terça-feira, 23 de abril de 2013

Conheça os 14 países em que o casamento gay foi aprovado - DEVEMOS FICAR CALADOS ?

 

Nesta terça-feira, a França se tornou o 14º a aprovar uma lei.
Primeiro país a aceitar o casamento gay foi a Holanda, em 2001.


Os deputados franceses aprovaram nesta terça-feira (23) o casamento entre pessoas do mesmo sexo, que polarizou a sociedade do país. Na segunda e última leitura do texto na Assembleia Legislativa, 331 deputados votaram a favor e 225 contra.
Francesas festejam aprovação do casamento gay (Foto: Christophe Ena/AP)
A votação na Assembleia Nacional, onde os socialistas, no governo, possuem uma confortável maioria, converteu a França no 14º país a legalizar o casamento homossexual. Veja abaixo os países em que o casamento gay foi aprovado.
1. Holanda (2001)
2. Bélgica (2003)
3. Espanha (2005)
4. Canadá (2005)
5. África do Sul (2006)
6. Noruega (2009)
7. Suécia (2009)
8. Portugal (2010)
9. Islândia (2010)
10. Argentina (2010)
11. Dinamarca (2012)
12. Uruguai (2013)
13. Nova Zelândia (2013)
14. França (2013)

mapa (Foto: Arte/G1)
    FONTE . G1.COM.BR

Aliança Global Cristã faz declaração expressando preocupação com a crise na Síria

Em abril, diversas entidades que atuam pela liberdade religiosa no mundo com a Religious Liberty Partnership (RLP) lançaram uma declaração sobre a crise em que passa a Síria.

O texto pede atenção às “minorias éticas e religiosas vulneráveis” e será encaminhado para o Embaixador Especial das Nações Unidas do país. Também foi feita uma convocação para um dia de oração pela nação.

O documento foi chamado de Declaração Istambul sobre a Igreja na Síria e aborda a situação de cristãos e outras minorias. O texto também convoca a comunidade internacional a “prover suficiente proteção para todas as comunidades étnicas e religiosas, bem como seus locais históricos, religiosos e culturais”. A instituição brasileira Associação Nacional dos Juristas Evangélicos (Anajure) compõe a lista de entidades que assinam a declaração.

A declaração foi elaborada no encontro anual de organizações da RLP, que aconteceu em Istambul em março. A Religious Liberty Partnership se compromete “a se sensibilizar e trabalhar em prol de uma solução pacífica da atual crise, incluindo a reconciliação entre várias comunidades étnicas e religiosas; e utilizar práticas que priorizem o bem-estar de todos os Sírios ao prover assistência e advogando em nome dos vulneráveis”.

“Como membros da Religious Liberty Partnership, reunimo-nos em Istambul na Turquia e apoiamos o apelo de nossos irmãos e irmãs sírios à igreja mundial para orar pela nação e pela igreja Síria em meio à atual crise. Nós especificamente convocamos as denominações Cristãs e organizações mundiais a levar este apelo aos seus membros, em reconhecimento de que nós somos um corpo unido em Cristo”, informa a declaração.

“O êxodo de Cristãos e outras minorias étnicas e religiosas da Síria, bem como os ataques e destruição de locais religiosos de todas as religiões” é uma das preocupações listadas no documento. A falta de respeito aos direitos humanos e segurança e bem-estar também integram a lista de pontos de atenção na Síria.

A ANAJURE também convoca a igreja brasileira para oração e ação em prol da Síria. “Aqui no Brasil, estamos convocando toda a Igreja evangélica brasileira, através das suas principais lideranças, a se somar a esses esforços de oração e ação em favor dos nossos irmãos da Síria. Do mesmo modo, já acionamos a representação evangélica no Congresso Nacional brasileiro, através do Deputado Federal Roberto de Lucena, que integra a Comissão de Relações Exteriores da Câmara, para aprovar uma menção de apoio a esta iniciativa mundial patrocinada pela RLP, assim como acionar o Ministério das Relações Exteriores para que encaminhe a Declaração e faça com que o Governo Brasileiro tome as devidas providências”, disse Uziel Santana, presidente da ANAJURE.

