semana. Na habilitação de casamento, a autoridade escreveu que só prestigia união estável ou entidade familiar, se esta for composta por um homem e mulher. Ele argumentou que seguiu a lei em vigor, apesar de contrariar uma resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que autoriza os cartórios e o Ministério Público a aceitarem o casamento homoafetivo.
Para garantir o casamento, que estava marcado para o dia 22 de junho, Leandro Aparecido Gomes e o companheiro já gastaram cerca de R$ 10 mil, mas há uma semana, eles receberam uma ligação do cartório cancelando a união.
A Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ) de Santa Catarina autorizou a partir de 29 de abril deste ano a formalização da união civil entre pessoas do mesmo sexo. Com a decisão, casais homoafetivos podem registrar a união em cartórios de registro civil. De acordo com a entidade, o registro poderá ser realizado sem a observância da limitação de gênero que impõe a legislação, mas ambos precisam residir no estado.
A linha de aceitação ao casamento gay tem sido adotada em quase todos os casos em Santa Catarina – no estado já foram registrados 44 casamentos em 12 municípios, inclusive em Florianópolis. Porém a lei pode ir contra a argumentação do judiciário, o que deixa nuances de contraditoriedade na argumentação da justiça brasileira.
Com a contradição entre judiciário e legislativo, fica a critério dos promotores, responsáveis por avaliar a legalidade de qualquer união, aceitar ou não a união independente do sexo. Cabe assim ao cartório seguir a decisão do promotor, e caso discorde, a entidade pode recorrer ao Ministério Público.
O G1 não conseguiu entrar em contato com o promotor de justiça Henrique Limongi.
Deixe o seu comentário!
Fonte: G1

Quem disse que o nome Deus e Jeová?


Quem disse que o nome Deus
e Jeová?

Introdução. Eis que
quando eu vier aos filhos de Israel e lher-me vós-ele dirão para mim;m qual é o
seu nome?-e o que direi a ele? Deus disse a Moises: serei o que serei E disse
Assim dirás aos filhos de Israel. (Tanach.. 3.14.)


Tradução literal do
texto de êxodo 3.14


E disse elohim a
Moises: ´´Eu sou o que sou´´.


Vaiomer elohim lê-moshe EHYE ASHER EHYEH

EU SOU O QUE SOU. Disse
mais: Assim dirás aos olhos de Israel: EU SOU me enviou a vós.
Tradução Almeida.


Se o leitor
discorda de algumas de minhas abordagens mesmo depois de ler a
minha


Defesa neste artigo não mi
culpe.


Comentário

Êxodo 3.14.

Este.texto não determina de Deus, mas o qualifica. Aqui o Senhor simplesmente
diz que é aquilo que Ele é. em bereshit(Gn) o nome do criador é
אֱלֹהִים (elohim ),e depois ele se apresenta como YHVH.Um nome não pronunciável, por falta de
vogais o povo judeu chama-o de hashem (nome), ou Adonay (Senhor).Por zelo. E
para que o nome de Deus não fosse
pronunciado em vão, os masoretas sinalizaram o tetragrama da seguinte
maneira: Yhvh mas as vogais de adonay
,fica para J.Yehová, na idade média
muda-se o Y para J passando o nome de D-us a ser chamado Jeová A outra
tentativa foi dar som usando e seria YAWÉ,passando para Javé(Y,para J e W para
V).Os judeus recusam-se a aceitar esses argumentos preferindo da Tora, seguindo
o que está nos mandamentos de Moises.Que ordena: não tomaras o nome do teu Deus
em vão. Algumas traduções, mas modernas, em português, colocam o nome de Yhvh
como Senhor e não como Jeová.


Quando surgiu o nome Jeová?


