segunda-feira, 4 de março de 2013

HELP ME IN THE NAME OF JESUS

I need your help for the purchasing of 100 chairs for a church we are opening in the month of March/2013!
The cost of each chair is only US$15.00 (fifteen US dollars).
I trust that you will help us to accomplish this goal for the work of our Lord Jesus, giving the people a place to sit when they come  to hear the truth of the Gospel!

Remember...God Will Do For You What You Do For Others! 

May He bless you beyond measure, in Jesus' holy name..!

If you wish to contribute, please send a MoneyGram to:



 
BANCO DO BRASIL
AG. 2200-4
C.POUPANÇA 21247-4
VARIAÇÃO 51
TO: ANTONIO ROBERTO T. L. ALVES
 
 
 Remember... God Will do For You What You Do For Others! (Dr.Mike Murdock).
 
 
 
 

Bispo 'fake' tenta entrar em reunião secreta de cardeais no Vaticano

Um italiano vestido com roupas eclesiásticas falsas foi retirado da congregação geral de cardeais pela Guarda Suíça do Vaticano nesta segunda-feira (4), após tentar penetrar na reunião a portas fechadas que prepara o conclave que vai definir o novo Papa.
O falso bispo Ralph Napierski (à esquerda) posa com o cardeal Sergio Sebastiana na chegada da congregação geral desta segunda-feira (4) (Foto: AFP) O homem disse a jornalistas que cobriam o encontro de cardeais que seu nome era "Basilius" e que ele era membro da "Igreja Italiana Ortodoxa", que não existe.
 
Antes de ser desmascarado, ele disse em entrevista que os bispos católicos "se enganaram" ao trocar padres acusados de pedofilia de diferentes paróquias.
O homem, que se identificou como Ralph Napierski, chegou a cumprimentar vários cardeais antes de ser descoberto.
Questionado sobre o caso por jornalistas, o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, disse desconhecer a presença de "falsos cardeais" na congregação.
O 'falso bispo Ralph Napierski' (à esquerda) cumprimenta com o cardeal Sergio Sebastiana na chegada da congregação geral desta segunda-feira (4) (Foto: AFP)
 
G1

Quebrando a Fortaleza dos Pecados Sexuais

Texto: I Coríntios 6:12-20

A fim de quebrar a fortaleza dos pecados sexuais, você precisa...

1. Avaliá-lo.

"Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm..." (6:12)
O pecado sexual não te beneficiará em nada, porque você tem mais a perder do que ganhar
Se você ceder ao pecado sexual, ele vai...
• Dominar você. "Todas as coisas me são lícitas, mas eu não deixarei dominar por nenhuma delas" (v.12)
“E por que, filho meu, andarias atraído pela mulher licenciosa, e abraçarias o seio da adúltera? Porque os caminhos do homem estão diante dos olhos do Senhor, o qual observa todas as suas veredas. Quanto ao ímpio, as suas próprias iniquidades o prenderão, e pelas cordas do seu pecado será detido" (Provérbios 5:20-22)
Pecados sexuais é um como mestre (v.12), que irá mantê-lo mais do que você quer ficar, pode lhe custar mais do que você quer pagar, te levará para mais distante de Deus do que você deseja ir.
Se você ceder ao pecado sexual, ele vai...
• Marcar você. "Pois eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim" (Salmos 51:2)
Este foi um Salmo de Davi depois de ter caído em pecado sexual com Batseba
O pai do pecado é o diabo, a mãe do pecado é a luxúria, e os filhos do pecado é a vergonha e a morte... é esta a família que você quer participar?
Se você ceder ao pecado sexual, ele vai...
• Bagunçar com você. "Não sabeis que vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei, pois, embora os membros de Cristo e torná-los membros de uma prostituta? De modo nenhum!” (6:15)
Os pecados sexuais trazem desordem, caos, confusão desordem e dor
Ele traz desordem no corpo de Cristo (o que você faz afeta o resto do corpo de Cristo), porque você está unido a Cristo
"Ou não sabeis que aquele que se une a uma prostituta forma um só corpo com ela? Porque, como se diz, serão os dois uma só carne" (6:16)
Ele traz desordem no relacionamento conjugal (quebrando a unicidade)
O plano de Deus para você é para ganhar
A fim de quebrar a fortaleza dos pecados sexuais, você precisa...

2. Confrontá-lo.

“Os alimentos são para o estômago, e o estômago, para os alimentos; mas Deus destruirá tanto estes como aquele. Porém o corpo não é para a imoralidade, mas para o Senhor, e o Senhor, para o corpo" (6:13)
"E aconteceu depois destas coisas que a mulher do seu senhor pôs os olhos em José, e lhe disse: Deita-te comigo. Mas ele recusou, e disse à mulher do seu senhor: Eis que o meu senhor não sabe o que está comigo na sua casa, e entregou em minha mão tudo o que tem; ele não é maior do que eu nesta casa; e nenhuma coisa me vedou, senão a ti, porquanto és sua mulher. Como, pois, posso eu cometer este grande mal, e pecar contra Deus?" (Gênesis 39:7-9)
Supere suas desculpas
A desculpa do primeiro século: "O alimento é para o estômago e o estômago para os alimentos" (v.13)
Talvez você já ouviu estas desculpas na sua mente:
• Usar a pornografia é uma saída sexual saudável para reprimir o stress.
• Sem problema. Eu não estou olhando para coisas realmente ruins.
• Falar com as pessoas em salas de chat me ajuda a sentir melhor comigo mesmo.
• O cybersex pode adicionar emoção à minha vida sexual com meu esposo ou esposa.
• É um mundo de fantasia. Ninguém se machuca.
• Eu dou aos outros o tempo todo. Eu preciso de algo para mim.
• Se meu esposo ou esposa fosse mais sensível, eu não precisaria disso
Você vai participar de tudo o que tolerar
A fim de quebrar a fortaleza dos pecados sexuais, você precisa...

3. Fugir dele.

"Fugi da prostituição..." (6:18)
"Afasta para longe dela o teu caminho, e não te aproximes da porta da sua casa" (Provérbios 5:8)
Porque fugir da imoralidade?
Porque o seu corpo pertence a Deus
“Ou não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós, o qual possuís da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço; glorificai pois a Deus no vosso corpo" (6:19-20)
Seu corpo foi emprestado a você por seu Pai celeste, se atreverá a leva-lo de volta com danos?
Como o carro emprestado de seu Pai, ele espera que você o leve de volta sem danos.
“José fugiu e ganhou um reino, Davi não fugiu e perdeu o seu reino”. O que você está esperando?
A fim de quebrar a fortaleza dos pecados sexuais, você precisa...

