segunda-feira, 4 de junho de 2012

A unção da Rua Azusa no Brasil

 


Para este ano de 2012, eu, pastor Joel Engel convidei Fred Berry para percorrer o Brasil do Sul até o Norte (ROTA DO FOGO) junto comigo orando para que o Brasil receba o Avivamento que aconteceu na Azusa.
Em setembro faremos um Ato Profético saindo da Rua AZUSA e começando pelo Sul do Brasil, vamos até Brasilia no dia 7 de setembro, onde vamos fazer um Ato Profético, e depois vamos até o ultimo morador de Roraima na tribo Macuxi e Wapichana na Comunidade Manoá fronteira com Guiana Inglesa. Feremos paradas estratégicas em algumas capitais, onde estaremos ministrando em Igrejas e locais próprios. Queremos levar esta unção para esta geração de pastores e líderes que queiram o Fogo do Espirito Santo que caiu na Azusa para incendiar o Brasil.
CONVITES: Entre no site e faça o convite. www.joelengel.com.br email: joelengel#@terra.com.br ou @pastorjoelengel
Eu estava em Toronto em 2008 e a Glória de Deus encheu o lugar e Deus usou os profetas para lhe ungir para profetizar o avivamento no Brasil. Deus me deu uma visão e uma missão baseada em Ez 20: 45 – 58 E veio a mim a palavra do SENHOR dizendo: Filho do Homem, dirige o rosto para o caminho do Sul, e profetiza para o caminho do Sul, e derrama tuas palavras ao bosque do campo do Sul. Dize ao bosque do Sul: ouve a palavra do SENHOR JEOVÁ: Eis que acenderei em ti um fogo que em ti consumirá toda arvore verde e toda arvore seca; não se apagará a chama flamejante; antes, com ela se queimarão todos os rostos, desde o Sul até o Norte. E toda carne verá que eu, o SENHOR, acendi, não se apagará.
Dias depois saí de Toronto com uma equipe e fomos a Argentina e fizemos um ato profético acendendo o Fogo do Avivamento. Logo viajamos até o Norte (Roraima) e subimos ao Monte Roraima (o ponto mais setentorial do Brasil) e tocamos o Shofar profetizando avivamento. Depois fomos até o estado de Sucre na Venezuela na cidade de Cumanã, a mais antiga do Continente. Deus fez maravilhas nesta jornada que denominei de ROTA do FOGO.
Destaco algumas coisas maravilhosas que Deus fez nesta jornada:
- GOVERNADORES PARA CRISTO:
Ministramos aos Governadores dos três estados que passamos: RS, RR e estado de SUCRE. Todos aceitaram Jesus e entregaram seus estados para Deus. Todos estão envolvidos com a Obra de Deus hoje. Tarso Genro (RS) está em comunhão com os pastores. José de Anchieta Junior (RR) realiza e participa de cultos no palácio todas as segundas-feiras. Enrique Maestro (Sucre) hoje freqüenta a igreja evangélica.
NAÇÕES INDIGENAS PARA CRISTO:
Nesta caminhada Deus fez uma obra maravilhosa com os índios em Roraima. Hoje estamos reunindo índios convertidos e que são pregadores e ungimos e os enviamos para fazer a ROTA DO FOGO levando a palavra de Deus desde o Sul até o Norte do Estado. No fim de ano as nações indígenas se encontram no Monte Roraima onde nós vamos pregar para eles.
Nesta Jornada vamos fazer paradas estratégicas no caminho. Estaremos em contato com igrejas e ministérios que queiram promover encontros e reunir o maior numero possível de lideres e missionarios para serem abençoados e receber a unção de ministério.
Estamos recebendo convites pelo site: www.joelengel.com.br @pastorjoelengel email: joelengel@terra.com.br


 

SUPREMACIA DAS FORÇAS DE DEFESA DE ISRAEL - AS IDF MAIS FORTES QUE NUNCA


Israel está criando uma vantagem militar estratégica que é sem precedentes na história do conflito israelo-árabe.
Uma série de inovações no mar, no ar e no terreno, que o inimigo não tem - e que não terá - está mudando completamente o equilíbrio de poder no Médio Oriente. Com estas inovações, as IDF estão-se tornando num exército inquestionavelmente poderoso e dissuasor.
Israel já recebeu submarinos Dolphin feitos na Alemanha, os quais, juntando os desenvolvimentos tecnológicos israelitas neles instalados, passam a ser dos submarinos mais avançados do mundo. O número de submarinos na Marinha israelita passará a ser de 5. Segundo fontes internacionais, estes submarinos podem disparar mísseis balísticos e outros potencialmente nucleares.
Segundo estudos internacionais, este é o poder nuclear mais eficaz que Israel tem para deter o Irãn.
Só outros cinco países é que têm submarinos balísticos com potencial nuclear: os Estados Unidos, a Rússia, a China, a França e a Grã-Bretanha. Após a chegada dos 2 submarinos a Israel, o país tornar-se-á na terceira potencia mundial nessa linha, à frente da China, França e Grã-Bretanha.
Os submarinos são móveis e evasivos, não podendo assim ser facilmente destruídos, e podem aproximar-se bastante do alvo a atingir. Foi por essas razões que a França decidiu anular completamente o seu arsenal de mísseis nucleares em terra e transformá-lo num arsenal de poder nuclear no ar e no mar. O elemento territorial, que sempre foi um problema em Israel, fica resolvido através dos submarinos.
Entretanto, o presidente Obama prometeu a Israel outros 20 bombardeiros "invisíveis" F-35, em troca do "congelamento" das construções em Jerusalém. Os primeiros 20 aviões serão pagos com a ajuda militar norte-americana a Israel. A vantagem deste aviões, com o custo de 2,7 biliões de dólares, é que não podem ser detectados pelos radares inimigos e podem descolar e aterrar verticalmente. Os aviões só chegarão daqui a quatro anos, no entanto a Força Aérea Israelita nessa altura já conseguirá voar por todo o Médio Oriente sem ser detectada.
Segundo relatos produzidos ainda durante este mês, as IDF estão também começando a receber o novo sistema de defesa anti-míssil para os seus tanques avançados. Actualmente os tanques israelitas de última geração Merkava 4 têm sido reforçados com o sistema, e a intenção é ir gradualmente equipando os tanques Merkava com o mesmo. O sistema inovador, produzido pela autoridade israelita em armamento, "Rafael", foi desenvolvido em Israel e é o único de seu género e capacidade no mundo. A sua qualidade é atestada pelo facto de os EUA quererem comprá-lo para as suas tropas no Afeganistão.
Esta "revolução" militar elimina a superioridade de estados como a Síria e de grupos terroristas como o Hezbollah, no que concerne aos mísseis anti-tanque. Após a Segunda Guerra do Líbano, o Hezbollah fez depender toda a sua doutrina militar investindo em milhares de mísseis anti-tanque, não se preocupando em comprar nenhuns tanques de guerra, devido a essa táctica de mísseis. No entanto, ao serem neutralizados esses mísseis, o Hezbollah ficará vulnerável à face do avanço das tropas israelitas. O mesmo acontece com a Síria e com os seus antiquados tanques.
É este desequilíbrio militar a favor de Israel que levará os seus inimigos a pensarem duas vezes antes de se meterem em alguma aventura...
Shalom, Israel!

