quarta-feira, 10 de abril de 2013

TEMPO DO FIM - Crentes montam o primeiro site Pornô Cristão -



“Eu levo uma vida dupla. Sou pastor em período integral, mas na maior parte do tempo fico sozinho no escritório da igreja, baixando vídeos pornô na internet. Sinto-me simplesmente incapaz de conter isso”. A confissão, contundente em sua sinceridade, está na página virtual do ministério SexxxChurch (www.sexxxchurch.com), uma iniciativa que mistura muita originalidade, uma boa dose de ousadia e alguma polêmica.

O site se propõe a socorrer almas perdidas no universo da pornografia, uma cadeia que a cada dia prende mais pessoas, inclusive crentes.
Pelo menos um em cada dez evangélicos tem coragem de assumir problemas nesta área. Contudo, a quantidade deve ser bem maior, já que o receio dos efeitos negativos de uma confissão perante a família e a igreja faz com que muitos prefiram ocultar o desvio de comportamento.

Mantido por uma equipe ligada à Igreja Projeto 242, uma comunidade evangélica que fica no centro da cidade de São Paulo, o SexxxChurch não foi feito para crentes, já que tinha uma proposta evangelística. Mas em pouco tempo percebeu-se que a demanda principal estava situada do lado oposto da trincheira. “A maioria dos e-mails que recebíamos eram de pessoas que se identificavam como cristãos, membros de igrejas ou líderes, e que tinham enormes problemas com o vício da pornografia”, relata João Mossadihj, 25 anos, conhecido como Jota, um dos idealizadores da página deste ministério evangélico nada ortodoxo. Em pouco tempo, a idéia transcendeu o ambiente virtual. Praticamente todo fim de semana, o grupo da 242 visita alguma igreja com o projeto Pornix, voltado a palestras sobre sexualidade e pornografia. A procura pelo serviço é grande, o que demonstra a extensão do problema nos arraiais evangélicos. Mas o ministério também costuma evangelizar em regiões como a da Rua Augusta, no centro da capital paulista, conhecido reduto de prostíbulos.
SexxxChurch também marca presença na Parada Gay, ostentando camisetas com dizeres como “Jesus ama os atores pornôs”. Numa demonstração prática do conselho de Paulo, que recomendou que os cristãos fizessem de tudo para, de alguma forma, ganhar alguns, a equipe já faz planos para alugar um estande na Erótika Fair, feira especializada do mercado erótico que acontece em outubro em São Paulo. O evento é uma prova do gigantismo de um setor que movimenta cerca de 500 milhões de reais ao ano apenas no Brasil – no mundo, são 60 bilhões de dólares anuais (leia abaixo). “Vamos distribuir Bíblias estilizadas durante a feira”, planeja Jota.

Mas é mesmo no mundo virtual que o SexxxChurch alcança números estratosféricos. Segundo Jota, são 600 mil acessos mensais e duzentos e-mails por dia. As mensagens são enviadas por gente nas mais diversas situações – algumas fazem confissões das mais indecorosas possíveis. No entanto, apenas 10% das mensagens são respondidas, contabiliza a psicóloga Sâmara Gabriela Baggio, 28, que acompanha boa parte desses casos. “Nós ouvimos e estabelecemos metas para a recuperação. Mas, para isso, é preciso que o viciado esteja realmente arrependido”, destaca a terapeuta. Para ela, não há limite seguro para o consumo de pornografia. “A partir do momento que uma pessoa entra em contato com isso, as imagens recebidas ou geradas na mente alimentam fantasias. Não demorará muito para que se tente colocar em prática tudo o que foi visto e fantasiado”, opina.

Dízimo e revistas pornô

O ministério direcionado a quem se sente escravo da pornografia foi inspirado no trabalho do pastor norte-americano Craig Gross, de 32 anos. Sua trajetória é semelhante à de boa parte das pessoas que ele decidiu ajudar. Craig era um jovem cristão que dividia seu dinheiro entre os dízimos e ofertas na igreja e as revistas pornográficas nas bancas. Ordenado pela igreja East Side Christian, em Fullerton, na Califórnia, ele criou a XXXChurch em 2002. A diferença entre ele e muitos outros pastores que sacodem suas bíblias no ar, esbravejando contra toda forma de imoralidade, está justamente no seu modus operandi. Craig, que se autodenomina “pornopastor”, abomina as abordagens moralistas, que já prenunciaram a queda de populares televangelistas de seu país (leia abaixo), é amigo do americano Ron Jeremy Hyatt, que vem a ser o principal ator e diretor de filmes pornô do mundo, com quem divide as bancadas de auditórios e igrejas para debates muitas vezes acalorados. Alheio às críticas que costuma receber de muitos setores da Igreja Evangélica, sobretudo por conta de alguns conteúdos mais apimentados veiculados no site, Craig caminha com desenvoltura pelo submundo da pornografia. Dirige uma van estilizada com adesivos e adereços que lembram uma propaganda de site pornográfico. O “Porn Mobile”, como é chamado o veículo, já gerou até tumulto ao ser estacionado em frente a uma igreja evangélica.

“A pornografia está conduzindo muita gente a um beco sem saída”, costuma dizer em suas pregações.“Desde que conheci o trabalho de Craig Gross, fiquei empolgado e tentei contagiar o pessoal da igreja”, relata o pastor Sandro Ricardo Baggio, 40. Ministro ordenado pela Igreja do Evangelho Quadrangular, ele coordena o Projeto 242. Baggio animou-se com a possibilidade de falar sobre sexualidade na igreja, onde o tema normalmente é deixado de lado. “Já fazíamos isso em nossa comunidade local, mas não via ninguém falando sobre temas assim nas igrejas”, conta. Dos planos à ação foi um pulo. No ambiente alternativo do Projeto 242 – uma congregação que reúne músicos, grafiteiros, designers e gente que faz da criatividade um veículo para a disseminação do Evangelho –, a idéia germinou rápido. “A curiosidade existe e faz parte do ser humano. Em algum momento da vida, toda pessoa se torna curiosa em relação ao sexo”, comenta Baggio. “Quando essa demanda não é atendida na família e na igreja, a informação acaba vindo de outros lugares. é aí que se abrem as portas à pornografia.” Ele conta que já aconselhou muitos casais crentes com problemas conjugais devido ao vício de um dos cônjuges, ou de ambos, em material pornográfico. “Alguns até se separaram”, lamenta.

