segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Nos 95 anos de Billy Graham, projeto Minha Esperança planeja a maior ação evangelística já feita


Nos 95 anos de Billy Graham, projeto Minha Esperança planeja a maior ação evangelística já feitaO evangelista Billy Graham e a equipe de seu ministério planejam uma ação de evangelismo durante o ano de 2013, e pretendem fazer com que essa edição do “Minha Esperança” seja reconhecida como o maior evento evangelístico já realizado nos Estados Unidos.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
A ideia do ministério Billy Graham é utilizar a tecnologia de forma a ampliar o alcance do sermão que será pregado por Billy Graham no dia 07/11/2013, dia de seu aniversário de 95 anos.
Devido à sua avançada idade, comenta-se que essa poderá ser a última participação de Billy Graham no Minha Esperança: “Dada a idade de Billy Graham, esta pode ser a sua última chamada para a América. Só Deus sabe, mas temos de olhar para ele com essa medida de cautela, no sentido de escutarmos atentamente o que ele acredita, a mensagem de que a América precisa ouvir e responder, em 2013”, afirmou Preston Parrish, vice-presidente da BGEA (sigla em inglês para Associação Evangelística Billy Graham).
A data, embora simbólica, foi escolhida por estar distante, e permitir que tanto o ministério do evangelista, quanto as igrejas dos cinquenta estados norte-americanos, e demais denominações em todo o mundo, se preparem em termos técnicos e de propagação evangelística, de acordo com informações do The Christian Post.
A ideia da BGEA é que a ministração, diferentemente de outras vezes, quando Graham lotou estádios em todo o mundo, aconteça através da internet, com disponibilidade a qualquer pessoa, através de computadores, tablets e smartphones: “Entre hoje e o próximo verão, a BGEA pretende capacitar-se no sentido de compartilhar a fé em toda a América do Norte. A formação para o Minha Esperança com Billy Graham, em grande medida acontecerá de duas maneiras – quer on-line no site da Minha Esperança ou por intermédio de pastores comprometidos com o projeto. Muitas outras logísticas sobre como envolver os 50 estados ainda estão sendo estabelecidos”, esclareceu Parrish.

Pastor que prometia curar doenças é indiciado por curandeirismo, no AM

Ele e outro pastor ainda deverão responder por estelionato e charlatanismo. Fiéis tentaram linchar os religiosos durante confusão na igreja, no sábado.

Dois pastores, um de 32 e outro de 49, foram indiciados por estelionato, charlatanismo e curandeirismo após fiéis tentarem linchá-los durante confusão na sede da igreja, na Vila Marinho, Compensa, Zona Oeste de Manaus. O caso foi registrado no sábado (4).

Segundo informações da delegada plantonista do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Fernanda Antonucci, durante toda a semana fiéis realizaram denúncias contra um dos pastores, que durante os cultos prometia curar doenças e até mesmo retirar insetos do corpo dos fiéis. "Muitos chegaram a parar os tratamentos médicos e outros até morreram por acreditarem que ele poderia curá-los", disse a delegada.

No sábado, policiais da 8º Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram acionados sobre uma confusão na igreja. Os fiéis tentavam linchar um dos pastores, de 49 anos, que prometia curas milagrosas. O suspeito e outro pastor foram detidos para prestar esclarecimentos.

Em depoimento, de acordo com a polícia, o pastor reafirmou fazer curas milagrosas e disse ter o poder de transformar e dar forma a objetos. Sobre denúncias de pagamento pelas supostas curas, ainda segundo a polícia, ele disse que "era apenas uma sugestão e ninguém era obrigado a entregar envelopes de dinheiro".

Ele informou também que passou a participar dos cultos após o convite do outro pastor da igreja, e que eles já se conheciam de outros estados. Os dois pastores da igreja foram indiciados por curandeirismo, estelionato, e charlatanismo, e deverão responder pelos crimes em liberdade.

Fonte: G1

EGITO FECHA FRONTEIRA DE RAFAH COM ISRAEL COMO CONSEQUÊNCIA DO ATAQUE TERRORISTA DE ONTEM


O encerramento da fronteira de Rafah entre o Egito e Israel como consequência do ataque terrorista de ontem ao longo da fronteira e que "juntou" obrigatoriamente as forças egípcias e israelitas no combate ao terrorismo deixou os palestinianos irritados, chegando o próprio movimento terrorista do Hamas a classificar a medida como uma "punição colectiva".
Os palestinos, tão amigos dos terroristas, demonstram agora muita preocupação com o fecho da fronteira, alegando que isso irá impedir os esforços para levantar as restrições egípcias impostas aos residentes da Faixa de Gaza.
Entretanto, o Hamas e outros grupos palestinos já descartaram alegações sobre um provável envolvimento dos terroristas da Faixa de Gaza no ataque de ontem à noite e que resultou na morte de 16 soldados egípcios.
O Hamas destacou centenas de polícias para a fronteira com o Egito, de forma a impedir que terroristas entrem na Faixa de Gaza vindos do Sinai.
Segundo um oficial representante do Hamas, o governo do movimento terrorista também deu ordens para o fecho de todos os túneis subterrâneos ao longo da fronteira e fará todos os eforços para ajudar na identificação dos terroristas.
E, como não poderia deixar de ser, o governo dos terroristas do Hamas e alguns grupos palestinos já acusam Israel de um possível envolvimento no ataque, com o objetivo de levantar uma barreira entre os palestinos e o Egito.
O Hamas insiste que nenhum dos terroristas que levaram a cabo o ataque no Sinai vinha de Gaza, não revelando contudo quem eles suspeitam estar por trás do ataque terrorista.

