domingo, 8 de julho de 2012

Muçulmano se converte após sonhar com Jesus e lança DVD com testemunho




Muçulmano se converte após sonhar com Jesus e lança DVD com testemunho
Não é raro encontrar muçulmanos que tiveram sonhos com Jesus e passaram a se assumirem como cristãos. Ali é um deles e está lançando um DVD “More Than Dreams” [Mais que Sonhos] contando como isso aconteceu.
Em seu relato para o programa CBN News ele conta que há alguns anos ele estava fazendo uma peregrinação na Meca islâmica conhecida como Hajj para cumprir as exigências religiosas.
Em uma certa noite ele teve um sonho tão real que o fez mudar de religião. “Naquela noite eu vi Jesus em um sonho”, conta Ali. “Primeiro Jesus tocou a minha testa com o dedo. E depois de me tocar ele disse: ‘você me pertence’”, relembra.
Mas o sonho não parou por ai, “Ele então tocou acima de meu coração dizendo: ‘você foi salvo, siga-me. Você me pertence’”. Desse dia em diante Ali resolveu desistir da peregrinação para seguir a Jesus. Nesse DVD essa história foi dramatizada e somada aos relatos de outros muçulmanos.
De acordo com Tom Doyle do 3 Minitries os muçulmanos estão tendo cada vez mais sonhos com Jesus Cristo e optando em mudar de religião. “Talvez eles não tenham uma Bíblia, nem tenham um missionário em sua aldeia, mas eles vão receber a mensagem de Cristo de alguma forma”, diz ele.
Doyle e sua esposa, Joanna, trabalham como missionários no mundo muçulmano, e para contar sobre suas experiências ele está lançando o livro “Dreams and Visions: Is Jesus Awakening the Muslim World?” [Sonhos e Visões: Jesus está acordando o mundo muçulmano?].
O fenômeno sobre sonhos e visões começaram a ganhar destaque no mundo muçulmano na Indonésia. “Na igreja, se você perguntar quantas pessoas vieram a Cristo, 80% vai dizer: ‘Eu O vi em um sonho’”, alega uma mulher da Ásia Central em entrevista para a CBN News. Sua identidade não foi revelada por questões de segurança.
Outra testemunha, dessa vez um homem, conta que resolveu procurar a igreja depois de um sonho com Cristo. “No dia seguinte ao meu sonho eu decidi vir a Ele”, disse.
O apresentador do programa “Reflexões”, Hazem Farraj, atração transmitida via satélites para muçulmanos, conta que muitas vezes é contatado por telespectadores que falam sobre esses sonhos. “Teve uma senhora que me escreveu dizendo: ‘Eu liguei a televisão e lá estava você… as palavras que saíam da sua boca eram tão pacíficas que adormeci. Nesse sono acabei tendo uma visão de Jesus’”, relata o apresentador.
Essa telespectadora contou que nesse sonho Jesus lhe dizia que era o Filho de Deus. “Assim que eu olhei eu sabia que Cristo era o sacrifício”, relembra Farraj sobre o que a telespectadora lhe contara.
Doyle confessa que não é de uma hora para outra que um fiel do Islã se torna cristão, mas que essa experiência de sonhos e visões faz com que o muçulmano transpasse barreiras inerentes ao Islã.
Fonte: Gospel Prime/ O Verbo/ CBN