Big Brother do bem – Um dos serviços disponibilizados aos usuários é um programa de computador chamado X3Watch, disponível para download gratuito. “é um software que possibilita a qualquer um – o cônjuge, o amigo ou até o pastor – fazer o cadastro de uma pessoa próxima, passando a receber um e-mail com um relatório mensal sobre os sites que foram acessados por ela”, explica o pastor. A idéia, que poderia até chocar muita gente, é uma espécie de Big Brother do bem, possibilitando um acompanhamento do viciado, ajudando-o a superar a dependência da pornografia. “Isso ajuda no processo de fuga dessa compulsão. Um dos passos fundamentais do processo é justamente admitir a fraqueza”, comenta Baggio.Reconhecer o gosto pela pornografia é justamente o maior drama para quem freqüenta uma igreja evangélica. “Por não se falar sobre sexualidade, a igreja torna-se um lugar de intolerância. As pessoas preferem esconder suas dificuldades ao invés de procurar ajuda”, analisa o pastor.

De acordo com Sâmara, o perfil dos internautas que enviam perguntas e pedem ajuda é de jovens evangélicos, com idade de 15 a 30 anos. “São pessoas que alimentaram, desde muito tempo, o vício da masturbação e do envolvimento com material pornográfico como filmes, contos eróticos, revistas e sites pornôs”, explica.Quando a situação está fora de controle, é comum que a conversa saia do computador e vá para o divã. “A maioria dos casos atendidos gira em torno de lutas na esfera homossexual e da conduta cristã”, conta a psicóloga. Ela diz ainda que muitas pessoas justificam suas ações e inclinações pela pornografia devido a problemas no passado – principalmente, episódios de abuso sexual infantil. “Mas é preciso deixar as justificativas de lado e caminhar na direção da libertação.” Para ela, os efeitos da pornografia são devastadores, com reflexos no ambiente de trabalho, na vida social e nos relacionamentos pessoais. “Nos casos mais graves, pode-se chegar a extremos, como a prática de crimes sexuais como a pedofilia”, alerta.

Drama brasileiro, Uma pesquisa realizada pela empresa de tecnologia Symantec, no inicio deste ano, investigou os hábitos de sete mil internautas em países como Alemanha, Austrália, China, Estados Unidos e Japão, além do Brasil. E os resultados foram preocupantes, sobretudo por aqui – é no Brasil que mais se acessa sites com conteúdo pornográfico. De acordo com o levantamento, 55% dos internautas brasileiros visitam regularmente ou pelo menos já acessaram páginas do gênero. Além disso, o país está em terceiro no ranking de usuários que visitam sites de pornografia infantil e na vice-liderança quando o assunto é a produção de filmes pornô.Espécie de irmã gêmea da pornografia, a pedofilia é um drama da sociedade brasileira. A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia, presidida pelo senador Magno Malta, que é evangélico, tem ajudado a desbaratar quadrilhas que fazem exploração sexual de crianças. Em conjunto com a Operação Carrossel, da Polícia Federal, já foram identificados 200 suspeitos de pedofilia. Nas páginas do Orkut, comunidade de relacionamento da internet, mais de três mil cadastros foram quebrados sob suspeita de abrigarem pedófilos.

Abalos no Púlpito

Nos anos 1980, ele era considerado um paladino da moral e dos bons costumes. O pastor Jimmy Swaggart, um dos mais importantes televangelistas americanos, fazia de seus programas, transmitidos para mais de 40 países – inclusive o Brasil –, uma verdadeira trincheira na luta contra a carnalidade. Pregador eloqüente e carismático, Swaggart reunia famílias inteiras diante da TV e era crítico contundente da pornografia. Ironicamente, caiu justamente por causa dela, num episódio rumoroso envolvendo prostitutas e uma disputa pessoal com o também pregador televisivo Jim Bakker. Proprietário do canal de televisão PTL (Praise the Lord), com 12 milhões de telespectadores apenas nos Estados Unidos, Bakker acabou se tornando um rival de Swaggart. Tudo ruiu quando fotos suas, acompanhado de garotas de programa, chegaram à imprensa. Na época, atribuiu-se o vazamento das imagens a Swaggart. O troco não demorou. Um detetive particular contratado por Bakker não teve muito trabalho para fotografar Swaggart diante de um motel, com o carro cheio de prostitutas. Sem saída, ele confessou que pagava para que elas fizessem strip-tease para ele. Perdoado pela mulher, Francis, ele foi à tevê, chorou e confessou-se arrependido pelo ato. Contudo, sua reputação e ministério foram irremediavelmente abalados.

No fim de 2006, outro escândalo sexual abalou a Igreja Evangélica dos Estados Unidos. Eleito pela revista Time como um dos 25 principais líderes cristãos do país, Ted Haggard admitiu consumir material pornográfico e o envolvimento sexual com um garoto de programa, que o denunciara publicamente. O caso provocou maior espanto porque Haggard era uma das principais vozes contra o homossexualismo. Quem recentemente também admitiu problemas com o chamado mercado de “conteúdo adulto” foi o pastor australiano Mike Guglielmucci, do ministério Hillsong. Ele confessou, após dois anos declarando-se vítima de um câncer terminal – chegou até mesmo cantar com o auxilio de um tubo de oxigênio –, que sua única doença era o vício em pornografia. A farsa gerou um tremendo mal-estar no badalado grupo de louvor australiano. “Eu sou assim, viciado nesta coisa. Ela consome minha mente”, disse, em entrevista a um canal de TV... 68 milhões de pessoas acessam sites pornográficos no mundo, todos os dias. 42% dos internautas freqüentam sites pornográficos e conteúdos relacionados. 500 milhões de reais são faturados por ano, no Brasil, com pornografia. 2,5 bilhões, é a quantidade de e-mails com conteúdo pornográfico enviados por dia. 60 bilhões de dólares anuais, é o que rende o mercado pornô em todo o mundo.
 
 
VIA GRITOS DE ALERTA

Fonte: Cristianismo Hoje

Racismo de Lula envergonha o Brasil - CADÊ O MP NESSA HORA?

Em primeiro lugar veja Lula falando que a cidade de Farroupilha e exportadora de viados .

http://www.youtube.com/watch?v=XKx8xsLxMbs

copiem esse vídeo antes que eles façam sumir.

VEJA ELE RECLAMANDO

http://www.youtube.com/watch?NR=1&v=Cua-lDNQZPg&feature=endscreen


A estátua é o Brasil.... - Foto: web
As ridículas declarações racistas  do Lula ao mundo, de que a crise financeira é devida a "gente branca de olhos azuis",


http://www.youtube.com/watch?v=jdP59zTPYu8


gerou comentários negativos sobre o Brasil e o nosso "presimente", nos principais jornais e canais de TV internacionais. Lula foi considerado racista e ideológico em suas palavras em todos esses veículos de comunicação.

