segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Trinta moedas e um beijo


O cenário era acolhedor, mas a cena difícil. Antes da festa da Páscoa, durante a celebração da Santa Ceia, na última noite de Sua vida terrena, depois de ter lavado os pés de Seus discípulos – ato comovente em sinal de amor, de demonstração de Seu próprio sacrifício na cruz e para ensinar aos discípulos que os estava chamando para servir uns aos outros em humildade -, Jesus prediz que Judas o trairia:
“Na verdade vos digo que um de vós há de me trair” (João 13: 21-30).
Os discípulos se olhavam porque não entenderam o que Ele falava. Ao perguntar a Jesus sobre quem seria o traidor, Ele afirmou: “Aquele a quem eu der o bocado molhado”.
Molhando o bocado, o deu a Judas Escariotes, filho de Simão. A Bíblia diz que já era noite e Judas, depois de comer o bocado, se retirou do local.
O preço da traição – Mas o que Judas ganhou com a traição? Mateus 26:14-16, Marcos 14:10-11 e Lucas 22:3-6 relatam que ele procurou os príncipes dos sacerdotes e se ofereceu para entregar Jesus. Judas não estipulou o preço do pecado. Disse apenas que poderiam lhe dar o que quisessem. Os sacerdotes pesaram 30 moedas de prata como pagamento. Judas, a partir de então, ficou procurando a melhor oportunidade para O entregar.
A cena da traição se findaria no Jardim do Getsêmani. Depois que Jesus orou ao Pai suando gotas de sangue e suplicando que, se fosse possível, passasse dEle aquele cálice de dor (mas que tudo deveria acontecer não segundo a Sua vontade mas a de Deus), Judas chegou ao local. Juntamente com ele veio também grande multidão com espadas e porretes que foi enviada pelos príncipes dos sacerdotes e dos anciãos do povo.
Um beijo foi o sinal que Judas combinou com os soldados. Esse ato indicaria a pessoa certa a ser presa. Ao se aproximar do Filho de Deus, o traidor disse: “Eu te saúdo, Rabi” – significa mestre – e o beijou (Mateus 26:49). Rapidamente os soldados prenderam Jesus.
Arrependimento e suicídio -
Já com dia claro, os príncipes dos sacerdotes e os anciãos do povo levaram o Mestre à presença de Pôncio Pilatos.
Depois que Judas viu que Ele foi condenado, se arrependeu e procurou os sacerdotes para devolver o dinheiro alegando que traíra sangue inocente (Mateus 27). Como os sacerdotes não aceitaram o dinheiro de volta, Judas jogou as moedas no templo e foi se enforcar.
Ele não usufruiu daquele dinheiro. Aquelas moedas tinham preço de traição e de sangue. Por isso, os sacerdotes não quiseram colocá-las no cofre das ofertas. Depois de deliberarem em conselho, decidiram usá-las para comprar o campo de um oleiro para sepultar estrangeiros. Por causa disso, até hoje aquele campo é chamado Campo de Sangue e assim se cumpriu o que o profeta Jeremias dissera: “Tomaram as trinta moedas de prata, preço do que foi avaliado, e deram pelo campo do oleiro, segundo o que o Senhor determinou” (Mateus 27:9-10; Jeremias 32:6-9; e Zacarias 11:12-13).
É importante notar nessa história que Jesus não foi traído por um desconhecido. Ele foi traído por um dos 12 discípulos que, por três anos, esteve ao Seu lado, vendo os milagres, as orações, todo o caráter perfeito do Mestre.
Ser discípulo significava ser escolhido, separado, uma pessoa capacitada para retransmitir os ensinamentos do líder. Judas recebeu ensinamento, doutrinas e o exemplo de Jesus. Diante da escolha que deveria fazer, decidiu pela traição.
As pessoas são livres para tomar decisões, mas não o são para receber as conseqüências. Toda escolha tem uma conseqüência. Ser bem sucedido na escolha depende da decisão que se toma.
Judas errou duas vezes: Por trair e por se suicidar. Ele se arrependeu, mas não pediu perdão. Preferiu o caminho da morte. Dura decisão com conseqüências eternas. Ser traidor significa ser desleal, enganador. Ele enganou Jesus, O entregou, foi infiel mesmo sendo por Ele escolhido e separado.
Jesus o tinha como um amigo. Tanto que o deixou conhecer os segredos de amor de Seu Pai.
Hoje Jesus também nos chama de amigos porque diz que tudo o que recebeu de Seu Pai, nos deixou conhecer por meio de revelação. Somos escolhidos e separados. E quantas vezes temos feito o mesmo papel de Judas. Quantas vezes temos traído o amor, o sacrifício de morte que Ele sofreu para nos salvar. Quantas vezes traímos Jesus sendo desleais.
Errar é característica humana. A diferença entre céu e inferno está, justamente, na decisão que tomamos.
Escolha o arrependimento e o caminho do clamor por perdão toda vez que errar. A Bíblia diz que se confersarmos os nossos pecados Ele é fiel e justo para nos purificar de toda iniqüidade.
Não escolha a morte. Decida pelo perdão e pela vida. Pense que o preço na cruz do Calvário é muito superior a qualquer trinta moedas de prata que possam te oferecer.


VIA GRITOS  DE ALERTA .
FONTE .MANTENEDORDAFÉ.ORG

Cristo em Toda a Escritura Sagrada






1. De quem disse Cristo testificam as Escrituras?
"Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de Mim!' S. João 5:39.
"Examinai as Escrituras do Velho Testamento; porque elas testificam de Cristo. Encontrá-Lo nelas é o verdadeiro e legítimo fim de seu estudo. Ser capaz de interpretá-las como Ele as interpretou é o melhor resultado de todo estudo bíblico." — Deão Alford.


