segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Escândalo da carne de cavalo atinge Nestlé e JBS

Linha de produção do frigorífico JBS na cidade de Lins, São Paulo
Linha de produção da JBS: subsidiária belga está envolvida em escândalo da carne de cavalo (Dario Lopez-Mills/AP)
A empresa suíça Nestlé anunciou nesta segunda-feira que decidiu recolher das prateleiras dois produtos refrigerados cujos testes deram positivo para a presença de carne de cavalo. As duas massas em questão, o Buitoni Beef Ravioli e o Beef Tortellini, são vendidas na Espanha e na Itália, informou a companhia por meio de comunicado. "Quando informações sobre a fraude na embalagem de alimentos emergiu no Reino Unido, reforçamos os testes em produtos e matérias primas que usamos na Europa. E estamos, agora, suspendendo as entregas de produtos fornecidos pela empresa alemã H.J. Schypke, que é subcontratada de um de nossos fornecedores, a JBS Toledo N.V", informou a Nestlé.
Segundo a Nestlé, testes apontaram a presença de mais de 1% de DNA de cavalo nos dois produtos que são fornecidos pela JBS Toledo, subsidiária belga do grupo brasileiro JBS. A empresa suíça confirmou que a carne vendida pela JBS é proveniente do fornecedor alemão H.J. Schypke. O nível de 1% foi estabelecido pela Food Safety Agency (FSA), a agência estatal britânica que lidera as investigações sobre a adulteração dos produtos, como porcentual de referência que indica se um produto sofreu fraude ou não. 

A empresa suíça também avisou que vetou a comercializadação de uma de suas lasanhas congeladas (Lasagnes à la Bolognaise Gourmandes), que é vendida especificamente ao mercado corporativo na França. "Estamos melhorando nosso programa de controle de qualidade por meio da execução de novos testes de DNA em carnes antes do processo de produção na Europa", disse a Nestlé.
Na última semana, o presidente da Nestlé, Paul Bulcke, afirmou ao jornal britânico Financial Times que o escândalo da carne de cavalo não havia afetado a empresa diretamente. "Nós controlamos nossos fornecedores cuidadosamente, e é lógico que quando algo como isso (o escândalo da carne de cavalo) acontece, intensificamos nossos processos. Mas o que tem a nossa marca não foi afetado", afirmou o executivo.
A JBS Toledo é a subsidiária belga do grupo brasileiro JBS, presidido por Wesley Batista, com atuação focada no oeste europeu. A aquisição ocorreu em agosto de 2010, por 11 milhões de euros. A JBS Toledo tem forte presença no fornecimento de carne processada e cozida para mais de 100 clientes na Europa, sobretudo restaurantes, cozinhas industriais e grandes marcas de alimentos, como a Nestlé. Procurada pela reportagem do site de VEJA, a empresa brasileira não havia retornado o pedido de entrevista até a publicação desta reportagem.
O grupo JBS é o maior fabricante de carne processada do mundo, com receita líquida da ordem de 75 bilhões de reais em 2012, segundo estimou o próprio Batista ao jornal Valor Econômico, em dezembro do ano passado. O BNDESPar, braço de investimentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), é dono de 23% do grupo JBS.

VEJA / ABRIL

Android é consagrado ao demônio? Desenhista explica o conceito da imagem

 
Android é consagrado ao demônio? Desenhista explica o conceito da imagemO rapper evangélico Juninho Lutero e o missionário Gene Ramos gravaram um vídeo denunciando a marca Android, do Google, de ter consagrado os celulares ao demônio com o objetivo de escravizar as pessoas.
A denúncia vem pela descoberta da imagem revelada quando o usuário dos aparelhos clicam várias vezes na versão do Android descrita nas Configurações. A imagem que surge para quem tem a versão 2.3 desse sistema operacional é o símbolo do Android rodeado de zumbis.
“Isso nos mostra que existe uma consagração demoníaca por trás do sistema operacional Android, para escravizar as pessoas e evitar que as pessoas tenham comunhão com a família e com Deus”, diz o rapper.
Juninho Lutero afirma que o aparelho está relacionado com o número da besta e a vinda do Anticristo. Uma oração é feita para repreender a consagração libertando os usuários dos aparelhos com o sistema do Google.