PASTOR YOUCEF, CONDENADO À MORTE NO IRÃO, COMPLETA HOJE 1.000 DIAS DE PRISÃO, E VOLTA A TRIBUNAL EM 8 DE SETEMBRO



Após 1.000 dias na prisão completados hoje, o pastor iraniano Youcef Nadarkhani, cuja pena de morte ainda não foi revogada, pelo "crime" de se ter convertido do islamismo para o cristianismo, irá agora comparecer em tribunal no próximo dia 8 de Setembro para uma inexplicada audição. Não se sabe qual a razão desta nova audição em tribunal, mas sabe-se no entanto que a sua acusação de "crime de apostasia" ainda não foi revogada.
Milhões de pessoas pelo mundo fora (em mais de 220 países) têm estado a acompanhar as notícias sobre a prisão deste pastor cristão evangélico condenado à morte no Irão pelo "crime" de heresia, ou seja: conversão do islamismo ao cristianismo.
O caso de Nadarkhani, de 35 anos, fez concentrar os holofotes da atenção mundial sobre a intensificada campanha promovida pelo regime iraniano para fechar igrejas e prender os que advogam a liberdade religiosa.
O advogado do pastor evangélico, Muhammad Ali Dadkhah, recebeu uma pena de 9 anos de prisão e a proibição de exercer por causa do seu trabalho a favor da liberdade religiosa.
Markus Löning, comissário federal alemão para os direitos humanos disse na semana passada à "Evangelical Press Service" que há uma forte perseguição no Irão às minorias étnicas e religiosas. Os cristãos, os sufistas, os bahais, os curdos e os árabes ahwazi são "vítimas da justiça arbitrária iraniana."
O pastor, esposa e 2 filhos (9 e 7 anos)
Youcef Nadarkhani foi detido em 2009 por ter questionado a educação islâmica obrigatória para os seus filhos e por ter tentado registar a igreja que se reunia em sua casa. As autoridades iranianas sentenciaram-no à morte em 2010 por apostasia. Em Setembro de 2011, Gholomali Rezvani, goernador deputado da província de Gilan disse que Nadarkhani "é um sionista e cometeu crimes relacionados com a segurança."
O pastor Youcef nasceu em Rasht, uma cidade de um milhão de habitantes junto ao Mar Cáspio, na província de Gilan, onde foi sentenciado à morte. Documentos do tribunal revelam que a sua conversão de muçulmano não praticante para o cristianismo foi a razão para a sua condenação à morte.
Milhões de cristãos pelo mundo fora têm-se juntado aos familiares do pastor Youcef em oração pela sua libertação, ou para que a pena de morte seja comutada. Há também movimentos de pressão internacionais apelando ao Irão para que liberte este pastor inocente de qualquer crime, apenas o de seguir a Cristo.
O pastor Youcef tem conquistado os corações de milhões de crentes pelo mundo fora ao permanecer firme na sua fé, apesar de enfrentar a pena de morte.
Na sua carta mais recente (em Maio) aos que se preocupam com ele, Nadarkhani afirmou: "Preciso de lembrar os meus amados que, apesar de a minha pena já ser longa, e na minha carne desejar que estes dias acabem, mesmo assim tenho-me rendido à vontade de Deus."

Junte-se a nós em oração por este querido irmão, pois "muito pode a oração de um justo em seus efeitos"...
Shalom!

Cidade no Mato Grosso reúne mais de 200 atletas em “Olimpíadas Gospel”


Cidade no Mato Grosso reúne mais de 200 atletas em “Olimpíadas Gospel”Nesse fim de semana as igrejas evangélicas da cidade de Nova Mutum, no Mato Grosso, estão reunidas para competir nas Olimpíadas Gospel, evento promovido pela Secretaria de Esportes e Lazer da cidade, em parceria com as igrejas.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
O evento teve início na última sexta-feira, em uma cerimônia que aconteceu no Ginásio de Esportes “Lauro Immich”. De acordo com a Secretaria, o evento está reunindo 70% de atletas de igrejas evangélicas do município.
- Fizemos uma parceria com membros de igrejas evangélicas em 2011 e esse ano resolvemos lançar no calendário esportivo as Olimpíadas Gospel, que promete ser um evento importante para os religiosos levando mão a missão do esporte que é reunir diversidades culturais, religiosas entre outros – afirmou o secretário de Esportes e Lazer, Manasses Rodrigues de Oliveira/
O cronograma do evento anunciou 24 partidas entre as modalidades de Futsal e Voleibol masculinos. Os jogos estão acontecendo nesse final de semana, e o encerramento e entregas das premiações está marcada para acontecer na tarde desse domingo, conforme informou o site Expresso MT.
O presidente do Conselho dos Pastores Evangélicos de Nova Mutum, pastor Samuel Ribeiro, afirmou que o evento servirá para celebrar a comunhão entre os membros das igrejas evangélicas da cidade.
- Esperamos que a juventude congregada de 85% das igrejas evangélicas locais participem de forma sadia dos jogos e que toda comunidade esteja envolvida e prestigie a competição – disse o pastor.



G+

Silas Malafaia, Marco Feliciano e mídia internacional saem em defesa da psicóloga Marisa Lobo


