quinta-feira, 18 de abril de 2013

QUEREM IMPLANTAR O GOVERNO ANTI CRISTO GAY

Ditadura Gay a caminho! O ESTATUTO DA DIVERSIDADE SEXUAL  É ALGO QUE PASSA DOS LIMITES. LÊIA .

FAÇO UMA PERGUNTA .

Se os gays podem manifestar-se quanto às suas práticas, nós, heterossexuais, também podemos? Ou será que não mais?
Ditadura Gay a caminho!
Vivemos um avanço do populismo-comunismo no Brasil que não quer contemplar a convivência pacífica entre as preferências políticas, sociais, sexuais ou religiosas. Os comunistas (principalmente do PT, que não têm moral alguma em sua maioria) querem passar como um rolo compressor, pura e simplesmente, sobre as bases sociais que cimentaram nossa sociedade, e extirpá-las de uma vez por todas! Se houveram excessos na história, cabe a TODOS negociar os termos de uma justa equalização nas relações sociais.  

Uma sociedade livre e justa não se faz à base de revanchismos e radicalismos. A sociedade é laica, mas a maior parte dela professa uma religião, e não se pode, impunemente, desprezar aqueles que decidiram nortear suas vidas por suas crenças e expressá-las dentro de seus círculos, a pretexto de proteger um estrato social marginalizado. Sim, a pretexto de proteger, pois que privilegiar seria ilegal (ou imoral), certo?
É inegável que todo cidadão brasileiro deve ter seus direitos civis garantidos pela Justiça. Tanto heterossexuais como gays, declarados ou não, devem ter os mesmos direitos civis resguardados. Gays devem poder casar-se sob o regime legal, ter direito à herança, à adoção de crianças (sob os mesmos rígidos critérios adotados aos casais heterossexuais), e todas as prerrogativas que nos fazem IGUAIS perante a Lei.
A abrangência do Estatuto da Diversidade Sexual deve contemplar o pleito de direitos legais e de assistência.  Considero o texto do projeto de lei de iniciativa popular, enviado ao Congresso recentemente por representantes da comunidade LGBT, falho em alguns pontos, inconstitucional em outros. No geral, é radical e segregacionista, na contramão daquilo que pretende promover. Em alguns trechos, é vago com relação a matérias de cunho amplo e complexo, talvez propositalmente, para facilitar emendas ainda mais escabrosas  logo à frente durante os embates no Congresso. Vejamos alguns pontos que considerei descabidos: 
“Art. 31 – O filho não pode ser discriminado pela família ao revelar sua orientação sexual ou identidade de gênero.”
Se for para continuar a tratar o jovem como qualquer um dos outros filhos heterossexuais, sem fazer distinção de desprezo pela opção sexual, tudo bem, eu concordo. Serviria, sim, para inibir violência física e psicológica, o que considero abominável. Mas, se os pais tiverem um posicionamento contra essa opção, eles não poderão mencioná-la, nem mesmo em casa? Ora, o lar é o asilo inviolável do cidadão, e pais heterossexuais não podem ser proibidos de ministrar a educação segundo os valores que consideram adequados.
***
“Art. 32 – Nos registros de nascimento e em todos os demais documentos identificatórios, tais como carteira de identidade, título de eleitor, passaporte, carteira de habilitação, não haverá menção às expressões “pai” e “mãe”, que devem ser substituídas por “filiação”.”
A comunidade LGBT defende esse ponto pra prevenir crianças adotadas por casais gays de constrangimentos quanto à sua filiação. Esse dispositivo deve ser aplicado a documentos de crianças adotadas por casais homossexuais e demais documentos de gays jovens e adultos que assim preferirem. Entretanto, os filhos de casais heterossexuais devem ter o direito de ter, em seus documentos de nascimento e similares, o qualificativo de gênero (pai e mãe) escolhidos por seus pais heterossexuais, assim como os tutores gays poderiam optar pelo termo genérico “filiação”. Essa opção deve ser facultativa, pois, definitivamente, diversidade sexual NÃO É igualdade sexual. Não deve ser empurrada, goela abaixo, aos heterossexuais que queiram manter os termos “pai” e “mãe” em seus documentos, que definem a família humana de acordo como a Natureza a constituiu.
***
“Art. 37 – Havendo indicação terapêutica por equipe médica e multidisciplinar de hormonoterapia e de procedimentos complementares não-cirúrgicos, a adequação à identidade de gênero poderá iniciar-se a partir dos 14 anos de idade.”
Isso é um absurdo! Como podem pretender facultar a um adolescente de 14 anos que, segundo a Lei brasileira, não é emancipado, se submeter a tratamentos quimioterápicos (por hormônios) e psicológicos, à revelia da determinação dos pais?? Isso significa retirar dos pais o poder legal de orientar a educação, bem como de arbitrar sobre o bem-estar e saúde dos filhos! Adolescentes são seres com personalidade ainda em formação, sujeita que é a modificações conforme a idade, e não podem decidir sobre procedimentos de saúde invasivos como esses.
***
“Art. 73 – A administração pública assegurará igualdade de oportunidades no mercado de trabalho a travestis e transexuais, transgêneros e intersexuais, atentando ao princípio da proporcionalidade.” [O grifo é meu]
Liberdade de Expressão x Mordaça GayO trecho em grifo significa o quê? Mais cotas? Vão querer separar vagas seletivas em concursos públicos para homossexuais, como se quisessem igualar os gays aos deficientes?? Com os deficientes, a reserva de vagas seletivas é louvável, pois eles realmente têm dificuldades de locomoção e de exercer função produtiva adequada. Porém, os gays não têm dificuldades de locomoção nem  deficiências mentais ou físicas que os impeçam de trabalhar numa repartição qualquer. Isso não é inclusão, é privilégio ilegal!
***