"A RETIRADA DE GAZA FOI UM ERRO"



Dezenas de parlamentares  de toda  Europa  visitaram o Museu Gush Katif em Jerusalém durante uma visita a Israel. O ministro do Likud Ayoub Kara juntou-se a eles, e todos  acenderam as velas do Chanukah, num gesto de solidariedade com o povo judeu.
À medida que iam visitando o museu, os parlamentares comentavam sobre  a retirada unilateral feita por Israel da Faixa de Gaza em 2005, denominada "Desprendimento", foi um erro.
Segundo eles, a medida unilateral, resultado de anos de ataques terroristas foi vista pelos radicais islâmicos como uma vitória para a sua ideologia.
Segundo Rene Stadtewitz, chairman do partido alemão "Partido da Liberdade" os judeus israelitas deveriam construir em todo o território de Israel, particularmente na Judéia e Samaria. Na sua opinião, entregar terras não traz a paz, mas, pelo contrário, fortalece os terroristas.
Os parlamentarists visitaram a Judéia e a Samaria e notaram que muito do território de Israel pode ser visto a partir dos montes da Judéia e da Samaria, tornando uma retirada da região algo extremamente perigoso.
Kara apelou a que Israel construa relações fortes e próximas com os parlamentaristas, membros do partido europeu "Nova Direita", que apoia Israel e se preocupa com o extremismo islâmico. Segundo Kara, o partido "Nova Direita" tem interesses partilhados com o povo e o estado de Israel.
Israel retirou-se de Gaza e removeu à força milhares de judeus das suas casas na região, apesar de nada terem recebido em contrapartida da Autoridade Palestiniana. Após a retirada de Gaza, os terroristas aumentaram os seus ataques com morteiros e foguetes no sul de Israel, numa escalada de violência até à "Operação Chumbo Pesado" no início de 2009, que reduziu drasticamente o número de ataques palestinianos.
As velas que os parlamentaristas acenderam estavam colocadas num candelabro especial construído com invólucros de morteiros disparados pelos terroristas a partir de Gaza contra os cidadãos israelitas de Gush Katif. O candelabro (menorah) foi criado por Gideon Rivlin, um residente de Gush Katif e pai de cinco filhos, e que mais tarde foi assassinado num ataque terrorista.
Shalom, Israel!

Em entrevista à revista Veja, pastor Silas Malafaia crítica pastores “espertalhões” e afirma que distância que o separa de Edir Macedo “vai do Brasil à China”

Em entrevista à revista Veja, pastor Silas Malafaia crítica pastores “espertalhões” e afirma que distância que o separa de Edir Macedo “vai do Brasil à China”
O pastor Silas Malafaia concedeu entrevista à revista Veja, e afirmou que desafia “qualquer um a apresentar uma entidade que recupere mais pessoas do que as igrejas evangélicas”.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
A conversa foi publicada na sessão “Páginas Amarelas”, que apresentou o pastor como “um dos mais respeitados televangelistas brasileiros”. Malafaia ressaltou que a mensagem bíblica pregada nas igrejas evangélicas tem muito valor: “A Bíblia é o melhor manual de comportamento humano do mundo”.
Segundo o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, os pastores pregam “uma mensagem de grande utilidade para a vida das pessoas também depois do culto”. Silas Malafaia referiu-se às mensagens contra práticas homossexuais e de promiscuidade.
O pastor afirmou na entrevista que o crescimento dos fiéis nas igrejas evangélicas é movido pela forma didática que a mensagem é apresentada: “De que adianta eu fazer o meu fiel ficar duas horas dentro de um templo se, quando aquilo acaba, nada muda nas relações dele com a família, com o trabalho e na vida social? Nós pregamos uma mensagem que condiciona a prática da pessoa no seu dia a dia”, disse Malafaia.
Silas Malafaia se queixou da imprensa, dizendo que existe “um preconceito miserável” contra os evangélicos, que são descritos como “idiotas, tapados, semianalfabetos”.
Sobre a arrecadação de dízimos e ofertas nas igrejas evangélicas, o pastor disse haver muitos “espertalhões” que se aproveitam dos fiéis: “Tem muito bandido por aí. Mas esses malandros [pastores] não conseguem segurar o povo. A distância que me separa de um Edir Macedo, por exemplo, vai do Brasil à China, mas é um erro achar que todo mundo que dá dinheiro à igreja dele, a Universal, é imbecil ou idiota”.
Explicando a motivação dos fiéis em ofertar, Malafaia afirmou que “a pessoa doa porque se sente abençoada, porque se libertou da bebida, vício que consumia todas as economias dela e que a deixava sem condições até de pagar a conta de luz. Ninguém é obrigado a ofertar”.
PL 122
Silas Malafaia, considerado um dos principais oponentes ao projeto que específica penas para o crime de homofobia, disse na entrevista à revista Veja que se sentiu impelido à se manifestar sobre o projeto porque caso tivesse se calado, “a casa tinha caído”.
O pastor voltou a classificar o projeto de lei como uma tentativa dos ativistas gays em criarem vantagens para si próprios: “Essa lei é a lei do privilégio, e o Brasil não é homofóbico. Eu separo muito bem os homossexuais dos ativistas gays. Esses últimos querem que o Brasil seja homofóbico para mamar verba de governo, de estatais, é o joguinho deles”, disse.
E, novamente, o pastor rebateu acusações de homofobia: “Homofobia é uma doença. Ódio aos homossexuais, querer matá-los ou agredi-los é uma doença. Agora, opinião não é homofobia”.
Fonte: Gospel+

Jovem pede ajuda em igreja e culto acaba em pancadaria

Jovem pede ajuda em igreja e culto acaba em pancadaria
Um jovem entrou em uma igreja evangélica da cidade de Piracicaba, interior de São Paulo, durante o culto de domingo (3) conversou com a esposa do pastor e se sentou entre os demais membros. Minutos depois cerca de 40 pessoas entraram no templo para tentar agredir o jovem e o culto acabou em pancadaria.
O pastor Júlio César Carneiro, de 38 anos, prestou declaração para a Polícia e também falou com a reportagem do G1 explicando a sua versão sobre o ocorrido. “Esse rapaz entrou na igreja, conversou com a minha esposa e sentou. Minutos depois, 30 ou 40 pessoas estavam na frente da igreja para bater nele”, disse.
Carneiro precisou pular para tentar impedir que o jovem fosse agredido. “Eu pulei em um homem para tirar ele de cima do jovem. Fiquei com o cotovelo machucado”, disse o pastor.
Mas no boletim de ocorrência foi registrado que o tal jovem entrou na igreja para tentar fugir das pessoas que queriam agredi-lo por ele ser homossexual.
Outras versões dizem que ele teria roubado uma pessoa enquanto caminhava pelas ruas rumo a um baile funk. O jovem não teve seu nome divulgado e procurado pela redação do portal G1 não foi encontrado para explicar os motivos dessa agressão.
No culto estavam aproximadamente 70 pessoas que acabaram se envolvendo nessa confusão. “Teve senhora batendo com bíblia nas pessoas, gente correndo para proteger as crianças. Havia cerca de 30 crianças no culto. Graças a Deus não aconteceu nada de grave”, contou o pastor.
Com informações G1

Judeus Concluem Preparativos para Construção do Terceiro Templo



O Monte Moriá ou Monte do Templo, onde se encontra o Domo da Rocha, é o lugar original do Templo de Jerusalém, a qual 64% dos judeus israelenses, segundo pesquisa recente, desejam ver reconstruído.

Instituto do Templo e outros grupos de judeus ortodoxos já têm todos os 102 artigos do Templo prontos para começar a reconstrução
As profecias bíblicas relacionadas ao final dos tempos falam do Templo de Jerusalém como uma realidade no período da Grande Tribulação e do Milênio (período de mil anos em que Cristo reinará com Sua Igreja sobre a Terra). Mas, o Templo, sabemos, não foi ainda reconstruído. Porém, quase todos os passos que precisavam ser dados para que isso acontece já são realidade. Se não, vejamos.

Em primeiro lugar, para o Templo ser reconstruído, seria necessário Israel voltar a existir como uma nação, o que ocorreu em 1948. Em segundo lugar, seria necessário a reconquista da cidade de Jerusalém, o que também já aconteceu, em 1967. Em terceiro lugar, seria necessário ainda que todos os utensílios do Templo fossem restaurados. E isso já está acontecendo. Ou melhor, os utensílios já estão praticamente concluídos.

A primeira vez que o assunto reconstrução do Templo chamou a atenção da mídia mundial foi em 1989, quando a revista norte americana Time, em sua edição de 16 de Outubro de 1989, cuja matéria de cara era intitulada "Time for a New Temple? ("Tempo para um Novo Templo?"), apontava o desejo crescente entre os judeus ortodoxos em Israel de ver o Templo de pé mais uma vez. Por essa época, dava seus primeiros passos o chamado Instituto do Templo.