2.  De quem escreveram Moisés e os profetas?
"Filipe encontrou a Natanael e disse-lhe: Achamos aquele de quem Moisés escreveu na lei, e a quem referiram os profetas, Jesus, o Nazareno, filho de José." S. João 1:45.
Na sua versão do Velho Testamento, Helena Spurrel expressou o seguinte desejo para todos os que lessem a sua tradução: "Que muitos exclamem, como fez a tradutora ao estudar numerosos textos do original: 'Achei o Messias!'"


3. As palavras de quem, disse Cristo, deveriam os discípulos ter seguido no tocante à Sua morte e ressurreição?
"Então lhes disse Jesus: O néscios, e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! Porventura não convinha que o Cristo padecesse e entrasse na Sua glória?" S. Luc. 24:25 e 26.


4.  Como lhes tornou Cristo claro que as Escrituras dEle testificam?
"E, começando por Moisés, discorrendo por todos os profetas, expunha-lhes o que a Seu respeito constava em todas as Escrituras!' S. Luc. 24:27.


5.  Que disse Ele aos onze, pouco depois?
"A seguir Jesus lhes disse: São estas as palavras que Eu vos falei, estando ainda convosco, que importava se cumprisse tudo o que de Mim está escrito na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos!' S. Luc. 24:44.


6.  Onde encontramos nas Escrituras Sagradas a primeira promessa de um Redentor?
"Então o Senhor disse à serpente:... Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar." Gên. 3:14 e 15.


7.  Em que palavra foi esta promessa renovada a Abraão?
"Nela [descendência] serão benditas todas as nações da Terra: porquanto obedeceste à minha voz." Gên. 22:18. Ver também Gên. 26:4; 28:14.


8. A quem se referia esta descendência prometida?
"Ora, as promessas foram feitas a Abraão e ao seu descendente. Não diz: E aos descendentes, como se falando de muitos, porém como de um só: E ao teu descendente, que é Cristo!' Gál. 3:16.


9.  Quem prometeu Deus enviar com Israel para guiá-lo à terra prometida?
"Eis que Eu envio um Anjo diante de ti, para que te guarde pelo caminho, e te leve ao lugar que tenho preparado." Exo 23:20.


10.  Quem era a Rocha que os seguia?
"E beberam da mesma fonte espiritual; porque bebiam de uma pedra espiritual que os seguia. E a pedra era Cristo!' I Cor. 10:4.


11. Em que profecia são preditos a vida, o sofrimento e a morte de Cristo?
No capítulo qüinquagésimo terceiro de Isaías.


12.  Onde é previsto o preço da traição de Cristo?
"Eu lhes disse: Se vos parece bem, dai-me o meu salário; e se não, deixai-o. Pesaram, pois, por meu salário trinta moedas de prata!' Zac. 11:12; Ver S. Mat. 26:15.


13.  Onde, nos Salmos, são profetizadas as palavras de Cristo quando agonizante?
"Deus Meu, Deus Meu, por que Me desamparaste?" Sal. 22:1. Ver S. Mat. 27:46. "Nas Tuas mãos entrego o Meu espírito; Tu me remiste, Senhor, Deus da verdade." Sal. 31:5. Ver S. Luc. 23:46.


14.  Como é a ressurreição de Cristo vaticinada nos Salmos?
"Proclamarei o decreto do Senhor: Ele me disse: Tu és Meu Filho, Eu hoje Te gerei!' Sal. 2:7. Ver Atos 13:33.


15.  Onde é novamente profetizada, nos Salmos, a Sua ressurreição?
"Pois não deixarás a Minha alma na morte, nem permitirás que o Teu Santo veja corrupção!' Sal. 16:10. Ver Atos 2:25-31.


16. Em que palavras proféticas descreve Daniel a Cristo, recebendo Seu reino?
"Eu estava olhando nas minhas visões da noite, e eis que vinha com as nuvens do céu um como o Filho do homem, e dirigiu-Se ao Ancião de dias, e O fizeram chegar até Ele. Foi-Lhe dado domínio e glória, e o reino, para que os povos, nações e homens de todas as línguas O servissem; o Seu domínio é domínio eterno, que não passará, e o Seu reino jamais será destruído." Dan. 7:13 e 14. Ver também S. Luc. 1:32 e 33; 19:11-27; Apoc. 11:15.


17.  Como é descrita nos Salmos a segunda vinda de Cristo?
"Os rios batam palmas, e juntos cantem de júbilo os montes, na presença do Senhor, porque Ele vem julgar a Terra; julgará o mundo com justiça, e os povos com eqüidade." Sal. 98:8 e 9." Vem o nosso Deus, e não guarda silêncio; perante Ele arde um fogo devorador, ao Seu redor esbraveja grande tormenta. Intima os céus lá em cima, e a Terra, para julgar o Seu povo." Sal. 50:3 e 4.


18.  Que é Cristo para o que foi renovado à imagem de Deus?
"Cristo é tudo e em todos." Col. 3:11.

Vaticano promete combater casamento gay

Liderança da igreja católica se manifestou após recentes conquistas nos Estados Unidos e na Europa para união de pessoas do mesmo sexo.

O Vaticano, reagindo a fortes conquistas para o casamento gay nos Estados Unidos e na Europa, prometeu neste sábado nunca parar de lutar contra as tentativas de "apagar" o papel privilegiado do casamento heterossexual, que descreveu como sendo "uma conquista da civilização".