Liberdade de Expressão x Mordaça Gay
Esse é um projeto de Lei que deve incidir sobre assuntos regulamentados pela Constituição e Códigos Legais, e não coagir um grupo religioso ou social, por exemplo, a abdicar de suas crenças, sejam consideradas pelos gays como preconceituosas ou não, dentro de seus círculos sociais, para contemplar um homossexual dentro desse mesmo círculo. Assim, esse Estatuto jamais poderia obrigar um padre a realizar um casamento de gays na Igreja, diante do altar, pois isso é diametralmente contra a Tradição da Igreja, nesse caso.
 
O homossexualismo não está de acordo com a Natureza, e nunca contribuirá com a perpetuação da espécie humana, segundo o tripé biológico pai-mãe-filhos. Parece maquiavélico isso? Mas, é a dura verdade! A família formada por homem e mulher é o modelo criado por Deus e que está na raiz de nossa espécie. O papel social e o direito à autodeterminação de qualquer ser humano devem ser resguardados. Mas, estou convicto de que, mesmo que os gays não considerem a geração biológica essencial, a mesma é para a perpetuação da espécie humana.
 
Poderão ter filhos (por inseminação artificial ou adoção) fora de suas uniões, mas nunca se realizarão num filho gerado de suas entranhas pelos dois, em sua união. Podem desdenhar esse fato, dar de ombros para isso. Mas, no fundo, todos sabem que isso mexe com nosso interior. Essa realização é o eixo em torno do qual giram todas as famílias humanas, e o homossexualismo não contempla esse eixo, causando, no futuro, imensos sofrimentos e decepções.
Dentro da esfera de sua Liberdade de Expressão e de Consciência, um cristão nunca poderá ser forçado a se calar, no caso de ser de opinião contrária ao homossexualismo. Afinal, eles (os gays) também são obrigados a tolerar a diversidade, não só de opções de gênero, mas de crenças também. Devem, também, beber daquilo que querem que todos bebamos!
 
O Estatuto, como um legítimo instrumento legal de defesa de direitos civis. Sabemos, também, que há, ainda, alguma discriminação no mercado de trabalho e em outras esferas sociais. Mas, este texto deve deixar, um pouco, o tom “cotista” de seus idealizadores, e aceitar, sim, quando os heterossexuais lhes sejam contrários e críticos.
 