Silas Malafaia, Marco Feliciano e mídia internacional saem em defesa da psicóloga Marisa LoboNa última semana o deputado e pastor evangélico Marco Feliciano fez um pronunciamento comentando o parecer da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da Ordem dos Advogados do Brasil no Paraná, que classificou o inquérito do Conselho Regional de Psicologia (CRP-PR) contra a psicóloga Marisa Lobo, por manifestar sua fé publicamente, inconstitucional.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
- Dessa vez, a justiça deixou claro a inconstitucionalidade do caso Marisa Lobo, porém até quando o direito e a verdadeira ciência e política, resistirá a pressões sociais e garantirá sua imparcialidade? – questionou o político, através de seu site.
No pronunciamento oficial feito na Câmara dos Deputados, Feliciano elogiou a postura da OAB no caso, e reafirmou que o caso se trata de perseguição ao direito de livre manifestação da crença. Direito esse garantido pela Constituição Brasileira.
O deputado ressaltou que o parecer, lavrado pela Relatora Doutora Francielli Morêz, revisado, analisado e aprovado na reunião mensal da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da OAB/PR, considerou como inconstitucional a ação do CRP, que visava cassar o registro profissional da psicóloga.
Em um trecho de seu pronunciamento o deputado afirmou que perseguições a cristãos, como as sofridas pela psicóloga, se devem ao fato de que esse setor da sociedade é tido como um obstáculo para a implantação de uma agenda anti-família na política brasileira.
- A questão da perseguição contra a sociedade Judaica Cristã, se deve ao fato de sermos considerados obstáculos, para uma agenda anti-família, que quer legalizar as drogas, o aborto, que querem nos transformar em massa de manobra – ressaltou o deputado.
O caso de Marisa Lobo foi motivo de discussões também internacionalmente. O canal de notícias do site lifesitenews.com destacou o caso afirmando que a repercussão do caso no Brasil resultou em discussões no Congresso “sobre terapia para atração pelo mesmo sexo, uma prática ainda reconhecida pela Organização Mundial de Saúde como uma resposta legítima à homossexualidade indesejada”. O site publicou ainda uma entrevista da psicóloga ao ativista Julio Severo, na qual ela fala detalhadamente sobre o caso.
De acordo com Marisa Lobo, o caso será o assunto também do programa desse domingo do pastor Silas Malafaia. A psicóloga informou à redação do Gospel Mais que em seu próximo programa Malafaia vai falar sobre a decisão da OAB em seu favor.
Leia na íntegra o pronunciamento de Marco Feliciano:
Senhor Presidente,
Senhoras e Senhores Deputados.
A psicóloga Marisa Lobo recebeu um parecer da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da Ordem dos Advogados do Brasil no Paraná, classificando o inquérito do Conselho Regional de Psicologia (CRP-PR), contra ela, por manifestar sua fé publicamente, de inconstitucional e descabida.
Na ocasião da abertura do inquérito, o CRP-PR, notificou a psicóloga Marisa Lobo de que abriria processo interno de cassação de seu registro como psicóloga, se em quinze dias (15) ela não retirasse as menções ao cristianismo de suas páginas na internet.
Marisa Lobo se recusou a acatar a sugestão do Conselho e iniciou uma campanha pessoal, em busca de referências jurídicas e apoio da sociedade para evitar a cassação de seu registro. Foi nesse momento que a psicóloga solicitou à OAB-PR que a Comissão de Direito e Liberdade Religiosa avaliasse seu caso.
No parecer enviado pela OAB, à Marisa Lobo, a ação do CRP é tratada como “inconstitucional”. O parecer foi “lavrado pela Relatora Doutora Francielli Morêz, revisado, analisado e aprovado na reunião mensal da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da OAB/PR, realizada no dia 14 de junho de 2012.
Em seu conteúdo, o posicionamento da OAB, afirma que o “ato administrativo, consubstanciado na notificação, endereçada à Psicóloga Marisa Lobo, padece de vício de inconstitucionalidade material, eis que tanto sua motivação quanto sua finalidade agridem frontalmente, na essência desta análise, o princípio fundamental da dignidade da pessoa humana, exaltado no art. 1º, inciso III da Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988, bem como os dispositivos constitucionais corroborados no art. 5º,, incisos VI e VIII”.
O parecer ressalta ainda que a manifestação de fé não pode ser considerada proselitismo, como o CRP mencionou em seu inquérito: “o ato administrativo perpetrado pelo Conselho Regional de Psicologia do Paraná, contra a consulente é indubitavelmente inconstitucional, pois de forma clara descortina a indevida utilização de um instituto jurídico de natureza conceitual diversa – o proselitismo – à conduta da Psicóloga Marisa Lobo, com o fito de cerceamento do seu direito inabalável de assumir publicamente sua fé”.
Gostaria de salientar que esse é um caso inédito no Brasil e que prova realmente que a perseguição religiosa existe, e está acontecendo é fato, e precisamos ficar atentos, pois está se estendendo a outras profissões, não somente aos psicólogos.
A questão da perseguição contra a sociedade Judaica Cristã, se deve ao fato de sermos considerados obstáculos, para uma agenda anti-família, que quer legalizar as drogas, o aborto, que querem nos transformar em massa de manobra e nos levar a crer e aceitar por exemplo, que crianças pequenas devem tocar e se deixar serem tocadas em seus órgãos genitais, como forma de estimular sua inteligência, como disse uma integrante de um seminário sobre a infância gay, promovido e apoiado por alguns Deputados, desta Casa.
Todos que se oporem a estas questões hoje, estão sendo perseguidos. Isso é grave e perigoso, e nós parlamentares devemos fazer valer a democracia verdadeira, e não permitir que grupos militantes, seja eles, quais forem, usem a bandeira de direitos humanos, como disfarce para implantar de forma totalitária e proselitísta sua ideologia, que me parece apenas uma afronta as maiorias que deles discordam. Fazem pressão social e psicológica com requintes de crueldade como estão fazendo com a psicóloga Marisa Lobo, apenas por ter coragem de expor a ciência e não aceitar ser induzida ao erro.
Dessa vez, a justiça deixou claro a inconstitucionalidade do caso Marisa Lobo, porém até quando o direito e a verdadeira ciência e política, resistirá a pressões sociais e garantirá sua imparcialidade?
Fica ai a pergunta. E quem quiser conferir na íntegra o parecer da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da Ordem dos Advogados do Brasil, no Paraná, sobre o inquérito movido pelo CRP/PR, contra a Psicóloga Marisa Lobo, entre em meu site: www.marcofeliciano.com.br.
Parabéns OAB/PR, justiça, que Deus seja louvado.