Erguido na Cidade Velha de Jerusalém, o Instituto do Templo tem se dedicado com afinco, durante as últimas duas décadas, aos preparativos para a reconstrução do Templo, chegando hoje praticamente ao final dessa preparação, em mais um sinal evidente da proximidade da Segunda Vinda de Jesus. Em seus pouco mais de 20 anos de existência, o Instituto já recriou o candelabro do Templo (Menorah), a um custo de 3 milhões de dólares, além de harpas, altares, recipientes para incenso e as roupas dos sacerdotes, tudo meticulosamente igual à descrição bíblica desses artigos. Ao todo, são 102 os utensílios necessários para os rituais do Templo; e hoje todos eles - isso mesmo: todos - já estão prontos. O últimmo passo será a busca de restos (cinzas, por exemplo) das novilhas vermelhas, uma espécie de novilha em extinção que, sendo um animal kosher (puro), era usado no ritual de purificação dos sacerdotes antes de adentrarem o Templo de Jerusalém, segundo o texto de Números 19.

O objetivo dos judeus ortodoxos ligados ao Instituto é clonar a novilha vermelha a partir dos restos que eventualmente possam ser encontrados para que, após a reconstrução do Templo, os sacerdotes já estejam ritualmente prontos para servir. Ou seja, até os avanços recentes na área de genética favoreceram os planos e a fé daqueles que têm se dedicado à reconstrução, e que, inclusive, já elaboraram uma lista de judeus que são provavelmente descendentes de Levi, conforme estudo meticuloso da árvore genealógica de milhares de judeus, para exercerem a função de sacerdotes. Muitos deles já estão de sobreaviso e totalmente integrados ao projeto.

O rabino Yisrael Ariel, fundador do Instituto e considerado um dos maiores especialistas no mundo em rituais do Templo de Jerusalém, afirma que a função do Instituto sempre foi e será "dedicar-se à recriação de artefatos usados no Templo não apenas como um exercício histórico, mas como uma maneira de se preparar para sua reconstrução". Algumas das últimas recriações do Instituto são surpreendentes e realçam sua dedicação. Em dezembro de 2007, por exemplo, o Instituto anunciou a conclusão da confecção do candelabro e da coroa de ouro maciço que a Bíblia diz que o sumo sacerdote levava no cumprimento dos seus deveres no Templo. De acordo com a agência de notícias israelenses Israel National News, os artistas que trabalharam na coroa e no candelabro seguiram escrupulosamente, durante mais de um ano, as instruções registradas na Bíblia hebraica e as informações sobre a coroa e o candelabro gravadas em antigas fontes históricas para chegar ao formato final nos dois artigos, que são considerados hoje absolutamene fidedignos aos originais.


Candelabro do terceiro Templo já está pronto e à mostra no Instituto do Templo
Pedra Angular do Templo
Mas, não são apenas os centenas de rabinos do Instituto do Templo que têm se dedicado aos preparativos para a reconstrução. Outros grupos judeus ortodoxos relacionados também manifestam-se nesse sentido. Em 21 de Maio deste ano, por exemplo, um grupo de judeus denominado "Movimento de Fidelidade à Terra de Israel e ao Monte Templo" (Temple Mount and Land of Israel Faithfull Movement) realizou uma passeata em Jerusalém deslocando uma pedra de quase quatro toneladas que é considerada por alguns judeus ortodoxos a pedra angular para a edificação do terceiro Templo de Jerusalém.

O dia 21 de Maio foi escolhido para a realização da passeata porque é o "Dia de Jerusalém" em Israel, data em que os judeus celebram a vitória na Guerra dos Seis Dias, quando Israel reconquistou Samaria, Judéia, Gaza, os Montes de Golan e Jerusalém. Durante a passeata com a pedra de esquina que provavelmente suportará a edificação do Templo, o grupo do "Movimento de Fidelidade à Terra de Israel e ao Monte do Templo" protestou em frente ao Consulado dos Estados Unidos por causa da política para o Oriente Médio adotada pelo atual presidente norte-americano, Barack Hussein Obama, que quer dividir a cidade de Israel, estabelecendo a capital do Estado árabe dentro de Israel. Em frente ao Consulado, a multidão bradava: "Tirem as mãos da Terra de Deus e do povo de Israel e de Jerusalém!". Ao chegar no portão de Jaffa, na cidade velha de Jerusalém, o grupo de fiéis dançou e tocou trombetas de prata declarando seu amor a Jerusalém.

O grupo dos Fiéis do Monte do Templo é liderado pelo rabino Gershon Salomon, que já afirmou em entrevista ao arqueólogo norte-americano e cristão Randall Price (autor de Arqueologia Bíblica, CPAD) nos anos 90 o que se segue: "Creio que a reconstrução do Templo é a vontade de Deus. O Domo da Rocha deve ser retirado. Devemos, como sabem, removê-lo. E hoje temos todo o equipamento para fazer isso, pedra por pedra, cuidadosamente, embalando-o e enviando-o de volta para Meca, o lugar de onde veio. (...) No dia certo - creio que em breve - essa pedra [de esquina] será colocada no Monte Templo, trabalhada e polida. Será a primeira pedra para o terceiro Templo. A pedra não está longe do Monte Templo, mas bem perto das muralhas da Cidade Velha de Jerusalém, perto da Porta de Shechem. Dessa pedra se pode ver o Monte Templo. Mas, o dia está próximo em que essa pedra estará no lugar certo. Pode ser hoje ou amanhã, mas estamos bem pertos da hora certa".

Já há alguns anos que Gershon Salomon tem incentivado rabinos a Já realizarem sacrifícios próximos ao Monte Moriá, isto é, o Monte do Templo. Na Páscoa de 1998, rabinos judeus realizaram um sacrifício de um animal no Muro Ocidental, que pode ter sido o primeiro sacrifício animal realizado no local do Templo desde 70d.C., quando Jerusalém foi destruída pelos exércitos romanos. Em 4 de Abril de 1999, o próprio Gershon Salomon tentou realizar um sacrifício sobre o Monte do Templo, mas foi frustrado. E em Abril de 2008, rabinos em Israel afirmaram que estão se preparando para realizar alguns sacrifícios de animais, num lugar bem próximo ao Monte do Templo. Mais de um ano depois, ainda não os fizeram, mas eles têm se mostrado insistentes na idéia de fazê-los futuramente, o que para os árabes palestinos serão considerados atos muito provocativos.

Outro grupo é o Ateret Cohanim, que fundou uma yeshiva (escola religiosa) para a educação e o treinamento dos sacerdotes do Templo. O objetivo dessa organização judaica liderada por rabinos é pesquisar os regulamentos levíticos e treiná-los para um sacerdócio futuro no terceiro Templo.

Enquanto isso, todos os dias, três vezes ao dia, judeus ortodoxos oram diante do Muro das Lamentações pedindo a Deus para que o Templo seja reconstruído. Dizem as preces, quase em uníssono: "Que a Tua vontade seja a rápida reconstrução do Templo em nossos dias....".


O respeitado rabino Chaim Richman, diretor internacional do Instituto do Templo, é apontado como o mais provável a assumir a função de sumo sacerdote logo após a reconstrução; ele também liderará o Sinédrio, cujo lista de futuros membros, preparada por rabinos, já está pronta
Oposição Palestina
Adnan Husseini, conselheiro do presidente palestino Mahmoud Abbas em questões relativas a Jerusalém, critica a existência do Instituto do Templo e seu projeto, que denomina "provocação". "Se eles falam de construir o Templo, o que isso significa? Significa destruir mesquitas islâmicas. E se eles o fizerem, ganharão 1,5 milhão de inimigos. É o desejo de Deus que esse seja um local de adoração islâmico e eles devem respeitar isso", afirma Husseini.

Em resposta, os rabinos do Instituto do Templo declaram que não têm projetos nenhum de destruição das mesquitas até porque a maioria dos rabinos ortodoxos crê, à luz das profecias da Bíblia hebraica, que a reconstrução do Templo será um ato do próprio Deus, ato este que só será realizado, afirmam, "quando chegar o tempo em que o Senhor achar os judeus merecedores do Templo mais uma vez". Eles destacam ainda que os preparativos são apenas uma demonstração de fé nas profecias.

Entretanto, apesar de não haver mesmo por parte do Instituto do Templo nenhum planejamento em andamento para a destruição das mesquitas que se encontram hoje no Monte do Templo, o rabino Chaim Richman, diretor internacional do Instituto (e forte candidato a assumir a função de sumo sacerdote do Templo), e que já foi entrevistado do jornal Mensageiro da Paz há alguns anos, declarou em dezembro de 2007 que a tarefa do Instituto nos próximos anos será "completar o projeto arquitetônico para o terceiro Templo, incluindo as projeções dos custos e os esquemas e detalhes das partes elétricas e das canalizações", informação publicada nos jornais israelenses e que deixou os palestinos irados.