4. Morrer de fome.

“Porque fostes comprados por bom preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo" (6:20)
"então a concupiscência, havendo concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte" (Tiago 1:15)

Três condições que nos torna vulneráveis ​​à tentação:


*Acessibilidade. “nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado como instrumentos de iniquidade; mas apresentai-vos a Deus, como redivivos dentre os mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça” (Romanos 6:13)
Manter-se afastado de pessoas, lugares e coisas
* Sigilo. "A noite é passada, e o dia é chegado; dispamo-nos, pois, das obras das trevas, e vistamo-nos, pois, das obras das trevas, e vistamo-nos das armas da luz. Andemos honestamente, como de dia: não em glutonarias e bebedeiras, não em impudicícias e dissoluções, não em contendas e inveja. Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo; e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências" (Romanos 13:12-14)
O pecado sexual é uma semente que cresce melhor na escuridão.
Trazê-lo para a luz do dia, onde suas ações são abertas para todos verem, a tentação perde seu poder.
* Desejo pecaminoso. A sexualidade humana não é um pecado, é um dom de Deus
Seja grato pelo que Deus lhe deu.
O verdadeiro problema com a sensualidade são os impulsos lascivos.
O que impulsiona o pecado tem sua fonte na nossa natureza pecaminosa ou "carne" e é chamado de "desejos carnais" (1 Pedro 2:11) e "o desejo da carne" (Gálatas 5:16).
O teólogo Fredrick Buechner dá-nos talvez a definição mais precisa da luxúria: "A luxúria é o desejo para o sal de um homem que está morrendo de sede"



VIA GRITOS DE ALERTA / INF. PREGADOR FIEL

AS DEPRAVAÇÕES SEXUAIS E O INFERNO



O sexo com crianças, a pedofilia ou paidofília, a violação e o incesto significa cair no inferno para sempre. O sexo com animais, a zoofilia, a bestialidade, a coprofagia, o sexo oral e anal, a violação de minores, o sadismo, o masoquismo, o bestialismo, homossexualismo, o lesbianismo, a pornografia, o voyeurismo, a masturbação, e qualquer outro tipo de sexo contra a natureza é um pecado. Hoje existe a tendência a considerar os pecados sexuais como pecados menores. Mas a Bíblia não diz o mesmo.Os pecados da carne são tão graves como os piores imagináveis. Até o último instante de vida há tempo para se arrepender. Sem arrependimento, os pecadores são condenados ao inferno eterno, o lago de fogo e enxofre. Como demonstração destas realidades horríveis, engadimos um famoso sermão sobre o inferno. Isto é um documento fiável, baseado na Sagrada Escritura, sobre a necessidade que têm os pecadores de se arrepender dos seus pecados nefandos e voltar nascer fora do mal. Do contrário, o destino reservado para eles é, simples mente, ESPANTOSO.
Se você não é salvo NESTE MOMENTO, você está a um passo do Inferno. Você está no maior perigo existente no universo!

HOMOSSEXUALISMO É PECADO .
BESTIALISMO É PECADO .
SODOMISMO É PECADO.
MASTURBAÇÃO É PECADO .
PEDOFILIA É PECADO ETC .


 
Jesus Cristo, o Filho de Deus, descreveu o INFERNO assim:

O lugar depois da morte onde a MAIORIA vai parar (Mt. 7:13,14). [Querido leitor, se você for como a maior parte das pessoas, VOCÊ também vai parar neste lugar horrível!]
Um lugar de trevas exteriores onde haverá pranto e ranger de dentes (Mt. 24:51; 25:30).
Um lugar a ser evitado mesmo que tenhamos que perder um membro do corpo físico (Mt. 18:8,9).
Um lugar preparado para o diabo e seus anjos (Mt. 25:41 ref. Ap. 20:10).
Um lugar onde o fogo nunca se apaga (Mc. 9:43-48).
Um lugar de remorso, tormento no fogo e sem água (Lc. 16:19-31).

Um lago ardente de enxofre incendiado (Ap. 21:8).
Onde a morte e Hades serão jogados (Ap. 20:14).
Onde a fumaça dos atormentados subirá eternamente e não há descanso (Ap. 14:11).

O Inferno NÃO é:

A vida presente, um mito, real apenas se você crê que o inferno existe, um produto da imaginação de alguém, um lugar onde você irá celebrar uma festa com os seus amigos, o túmulo, ou um lugar apenas para pessoas como Charles Manson, Adolf Hitler, ladrões de banco, ou assassinos.



Quem será jogado neste FOGO ETERNO?

Aqueles que não têm os seus nomes escrito no livro da vida (Ap. 20:15).
Os covardes, os incrédulos, os infames, os assassinos, aqueles envolvidos em atividades sexuais depravadas e fora dos laços do matrimônio, aqueles que praticam a magia, ocultismo ou o espiritismo, os idólatras, os mentirosos, os adúlteros, os prostitutos, os homossexuais, os ladrões, os avarentos, os bêbados, os caluniosos, e os vigaristas (Ap. 21:8; 1 Co. 6:9,10). Veja também Gal. 5:19-21.
Aqueles que não são Biblicamente nascidos de novo (Jo. 3:3-7).
Aqueles que não perdoaram a outros que pecaram contra eles (Mt. 6:14,15; 18:22-35).
Aqueles que começam a vida com Jesus, mas não continuam com Ele até o fim porque eles mais tarde crêem e aceitam um plano de salvação errado (1 Jo. 2:24,25; 2 Jo. 9; Gal. 5:2,4; 1 Cor. 15:1,2).
Aqueles que não produzem frutos (Mt. 25:14-46; Jo. 15:5,6), resistem até ao fim (Mt. 10:22 ref. Jo. 6:66) ou não continuam a crer, mas se "desviam" em momento de TENTAÇÃO (Lc. 8:13 ref. Mt. 13:21). [Perseguição, de uma forma ou de outra, é um TESTE que vem a TODOS os filhos de Deus (2 Tim. 3:12; Lc. 6:22; Jo. 15:20).]
Todos que recebem a marca da besta e adoram a sua imagem durante o período do Anti-Cristo, que também incluem ex-Cristãos que não resistem paciente mente e mantém-se fiéis a Jesus (Ap. 14:9-12; 13:8-10).
Tudo que causa o pecado e TODOS que fazem o mal (Mt. 13:41,42).
Todos que são egoístas, rejeitam a verdade e seguem o mal (Rom. 2:8).

