terça-feira, 26 de junho de 2012

PERSEGUIÇÃO ? Orações públicas em nome de Jesus são proibidas nos EUA

Orações públicas em nome de Jesus são proibidas nos EUA
Os capelães do Departamento de Polícia de Charlotte-Mecklenburg, na Carolina do Norte foram proibidos de usar o nome de Jesus nas suas orações durante as cerimônias oficiais.
O major John Diggs, supervisor do programa de capelania, explicou que o objetivo é demonstrar uma sensibilidade maior a todas as religiões. Afinal, há policiais muçulmanos e judeus naquele departamento de polícia. “(É uma) questão de respeito pelas pessoas que podem ter religiões diferentes e que isso não visa nenhuma religião ou denominação específica. O departamento de polícia não pertence a nenhuma igreja”, explicou.
O pastor Terry Sartain, da igreja Christian Horizon Fellowship, que atua como voluntário no serviço de capelania da polícia durante 7 anos, disse que estava triste com a nova decisão. “Eu sou um pastor e Jesus é a única coisa que tenho a oferecer para abençoar essas pessoas. Ele deu a sua vida por mim, e não tenho mais nada para oferecer. Os cristãos só têm a Cristo para oferecer”.
“Isso gera em nós uma preocupação muito real sobre onde estamos indo como nação. Eu sirvo a um Deus que ama as pessoas incondicionalmente, que morreu por seus pecados na cruz. Ele quer se reconciliar com elas e amá-las. Agora estão me dizendo que não posso abençoar as pessoas?”, completou.
O pastor Sartain disse que discorda da decisão que lhe foi imposta e por isso foi informado que não poderá mais servir como capelão. O major Diggs disse apenas que todo capelão que se recusa a cumprir a determinação será substituído. A nova diretriz se aplica a eventos como formaturas, promoções, festividades ou funerais que envolvam todos os policiais.
A situação rapidamente ganhou as manchetes de vários jornais norte-americanos e está gerando muita discussão entre os capelães que servem em diferentes locais, pelo temor de que isso se torne uma norma nacional.
Mike Williams, que é policial de carreira, mas também serve como capelão no Colorado, diz que a ordem dada a Sartain é ilegal. “Como capelão e policial cristão, obedeço ordens, em conformidade com Romanos 13:1-4. Porém, isso não deve comprometer meu compromisso com Deus”, afirmou.
“Quando Deus inspirou Paulo a escrever essa passagem, Nero era o imperador e estava matando milhares de cristãos que não renunciavam à sua fé… Esta é uma ordem que os cristãos devem recusar”, afirmou.
Ele contou ainda que um de seus colegas foi instruído explicitamente a não usar mais o nome de Jesus, então decidiu terminar sua oração dizendo “no santo nome de Yeshua”, a versão hebraica do nome de Jesus. No entanto, há quem discorde que isso se trata de um problema.
Em um site popular entre os que trabalham com capelania, uma mensagem assinada por um capelão católico dizia: “Não há nenhum conflito de fé numa oração em que qualquer pessoa, de qualquer tradição de fé, use apenas o nome do Deus de todos os povos, qualquer que seja o nome que demos ao Deus todo-poderoso “.
Traduzido e adaptado de CNB e Christian News/Gospel Prime

ALERTA- Coca-Cola vendida no Brasil tem maior concentração de substância potencialmente cancerígena


    De acordo com o Centro de Pesquisa CSPI, o refrigerante vendido no Brasil contém 263 mcg (microgramas) do corante cancerígeno em 350 ml. Essa concentração é muito maior em comparação com a Coca-Cola vendida no Quênia