Para esquentar mais o clima, em outubro deste ano, o Comitê para a Monitoração Árabe acusou Israel de estar fazendo escavações arqueológicas por baixo do Monte Templo, o que os israelenses negam. "Essas acusações são uma perfeita mentira. Alegar que os judeus andam escavando por baixo do Monte do Templo é como dizer que o dia é noite", afirmou o rabino Shamuel Rabinovitz, responsável por cuidar do Muro das Lamentações. Seja como for, uma pesquisa recente mostrou que 64% dos judeus israelenses desejam, contanto que seja possível, ver o Templo reconstruído.

Seja verdadeira ou não a denúncia das escavações, certo é que a conclusão dos preparativos para a reconstrução demonstram que a restauração dos rituais do Templo no final dos tempos, conforme as profecias bíblicas asseveram, não está longe da sua concretização. Muito ao contrário. É uma questão de tempo. E, ao que tudo indica, muito pouco tempo.

INSTITUTO DO TEMPLO PREPARA COROA PARA O NOVO SUMO SACERDOTE


O Instituto do Templo (Temple Institute) em Jerusalém anunciou esta semana que completou a coroa de ouro maciço que a Bíblia ensina dever ser levada pelo sumo sacerdote quando no cumprimento dos seus deveres no Templo - relatou a agência Israel National News.
A preparação da coroa fez com que artistas seguissem escrupulosamente durante mais de um ano
as instruções registadas na Bíblia, textos sagrados judaicos e diversas fontes históricas.
A coroa ficará exposta na parte velha da cidade de Jerusalém até à altura em que o Terceiro Templo for construído no Monte do Templo e a casta sacerdotal de Israel reassumir as suas funções no local.
O Instituto do Templo tem desde há décadas estado a preparar as roupagens e os artigos necessários para o dia em que o Terceiro Templo for reedificado.
O Rabi Chaim Richman, director do Instituto do Templo, informou a agência noticiosa que a próxima tarefa será completar os projectos arquitectónicos para o Terceiro Templo, incluindo as projecções dos custos e os esquemas e detalhes das partes eléctricas e das canalizações.
Impressionante? Nem tanto, para quem acredita que está próximo o momento em que o sonho dos judeus se irá finalmente concretizar, ao fim de 2 mil anos de espera...
Shalom, Israel!
VIA GRITOS DE ALERTA

"UM IRÃN NUCLEAR É INACEITÁVEL"


O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu discursou ontem à noite na conferência da AIPAC, depois de um encontro com o presidente norte-americano Barack Obama.
O seu discurso começou de forma retumbante e debaixo de uma chuva de aplausos: "Jerusalém é a eterna capital unida de Israel" e "Israel deve sempre reservar-se ao direito a se defender".

E continuou: "Quero pedir aos apoiantes de Israel aqui presentes que se ponham de pé e aplaudam o Congresso pelo seu apoio a Israel. Tanto Democratas como Republicanos, saúdo o vosso compromisso para com o estado de Israel". Netanyahu incidiu rapidamente o foco na ameaça nuclear posta pelo Irão: "Todos os dias abro um jornal e leio acerca de prazos limites e linhas vermelhas, sobre o que Israel deve ou não fazer - mas não vou falar sobre isso. Nunca o farei. Como primeiro-ministro de Israel não irei pôr a sua segurança em causa".
"Quero explicar acerca dos perigos do Irãn, e a razão porque nunca se deve permitir que o Irão desenvolva armas nucleares" - continuou Netanyahu.
"O presidente Obama afirmou claramente que os EUA querem impedir o Irãn de ter armas nucleares e que... todas as opções estão sobre a mesa. Israel tem a mesma política: estamos determinados em impedir o Irão de ter armas nucleares e deixamos em aberto todas as opções.
"O Irãn diz que o seu programa nuclear é para propósitos pacíficos, mas eu digo: se ele parece um pato, anda como um pato e grasna como um pato - é um pato. Só que este é um pato nuclear! E é impossível acreditar que o regime mais perigoso do mundo não irá utilizar a mais perigosa arma do mundo".
E avisou: "Um Irãn nuclearmente armado encorajará os seus párias, como o Hezbollah, a atacarem Israel e alvos norte-americanos. E fá-lo-ão. Farão isso apoiados por um regime nuclear. Um Irão nuclearmente armado pode abafar o suprimento mundial de petróleo. Pode chantagear o mundo à custa do petróleo". E continuou: "Um Irãn nuclearmente armado irá certamente desencadear uma corrida às armas no Médio Oriente, e o pior pesadelo - um Irãn nuclearmente armado - pode ameaçar-nos a todos com o terrorismo nuclear".

"O estado judaico não deixará que aqueles que procuram a nossa destruição venham a desenvolver tais armas. Um Irãn nuclear tem de ser parado. Quando se trata da sobrevivência de Israel, nós temos de permanecer donos do nosso destino" - afirmou Netanyahu.
Durante o seu encontro com o presidente americano, Netanyahu terá alegadamente afirmado que Israel ainda tem de chegar a uma decisão sobre um possível ataque às instalações nucleares do Irãn.
Falando aos repórteres após a reunião, Netanyahu disse que "a posição israelita encontrou compreensão".

Obama dirigiu-se domingo passado aos participantes da conferência da AIPAC e reiterou o compromisso dos Estados Unidos para com a defesa e segurança de Israel, bem como a sua resolução em impedir o Irãn de conseguir armas nucleares.
"Os líderes do Irãn têm que saber que eu não tenho uma política de contenção; eu tenho uma política de impedir o Irão de obter uma arma nuclear. E tal como tenho tornado claro vez após vez durante a minha presidência, não hesitarei em utilizar a força quando for necessário defender os Estados Unidos e os seus interesses" - declarou Obama.
Shalom, Israel!

GOVERNO AMERICANO NÃO RECONHECE JERUSALÉM COMO CAPITAL DE ISRAEL

 


O Knesset, parlamento de Israel, na capital JERUSALÉM
O Departamento de Estado norte-americano, sob a alçada de Barack Hussein Obama, continua a desrespeitar o direito de Israel decidir onde é a sua capital. Não é que os governos americanos não saibam, antes pelo contrário, a hipocrisia é tanta que praticamente todos os candidatos à presidência dos EUA prometem nas suas campanhas eleitoralistas que deslocarão a embaixada americana de Tel Aviv (actual localização) para Jerusalém, dessa forma reconhecendo a Cidade Santa como capital de Israel. Só que todos têm mentido e tentado enganar Israel com as habituais promessas vãs e contraditórias.
Obama obviamente já provou que é dos últimos presidentes o "menos amigo" de Israel, tendo recentemente avisado Israel de que os EUA não apoiarão qualquer ataque israelita ao Irão.
Agora é o "seu" staff que recusa admitir Jerusalém como capital de Israel, acabando por admitir que na mente do governo americano a capital é de facto Tel Aviv...
O video abaixo é bem claro, pois apesar da insistência, a porta-voz do Departamento recusa-se a admitir a realidade.
E logo a seguir a esta demonstração pública de ignorância e até de provocação, o conservador jornal Washington Post referiu-se a Tel Aviv como a capital de Israel...só que o observatório jornalístico "The Camera" apanhou o erro, e o Post acabou por corrigir o disparate...
O artigo original dizia o seguinte: "A mensagem mais agressiva de Obama neste ano reflecte a crescente preocupação em Washington, Tel Aviv e outras capitais sobre o programa de enriquecimento nuclear do Irão, que Israel acredita será usado para produzir uma arma nuclear."
A correcção declarava o seguinte: "Um artigo de 21 de Março (secção A) acerca da mensagem anual do presidente Obama ao povo iraniano referiu-se incorrectamente a Tel Aviv como capital de Israel. Israel designou em 1950 Jerusalém como sua capital, embora muitos países - incluindo os EUA - mantenham embaixadas e outras missões diplomáticas em Tel Aviv por causa da reivindicação palestiniana de Jerusalém como sua capital."
Na sua conhecida política de ambiguidade, os sucessivos governos norte-americanos não querem tomar medidas que possam provocar a ira dos árabes, senão lá se vai o tão precioso petróleo...
No video abaixo, pode-se ver uma troca de palavras entre o repórter da Associated Press Matt Lee e a porta-voz do Departamento de estado Victoria Nuland, que se recusou a confirmar a localização da capital de Israel.
Ela explicou, ainda que sem convencer ninguém: "Nós não vamos julgar antecipadamente o resultado destas negociações, incluindo o estatuto final de Jerusalém...a nossa política em relação a Jerusalém é que isso tem de ser resolvido através de negociações. É tudo que tenho a dizer sobre o assunto."
E pronto. É essa a "alegada" amizade inquebrável que os governantes americanos oferecem a Israel? Será que um assunto da exclusiva competência de um governo soberano (Israel) como este tem de ser resolvido pelos outros, incluindo os terroristas?
É profético (Zacarias 12) que nos últimos dias Jerusalém se tornaria numa pedra pesada e num cálice de tontear. E é isso que está acontecendo. Os próprios "amigos" de Israel vacilam a toda a hora, mostrando que não se querem comprometer...
Como sempre temos afirmado, Israel terá de ficar sozinho, só contando com o auxílio e protecção do Alto. E isso só, já é suficiente...
Shalom, Israel!