Para Ser Perdoado e Escapar o TORMENTO ETERNO:

Converta-se das trevas e coloque TODO 100% de sua confiança em Jesus Cristo para a salvação da sua alma (Lc. 13:3,5; Atos 20:21; 26:20). Sempre lute para manter uma consciência limpa (Atos 24:16). Siga a Jesus sem vergonha nesta era perversa (Mc. 8:38). "Porque nos tornamos participantes de Cristo, se retivermos firmemente o princípio da nossa confiança ATÉ O FIM." (Heb. 3:14). Desligue a TV, leia e re-leia o Novo Testamento ajustando o seu comportamento e valores de acordo com a Palavra. Creia mais na Bíblia doque em qualquer outra coisa que você já aprendeu no passado! A Bíblia é a autoridade para tudo que Deus quer que você saiba, incluindo a salvação (2 Tim. 3:15-17). O seu DESTINO ETERNO no céu ou no inferno depende da sua decisão quanto a mensagem da Bíblia. Pessoas no inferno nesse momento dariam tudo para ter a chance que você tem agora para se converter. Não deixe esta chance passar! Prepare-se para a sua morte HOJE. Amanhã poderá ser tarde demais. Peça perdão a Jesus agora mesmo e siga-o com todo o seu coração até a sua morte.

Jesus Cristo é o ÚNICO Salvador, a única esperança e caminho para o Pai. Se você o rejeitar ou se desviar e não o segui-lo mais, você certamente não escapará o Inferno. Se você já foi salvo no passado mas desviou-se de Deus, arrependa-se e mude a sua condição "perdida" (Lc. 15:24,32). NÃO É POSSÍVEL se salvar do fogo eterno por ser simples mente uma "pessoa boa," ser batizado em água, guardar o Sábado no 7º Dia etc.

A BÍBLIA é a Palavra de Deus -- não o Livro dos Mórmon, o Corão, o Bhagavad-Gita, o Avesta, o Angas, etc.

 NÃO HÁ a reencarnação, uma Segunda Chance, anulação dos malvados, ou o adormecimento da alma.
O INFERNO ESPERA PELOS PECADORES.

ARREPENDA-SE

Programa de Silas Malafaia bate recorde no Ibope

 
Programa de Silas Malafaia bate recorde no IbopeO programa “Vitória em Cristo”, apresentado pelo pastor Silas Malafaia deixou a RedeTV! tecnicamente em segundo lugar no Ibope neste sábado (2). Um recorde para essa faixa de horário da programação.
O motivo foi um “empate triplo” entre Globo, Record e SBT. Com isso, entre as 9 e 10 horas da manhã, a Rede TV! ficou com 1 ponto de média. As emissoras líderes marcaram 5 pontos cada.
Os programas evangélicos em TV aberta em geral não chegam a 1 ponto na medição do Ibope, marcando o chamado “traço”. Porém, o programa de Malafaia vinha sendo anunciado como “bombástico” pelo pastor desde a semana passada.
Desde a entrevista ao programa de Marília Gabriela no SBT, o pastor vem dando uma série de entrevistas a diversos órgãos de imprensa e gerando cada vez mais polêmica. Com isso é natural que exista uma curiosidade maior que a normal para ouvir o que ele tem a dizer.
Ao longo de uma hora de duração do programa ele rebateu a revista Forbes, que afirmou que ele seria o terceiro pastor mais rico do Brasil, com R$ 150 milhões na conta. Malafaia falou que sua declaração de bens para o imposto de renda não chegam a R$ 4 milhões.
Também atacou o site Avaaz que tirou do ar uma petição em seu favor enquanto deixou outra campanha para caçar seu registro de psicólogo. Enfatizou que pretende processar tanto a revista quanto o site.
Por fim, o pastor denunciou o que chamou de “um grupinho de evangélicos que querem tumultuar a igreja brasileira”, e criticou a formação da Confederação de Concelhos de Pastores do Brasil, que estaria tentando se tornar porta-voz das denominações evangélicas no país.

GP

Maçonaria se prepara para escolher seu novo grão-mestre

No próximo dia 9, cerca de 40 mil homens que frequentam rituais secretos semanais, usam códigos para reconhecimento mútuo e se tratam socialmente como "irmãos" irão às urnas para escolher seu líder máximo.
Em quase 3.000 lojas maçônicas pelo país, os maçons que ostentam o título de "mestre" do Grande Oriente do Brasil (GOB) --o maior ramo da maçonaria brasileira-- irão escolher seu próximo soberano grão-mestre geral.
Cheia de simbolismos, a organização reproduz internamente a hierarquia institucional da República, com deputados, juízes, governadores e outros. Dentro da instituição, e guardadas as proporções, o cargo em disputa equivale ao da presidente Dilma Rousseff.
A maçonaria costuma ser definida pelos próprios maçons como um clube que reúne "homens livres e de bons costumes", patrióticos e engajados em promover os princípios do lema "liberdade, igualdade e fraternidade".
Os rituais secretos são feitos em templos decorados com imagens celestes, falsas colunas gregas e símbolos do zodíaco. Lojas são os grupos fixos de maçons que se reúnem para os rituais.
Dentro da ordem há várias designações, usadas conforme o status do filiado: chanceler, guardião, soberano, venerável, eminente e sapientíssimo são algumas delas.
Em certos locais, maçons são reconhecidos pelo engajamento em ações filantrópicas. No senso comum, levam a fama de homens influentes e misteriosos que se ajudam para enriquecer, "um estereótipo bem distante da realidade", diz o engenheiro Francisco Anselmo, deputado maçom e estudioso do assunto.

Editoria de Arte/Folhapress

DISPUTA
Na eleição do GOB, o Grande Oriente do Brasil, o candidato mais conhecido é o senador (da República mesmo) Mozarildo Cavalcanti, do PTB de Roraima. Como maçom, ele é deputado da Assembleia Federal Legislativa da entidade. "Sou o único brasileiro deputado e senador ao mesmo tempo", gosta de repetir.
Concorrendo pela terceira vez --ele perdeu em 1993 e 1998--, Mozarildo tirou quatro meses de licença do Senado para dedicar-se com mais afinco à campanha. Com isso, deixou de participar da eleição de Renan Calheiros (PMDB-AL) para presidente do Congresso, por exemplo.
O nome de Mozarildo ganhou algum destaque no noticiário na época da demarcação da terra indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima. Ele era contra a remoção dos fazendeiros da área, mas acabou derrotado quando o Supremo Tribunal Federal bateu o martelo sobre o tema.
Mozarildo ainda costuma ser citado como o campeão do uso da Cota para Exercício da Atividade Parlamentar, a verba para reembolso de viagens, consultorias e outros gastos. Em 2012, ele usou R$ 464 mil contra uma média de R$ 268 mil de seus colegas. Em 2011, também liderou.