Quando os eruditos cristãos da Europa iniciaram o estudo
da língua hebraica.eles não compreendiam o que isto realmente significava.e
introduziram o nome híbrido Jeová... A
verdadeira pronuncia do nome Yhvh nunca foi perdida, vários escritores. Do
grego no principio da kehila (igreja) cristã afirmavam que o nome era
promuciado Yahweh.isto é confirmado ao menos pela vogais da primeira silaba do nome a forma curta de
Yah. Que é algumas vezes usada em poesias (êxodo 15.2) o nome pessoal do D-us
de Ysrael escreve-se Tora. Com as
quatros consoante Yhvh, elas são Yud,Hei. Vav, He.e refere-se a ele como o
tetragrama ao menos até a destruição do
primeiro do primeiro templo em 586. A.C.. este nome era regularmente
pronunciado com suas próprias vogais .Como se vê claramente nas cartas de lachish. Escritas pouco
tempo antes dessa data (fonte de pesquisa enciclopédia judaica Jerusalém p.680 v7. )


Provavelmente o nome Jeová surgiu, mas ou menos no ano de
(1.514-1.518) Jeová é originada da má compreensão de um termo hebraico, cujas
consoantes são Yhvh. Depois do cativeiro tinha os judeu tão grande respeito a
este nome que, na verdade, somente era usado,.Pelo sumo sacerdote, uma só vez
no ano, no dia de expiação ou (yom kipu)



Adonay, lateralmente-> meus senhores. Mas os
gramáticos concederam como sendo o´´plura da majestade´´ assim uma tradução
menos literal seria meu Senhor.Muito antes da época de Yeshua (Jesus ).Porem a palavra´
Adonay tinha,pó uma questão de respeito,sustido ao fala e ao lê em voz
alta o nome pessoa do Eterno,as quatros letras como já foi citado yud.-hei-vav-
hei.,Normalmente escrito em português como Yhvh. Javé e Jeová, segundo a palavra do teólogo
Judeu messiânico David estern,o talmude(pesachim
50 a) tornou uma exigência não pronunciar o tetragrammatron(palavra que
significa o ´´ nome de quatro letras´´ de Deus).,e isso permanece como regra
nas comunidade Judaicas יmas moderna. Incidentalmente,
o nome ´´Jeova´´ e uma invenção moderna
um de onde original diz YHVH
הְיֶה. Um híbrido baseado
nas quatro letras do alef beit, uma transliteração em alemão, J-H-VH.

Com as vogais individualmente transliteradas do hebraico de Adonay´´.(e-o-a).

בראשׂית ברא אלהים את השׂמים ואת הארץ


BERESHIT.BARA ELOHIM ET HASHAMAIME VE´ET HA´ARETZÈ



Tradução literal

do texto de Bereshit (Gênesis 1.1).


Em principio, crio elohim os céus e a terra.

O primeiro versículo da escritura sagrada já nos mostra uma
grande diferença entre o entendimento do que o escritor estava querendo
transmitir. Com o que é traduzido. Em primeiro lugar a diferença entre NO e Em
apresenta uma questão temporal, o nome do criador é Elohim a letra H. tem o som
de R. muitos por falta de um ensinamento da língua hebraica pronuncia o termo
eloim. Como se o H não existi. Elohim e um nome camanita. Deuses.Ou Deus. Dos
deuses. É um nome no plural, tendo seu singular em Eloah(deusa), nome
feminino.o ideal seria o plural feminino
em hebraico.´´Elotot ´´mas por causa da masculinidade hebraica usa-se o plural
Yim´´Elohim.Esse é o nome de D-us, em precipício, e deveria ser assim em nossa
tradução.Bara ´e o verbo
criar,utilizando somente para criação divina. Só do nada. E outros casos o
verbo é ASAH faze; transforma aquilo que já foi criado. Como bereshit tem raiz
em Rosh(cabeça). E be pode ser traduzido como: em por, com.o texto pode dizer:
por causa do cabeça, criou elohim ou céus e a terra.


Conclusão, caro irmãos em Yeshua hamashich,
será que você gostaria se alguém trocasse o seu verdadeiro nome. Por exemplo,
você ser chama Pedro, e alguém existem de ti chama de João? Pense nisto pos a
palavra de Deus diz.
Yeshuach, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não
conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus.

(Mt 22.29)shalom brakhoto beshem Yeshuach hamashich.
E que hatikvanu vê Yeshua nos abençoe.Amem
(que a nossa esperança Jesus nos abençoe).
 
 
 VIA GRITOS DE ALERTA / INF. TORAWEB
 

DEPOIS DO MARTELÃO DA JUSTIÇA DO VALDOMIRO, DO SAL GROSSO DO MACEDO , AGORA TEMOS O VINHO MILAGROSO DO CASAMENTO . HERESIAS PURA A VISTA .