A imagem contestada tem o nome de “Zombie Art” e é assinada por Jack Larson, um desenhista americano que gosta de retratar o mundo zumbi. Ele explicou o conceito da imagem dizendo que ela representa a fusão do moderno com o antigo e que nada tem relação com consagrações demoníacas.
O site Tecnomundo explicou também que cada versão do Android apresenta uma imagem diferente feita por artistas.
Veja as demais imagens que aparecem na configuração do Android:
Android 3.x (Honeycomb ou “Favo de mel”)
Honeycomb
Android 4.0 (Ice Cream Sandwich ou “Sanduíche de sorvete”)
Ice Cream
Android 4.1 e 4.2 (Jelly Bean ou “Bala de goma”)
 
GP

APOIADORES DO GAYZISMO - AVAAZ retira petição em favor de Silas Malafaia

AVAAZ retira petição em favor de Silas MalafaiaAVAAZ retira petição em favor de Silas Malafaia
O pastor Silas Malafaia foi surpreendido nesta segunda-feira (18) ao ver que a petição on-line em seu favor foi retirada do site da AVAAZ sendo que a petição que pede sua cassação no Conselho Federal de Psicologia ganhou destaque.
O abaixo-assinado promovido pelo líder da Associação Vitória em Cristo era uma resposta aos ativistas do movimento homossexual que pediram que o CFP retire seu registro como psicólogo por suas afirmações dadas no programa “De Frente com Gabi”.
Mais de 60 mil pessoas já haviam assinado a petição que foi tirada do ar pelo site sem nenhuma justificativa. Quem entra no site pelo link passado anteriormente pode ser levado a votar contra o pastor.
Na matéria de resposta o pastor Silas Malafaia comenta o caso e afirma que está aguardando explicações do site. Leia:


ALERTA SOBRE O SITE AVAAZ; MANIPULAÇÃO INESCRUPULOSA!
Quando os ativistas gays colocaram no site Avaaz pedindo assinaturas pela minha cassação, o site colocou na primeira página, dando amplo espaço.


Quando foi colocado o abaixo assinado pela minha NÃO CASSAÇÃO, depois que o número a meu favor ultrapassou em mais de 10.000 assinaturas – 65.000 a meu favor e 55.000 contra – de maneira inexplicável, nesta segunda-feira, foi retirada do ar a petição online em meu favor.


CUIDADO AO ENTRAR NO SITE E NÃO VOTAR CONTRA MIM!


Estou aguardando explicações a fim de tomar medidas cabíveis para que a justiça prevaleça.

SILAS MALAFAIA

COFRINHOS PERSONALIZADOS PARA IGREJAS -


FAÇA SEU PEDIDO .

PEDIDO MINIMO DE 100  UNIDADES .


PREÇOS .


100  UNIDADES = 520,00
300  UNIDADES  = 1200,00
500 UNIDADES = 1800,00
1000 UNIDAES = 3500,00



ROBERTO TORRECILHAS
019 8292 7812 - 019 9137 1059

AMADOS , TENHAM UMA SEMANA DE MUITAS VITÓRIAS E GRANDES CONQUISTAS .

Damares grava CD com participações de Brenda e Jotta A

Open in new windowA produção do novo CD de Damares está bastante adiantada, tanto que nesta semana a cantora voltou ao estúdio para gravar com alguns convidados especiais: Brenda e Jotta A e Anderson Freire.

Os cantores convidados estiveram nesta quinta-feira (14) no estúdio Mosh em São Paulo, dias antes Damares já mostrava que estava ansiosa para dar continuidade à produção do álbum.

