segunda-feira, 28 de maio de 2012

A SINISTRA PROXIMIDADE ENTRE O IRÃO E MAGOGUE


Em recentes afirmações públicas, o candidato a primeiro-ministro de Israel, Netanyahu, afirmou que o Irãn torna Magogue uma realidade atual.
Segundo ele, o estado de Israel constitui a linha da frente do ocidente cristão. Logo que o Islão consiga romper a linha da frente no Médio Oriente - Israel - irá conquistar o Ocidente. Israel é assim a muralha de protecção do mundo cristão ocidental.
O recente aviso do presidente norte-americano George Bush sobre uma possível terceira guerra mundial relacionada com o programa atómico do Irãn causou uma forte turbulência internacional.
 Apenas alguns meses antes o ex-chefe da Mossad israelita, Ephraim HaLevy, tinha já avisado do possível eclodir de uma terceira guerra mundial.
Os políticos da Europa dão pouco crédito e atenção à ameaça de uma III Guerra Mundial e em vez disso dizem que "retórica" do género da de HaLevy coloca em perigo um processo de paz.
Ao mesmo tempo, o presidente do Irão,, Mahmoud Ahmadinejad apelida de inúteis as sanções da ONU contra o seu país.
"A resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas não vale o papel em que foi escrita." - gritou Ahmadinejad na TV iraniana, ao mesmo tempo que publicitava que o seu país é capaz de disparar 11 mil foguetes morteiros por minuto contra Israel.
Políticos e cientistas israelitas têm avisado que uma guerra mundial nesta era atómica pronunciaria o fim da humanidade.
 Aviões de combate israelitas bombardearam um reator atómico sírio cuja construção se iniciou há três anos atrás com a ajuda da Coréia do Norte e que estava mantida num absoluto segredo, segundo relatos da imprensa mundial. Seis semanas depois, o exército israelita apelou ao povo de Israel para preparar quartos de segurança e bunkers tal como na primeira guerra do golfo, em 1990. Apesar do exército insistir constantemente não haver um perigo de guerra iminente, parece ser necessário um estado permanente de vigilância.
O físico israelita e antigo general Yitzhak Ben Israel acredita que as primeiras bombas atómicas iranianas estarão prontas a ser usadas num espaço de 3 a 5 anos - três anos antes do previsto.
É interessante que as três grandes religiões - Judaísmo, Cristianismo e Islão - mencionam uma grande guerra de nações sob os nomes de Gog e Magogue.
Essa guerra está mencionada na Bíblia nos seguintes textos: Ezequiel 38 e 39; Zacarias 12 e 14; Jeremias 30; Daniel 11 e 12; Joel 2; Obadias 1; Apocalipse de João.
No Corão, está mencionada nas suras 18:97 e 21:96.
Definitivamente falta pouco tempo.
 
 
O fim está próximo. Estaremos preparados?Shalom,  oremos por Israel!
 
VIA GRITOS DE ALERTA

Em resposta a desafio do pastor Silas Malafaia, blogueiro afirma que “as mesmas heresias que apontou em outros, hoje são apontadas nele”. Leia na íntegra