 Eles não nos criticam? Pois então, que nos deixem criticá-los também. Não condicionaremos o respeito a seus direitos civis às suas opções de gênero, mas que não queiram calar nossas bocas quando nos posicionarmos de forma crítica a eles, ao seu comportamento ou lhes obstemos a aceitação em grupos não sujeitos à regulamentação da Lei (como os círculos religiosos).
***

Referências:

FONTE . http://ebrael.wordpress.com/2012/11/01/critica-sobre-o-estatuto-da-diversidade-sexual/

VIA  GRITOS  DE ALERTA

PEC em tramitação na Câmara dá mais poder político para as igrejas



As igrejas estão perto de se juntar a um seleto grupo de instituições com o poder de acionar o Supremo Tribunal Federal (STF) com ações diretas de inconstitucionalidade (Adin).

A Adin é o instrumento judicial usado para contestar leis que possam estar em desacordo com as constituições estaduais ou federal. Hoje, têm a prerrogativa de ajuizar esse tipo de ação o presidente da República, governadores, as mesas do Senado, da Câmara, das Assembleias Legislativas, o procurador-geral da República, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), partidos políticos, confederações sindicais e entidades de classe com atuação nacional.

A ampliação do direito das igrejas de entrar com Adins está prevista em proposta de emenda à Constituição (PEC) aprovada no fim de março pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados e que aguarda agora a criação, pela Mesa Diretora, de comissão específica para análise do texto, conforme prevê o Regimento Interno da Casa. O autor da PEC, deputado João Campos (PSDB-GO), evangélico, informou ontem que vai pedir na semana que vem ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), a instalação da comissão.

A principal preocupação das igrejas diz respeito a ações judiciais que possam prejudicar a realização de cultos, por exemplo. Temos alguns direitos fundamentais previstos na Constituição, como a liberdade de consciência e crença. É ainda assegurada na Carta a proteção aos locais de culto e suas liturgias, argumenta o deputado, que frequenta a Assembleia de Deus. João Campos nega ter existido episódio específico que o tenha incentivado a apresentar a PEC.

Se já estivesse em vigor, a Conferência Nacional do Bispos do Brasil (CNBB), por exemplo, poderia ter contestado a constitucionalidade de pesquisas com células-tronco embrionárias, liberadas pela Lei de Biosseguranca. A saída da CNBB foi entregar documentos em que sustentou seu posicionamento diante das pesquisas ao então procurador-geral da República Cláudio Fonteles, que é católico, para contestar a lei.

Igual à CUT
Ao menos teoricamente, qualquer ação de interesse das igrejas poderia passar pelas mãos do chefe do Ministério Público Federal (MPF). João Campos, no entanto, diz que, ao entrar com a PEC, requer os mesmos direitos dados à Central Única dos Trabalhadores (CUT), por exemplo, que, por ter alcance nacional, pode entrar com Adin no STF em processos envolvendo a categoria.

Entre as entidades religiosas de alcance nacional que terão a possibilidade de entrar com Adins caso a PEC seja aprovada, estão a CNBB, a Convenção Nacional das Assembleias de Deus e a Convenção Batista Brasileira.

João Campos acredita que a PEC será aprovada pelo Congresso Nacional sem dificuldades. A bancada dos evangélicos na Câmara é formada por 73 parlamentares. No entanto, o texto é apoiado por número bem maior de congressistas, já que para apresentar a PEC, foram necessárias pelo menos 171 assinaturas.