Editoria de Arte/Folhapress
Na maçonaria, porém, ele é mais conhecido como o maior propagador da ideologia maçônica no Congresso. Uma pesquisa simples no site do Senado lista 87 pronunciamentos de Mozarildo sobre o assunto. Para efeito de comparação, o site informa que Eduardo Suplicy (PT-SP) fez 77 pronunciamentos com a expressão "renda básica".
No plenário, Mozarildo já leu o Manifesto da Grande Loja Maçônica de Roraima, já prestou homenagem ao Dia do Pai Maçom e já fez "uma análise do papel histórico da maçonaria no mundo, ressaltando a operosidade da instituição no contexto social".
Um dos maiores orgulhos do senador no parlamento é o livro "O Senado e a Maçonaria" (472 páginas), assinado por ele e pelo ex-senador Efraim Morais (DEM-RN), também maçom. Impressa na gráfica do Senado, a obra reúne 44 discursos de atuais e ex-senadores sobre o tema.
TRADIÇÃO
Em campanha, Mozarildo faz discurso pela abertura do Grande Oriente. "A maçonaria precisa sair da clausura, ser menos conservadora", diz. "Não pode se contentar em ser uma entidade só de cerimônias e condecorações."
Suas ideias de abertura, porém, não contemplam a revisão de algumas regras discriminatórias da entidade, como a recusa à participação de mulheres e o veto à filiação de deficientes físicos, tradições herdadas da Idade Média, dos primeiros grupos de pedreiros de templos, muralhas e castelos na Europa--a origem da instituição.
Outra cláusula fundamental da maçonaria é a não aceitação de ateus. Todo filiado é obrigado a acreditar em algum ser superior, independentemente da religião. Como pode ser qualquer deus, esse ser superior é chamado internamente de Grande Arquiteto do Universo, simbolizado pela letra "G".
Um dos concorrentes de Mozarildo na disputa é o atual grão-mestre geral do Grande Oriente do Brasil, o servidor público aposentado do Banco Central Marcos José da Silva, candidato à reeleição.
Editoria de Arte/Folhapress
Silva faz campanha ressaltando realizações de sua gestão, sempre dando ênfase aos aspectos financeiros. Além da manutenção de anuidade de R$ 90 por cinco anos "sem reajuste", o destaque é a construção de um centro cultural maçônico de 4.900 m² em Brasília, "obra de R$ 12 milhões totalmente paga à vista", ressalta João Guimarães, seu chefe de gabinete.
O terceiro aspirante é o advogado Benedito Marques Ballouk, membro do Tribunal de Contas do Município de São Paulo na "vida profana", como diz o jargão maçom; ex-grão-mestre de São Paulo na "vida maçônica", o equivalente a governador.
Na disputa, Ballouk também clama por modernização. Depois de exaltar a participação de maçons ilustres na Independência, na Proclamação da República e na Abolição da Escravatura --exaltações, aliás, feitas por todos os maçons ouvidos para esta reportagem--, Ballouk repete o mantra de sua campanha: "A maçonaria precisa voltar a ser parte da elite estratégica do país; hoje somos só uma elite convencional".
INFLUÊNCIA
Fundado em 1822, o Grande Oriente do Brasil é uma das três maiores "potências" maçônicas do país. Em 1927, por divergências eleitorais, um grupo saiu e fundou uma ordem concorrente, conhecida como Grandes Lojas. Em 1973, após nova ruptura, surgiu a "obediência" Grandes Orientes Independentes. Estima-se que, juntas, as três tenham 220 mil maçons.
O próximo comandante do Grande Oriente deverá assumir o controle da entidade num momento histórico paradoxal em seus 190 anos.

Contando mestres (os únicos votantes), companheiros e aprendizes --os três estágios internos--, são 78 mil maçons associados à ordem. A entidade nunca teve tanta gente. Mas, numa avaliação bastante comum entre os próprios adeptos, nunca foi tão pouco influente.
Entre os notáveis sempre louvados estão figuras como José Bonifácio, Patriarca da Independência e primeiro grão-mestre da instituição, D. Pedro I, Rui Barbosa, marechal Deodoro da Fonseca e Joaquim Nabuco.
Hoje, o mais ilustre é o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), que, no entanto, não costuma ser citado com muito entusiasmo por seus "irmãos". "Faz tempo que ele não aparece por aqui, acho que está inativo", diz o coronel aposentado da Polícia Militar de São Paulo Antonio Carlos Mendes, maçom oficial de gabinete do Grande Oriente paulista.
Nas contas de Mozarildo, há hoje 58 deputados federais maçons no Congresso Nacional e outros seis senadores. "Uma das minhas propostas é organizar a bancada da maçonaria", afirma. "Imagine só: seria maior que a de muitos partidos de hoje."
Enquanto a bancada não se organiza, os maçons da Câmara e do Senado só são notados quando sobem à tribuna para prestar homenagens à organização quando é 20 de agosto, o Dia do Maçom. No Senado, os seis que sempre comparecem, além de Mozarildo, são Alvaro Dias (PSDB-PR), Cícero Lucena (PSDB-PB), Gim Argelo (PTB-DF), Jayme Campos (DEM-MT), Sérgio Souza (PMDB-PR) e Valdir Raupp (PMDB-RO).

FONTE . FOLHA DE SÃO PAULO.

Danilo Gentili revela como a igreja evangélica o ajudou a enfrentar traumas

Open in new windowDanilo Gentili, famoso humorista brasileiro, revelou em uma entrevista para a revista 29Horas, revelou que já foi líder cristão de jovens e disse como o Cristianismo o ajudou a superar tempos difíceis e traumas.

Segundo informações do portal Ego, o pai Guiomar Gentili sofreu um ataque cardíaco e sua irmã Karina foi vítima de um acidente de carro. Os dois episódios aconteceram em menos de um ano. "Ficamos somente eu e minha mãe, com quem tenho ótimo relacionamento. O que nos segurou foi a religião, frequentávamos a Igreja Batista",disse Danilo.

Ele também contou que foi nesse período que começou a criar seu conteúdo próprio de humor. "Como válvula de escape, passei a criar histórias em quadrinhos e a contar piadas para os amigos. Foi o início de tudo", falou sobre o começo de seu interesse pelo gênero.

Com 20 anos, Danilo era líder de jovens em uma igreja batista e defendia o sexo após o casamento. Queria se tornar pastor. Mesmo não frequentando nenhuma igreja hoje, ele afirma que seu desejo é casar. "É um sonho que sempre tive. Mas só caso quando encontrar alguém com quem possa ficar a vida inteira", disse em uma entrevista à Editora Abril.

“As primeiras comédias que eu fiz foram no púlpito. Eu pregava muito, queria muito ser pastor. De verdade. Achava que estava fazendo uma boa coisa. E todas as pregações que fiz tinham comédia, eu sempre botava piada no sermão”, contou Danilo a uma publicação da Abril.

Danilo Gentili atualmente apresenta o talk-show Agora é Tarde, na rede Bandeirantes.O programa é considerado pela crítica brasileira um dos melhores com o tema de entrevistas.Ganhou projeção ao integrar a equipe do programa Custe o Que Custar (CQC), também da Band. Pela sua repercussão, ele foi citado em jornais internacionais como The New York Times e The Guardian.