  • De acordo com o Centro de Pesquisa CSPI, o refrigerante vendido no Brasil contém 263 mcg (microgramas) do corante cancerígeno em 350 ml. Essa concentração é muito maior em comparação com a Coca-Cola vendida no Quênia
A Coca-Cola comercializada no Brasil contém a maior concentração do 4-metil-imidazol (4-MI), subproduto presente no corante Caramelo IV, classificado como possivelmente cancerígena. A análise foi realizada no Centro de Pesquisa CSPI (Center for Science in the Public Interest), de Washington D.C. Eles testaram a quantidade da substância nas latas de Coca-Cola também vendidas no Canadá, Emirados Árabe, México, Reino Unido e nos Estados Unidos. As informações sobre o estudo foram divulgadas pelo Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor).
A pesquisa que apontou os riscos do Caramelo IV à saúde das pessoas foi feito pelo Programa Nacional de Toxicologia do Governo dos Estados Unidos e fez com que a Iarc (Agência Internacional para Pesquisa em Câncer), da OMS (Organização Mundial da Saúde), incluísse o 4-MI na lista de substâncias possivelmente cancerígenas.
Concentrações
De acordo com o Centro de Pesquisa CSPI, o refrigerante vendido no Brasil contém 263 mcg (microgramas) do corante cancerígeno em 350 ml, cerca de 267mcg/355ml. Essa concentração é muito maior em comparação com a Coca-Cola vendida no Quênia, que ficou na segunda posição, com 170 cmg/355ml.

Quantidade de 4-metil-imidazol (4-MI) na Coca-Cola em nove países

País 4-MI em microgramas (mcg) em cada 355 ml
Brasil 267
Canadá 160
China 56
Japão 72
Quênia 177
México 147
Emirados Árabes Unidos 155
Reino Unido 145
Estados Unidos (Washington DC) 144
Estados Unidos (Califórnia) 4
A Coca-Cola do Brasil fornece nove vezes mais o limite diário de 4-MI estabelecido pelo governo da Califórnia, que estipulou a quantidade máxima de 39 ml do refrigerante por dia e nenhum outro produto que possui o corante Caramelo IV em sua composição.
Como nos últimos 30 anos o consumo de refrigerante quintuplicou no Brasil, o Idec ressalta que, independentemente da presença do corante, todas as bebidas que contêm açúcar devem ser evitadas, pois se consumidas em excesso podem aumentar o risco de diabetes, obesidade e doenças associadas aos cânceres de esôfago, rins, pâncreas, endométrio, vesícula biliar, cólon e reto.
Mudanças
Nos Estados Unidos, após diversas petições de entidades de defesa do consumidor, o Estado da Califórnia reconheceu a periculosidade do aditivo. Diante disso, empresas como a Coca-Cola e a Pepsi dos Estados Unidos divulgaram que realizarão mudanças em suas fórmulas, de acordo com o instituto.
Por ser um ingrediente que desempenha uma função puramente estética, o Idec questionou às empresas brasileiras se elas possuíam outras alternativas ao Caramelo IV. Foi indagada, ainda, a quantidade de 2-metilimidazol e 4-metilimidazol presente em seus produtos.
À Anvisa, o Idec questionou a base científica para permissão do uso do Caramelo IV no Brasil (estudos que garantem a segurança do aditivo), e se a agência monitora as quantidades de Caramelo IV e 2-metilimidazol e 4-metilimidazol presentes nos produtos alimentícios brasileiros. O Idec exigiu que a agência adotasse providências imediatas, tendo em vista a proteção à saúde do consumidor.
As empresas e a Anvisa terão o prazo de 10 dias para responder aos questionamentos do Idec.
Outro lado
No fim da tarde desta segunda-feira, a Coca-Cola enviou comunicado em que afirma que quantidade da substância 4-metil-imidazol (4-MI) presente no corante caramelo utilizado nos produtos é "absolutamente segura" e segue os padrões aprovados pela Anvisa.
"Coca-Cola não vai alterar sua fórmula mundialmente conhecida. Mudanças no processo de fabricação de qualquer um dos ingredientes, como o corante caramelo, não tem potencial para modificar a cor ou o sabor da bebida. Ao longo dos anos já implementamos outras mudanças no processo de fabricação de ingredientes, no entanto, sem alterar nossa fórmula secreta", afirma a empresa.
"Continuamos a nos orientar por evidências científicas sólidas para garantir que nossos produtos sejam seguros. Coca-Cola Brasil produz bebidas rigorosamente dentro das normas e observando as regras sobre quantidades e ingredientes recomendadas. O elevado padrão de qualidade e segurança dos nossos produtos permanece sendo nossa mais alta prioridade."