Tudo bem! Já sabemos que Lula não tem e nunca teve competência nem qualificações morais e culturais para exercer o cargo que ocupa. Mas o mais grave nas palavras do presidente, é que ficou clara a sua postura racista; e isso vindo de um nordestino miscigenado.

Agora entendemos o porque sob esse des-governo, onde antes existiam somente brasileiros, hoje existirem "territórios indígenas", "áreas quilombolas", não-índios, cotas para negros, nordestinos contra o sul e por aí vai.

Totalmente contrário ao lema de seu governo "Um Brasil para todos", mas totalmente à favor dos interesses internacionais na quebra de nossa invejada homogenia, e pretendida cisão de nosso extenso território em Nações independentes e submissas aos interesses do G8.

Coisa de comunista? Não!

No auge da URSS o que se via era o maior bloco monolítico, territorial e político do planeta. É coisa de ravanchista mesmo, contra os militares brasileiros que lutaram e construiram o Brasil Grande e Potência. É coisa de corruptos de baixo nível, que vendem a Pátria em troca de dinheiro, poder para si e seus milhares de correligionários e/ou o silêncio por seus crimes descobertos.

Mas, analisando a faceta da psique por traz das declarações de Lula, podemos enxergar o indivíduo rancoroso com quem não tem suas incapacidades, defeitos morais e até a sua estatura e aparência física "exótica".

Uma coisa é certa: Nisso tudo, os que podem acabar mal são o Brasil e nós mesmos, os brasileiros.

"O voto pode ser até uma arma, apontada para a cabeça de um povo ignorante."
  (Sir Winston Churchill)


EU SOU BRANCO E DE OLHOS VERDES E ME SENTI MUITO OFENDIDO COM ISSO .


http://www.youtube.com/watch?v=bPh2ow1TAkQ&NR=1&feature=endscreen

VIA  GRITOS  DE ALERTA

ENCONTRADO EM JERUSALÉM UM LOCAL PARA O RITUAL DOS BANHOS DE PURIFICAÇÃO COM 2000 ANOS


Mais uma surpreendente descoberta feita em Jerusalém pelos arqueólogos comprovam a enorme quantidade de locais utilizados para os banhos rituais judaicos à volta do Segundo Templo.
Segundo uma declaração emitida hoje pela Autoridade para as Antiguidades de Israel, este complexo de banhos rituais (mikveh) foi encontrado e escavado perto de Jerusalém, no novo bairro de Kiryat Menachem, e deveria estar a ser utilizado na época do Segundo Templo de Jerusalém.
As ruínas foram encontradas durante escavações para a construção de uma nova estrada.
Uma pessoa que entrasse no espaço de banhos teria de descer alguns degraus até uma câmara subterrânea escavada na rocha. Ao contrário do que era habitual, a água para os banhos não vinha de um poço nas imediações, mas antes de canais que conduziam a água de três reservatórios escavados no tecto.
Segundo o arqueólogo Benyamin Storchan, o sistema estava de acordo com as leis judaicas respeitantes aos banhos rituais, tais como "recolher a água de forma natural sem contacto humano e assegurar que a água não se afunda no solo, que é a razão pela qual o local do banho era tratado com uma qualidade especial de gesso."
Segundo o arqueólogo, a construção do local de banhos era única: "O sistema exposto nesta altura é um sistema mais sofisticado e complexo."
O sistema de banhos deveria estar associado a uma comunidade local dos dias do Segundo Templo.
Shalom, Israel!

Bispo Edir Macedo publica texto que compara Igreja Batista a “inferno evangélico”