O Vinho de Caná da Galiléia

Na última viagem apostólica à Israel o Apóstolo Adelino de Carvalho visitou a cidade de Caná da Galiléia aonde Jesus realizou o primeiro milagre, transformando a água em vinho para salvar um casamento que estava à beira da ruína, porque no meio da festa acabou o vinho.
O vinho na Palavra de Deus significa a alegria, a vida. É impressionante a força que há no vinho de Caná da Galiléia para mudar a vida sentimental de uma pessoa.
Este vinho é procurado por pessoas do mundo inteiro que viajam à Israel para tomar deste que é considerado o vinho do casamento.
Milhares de casamentos já foram restaurados através deste vinho poderoso. Em todas as Igrejas Reino dos Céus no Brasil aonde foram enviadas garrafas lacradas do vinho de Caná da Galiléia trazidos de Israel pelo Apóstolo as pessoas estão contando testemunho da restauração de casamentos e pessoas que estavam vivendo amarração na área sentimental que estão vivendo o melhor de suas vidas na área sentimental.
Ter nas mãos o vinho do amor é ter a certeza de viver um casamento feliz e abençoado por Deus. Se você não tem a pessoa amada ao seu lado ela volta para os seus braços. Se você ainda não conheceu alguém para viver ao seu lado, ao tomar posse do vinho do amor o Espírito de Deus abre seus caminhos e você encontra a pessoa amada.

Para você que está vivendo um casamento de aparência; uma solidão proveniente do divórcio ou separação.

Para você que é solteiro e ainda sonha. Para você que não desistiu de ser feliz.

POR FAVOR COMENTE.

VIA GRITOS DE ALERTA.
FONTE . http://www.aguiasdoapostolado.com.br/noticias-lendo/111/

PRIORIDADE - UM NOVO DIA NO TEMPO DE DEUS.

É  muito gostoso acordar , sentir o sabor da vida , ver o sol  se despontando e a lua dando tchau , dizendo , logo mais a noite eu volto.
É tão gostoso ver a mesa com o café da manhã colocada , ou mesmo parar na padaria da esquina para tomarmos um cafezinho , pois não é sempre que conseguimos um tempo para o fazermos com melhor qualidade.
E é  nisso que quero atentar um pouco mais.
TIRAR UM TEMPO.
Todos os dias temos as mesmas desculpas sobre o tempo.
NÃO OREI POR NÃO TER TEMPO.
NÃO LI A BÍBLIA POIS MEU DIA É MUITO CORRIDO.
NÃO DEI UM ABRAÇO NA MINHA ESPOSA E FILHOS PORQUE MINHA VIDA ESTA QUASE QUE INSUPORTAVEL , MUITA CORRERIA.
NÃO LI OS JORNAIS POR NÃO TER TEMPO .
ETC .
Fico imaginando  , se Deus na criação , também ,por causa de sua correria, pois descansou no sétimo dia ,  não tivesse dado um tempo para nossa criação.
Deus nos mostra que nossas vidas devem ser organizadas.
A o tempo para tudo .
Tempo de dormir , mas o tempo de acordar.
Tempo de saciar a fome  , e tempo de ficar com fome .
Tempo de estudas e tempo de receber o diploma.
Em tudo , existe um tempo determinado .
Mas , nossa vida quer ditar regras para um tempo onde não conseguimos tempo para nada .
Reparou que mesmo em tamanha correria você tira um tempo para ir ao banheiro quando a barriga aperta ?
Pois se não for você corre um serio perigo de ...
Reparou que você tira um tempo para tomar ou chupar um sorvete quando o tempo esta muito quente ?
Na realidade é que escolhemos prioridades para nossas vidas , segundo a nossa visão , do que é mais importante para nós.
Muitos não oram , não é por causa do tempo , é porque não acham que orar é importante.
Muitos não lêem a bíblia não por causa do tempo , e sim por achar que isso , não ler a bíblia não tem muita importância.
etc.
TUDO GERA EM TORNO DO QUE DAMOS IMPORTÂNCIA(PRIORIDADES) EM NOSSAS VIDAS.
Pode ver , que , quando você vai passear e precisa acordar mais cedo , lá esta você de pé.
Mas quando é para acordar mais cedo para orar , arruma sempre uma desculpa.
Mossas prioridades determinam os tempos em nossas vidas.
Agora mesmo , qual a prioridade em sua vida ?