FONTE . http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2012/06/26/estudo-aponta-que-coca-cola-vendida-no-br-tem-maior-concentracao-de-substancia-cancerigena.htm

Evangélicos do Paraguai pedem oração pela paz no país

Federico Franco, novo presidente do Paraguai.
A Associação de Pastores Evangélicos do Paraguai enviou um comunicado pedindo oração para as igrejas cristãs do país e de todo mundo, para que intercedam pedindo paz, reconciliação e unidade entre todos os paraguaios.
Os recentes problemas políticos estão resultando em uma série de conflitos no país. No texto eles citam a base bíblica de I Timóteo 2:1-5 que pede pela divina direção, proteção e benção de Deus em favor do povo paraguaio e do governo.
“Como ministros de Cristo somos mensageiros permanentes da paz, do amor, do perdão, da amizade, da unidade, da igualdade, da fraternidade, da tolerância, da liberdade, da solidariedade, da reconciliação, da felicidade, do respeito, da cooperação, da honestidade, da humildade, da decência e da fundamental fé em Deus. Pedimos a Deus que estes grandes valores e virtudes reinem em nosso país permanentemente”, diz o comunicado.
O presidente Fernando Lugo foi destituído do cargo na última semana depois de ser julgado e considerado culpado por “mau desempenho”, mas ele pretende resistir ao novo governo.
Diante do caos que tem se instalado no país, a APEP pede oração para que Deus conceda muita sabedoria e inteligência para as autoridades dos três poderes do Estado para que eles encontrem uma solução satisfatória para todo o povo paraguaio.
Com informações Acontecer Cristiano

Vizinho reconhece menina desaparecida em SP e chama PM


Um vizinho da menina Brenda Gabriela, que desapareceu durante um evento religioso no Centro de São Paulo, viu o momento em que um homem passava com a garota na Rua Vergueiro, na região da Liberdade, também no Centro, e pediu ajuda à Polícia Militar na tarde de segunda-feira (25). O rapaz tentou agarrar o homem, mas ele abandonou a criança e fugiu. A polícia procura o suspeito.



A menina estava com o cabelo mais curto do que estava no dia em que desapareceu durante evento da Igreja Pentecostal Deus é Amor. De acordo com a mãe da criança, Geiza Mari Silva, Brenda relatou maus tratos. “Ele deixava a criança debaixo das cobertas o dia inteiro. Ela passava fome e frio”, disse. Brenda deve passar por novos exames médicos e psicológicos nesta terça-feira (26).

O reencontro com a família ocorreu no 5º Distrito Policial, para onde a menina foi levada. A mãe chorou muito ao pegar a filha no colo. Ela deixou de trabalhar para procurar a menina.

Geiza espalhou cartazes pelas ruas da Mooca com a imagem da criança. No dia 13 de junho, o irmão de Brenda ajudou a elaborar o retrato falado de um homem que teria se aproximado e feito um carinho na cabeça da menina durante o evento.

No templo onde a criança foi vista pela última vez, o registro de desaparecimento foi feito no dia 10 de junho, às 23h. Desde então, a igreja começou uma campanha na internet pedindo ajuda dos fiéis pra encontrar a menina.

VIA GRITOS DE ALERTA.
INF. G1

O QUE SIGNIFICA 5777--"LEI PERFEITA, LEI DA LIBERDADE"

(TG 2:8; 1:25)(ler -2 Co 3:16 a18)."SE CRISTO VOS LIBERTAR SEREIS VERDADEIRAMENTE LIVRES."(JO 8:36)-- Para que...