domingo, 25 de novembro de 2012

Fruto do Espirito




Amor
é o amor puro, desprendido, sacrificial, que Deus mostra para conosco. A única maneira de aprendermos este amor é olhando para seu exemplo. Em 1 João 4:7-12, lemos: "Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor procede de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor. Nisto se manifestou o amor de Deus em nós; em haver Deus enviado o seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio dele. Nisto consiste of amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou o seu Filho como propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus de tal maneira nos amou, devemos nós também amar uns aos outros. Ninguém jamais viu a Deus; se amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós, e o seu amor é, em nós, aperfeiçoado."



Alegria 
descreve o privilégio de regozijar em Cristo, apreciando as maravilhosas bênçãos de nossa relação com ele. Esta alegria não é dependente de nossas circunstâncias físicas. Dinheiro não compra esta alegria. Um dos livros do Novo Testamento que fala mais claramente sobre alegria foi escrito por um homem que sofreu muito. Enquanto ele estava na prisão, onde às vezes lhe faltava o essencial, Paulo escreveu a seus irmãos em Filipos: "alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos" (Filipenses 4:4; veja também 3:1; 1 Tessalonicenses 5:16). Muitas pessoas pensam que tal felicidade depende das circunstâncias. Até mesmo muitas igrejas falam tanto de saúde física e bênçãos materiais que dão a impressão de que essas coisas são necessárias à felicidade. A prosperidade física é nada mais do que um substituto barato e temporário para a alegria real que encontramos em Cristo. Os verdadeiros cristãos não consideram cada provação e dificuldade como um sinal de infidelidade ao Senhor, mas percebem que tais provações são ocasiões para alegria e oportunidades para crescimento espiritual (Tiago 1:2-4). Nossa alegria vem de Cristo, que é totalmente suficiente, não da temporária prosperidade material.


Paz

"Por isso, meus amigos, façam o possível para estar em paz com Deus, sem mancha e sem culpa diante dele." 2 Pedro 3:14


é a sensação de bem-estar e tranqüilidade que resulta de nossa amizade com Deus. Numa de suas horas mais difíceis, Jesus falou com seus apóstolos a respeito de sua partida. Ele tinha que ir embora, para completar sua missão. Mas o próprio pensamento desta partida afligia profundamente os apóstolos. Nesse contexto, ele lhes deu esta segurança: "Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize" (João 14:27). Jesus não está fisicamente presente neste mundo, mas nos deixou sua paz!




 Paciência                              A palavra "longaminidade", no grego, siginifica, basicamente, paciência, resistência, constância, firmeza e recusa em vingar a injustiça.  Ou seja apaciência é um fruto do Espírito,que Deus deu a cada um dos que são nascidos de novo.
Ter paciência não é esperar,mas sim ter uma boa atitude enquanto esperamos.
Muitas vezes a manifestação deste fruto só aparece em nossas vidas depois de passarmos por algumas provações,como diz a palavra:
Meus irmãos, tende grande alegria quando passares por várias provações.Sabendo que a prova da vossa fé opera a paciência.Tenha, porém, a paciência a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, sem faltar em coisa alguma.(Tiago1.2-4)
 
 
Delicadeza 
Quando se fala em “delicado”, em minha mente aparecem as seguintes imagens: menina, flor, passarinhos, cor de rosa, bonecas, etc.
Quase que é unânime a idéia de que delicadeza está relacionada diretamente ao sexo feminino e é bem verdade que por motivos sócio-culturais está parcialmente correto. Mas diante de alguns pontos, queria te mostrar que esse “machismo” tem esfriado muito os corações de alguns crentes de hoje em dia.
De varias formas podemos interpretar a palavra “delicadeza”, e como o objetivo é te mostrar um ângulo talvez não tenha percebido, queria que você pensasse em como é seu relacionamento com as pessoas como sua família, seus amigos, colegas de trabalho /escola, pessoal da igreja, aqueles que você nem conhece... e com Cristo... como é seu relacionamento com Ele?
Salvo exceções, nós geralmente respeitamos e defendemos nossas famílias com o máximo de nossas forças. Amamos nossos amigos que confiamos cegamente em contar-lhes nossos segredos mais íntimos esperando que eles nos tenham uma resposta amiga prontamente nos ajudem. Com os colegas de trabalho e da escola, nós procuramos sermos uma equipe e fazer aquilo para o bem comum, com um objetivo comum. O pessoal da igreja é como se fosse uma família de pessoas totalmente diferentes em que buscamos agrada-los
nas poucas vezes que os vemos, pois os amamos muito. Geralmente queremos impressionar as pessoas que ainda não conhecemos bem afim de que tenham uma boa impressão nossa. Cristo... quando temos um tempinho, antes de dormirmos, lemos um pedacinho da ‘carta’ que Ele nos escreveu com tanto amor, mas estamos com tanto sono e dificilmente temos forças para trocarmos umas palavrinhas com Ele...
Jesus quer um relacionamento conosco!