Pelo segundo dia consecutivo, a mídia do Vaticano publicou editoriais contundentes declarando a inequívoca oposição da Igreja Católica Romana. "Está claro que nos países ocidentais há uma tendência disseminada de modificar a visão clássica do casamento entre um homem e uma mulher, ou então de renunciar a ela, apagando seu reconhecimento legal específico e privilegiado em comparação a outras formas de união", disse o padre Federico Lombardi em um duro editorial na Rádio Vaticano.

Eleitores nos estados norte-americanos de Maryland, Maine e Washington aprovaram o casamento entre pessoas do mesmo sexo na terça-feira, a primeira vez que os direitos matrimoniais foram estendidos a casais do mesmo sexo por voto popular.

O editorial de Lombardi na Rádio Vaticano, que é transmitida para o mundo todo em cerca de 30 línguas, descreveu os votos como míopes, afirmando que "a lógica deles não pode ter uma percepção de longo alcance pelo bem comum".

Lombardi, que também é o principal porta-voz do Vaticano e diretor da Rádio Vaticano e da Televisão do Vaticano, disse ser "conhecimento público" que o "casamento monogâmico entre um homem e uma mulher é uma conquista da civilização".

Fonte: Veja on-line

Valdemiro Santiago pede 10% do salário que os fiéis gostariam de ter


Valdemiro Santiago pede 10% do salário que os fiéis gostariam de terValdemiro Santiago pede 10% do salário que os fiéis gostariam de ter
Quem acompanha o programa do apóstolo ValdemiroSantiago já viu que a Igreja Mundial do Poder de Deus está de campanha nova, dessa vez o propósito é para aqueles que querem aumentar a renda.
O nome da campanha é “Propósito: Dízimo da Renda que Você quer Ter”, como o nome sugere o fiel participante vai pensar em um valor que gostaria de receber como salário e separar o dízimo para entregar na igreja.
“O dízimo é você que vai determinar, você vai separar 10% não do que você ganha, mas da renda que você quer ter”, diz o líder religioso.
Durante dois meses os fiéis da IMPD estarão promovendo uma campanha de jejum para a vida financeira. No final do ano os pedidos de oração serão apresentados em Israel.
Emocionado, Santiago profetiza que este final de ano será o mais abençoado da história de seu ministério por tudo o que Deus irá fazer na vida das pessoas que estão nessa campanha.
“Você vai entrar o ano de 2013 no mês de janeiro com sua vida 100% restaurada”, diz.
Veja o vídeo:

VIA GRITOS DE ALERTA.
FONTE . GOSPEL PRIME

Conferência Dunamis 2012 reúne jovens cristãos em SP


Conferência Dunamis 2012 reúne jovens cristãos em SPConferência Dunamis 2012 reúne jovens cristãos em SP
Durante os dias 15, 16 e 17 de novembro acontecerá em São Paulo mais uma edição da Conferência Dunamis, com propósito de reunir jovens de diversas denominações que buscam gerar uma cultura que cause uma mudança na vida das pessoas e consequentemente uma revolução na nação.
O espaço que sediará este evento é a IMOSP (Igreja Missionário Oriental de São Paulo) que fica no bairro do Bom Retiro. Durante os três dias os participantes terão momentos de louvor e adoração, participarão de workshops e ministrações.
Os preletores confirmados são: Gustavo Paiva, no Ministério Nova Geração; Jeff Jansen, do Global Fire Ministries Internacional; Bob Hazlett, do Touch of Fire Ministries e Teófilo Hayashi que é o Líder do Movimento Dunamis.
Além desses pregadores haverá também a participação de bandas. Rodolfo Abrantes é um dos convidados que já confirmaram a presença na Conferência Dunamis. Além dele terá também o cantor Sozo, Zoe Lilly e Jake Hamilton que faz parte do Ministério Jesus Culture.
Para saber mais sobre o evento e fazer sua inscrição acesse o site oficialwww.conferenciadunamis.com.
Comercial:

VIA GRITOS DE ALERTA .
INF. GOSPEL PRIME

Zimbábue realiza enterro coletivo de 700 bebês por falta de verbas

As autoridades médicas do Zimbábue realizaram um enterro coletivo de 700 bebês que se acumularam no necrotério do Hospital Central de Harare pela falta de verbas para sepultá-los separadamente, informou nesta segunda-feira o jornal governamental zimbabuano "Daily Herald".

Segundo a fonte, a maioria dos bebês que foram enterrados possui menos de 4 semanas de idade e morreram em consequência do vírus da Aids na região de Harare.

Além da falta de verbas no departamento de saúde do Zimbábue, a incineradora do necrotério também se encontra quebrada.

O enterro coletivo foi possível graças à colaboração da empresa privada Nyaradza, que sepultou os cadáveres na última sexta-feira, enquanto o conselho local cedeu parte do terreno de um cemitério da região.

O porta-voz do Hospital Central de Harare, Philisia Mandeya, assegurou que a companhia privada lhes ajudou a "resolver um problema que parecia não ter solução".

O elevado número de cadáveres de bebês acumulados já atraiu a atenção da imprensa local no último mês.

A Saúde do Zimbábue se viu extremamente afetada pela crise econômica que o país viveu durante uma década e que passou a melhorar somente com a formação de um governo de unidade em fevereiro de 2009.

O QUE É SER CRISTÃO DE VERDADE ?

EU VOU MORAR NO CÉU , EU VOU MORAR NO CÉU ETC ETC ETC .

É  uma frase comum , falada pela boca de quem diz ser cristão .