VIA GRITOS DE ALERTA


ALEMANHA EQUIPA SUBMARINOS ISRAELITAS COM OGIVAS NUCLEARES



Segundo a revista alemã SPIEGEL, a Alemanha está ajudando Israel a desenvolver as suas capacidades nucleares militares. De acordo com uma extensa pesquisa realizada pela revista, Israel está equipando submarinos construídos na cidade nortenha alemã de Kiel com mísseis de cruzeiro com capacidade nuclear, sendo em grande parte pagos pelo governo alemão.
Os mísseis podem ser lançados utilizando um sistema secreto hidráulico de ejecção. O Ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, disse ao SPIEGEL que os alemães deveriam "orgulhar-se" de estarem assegurando a existência do estado de Israel "por muitos anos."
submarino no estaleiro de Kiel, Alemanha
No passado, o governo alemão sempre se agarrou à posição de que não tinha consciência de haver armas nucleares instaladas nos vasos de guerra. Agora, contudo, ex oficiais de alta patente do Ministério da Defesa alemã, incluindo o antigo secretário de estado Lothar Rühl e o antigo chefe do planeamento Hans Rühle, informaram a SPIEGEL que sempre haviam assumido que Israel iria instalar armas nucleares nos submarinos. Rühl tinha mesmo abordado o assunto com os militares em Israel.
Israel tem como política não comentar oficialmente o seu programa de armas nucleares. Documentos dos arquivos do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Alemanha tornaram todavia claro que o governo alemão tem conhecimento do programa desde 1961. A última discussão de que se tem conhecimento teve lugar em 1977, quando o então chanceler Helmut Schmidt falou com o então Ministro israelita para os Negócios Estrangeiros Moshe Dayan acerca do assunto.
O ALCANCE DOS MÍSSEIS ISRAELITAS
VERDADEIRAS FORTALEZAS "INVISÍVEIS"
Os submarinos foram construídos pelos estaleiros alemães HDW, em Kiel. Três submarinos já foram entregues a Israel, e há mais três para entregar em 2017. Para além desses, Israel está considerando encomendar o sétimo, oitavo e nono submarinos à Alemanha. O governo alemão assinou recentemente o contrato para a entrega do sexto vaso de guerra. Segundo informações obtidas pela SPIEGEL, a chanceler Angela Merkel fez substanciais concessões aos israelitas. Não só Berlim está financiando um terço do custo do submarino (cerca de 135 milhões de euros), como está também permitindo que Israel adie o seu pagamento até 2015.
Merkel tinha ligado a entrega do sexto submarino a um número de condições, incluindo uma exigência para que Israel parasse a sua política de expansão dos aldeamentos e permitisse que se completasse uma planta de tratamento de esgotos na Faixa de Gaza, uma obra parcialmente financiada com dinheiro alemão. Até agora o primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu não satisfez nenhuma destas condições.
Cumprindo a promessa feita através de Abraão em Génesis 12:3, Deus certamente irá abençoar quem abençoar Israel. Não é de admirar por isso que a Alemanha continue no seu imparável crescimento económico, um autêntico oásis no meio da crise europeia, sinal claro que ajudar Israel nas suas necessidades de defesa e sobrevivência atrai as bênçãos de Deus sobre a nação, ao contrário de outras nações europeias que, na sua contínua oposição a Israel não param de afundar...
Com uma poderosíssima esquadra de submarinos carregando ogivas nucleares nas mãos de Israel, é melhor o Irão pensar duas vezes antes de levar a cabo qualquer loucura contra o estado hebraico...pois Israel torna-se praticamente invencível!
Shalom, Israel!

Evangélicos querem vetar proibição de aluguel de horários na TV

Representantes dos evangélicos no Congresso disseram ontem que o governo enfrentará a oposição das denominações religiosas se proibir o aluguel de canais e horários na programação de rádio e televisão,
A Folha revelou neste domingo que a proibição é uma das novidades contidas na minuta mais recente de um decreto que está em estudo pelo governo. Esse decreto atualizaria o Código Brasileiro de Telecomunicações, que entrou em vigor em 1962.
As igrejas evangélicas figuram entre os principais beneficiários da atual legislação de telecomunicações, que não proíbe de forma explícita o aluguel de horários nas grades de programação das emissoras de TV.
Editoria de arte/folhapress

VIA GRITOS DE ALERTA.
INFORMAÇÕES / FOLHA

Goleiro Bruno resistiu à conversão no início, dizem pastores

Bruno demorou a se converter, dizem pastores

O encontro do goleiro Bruno Souza com a fé não foi fácil. Responsáveis pela conversão do jogador — preso na penitenciária Nelson Hungria, em Minas Gerais, sob acusação de matar a ex-amante, a modelo Eliza Samudio — os pastores Anderson e Aline Duarte, presidente e vice da Igreja Evangélica Restaurando Vidas, contam que o começo da conversão foi de resistência e desconfiança da parte do jogador. Foram dois meses até que ele finalmente resolveu se aproximar. Depois disso, mais cinco meses para que ele estivesse pronto para ser batizado na nova religião.
Segundo os religiosos, porém, tudo partiu da vontade do próprio jogador em querer mudar de vida.
— No começo, ele chegava muito devagar e preocupado. Até mesmo porque a mídia estava batendo muito nele. Antes, não assistia a todas as nossas reuniões. Hoje, ele participa de todos os encontros — conta a pastora.


Bruno demorou a se converter, dizem pastores

Essas reuniões acontecem há quatro anos na Nelson Hungria, duas vezes por semana. Para os pastores, não houve qualquer tipo de restrição ou regalia por Bruno ser famoso. Eles procuraram não querer saber os motivos pelos quais o o jogador estava preso.
— Nosso trabalho é feito com respeito e a palavra de Deus. Somos apenas intermediário Dele para levar uma palavra de conforto a esses presos — explica Aline.
No entanto, na hora em que Bruno seria batizado, porém, todo o planejamento deu errado. Os pastores disseram ter ficado frustados por terem sido barrados na porta da penitenciária na última quinta-feira, dia marcado para a cerimônia.
Ao chegarem à penitenciária Nelson Hungria eles foram surpreendidos pela direção da unidade, que impediram o batismo do goleiro — ao contrário do que havia ocorrido com outros presos.
— Não sabemos o que houve. Agora, precisamos de uma

VIA GRITOS DE ALERTA .
FONTE.
Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/goleiro-bruno-resistiu-conversao-no-inicio-dizem-pastores-5111123.html#ixzz1wpaR9ud6

LÊIA AGORA A MELHOR NOTÍCIA DE HOJE PARA VOCÊ.