Em resposta a desafio do pastor Silas Malafaia, blogueiro afirma que “as mesmas heresias que apontou em outros, hoje são apontadas nele”. Leia na íntegra
Após o desafio do pastor Silas Malafaia aos blogueiros cristãos e sites de notícias gospel que criticam sua abordagem da teologia da prosperidade, diversas manifestações e artigos foram publicados sobre o assunto.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
O pastor Silas Malafaia, líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, afirmou que gostaria de ver os críticos provarem que sua mensagem de prosperidade não encontra embasamento bíblico.
Em artigo, o blogueiro Marcelo Lemos afirmou que o desafio de Malafaia é “teatro”, além de um “desafio covarde, falso, um palco montado”.
Para Lemos, dificilmente o pastor Silas Malafaia conseguirá “sair ileso do episódio”, e lamenta que ele tenha adotado esta linha: “Ele parece ter encarnado a imagem de profeta de Deus para o Brasil. Do seu pedestal não aceita correção. Ele sempre foi – e já o admirei muito por isso – uma poderosa voz apologética para a Igreja Brasileia. Silas não pode perder esse status, afinal, foi um dos pilares sobre os quais edificou seu ministério”, comenta.
Marcelo Lemos ressalta que mesmo que Malafaia grave uma mensagem com coerência, será difícil ignorar o histórico de atitudes dele: “A teatralidade é evidente. Que desafio existe em ‘montar’ uma pregação para responder sobre práticas que ele tem levado a cabo ao longo dos últimos anos? Imagine, por exemplo, um acusado por estrupo desafiar um juiz que o coloque diante da mulher mais bonita do mundo, garantindo que irá se comportar. Sim, pode se comportar, mas isso não responde nada a respeito de sua conduta até ali”.
Confira abaixo a íntegra do artigo publicado no Genizah:
Fiquei sabendo do desafio do Pr. Silas Malafaia pela Internet, já que raramente assisto a seus programas. No início pensei se tratar de um desafio pra valer, mas estava enganado. O desafio é apenas teatro. Incomodado com as criticas feitas aos rumos do seu ministério, especialmente a acusação de ter aderido a Teologia da Prosperidade, o assembleiano gravou uma mensagem sobre o tema, e desafia seus críticos a lhe mostrar onde estão, afinal, os erros teológicos pelos quais é acusado.
A teatralidade é evidente. Que desafio existe em “montar” uma pregação para responder sobre práticas que ele tem levado a cabo ao longo dos últimos anos? Imagine, por exemplo, um acusado por estrupo desafiar um juiz que o coloque diante da mulher mais bonita do mundo, garantindo que irá se comportar. Sim, pode se comportar, mas isso não responde nada a respeito de sua conduta até ali. O desafio de Malafaia não passa disso.
Não estou dizendo que não gosto da ideia de tal debate. Estou dizendo que é um desafio covarde, falso, um palco montado. Mesmo assim é algo fantástico, e duvido que Malafaia consiga sair ileso do episódio. Terá de responder, primeiro, sobre sua covardia. E, se pudesse lhe dar um conselho, pediria que abrisse as portas de seu estúdio para uns dois ou três vagabundos – ops! -, quero dizer, blogueiros. Aí sim começaria fazendo o certo, liderando um verdadeiro desafio teológico. Seja como for, sua mensagem pré-fabricada não vai apagar as heresias que ele vem divulgando nos últimos anos; o desafio é uma tragédia anunciada.
O que Silas tem na cabeça? Foi a primeira pergunta que me ocorreu ao ler sobre o desafio no Genizah. Talvez seja megalomania. Ele parece ter encarnado a imagem de profeta de Deus para o Brasil. Do seu pedestal não aceita correção. Ele sempre foi – e já o admirei muito por isso – uma poderosa voz apologética para a Igreja Brasileia. Silas não pode perder esse status, afinal, foi um dos pilares sobre os quais edificou seu ministério. Por outro lado, manter certa megalomania exige uma injeção de recursos quase desesperadora…
Hoje o Pr. Silas é feito de alvo, assim como fez outros de alvo no passado. As mesmas heresias que apontou em outros, hoje são apontadas nele. Ele já caçou muita heresia. Virou caça. Mas lhe é difícil engolir tal ironia. E pode até ser que ele realmente se sinta injustiçado. Talvez seja o caso de estar imaginando que encontrou um meio termo entre a Teologia da Prosperidade e o Evangelho de Cristo. Neste caso, é um iludido que ilude outros. E isso não muda o fato de que a heresia fez morada em seu coração.
Temos um longo prazo de espera determinado pelo assembleiano até que seu [suposto] desafio vá ao ar em rede nacional. Até lá poderemos tentar desvendar a mente do homem, em doses homeopáticas. Ainda temos muito a investigar. Por hora, termino achando que Malafaia está com a síndrome do “megalomaníaco ferido”, e deseja recuperar o espaço que bloqueiros sem grana nem botox lhe roubaram.
Fonte: Gospel+