Fonte: Associação do Ministério Público de Minas Gerais

Após cruzada de milagres, pastor quase é preso por "exercício ilegal da medicina"

 
Após cruzada de milagres, pastor quase é preso por “exercício ilegal da medicina”O evangelista e pastor Peter Youngren passou muito tempo planejando uma grande cruzada na Índia através de seu ministério World Impact [Impacto Mundial]. Seis dias antes da cruzada começar, jornais e televisão informaram que o evento, denominado Festival da Amizade em Nagpur seria cancelado porque Youngren planejava  fazer “conversão em massa”, o que é ilegal na Índia.
Depois de uma longa reunião com a polícia, o comitê organizador pode continuar, desde que assumisse o compromisso que o missionário não iria falar nem orar usando o nome de Jesus . Pouco tempo depois, a polícia mudou de ideia, dando liberdade para Youngren falar livremente.
Apesar da mudança de atitude da polícia, no dia do evento vários grupos anticristãos tentavam conseguir uma liminar na Suprema Corte contra a cruzada. Mas o juiz rejeitou suas alegações.
Os jornais relataram no primeiro dia várias curas milagrosas de pessoas que eram surdas, cegas ou deficientes, citando nomes e casos específicos. Desta vez, os opositores quiseram processar Youngren com a alegação que ele praticava “exercício ilegal da medicina”.
Em um esforço para negar os milagres, um dos grupos anticristãos ofereciam 1,5 milhões de rúpias (cerca de 60 mil reais) para que o missionário provasse que suas orações poderiam curar doenças. E se não o fizesse, poderia ser preso.
Na segunda noite do evento, Youngren disse à multidão que suas orações eram muito fracas e que não se podia esperar muito delas, que ele não era capaz de realizar milagres. Mas ressaltou que ele servia alguém que podia: Jesus. O encontro terminou com 70 minutos de testemunhos ininterruptos de cura, incluindo um jovem hindu, Sushil, que nasceu cego e agora via. Para surpresa geral, um dos líderes políticos do partido anticristão subiu à plataforma para testemunhar que os tumores em sua barriga tinham sido removidos por Jesus.
Nagpur é uma cidade de quase 3 milhões de pessoas, na região central da Índia. O “Festival da Amizade” foi apoiada por quase todas as igrejas cristãs da cidade. No final, o ministério World Impact divulgou que durante os dias da cruzada, dezenas de milhares de pessoas aceitaram a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador. Youngren pôde sair do país livre das acusações e avisou que voltará ainda este ano para mais um evento na Índia. Com informações Charisma News.

EUA pode derrubar lei do casamento gay



 EUA pode derrubar lei do casamento gayVários juízes mostraram interesse em derrubar lei que nega benefícios federais a casais do mesmo sexo Nesta quarta-feira (27), vários juízes da Suprema Corte dos Estados Unidos se mostraram inclinados em derrubar uma lei que nega benefícios federais a casais do mesmo sexo legalmente casados, apresentando a possibilidade de uma importante mudança em poucos meses na lei do casamento entre homossexuais.
O juiz Anthony Kennedy, um voto decisivo potencial, advertiu sobre os “riscos” que a Lei de Defesa do Casamento (Doma) infringe sobre o papel tradicional dos Estados na definição do casamento.
A lei norte-americana de 1996, sancionada pelo então presidente Bill Clinton, nega aos casais do mesmo sexo casados acesso a benefícios federais por definir o casamento como a união entre um homem e uma mulher.
Kennedy referiu-se ao Doma como “inconsistente” porque pretende dar autoridade aos Estados para definir o casamento, enquanto limita o reconhecimento dessas determinações estaduais.
O casamento gay já é reconhecido por nove Estados do país mais o Distrito de Columbia (capital). Em 30 Estados, por outro lado, há emendas constitucionais que o proíbem expressamente.
A corte deve decidir sobre a questão até o fim de junho.
Leia também: Franceses vão as ruas protestar contra legalização do casamento gay
Coca-Cola apoia casamento gay no Facebook
Símbolo de “=” sobre um quadrado vermelho, com gotas remetendo ao refrigerante, significa que a Coca-cola apoia o casamento gay
A marca se posiciona favorável ao casamento gay e por isso postou em sua fanpage o símbolo de “=” sobre um quadrado vermelho, com gotas remetendo ao refrigerante. O símbolo foi lançado nesta segunda feira (25), pela Human Rights Campaign (HCR) em seus perfis nas redes sociais.
O quadrado e o sinal matemático de igual fazem alusão à igualdade de direitos e a cor vermelha ao amor. A organização é uma das maiores defensoras do casamento civil gay nos Estados Unidos e pediu que todos que apoiassem o casamento gay compartilhassem a imagem em suas páginas.