Considerado um dos grandes nomes da nova geração de humor,ele também se apresenta com o gênero Stand-Up Comedy. Ele é ator, humorista, escritor, cartunista, repórter, empresário e apresentador brasileiro. É também proprietário do primeiro comedy club do Brasil, localizado na Rua Augusta, em São Paulo.

Fonte: The Christian Post

Não sou contra a comunidade LGBT, sou contra seus ativistas', afirma Feliciano

Diante de polêmica relacionada ao nome do pastor e deputado federal Marco Feliciano (foto) apontado para assumir a presidência da Comissão de Direitos Humanos, tanto PSC quanto PT articulam mudanças.

Apontado com possível presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara e acusado por movimentos sociais de ser homofóbico, o deputado federal Pastor Marco Feliciano (PSC-SP) afirmou ao iG que “não tem nada contra a comunidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros), sou contra seus ativistas”.

Para ele, todo o movimento contrário à indicação de seu nome foi orquestrado por representantes dos direitos da comunidade LGBT como o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ), por exemplo. “Como eu, como pastor, posso ser racista? Até em Angola tenho admiradores. Não tenho ódio contra gays. Sou um defensor da família, mas o que é feito entre quatro paredes é opção de cada um”, defendeu-se Marco Feliciano.

“Eu não tinha vontade de assumir a presidência da Comissão de Direitos Humanos, mas agora fiquei curioso. O que tem lá de tão importante ou o que estão escondendo? A ponto de um pastor não ter direito de assumir esse cargo?”, questionou Feliciano. “Os ataques que venho sofrendo mostram quem é intolerante de fato”, complementou. “Se eu for presidente da comissão, vamos colocar em discussão até união estável entre casais do mesmo sexo”, prometeu.

Desde quanto seu nome foi cogitado pelo PSC para presidir a Comissão de Direitos Humanos, o deputado Marco Feliciano tem sido alvo de críticas. Em 2011, ele escreveu em sua conta no Twitter que relações homossexuais levam “ao ódio, ao crime e à rejeição”. Na época, ele disse também que afrodescendentes eram “amaldiçoados”.

Diante da polêmica em relação ao nome de Feliciano, o próprio PSC já trabalha nos bastidores para indicar um outro nome para a presidência da comissão. O partido evita divulgar esse nome para evitar novas polêmicas.

Deputados do PT que compõe a comissão, como Nilmário Miranda (PT-MG), Erika Kokay (PT-DF) e Luiz Couto (PT-PB) terão uma reunião na próxima terça-feira pela manhã com o líder do partido na casa José Guimarães (PT-CE) cobrando explicações pelo fato de o PT ter perdido o comando da comissão. “Existem ações ligados às comunidades quilombolas, ao combate ao trabalho escravo e de muitas minorias que podem ser afetados com uma mudança dessa”, temeu o deputado federal Luiz Couto.

Associação gay protesta contra pastor

A Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) publicou nota de protesto contra a indicação do pastor evangélico e deputado Marco Feliciano (PSC-SP) para assumir a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados.

Polêmico, o pastor já declarou em seu site que o “ativismo gay” serve para promover violência. “Do ponto de vista da política, minoria são grupos desprivilegiados, por não conseguirem estudos e empregos. Os gays não se encaixam nesse perfil, pois são estudados e tem ótimos empregos”, afirma o deputado na mensagem.

Segundo a associação gay, o deputado tem feito reiterados pronunciamentos públicos que vão na contramão dos objetivos da Comissão dos Direitos Humanos. “Em mais de uma ocasião, (Feliciano) teceu comentários depreciativos à população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, mostrando-se totalmente refratário ao reconhecimento dos direitos destas pessoas”, defende a associação na nota.

Para a associação, seria retrocesso a comissão ser presidida pelo parlamentar. A entidade também afirma que é preocupante a declaração, atribuída ao deputado, que teria afirmado no Twitter que “os descendentes africanos são amaldiçoados”. Para a ABGLT, a declaração é “infeliz” e fere a dignidade dessas pessoas.

Indicação

Em acordo para a divisão de cargos na Câmara, na última quarta-feira, o PSC ficou com o comando do colegiado. O líder do PSC, André Moura (SE), afirmou que o partido ainda não decidiu quem será escolhido, mas Feliciano foi um dos deputados que manifestou interesse no posto.

Fonte: Último Segundo e O Povo

Padre é condenado por pedofilia no Amazonas

Open in new windowJustiça condena, pela primeira vez na história do Amazonas, um bispo da Igreja católica; Piegiorgio Albertini, o italiano conhecido como ‘Padre Jorge’, foi sentenciado a nove anos de reclusão por estupro de três crianças no interior do Estado.

O italiano Piergiorgio Albertini, o “Padre Jorge”, 72, é o primeiro bispo da Igreja Católica condenado pela justiça Amazonas pelo o crime de estupro de vulnerável contra três crianças, todas de famílias pobres, que frequentavam a casa paroquial de Cristo Rei, no Município de Boba (a 215 quilômetros de Manaus, no rio Madeira), onde o padre exercia o sacerdócio há mais de uma década. Na última terça-feira, ele foi sentenciado pelo juiz Eliézer Fernandes Júnior a cumprir nove anos de prisão em regime fechado.

Até a última sexta-feira, Padre Jorge ainda não havia sido encontrado para tomar ciência da sentença. De acordo com o juiz, ainda não é possível dizer se ele está foragido ou não, já que o seu passaporte está em poder do juiz. Nos últimos meses, ele alegou estar doente e chegou a se ausentar da cidade sem autorização judicial. Desde que passou a ser investigado, em 2003, ele foi afastado das funções que exercia na basílica de Santo Antônio, prelazia de Borba.

Padre Jorge começou ser investigado após denúncias feita por uma de suas vítimas, a menina Fernanda*, na época com 9 anos. Ela contou que foi atraída para a casa paroquial, onde o bispo praticou com ela vários atos libidinosos. Em seu depoimento, a menina declarou que ele a fazia sentar em no colo dele e acariciava as partes íntimas dela. No final, ele oferecia alimentos, guloseimas e até dinheiro para ela.

Segundo Fernanda, o bispo ficava despido e mandava ela tirar a roupa para pegar nas partes íntimas dela. No depoimento consta ainda que o bispo se esfregava no corpo dela até ejacular. Depois, padre Jorge sempre prometia presenteá-la com bicicleta, bolsa de estudo e dinheiro. A menina disse que ele manteve a prática libidinosa com ela até os 13 anos de idade. Conforme o exame, realizado na época pelo médico Hector Rey, o hímen da adolescente estava rompido há, pelo menos, sete dias. ”Eu cheguei a ver ele fazendo isso com outras meninas. Não quero mais falar sobre isso”, disse ela à reportagem.