“O Espírito Santo não veio para ensinar línguas”, afirma Edir Macedo

“O Espírito Santo não veio para ensinar línguas”, afirma Edir Macedo
A Igreja Universal do Reino de Deus tem uma liturgia diferente da grande maioria das igrejas pentecostais e neopentecostais no que se refere ao momento de louvor e as manifestações do Espírito Santo. Em seu blog Edir Macedo escreveu o que pensa sobre isso fazendo declarações polêmicas.
“Jesus não veio para nos ensinar cânticos de louvor. E o Espírito Santo tampouco veio para nos ensinar línguas” disse ele antes de convidar seus leitores para participar do evento chamado “Dia D”.
Para Edir Macedo, a vinda de Jesus à Terra teve um único objetivo: destruir as obras do diabo, ou seja, declarar a guerra entre o bem e o mal. E é isso que os cristãos devem buscar, segundo o bispo da Igreja Universal.
“Quem tiver coragem para desafiar a Palavra de Deus, coragem para testar se ela é ou não é de Deus, está convocado. Em todo o mundo, iremos partir para o tudo ou nada.”
No próximo domingo, 3 de junho, a IURD estará realizando o Dia D, culto promovido para que as pessoas possam se posicionar espiritualmente para lutarem contra os espíritos malignos que estão impedindo a salvação da família, a saúde, a prosperidade e etc. Fazer com que as pessoas que têm fé tenham essas vitórias seria o legado de Cristo, e não os dons e manifestações que para o fundador da IURD são apenas emoção.
Macedo já fez críticas relacionadas à música gospel, dizendo que 99% dos cantores evangélicos são endemoniados e também comprou briga com os pastores pentecostais ao dizer que as manifestações do espírito são obras de demônios chegando a comparar esses cultos com celebrações de religiões afrobrasileiras.


Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/o-espirito-santo-nao-veio-para-ensinar-linguas-afirma-edir-macedo/#ixzz1wCd78Xp3

Benny Hinn anuncia a reconciliação do seu casamento


Benny Hinn anuncia a reconciliação do seu casamentoSegundo informações prestadas pelo portal entreCristianos, Benny Hinn declarou durante a “Cruzada de Milagres” em Nova York, na última quinta-feira (24), que estava em vias de reconciliação com sua ex-esposa Suzanne.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
O músico Maurice Sklar postou no Facebook: “O pastor Benny Hinn lançou uma bomba sobre nós nessa noite. Ele e Suzanne se reconciliaram! Disse para nós que se casarão novamente em dezembro. Quase caí da cadeira! Quase caio em pleno palco. Que Deus maravilhoso que nós temos! Isso é um milagre! Louvado seja o Senhor. Estou muito feliz por escutar essa boa-nova”.
Benny Hinn havia recebido um pedido de divórcio de Suzanne em fevereiro de 2010, após 30 anos de matrimônio, alegando diferenças irreconciliáveis. O evangelista emitiu, na época, um comunicado demonstrando sua tristeza quanto ao fato. Ele também assumiu que havia colocado o ministério acima da sua própria família, colocando-a numa situação de risco.
O evangelista é conhecido no meio cristão por escrever o best-seller “Bom-dia, Espírito Santo”, além de outras obras como “Bem-Vindo, Espírito Santo” e “Senhor, eu preciso de um milagre”.


G+

Construção de templo da Assembleia de Deus já consumiu mais de R$ 10 milhões Construção de templo da Assembleia de Deus já consumiu mais de R$ 10 milhões

A igreja Assembleia de Deus está erguendo na região de Tanquinho, em Ribeirão Preto, São Paulo, um edifício que será o 2º maio templo da denominação no Brasil.

A igreja terá uma cúpula com 90 metros de diâmetro e capacidade para 12 mil fiéis.