Mas o triste é que isso em muitas vezes não passa de engano ,pois ramo desconhecido não fica enxertado na arvore da vida.

Pois a arvore da vida é JESUS CRISTO , e ramo de arvore estranha não consegue se fixar nela.
Por isso arde essa pergunta em meu coração.



O QUE É SER CRISTÃO DE VERDADE ?


Confesso que quando me perguntam se sou crente, tenho vergonha de dizer que sim , pois esse termo hoje ficou distorcido diante de tamtos escandalos dos que se falam e se auto proclama de CRISTÃOS .


 Minha vergonha não é a de dizer que creio


em Jesus (nisso eu me orgulho MUITO !),

mas sim de

acharem que sou da turma deste evangelho 

da mentira que tem se espalhado por aí.

 Então, opto por dizer que creio em Deus, em Jesus,  que sou CRISTÃO  , agradecendo a JESUS pelo o que Ele fez por mim na cruz e que procuro viver conforme os seus ensinamentos.

POR ISSO EU AFIRMO QUE HÁ UMA 

GRANDE DIFERENÇA EM SER CRENTE E 

SER CRISTÃO.

Para que eu possa  viver conforme os ensinamentos de Jesus, preciso saber quais são eles, certo? E como saber se não estudo a Bíblia?

 Será que ter fé em Deus ou ir a igreja de vez

enquando é suficiente? 



Não precisa ser um "expert" em Bíblia para saber disso, é só estudar os evangelhos que você descobre. Aliás, se muitos cristãos resolvessem estudar a Palavra, buscando sabedoria em Deus, descobririam que muitas das coisas que lhes são ensinadas,  e que praticam não condizem em nada com o verdadeiro evangelho de Jesus.

Ninguém se torna cristão por frequentar

uma igreja, dar o dízimo, tomar a ceia, 

ouvir música gospel ou ser líder de 

ministério. Todas essas coisas devem ser 

feitas como motivação e não como 

justificação da sua fé. 

Se você realmente crê em Jesus como seu Senhor e Salvador e deseja andar como Ele andou, automaticamente sente o desejo de fazer estas coisas, de aprender (e viver!) os Seus ensinamentos e de estar entre outros cristãos. Não por se achar santo e querer fazer parte do "clube" dos santos separados, mas sim para se fortalecer e aprender a viver neste mundo, dentro e fora das quatro paredes da igreja. 

Por crer em Jesus, você tem o desejo de ofertar, não por obrigação, mas por amor ao próximo. 

Se toma a Ceia, não é por medo ou para cumprir um ritual, mas sim para lembrar da morte e ressurreição de Cristo, como Ele mesmo nos ensinou. 

Se ouve música cristã, é porque sente o desejo de louvar a Deus. 

Se é líder dentro da igreja, é porque quer colocar seus dons a disposição do Senhor para que através deles, outras vidas sejam alcançadas, e não por causa de uma hierarquia. 

No corpo de Cristo ninguém está acima de ninguém. As pessoas não tem cargos, não tem títulos, mas sim dons e ministérios dados por Deus (e não por homens)!

Percebe que ser cristão é consequência da sua fé? Percebe que o amor de Cristo nos constrange a tomar atitudes por amor e não para criar uma imagem ou manter as aparências? 

Ser cristão é ter um modo de vida, um

modo de vida espelhada em Cristo!


 Isso é buscar viver em santidade. E como Jesus viveu? O que nos ensinou? Dentre muitas outras coisas, cito as seguintes:

Ele levou as Boas Novas a mulher samaritana, mulher esta que já estava no seu sexto casamento. Jo 4:5-30
Ele esteve com a mulher adúltera, livrando-a do apedrejamento e julgamento dos fariseus. Jo 8: 3-11
Ele esteve com a prostituta, que lavou os seus pés com o seu melhor perfume. Mt 26: 6-13
Ele esteve com o ladrão na cruz, dizendo que naquele mesmo dia estaria com Ele no paraíso. Lc 23:39-43
Ele era chamado de comilão e beberrão, pois andava com publicanos e pecadores. Mt 11:19

E aí eu te pergunto, se você se diz crente, estaria disposto a caminhar e levar as Boas Novas para uma prostituta, uma adúltera, um ladrão, um assassino ou um traficante de drogas? 

Creio que muitos crentes diriam que não, por medo de serem "contaminados", de mancharem a sua imagem ou quem sabe de serem julgados. Lembrando que levar as Boas Novas, não significa somente sair por aí dizendo: "Jesus te ama! Ele morreu por você! Se não aceitar Jesus vai pro inferno!" Levar as Boas Novas, significa também tomar um café na padaria. Ou quem sabe um churrasco com amigos. Pode ser também uma ida ao shopping ou uma pizza... Faça amizades, crie oportunidades e deixe o Espírito Santo de Deus agir. Deixe o seu testemunho de vida falar, deixe as coisas acontecerem no tempo certo, no tempo de Deus. Esteja disponível nas mãos Dele. 

Entenda, ser cristão de verdade é também estar com os não cristãos, reconhecendo que você é tão pecador quanto eles, e que Deus os ama da mesma forma! Se você ama a Deus acima de todas as coisas, deve amar o próximo como a si mesmo, seja ele quem for!

Ao contrário dos que muitos pensam, o fato de simplesmente nos dirigirmos a um Templo Evangélico não nos torna Cristãos. Muitos até mesmo levam isto como um “encontro social” onde se revê amigos semanalmente, coloca-se o “papo em dia”, marca-se encontros, paqueras, uma “descontração santa” e etc.
Ser Cristão é ter uma vida literalmente transformada por Cristo, personalidade moldada pelo Espírito Santo de Deus, onde se busca o cumprimento de seus mandamentos em todo o seu modo de viver, onde se deseja ter o caráter de Cristo.