3crosses.jpg (1476 bytes)Aperte seu cinto de segurança, segure-se, porque você ainda não viu nada!
Você pode achar que chegou a esta página por acidente, mas eu asseguro que você está aqui por um motivo. Pode parecer que este mundo está rapidamente caindo aos pedaços, pode parecer que a mãe natureza está fora de controle, pode parecer que a imoralidade, as mortes sem sentido, a violência crescente e o ódio não poderiam ficar ainda piores, mas isso vai acontecer. A Bíblia nos fala de um catastrófico grupo de eventos cataclísmicos que acontecerão logo antes da vinda de Jesus Cristo. Estamos assistindo a esses eventos? Estamos vivendo nos últimos dias? A resposta é sim e não!
Sim, estamos vivendo nos últimos dias e não, os eventos que estamos assistindo são somente um aquecimento! Vai ficar muito pior antes de melhorar. Não é preciso um erudito bíblico ou um cientista de foguetes para desvendar os tempos em que estamos vivendo. Tudo o que é necessário é olhar para fora, o clima está extremo, para dizer o mínimo. Temperaturas recorde, tanto altas como baixas, ventos recorde, inundações recorde, tempestades recorde, secas recorde! O clima da terra está mudando rapidamente, assim como a população mundial.
A população mundial está explodindo fora de controle. Isso, por si só, já traz conseqüências naturais: aumento da falta de alimentos, guerras, disputas territoriais, levantes sociais, falta de água e outros impactos ambientais a este planeta. Então, se estas coisas são somente um aquecimento, quando e quais são os sinais que deveríamos estar procurando?
Para aprender os sinais, temos que ver o que a Bíblia diz a respeito deles. Jesus teve uma sessão de perguntas e respostas com Seus discípulos no Monte das Oliveiras e eles perguntaram-Lhe quais seriam os sinais de Sua vinda e do final dos tempos. Jesus respondeu dizendo:
E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio de dores” (Mt 24.6-8).
Então, de acordo com as poucas palavras de Jesus, as coisas que estamos vendo são somente o princípio das dores (do parto). Sempre houve guerras, fome, terremotos, e aflição entre as nações, mas os eventos que estão para desabar sobre este planeta serão os piores de todos os tempos. Graças a Deus, a Bíblia diz-nos exatamente quando as verdadeiras dores de parto começarão e qual a extensão e a severidade delas.
Quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, atenda” (Mt 24.15).
Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver. E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias” (Mt 24.21-22).
A abominação da desolação? O que quer dizer isso? Aprendemos com o profeta Daniel que virá um tempo em que Israel terá um terceiro templo. Eles estarão vivendo um tempo de paz e prosperidade que o mundo jamais viu. Um homem surgirá do nada e tomará o mundo de surpresa. Ele será capaz de realizar milagres incríveis. Ele trará a paz mundial, trará prosperidade para todos, ele até mesmo realizará algo que nenhum homem jamais foi capaz de realizar: trará paz ao Oriente Médio. Ele assinará um tratado de paz com Israel que garantirá sete anos de paz. Parece bom demais para ser verdade, e será, pois na metade desses sete anos de paz e prosperidade, esse homem entrará no terceiro templo de Israel e se proclamará Deus! Essa é a abominação da desolação, é quando o inferno se liberta e as verdadeiras dores começam.
As verdadeiras dores, a Bíblia nos diz, acontecerão durante o tempo da maior aflição que este mundo já viu. Nada chegou ou jamais chegará perto dos eventos que estão para recair sobre este planeta. Como a Bíblia diz, a menos que esses dias tivessem sido abreviados, ninguém sobreviveria! Há somente uma maneira segura de sobreviver e talvez você já saiba como, mas se você ainda não sabe, clique na cruz abaixo para descobrir!
Sim, eu quero sobreviver, você diz. Muito bom, porque eu tenho algumas boas notícias! Alguém já comprou e pagou o seu meio de escape. Claro que não saiu barato, custou a alguém sua própria vida!
Quer dizer que alguém se importa comigo a ponto de entregar sua vida para que eu possa sobreviver ao que está para acontecer ao planeta?
Oh sim, e vai ficar ainda melhor! Não somente você escapará dos perigos que estão a caminho, mas também receberá a vida eterna!
Quem exatamente é essa pessoa?
Essa pessoa é Jesus Cristo. Ele nos ama tanto que se dispôs a morrer pela forma mais dolorosa e humilhante de execução jamais imaginada pela humanidade: a crucificação!
Oh, eu já vi filmes e pinturas sobre a crucificação, não era tão ruim, já vi coisas piores, você diz.
Bem, deixe-me lhe dizer o que realmente aconteceu. Essa é a maior história de amor já contada:
Jesus foi traído, preso e levado diante do sumo sacerdote, onde falsas testemunhas O acusaram de blasfêmia. Então, Ele foi vendado e cuspiram nEle e Lhe bateram na face. É difícil evitar ser surrado quando se está vendado. Depois, Seus próprios discípulos O renegaram negando conhecê-Lo. Então, Ele foi levado diante do governador e este ofereceu a sua libertação, mas, ao invés disso, as mesmas pessoas a quem Ele veio resgatar, exigiram a libertação de um conhecido ladrão e assassino chamado Barrabás.
Jesus foi, então, açoitado, como era costume naquele tempo, com um chicote com nove tiras de couro. Em cada tira havia presa uma peça de metal, vidro ou osso. Em cada chibatada, essas peças se encravavam e arrancavam pedaços de carne das costas de Jesus (desculpe pelos detalhes tão gráficos, mas foi assim que aconteceu). As vítimas costumavam ser açoitadas somente 39 vezes, porque ninguém sobrevivia acima disso. Historiadores escrevem que as costelas de Jesus estavam reveladas em suas costas.
Depois disso, Ele foi ainda zombado, teve Suas roupas retiradas, sua barba foi completamente arrancada com as mãos e teve que usar uma coroa de espinhos sobre sua já ensangüentada e descarnada fronte. Foi-Lhe dado uma túnica escarlate e um caniço, novamente Lhe cuspiram na face e bateram em Sua cabeça com o caniço, enquanto os soldados gritavam “Salve o Rei dos Judeus”. Então Ele foi levado para ser crucificado.
Jesus carregou a pesada e rude cruz sobre suas costas rasgadas e ensangüentadas até onde suportou. Depois, pregos foram atravessados em suas mãos e pés. Jesus estava quase completamente nu e irreconhecível como ser humano quando a cruz foi levantada entre as cruzes de um assassino e de um ladrão, aos olhos de todos.
Estando tão fraco e incapaz de Se erguer da cruz para respirar, Jesus morreu. Uma lança foi enfiada em Seu lado para assegurar de que estava morto. Água e sangue jorraram. Os médicos dizem que a água prova que seu coração na verdade explodiu. Então, para somar insulto à injúria, os soldados jogaram dados para ver quem ficava com Suas roupas.
Jesus fez mais do que simplesmente morrer sobre aquela cruz. Todos os pecados, passados, presentes e futuros, que você e eu tenhamos cometido ou venhamos a cometer foram lançados sobre Jesus na cruz. PAGAMENTO TOTAL! “Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito” (1 Pe 3.18).
Jesus foi ressuscitado dentre os mortos. Ele derrotou a morte e, agora mesmo, está no céu preparando um lugar para você, e todos os crêem nEle, um lugar além de nossos maiores sonhos ou imaginações. Um lugar onde viveremos pela eternidade, com novos corpos que nunca envelhecem. Não mais doenças, não mais morte. Jesus pagou o maior preço de todos, porque deseja que recebamos a maior recompensa de todas. Essa recompensa é conhecê-Lo e recebê-Lo em nossas vidas, tornando-nos CRENTES VERDADEIROS.
Em resumo, “Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras” (1 Ts 4.16-18).
Chamamos isso de Arrebatamento ou Grande Escapada, em um momento, num piscar de olhos, todo verdadeiro crente em Jesus Cristo, simplesmente desaparecerá da face da terra para estar com o Senhor.
Na terra, os 7 anos de falsa paz e segurança começarão, dando lugar às reais dores de parto da destruição durante os últimos três anos e meio desse período que a Bíblia chama de Grande Tribulação. Exceto que ela não será tão grande para os que forem deixados para trás.
Como posso me tornar um verdadeiro crente?
Estou feliz que tenha perguntado, é bastante simples. Primeiro você tem que admitir que é um pecador e, a menos que você seja perfeito, você é - nós somos todos, mas agora você pode se tornar um pecador salvo. Você gostaria de ter que estar de pé diante de Deus e ver cada mentira, cada pensamento mau, cada vez que transgrediu a lei, escritos em um gigantesco quadro negro? Acho que para muitos de nós seria necessário muito giz! Mas quando você aceita a Jesus em sua vida, ele apaga totalmente o quadro e joga fora o giz.
Depois de admitir que é um pecador, você precisa pedir perdão e deixar Jesus saber que você acredita que Ele morreu por você e que deseja que Ele seja o Senhor da sua vida. Uma oração simples servirá, diga somente: “Senhor Jesus, eu sou um pecador, eu peço o Seu perdão e quero agradecer por ter morrido na cruz por mim e por meus pecados. Quero que se torne o Senhor de minha vida. Amém”. Isso é tudo que você precisa fazer. Confie nEle e Ele começará a mudar a sua vida para melhor. Comece a ler a Bíblia e peça que Ele lhe ensine, Ele o fará. Peça a Ele que o guie para uma boa igreja que ensine a Sua Palavra, Ele o guiará. Comece a orar e peça que Ele dirija a sua vida, Ele lhe ensinará como viver.
Jesus o ama, sempre amou e sempre amará. Por favor, escreva-nos e nos diga como está indo ou, se tem outras perguntas ou problemas, fale conosco. Veremos se podemos responder suas perguntas ou se, ao menos, podemos colocá-lo na direção correta , orando e intercedendo por sua vida.