A grandiosidade da obra pode ser comprovada quando vendo a cidade inteira pelo “Google Maps” a construção é uma das poucas estruturas que pode ser facilmente identificada. “Este é o segundo maior prédio da igreja no Brasil e primeiro no Estado”, afirma o pastor Antônio da Silva Santana, de 79 anos. Santana é o líder da igreja na região.

Falando sobre o tamanho da construção, Santana afirmou: “Apenas o prédio de Cuiabá é maior que este, com diâmetro de 100 metros”.

A obra já consumiu mais de R$ 10 milhões e sua construção já perdura por dez anos. O pastor falou sobre a duração da obra explicando que não pretende criar dívidas para a igreja com a construção. “Os passos precisam ser curtos e firmes. Por isso, estamos fazendo devagar esta construção. Graças a Deus, não devemos um só centavo”, explicou.

Idealizador do projeto, o pastor explica que intencionou levantar o templo por causa dos Congressos da Juventude, promovidos pela Assembleia. “Anualmente a gente faz esse encontro. E, nos últimos anos, lotou. Falaram que a mesma quantidade que tinha no lado de dentro, tinha do lado de fora”, explicou Santana, que afirmou ainda que quando o novo templo ficar pronto não vai faltar espaço para os fiéis.


G+

Laisa se emociona ao gravar em igreja evangélica

Laisa se emociona ao gravar em igreja evangélica
Na noite de sexta-feira (25) Laisa Portela esteve em uma igreja evangélica na cidade de Maringá para filmar algumas cenas do filme Círculo de Ouro e durante o culto a ex-BBB se emocionou e não conteve as lágrimas.
Laisa é católica, mas está frequentando alguns cultos da Igreja Adventista para poder interpretar Marina, uma jovem evangélica que terá sua casa invadida por um usuário de drogas, encantado com sua beleza ele leva um fotografia de Marina e guarda com ele durante um tempo, até que um dia eles se encontrarão na própria igreja quando ele decide abandonar o vício.
O filme está sendo dirigido por Érico Alessandro que se inspirou em Aline Barros para montar essa personagem vivida por Laisa. A ex-participante do BBB não é atriz, mas ganhou o papel depois de ter um bom desempenho no clipe do cantor Latino.
Antes de começar as filmagens a ex-sister frequentou alguns cultos para poder entender um pouco desse mundo desconhecido para ela e assim juntar informações para poder dar mais autenticidade à personagem. No final desse dia de filmagem, Laisa aproveitou para tirar uma fotografia com o pastor adventista.
O estilo de vida dos evangélicos tem inspirado diversos autores de filmes e novelas a criarem personagens religiosos, na novela Avenida Brasil da Rede Globo a atriz Paula Burlamaqui vai interpretar uma ex-atriz pornô que se torna evangélica e decide se aproximar de seu filho.
Ao mesmo tempo que esses personagens criam polêmicas, também fazem uma ligação com o público de quase 38 milhões de pessoas que se declaram evangélicos no Brasil através da identificação, por isso é importante que esses atores e atrizes passem um tempo analisando os costumes pregados por essas igrejas.
Com informações Terra


Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/laisa-bbb-igreja-evangelica-circulo-de-ouro/#ixzz1wC0WyCJG

Ecumenismo: Evangélicos e católicos se unem na “Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos”


Ecumenismo: Evangélicos e católicos se unem na “Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos”Durante a última semana evangélicos e católicos se uniram em várias partes do país para participarem de cultos ecumênicos. Com o objetivo de celebrar a unidade entre fiéis de diferentes confissões cristãs, ocorreram eventos em diversas cidades do país.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Os cultos fazem parte da programação da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (SOUC), evento promovido mundialmente pelo Conselho Pontífice para Unidade dos Cristãos (CPUC) e pelo Conselho Mundial de Igrejas (CMI). A celebração acontece em datas diferentes nos dois hemisférios. Enquanto no hemisfério norte o evento acontece tradicionalmente entre 18 a 25 de janeiro, este ano, no Brasil, o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC) lidera e coordena as atividades na período de 20 a 27 de maio.
De acordo com o site do evento, este ano o encontro ecumênico está tendo como tema: “Todos seremos transformados pela vitória de nosso Senhor Jesus Cristo”, frase baseada na carta do apóstolo Paulo, e pretende contribuir para que irmãos de diferentes congregações se juntem em momentos únicos de partilha, comunhão e integração.