Temos que entender que esse relacionamento que Ele nos pede é simples, porém extravagante.
Quando passamos tempo com uma pessoa, acabamos adquirindo um pouco de suas características: devemos absorver as características de Cristo e sermos realmente cristãos (pequenos Cristos).
E quando eu disse que, por motivos de “machismo” muitos crentes têm se esfriado, me refiro ao medo de que, principalmente homens, não choram pois eles são fortes, mas Jesus chorou (Jo. 11:35), não demonstram seu amor e confiança para com outros homens (Jo. 21:17 / Jo. 11:3), etc., Cristo nos ensinou como ser delicado quanto à palavra e entender que seu amor vai muito mais além que posições sócio-culturais impostas por um mundo com opiniões totalmente deturpadas sobre a verdade bíblica, pura, que nos fora apresentada.
em foco:
- ser homem não significa ser bruto e não se importar com as pessoas.
- delicadeza não é sinônimo de feminilidade, e sim de coração manso e puro.
- Cristo quer que tenhamos um relacionamento com Ele e aprendamos ser como Ele é!
- pequenos Cristos, é o que devemos ser, a imagem e semelhança dEle!


Bondade

 é semelhante a benignidade. Esta palavra ressalta a generosidade em dar mais do que alguém merece. É a palavra que Jesus usou para descrever o homem que pagou ao seu empregado mais do que seu trabalho realmente valia (Mateus 20:15). Os cristãos não devem ser pessoas avarentas, tão preocupadas com o que é "certo" que perdem a capacidade de ser generosas e dar mais do que uma pessoa realmente merece.
Deus é generoso para conosco. Podemos ser generosos para com outros.
Fidelidade

é a Fidelidade que mantém sua palavra, cumpre suas promessas e não trai os outros. Empregados devem mostrar esta qualidade em seu trabalho (Tito 2:10). Aqueles que ensinam o evangelho têm que mostrar fidelidade em seu uso da palavra, percebendo que serão julgados por Deus (2 Timóteo 2:2: 1 Coríntios 4:1-4).

Humildade 
é algumas vezes confundida com fraqueza e timidez, mas esta qualidade nunca é fraca. Mansidão, ou brandura, é a força sendo dominada. Moisés e Jesus eram mansos, mas mostravam força para enfrentar as autoridades poderosas de seu tempo e condenar claramente seus pecados. O cristão tem que mostrar sua sabedoria com mansidão (Tiago 3:13). Esta é a atitude da submissão humilde, dominada, com a qual temos que estudar a Bíblia (Tiago 1:21). É a atitude que os seguidores de Cristo têm que mostrar quando resgatam um irmão que recaiu no pecado (Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25).







Domínio Próprio
É a capacidade de governar nossos p´roprios desejos. Deiferente da pessoa que anda na carne, como um escavo de paixões pecaminosas, o servo do Senhor deve mostrar o domino próprio (2 Pedro 1:6). Esta caracteristica nos capacita a negar nossos desejos carnais. A pessoa que aprende a se dominar é capaz de vencer os vícios e maus hábitos qeu governam vidas de muitas pessoas que ainda andam na carne.
 

VIA GRITOS DE ALERTA   /  INF.  http://adoleessencia.blogspot.com.br

JACO - ISRAEL

De todos os relatos da Torá, este é um dos mais envoltos em mistério. Conta-nos a história da luta entre um ser humano e um anjo e a da ...