Fonte: The Christian Post

Pastores são liberados em Laos depois de dois meses de prisão

Pastores são liberados em Laos depois de dois meses de prisão
Três pastores cristãos foram soltos em Laos depois de passarem mais de dois meses presos sob a acusação de estarem usando um DVD para converter pessoas.
Em 5 de fevereiro um policial apreendeu três cópias do DVD “Fim dos Tempos” em uma loja no mercado do distrito de Phin, na província de Savannakhet, e resolveu prender os três pastores e também o dono da loja que foi liberado em seguida.
A defesa alega que cada cópia do DVD pertencia a um dos pastores, mas a polícia não acreditou. Os pastores Bounma, Somkaew e Bounmee ficaram presos e há relatos de maus-tratos. Bounma, por exemplo, foi chutado e espancado pelo policial que o prendeu.
A Christian Solidarity Worlwide (CSW) acompanhou o caso e confirmou que de fato eles foram soltos. O diretor da organização, Andrew Johnston celebrou a decisão da justiça local e afirmou que estava muito preocupado com os pastores.
“Instamos as autoridades do Laos a protegerem o direito à liberdade de pensamento, consciência e religião, para garantir que os presos não sejam submetidos à tortura ou a tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes, de acordo com as obrigações do governo do Laos acertadas sob o Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos”, disse Johnston.
Em Laos os cristãos estão sob vigilância e as atividades das igrejas são limitadas e aqueles que trocam de religião são agredidos pela própria comunidade. Com informações Portas Abertas.

De topless,Terroristas Gays , integrantes do Femen jogam água em arcebispo na Bélgica

Arcebispo Andre-Joseph Leonard não reagiu ao ataque (Foto: Benoit Doppagne/Belga/AFP)Integrantes do grupo feminista Femen jogaram nesta terça-feira (23) água no arcebispo Andre-Joseph Leonard enquanto o religioso participava de uma palestra em uma universidade de Bruxelas, na Bélgica. Com os seios à mostra, elas protestaram contra a homofobia. O arcebispo Andre-Joseph Leonard não reagiu ao ataque.
Integrantes do grupo feminista Femen jogaram água no arcebispo Andre-Joseph Leonard (Foto: George Gobet/AFP)Arcebispo Andre-Joseph Leonard não reagiu ao ataque (Foto: Benoit Doppagne/Belga/AFP)
Integrantes do grupo feminista Femen jogaram água no arcebispo Andre-Joseph Leonard (Foto: George Gobet/AFP)
Incidente ocorreu em universidade de Bruxelas (Foto: George Gobet/AFP)Incidente ocorreu em universidade de Bruxelas (Foto: George Gobet/AFP)
 

EM BREVE O TESTEMUNHO - COMO NASCEU O MINISTÉRIO GERAÇÃO GRAÇA E PAZ.

EM BREVE ESTAREI PUBLICANDO O AUDIO DO MEU TESTEMUNHO CONTANDO COMO NASCEU O MINISTÉRIO GERAÇÃO GRAÇA E PAZ .

VOU CONTAR TUDO .

TRAIÇÕES MINISTÉRIAL QUE SOFRI.
LUTAS E MENTIRAS QUE ENFRENTEI.
INVEJAS DESCARADAS VINDAS DE QUEM AMAVAMOS TANTO .

A TRAIÇÃO NA CEIA DO SENHOR .
ETC.

E O MELHOR DE TUDO .
AS VITÓRIAS QUE O SENHOR JESUS TEM NOS DADO.


É UM TESTEMUNHO MUITO FORTE .
EM BREVE .