“Esta semana será especial para mim! Irei gravar minha participação nas músicas produzidas pelo maestro Melk Carvalhedo. Além disso, irei receber alguns convidados para duas canções. Tenho certeza de que ficará tudo muito bonito!”.

No dia da gravação, Damares postou no Twitter uma foto dos quatro cantores no estúdio dizendo: “Aí estão… Anderson Freire, Brenda, Jotta A. Nós quatro numa música só”.

A canção gravada faz parte das músicas que estão sendo produzidas pelo maestro Melk Carvalhedo, ele e Emerson Pinheiro assinarão esta produção que ganhou o nome de “Troféu Maior” que será lançado no mês de março pela Sony Music.

Fonte: Gospel Prime

GLOBO_ENGANO - Além de evangélica, novela da Globo também terá 'ex-gay'

A próxima novela da Globo, com título provisório de ‘Em nome do Pai’, deverá trazer mais polêmicas.

Além da personagem de Tatá Werneck, que supostamente interpreterá uma evangélica, foram divulgadas informações de que o elenco também trará um ex-gay. Os temas discutidos na trama são apostas para chamar a atenção do público evangélico. As informações são da colunista Keila Jimenez, do Outro Canal da Folha de São Paulo.

O folhetim, do autor Walcyr Carrasco, também conhecido por declarações anti-conservadoras, (como no artigo publicado em
http://revistaepoca.globo.com/vida/wa ... va-onda-conservadora.html) irá abordar a possibilidade de alguém deixar de ser gay. O personagem irá viver uma relação séria com uma mulher. Por enquanto, não há informações sobre quem fará o papel.

O enredo também trará a humorista Tatá Werneck, cujo personagem passará por uma conversão ao Cristianismo. Sobre o papel de Tatá, o autor afirma “ela pode se tornar evangélica depois, mas novela é uma obra aberta”, se Valdirene adotar uma postura religiosa, "isso só aconteceria num contexto de respeito aos evangélicos".

Em entrevista a alguns meios de comunicação, Tatá informou que a personagem se tornará uma cantora gospel, depois de ter tido um passado decadente.

Estão confirmados no elenco também Thiago Fragoso, a atriz Elizabeth Savalla como mãe de Tatá e Anderson di Rizzi, que atuará como par da humorista.

Segundo dados divulgados no fim do ano passado, um dos temas de “Em nome do Pai” será erro médico. Outra polêmica que promete gerar várias discussões é a adoção de crianças por homossexuais.

A novela será a substituta de “Salve Jorge”, no ar atualmente no horário das 21h, que virou alvo de discussões e boicote pelos evangélicos, gerando várias críticas contra a emissora. A previsão para lançamento é em junho.

Walcyr Carrasco é autor de sucessos como Xica da Silva, O Cravo e a Rosa, Sete Pecados, Chocolate com Pimenta, Alma Gêmea, Caras & Bocas e Gabriela. Ele estreia esse ano como autor de horário nobre na Rede Globo, até então eram somente seis escritores. O dramaturgo tem revelado várias informações sobre seu novo trabalho em sua conta pessoal no Twitter.

Fonte: The Christian Post

Americanos são detidos suspeitos de agredir deficiente em culto, diz PM; entre eles o filho de Benny Hinn