E quanto pensamos em prioridade, lembramos logo, da passagem de Mateus 6:33, “buscai em primeiro lugar o Reino de Deus....e as demais coisas vos serão acrescentadas”.



Alguns irmãos, diante da passagem, asseveram que a única tarefa e dever do cristão é buscar o Reino de Deus em detrimento das demais coisas da vida cotidiana. Em nenhum momento a passagem ensina tal coisa, pois. na verdade, está sendo ensinado ali, a necessidade de estabelecermos uma gradação de prioridades.

Ou seja, aprendemos que devemos colocar no topo de nossas prioridades, em primeiro lugar, o Reino de Deus e sua justiça, e depois podemos estabelecer a partir do segundo lugar, as demais prioridades: Vida profissional, casamento, estudos, amigos, ministério, família, etc., ressaltando, que quando estamos antenados com o Reino e sua Justiça, a priorização das demais coisas também seguirá um padrão bíblico.

Pergunto-me, hoje, quantos cristãos em seus projetos de vida, colocam as coisas do Senhor como uma prioridade de destaque em suas vidas, muitos de seus projetos são para si mesmo, ou seja, para o seu reino segundo a sua justiça, e muito poucos projetos de vida para o Senhor.

Queremos ser bons profissionais, enriquecer, prosperar, namorar, casar, não que haja alguma coisa negativa em tais desejos, contudo, a grande questão, é que eles são prioritários, enquanto planos e projetos para Deus começam, quando começam, a partir do segundo lugar.

O uso do Dia do Senhor é uma prova cabal desta realidade, no domingo é muito comum ouvirmos as desculpas esfarrapadas, não pude vir pois tinha algo importante para resolver, ou seja, adorar e obedecer a Deus se tornou menos importante do que: a praia, a prova, a visita, o futebol, o passeio etc.

Sejamos sinceros, quantas pessoas você conhece que têm como projetos prioritários de vida: amar mais a Deus, ser mais santo, aperfeiçoar-se nas Escrituras Sagradas, ir mais a igreja, orar mais e coisa do gênero, atreladas ao Reino de Deus e sua Justiça.

Infelizmente acho que nem dá para contar nos dedos, não por falta de dedos, mas sim pela escassez de tais pessoas, rogo a Deus, diante do quadro: Senhor tenha misericórdia da Igreja da nossa geração, por suas prioridades egoístas e desconectadas do teu Reino e da tua justiça. .
BISPO ROBERTO TORRECILHAS.
se copiar , por favor citar fonte .

O FEDIDO FALANDO DO FEDORENTO . QUEM DOS DOIS FEDE MAIS ?

Talvez você deve estar pensando .
O que quer dizer isso ai que o bispo Roberto esta dizendo ?
Pois é , é isso mesmo que você leu .
Pois parece tão comum , mais até do que pensamos , o costume que temos de falarmos da vida dos outros .
Vemos um pecador , no pecado , e em vez de ajudarmos ele a sair do buraco , damos logo um chute no traseiro dele e acabamos de mandar o pobre coitado pro fundo do poço.
Parece violento o que estou dizendo  aqui , mas é a pura verdade.
A igreja do Senhor Jesus esta parecendo mais um tribunal , onde o pecador entra livre e mal chegou já recebe a condenação , de juizes que não foram chamados para serem juizes.
São condenados por pecadores , que são tão sujo como o outro que errou .
Quando leio na palavra de Deus o texto que me fala a respeito do cisco e da trave eu passo a entender o que Jesus queria falar naquele momento.

DO SUJO FALANDO DO MAL LAVADO , DO FEDORENTO FALANDO DO FEDIDO , DO ENCARDIDO FALANDO DO MANCHADO .