ESCREVA PARA MIM .
VIA GRITOS DE ALERTA

“Não é possível viver em aliança com Deus e não usufruir de Seus benefícios”, afirma Edir Macedo


O líder da Igreja Universal, bispo Edir Macedo, publicou em seu blog dois textos falando sobre o dízimo e seus benefícios na vida do dizimista. Afirmando que os dizimistas são as “Primícias de Deus”, em texto que leva esse título, o bispo afirma que “as primícias do Senhor vão cobrar a abertura das janelas dos céus, conforme Ele prometeu”.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
“Não é possível viver em aliança com Deus e não usufruir de Seus benefícios”, afirma Edir MacedoMacedo fala sobre os dizimistas afirmando que “A fidelidade deles os faz ser os próprios dízimos e ofertas – primícias de Deus”, e completa: “Quando o Senhor convida Seu povo a tornar-se para Ele, honrando-O com os dízimos e ofertas, na verdade Ele quer mantê-lo como Suas primícias. Todo o dizimista fiel é primícia de Deus”.
Ele afirma ainda que os dizimistas são vistos de maneira especial diante de Deus: “Duvido que alguém seja capaz de destruir ou mesmo tocar no dizimista fiel. Porque ele é propriedade exclusiva do Altíssimo. Só o dizimista está apto para testar a Palavra de Deus”, afirma o bispo.
No texto seguinte, intitulado “A Revolta das Primícias”, Macedo afirma que aqueles que adquiriam direitos por meio do dízimo podem cobrar seus direitos e ressalta que “não é possível viver em aliança com Deus e não usufruir de Seus benefícios”.
Leia na íntegra:
Primícias de Deus
Dízimos são os primeiros frutos, as primícias de Deus.
São os primeiros dez por cento.
O povo de Israel era consagrado ao SENHOR.
Os inimigos de Israel eram inimigos de Deus.
Porque Israel era as primícias de Deus.
Quem tocasse em Israel era culpado perante o SENHOR.
“Então, Israel era consagrado ao SENHOR e era as primícias da sua colheita; todos os que o devoraram se faziam culpados; o mal vinha sobre eles, diz o SENHOR.” Jeremias 2.3
Todas as vezes que Israel se desviava, caía nas mãos dos inimigos e invocava o Senhor, Sua paciência e misericórdia suscitava um libertador.
Porque Israel era Suas primícias.
A vinda do Senhor Jesus formou o novo Israel.
Novas primícias de Deus.
Aqueles que assumem a fé nEle, andam de acordo com Ele e praticam a Sua Palavra: os verdadeiros cristãos.
A fidelidade deles os faz ser os próprios dízimos e ofertas – primícias de Deus.
Quando o Senhor convida Seu povo a tornar-se para Ele, honrando-O com os dízimos e ofertas, na verdade Ele quer mantê-lo como Suas primícias.
Todo o dizimista fiel é primícia de Deus.
Duvido que alguém seja capaz de destruir ou mesmo tocar no dizimista fiel.
Porque ele é propriedade exclusiva do Altíssimo.
Só o dizimista está apto para testar a Palavra de Deus.
Estamos convocando os que creem, mesmo aquele que não tem sido dizimista até agora, para começar a dizimar a partir deste domingo, dia 3/6/12.
A partir do momento em que você dizimar, isto é, separar o que é de Deus, então você tornar-se-á propriedade exclusiva do Altíssimo.
E os direitos e privilégios que Israel tinha, você os terá.
Você será consagrado ao SENHOR e será as primícias de Sua colheita.
Quem tocar em você será amaldiçoado. Gênesis 12.3
Ser dizimista é ser o próprio dízimo, as primícias do Eterno Deus.
Neste domingo, as primícias do Senhor vão cobrar a abertura das janelas dos céus, conforme Ele prometeu.
Repito: os dizimistas são dízimos, são as primícias do Senhor,
“São raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz…” I Pedro 2.9
Somente os loucos ficarão de fora.
Leia também o texto em que Macedo fala da “revolta das primícias”:
A Revolta das Primícias
Só quem tem direitos adquiridos pode cobrar seus direitos.
As primícias de Deus, os primogênitos ou dizimistas fiéis têm consciência de seus direitos.
E quando não os vê materializados em suas vidas, revoltam-se.
A revolta não surge do nada.
Antes, ela nasce do descumprimento de um pacto.
Ninguém, em sã consciência, aceita os prejuízos impostos pelo transgressor do acordo.
Essa é a fé que tem norteado os aliados de Deus.
Não é possível viver em aliança com Deus e não usufruir de Seus benefícios.
Seria como casar e não gozar da companhia da pessoa amada.
Após 24 anos de obediência, Abraão disse ao Senhor:
“Senhor Deus, que me haverás de dar se continuo sem filhos…?”
Imediatamente, o Senhor lhe deu visão do céu estrelado. Gênesis 15
Jacó respondeu ao Senhor Deus:
“Não Te deixarei ir se não me abençoares.”
Imediatamente, o Senhor lhe respondeu:
“Já não te chamarás Jacó, e sim Israel, pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens e prevaleceste.” Gênesis 32.26
Os dizimistas fiéis ou as primícias de Deus também são príncipes de Deus.
Seguindo a fé de Abraão e Jacó, Moisés disse ao Senhor:
“Se me tratas assim, mata-me de uma vez, eu Te peço, se tenho achado favor aos Teus olhos; mas não me deixes ver a minha miséria.” Números 11.15
Seguindo o mesmo modelo de Abraão, Jacó e Moisés, Gideão respondeu ao Anjo do Senhor:
“Se o Senhor é conosco, por que nos sobreveio tudo isto? E que é feito de todas as Suas maravilhas que nossos pais nos contaram…?” Juízes 6.13
Imediatamente, o Senhor lhe respondeu:
“Vai nessa tua força e livra Israel da mão dos midianitas; porventura, não te enviei Eu?” Juízes 6.14
Cada um havia chegado ao seu limite. Não temeram por suas vidas nem de suas respectivas famílias.
Era tudo ou nada.
Por quê?
Porque não estavam apenas inconformados, mas, sobretudo, revoltados com a situação vigente.
A força de Gideão estava na sua revolta.
E essa é a fé que toma posse das promessas de Deus.
A natureza do injustiçado é revoltada.
Carrega em si ódio contra o causador das injustiças.
Contra aquele que retarda o cumprimento das Promessas.
Neste domingo, 3/6/12, em todas as Igrejas Universal do Reino de Deus do Planeta.
Fonte: Gospel+

Comunidades cristãs são alvos fáceis de ataques no Iraque

Padres dizem que cristãos estão deixando o país, que já teve 1,4 milhão de fiéis e hoje não tem mais do que 500 mil.

Após a invasão americana no Iraque, em 2003, a comunidade cristã do país foi alvo de diversos ataques. O último - e talvez o mais marcante - ocorreu em 31 de outubro 2010, quando 58 cristãos foram mortos no templo da Nossa Senhora da Salvação, em Karrada, no centro de Bagdá.

Desde então, medidas de segurança foram intensificadas e, segundo sacerdotes e fiéis, os cristãos passaram a deixar o país em maior escala. Estima-se que até 1,4 milhão de católicos, ortodoxos e protestantes já povoaram o país. Hoje, essa população não passa de 500 mil.