COMENTE AQUI  O QUE VC ACHA .

G+

Senadores evangélicos se omitiram na votação que aprovou o casamento gay na Comissão de Direitos Humanos


Senadores evangélicos se omitiram na votação que aprovou o casamento gay na Comissão de Direitos HumanosNa última quinta feira (24) foi aprovada na Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado o Projeto de Lei 612/2011, que altera o Código Civil brasileiro e reconhece a legalidade da união estável entre homossexuais. No dia da votação que aprovou esse projeto, os dois senadores evangélicos que integram a comissão não compareceram.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
O projeto, de autoria da senadora Marta Suplicy (PT/SP), altera os artigos 1.723 e 1.726 do Código Civil, de forma a permitir que casais homossexuais que vivem em união estável poderão solicitar o registro civil de casamento, e não apenas de união civil entre homossexuais.
A CDH tem entre seus integrantes os senadores evangélicos Magno Malta (PR/ES) e Eduardo Lopes (PRB/RJ), que é substituto do senador Crivella que se afastou para assumir o Ministério da Pesca. Porém os senadores não compareceram e votação e, segundo o holofote.net, também não informaram a seus eleitores sobre a possibilidade de aprovação da lei na comissão.
Entre os senadores que votaram a favor do projeto estava Eduardo Amorim, do Partido Social Cristão. Amorim não é integrante da bancada evangélica, mas faz parte de um partido que defende como bandeira o modelo de família defendido na Bíblia.
Diante da aprovação da lei o Deputado Marco Feliciano se manifestou no Twitter afirmando que iria divulgar os nomes dos parlamentares que votaram a favor do projeto, para que a população pudesse se manifestar.

G+

Ex braço direito de Edir Macedo na Igreja Universal, Renato Suhett renuncia ao título de bispo para ser consagrado padre na Igreja Anglo Católica


Ex braço direito de Edir Macedo na Igreja Universal, Renato Suhett renuncia ao título de bispo para ser consagrado padre na Igreja Anglo CatólicaO ex bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, Renato Suhett, foi ordenado a reverendo, cargo semelhante ao de padre, da Igreja Epsicopal Latino do Brasil, após renúncia ao episcopado na denominação liderada por Edir Macedo.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Renato Suhett ficou conhecido mundialmente como o braço direito do bispo Macedo, e por gravar dez CDs de música gospel.
Em seu histórico na Universal, Suhett chegou a comandar a igreja nacionalmente, e após romper com a denominação, se afastou. Tempos depois, retornou à igreja, foi novamente consagrado a pastor e se tornou responsável pela IURD no México.
Em 06/04/2012, Renato Suhett divulgou comunicado em seu blog pessoal anunciando sua ruptura com a IURD, abrindo mão “em caráter irrevogável, de renunciar ao episcopado” exercido na “Igreja Universal do Reino de Deus e em outras Igrejas”.
Suhett alegou ilegitimidade de seu cargo, pois segundo ele a consagração não se deu por um apóstolo com linhagem de sucessão: “A minha consagração [...] não apresenta validade, uma vez que não estamos de acordo com o método de trabalho ali [na Igreja Universal do Reino de Deus] realizado; por ter sido [a consagração]realizada fora da sucessão apostólica e numa Igreja que não se adéqua a nossa maneira de entender como deve ser realizado esta Obra, a qual, não sendo do homem, pertence ao Senhor Deus, sendo por Ele instituída e tendo Jesus Cristo, Nosso Senhor, como cabeça”.
A consagração de Suhett, que é casado, ao cargo de reverendo na Igreja Anglo-Católica, como é conhecida a Igreja Episcopal, se deu no último dia 20/05, na cidade de Esmeraldas, MG, pelo Arcebispo Anglo Católico Dom Lucas Macieira da Silva, segundo informações do blog Momento Verdadeiro.
De acordo com a descrição publicada pelo próprio Suhett, a Igreja Anglo Católica é uma dissidência da Igreja Católica Apostólica Romana, e segue tradições que incluem princípios católicos e protestantes.
Confira no vídeo abaixo, sermão do reverendo Renato Suhett sobre as doutrinas e tradições da Igreja Episcopal (Anglo Católica):
Fonte: Gospel+