Segundo a polícia, vítima não quis registrar o boletim de ocorrência.
Americanos foram ouvidos na delegacia e liberados, diz Polícia Civil do AM.
A Polícia Militar do Amazonas deteve três americanos suspeitos de agredir um deficiente auditivo em Manaus durante culto realizado na noite do último sábado (16). O crime teria acontecido dentro de um contêiner no Centro Cultural Povos da Amazônia, localizado no bairro Distrito Industrial, Zona Sul da capital.
A PM encaminhou a vítima e os suspeitos para a o 3º Departamento Integrado de Polícia (DIP) por volta das 23h. Segundo o investigador Souza, na delegacia, o deficiente desistiu de prosseguir com a representação. "Ele não quis registrar o boletim de ocorrência. Por esse motivo, não foi feito o Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO)", afirmou. O delegado plantonista ouviu os envolvidos e os americanos foram liberados em seguida. A Polícia Civil confirmou a informação.
De acordo com a PM, um dos acusados seria filho do pastor norte-americano Benny Hinn e os outros dois são seguranças do missionário. Os suspeitos têm 21, 26 e 34 anos, respectivamente.
A Polícia Civil disse que não será instaurado inquérito para investigar o caso, já que a vítima se recusou em prosseguir com a representação. A polícia não soube informar o motivo da agressão nem a idade do deficiente.
Após dar informações no 3º DIP, o deficiente auditivo foi encaminhado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital 28 de Agosto, Zona Centro-Sul da capital. Conforme a assessoria de comunicação do hospital, após ser atendido, o paciente recebeu alta médica ainda na noite de sábado. As informações sobre as lesões da suposta vítima não foram fornecidas.
“Quando o paciente vai a óbito ou recebe alta médica o prontuário não pode ser acessado no sistema por ser um documento confidencial. Somente a consulta pode ser feita agora no setor de arquivo em horário comercial”, justificou a assessoria do Hospital 28 de Agosto.
O culto reunia os pastores Benny Hinn e Renê Terra Nova, dirigente da Igreja Restauração em Manaus. O G1 tentou contato com a direção da igreja por telefone, mas não obteve sucesso.
A reportagem também tentou falar com o consulado norte-americano em Manaus, sem êxito.


G1

ENGANO DOS INFERNOS . Grupo Defensores de Cristo é acusado de recrutar mulheres e explorá-las sexualmente

Ignacio González de Acima lidera a seita “Defensores de Cristo
Grupo Defensores de Cristo é acusado de recrutar mulheres e explorá-las sexualmente; operação da Polícia Federal prendeu 14 estrangeiros, entre eles brasileiros.
Autoridades mexicanas disseram ter acabado com um culto que supostamente administrava uma operação de escravidão sexual entre seus seguidores na fronteira com os Estados Unidos.
O grupo "Defensores de Cristo" supostamente recrutava mulheres para manterem relações sexuais com um espanhol que alegava ser a reencarnação de Cristo, de acordo com um funcionário de um grupo de defesa das vítimas, que falou sob condição de anonimato por não estar autorizado a falar publicamente sobre o caso.
Suas seguidoras foram submetidas a trabalho forçado ou serviços sexuais, incluindo prostituição, de acordo com o Instituto Nacional de Imigração que disse ter aberto um processo contra o culto há mais de um ano.
A Polícia Federal, agentes de Imigração Nacional do México e promotores do instituto invadiram uma casa perto de Nuevo Laredo no fim de janeiro e encontrou membros da seita, incluindo crianças, vivendo em péssimas condições, de acordo com uma autoridade do instituto.
Em um comunicado, o instituto disse que 14 estrangeiros foram detidos na operação e entregues ao Ministério Público, pendentes de possíveis acusações. Entre os detidos estavam seis espanhóis e brasileiros, bolivianos e venezuelanos. Uma argentino e um equatoriano também foram detidos.O Ministério das Relações Exteriores da Espanha confirmou que cidadãos espanhóis estavam entre os detidos.
Segundo o instituto, 10 mexicanos também foram encontrados na casa, principalmente mulheres, que estão, provavelmente, entre as vítimas do culto.
A Procuradoria Geral da República disse que a investigação ainda está decidindo o tipo de acusação que será formulada a partir do caso, se houver alguma. Dada a lealdade que foi construída ao longo dos anos, os promotores ainda estavam tentando descobrir quais dos detidos poderão ser considerados vítimas e quais seriam os responsáveis pelo abuso.
A declaração do instituto disse que os líderes da seita obrigavam os membros a pagarem o "dízimo", com dinheiro ou trabalho forçado. O instituto disse em um comunicado que os Defensores de Cristo eram liderados pelo cidadão venezuelano José Arenas Losanger Segovia.
Mas segundo o site da seita, o líder era o espanhol Ignacio Gonzalez de Arriba. Ele se estabeleceu no México há cerca de três anos, depois de ter vivido uma temporada no Brasil e em outras partes da América do Sul, segundo informou Myrna Garcia, ativista da Rede de Apoio às Vítimas de cultos que já trabalhou com vítimas dos Defensores de Cristo.
Ele começou a oferecer cursos de "bio-programação", uma prática esotérica que busca com que os praticantes "reprogramem" o cérebro para eliminar a dor, o sofrimento e ansiedade, segundo o Instituto.
Tanto Gonzalez de Arriba quanto Losanger Segovia não foram encontrados para comentar. Um número listado em uma propaganda para cursos de "bio-programação" foi desligado. Não ficou claro se eles estavam entre os detidos.
O culto prosperou em uma região do México, que é rigidamente controlada pelo cartel de drogas Zetas. O Departamento do Interior disse que os defensores do Cristo não haviam se registrado como um grupo religioso, conforme exigido pela lei mexicana. Garcia disse que células do culto ainda podem estar ativas no Peru e na Argentina.
AP via US