NO GRITOS DE ALERTA / NO TOUTUBE / FACEBOOK

Tiroteio mata pastor e fere criança no Rio

Um pastor morreu e uma criança ficou ferida, ambos atingidos por balas perdidas, durante troca de tiros entre PMs e criminosos ontem na zona norte do Rio.

Também morreram um bandido e um PM.

Edvaldo Dias Ferreira, da Assembleia de Deus, foi atingido na cabeça em seu carro e morreu no hospital. Emilly Vitória Ramires, 9, baleada nas costas, foi operada. Seu estado de saúde é estável.

O tiroteio aconteceu por volta do meio-dia em uma rua que dá acesso à avenida Brasil.

Até a conclusão desta edição, a PM havia identificado o policial morto apenas como sargento Calheiros.

Além do bandido que morreu, dois ficaram feridos e outros três foram presos.

Fonte: Folha.

Igreja Católica deverá intensificar trabalhos em áreas pobres para barrar crescimento dos evangélicos

Preocupada com o crescimento da Igreja Evangélica nas áreas mais carentes, a Igreja Católica pretende ampliar seu envolvimento nas áreas mais pobres.

Este foi um dos principais temas discutidos durante a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, que terminou na última sexta-feira (19).

Intensificar os trabalhos dentro das Comunidades Eclesiais de Base é um dos projetos dos católicos. "É um jeito de fazer com que os leigos lá na base comecem novamente a se articular", disse dom Severino Clasen.

Muitos religiosos avaliam que a falta de uma presença da Igreja Católica com mais força nas periferias ajudou no aumento de seguidores de igrejas como a Assembleia de Deus.

As Comunidades Eclesiais de Base possuem ligações com vertentes políticas mais voltadas à esquerda, o que provoca alguns conflitos de opinião entre os membros da cúpula da igreja.

"Talvez representem uma época, da ditadura militar, e foi aí que o povo conseguiu ter voz ... "Em 30 anos, se faz um longo caminho. Então eu não posso simplesmente repetir o discurso de 1980 nem a prática de 1980 ao pé da letra”, argumenta dom Cláudio Hummes sobre as Comunidades Eclesiais de Base.

A própria eleição do papa Francisco chegou a ser atribuída por alguns veículos de imprensa de todo o mundo como uma estratégia para diminuir o crescimento dos evangélicos e uma eventual diminuição no número de fiéis católicos.

O Papa Francisco é argentino, possui 76 anos e é o primeiro líder da Igreja Católica não europeu. A América Latina, atualmente, é a região do mundo que concentra a maior parte dos católicos do mundo, hoje estimados em cerca de 1 bilhão e 100 milhões de pessoas. O Brasil é o país com o maior número de católicos, são ao todo 126 milhões de fiéis brasileiros.

Fonte: The Christian Post

Jovem de 13 anos pesando 8,8 kg morre após ser maltratado pelos pais

Foto mostra o corpo do adolescente após ser levado ao IML

  • Reprodução/Enrique Alliana/Tribuna Popular Online/CGN
    Foto mostra o corpo do adolescente após ser levado ao IML
Um adolescente de 13 anos pesando apenas 8,8 kg morreu de desnutrição grave depois de sofrer maus-tratos, em Foz do Iguaçu, no Paraná. Apesar de o crime ter sido registrado no último dia 5 de abril, a Delegacia de Homicídios do município divulgou o caso somente nesta segunda-feira (22).
De acordo com o site de notícias "CGN" e do site "Tribuna Popular Online", o adolescente foi levado pela família a um posto de saúde, onde já teria chegado sem vida. O corpo foi encaminhado ao IML local, e a causa da morte foi confirmada após exames.
O garoto era palestino, mas a mãe, brasileira. De acordo com o delegado Marcos Araguari, que acompanha o caso, o pai também é de origem árabe e abandonou a criança, mas continuou visitando os outros filhos que teve com a ex-mulher. "Além da magreza, o corpo estava sujo e com crostas na pele", relatou o delegado durante entrevista coletiva à imprensa. O delegado também ressaltou que o padastro, que não está entre os acusados, não teria a obrigação de alimentar o jovem, mas não devia ter se omitido perante o cenário.
Um inquérito foi instaurado no dia 12 de abril para investigar o crime, usando como base o depoimento do médico legista e o laudo da perícia realizada no cadáver do adolescente. A Justiça expediu o mandado de prisão preventiva de 30 dias para a mãe e o pai, cumprido no mesmo dia.
A investigação revelou que o garoto tinha problemas neurológicos. "A criança era especial, fato noticiado pelos próprios pais no interrogatório. Mas esta limitação não seria motivo para que o menino fosse colocado à míngua a ponto de morrer por desnutrição", disse Araguari.
A investigação policial concluiu que os acusados serão incriminados por homicídio qualificado com emprego de meio cruel, já que a inexistência de alimentação e de qualquer tipo de cuidado básico causou sofrimento intenso e desnecessário ao jovem, resultando em sua morte.
(Com informações do CGN, G1 e Tribuna Popular Online)