GRITOS DE ALERTA

BONZINHO ELE NÉ - Gay Mata a Família por apenas discordar de sua orientação sexual.

MOSTRAMOS DE NOVO ESSA MATÉRIA PARA MOSTRAS QUE ELES ATÉ MATAM QUANDO SE VAI CONTRA AS IDEIAS DELES.



Polícia não descarta a possibilidade de Alcinei ter premeditado os crimes

Crime heterofóbico bárbaro: gay mata família por discordar de sua orientação sexual e imprensa rosa-choque abafa.



Na Zona Leste, homem mata mãe e irmão e depois se entrega à polícia MANAUS - O músico Alcinei Ferreira Gomes, de 19 anos, foi preso acusado de matar a mãe, Maria Lita Gomes da Silveira, de 41 anos, e o irmão, Alen Luiz Gomes da Silva, 13, na residência da família, na noite desta terça-feira, na Zona Leste de Manaus. Ele também tentou matar o pai, Sildonor Ferreira da Silva, de 38 anos, com duas facadas. Segundo a polícia, ele confessou e disse que os assassinatos aconteceram após uma discussão em família. Segundo Gomes, os pais e o irmão não aceitariam o fato dele ser homossexual.

De acordo com o titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Mariolino Brito, o acusado pode ter premeditado o crime. O músico se apresentou espontaneamente à delegacia ainda na noite desta terça-feira. O pai dele foi internado no hospital, e não corre o risco de morrer.


Para se livrar da fúria de Alcinei, o comerciante se fingiu de morto, após receber o primeiro golpeAlcinei, segundo a polícia, esfaqueou primeiro a mãe e em seguida o irmão mais novo. Após praticar os homicídios, esperou o pai chegar do trabalho, na frente da casa, e o atingiu na cabeça com um pé de cabra. Sildonor ainda recebeu golpes de faca nas costas, antes de conseguir desarmar o filho.

O pai ainda tentou entrar na casa para tentar socorrer as vítimas. O corpo de Maria Lita foi encontrada em um dos cômodos da residência e do irmão mais novo, embaixo da cama de um dos quartos.

Em depoimento na manhã desta quarta-feira à polícia, Sildonor disse que o filho já havia sido submetido a tratamento no Centro Psiquiátrico Eduardo Ribeiro, em Manaus.



Os corpos das vítimas foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) na noite desta terça-feira e velados nesta manhã, na residência da família. No local, familiares e amigos estavam assustados com a atitude do músico. Vizinhos afirmaram que ele era um bom filho e nunca levantou suspeitas. O irmão de Sildonor, Nonato Gomes, afirmou não entender o motivo que teria levado o sobrinho a matar a mãe, o irmão e atentar contra a vida do próprio pai.

O delegado Mariolino Brito já entrou com pedido de prisão preventiva contra Alcinei Ferreira Gomes.

- Ele representa perigo para a sociedade - afirmou.

A polícia aguarda pela sentença de um juiz plantonista para encaminhar o preso para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus.
 
GRITOS DE ALERTA - MOSTRANDO A VERDADE.