Notícia copiada de:
http://www.noticiascristas.com/2013/02/mexico-proibe-culto-em-que-mulheres.html#ixzz2LFFLgyAy
Under Creative Commons License:
Attribution Non-Commercial
Follow us:
@hasbadana on Twitter | NoticiasCristaseEmUmSoLugar on Facebook

Biografia de Edir Macedo vende quase 200 mil cópias e bate recorde mundial

 
Biografia de Edir Macedo vende quase 200 mil cópias e bate recorde mundialEm dois eventos que reuniram multidões, foi quebrado o recorde mundial no lançamento do livro “Nada a Perder”. No sábado,  a livraria Saraiva do Rio de Janeiro e a McNally Jackson de Nova York fizeram eventos quase simultâneos.
Os moradores de Nova York precisaram enfrentaram o frio, a neve e filas que se estendiam por mais de 18 quarteirões.  “Nada a Perder” vendeu 72.196 exemplares, de sua versão em inglês. Foi uma marca importante no mercado editorial mais importante do mundo.
O local escolhido para o evento no Brasil foi um shopping da zona norte do Rio de Janeiro, perto de onde a Igreja Universal do Reino de Deus começou. Somente no evento foram vendidos 178.962 cópias, permitindo que fosse alcançado o objetivo de alcançar o recorde mundial de vendas de um livro. A expectativa inicial era de vender-se 160 mil cópias. 
A livraria começou a atender a multidão às 10 da manhã e só terminou no fim da noite. Como o bispo Edir estava viajando, muitas cópias foram assinadas pelo bispo Clodomir Santos. Obreiros e membros mais antigos da IURD foram atendidos primeiro.
Em Nova York, quem assinou os livros foi o bispo Romualdo Panceiro. Douglas Tavolaro, vice-presidente de Jornalismo da Rede Record e co-autor do livro falou sobre a obra para vários órgãos de imprensa americanos, incluindo o jornal The New York Times, a revista Bloomberg Newsweek, as emissoras de TV CNN e ABC. A IURD possui templos em 25 dos 50 Estados americanos, com cultos em inglês e espanhol.
O New York Times comparou as filas e o interesse pelo lançamento a eventos como o lançamento dos novos modelos de iPhone, ingressos para um show da Beyoncé e os livros da saga de Harry Potter.
“Nada a Perder” também foi recebido na ONU, a Organização das Nações Unidas, pelas mãos da comissária Malaak Shabazz, renomada ativista civil que luta contra o preconceito em todo o mundo. Com informações de R7 e The New York Times.

Exposição que mostra pedofilia e zoofilia provoca bate boca entre deputados

Não foi só nas redes sociais que a mostra “QueerMuseu” gerou debates e bate boca. Na noite desta terça-feira (12) o assunto foi amplam...