FINAL DOS TEMPOS - Igreja gay abre primeiro templo em São Paulo neste sábado

Os pastores Marcos Gladstone (à esq.), 37, e Fábio Inácio de Souza, 33, na Igreja Cristã Contemporânea, no Rio (RJ)
Rafael Andrade/Folhapress
Neste sábado (27), São Paulo receberá a primeira sede da Igreja Cristã Contemporânea. Conhecida por apoiar a causa gay, a igreja irá inaugurar um templo com 700 metros quadrados no Tatuapé, na zona leste.
Fundada em 2006 no Rio de Janeiro pelo casal Fábio Inácio de Souza, 33, e Marcos Gladstone, 37, a igreja tem atualmente seis templos no Rio de Janeiro e um em Minas Gerais, que atuam com o slogan "Levando o amor de Deus a todos, sem preconceitos".
Segundo Inácio, aqui, a igreja terá cultos todos os domingos, às 19h. "Já vinhamos realizando cultos em um salão na Santa Cecília [região central] com, em média, 120 pessoas", diz ele, que é ex-pastor da Igreja Universal do Reino de Deus.
De acordo com os seus fundadores, a Igreja Cristã Contemporânea conta hoje com cerca de 1.800 membros em todo o país e o que a difere de outras congregações é aceitar a homossexualidade.
Os pastores Marcos Gladstone (à esq.), 37, e Fábio Inácio de Souza, 33, na Igreja Cristã Contemporânea, no Rio (RJ)
No Rio de Janeiro, a Igreja Cristã Contemporânea já enfrentou episódios como ter outdoors que defendiam o casamento gay vandalizados.
"De vez em quando tem isso, algumas pessoas que não gostam e que não consideram a gente uma igreja evangélica por conta da questão da homossexualidade", afirma Inácio. "Existe uma vertente que aceita e outra que não."
Na programação da sede paulistana devem constar eventos como a balada gospel, na qual bebidas alcoólicas são proibidas, encontros de solteiros, encontros de casais e grupos de apoio à adoção. "A gente apoia a questão da família, de adoção. Eu e o meu companheiro temos dois filhos, um de nove e um de dez anos", conta Inácio.

FONTE . http://www1.folha.uol.com.br/saopaulo/2013/04/1266926-igreja-gay-abre-primeiro-templo-em-sao-paulo-neste-sabado.shtml

Casamento gay é aprovado na França sob forte pressão contrária

Casamento gay gera protestos contra e a favor na França

 A ministra da Justiça da França, Christiane Taubira, discursa na Assembleia Nacional da França nesta terça-feira (23). O órgão que equivale à Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que autoriza o casamento gay e a adoção de crianças por casais do mesmo sexo no país. A votação foi de 331 votos a favor e 225 contra, segundo o jornal francês "Le Figaro" Remy de la Mauviniere/AP