Igreja ajuda famílias envolvidas com exploração sexual


Igreja ajuda famílias envolvidas com exploração sexual
Projeto é realizado pela Primeira Igreja Batista de Campo Grande (MS). Uma parceria em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, está ajudando famílias envolvidas no comércio e exploração sexual. Palestras com consultores empresariais e outras atividades incentivam o empreendedorismo. O Projeto Nova tem como base princípios ético-cristãos e é realizado pela Primeira Igreja Batista de Campo Grande.
Uma parceria entre o Sebrae, de Mato Grosso do Sul, e a Fundação de Assistência à Pessoa Humana (Funasph) está promovendo atividades para futuros empreendedores. São atendidas famílias em situação de vulnerabilidade e através de eventos são motivadas ao empreendedorismo e oportunidades profissionais.
Estão sendo promovidas três sessões do Cine Sebrae. As próximas duas serão apresentadas nos dias 13 e 20 de abril. Na programação, são apresentados trechos de filmes que “estimulam o espírito empreendedor”, e ainda um bate papo com um consultor empresarial. Filmes como Fuga das Galinhas, Os Filhos de Francisco e Colateral. As atividades são realizadas na Primeira Igreja Batista de Campo Grande.
“Promover qualidade de vida às famílias envolvidas em comércio e exploração sexual, através de ações sócio-educativas com o objetivo de ampliar as possibilidades de vida baseados nos princípios ético-cristãos”, informa o site da Funasph sobre os objetivos.
Buscando uma vida nova para as integrantes do projeto, as famílias são atendidas na área da saúde, Psicologia e social – com cursos de capacitação e recolocação no mercado de trabalho. Também é trabalhada a área ambiental, onde são oferecidas melhores condições de vida com móveis, roupas, calçados, alimentação, etc. A parte espiritual é destacada com o ensino de princípios ético-cristãos.
Atualmente, quinze famílias são beneficiadas com o Projeto Nova. Os participantes são motivados a desejar a mudança de vida. “Realizamos atividades que estimulem a mudança de pensamentos e atitudes, com objetivo de criar o desejo de mudança de seu estado social”, informa o site do projeto. As famílias recebem visitas domiciliares uma vez por semana e os filhos recebem atividades sócio-educativas lúdicas.
No Twitter do Projeto Nova são compartilhados testemunhos do que Deus está fazendo com as famílias. “Fui molestado pela minha mãe e muitas vezes testemunhei varias cenas de minha mãe com homens dentro de casa. A dor me dominou, a raiva me conquistou, e a perdição foi o meu rumo. Pois a pessoa a quem mais eu amo está se auto destruindo. Deus transformou a vida da minha mãe e hoje ela tem a loja dela, parou com a vida que ela tinha”, testemunhou um dos filhos de uma mãe que recebe auxílio do projeto.


Fonte: Diário Gospel

Personalidades influentes que divulgam o Evangelho no mundo


Hollywood é uma indústria bilionária de entretenimento que exporta a cultura norte-americana para quase todos os países do globo, e entre executivos, diretores e atores, há cristãos que conseguem sucesso e acabam ocupando posições de destaque.
A recente atenção dos estúdios de cinema de Hollywood para filmes com temática cristã ou ainda adaptações de histórias bíblicas se deve, em parte, à presença de cristãos na indústria.
Uma lista com os doze cristãos mais poderosos de Hollywood foi apresentada pelo site BeliefNet, citando nomes famosos no Brasil e outros ainda desconhecidos do grande público.
Personalidades influentes que divulgam o Evangelho no mundoNa listagem, que contem atores como Mel Gibson, Denzel Washington e Martin Sheen, há também produtores de filmes com grande orçamento e repercussão internacional.
Um destes produtores é Scott Derrickson, responsável pela produção do filme O Exorcismo de Emily Rose e ainda Hellraiser: Inferno.
Já Howard Kazanjian tornou-se conceituado pelas produções de Os Caçadores da Arca Perdida e O Retorno de Jedi, filmes considerados os dois mais bem sucedidos projetos de Hollywood em termos comerciais. Howard atua também num programa que treina cristãos para o trabalharem com cinema em Hollywood.
Já Philip Anschutz, um empresário multimilionário é o responsável pelo financiamento de filmes familiares de sucesso em todo o mundo, como As Crônicas de Nárnia, baseado no livro do escritor cristão C. S. Lewis, e Ray, uma cinebiografia do cantor Ray Charles, entre outros. A principal motivação dele para investir em filmes dessa categoria seria a necessidade de entretenimento sem violência ou sexo explícito: “Minha esposa e eu temos agora um número de netos que estão crescendo cercado por produtos desta cultura, e por isso, há quatro ou cinco anos atrás eu decidi parar de amaldiçoar a escuridão”, afirmou, justificando sua postura de parar de reclamar e investir.
Há ainda no time de “cristãos poderosos” em Hollywood, outros nomes como a produtora Martha Williamson, da série Touched by na Angel; a atriz e cantora Kristin Chenoweth, que possui no currículo séries e filmes que foram sucesso no mercado norte-americano; a atriz Angela Bassett, com indicações para o Oscar, Emmy (maior prêmio da TV nos Estados Unidos) e vencedora do Globo de Ouro; Ralph Winter, produtor de filmes como Planeta dos Macacos, Quarteto Fantástico, e as trilogias X-Men e Deixados para Trás; Patricia Heaton, atriz da série cômica Everybody Loves Raymond e vencedora de dois Emmy’s; e finalmente, o ator Tyler Perry, com filmes e seriados que batem recorde de público no mercado norte-americano.
O BeliefNet ressalta que “Hollywood pode ter uma bem merecida reputação de ser um deserto espiritual”, mas conta com nomes como os listados acima para falar abertamente sobre sua fé e divulgar o Evangelho através de sua profissão.