É comum vermos nas igrejas , grupinhos de pessoas que tem o prazer de se ajuntar para traçar uma condenação , sem direito a defesa.
No livro de Mateus 7.5  vemos isso .             
O que seria de nós sem os nossos inimigos ou das pessoas pecadoras ,para que possamos falar e condenar ?  
 Ou mesmo de  alguém em quem pudéssemos depositar todos os males?
Será que muitos de nós conseguiríamos viver sem um outro personagem em quem miramos, apontamos o dedo e dizemos: ‘você é o culpado’?
Geralmente quando refletimos sobre os problemas pessoais ou do mundo, saímos à caça dos causadores dos problemas, e é óbvio que não nos incluímos nesse grupo , pois nos colocamos como os santões do últimos dias , dos impecaveis , intocaveis , e outros aveis.
 Isso é bem nítido nas guerras, onde povos ou soldados são conduzidos a combater o inimigo comum, geralmente outro povo ou soldados também orientados nessa direção. Também nos conflitos religiosos os inimigos são importantes, pois, como justificar determinadas atitudes com perfil claramente interesseiro se não houver um inimigo ‘maligno’ do outro lado, deixando Deus do nosso lado?
Fico imaginado se nós não soubessemos que o maior dos mandamentos e amar a seus Deus acima de todas as coisas e seu semelhante como  a tí mesmo .
Por isso tem tantos que não amam a Deus e nem a sí mesmo , e assim se julgam no direito de atacar  o pecador e falho ser humano.
Aliais , o inimigo também é importante nas questões pessoais.

É muito mais fácil colocar sobre o outro a culpa de tudo, do que ver-nos como parte dos problemas e termos do que nos posicionar, e, para isso, termos que fazer uma avaliação de nós mesmos.
É isso que o texto bíblico fala: "...Tira primeiro a trave do teu olho", pois "... como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o cisco do teu olho, quando tens a trave no teu?"
No Evangelho, Jesus se dirige àqueles que usavam o rigor da lei religiosa para punir a mínima coisa naqueles que não se conduziam conforme o esperado, mas não observavam o poço de incoerência em que suas próprias vidas estavam mergulhadas.
Sugere até mesmo que a trave no olho fazia com que eles vissem incorretamente o cisco no olho do outro:

"...tira primeiro a trave do teu olho e, então, verás claramente para tirar o cisco do olho de teu irmão".


Como conclusão poderíamos dizer que o texto acima sugere que devamos fazer avaliações constantes, avaliações sobre nós mesmos, sobre nossa FÉ , sobre nossas crenças, idéias e valores , de como estamos agindo etc .

 Isso é avaliar, é olhar para si mesmo sem medo do que será visto.

 Temo que poucos tenham a coragem de fazer isso, poucos seguem esse mandamento de Jesus, preferindo buscar um inimigo para neles projetar suas podridões escondidas.
Daí tantas divisões políticas, religiosas e pessoais, pois é mais fácil ver o cisco no olho do outro , do que enchergar a trave nos próprios olhos .


QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA DOS SANTÕES DE PLANTÃO , COLOCADOS NAS IGREJAS , NÃO POR DEUS , POIS JUIZ É DEUS , E O HOMEM COM A MEDIDA QUE MEDIR SERÁ MEDIDO .

A IGREJA DEVERIA SER MAIS HOSPITAL DO QUE TRIBUNAL . PENSE NISSO.

SHALOM.

Bispo Roberto Torrecilhas

“Receberemos de Deus o bem, e não receberemos o mal?”

Jó “era homem íntegro e reto, que temia a Deus e se desviava do mal”. O profeta Ezequiel (contemporâneo de Daniel) colocou Jó com outros dois homens notáveis, Noé e Daniel, para destacar a sua justiça (Ezequiel 14:14 e 20). Tiago usou Jó como exemplo de homem bem-aventurado, gozando da misericórdia e compaixão de Deus porque teve paciência em suportar aflições (Ezequiel 5:11).





Jó foi talvez o homem que sofreu a maior variedade de catástrofes em um único dia do que qualquer outra pessoa que já viveu (Jó capítulo 1).