Bispo Edir Macedo publica texto que compara Igreja Batista a “inferno evangélico”A exaltação da forma de trabalho e liturgia da Igreja Universal do Reino de Deus por seus membros e líderes é bastante marcante e enfática, e não é incomum ver críticas explícitas a outras denominações nos canais de comunicação e cultos da denominação.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
A bola da vez é a Igreja Batista, que na maioria das vezes, adota um modelo de trabalho bastante tradicional.
Edir Macedo publicou em seu site um texto escrito por um fiel que teria estado confuso e estagnado nos tempos em que foi membro de uma igreja Batista.
“Neste domingo, participando da reunião das 18h, quando o senhor falava sobre as ‘profetas e as profetadas no meio dos crentes’, lembrei que na Igreja Batista era costume não tomar decisões, fazer viagens, fechar negócios ou começar um relacionamento sem confirmar com as ‘irmãs de oração’. Tudo devia passar por elas, pois eram o ‘vaso ungido do Senhor’”, diz o depoimento publicado por Macedo.
O fiel, que se identifica como Walber de Souza, afirma que sua “sogra era uma delas”, referindo-se às “irmãs de oração”, e relata supostos insucessos na vida da mulher: “Ela era exatamente como o senhor falava, pois estava no segundo casamento, e o marido era um bêbado, drogado, adúltero e agressivo, tanto psicológica quanto fisicamente”.
Walber afirma que às vésperas de seu casamento, foi buscar “confirmação” com irmãos na fé, e ouviu da parte de um deles que o propósito de Deus era que ele e sua noiva se casassem, e de outro teria ouvido que Deus não aprovava o relacionamento. “E agora? Deu empate. O que fazer?”, questiona o fiel, que optou por se casar.
O depoimento de Walber adota um tom crítico à forma de trabalho que supostamente era adotado pela denominação batista, que não foi identificada, e credita à igreja parte da responsabilidade por uma séria crise conjugal vivida por ele e sua esposa: “Em meio a essa confusão religiosa, chegamos a casar, mas foi um fiasco total. Pois os crentes se preocupavam tanto se era da vontade de Deus ou não, que ninguém se preocupou em nos orientar sobre como era um casamento de verdade. Com 6 meses, já estávamos morando de favor. Entramos em uma crise tão imensa, que quase nos separamos em apenas 1 ano e meio de casamento”, diz o fiel no texto.
A chegada à Universal, segundo Walber, teria acontecido em meio à dúvidas: “Chegamos à Universal atrás de outra confirmação: separa ou não separa”, relata, antes de afirmar que na denominação liderada por Macedo, ele e a esposa descobriam “que tudo o que vivíamos era puro engano do diabo. Passamos por um longo e duro processo de libertação. Aprendi a ser um homem de verdade [...] Me libertei deste inferno evangélico!”, pontua o fiel.
Confira abaixo, a íntegra do texto “Profetas e profetadas”, publicado por Edir Macedo em seu site:
Prezado bispo,
Neste domingo, participando da reunião das 18h, quando o senhor falava sobre as “profetas e as profetadas no meio dos crentes”, lembrei que na Igreja Batista era costume não tomar decisões, fazer viagens, fechar negócios ou começar um relacionamento sem confirmar com as “irmãs de oração”. Tudo devia passar por elas, pois eram o “vaso ungido do Senhor”.
A minha sogra era uma delas. Ela era exatamente como o senhor falava, pois estava no segundo casamento, e o marido era um bêbado, drogado, adúltero e agressivo, tanto psicológica quanto fisicamente.
Ela passava o dia orando por pessoas pelo telefone e, muitas vezes, depois de orar por certas “profetas”, também pedia que a profeta orasse por ela, para ver se o marido ia mudar. Assim foram todos os 4 anos de namoro com minha atual esposa: sempre vendo a minha sogra humilhada pela miséria moral e sentimental, mas, ao mesmo tempo, um “vaso ungido do Senhor”.
E quando chegou a época que decidimos nos casar, ela resolveu nos levar a dois profetas para confirmar o casamento. A minha sogra não era lá muito a favor, pois eu era pobre.
Então, olha só o que aconteceu: a “irmã Joana” – “profeta” a quem sempre levávamos comida e dinheiro, pois vivia numa casa de chão batido –, profetizou que era da “vontade de Deus” que nos casássemos.
Depois, fomos ao “pastor formiga” (digo assim, porque ele estava num bairro onde não havia asfalto e o carro sempre voltava vermelho de tanta poeira).
Lá, o pastor e a esposa dele, que era a “profeta”, oraram por nós, e foi revelado que NÃO era da “vontade de Deus”.
E agora? Deu empate. O que fazer? Voltamos à “irmã Joana” para confirmar outra vez. Afinal, a “profetada” dela era a nosso favor. Olha que confusão, quase não casamos!
Em meio a essa confusão religiosa, chegamos a casar, mas foi um fiasco total. Pois os crentes se preocupavam tanto se era da vontade de Deus ou não, que ninguém se preocupou em nos orientar sobre como era um casamento de verdade.
Com 6 meses, já estávamos morando de favor. Entramos em uma crise tão imensa, que quase nos separamos em apenas 1 ano e meio de casamento. E assim chegamos à Universal atrás de outra confirmação: separa ou não separa?
Aqui, descobrimos que tudo o que vivíamos era puro engano do diabo. Passamos por um longo e duro processo de libertação. Aprendi a ser um homem de verdade.
Hoje, amo a minha esposa. Somos felizes e temos certeza absoluta do nosso relacionamento, não porque alguém nos revelou, mas pelo sacrifício diário a Deus e ao casamento.
Graças a Deus e à Universal, aprendi a fé inteligente. Me libertei deste inferno evangélico!

FONTE . GOSPEL PRIME
 

Pastor Rick recebe apoio e ataques após suicídio do filho

Pastor Rick recebe apoio e ataques após suicídio do filho
O pastor Rick Warren anunciou ao mundo na sexta-feira (5 de abril), que seu filho Matthew, de 27 anos,  cometeu suicídio. Desde então, os cerca de 20.000 membros de sua igreja na Califórnia, aliados aos quase 1 milhão de seguidores do pastor no Twitter e centenas de milhares de amigos do Facebook encheram as redes sociais de orações e palavras de incentivo.
“Kay e eu estamos sendo inundados por seu amor, orações e palavras gentis”, tuitou Warren  no domingo. ”Vocês todos estão incentivando nossos #coraçõespartidos”.
No dia seguinte à morte do filho, o pastor Rick tuitou: “Nós oramos: Seja feita vossa vontade assim na terra como no céu. Sabemos que no céu a vontade de Deus é #sempre feita. Na Terra, raramente é feita”.
Porém, logo depois um grande número de pessoas passou a usar as mesmas redes sociais para atacar a Warren e sua mensagem cristã. Alguns simplesmente insistem que Rick e sua esposa Kay Warren, não devem esperar pelo céu, nem outro lugar onde poderão reencontrar seu filho.
“Ou não há Deus, ou Deus não escuta Rick Warren, apesar de todo o dinheiro que ele fez vendendo uma falsa esperança a pessoas desesperadas”, disse um dos comentários. Outra pessoa incentivou o pastor Warren a “abandonar superstições primitivas e aceitar o universo como ele é: um lugar totalmente indiferente a nós”.
Alguns rapidamente minimizaram o sofrimento dos Warren lembrando que o pastor “não mostrou compaixão suficiente pela dor incessante sofrida por jovens homossexuais rejeitados por seus pais e colegas”. As críticas são por que o pastor se manifestou várias vezes contrário ao casamento gay.
Outros decidiram que travariam um debate teológico sobre se alguém que aceitou a Jesus pode perder a sua salvação e  se o suicídio é contra a lei de Deus. Obviamente, não faltou quem simplesmente condenasse Matthew  ao inferno.
O jornal USA Today chegou a publicar uma matéria destacando como o fato de o pastor ser uma “celebridade” e por isso acaba sendo vítima da superexposição da intimidade em nossos tempos.

GP

Extremistas islâmicos espalham tensão na Nigéria; Em 2013, ao menos 23 cristãos já foram mortos no país


Extremistas islâmicos espalham tensão na Nigéria; Em 2013, ao menos 23 cristãos já foram mortos no paísA Nigéria continua sob tensão social devido a conflitos motivados por extremismo religioso. Durante todo o ano de 2012, o grupo islâmico Boko Haram protagonizou os principais ataques a cristãos no país. Este ano, a contagem de mortos já foi aberta.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
O site da Missão Portas Abertas relata casos em que militantes muçulmanos assassinaram ao menos 23 cristãos por desobediência às suas interpretações da Sharia, lei islâmica que define princípios e condutas.
Um atentado no dia 21 de janeiro resultou na morte de 18 pessoas num mercado em Borno, estado nigeriano. “Homens armados, suspeitos de serem membros do grupo islâmico Boko Haram, vieram ao mercado da cidade e mataram 13 caçadores da região, enquanto outras cinco pessoas morreram em consequência dos ferimentos no hospital”, relatou Alhaji Abba Ahmed, comerciante da aldeia de Amboa.
A motivação para o ataque, segundo testemunhas, seria a comercialização de carnes de caça de animais como porcos e macacos, o que é proibido aos muçulmanos locais pelo grupo Boko Haram, que significa “Educação ocidental é um pecado”.
A Nigéria não é um país totalmente islâmico, e o presidente Goodluck Jonathan é cristão, e tem sofrido críticas por estudar a implantação de uma força militar conjunta com outros países africanos para combater o extremistas islâmicos no norte do Mali.
A Missão Portas Abertas pede oração pelos cristãos na Nigéria para que os “que estão sofrendo ataques e perseguições possam encontrar coragem no Senhor e que não desistam de sua fé em Jesus”.