Outra vítima do Padre Jorge, que conseguiu denunciá-lo, foi a menina Carla*. Quando ela completou 12 anos, o bispo disse que iria presenteá-la e convidou-a para ir à casa paroquial. No local, ele a presenteou com um estojo de escova e pente, brinde de uma companhia aérea, e em seguida abriu a geladeira, mostrando que tinha muitos chocolates. Segundo depoimento da vítima, o padre chamou-a para sentar-se na coxa dele, que passou a mão nas partes íntimas dela.

Carla contou ainda que certa vez foi levada com outras crianças a um balneário da cidade denominado “Lira”, para aprender nadar e que o Padre Jorge, enquanto ensinava-a passava as mãos nela.

Carla afirmou que o padre costumava abraçá-la sempre pela frente ou por trás e esfregava o órgão genital nela, dizendo que era sem querer.

Com base na denúncia das vítimas, foi instaurado inquérito policial para investigar o caso e, no decorrer das investigações, ficaram comprovadas as acusações, por meio das declarações das vítimas.

*Nomes fictícios.

Fonte: Jornal A Crítica

Pastores saem em defesa do deputado Marco Feliciano

 
Pastores saem em defesa do deputado Marco FelicianoDiante das acusações de racismo e homofobia levantadas por militantes do movimento gay que não desejam que o pastor e deputado federal Marco Feliciano assuma a Comissão de Direitos Humanos, alguns pastores usaram as redes sociais para defender o religioso e acusar o ativismo gay de intolerante.
Entre os líderes evangélicos que apóiam o deputado cristão está o pastor Abner Ferreira, da Assembleia de Deus Ministério Madureira, que usou o Twitter para dizer que o partido PSC não deve se curvar aos críticos, mantendo Feliciano como presidente do CDHM.
“Espero que o PSC não se curve aos gritos antidemocráticos ruidosos de ativistas e mantenha o Dep. @marcofeliciano na presidência da CDHM”, escreveu.
O pastor Silas Malafaia, que de igual modo tem enfrentado a fúria dos ativistas através das redes sociais, também se manifestou pelo microblog: “Se o partido político PSC for inteligente, aproveita o momento político e coloca deputado Marco Feliciano para presidir a Comissão de Direitos Humanos. Nós não pautamos nossas ações pelo que a mídia quer, ou grupos de pressão do ativismo gay. O PSC não pode dar ‘mole’”.
Entenda o caso
O Partido dos Trabalhadores, por ter a maioria da Câmara, escolheu algumas Comissões e acabou cedendo a Comissão de Direitos Humanos ao partido PSC, aliado do Governo, que poderá nomear um de seus deputados como presidente da comissão.
Ao sugerirem o nome do pastor Marco Feliciano alguns ativistas do movimento gay, incluindo o deputado federal Jean Wyllys (PSOL – RJ) lembraram das acusações de racismo feitas contra o pastor por declarações feitas em 2011 no Twitter e criaram um abaixo assinado no AVAAZ pedindo sua cassação.

GOSPEL PRIME

O fim do cristianismo na Europa?

 
O fim do cristianismo na Europa?Por força da lei, o exterior da antiga igreja luterana Kapernaumkirche continua igual. Mas por dentro em breve o espaço abrigará a mesquita do Centro Islâmico Al-Nour. Foram gastos um milhão de euros na reforma do templo, que exemplifica uma tendência cada vez mais comum na Europa.
A associação Al-Nour, fundada em 1993, reúne a maior parte dos muçulmanos que moram em Hamburgo, Alemanha, berço da Reforma Protestante.  Os moradores da área aceitaram sem problemas esta nova utilização do prédio. Os líderes da Igreja Luterana dizem que tiveram de vender a igreja por problemas financeiros, já que restavam apenas alguns fieis indo aos cultos.
O porta-voz da comunidade muçulmana, Daniel Adbin, comemora que após 20 anos os muçulmanos da cidade terão uma mesquita reconhecida. Até recentemente eles se reuniam em um prédio comum, já que não podiam construir um templo.
Somente na Alemanha, mais de oitocentos igrejas católicas e protestantes  foram fechadas desde o início da década de 1990. No entanto, este fenômeno que é chamado de “Euroislãmização” tem se espalhado por todo o continente.
Os representantes da Igreja Católica na França há décadas alertam sobre as pessoas que estão abandonando a fé cristã e, com isso, abrindo espaço para o crescimento do Islã.
Um estudo realizado pelo Instituto Hudson em 2011 mostrou que na França  o Islã deverá ser a religião dominante em dez anos, deixando o domínio católico para trás. Ao mesmo tempo,  a Holanda, onde surgiu a Igreja Reformada,  tinha  mais de 4200 igrejas cristãs em 2011. Estima-se que 1400 delas não existirão mais até 2020. Mais de 900 igrejas foram fechadas no país desde 1970. Muitas hoje abrigam mesquitas.
Segundo Silantiev Romano, professor da Universidade Estatal de Moscovo e estudioso do Islã, esses dados mostram uma tendência do cristianismo ser extinto na Europa como parte da rápida mudança no mundo. Para o estudioso, essa é uma derrota real para o Ocidente, que está perdendo inegavelmente espaço para o Islã, em um fenômeno de “ocupação cultural”.
De acordo com Romano, a negação dos valores cristãos europeus, mostra que em algumas décadas o Velho Continente poderá estar dividido entre ateus (ou sem-religião) e os muçulmanos.

GP

Cardeais começam encontros que preparam conclave para eleger Papa - OITAVO REI

Cardeais são saudados pela Guarda Suíça ao chegar para o encontro da manhã desta segunda-feira (4) no Vaticano (Foto: AP)Os cardeais da Igreja Católica começaram na manhã desta segunda-feira (4) a primeira das congregações gerais que precedem o início do conclave para eleger o novo Papa.
O encontro, marcado para as 9h30 locais (5h30 de Brasília), começou com alguns minutos de atraso.
Vários cardeais entraram a pé. Muitos conversaram com a imprensa.
Outros entraram de carro, e um grupo chegou em uma van.
Cardeais são saudados pela Guarda Suíça ao chegar para o encontro da manhã desta segunda-feira (4) no Vaticano (Foto: AP)
Expectativa
"É uma jornada espiritual de que temos que participar. Vamos trocar informações", disse o cardeal indiano Baselios Cleemis Thottunkal, de 53 anos, o mais novo do conclave. "É a primeira vez que participo; não sei o que vai acontecer. Vamos decidir juntos e analisar juntos as questões que a Igreja tem de enfrentar, como a Igreja vai enfrentar."