VIA GRITOS  DE ALERTA  

ELE PROVOCOU E AGREDIU , DEPOIS DE FAZ DE COITADO ? FAÇA ME UM FAVOR.

agressão trem cptm (Foto: Marlon Emboava/ VC no G1)Homossexual provocou agressor, diz polícia
(Foto: Marlon Emboava/ VC no G1)

A Polícia Civil de Itaquaquecetuba concluiu nesta terça-feira (16) o inquérito que investigava o espancamento do operador de telemarketing Marlon Marques Emboava, de 23 anos ocorrido no dia 1º de abril  em uma estação da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), em Itaquaquecetuba, na Região Metropolitana de São Paulo.
A vítima diz ter sido espancada após abraçar o namorado dentro do trem. No entanto, a polícia concluiu que não houve espancamento. De acordo com o delegado Ricardo Mamede, o casal homessexual teria provocado e agredido o suspeito antes da briga.

"O que ocorreu foi uma agressão mútua. Ouvi várias testemunhas, a vítima e o suspeito de ter agredido o rapaz. Os relatos apontam que o casal começou a briga provocando o agressor dentro do trem", detalha o delegado Ricardo Mamede.

O rapaz apontado pela vítima como sendo o autor do espancamento se apresentou e prestou depoimento na segunda-feira (15). De acordo com o delegado, trata-se de um vigilante, de 29 anos. "Ele não será indiciado pois a agressão foi leve. Nos próximos dias vou enviar os depoimentos ao fórum", detalha o delegado.

Entenda o caso O caso ocorreu no dia 1º de abril quando Emboava voltava do trabalho de trem com o namorado. Foi nesse momento que ele disse ter começado a ouvir insultos e piadas preconceituosas de um homem de aproximadamente 30 anos dentro da composição. O agressor empurrou os dois para fora do transporte público assim que o trem parou na Estação Engenheiro Manuel Feio. Na plataforma, Emboava foi agredido com socos e empurrões.
Segundo a vítima, seguranças da CPTM foram acionados e chegaram a passar pelo agressor, mas nada fizeram. "Ele passou por quatro seguranças que o cumprimentaram balançando a cabeça, mas nada fizeram", conta Emboava.
Questionados, os vigilantes teriam alegado que não poderiam fazer nada. "Eles disseram que a gente tinha que sair da estação e chamar a polícia", completa.
A CPTM informou ao G1 que iria apurar a situação. A companhia informou ainda que usuários que presenciarem irregularidades podem denunciar pelo SMS Denúncia, pelo telefone 97150-4949, ou pela Central de Atendimento ao Usuário, no 0800-55-0121, ou ainda pelas Redes Sociais da Companhia.

VIA GRITOS DE ALERTA , INF. GLOBO

RESPONDA NO ESPAÇO RESERVADO PARA OS COMENTÁRIOS , NA PARTE ABAIXO DA IMAGEM .