G+

Silas Malafaia rebate críticos que reprovam sua aproximação com a Globo

O pastor Silas Malafaia publicou um comunicado em que contextualiza sua relação com a TV Globo e se defende das críticas dos fiéis que reprovam a proximidade que ele mantém com a emissora da família Marinho.

A Globo constantemente é alvo de pesadas críticas no meio evangélico por suas novelas e programas que aos olhos da maioria dos fiéis, agridem o cristianismo e fazem apologia a princípios anticristãos, como por exemplo infidelidade e homossexualidade.

“O que vou falar aqui, muita gente, que hoje é evangélica, não tem ideia. Fico rindo daqueles que me criticam hoje, porque ou eram crianças ou ainda não tinham nascido quando eu já fazia confrontação em meu programa de TV desde o seu início, há mais de três décadas”, escreveu Malafaia.

O pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo cita uma ideia que por muito tempo, foi senso comum no meio cristão, e diz que o formato da TV brasileira atualmente é consequência da forma como essa ideia foi difundida: “Durante a minha infância e adolescência ouvi muitos pastores e líderes dizerem a seguinte frase: ‘A televisão e a política pertencem ao diabo’. Quando homens de Deus profetizam isso, estão entregando ao diabo aquilo que ele só pode ter se dermos legalidade. O resultado desse profetismo catastrófico, e aqui eu vou ater-me à questão da TV, é que o diabo ‘deita e rola” na mídia brasileira”, disse.

Silas Malafaia diz ainda que “a TV mais cara do mundo para a pregação do evangelho é a brasileira”, e revela que os altos custos são ainda maiores se comparados com outros países: “Pagamos 20 vezes mais para veicular programa no Brasil em rede nacional do que para transmitir a partir dos EUA programas para mais de 200 nações”, ilustrou o pastor.

“Além disso, por causa desse profetismo catastrófico, as emissoras estão infestadas de gays. Diretores, produtores, autores de novelas, cenógrafos, entre outros, em sua maioria, são gays”, escreveu Malafaia, antes de afirmar que “precisamos aprender é que a televisão não é de Deus nem do diabo; depende de quem a usa”.

A resposta de Silas Malafaia aos críticos de sua relação com a emissora carioca justifica sua atitude usando desse princípio: “Precisamos usar de sabedoria, inteligência e estratégia neste momento. Devemos ser veementes e usar todos os meios legais e pacíficos para protestar, questionar, exercer nossa opinião, assim como tenho feito. Entretanto, se radicalizarmos ao ponto de dizermos que nenhum pastor ou cantor deva dar entrevista ou participar de programas da Rede Globo, estaremos reafirmando com essa atitude que aquilo tudo é do diabo e não temos a capacidade de interferir”.

Confira abaixo, a íntegra do comunicado publicado pelo pastor Silas Malafaia sobre as críticas a respeito de sua relação com a TV Globo:
Como todos sabem, eu pertenço a uma tradicional família de pastores das Assembleias de Deus. Meu pai tem 92 anos de idade e ainda é pastor. Quando nasci, ele já era evangélico há 17 anos. Hoje, eu tenho 54 anos de idade e sou pastor há mais de 30. Percebam, então, que passei toda a minha vida dentro da igreja.

O que vou falar aqui, muita gente, que hoje é evangélica, não tem ideia. Fico rindo daqueles que me criticam hoje, porque ou eram crianças ou ainda não tinham nascido quando eu já fazia confrontação em meu programa de TV desde o seu início, há mais de três décadas.

Vamos aos fatos:

Durante a minha infância e adolescência ouvi muitos pastores e líderes dizerem a seguinte frase: “A televisão e a política pertencem ao diabo”. Quando homens de Deus profetizam isso, estão entregando ao diabo aquilo que ele só pode ter se dermos legalidade. O resultado desse profetismo catastrófico, e aqui eu vou ater-me à questão da TV, é que o diabo “deita e rola” na mídia brasileira.

Para vocês terem uma ideia, a TV mais cara do mundo para a pregação do evangelho é a brasileira. Pagamos 20 vezes mais para veicular programa no Brasil em rede nacional do que para transmitir a partir dos EUA programas para mais de 200 nações. Além disso, por causa desse profetismo catastrófico, as emissoras estão infestadas de gays. Diretores, produtores, autores de novelas, cenógrafos, entre outros, em sua maioria, são gays.

O que precisamos aprender é que a televisão não é de Deus nem do diabo; depende de quem a usa. Esse princípio serve para muitas coisas. Um automóvel conduzido por uma família é bênção. Um automóvel conduzido por bandidos para um assalto é instrumento do diabo. Logo, a questão é: quem usa determina o seu fim.

Quando um programa de TV prega o evangelho, preserva os princípios que Deus estabeleceu para o homem. A TV é um instrumento de Deus. Mas, quando uma programação deturpa os princípios de Deus e leva o homem ao pecado, é um instrumento do diabo.

Precisamos usar de sabedoria, inteligência e estratégia neste momento. Devemos ser veementes e usar todos os meios legais e pacíficos para protestar, questionar, exercer nossa opinião, assim como tenho feito. Entretanto, se radicalizarmos ao ponto de dizermos que nenhum pastor ou cantor deva dar entrevista ou participar de programas da Rede Globo, estaremos reafirmando com essa atitude que aquilo tudo é do diabo e não temos a capacidade de interferir.

Pergunto: por um acaso a Band, o SBT, a CNT, a Rede TV e a própria Record, que foi comprada por meio de dízimos e ofertas, pertencem a Deus? Como disse, quem usa é que determina se o instrumento é de Deus ou do diabo. Agora mesmo todos nós fizemos um protesto veemente contra o absurdo do programa Fantástico, da Rede Globo, ao promover a causa gay querendo “fazer a cabeça” do brasileiro. Esse é o jogo para aceitar o casamento gay.