A Assembleia Nacional da França --órgão equivalente à Câmara dos Deputados-- aprovou nesta terça-feira (22) o projeto de lei que autoriza o casamento gay e a adoção de crianças por casais do mesmo sexo no país. Legisladores na Câmara dos Deputados da Assembleia Nacional, onde os socialistas de Hollande contam com uma maioria absoluta, aprovaram a lei por 331 votos a favor e 225 contra.
Claude Bartolone, presidente da Assembleia Nacional, disse ao anunciar o resultado: "Depois de 136 horas e 56 minutos, a Assembleia aprovou o casamento de casais do mesmo sexo."
Uma vez adotada, a maior parte dos deputados da direita abandonou a câmara, enquanto os da esquerda, de pé, aplaudiam e gritavam "Igualdade!".

A ministra da Justiça, Christian Taubira, "madrinha" do texto, disse estar "cheia de emoção" diante o "avanço histórico" que significa a aprovação dessa lei.

"Sabemos que não tiramos nada de ninguém, demos um direito a pessoas que não o tinham. É um texto generoso", analisou a ministra, que se emocionou especialmente quando lembrou "os adolescentes que foram vítimas de violência por sua orientação sexual".

"Quero dizer que têm todo o seu espaço nesta sociedade, sem ter que se preocupar por seus gostos, por sua orientação sexual. Não tenham medo nunca mais, vocês não têm nada para censurá-los", disse.

Se o texto for aprovado, o presidente francês poderá promulgá-lo. Com isso, os primeiros casamentos entre pessoas do mesmo sexo poderão ocorrer em meados de junho no país.
A primeira-dama francesa Valerie Trierweiler comemorou a decisão em seu twitter: "Realmente eu amo 23 de abril. E ainda mais. # Dia histórico. # Igualdadeparatodos", escreveu.
A ministra da Família da França, Dominique Bertinott, sempre favorável à votação, também escreveu na rede social: "Como cidadã, como uma mulher de esquerda, estou satisfeita e orgulhosa pela aprovação dessa lei de igualdade # Casamentoparatodos".
A oposição conservadora anunciou que recorrerá perante o Conselho Constitucional, que deverá se pronunciar nas próximas semanas, antes de a lei entrar em vigor, o que é previsto para os próximos meses. A direita planeja ainda continuar os protestos. Novas manifestações estão previstas para 5 e 26 de maio, em Paris.

Protestos

O projeto encontrou forte oposição de conservadores e grupos religiosos, e a discussão mobilizou centenas de milhares de franceses contrários e favoráveis ao casamento gay em todo o país, em protestos que muitas vezes acabaram em prisões e confronto com a polícia. Com a lei aprovada, a França se transformará no 14º país a estender os direitos do casamento aos casais homossexuais.
O texto foi aprovado pela Assembleia em fevereiro, em primeira votação, e pelo Senado no último dia 12.  Como os senadores fizeram algumas alterações no texto, o projeto volta agora aos deputados. Devido à maioria parlamentar de esquerda na Assembleia --na primeira votação foram 329 votos a favor e 229 contra--, a aprovação do casamento gay é tida como certa.
A legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo é uma das promessas de campanha do presidente François Hollande, eleito no ano passado.

  

Duas grandes marchas contra o casamento gay em janeiro e em março levaram, cada uma, cerca de 300 mil manifestantes às ruas, segundo números da polícia --organizadores das passeatas estimam mais de 1 milhão em cada protesto. Em março, após tumultos, a polícia disparou bombas de gás lacrimogêneo contra os manifestantes, e dezenas de pessoas foram presas.
No domingo (21), opositores e defensores do projeto voltaram a protestar nas ruas de Paris. Favorável ao casamento gay, o prefeito Bertrand Delanoe denunciou o clima de homofobia desencadeado no país com a participação de partidos de direita e de extrema direita nos protestos, após o registro de casos de agressão a homossexuais.
Para os socialistas, o terreno preparado pelas manifestações favoreceu o aumento das agressões denunciadas por entidades LGBT --como no último sábado (20), quando um casal gay foi pisoteado quando saía de uma boate gay de Nice.
Embora faça questão de se distanciar de todos os incidentes violentos, o coletivo "La Manif Pour Tous" ("Manifestação Para Todos") assegura que os protestos continuarão mesmo após a aprovação da lei.