 É aprender a se auto-examinar e deixar
de examinar terceiros periodicamente.


 É ter atitude e coragem para reconhecer suas próprias fraquezas e os pontos negativos que se têm e que resultam em um comportamento muitas vezes distorcido ao Evangelho e ter a disposição para buscar em Deus e deixá-lO moldar tais fatores negativos aprimorando-o para uma vida de cristão literalmente.
 É ter uma vida pautada no Evangelho genuíno de Jesus Cristo. É um conjunto de fatores que se busca em Deus para que Ele te molde, apare os espinhos, te sare do que necessário e “Assim diz o Senhor, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te ensina o que é útil, e te guia pelo caminho em que deves andar”. (Isaías 48:17)
Procure a cada dia conhecer ao Senhor Jesus e buscar qual é a vontade dEle em sua vida! Busque conhecer o Seu caráter, aproxime-se dEle. “Achegai-vos a Deus, e ele se achegará a vós”. (Tiago 4:8)

A Igreja, para merecer o título de cristã, precisa ter essa descrição em mente, não para repetir as formas adotadas pelos cristãos apostólicos, porque estas são irrepetíveis, mas para viver os princípios que moveram as vidas desses nossos pais.
Igreja que sou, preciso tomar esta extraordinária síntese de uma história de fé como um convite a mim mesmo. Por isto, quero tomar este relato como a resposta a uma velha e necessária pergunta: o que é ser cristão?


1. Ser cristão é ser salvo por Jesus Cristo.
Na experiência da comunidade dos primeiros cristãos, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos. (2.47)
O cristão, portanto, é aquele que foi acrescentado para a salvação por Jesus Cristo e em Jesus Cristo. A salvação não é algo que nós mesmo providenciamos para nós mesmos, mas um convite do próprio Jesus  Cristo a partir de seu ato na Cruz. Ninguém pode ter orgulho de ser salvo, porque nos alcançou como um presente, como uma concessão que não merecíamos. A salvação não é uma conquista, mas uma dádiva. A vitória não é nossa, mas de Jesus. Na verdade, a salvação é uma história de derrota e de submissão. Nós perdemos para Jesus e nos submetemos a Ele. Enquanto lutávamos contra o seu oferecimento, estávamos perdidos. Foi Ele Quem nos achou e nos salvou, quando permitimos que Ele se tornasse o nosso Salvador e Senhor e então nos pomos num novo caminho, diferente do anterior sem rumo.
Ele começou esta salvação em nós e Ele a completará de forma esplendorosa no final dos tempos. Até lá, como ensino o apóstolo Pedro, Ele nos mantém firmes. Afinal, o poder de Deus  nos guarda, mediante a fé, para a salvação preparada para se revelar no último tempo (1Pedro 1.5).



2. Ser cristão é viver entre o temor e a graça.
Entre os primeiros cristãos, havia abundante graça (4.33) e temor (2.43a).
Mesmo os de fora viam que a graça de Deus estava sobre aqueles cristãos, graça que se evidenciava porque tinham temor a Deus. Não temos como experimentar a graça sem que temamos a Deus.
Os cristãos oscilam desequilibradamente na crença num Deus ora amoroso, que tudo perdoa, ora justo, que pune o pecado, como se Ele fosse contraditório e tivéssemos que escolher a quem seguir. A contradição é nossa, não dEle. Deus é amoroso e justo. Ao Seu amor devemos nos submeter. À Sua justiça devemos nos render.
Diante do Seu amor e da Sua justiça, precisamos viver em temor, isto é, na reverência de quem está diante de um Deus tremendo, tanto para amar, ao ponto de nos dar Seu próprio Filho, quanto para nos corrigir, quando estamos fora dos Seus propósitos. A graça de Deus não pode ser barateada, porque graça barata não é Graça. Esta Graça não é um depósito que abrimos com alguma palavra mágica, mas uma manifestação que vem sobre aqueles que temem a Deus, que O levam a sério, que tremem diante do Seu poder, que O louvam diante dos Seus feitos (2.47). Os primeiros cristãos viviam louvando a Deus, isto é, reconhecendo o quão pequenos eram e o quão exaltado era Deus, o que é muito diferente de dar ordens a Ele ou de tomar posse das suas promessas.
O temor a Deus  nos empurra para viver da Graça de Deus e pela Graça de Deus.
O melhor sinônimo para temor a Deus é entusiasmo, que significa literalmente ser tomado por Deus. Temer a Deus é estar cheio de Deus. Quando estamos cheios de Deus, nós experimentamos a Sua Graça, e as pessoas vêem em nós manifesta esta mesma Graça.