O Senhor declarou que Jó não havia dado qualquer motivo para isso, ou seja, nem Jó nem seus filhos haviam feito algo que merecesse tal punição. Temos aí a confirmação que, embora nossas ações possam trazer boas ou más consequências para nós, o sofrimento não é necessariamente um castigo por algo mau que tenhamos feito. Como no caso de Jó, poderá ser uma prova de caráter.
O Senhor não executou as catástrofes, mas deu permissão e poder a Satanás para desencadeá-las sobre Jó a fim de provar que a sua piedade era genuína e não dependia das bênçãos que recebia de Deus. Jó passou nessa primeira prova de maneira brilhante, enunciando suas célebres palavras: “Nu saí do ventre de minha mãe, e nu partirei. O Senhor deu, e o Senhor tirou; bendito seja o nome do Senhor” (v. 21).
Satanás não se deu por satisfeito, mas pediu, e recebeu, permissão e poder para mexer na saúde de Jó, até chegar ao limite da sua resistência, sem matá-lo. É a prova final do homem de Deus, para que demonstre que não ama tanto a sua vida neste mundo ao ponto de deixar a sua fé em Deus quando sua vida for ameaçada.
Lembremos as palavras do Senhor Jesus: “Quem ama a sua vida, perdê-la-á; e quem neste mundo odeia a sua vida, guardá-la-á para a vida eterna” (João 12:25). Nosso comprometimento com o Senhor Jesus deve ser tal, a ponto de estarmos prontos a viver em pobreza ou enfermidade, ou mesmo a morrer, se com isso lhe pudermos glorificar. Viver para Ele ao invés de vivermos para nós próprios nos garante a vida eterna.
O Senhor sabia a extensão da fidelidade do Seu servo Jó melhor do que Satanás, e por isso permitiu que ele passasse pela prova final. Satanás fazia seu julgamento de Jó baseado em sua experiência da resistência da maioria das pessoas. Todos têm seus pontos fracos, e ao chegar aos extremos a maioria tende a fraquejar. Mas Deus nos prometeu: “Fiel é Deus, o qual não deixará que sejais tentados acima do que podeis resistir, antes com a tentação dará também o meio de saída, para que a possais suportar” (1 Coríntios 10:13). Deus nunca permitirá que sejamos tentados além do que podemos suportar e Ele pode nos suster, mesmo se nossa experiência for das mais trágicas. Deus sabe que nossa armadura aguentará.

Muitos cristãos tiveram que provar sua fé no passado, de uma maneira similar a Jó. Sob as mãos de seus perseguidores, dos quais a inquisição por séculos pela instituição católico-romana foi um exemplo proeminente, os santos foram roubados das suas possessões e de suas famílias e sujeitados a torturas diabólicas para tentar forçá-los a negar a sua fé.

 Ao serem finalmente assassinados, era frequentemente por meios cruéis como serem queimados vivos na estaca, contudo eles se mantiveram firmes em sua lealdade ao Senhor Jesus.
Às vezes somos inclinados a pensar que algum irmão está sendo disciplinado pelo Senhor (Hebreus 12:6-8) por causa de coisas más que fez (como pensavam os amigos de Jó), contudo pode não ser verdade. Talvez o Senhor esteja permitindo que ele seja provado até mesmo de uma forma que não serviria para nós, porque sabe que não poderíamos aguentar como aquele irmão.
Com carta branca para fazer com a saúde do íntegro e reto Jó o que quisesse, Satanás o submeteu ao teste supremo: golpeou Jó com úlceras malignas, desde a planta do pé até o alto da cabeça. Tentado pela sua mulher a blasfemar contra Deus, Jó a repreendeu dizendo que falava como uma doida, e arguiu: “receberemos de Deus o bem, e não receberemos o mal?”.
Seria difícil encontrar explicação para os males terríveis que sobrevieram a Jó, de um ponto de vista humano. Se não era punição por seus pecados, não se pode imaginar qualquer utilidade. Parece ter sido um sofrimento cruel e injusto. Os seus amigos entenderam que só podia ser punição por algum pecado sério que Jó não queria revelar a eles. Jó estava certo que não tinha cometido qualquer pecado assim e não tinha ideia da razão. Mas sua fé na justiça de Deus continuou inabalada.
Deus tinha o motivo, que nos é revelado no início, mas não o revelou a Jó (poderia ter prejudicado a prova). Deus pode nos salvar do sofrimento, mas pode igualmente permitir que nos venha sofrimento por razões que desconhecemos no presente. É a estratégia de Satanás para nos fazer duvidar de Deus exatamente naquele momento. Se sempre soubéssemos o motivo do sofrimento, não haveria crescimento da nossa fé.

A fé em Deus não garante a prosperidade pessoal, e a falta de fé não garante problemas nesta vida.



Há hoje pregadores do “evangelho da prosperidade” que pedem ao povo para crer em Deus simplesmente para ficarem ricos. Como estão errados!