G+

Poderoso vírus vai afetar acesso de milhares de usuários a partir de segunda

Milhares de usuários de computadores ao redor do mundo, infectados com um vírus desde o ano passado, podem perder sua conexão com a internet na segunda-feira (9), com a expiração de uma rede de segurança elaborada pelas autoridades americanas, segundo especialistas. As informações são da AFP.

O problema é produzido pelo vírus conhecido como DNS Changer, criado por hackers para redirecionar o tráfego da internet ao obter IPs pelo sistema de nomes de domínio de navegadores da web (DNS). Como o vírus controla as redes, autoridades conseguiram uma ordem judicial para que o FBI pudesse operar substituindo os servidores, de modo que normalizasse o tráfego, mesmo nos computadores infectados.

No entanto, essa ordem expira na segunda-feira, quando especialistas afirmam que os computadores infectados devem enfrentar um “dia do juízo final da internet”. Os sites do FBI, Facebook, Google, provedores da internet e empresas de segurança estão alertando seus usuários sobre o problema, além de orientarem sobre formas de corrigir a falha.

O maior número de computadores afetados está nos Estados Unidos (69.000), mas ao menos 4 milhões de máquinas em mais de 100 países podem ter sido infectadas.

VEJA SE O SEU PC ESTÁ INFECTADO - É possível verificar se o seu computador está infectado fazendo um teste através do site http://www.dns-ok.us/. Ao acessar a página, um banner vai informar se a sua rede está infectada.

Fonte: NE10

Frei é preso suspeito de abusar de meninos em SC

Um frei suspeito de pedofilia foi preso na tarde de sexta-feira na cidade de Forquilhinha, localizada na região sul de Santa Catarina.

O religioso, que há mais de 40 anos exercia o sacerdócio, era o pároco da Igreja do Sagrado Coração de Jesus. Sua identidade não foi revelada, apenas as iniciais do nome: P.B

A Justiça de Santa Catarina determinou a prisão preventiva do frei após decisão do juiz Felippi Ambrósio, da comarca local. O pedido de prisão partiu da Polícia Civil, que recebeu uma série de denúncias contra o religioso. O frei teria molestado crianças dentro da própria igreja, de acordo com os dados apurados durante a investigação.

O fato gerou surpresa no pequeno município de 20 mil habitantes. Nos próximos dias, serão ouvidas testemunhas e supostas vítimas do padre, que organizava uma festa para comemorar seus 44 anos de ordenação religiosa. O juiz de direito anotou na decisão que a "a privação da liberdade do religioso é necessária para a instrução processual e para a garantia da ordem pública, especialmente para fazer cessar os supostos abusos - que já ocorreriam há bastante tempo, sempre contra crianças e adolescentes do sexo masculino", anotou.

O religioso permanece detido no presídio Santa Augusta, em Criciúma. A Justiça ainda determinou a busca e apreensão de computadores e documentos na casa paroquial para analisar os possíveis materiais relacionados à prática do crime de pedofilia.