Eu só não prego no inferno porque não tem salvação para o diabo e seus demônios. Mas, se um programa de TV me convidar, por mais pecador que ele seja e independente da emissora, estarei lá. A luz só pode brilhar no meio das trevas. Todas as emissoras de TV neste país têm programas que afrontam os princípios em que cremos. Por isso quero reafirmar mais uma vez que o nosso papel é protestar, confrontar, denunciar, mas jamais “fechar a porta” numa emissora. Não podemos usar estratégia ignorante.

Como todos sabem, não sou o único, mas sou um dos mais veementes em confrontar toda essa podridão. Vocês não tem ideia do preço que pago. As nossas armas são a fé, a oração, o jejum, a Palavra de Deus e o exercício legal da nossa cidadania.

Deus abençoe você, sua família e o Brasil.

Silas Malafaia


Fonte: Gospel+

O PT QUER CENSURAR TUDO . ELES ODEIAM AS MÍDIAS




      O deputado José Guimarães do PT, do Ceará, concedeu uma entrevista onde ele afirma que o seu partido, após as eleições municipais, irá “REGULAMENTAR” a mídia, "QUER QUEIRAM OU NÃO QUEIRAM", segundo suas próprias palavras.
        Para quem não lembra, JOSÉ GUIMARÃES é irmão do MENSALEIRO JOSÉ GENUINO e foi aquele que tinha o acessor que foi preso no aeroporto de Congonhas-SP COM MUITOS DÓLARES NA CUECA; para ser mais específico,  100 mil dólares guardados nas peças íntimas, fato que ocorreu em Julho de 2005. Inclusive o Senhor Guimarões está livre daquelas acusações de seu acessor que foi Pêgo com a mão na botija, quer dizer, COM A MÃO NA CUECA.
      Nós sabemos que a tal regulamentação da mídia não é nada mais e nada menos do que a censura voltando ao Brasil. Também sabemos que nossa grande mídia é globalista e não merece nosso respeito, mas proibir a investigação e publicação de fatos que incomodam os políticos já é demais, que o digam os jornalistas ou repórteres que cobriram o caso do mensalão.

JOSÉ GUIMARÃS.

       Segundo o Site MOVIMENTO BRASIL DE VERDADE, esta não é a primeira vez que o PARTIDO DOS TRABALHADORES toma decisões anti-democráticas. Segundo eles, o principal causador das manifestações contra a  Blogueira da esquerda Cubana, YOANY SÁNCHEZ, na sua vinda ao Brasil no mês passado, foi o PT que provideciou um Servidor Social para organizar as manifestações. A blogueira critica densamente o governo socialista de Cuba.
    
      MAS PORQUÊ "REGULAMENTAR" A IMPRENSA?

      O principal motivo, como já foi visto, talvez seja a INSTALAÇÃO DE UMA AMORDAÇA CONTRA AQUELES QUE CRITICAM O PARTIDO. Como a população saberá as sujeiras do PT se a mídia não a informar? Aqui está o verdadeiro motivo da "REGULAMENTAÇÃO DA MÍDIA". E outra questão: A CONSTITUIÇÃO FEDERAL NÃO GARANTE A LIBERDADE DE IMPRENSA? SERÁ QUE MAIS UMA VEZ NO BRASIL NÃO FARÃO A CONSTITUIÇÃO VALER? SERÁ QUE TEREMOS QUE VOLTAR AS DÉCADAS DE 60, 70 E 80, ONDE A IMPRENSA ERA CENSURADA PELA DITADURA? SERÁ QUE A POPULAÇÃO NÃO PODERÁ SABER AS ATROCIDADES DO PARTIDO, COMO O MENSALÃO?

ISSO É UMA VERGONHA!



 
 
 

VIA  GRITOS  DE ALERTA

A CONSTITUIÇÃO É CLARAMENTE DESRESPEITADA NO BRASIL PELOS CRISTOFOBICOS ROSADOS. ISSO É UMA AFRONTA AOS NOSSOS DIREITOS GARANTIDOS POR LEI.

Isso já esta virando baderna .
Pergunto , cadê nossos direitos garantidos pela constituição ?

Dessa vez  foi em Belém . PA , quando o Pastor Marco Feliciano ministrava a palavra de Deus .

Algumas pessoas do mesmo sexo resolveram afrontar o estatuto da igreja fazendo esse ato que para nós é uma sujeira contra os princípios Cristãos.

Art. 5, inc. VI da Constituição Federal de 88

Constituição Federal de 1988

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;
 
BISPO ROBERTO TORRECILHAS .

TA VIRANDO BADERNA - Casamento a três já é permitido no Brasil

 
Justiça reconhece união estável de um homem com duas mulheresA Justiça do Amazonas reconheceu nesta segunda-feira a união estável de um homem com duas mulheres. O processo foi aberto em 2008, cerca de dois anos após o falecimento do homem, cujo nome não foi revelado.
No confuso caso, o homem foi casado com uma mulher e teve filhos com ela. Após separar-se, foi morar com outra e  tiveram um casal de filhos. Enquanto moravam juntos, ele teve mais dois filhos com a primeira mulher.
Quando o companheiro morreu, as duas mulheres ficaram impedidas de receber os direitos previdenciários e de resolver questões patrimoniais. Durante as audiências foram ouvidas as mulheres e os filhos do falecido, além de vizinhos, colegas de trabalho e conhecidos. Desde o início ficou claro que as mulheres não tinham conhecimento da existência uma da outra e nem dos filhos gerados nesses relacionamentos.
O juiz Luís Cláudio Cabral Chaves, da 4ª Vara de Família e Sucessões da Comarca de Manaus, reconheceu a união paralela e disse que a Constituição Federal de 1988 ampliou o conceito de família: “O Direito passou a proteger todas as formas de família, não apenas aquelas constituídas pelo casamento, o que significou uma grande evolução na ordem jurídica brasileira, impulsionada pela própria realidade”.
Segundo o juiz, esse tipo de reconhecimento envolvendo famílias não tradicionais cada vez mais deve ser enfrentada pelo Judiciário. “Não se pode permitir que em nome da moral se ignore a ética, assim como que dogmas culturais e religiosos ocupem o lugar da Justiça até porque o Estado brasileiro é laico, segundo a Constituição Federal”, justificou.
A partir de agora, as duas poderão receber seus direitos previdenciários e resolver questões patrimoniais em termos de igualdade. Tal decisão abre possibilidade para que outras famílias em situações semelhantes possam pedir esse direito na Justiça. Com informações de Terra.