saiba mais
 
Questionado sobre se acha se o próximo Papa tem de ser italiano, ele afirmou que "a Igreja não é um continente, de uma língua. Ela é universal".
O arcebispo de Paris, André Vingt-Trois, disse que não dá para antecipar as questões que serão discutidas no conclave.
"Tem tanta coisa que é preciso que ele [o novo Papa] seja capaz de fazer, além de ser poliglota, de ser um homem de fé e de rezar, de ser capaz de compreender civilizações diferentes, de diálogo, de escuta...", disse, ao ser questionado sobre o perfil do novo pontífice.
O cardeal André afirmou que "não é indispensável" que o próximo Papa seja jovem.
O francês também disse que o próximo Papa terá de tratar da questão do VatiLeaks, escândalo de vazamento de documentos sigilosos do Vaticano.
O arcebispo de Paris, André Vingt-Trois, é cercado por repórteres ao chegar ao encontro de cardeais nesta segunda-feira (4) no Vaticano (Foto: Juliana Cardilli/G1)
O arcebispo de Paris, André Vingt-Trois, é cercado por repórteres ao chegar ao encontro de cardeais nesta segunda-feira (4) no Vaticano (Foto: Juliana Cardilli/G1)
O acesso dos cardeais, durante o conclave, a um dossiê feito a pedido do agora Papa Emérito Bento XVI, em resposta ao VatiLeaks, e que conteria relatos sobre irregularidades no Vaticano, vem sendo um dos temas tratados antes do início do processo de escolha papal.
André Vingt-Trois disse que "não necessariamente" quer ter acesso ao documento.
O arcebispo emérito de Sevilha, Carlos Amigo Vallejo, disse que o novo Papa deve "estar abraçado a Deus".
"Pode ser um latino-americano, todos os homens batizados podem ser Papa. Eu não estranharia se fosse um Papa negro, branco, latino, do Congo, em absoluto. A Igreja é universal, no sentido de que todos participam, é algo a que todos pertencem.”

O cardeal espanhol, ao ser questionado pelo VatiLeaks, disse que está pensando "nas comunidades em geral", e não nos "pequenos assuntos".

Data de início
Nestas reuniões, os cardeais irão definir os detalhes do conclave – e, mais importante, a data de seu início. Uma segunda congregação está marcada para as 17h (13h de Brasília), segundo a Santa Sé.

As congregações ocorrem quatro dias após a histórica renúncia de Bento XVI, que deu início ao período conhecido como Sé Vacante, em que a liderança da Igreja Católica fica desocupada.
Na quinta-feira (28), o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, informou que o cardeal decano, o italiano Angelo Sodano, já convocou formalmente os cardeais eleitores e não-eleitores (com mais de 80 anos) para o conclave de 207 cardeais, 115 deles eleitores, nesta sexta.
No sábado, Lombardi informou que 75 cardeais moram em Roma, e 66 outros já havia chegado ou estavam chegando à cidade, na qual fica cravado o Estado do Vaticano, para participar das congregações. Esse número deve ser atualizado nesta segunda, segundo o padre Lombardi.

As congregações serão realizadas na Sala dos Sínodos, uma grande sala de audiências localizada na Aula Paulo VI, no Vaticano.

Fieis se reúnem neste domingo (3) na Praça de São Pedro, no Vaticano; foi um domingo atípico, sem a tradicional hora do Angelus (Foto: AFP)
Nas congregações, os cardeais discutem os problemas da Igreja, debatem o perfil do novo pontífice e acertam os detalhes que envolvem o conclave.
Eles também irão definir a data de início da eleição.
Segundo o padre Lombardi, apenas quando todos os cardeais eleitores estiverem em Roma (menos aqueles que notificarem formalmente que não irão participar da eleição, dois até agora), será possível acertar a data em que o conclave será iniciado. Segundo Lombardi, as reuniões de segunda não devem definir a data;
O blog Vatican Insider, do jornal italiano "La Stampa", afirma que a data provável do início do conclave é 11 de março, uma segunda-feira.

Nada foi definido oficialmente por enquanto.

A Igreja espera ter um novo Papa antes das importantes celebrações da Páscoa, que começam no Domingo de Ramos, em 24 de março.

Temas
Alguns temas que devem ser abordados nas reuniões são a reforma da Cúria Romana (o governo da Igreja) e a investigação interna sobre o caso "VatiLeaks" (vazamento de documentos confidenciais do Vaticano), assim como os escândalos e polêmicas dos últimos anos: as acusações de acobertamento da pedofilia, a corrupção, a secularização em muitas regiões, a influência de outras religiões e os problemas morais relacionados com a família.

Não há um favorito claro entre os 115 cardeais-eleitores -- os cardeais com até 80 anos de idade. Por isso, discretamente os participantes vão usar os encontros preliminares para avaliar potenciais candidatos.

Bento XVI encerrou na quinta-feira seu complicado pontificado de oito anos prometendo obediência incondicional ao sucessor. Ele é o primeiro papa em quase seis séculos a deixar o cargo com vida, o que cria uma série de situações praticamente inéditas para a vida da Igreja.
Os conclaves estão entre as eleições mais misteriosas do mundo, sem candidatos declarados, sem campanha eleitoral explícita, e com eleitores que muitas vezes conhecem poucos dos seus colegas. Todos eles juram manter segredo sobre os detalhes da votação.
Tradicionalmente, os conclaves começam 15 dias depois da declaração de "Sé Vacante", o que inclui o tempo para o velório e sepultamento de um Papa que morre. Mas Bento XVI baixou um decreto, dias antes de renunciar, autorizando a antecipação do processo eleitoral.
Relatório secreto
Os cardeais não terão acesso a um relatório secreto que foi preparado para Bento XVI por três cardeais não-eleitores, no qual eles detalham casos de má-gestão e disputas internas na Curia Romana, a burocracia vaticana. Mas os três autores do documento estarão nas congregações gerais e irão orientar os eleitores a respeito das suas conclusões.

(*) Com agências internacionais

Cardeal escocês que renunciou admite 'conduta sexual imprópria'

Keith O'Brien inicialmente negou acusações feitas por três padres e ex-religioso

Ele pediu perdão à Igreja, ao povo escocês e 'a quem possa ter ofendido'.
Scott Campbell/AP
Keith O'Brien inicialmente negou acusações feitas por três padres e ex-religioso
O ex-chefe da Igreja Católica da Escócia, cardeal Keith O'Brien, admitiu neste domingo (3), em comunicado, que teve "conduta sexual imprópria", seis dias após ter renunciado ao cargo por conta de denúncias.

"Por vezes, minha conduta sexual caiu para patamares inferiores aos que se esperavam de mim como sacerdote, arcebispo e cardeal", disse O'Brien em comunicado divulgado pela Igreja Católica da Escócia.