O acesso a cada uma das cinco igrejas de Karrada é controlado por policiais e soldados armados com fuzis, que pertencem à mesma congregação que protegem. A medida já existia desde o início do recente conflito sectário. Após o ataque de 2010, porém, passou a ser aplicada com mais rigor em razão da desconfiança de que os muçulmanos que guardavam o templo da Nossa Senhora da Salvação não teriam se esforçado para impedir que os radicais ligados à Al-Qaeda realizassem a matança no templo - cujo sacerdote responsável não permitiu a entrada da reportagem, após três visitas ao local.

Jan Zakerian, de 35 anos, católico armênio, decidiu deixar o restaurante de kebabs em que trabalhava e juntar-se à polícia em 2009, depois que um amigo, policial da mesma congregação religiosa, foi gravemente ferido em um ataque contra um mosteiro em Bagdá. "Isso me deu vontade de agir. Quem vai proteger esses lugares sagrados senão nós mesmos? Somos muito poucos os cristãos."

Hoje, Zakerian faz a segurança da igreja do Sagrado Coração de Jesus, no leste de Karrada. Como a maioria dos cristãos, ele sente falta dos tempos de Saddam. "Naquela época, vivíamos em paz", disse. Assim como sua mãe e seus três irmãos, que trocaram o Iraque pela Alemanha, o policial pretende emigrar. "Já dei entrada no pedido de visto para mim, minha filha (de 1 ano) e minha mulher. Minha menina merece uma boa educação."

Atentado suicida contra igreja na Nigéria deixa 15 mortos

Ao menos 15 pessoas, incluindo o suicida, morreram e outras 40 ficaram feridas, afirmaram os serviços de socorro regionais.

Um suicida matou ao menos 15 pessoas neste domingo nas imediações de uma igreja do nordeste da Nigéria ao tentar explodir um carro-bomba, em uma região de maioria muçulmana onde os cristãos costumam ser alvo de ataques da seita islâmica Boko Haram.

O homem acelerou quando se aproximava de um posto de controle perto de uma igreja localizada na cidade de Bauchi, no estado homônimo, onde foi reforçada a segurança desde os ataques dos últimos meses atribuídos ao grupo Boko Haram.

"Depois da explosão da bomba (na cidade de Bauchi), a equipe de operações de emergência foi ao local para socorrer as vítimas. Ela retirou 40 pessoas feridas e registrou 15 mortes", indicou em um comunicado a agência de emergência do estado de Bauchi.

Os feridos foram levados a um hospital local e a polícia isolou a área do atentado, segundo a nota.

"Temos um posto de controle perto da igreja que impediu o autor do atentado de atingir seu alvo", afirmou o responsável da polícia do estado, o delegado Mohammed Ladan. "Ele jogou o carro contra uma grade de segurança e o veículo explodiu", completou.

Segundo vários moradores, a potência da explosão foi tão forte que derrubou a igreja, localizada nos arredores de Bauchi.

Algumas testemunhas contaram que dezenas de pessoas fugiram após a explosão, algumas delas em direção às chamas, do lado de fora do templo.

"Foi uma confusão quando moradores e fiéis tentaram fugir", contou uma testemunha, Timothy Joshua.

Outra testemunha, que pediu para não ser identificada, disse que um suposto cúmplice do suicida foi linchado pelos moradores, mas a polícia não confirmou essa informação.

O cúmplice "saiu do carro e tentou fugir, mas foi perseguido por um morador e por fiéis que o espancaram até a morte", completou.

O atentado não foi reivindicado, mas o grupo islâmico Boko Haram, responsável por diversos ataques que deixaram mais de 1.000 mortos desde julho de 2009, costuma tomar os cristãos e as igrejas do norte do país como alvo, sobretudo nos dias de celebrações religiosas.

A Nigéria é povoada majoritariamente por muçulmanos no norte e por cristãos no sul.

Desde a eleição do presidente Goodluck Jonathan há um ano, Boko Haram intensificou os atentados sangrentos, ampliando sua área de atuação e diversificando os alvos.

Depois de ter aumentado o número de assassinatos de policiais e de autoridades locais em seu reduto do nordeste do país, o grupo praticou uma série de atentados suicidas na capital, Abuja, contra a sede da ONU, o quartel-general nacional da polícia e inclusive contra um influente jornal.

A maioria das vítimas é de confissão muçulmana, mas o movimento também atacou cristãos, em igrejas do centro e do norte.

Em Bauchi, onde muçulmanos e cristãos entraram em conflito no passado, um atentado do Boko Haram contra um quartel deixou 13 mortos em maio de 2011, horas depois de ter sido inaugurado pelo presidente Goodluck Jonathan.

Além disso, em setembro de 2010, Boko Haram organizou uma fuga de presos que permitiu a libertação de centenas de seus membros.

Fonte: AFP

Força Jovem recebe homenagem no Congresso Nacional

Força Jovem recebe homenagem no Congresso Nacional
A Força Jovem da Igreja Universal do Reino de Deus recebeu uma homenagem no Congresso Nacional pelos trabalhos sociais realizados para tirar jovens das drogas e da criminalidade.
Liderados pelo pastor Jean Madeira, mais de 500 jovens estiveram no Congresso para receber essa honraria. Entre eles estava o deputado federal Márcio Marinho que participou da Força Jovem, ministério pelo qual conheceu a Cristo, hoje ele é bispo da IURD.
“Eu aos meus 16 anos foi a porta aberta que eu achei que me trouxe, primeiramente a paz de espírito, a paz da alma, me fez me reencontrar, me deu auto estima e fez o resgate da minha pessoa”, testemunhou o parlamentar que sugeriu a homenagem.
Em todo o Brasil cerca de 300 mil jovens participam desse ministério que está presente em todos os estados do país, promovendo atividades sociais que já ajudaram 2 milhões de pessoas.
A sessão aconteceu no dia 1º de junho às 15h da tarde em Brasília e a homenagem foi transmitida pelo site da Força Jovem Brasil que entre suas principais ações destaca-se a luta contra o consumo de crack.
Assista:

VIA GRITOS DE ALERTA.
INF. GOSPEL PRIME

Vitor Belfort realiza culto dentro do octógono em seu centro de treinamento

Vitor Belfort realiza culto dentro do octógono em seu centro de treinamento
O octógono do centro de treinamento de Vitor Belfort, localizado na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, serviu como espaço para o compartilhamento do evangelho.
Geralmente usado para treinar novos lutadores, o centro reuniu esportistas para ouvirem a pregação do pastor americano Mark Shubert, que vive há dez anos no Brasil e que fala português fluentemente.
Vitor, mesmo machucado (ele sofreu uma lesão na mão e ficou impedido de disputar o UFC 147) também esteve presente no culto. Cristão declarado, o lutador fez questão de promover esse evento e convidar seus conhecidos para o culto no octógono.
Sendo um dos melhores lutadores de MMA do mundo, o brasileiro não esconde que é cristão nem antes, nem depois das lutas e ainda aproveita as entrevistas que concede para a imprensa para mostrar o Jesus realizou em sua vida e em sua família.
Antes de entrar no octógono para lutar, ele ora e após a luta faz seus agradecimentos a Deus e faz questão de dizer que ele não é uma pessoa violenta e que luta apenas como profissão. “Acham que sou um homem perigoso. Não sou. Sou da paz. Sou de Jesus, pô”, disse ele em certa entrevista.
Belfort é evangélico e desde sua conversão declara publicamente sua fé, assim como sua esposa, a ex-modelo Joana Prado, com quem tem três filhos. Os principais pontos de sua vida foram retratados no livro “Lições de garra, fé e sucesso: Vitor Belfort” que será lançado em breve.
Com informações Globo Esporte

Dilma quer acabar com aluguel de horário na TV

O governo federal prepara um pacote de medidas para fechar brechas da legislação de rádio e TV que permitiram o surgimento de um "mercado paralelo" ligado às concessões no país.

Uma das mudanças de maior impacto é a proibição expressa do aluguel de canais e de horários da programação de rádio e TV.
O Ministério das Comunicações não quis comentar as mudanças e informou que o "novo marco" ainda será colocado em consulta pública.


ISSO É BEM FEITO PARA QUEM VOTOU NESSA TERRORISTA E AGORA PRESIDENTE DO BRASIL .

FINAL DOS TEMPOS - Pastor e mulher são presos suspeitos de estuprar menina para tirar 'maldição do sexo', em Edeia

Pastor e mulher são presos suspeitos de estuprar menina para tirar 'maldição do sexo', em Edeia Segundo relato da vítima à políc...