Ameaça

Ontem (22), o presidente da Assembleia, Claude Bartolone, recebeu uma carta de ameaça que o advertia sobre as "consequências" de submeter o projeto a votação.
A carta, que continha pólvora de munição em seu envelope e dizia que "a família política" de Bartolone poderia "sofrer fisicamente", foi encerrada com a seguinte ameaça: "Nossos métodos são mais radicais e rápidos que as manifestações. Vocês queriam guerra e a terão".

Casamento gay no mundo

Permitido atualmente em 13 países, o casamento gay foi aprovado primeiro na Holanda e depois adotado por Bélgica, Espanha, Canadá, África do Sul, Noruega, Suécia, Portugal, Islândia, Argentina e Dinamarca e, recentemente, Uruguai e Nova Zelândia.
No Brasil, o STF (Supremo Tribunal Federal) reconheceu em 2011 a união estável entre casais homossexuais. No Estado de São Paulo, desde março deste ano cartórios deixaram de exigir autorização judicial para oficializar uniões civis homossexuais, medida seguida pelo Rio de Janeiro neste mês.
De acordo com a ABGLT (Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Travestis e Transsexuais), Bahia, Alagoas, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Piauí, Sergipe e Ceará e Distrito Federal têm normativas similares.
Nos Estados Unidos --com Barack Obama como o primeiro presidente a declarar publicamente seu apoio à legalização do casamento gay--, dez Estados já reconhecem a união gay. A Suprema Corte americana se reuniu em março para discutir mudanças nos direitos dos homossexuais, mas a decisão foi adiada para junho. (Com agências internacionais)

Suspeito de atentado em Boston diz que dupla agiu por motivos religiosos

Washington, 23 abr (EFE).- Dzhokhar Tsarnaev, acusado do atentado em Boston de na semana passada disse aos investigadores que ele e seu irmão, Tamerlan, não tinham contatos com grupos terroristas e que atuaram por motivos religiosos, segundo os veículos de imprensa americanos.

Ontem, segunda-feira, um juiz federal foi ao hospital onde Tsarnaev, de 19 anos de idade, recebe atendimento pelos ferimentos que sofreu em seus confrontos com a polícia, leu seus direitos e o acusou de "uso de arma de destruição em massa" contra pessoas e propriedades.

Tamerlan, de 26 anos de idade, morreu na noite de quarta-feira para quinta-feira passada durante um tiroteio com a polícia dois dias depois que duas bombas, detonadas ao fim da maratona de Boston, mataram três pessoas e feriram mais de 180 pessoas.

Um funcionário do governo disse à imprensa que Tsarnaev - em declarações por escrito e gestos da cabeça, expressou aos investigadores que ele e seu irmão não tinham contato com grupos terroristas.

Tsarnaev, que sofreu ferimentos na boca que o impedem de falar, também indicou que ele e seu irmão planejaram os ataques por conta própria e motivados pelo fervor religioso.

Desde a semana passada, pessoas que conheciam os irmãos Tsarnaev disseram à imprensa que Tamerlan havia adotado há cerca de cinco anos uma posição islâmica extremista.

O FBI informou que os dois suspeitos, que detonaram nas ruas de Boston duas bombas confeccionadas com panelas de pressão, tinham armas de fogo, munição e outros artefatos explosivos.

O arsenal sugere que os suspeitos planejavam outros ataques. 



uol

JACO - ISRAEL

De todos os relatos da Torá, este é um dos mais envoltos em mistério. Conta-nos a história da luta entre um ser humano e um anjo e a da ...