Deputado evangélico questiona demora na aprovação da Lei Geral das Religiões

No Twitter, o deputado evangélico João Campos reclama da demora do Senado em aprovar Lei Geral das Religiões e diz que “lei da palmada” deve ir a Plenário antes do Senado.

Nesta sexta-feira (25) o deputado federal, João Campos, criticou através de sua conta no Twitter a demora dos senadores em aprovar a Lei Geral das Religiões. O parlamentar também enfatizou que a “lei da palmada” não deve ir ao senado sem antes entrar em discussão no Plenário da Câmara.

“Por que Senadores ainda não aprovaram o projeto de Lei Geral das Religiões, regulamentando a Constituição Federal, mas aprovam aborto e casamento gay? (sic)”, questionou Campos.

O projeto de autoria do deputado federal George Hilton, seria uma adaptação do Estatuto da Igreja Católica, mas reivindica que os benefícios dados se façam iguais para as outras religiões e igrejas.

Segundo o deputado Hilton, que é membro da Igreja Universal do Reino de Deus em Minas Gerais, as organizações religiosas e suas instituições poderão, observadas as exigências da lei, prestar assistência espiritual aos fiéis internados em estabelecimentos de saúde, de assistência social, de educação ou similar, ou detidos em estabelecimento prisional ou similar.

“A regulamentação é fundamental porque garante liberdade a todas as religiões”, frisou o parlamentar.

Campos também protestou que a “Frente Parlamentar Evangélica entende que a “Lei da Palmada” não deve ir ao Senado sem ser discutida pelo Plenário da Câmara, a matéria exige debate (sic)”.

O polêmico projeto de lei que proíbe os pais de castigarem fisicamente os filhos corre o risco de não ser aprovado pelo Congresso Nacional.
Depois da aprovação, em caráter terminativo, da comissão especial criada para analisá-lo, o projeto deveria ter sido encaminhado ao Senado, mas está parado na Mesa Diretora da Câmara. O texto aguarda a votação de seis recursos para que seja votado também no plenário da Casa, o que o impediu de ser enviado direto ao Senado.

O deputado federal, Pastor Marco Feliciano, chegou a dizer que a “solução” para a polêmica “lei da palmada” seria engaveta-la. “O projeto é desnecessário, inócuo e sem fundamento. A solução agora seria engavetá-lo”, comentou o parlamentar.

Fonte: Gospel Prime

Campanha de Haddad pode incluir combate à homofobia

Embora evasivo nas respostas, o pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, sinalizou que pode agregar o combate à homofobia na plataforma de campanha.

O ex-ministro recebeu um plano de propostas da militância gay do partido, apresentado durante uma reunião na quinta-feira, e que pede até a adoção de um kit anti-homofobia nas escolas.

O material, criado por uma ONG na gestão de Haddad no Ministério da Educação, ainda gera polêmicas para o petista, especialmente na costura de alianças com alguns grupos religiosos, avessos ao tema. "Nós devemos lutar para que a comunidade LGBT tenha seus direitos assegurados. Que toda a forma de violência seja repudiada. Me parece ser uma direção muito correta", declarou Haddad.