3. Ser cristão é perseverar na doutrina dos apóstolos.
Os cristãos apostólicos perseveravam na doutrina dos apóstolos (2.42).
No seu diálogo com o mundo, o cristianismo sempre corre o risco de perder suas afirmações essenciais. Nós precisamos correr este risco. Os primeiros cristãos não estavam imunes diante dos rolos compressores interno do judaísmo e externo do paganismo romano. Cada época tem riscos próprios a correr.
Internamente, o cristianismo se sente ameaçado pelo desejo de elaborar respostas próprias para enfrentar as perguntas do seu tempo. Como resultado, acaba se curvando a visões que nada têm a ver com a doutrina bíblica, incorporando interpretações alheias à sua tradição. Está alguém sofrendo? Certamente, ele está sendo castigado pelo pecado de algum ancestral seu; tudo será resolvido se Deus quebrar a maldição hereditária que o atinge...
Externamente, o cristianismo se sente premido pela necessidade de ser aceito. Não é politicamente correto afirmar que há um só Salvador, um judeu nascido há 1973 anos, e que Deus só pavimentou um caminho de acesso a Ele. A solução é o desvio do relativismo, fundamentado na idéia da universalidade da Graça, que é para todos. O cristianismo é uma experiência de fé tão legítima quanto as outras; importa a intenção dos fiéis...
O cristianismo só tem uma saída: firmar-se na doutrina dos apóstolos, beber dela, viver dela. Perseverando nela, os cristãos não vão negociar o essencial, nem vão aceitar o fácil, porque a sua doutrina, a sua moral e a sua esperança são bíblicas. Os cristãos estarão sempre abertos à tolerância, tolerância máxima, e ao diálogo, diálogo incondicional, mas mantendo o essencial de sua fé, conforme a síntese de Richard Baxter (século 17):

no essencial, unidade
no não-essencial, liberdade,
em tudo, caridade.


4. Ser cristão é ter prazer na comunhão.
Com toda a razão, John Wesley afirmava que o cristianismo é essencialmente uma religião comunitária, social. A força para a vida tem sua origem na comunhão com as pessoas da Trindade, mas o desenvolvimento vem da comunidade.
Experimente ser um cristão solitário... e você vai fracassar.
Dos dez parágrafos, em que editei o texto sobre o qual estamos refletindo, seis são diretamente sobre comunhão.
Sabem por que? Porque esta é parte mais difícil do cristianismo. Cristianismo não rima com eu-mismo.
Os cristãos apostólicos experimentaram aquilo que pode ser adequadamente chamado de comunismo do amor, comunismo voluntário, não obrigatório, como entre os essênios de Qumran, no século 1, ou entre os bolshevistas, no século 20.
Eles viviam o comunismo a partir da prática de partir o pão coletivamente; eles tinham prazer de estarem juntos, porque juntos cresciam na doutrina dos apóstolos. Esta experiência de comunhão levou-os a prática radical de venderem seus próprios bens quando houvesse necessidade.
A pergunta, que ao longo do cristianismo se fez, é se precisamos fazer como os primeiros, como José Barnabé se queremos ser cristãos. A resposta é sim quanto ao princípio da solidariedade, que deve ser mesmo radical; dar apenas o que sobra não exige nada de quem dá. A resposta é não quanto à forma de se praticar este princípio. Cada época encontra a sua. Naquela eles se reuniam diariamente nas casas uns dos outros; era outra a estrutura social e econômica... Importa, em todos os tempos, o esforço para se viver na comunidade, porque fora dela não há cristianismo completo.

5. Ser cristão é persistir na oração
Os primeiros cristãos eram usados por Deus para fazer milagres, prodígios e sinais. No resumo que lemos, apesar disso, eles persistiam orando. Por que "apesar disso", se o certo é "por causa disto"? É porque nós nos esquecemos de orar quando as coisas vão bem. Um pastor tende a orar menos quando sua igreja está crescendo. O cristão tende orar menos quando lhe vão bem as coisas.
Enquanto as vitórias vinham, os primeiros cristãos oravam; na verdade, as vitórias vinham porque eles oravam.
Ser cristão é persistir na oração, seja ela para pedir, para agradecer, para, simplesmente, adorar. O cristão é aquele que entra na presença de Deus e frui da Sua companhia. Esta é a experiência da oração.
Quem não ora ainda não é um cristão completo.

6. Ser cristão é dar seu testemunho à sociedade.
Liderados pelos apóstolos, os primeiros cristãos davam com grande poder (...) testemunho da ressurreição do Senhor Jesus, e em todos eles havia abundante graça. (4.33)
O verbo traduzido como dar, aqui, significa, melhor, dar algo em pagamento de uma dívida. Sabem por que os primeiros cristãos davam testemunho com poder? Porque eles se consideravam devedores a Cristo, devedores pela salvação que receberam de graça e pela Graça. Eles se consideravam devedores aos seus contemporâneos, porque não tinham como falar daquilo que acontecera com eles; seriam egoístas demais se retivessem a Graça que os alcançou; seu prazer é que esta Graça alcançasse os outros.
Os primeiros cristãos alvoroçaram o mundo, isto é, colocaram de cabeça-pra-baixo o mundo, pelo poder do testemunho.


Quem não dá testemunho de Cristo não é um cristão completo.

E VOCÊ , É UM CRISTÃO DE VERDADE ?

VIA GRITOS DE ALERTA.
Prazer da Pallavra.

SEXO, um Pecado?



“Nos últimos dias haverá tempos difíceis. Pois os homens serão egoísta, avarentos, orgulhosos, vaidosos, xingadores, ingratos, desobedientes... Não terão amor para com os outros e serão duros, caluniadores, sem domínio próprio; violentos e inimigos do bem. Serão traidores, atrevidos e cheios de orgulho. Amarão mais os prazeres do que a Deus. Terão a forma exterior da nossa religião, mas rejeitarão o seu verdadeiro poder. Afaste-se dessa gente. Alguns deles entram nas casas e conseguem dominar mulheres fracas, que estão cheias de pecado e que são levadas por toda espécie de desejos.”  2Tm 3.1-6
O Homem foi criado por Deus (de forma alguma, uma versão melhorada do macaco, como afirma a ciência), para a manifestação de Sua glória (Jo 14.15,23); isto é possível  quando a criatura reconhece a soberania do Criador, abandonando o pecado e tomando posse do sacrifício de Cristo (Ef 2.10; 2Co 5.17; 7.1). A vida de retidão transforma o corpo em templo, habitação do Espírito Santo. A presença do Espírito na vida humana a faz resplandecente e a agracia com os dons, autoridade e poder para manifestar o Reino de Deus.   
O diabo odeia profundamente ao Criador e criatura. Ele possui perfeita noção do cuidado e da grandiosidade do amor do Senhor para com a vida humana. Esta situação o deixa profundamente irado e, planos são traçados no reino das trevas visando à destruição do homem. O inimigo reconhece que o fim se aproxima, - tem convicção que o Senhor está voltando – e não perde tempo, trabalha incansavelmente para o desenrolar do plano destrutivo. As frentes de ações do maligno são amplas, por exemplo:

Na área espiritual:A proliferação de cultos contrários aos princípios Bíblicos é assustador; inclusive o surgimento  e disseminação de religiões declaradamente satânicas. A TV tornou-se um veículo poderosamente usado na propagação de tais princípios, a cada momento depara-se com um “feiticeiro” de plantão, mostrando o futuro ou aconselhando as pessoas.

Na sociedade: Os problemas sociais são os mais diversos possíveis (fome, falta de moradia, emprego, violência, etc.), com ênfase na degradação moral. O sexo é usado sabiamente pelo diabo e através dele inúmeras vidas são aprisionadas pelas corrente da imoralidade. Os pecados sexuais são cada vez mais comuns.

O sexo é verdadeiramente ruim?De formal alguma! É um canal de prazer deixado por Deus aos homens e quando praticado de forma normal e  natural e dentro de uma união conjugal é totalmente aceitável. O sexo foi criado por Deus visando à procriação, como é comum a todos os animais. Mas, ao ser humano o Eterno permitiu que além da idéia principal de procriação, as relações sexuais fossem fonte de prazer e que naturalmente complementasse a vida conjugal (sexo, abençoado, apenas no casamento). O diabo aproveitou-se da situação e plantou nos corações a malícia, que desencadeia toda uma série de desejos imundos, fortes o suficiente para escravizar o homem. A mulher tornou-se nas mãos do inimigo um objeto, sedutor, cuja imagem é usada em quase todas as áreas. Na TV, a sensualidade e o erotismo são usados para aumentar os índices de audiência e para vender todo tipo de objetos –de pneu a arroz!
Veja a seguir alguns pontos importantes sobre o sexo:

a) Deve ser praticado pelos meios naturais:
 (Rm 1.24-27; 6.19; Ef 4.19; Hb 13.4; 2Pe 2.10). É facilmente comprovada pela ciência a função de cada órgão de nosso corpo.  E os órgãos que foram criados por Deus para as relações sexuais, são a vagina e o pênis. Um foi feito para o outro.
1) O sexo oral & Anal - é fruto da impureza, gerada pela carne. "Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia..."Gl 5.19 (Impureza - no sentido moral: impureza proveniente de desejos sexuais, luxuria, vida devassa; Lascívia - Conduta vergonhosa, como sensualidade, imoralidade sexual, libertinagem, luxúria). É impossível tal prática, sem que a carne esteja totalmente tomada por sentimentos poucos nobres.
2) Masturbação - Não resta-nos dúvidas quanto a pecabilidade desta pratica, ela se enquadra nitidamente entre os frutos produzidos pela carne (Veja mais sobre masturbação, clique aqui).

Nossa vida é o templo, habitação, do Espírito Santo e todos os atos pecaminosos cometidos resultam em sujeiras que invadem a casa do Espírito, provocando o Seu afastamento.
"Fugi da impureza. Qualquer outro pecado que uma pessoa cometer é fora do corpo; mas aquele que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo. Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo.” 1Co 6.18-20
É preciso a consciência que a vida não é nossa, somos resgatados pelo Eterno para sermos segundo a Sua vontade e instrumentos na manifestação de Sua glória. O impulso de pecar tem a sua origem  na mente, são os pensamentos impuros sugestionados pela carne ou pelo próprio inimigo e a prática destes produz o pecado. Todos nós estamos sujeitos aos pensamentos contrários à vontade do Pai, mas, como servos não devemos permitir que eles cresçam e tome todo o nosso ser. É preciso evitar todas as formas que desperta na vida tais desejos imundos, por exemplo: sites pornográficos / eróticos; filmes eróticos; revistas; conversar sobre o tema com amigos e tudo mais que desperta a nossa carne para os desejos impuros. A recomendação é:  "Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento."  Fp 4:8

b) Sexo, exclusivamente no casamento: (Mt 5.27,28; 1Co 7.2,5; At 15.29; 1Co 7.2) O Sexo é uma benção deixada por Deus aos homens para ser praticada exclusivamente dentro da união conjugal.  Sua prática fora do casamento é pecado!

c) Inaceitável no namoro / noivado: (Gl 5.19; 1Co 6.18; Ef 5.3; Cl 3.5) A impureza é um pecado sexual. Todos os atos impuros praticados entre casais não casados é fruto da carne. A fornicação é um pecado! Com certeza não vamos encontrar na Bíblia um texto que literalmente faça alusão às práticas sexuais impuras de uma forma explicita; mas, no conjunto da Palavra, facilmente vemos que tudo aquilo que é praticado de uma forma antinatural ou impura é errado.