CRISTOFOBIA GERAL - Procurador quer que Marco Feliciano sofra do STF ação penal por “homofobia”


Maior Assembleia de Deus do Brasil enviará a Dilma Rousseff documento apoiando Feliciano

 
O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pediu nesta semana ao Supremo Tribunal Federal (STF) que abra um processo criminal contra o deputado federal e pastor Marco Feliciano (PSC-SP) por alegada discriminação aos homossexuais.
No documento enviado ao STF, Gurgel acusa que Feliciano enviou mensagens de Twitter contra a orientação sexual dos homossexuais. Segundo o procurador, no Twitter Feliciano se referiu ao comportamento homossexual como “podridão”. Gurgel disse: “A simples leitura da declaração do investigado evidencia o seu caráter discriminatório e agressivo”.
Evidentemente, se Gurgel tivesse lido a Bíblia só uma vez, ele teria encontrado motivo suficiente para acusar Deus de ser pior do que discriminatório e agressivo. Na Bíblia, Deus diz:
“O homem que se deitar com outro homem como se fosse uma mulher, ambos cometeram uma abominação, deverão morrer, e seu sangue cairá sobre eles.” (Levítico 20:13 KJA)
Abominação significa coisa detestável, repugnante, nojenta, asquerosa, etc. Essa é a opinião oficial de Deus sobre as práticas homossexuais.
Na prática, Gurgel está agindo como se existisse um PLC 122 imperando no Brasil. De acordo com reportagem do Estadão, o “procurador disse que foram superadas visões preconceituosas e anacrônicas sobre a homossexualidade, como as que a consideravam um pecado”.
Essas visões “superadas”, que consideram as práticas homossexuais como pecado, são na verdade as palavras da Bíblia na boca dos cristãos. Essas palavras, de acordo com o que Gurgel disse ao Estadão, são “expressão de natureza homofóbica de induzimento e incitação à discriminação de homossexuais”.
Se a opinião de Gurgel for formalmente aceita pelo STF, a legalização do PLC 122 será desnecessária. Bastará o raciocínio descabido dele para que as pessoas sejam condenadas por “homofobia”. Feliciano está sendo colocado como teste.
O procurador, que parece andar ocupadíssimo monitorando o Twitter de Feliciano, parece nunca ter tido tempo de ver as palavras de Luiz Mott, o líder do movimento homossexual do Brasil, defendendo a pedofilia.
Ele também parece nunca ter visto a cena de Mott com uma estátua de menino pelado apresentando um museu erótico gay.
Pelo menos, nunca se viu Gurgel pedindo uma ação penal do STF contra Mott.
O alvo dele é Feliciano, não Mott.
Ao que parece, Gurgel quer fazer Feliciano de exemplo para todo cristão no Brasil que levar Deus e sua Palavra a sério, a mesma Palavra que diz: “Todo ser humano [inclusive o senhor Gurgel] é como a relva e toda a sua glória, como a flor da relva; a relva murcha e cai a sua flor, mas a Palavra do Senhor permanece para sempre”. (1 Pedro 1:24,25 KJA)
Cedo ou tarde o senhor Gurgel verá que as palavras superadas não são as palavras que saem da boca de Deus, mas as que saem da boca da relva.
Contudo, nem tudo parece estar perdido. Milhares de pastores da CGADB (Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil) que estavam reunidos em Brasília na terça-feira, 9 de abril, aprovaram uma moção de apoio a Marco Feliciano. A CGADB é presidida pelo Pr. José Wellington.
O documento deverá ser enviado a presidente Dilma Rousseff e ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).
Depois da votação, do púlpito Feliciano agradeceu o apoio e disse “nunca houve uma comissão com tanta oração. Os pastores estão orando pela minha vida e pela comissão. Venceremos esta batalha. Quero agradecer essa moção”. Ele referia-se à CDH (Comissão de Direitos Humanos) da Câmara dos Deputados, a qual preside mesmo sob pressão para que renuncie ao cargo. As pressões estão vindo principalmente das esquerdas seculares e evangélicas.

Em entrevista (disponível neste link: http://youtu.be/URnhIGXAvuQ) a Silas Daniel, da CPAD News, Feliciano agradeceu o apoio oficial da CGADB, que não só é a maior denominação assembleiana do Brasil, mas também de longe a maior denominação evangélica do Brasil.
O apoio oficial da imensa CGADB a Feliciano é o apoio evangélico mais importante que ele recebeu até o momento, em meio a inúmeras manifestações de oposição de protestantes esquerdistas de outras denominações.
A reunião da CGADB em Brasília trouxe cerca de 24 mil pastores Assembleianos, que enfim apoiaram seu colega de ministério.
Esperemos que outras denominações ou pelo menos líderes denominacionais tenham a coragem de dar apoio a Feliciano e de mandar cartas para Dilma Rousseff, pois em jogo não está a Assembleia de Deus e nem mesmo um simples pastor assembleiano. Em jogo está a liberdade, a família, a vida e o Cristianismo.
Se Feliciano for levado a julgamento por “homofobia”, todos seremos acusados de seguir “visões superadas” por acreditarmos nas palavras da Bíblia, e todos seremos julgados como criminosos por aqueles que acham que liberdade de expressão é um direito exclusivo apenas para os que ousadamente manifestam pela boca e pelas ações obscenidades e agressividade em prol da sodomia.
Com informações do Estado de S. Paulo e da Folha de S. Paulo.  FONTE . JULIO SEVERO
 
VIA GRITOS  DE ALERTA
 

Sessões da CDHM serão reabertas ao público

 
Sessões da Comissão de Direitos Humanos serão reabertas ao públicoEm reunião com líderes partidários nesta terça-feira (9) o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) decidiu reabrir as sessões da Comissão de Direitos Humanos e Minorias. A medida tomada na semana passada tentava impedir que as manifestações prejudicassem o andamento das pautas previstas para serem debatidas na comissão.
O líder do PSC, André Moura (SE), chegou a comentar que os protestos prejudicavam a comissão e que os interessados em participar das sessões terão que agir de forma ordeira.
“Na verdade, não tem de fechar nenhuma sessão, desde que as pessoas que forem para lá [Comissão de Direitos Humanos] acompanhem de forma ordeira as sessões. Nenhuma [sessão] deve ser fechada”, disse.
A decisão chegou a ser muito criticada pelo presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) que considerou como “inviável” ter reuniões com as portas fechadas. “É inviável [fechar os encontros do colegiado]. Caso a caso, a depender das circunstâncias, tudo bem. Já foi feito isso. Mas exceção virar regra, proibindo a participação popular, contraria a formação e inspiração da Casa.”
Nessa mesma reunião Feliciano deixou claro que não pretende renunciar ao cargo, a menos que os deputados petistas José Genoino e João Paulo Cunha, condenados pelo Supremo Tribunal Federal, também renuncie de seus postos na Comissão de Constituição e Justiça. Com informações G1.