Não falo que ser rico é pecado , pois creio que Deus prospera sim , mas falo daqueles que fazem do tema prosperidade o ponto de fócô de suas ministrações.

JESUS DEVE SER O PONTO CENTRAL DE NOSSAS MINISTRAÇÕES.



Muitos crentes pensam que crer em Deus os protege dos males, e por isso quando sofrem uma calamidade, questionam a bondade e a justiça de Deus. Mas a mensagem de Jó é que não devemos perder nossa fé em Deus quando Ele permite que tenhamos más experiências.
O que estava acontecendo com Jó tinha uma finalidade elevada e digna. Havia uma razão boa e suficiente nos propósitos eternos de Deus. Agora que todos os fatos estão consumados e podemos considerar todas as suas facetas, descobrimos que Deus teve uma finalidade nobre. Foi bom para Jó, mesmo que terrível enquanto durou, e uma lição extraordinária para os leitores da Bíblia durante os milênios que se seguiram, mesmo até nossos dias.
O dia veio quando Jó percebeu que algo bom resultava da sua experiência, embora no início não compreendesse nada, como vemos pelos seus discursos. Descobriu que não era somente para o seu próprio bem, pois recebeu como recompensa sete vezes mais do que possuía antes, mas também era para a glória de Deus.
Mais importante ainda: somos informados logo no início do singular livro de Jó, que, no âmbito celestial, Satanás tinha preparado uma calúnia séria sobre o caráter de Deus, ao sugerir que não era digno de ser amado, e que tinha que pagar Jó com boa saúde, família e riquezas para que fosse amado e servido por ele. Todos os filhos de Deus devem ter tremido ao ouvir tal coisa. Mas Jó provou que Deus era digno de honra e glória mesmo depois que tudo, inclusive a saúde, lhe foi tirado.
Que a firmeza de Jó nos sirva de exemplo quando passarmos pelas provações, pois elas nos dão a oportunidade de evidenciar que a nossa fé não depende da nossa saúde ou prosperidade, e que o nosso Deus e Senhor é digno da nossa lealdade, honra e louvor simplesmente por ser Quem Ele é.

VIA GRITOS DE ALERTA

Adolescente decapita pai que a estuprou na Papua-Nova Guiné

Uma adolescente de 18 anos decapitou o própria pai com uma pequena faca após ser estuprada em sua casa, em uma vila nas montanhas do oeste da Papua-Nova Guiné, na última quinta-feira. As informações são do jornal The Post-Courier.

A jovem alega que o pai aproveitou a ausência da mãe e suas outras duas irmãs, que visitavam parentes, para violentá-la sexualmente. 

Líderes religiosos da comunidade apoiaram a atitude da menina. O pastor Lucas Kumi, amigo da família, declarou que situações do tipo aconteciam "repetidamente" e que o pai da adolescente, que tinha cerca de 40 anos, "merecia morrer".

Terra

CONAMAD evangeliza durante a Copa das Confederações




CONAMAD evangeliza durante a Copa das ConfederaçõesA partir deste sábado (15) ao dia 30 de junho o Brasil será palco para a Copa das Confederações, o maior evento esportivo que antecede a Copa do Mundo de Futebol. Os jogos ocorrerão em 6 cidades-sedes e devem atrair milhares de pessoas de diversos países do mundo.
Durante os jogos, voluntários das igrejas Assembleia de Deus Ministério de Madureira farão evangelismo em todas as cidades e na final da Copa, no dia 30 de junho, no Rio de Janeiro.
A intenção do projeto coordenado pelo pastor Abner Ferreira, presidente da Assembleia de Deus em Madureira, Rio de Janeiro, é distribuir 1,5 milhões de folhetos durante todo o evento esportivo.
O tema do projeto será “Jesus Cristo a maior de todas as vitórias” e faz parte de um movimento evangelístico dirigido pela Convenção Nacional das Assembleias de Deus (CONAMAD).
Milhares de assembleianos devem participar dessa mobilização de evangelismo. Só no Rio de Janeiro serão aproximadamente 3 mil voluntários reunidos para falar de Jesus durante este evento esportivo.

OVELHAS - QUEM SÃO ?

     No capítulo 34 do livro do profeta Ezequiel, o Senhor faz uma relação de tipos de ovelhas e acusa os pastores de Israel (os sacerdote...