ISRAEL ATACA OS TERRORISTAS E EVITA UMA PROVÁVEL GRANDE TRAGÉDIA
O ataque deu-se ontem à noite, quando um grupo de terroristas atacou uma base egípcia, matando 15 soldados. Segundo as Forças de Defesa de Israel (IDF), os atacantes eram provavelmente beduínos residentes no Sinai e que faziam parte de uma célula terrorista baseada na península do Sinai. Seis terroristas foram mortos na troca de tiros.
Depois do ataque aos egípcios, os terroristas, desenvolvendo um ataque sofisticado e ambicioso, infiltraram-se em Israel, após terem roubado 2 jeeps armados aos egípcios.
Um dos veículos, provavelmente armadilhado, explodiu ao atravessar a fronteira de Kerem Shalom, ponto de passagem entre Israel, o Egito e a Faixa de Gaza. Alguns terroristas conseguiram entretanto escapar de um segundo veículo antes de o mesmo ser destruído por um ataque aéreo. Os terroristas entraram então em Israel e envolveram-se num tiroteio com as forças israelitas.
ARMAS CAPTURADAS AOS TERRORISTAS
Ninguém ficou ferido do lado israelita. Segundo a IDF, era provável que os terroristas tentassem sequestrar um soldado israelita ou infiltrarem-se numa comunidade próxima para atacarem os residentes.
As forças de Israel - IDF - informaram que o ataque não esteve ligado a um ataque aéreo israelita pela manhã contra uma célula terrorista da jihad global que estava na última fase de planear um ataque contra Israel ao longo da fronteira egípcia. O ataque aéreo matou um terrorista e feriu um outro gravemente.
O ministro israelita para a Defesa, Ehud Barak, elogiou a IDF por ter impedido o ataque e apelou ao novo governo egípcio para trabalhar imediatamente de forma a restaurar o controle sobre o Sinai.
"O modus operandi dos terroristas realça mais uma vez a necessidade de uma acção determinada por parte dos egípcios de forma a restaurar a segurança e evitar actividades terroristas no Sinai," - afirmou Barak.
O presidente egípcio entretanto avisou que "este ataque covarde não ficará sem resposta. Os que cometeram este crime pagarão caro por ele."

PREOCUPAÇÃO ISRAELITA
Israel preocupa-se cada vez mais com a presença de operacionais da jihad global na península do Sinai e com as suas ligações aos terroristas palestinianos na Faixa de Gaza. Fontes militares acrescentaram que esses elementos da jihad estavam a tomar vantagem da instabilidade regional, especialmente no Egito e na Síria, para criarem infraestruturas que podem ser usadas para atacar Israel.
Segundo a IDF, as células terroristas consistem de palestinos oriundos de Gaza, bem como de operacionais de países árabes de todo o Médio Oriente.
Na semana passada o "gabinete israelita para o contra-terrorismo" apelou aos turistas israelitas para deixarem imediatamente o Sinai e regressarem a Israel, em função de informações dos serviços secretos de que terroristas planeavam sequestrar israelitas na península do Sinai.
Shalom, Israel!

AD Madureira decide apoiar Gabriel Chalita para prefeito de SP


AD Madureira decide apoiar Gabriel Chalita para prefeito de SPO candidato José Serra (PSDB) até que tentou, mas no final a Convenção Nacional da Assembleia de Deus Madureira resolveu dar seu apoio político para o candidato Gabriel Chalita (PMDB) para as eleições municipais da capital paulista.
O candidato tucano tinha como objetivo atrair os eleitores das duas convenções das ADs, a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, que é o ministério Belém, e o ministério Madureira. Mas apenas os convencionados da AD Belém vão apoiar o ex-governador de São Paulo.
De acordo com a Folha de São Paulo o apoio ao candidato Chalita foi anunciado no domingo (5) por intermédio do vice-presidente da República, Michel Temer, e pelo deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O deputado é evangélico e tem programas religiosos em rádios.
O líder da AD Brás, o pastor Samuel Ferreira confirmou que vai apoiar a eleição do peemedebista. “Falamos com o Temer, e o Eduardo Cunha é meu amigo, já conta com o nosso apoio no Rio. Nessas horas, todas as boas amizades contam”.
Vale lembrar que a Assembleia de Deus é a maior denominação evangélica do país, tendo mais de 12 milhões de membros de acordo com o Censo 2010. Os ministérios Belém e Madureira são as convenções que mais agregam fiéis, sendo, por esse motivo, alvejadas por candidatos que já notaram a importância do voto dos eleitores evangélicos.

O QUE SIGNIFICA 5777--"LEI PERFEITA, LEI DA LIBERDADE"

(TG 2:8; 1:25)(ler -2 Co 3:16 a18)."SE CRISTO VOS LIBERTAR SEREIS VERDADEIRAMENTE LIVRES."(JO 8:36)-- Para que...