O'Brien havia pedido demissão como arcebispo de St. Andrews e Edimburgo na segund-feira (25), após ter sido acusado de "atos impróprios" cometidos há 33 anos. Segundo o Vaticano, o então Papa Bento XVI aceitou o pedido de demissão do cardeal por "motivos de idade".

O'Brien deveria participar do conclave que elegerá o novo pontífice, após a renúncia de Bento XVI. Entretanto, o cardeal informou nesta segunda, junto com o anúncio de sua demisão, que não irá ao Vaticano para a eleição do novo chefe da Igreja Católica. Ele seria o único britânico a participar do conclave.

O'Brien disse que "não quer ofuscar a atenção da mídia".

"Eu não vou me juntar a eles (outros cardeais) para este conclave, não desejo a atenção da mídia em Roma. O centro das atenções deve ser o Papa Bento XVI e seu sucessor", disse ele em um comunicado.

A saída, paralela à de outro cardeal de baixa por doença, deixará um total de 115 cardeais à frente da eleição do novo pontífice dos 117 que tinham direito a voto.

O cardeal O'Brien, 74 anos, negou inicialmente as acusações feitas por três padres e um ex-religioso, que foram transmitidas a Roma uma semana antes da renúncia de Bento XVI, anunciada em 11 de fevereiro e consumada em 28 de fevereiro.

Os quatro demandantes, da diocese de St Andrews e Edimburgo, na Escócia, afirmaram ao núncio apostólico no Reino Unido, o arcebispo Antonio Mennini, que O'Brien cometeu "atos impróprios" há 33 anos, segundo o jornal britânico "The Observer".

Um dos padres afirma que foi vítima de atenção não desejada por parte do cardeal. Outro afirma que O'Brien aproveitava as orações noturnas para ter contatos impróprios.

As opiniões conservadoras sobre o homossexualismo de O'Brien, que deveria deixar o cargo em março, provocaram revolta da comunidade gay. Em 2012, ele foi designado "hipócrita do ano" pela associação de defesa dos gays e lésbicas Stonewall.

O'Brien declarou recentemente que o casamento entre pessoas do mesmo sexo "seria prejudicial para o bem-estar físico, mental e espiritual dos contraentes". Ele também é contrário à adoção de crianças por casais gays.

Além de arcebispo em St Andrews e Edimburgo (Escócia) desde 1985, o cardeal britânico, nascido em Ballycastle (Irlanda do Norte), era presidente da Conferência de Bispos da Escócia.
Fonte: G1

Pastores vão à escola aprender liderança

O pastor Lawton Ferreira, que coordena curso à distância para religiosos e presta consultoria a igrejasResponsáveis por liderar uma comunidade de 42,3 milhões de pessoas, segundo o IBGE, pastores evangélicos têm buscado melhorar sua formação com cursos de especialização para o cargo.
As disciplinas alternam noções de teologia e entendimento da Bíblia com conceitos de administração e estratégias de liderança.
Entre 2000 e 2010, os evangélicos aumentaram sua fatia na população de 15,4% para 22,2%, impulsionando também a demanda por pastores e, consequentemente, a criação de cursos e escolas para sua formação.
Na Faculdade de Educação Teológica de São Paulo, o curso é on-line e tem duração de cerca de um ano, ao custo de R$ 999. O material didático consiste em 101 apostilas, com lições de antropologia, código civil e penal, administração eclesiástica, didática e ética, entre outras.
Na aula de administração, por exemplo, são ensinados conceitos clássicos como o PODC (planejar, organizar, decidir, controlar), da obra Administração, de James Stoner e Edward Freeman.
Na estrutura organizacional, um pastor tem a incumbência de um profissional na área de marketing e vendas, analisa Antonio Sauaia, professor da FEA-USP (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade).
Ao término das disciplinas, o pastor Lawton Ferreira, coordenador do curso, oferece consultorias nas igrejas para acompanhar a prática dos pastores. Os pastores precisam melhorar a capacidade de liderança, de coordenar equipes, afirma Ferreira.
Lawton também ensina técnicas para melhorar a comunicação com o público, como utilizar linguagem mais acessível durante os cultos.
O pastor Emerson Acioli, 32, afirma que o curso o ajudou a desenvolver uma base teórica para construir seus discursos nas cerimônias.
Nos primeiros cinco meses, teve dificuldade em compreender a linguagem dos textos, conta. Hoje, ele afirma receber uma remuneração mensal de R$ 1.500, além de ter a moradia garantida pela igreja onde ministra os cultos, mas não possui direitos trabalhistas e recolhe o INSS como autônomo.
O pastor Lawton Ferreira, que coordena curso à distância para religiosos e presta consultoria a igrejas
NOVO CURSO
Lawton pretende lançar um novo módulo, com o nome de Atividade Pastoral na Contemporaneidade. O objetivo desse novo curso é aumentar a expansão dos fiéis na igreja. Segundo
Lawton, sua nova técnica, que consiste em convencer os fiéis de que possuem os mesmos poderes de um pastor, fará a igreja angariar cerca de 8.000 seguidores por ano.

Métodos de administração para multiplicação de membros são também objeto de aulas na Faculdade Gospel, que mantém desde 1994, em um curso criado pelo pastor Omar Silva da Costa.
Segundo a escola, são ensinadas práticas usadas pelas igrejas Mundial e Universal do Reino de Deus. O curso tem ainda disciplinas como Estresse e Depressão ou Como Trabalhar com Homossexuais.
Apesar da multiplicação dos cursos e da perspectiva de altos salários o pastor Silas Malafaia, da Associação Vitória em Cristo, causou polêmica ao afirmar que os salários de seus pastores variam de R$ 4.000 a R$ 22 mil, a carreira religiosa ainda enfrenta percalços.
No fim do ano, o Tribunal Superior do Trabalho reconheceu o vínculo empregatício entre um pastor evangélico e a igreja Universal do Reino de Deus.
O pastor Glauber Alencar, da Assembleia de Deus do Bom Retiro em São Paulo, central de cerca de 150 filiais na cidade, diz que a profissionalização do pastor, ou seja, seu reconhecimento como empregado, é uma discussão frequente dentro das igrejas.
Alencar defende a criação de um plano de carreira para os pastores, além de benefícios sociais, como plano de saúde e previdência, de modo a inserir uma gestão mais próxima à de uma empresa.
Segundo ele, a ideia encontra resistência em setores da comunidade evangélica, sobretudo em relação a remuneração por comissão, ou seja, proporcional ao número de seguidores angariados. A Assembleia de Deus, por exemplo, é contra essa ideia.

FOLHA.COM

JACO - ISRAEL

De todos os relatos da Torá, este é um dos mais envoltos em mistério. Conta-nos a história da luta entre um ser humano e um anjo e a da ...