Fonte: Terra

Pastor Marcos Pereira e José Junior trocam ofensas após audiência

Pastor Marcos Pereira e José Junior trocam ofensas após audiência
O pastor Marcos Pereira, líder da Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias, vem sendo acusado por José Junior, líder do AfroReggae, de comandar ações criminosas no Rio de Janeiro. Foram várias trocas de acusações até que o pastor solicitou, junto a sua assessoria jurídica, um pedido de audiência buscando uma possível reconciliação entre os dois e o abandono dos processos mútuos.
José Junior não aceitou, dizendo que mantém tudo o que disse e afirmou que fará novas revelações em seu perfil no Twitter. Entrevistado pelo jornal Extra, ele afirmou que não aceitou a proposta de conciliação, porque “lugar de bandido é na cadeia” e que não faria acordo “com gente do mal”.
Em setembro deve ocorrer uma nova audiência do caso, mas José Junior está irredutível, afirmando que Marcos Pereira é um “cabeça do crime” na cidade e que possui uma “mente criminosa”. Pouco tempo depois, postou no Twitter a seguinte mensagem aos seus mais de 60 mil seguidores “Sai da audiência de reconciliação agora. Por + q o verme topou retirar a queixa contra mim eu não retirei o q falei dele! Mantenho tudo! (sic)”.
Curiosamente, também usou o microblog para anunciar que fará um evento dia 25/8 na Praça Tropicalismo, em Vigário Geral, com a pastora Fernand Brum, mostrando que não tem nada contra os evangélicos.
Ainda no tribunal, o pastor, por sua vez, desafiou o líder do AfroReggae a provar tudo que disse. Afirmou ainda que tentou acabar com o conflito e que está orando, junto com sua igreja, para que José Junior se converta e possa ser um grande pregador da Palavra de Deus. Para ele, Junior tem inveja do sucesso do seu trabalho.
Pereira deseja prosseguir com o caso, através da assessoria jurídica e do seu advogado, mas insistiu que seu objetivo maior é ver Junior convertido. Ao ser perguntado se teria o apoio de políticos, afirmou que do seu lado estão somente “Jesus de Nazaré, Jeová, o Espírito Santo, Arcanjo Gabriel e Miguel… e toda a autoridade de DEUS, SANTO JEOVÁ (grito)” .
Assista ao vídeo na integra:

ISLÂMICO BONZINHO , NÉ - Vídeo de mulher executada no Afeganistão é colocado na internet

Imagem retirada de video mostra homem atirando em mulher afegã (Foto: AFP)Imagem retirada de video mostra homem atirando em mulher afegã na província de Parwan (Foto: AFP)
 
Um vídeo que mostra a execução a bala de uma mulher suspeita de adultério em um povoado próximo a Cabul relançou a polêmica sobre a condição feminina no Afeganistão depois de dez anos de presença internacional.
As imagens são horríveis. Em um pequeno povoado da província de Parwan, dezenas de homens, sentados no chão ou nos telhados das casas, observam a mulher coberta por um véu. A acusada, sentada, ouve a sentença de morte sem mover-se ou tentar escapar.

"Esta mulher, filha de Sar Gul, irmã de Mustafá e esposa de Juma Jan, fugiu com Zemarai. Não a viram no povoado durante mais ou menos um mês", enuncia um homem, aparentemente um juiz, com barba longa e negra. Em seguida cita versículos do Corão que condenam o adultério.

"Mas, por sorte, os mujahedines a pegaram. Não podemos perdoá-la. Juma Jan, seu marido, tem o direito de matá-la , afirma ainda.

Em seguida, é entregue um fuzil Kalashnikov a um homem vestido de branco, que se coloca por trás da acusada.

Dez disparosAo grito de "Alá akbar" (Deus é grande), o homem dispara duas vezes na direção da mulher, errando o alvo. A terceira bala atinge a cabeça da vítima, que cai por terra. O que não impede o marido de disparar mais dez vezes contra ela.

Entre os presentes, apenas homens, alguns gravam a cena com seus celulares. Outros pedem ao assassino que pare de disparar.

Segundo a versão oficial, Najiba, de 22 anos, foi detida pelos talibãs por ter mantido "relações" (extra-conjugais) com um comandante talibã do distrito de Shiwari, também em Parwan, e foi condenada à morte.

O ministério do Interior afegão condenou com firmeza o que chamou de "ato anti-islâmico e desumano cometido por assassinos profissionais".

Todos os meses são registrados crimes odiosos contra mulheres no Afeganistão, principalmente nas zonas rurais, onde regem as tradições.

Segundo a organização não-governamental Oxfam, 87% das afegãs afirmam ter sido submetidas a violências físicas, sexuais ou psicológicas, ou a um casamento forçado.

Inf. G1

VIA GRITOS DE ALERTA

JACO - ISRAEL

De todos os relatos da Torá, este é um dos mais envoltos em mistério. Conta-nos a história da luta entre um ser humano e um anjo e a da ...