A Palavra do Senhor é assim mesmo, simples e de fácil entendimento. Para que todos que a lêem, possam praticá-la (Mt 11.25; 1Co 2.1-5). As controvérsias existentes no meio cristão sobre o assunto, têm suas origens em vidas que se deixam influenciar pelos espíritos maus e buscam dar vazão aos desejos da carne.
Devemos dar lugar ao Espírito de Deus, jamais aos espíritos malignos. O amor a Deus e a santidade no viver, é indispensável.


VIA  GRITOS  DE ALERTA 
POR . Pr Elias R. de Oliveira

Jesus, o Senhor do Brasil



Creio que Ipatinga é o único município no Brasil que tem JESUS como Padroeiro.

Eu tive a oportunidade de conhecer a cidade de Ipatinga (MG). Fiquei maravilhado com algumas particularidades:
 
A cidade tem um alto índice de cristãos, talvez chegue a noventa por cento.
 
Tem um monte onde o povo vai orar todo dia, chamado 'monte da resposta'. Lá sempre têm pessoas orando, de dia e de noite sem cessar. Mistério: Ninguém administra isso. É algo de DEUS mesmo.
 
MAS O QUE MAIS ME CHAMOU A ATENÇÃO É QUE O PADROEIRO DA CIDADE É JESUS CRISTO.
 
Creio que Ipatinga é o único município no Brasil que tem JESUS como Padroeiro.
 
A lei foi aprovada no ano 2000 e a data comemorativa do dia do Padroeiro a que se refere o caput será o dia 29 de abril, dia da emancipação política do Município.
 
Creio que todos os vereadores e prefeitos cristãos do Brasil deveriam aproveitar esta "Jurisprudência" e implantar esta mesma lei em seus municípios, estados, e no País.
 
FELIZ A NAÇÃO CUJO DEUS É O SENHOR Salmos 33:12
 
Quando eu tenho oportunidade de pregar à um prefeito ou governador de estado eu faço um apelo: 
 
Que ele entregue sua vida, seu estado e o seu governo para JESUS.
 
Como pessoa física, ele precisa de salvação, e a nação também precisa ser remida, e só JESUS CRISTO pode fazer isso.
 
Muitos governantes no passado consagraram seus governos, estado e municíipios para outros "deuses" e por isso a terra está debaixo de maldição, por isso vem a seca e e outras catástrofes.
 
Compete á nós cristãos honrar e entronizar JESUS em nossa cidade,nosso estado e nossa nação.
 
Um exemplo disso foi o estado de Roraima que em 2009 passava por várias situações dificeis, inclusive a falta de chuva, e eu fiz o apelo ao governador José de Anchieta Junior: 
 
"Deus o escolheu para estar aí neste momento, você precisa entregar sua vida e seu governo e o estado de Roraima para JESUS, então ELE VAI MUDAR SUA HISTÓRIA E A DE SEU ESTADO".
 
A chuva veio no mesmo instante em que ele humildemente dobrou os joelhos e consagrou o estado a DEUS.
 
O que aconteceu depois está registrado na imprensa local, nacional e internacional. Roraima foi eleito eco-estado pela revista National Geografic 
 
A cidade de Roraima foi escolhida cidade modelo pela ONU. Deus honrou o governador José de Anchieta que se reelegeu e abençoou seu estado e sua vida. O mesmo vai acontecer com os líderes que honrarem JESUS com o título de SENHOR de SUA CIDADE, ESTADO e NAÇÃO.
 
Deus está levantando líderes politicos para honrar seu filho JESUS e breve teremos em nosso país um presidente cristão que vai consagrar nossa nação ao SENHOR.
 
Rm 8: Por que a ardente expectação da criatura espera a manifestação dos filhos de DEUS.
 
v. 20 por que a criação ficou sujeita á vaidade, não por sua vontade, mas por causa do que a sujeitou, v.21 Na esperança de que tambem a mesma criatura será libertada da servidão da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus. v. 22 porque sabemos que toda criatura geme e está juntamente com dores de parto até agora.
 
Em anexo a cópia da lei que torna JESUS o Padroeiro de Ipatinga.
 
NORMAS JURÍDICAS 
 
Lei Nº 1750 de 18/01/2000 
"Constitui Jesus Cristo como padroeiro da cidade de Ipatinga."
 
Segue abaixo a Lei Municipal de Ipatinga, que tornou Jesus Cristo o Padroeiro da Cidade/;
 
O PREFEITO MUNICIPAL DE IPATINGA.
 
Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:
Art. 1º – Fica Jesus Cristo constituído Padroeiro do Município de Ipatinga.
Parágrafo único – A data comemorativa do dia do Padroeiro a que se refere o caput será o dia 29 de abril, dia da emancipação política do Município.
Art. 2º – O setor competente encarregar-se-á das providências necessárias ao efetivo cumprimento da presente Lei.
Art. 3º – Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
Art. 4º – Revogam-se as disposições em contrário.
 
PREFEITURA MUNICIPAL DE IPATINGA, aos 18 de janeiro de 2000.
Francisco Carlos Chico Ferramenta Delfino
PREFEITO MUNICIPAL 
 
Autor(es)
Tanus Jorge 
 
 
 
por Joel Engel

Pastor Joel Engel leva palavra de Deus ao governador de Roraima VIDEO 1
PASTOR JOEL ENGEL E GOVERNADOR DE RORAIMA NA MARCHA video 2
FONTE.http://www.joelengel.com.br/jesus-o-senhor-do-brasil/

ISRAEL SE PREPARA PARA A GUERRA NA PALESTINA: 'NOSSA RESPOSTA SERÁ DURA'

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, responsabilizará o Hamas em caso de um ataque vindo da Faixa de Gaza. Neste domingo, ...