.

Ativistas gays atacam os cristãos



O que dizer de pessoas que atacam a Bíblia? Chamando-a de MITO? O que dizer de pessoas que acusam Deus de assassinar cem mil mulheres na fogueira? O que dizer de pessoas que aplaudem beijo de gays em praça pública? O que dizer de pessoas que exigem que a igreja pague impostos? Não seria melhor eles próprios pagarem os seus impostos? Não seria melhor eles próprios se negarem a receber benefícios extravagantes como inúmeras passagens de avião, auxílio paletó, auxílio combustível, apartamentos pagos pelo governo? E para os senhores políticos terem conhecimento, as igrejas evangélicas verdadeiras pagam tudo o que é devido e prestam conta, com todos os livros contábeis. Que resposta dar?
A resposta a essas perguntas é uma só: Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.
Gálatas 6:7
 
 
G.A 

MANOBRA PODRE DO PT ACABA COM COMISSÃO DOS DIREITOS HUMANOS

Manobra política do PT acaba com Comissão presidida por Marco Feliciano
Manobra política do PT inviabiliza reuniões da CDHMNo mesmo dia que o deputado Marco Feliciano  recebeu o apoio de um grupo de 40 evangélicos que decidiu  cobrar a saída dos deputados petistas José Genoíno e João Paulo Cunha da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, uma manobra política pode ter acabado com a Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM).
Pressionado, Feliciano afirmou semana passada que só renunciaria à presidência da CDHM se os petistas condenados no julgamento do “mensalão” deixassem a Comissão de Constituição e Justiça.  Embora o governo Dilma não tenha se pronunciado oficialmente, possivelmente com medo de perder o apoio dos evangélicos, a resposta do PT veio hoje.
Os deputados do PT Padre Tom (RO), Erika Kokay (DF), Domingos Dutra (MA) e Nilmário Miranda (MG) anunciaram sua saída da Comissão de Direitos Humanos e Minorias. Além deles, também abdicaram de seus postos Chico Alencar e Jean Wyllys (PSOL-RJ) e a Luiza Erundina (PSB-SP).
Ao informarem o líder da bancada petista, deputado José Guimarães (CE), que estão fora da comissão, pediram ainda que  o partido não indique outros deputados para suas vagas.
“A comissão está inviabilizada por este ano. Não fazia sentido participar das reuniões e não quero mais polemizar, porque esse cara é um artista e está tirando proveito da situação para interesses individuais”, justificou o deputado Padre Tom. Afirmou que esse grupo “anti-Feliciano” irá trabalhar para a criação da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos Humanos, que atuaria paralelo à Comissão de Direitos Humanos.
A justificativa dos parlamentares do PT, PSOL e PSB é o protesto à permanência do deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP).   “Estamos saindo para não legitimar os atos do pastor. Não reconhecemos a eleição dele”, asseverou  Nilmário Miranda, ex-presidente do colegiado.
O deputado Jean Wyllys, principal opositor de Feliciano, escreveu um artigo, publicado na internet, onde afirma: “Não serviremos de trampolim para fundamentalistas homofóbicos, inimigos da cidadania plena de minorias e desonestos intelectuais”. Deixando claro que não aceita o fato de parlamentares religiosos comporem a Comissão. Por fim, anunciou que o 10º seminário LGBT do Congresso Nacional, terá como tema “Religião e Diversidades”.
Embora o deputado Marco Feliciano não tenha se pronunciado oficialmente ainda, está claro que a atitude orquestrada pelo Partido dos Trabalhadores foi “implodir” a Comissão. Sem seus membros, nem substitutos indicados pelos partidos, na prática ela perdeu sua função e dificilmente conseguirá dar sequencia aos trabalhos por falta de quórum nas próximas reuniões. Com informações de IG e Último Segundo.

ISRAEL SE PREPARA PARA A GUERRA NA PALESTINA: 'NOSSA RESPOSTA SERÁ DURA'

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, responsabilizará o Hamas em caso de um ataque vindo da Faixa de Gaza. Neste domingo, ...