CRISTOFOBICOS - DEPUTADA FAZ CULTO NA ASSEMBLÉIA E É DENUNCIADA POR JORNAL .

Deputada realiza culto na Assembleia Legislativa do Ceará e causa polêmica Deputada realiza culto na Assembleia Legislativa do Ceará
O jornal Diário do Nordeste denuncia que a deputada estadual Dra. Silvana está usando as instalações da Assembleia Legislativa do estado do Ceará para realizar cultos evangélicos, o que estaria ferindo a laicidade do Estado.
O local escolhido para as reuniões de quarta-feira seria o Complexo das Comissões da Casa, onde também acontecem outras reuniões de deputados.
Na semana passada pelo menos 15 pessoas participaram do culto liderado pela deputada peemedebista que durante uma hora realizou orações, cantou louvores, leu e fez comentários sobre a leitura da Bíblia.
De acordo com a publicação, a deputada chegou a se emocionar no culto e dizer que “enchia o coração de alegria com a certeza da volta de Jesus”.
Os cultos acontecem desde 2011 e possui a autorização do então presidente da Casa, o ex-deputado Roberto Cláudio (PSB), que hoje é o prefeito da cidade de Fortaleza.
Dra. Silvana diz que são os funcionários da Assembleia Legislativa, amigos e pastores que participam do culto que é aberto para a população. Entre os deputados que também assistem as ministrações estão: Ronaldo Martins (PRB) e Hermínio Resende (PSL) e até mesmo Paulo Facó (PTdoB) já teria participado dos cultos.
A deputada não acredita que a laicidade do Estado a impeça de usar o espaço público para fazer sobre sua religião. “As pessoas confundem estado laico com estado ateu”, disse a deputado Dra. Silvana.
“Mesmo se o presidente da Assembleia dissesse que eu não poderia mais fazer isso aqui, eu louvaria, como já fazia antes, dentro do meu gabinete, pois ninguém cala um adorador.”
Debate entre deputados
Enquanto o atual presidente da Casa, o deputado José Albuquerque (PSB), mantém a autorização dos cultos – incluindo as reuniões no calendário semanal da Assembleia Legislativa- outros deputados contestam e dizem que só seria válido se outras religiões também pudessem usar as salas para realizar reuniões religiosas.
Quem defende tal proposta é o deputado petista Antônio Carlos que não acredita que haja tempo para beneficiar todas as religiões. “Aí você já fere o princípio da igualdade”, diz.

GOSPEL PRIME

Resultado da 41ª AGO poderá rachar a CGADB


Resultado da 41ª AGO poderá rachar a CGADB

 
A 41ª Assembleia Geral Ordinária (AGO) poderá ser marcada por mais uma rachadura da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB). Caso se confirme a vitória do atual presidente, pastor José Wellington Bezerra da Costa, que já está presidindo a convenção há 25 anos, é possível que seu oponente, pastor Samuel Câmara, presidente da Igreja Mãe em Belém, retire-se do órgão assembleiano.
A possibilidade se deve as disputas judiciais que antecederam a 41ª AGO. No início do ano José Wellington tentou convocar Samuel Câmara e outros pastores para responder acusação por quebra de decoro durante a Assembleia Geral Extraordinária (AGE) que tratou da reforma do Estatuto da Convenção Geral.
Chamado a responder as acusações Câmara entrou com uma liminar na justiça postergando a reunião para depois do encerramento da AGO, que acaba no dia 12 de abril.
Além de Samuel Câmara, os pastores Ivan Pereira Bastos, Sóstenes Apolos da Silva e Jonatas Câmara também haviam sido convocados na ocasião. O pastor Sóstenes Apolos disse que essa reunião teria a intenção de que a mesa diretora da CGADB excluísse ele e os demais pastores convocados da eleição que está sendo realizada no momento.
Samuel Câmara também conseguiu na justiça uma liminar que determinava a abertura dos dados relativos às inscrições dos 22 mil pastores que votarão na eleição.
De acordo com o jornalista Felipe Patury, colunista do site da revista Época, recentemente o pastor Câmara moveu uma ação para garantir que as informações relativas aos inscritos fossem divulgadas. Câmara quer saber se todos pagaram o registro cobrado dos eleitores. Enquanto o presidente da Convenção, José Wellington, que tenta mais um mandato, cassava a decisão no tribunal do Pará, Câmara ganhou a causa no mérito.
O resultado da eleição deverá ser divulgado pela CGADB no final da AGO e deve por um fim a uma das várias disputas judiciais relacionadas aos pastores Samuel Câmara, José Wellington e a própria CGADB.

GP

Deputado diz que Feliciano sofre preconceito por ser evangélico

 
Deputado diz que Feliciano sofre preconceito por ser evangélicoPara o deputado federal Takayama (PSC-PR), o deputado Marco Feliciano (PSC-SP) está sofrendo preconceito por ser evangélico já que nunca houve manifestações contrárias aos demais deputados que assumiram a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias.
A fala do deputado aconteceu na segunda-feira (8) durante uma sessão no plenário da Câmara que prestava uma homenagem à Igreja Assembleia de Deus.
“Nós nunca nos opusemos aos simpatizantes da homossexualidade ou de qualquer outra visão estar ocupando a presidência de comissões, mas quando temos a oportunidade de colocar um presidente em uma comissão, querer dizer que não podemos? Vale a pena a reflexão sobre toda essa situação”, disse.
Takayama chegou a enviar um recado aos líderes partidários da Câmara dos Deputados que se reuniram nesta terça-feira (9) com Feliciano para tentar forçá-lo a renunciar: “Se deixar prevalecer meia dúzia de ativistas porque não têm visão igual a nossa, podemos colocar dois, três quatro milhões de cristãos na porta dessa Casa”.
Na visão do deputado, ao permitir tais manifestações contra Feliciano, a Câmara está abrindo precedentes que poderão atingir no futuro outros setores da Casa.
O deputado paranaense também citou que estão considerando todos os evangélicos como homofóbicos, uma afirmação falsa. “Se querem colocar essa pecha, não vão nos colocar. Não amamos a prática.”   GP Informações Folha de SP.

Exposição que mostra pedofilia e zoofilia provoca bate boca entre deputados

Não foi só nas redes sociais que a mostra “QueerMuseu” gerou debates e bate boca. Na noite desta terça-feira (12) o assunto foi amplam...