Além disso, o petista negou dificuldade em lidar, de um lado, com as demandas do núcleo LGBT do partido, e do outro, com as exigências das lideranças religiosas conservadoras, que repudiam o assunto. "A militância concorda que a grande maioria das lideranças religiosas deplora a violência e todo tipo de preconceito, todo tipo de intolerância, e que, portanto, é um sinal claro e evidente de que as agendas não são incompatíveis", afirmou.

As propostas apresentadas na reunião pregam o combate à homofobia em cinco eixos da administração: educação, cultura, saúde, transporte e trabalho. Em educação, por exemplo, o grupo sugere a adoção do kit gay - como ficou conhecido o material do MEC.

Fonte: A Tarde on-line

Vitor Belfort diz que sua força vem de Deus

Vitor Belfort diz que sua força vem de Deus
O lutador do UFC, Vitor Belfort, usa o nome de Jesus em seu calção durante as lutas. Depois de muitas lutas pode ser visto orando e suas entrevistas estão sempre cheias de referências à fé. Ele diz que encontrou na igreja cristã a força para superar o desaparecimento da irmã, em 2004, mas que até hoje não tem explicação.
Frequentador da igreja batista, no Rio de Janeiro, afirma que depois da conversão ele se tornou um homem mais maduro e dedicado, acima de tudo, à família.
Mesmo que dentro do octógono o lutador viva uma das melhores fases da carreira, física e tecnicamente, já pensa em parar. Nos últimos meses apareceu na tela da TV todos os domingos comandando a equipe vencedora do reality show The Ultimate Fighter Brasil.
Durante uma entrevista recente ao site SPORTV.COM, mesmo sem ofensas ou palavrões, -fez críticas aos desafetos Wanderlei Silva, Anderson Silva e até Lyoto Machida, a quem chamou de “demagogo”.
Spider, para quem perdeu sua última luta, esteve no programa como convidado, mas ficou apenas ao lado de Wanderlei. Vitor mostrou decepção pelo fato de o campeão dos médios do UFC não ter visitado seu time e ainda se referir a ele com um xingamento. “Quando eu não tenho nada de bom para falar de alguém, não falo nada. Acho que cada um vai colher o seu fruto. Ele vai colher o dele… Como campeão, ele tem mostrado quem ele é… Na realidade, às vezes o sucesso sobe à cabeça das pessoas, e elas tendem a se sobrepujar em algumas coisas. O verdadeiro guerreiro não se excede na vitória. Acho que muitas coisas poderiam ser evitadas, mas, enfim, ele está mostrando sua raiz como pessoa”, explica Belfort.
Em junho, Vitor irá enfrentar o também evangélico Wanderlei Silva, técnico da equipe rival com quem teve atritos durante o programa TUF Brasil. Explicou que o duelo contra o “Cachorro Louco” será uma de suas últimas lutas, pois deseja fazer, no máximo, esta e mais duas lutas antes de se aposentar. Depois, pretende se tornar dirigente do UFC, um convite que já recebeu da organização.
Afinal, o programa exibido no Brasil segue o modelo do reality show de mesmo nome criado nos Estados Unidos. Enquanto por lá atinge 1,4 milhão de telespectadores na televisão aberta, o feito pela Globo atingiu em média 90 milhões de pessoas por domingo.
“Eu hoje luto por prazer, não por necessidade. Graças a Deus tenho uma situação financeira estável. Acho que o cinturão é uma coisa que faz parte de todo lutador, mas luto por prazer. O povo brasileiro pode esperar mais duas ou três lutas minhas… Se eu já estiver cansado e sem vontade, acho que não é justo com quem vai pagar o ingresso para me ver, não é justo comigo, com a minha família, por esse sacrifício que eu faço. Então, sou um cara bem satisfeito, bem realizado… Vai ser uma grande jornada para mim… Aprendi que tudo que a gente faz tem de ser com alegria. A Bíblia diz que a alegria do Senhor é a nossa força. Quando a gente fala que é a nossa força, é o nosso prazer, a nossa fortaleza, como se fosse um castelo”, explica o lutador.
Ele, que também é treinador e empresário de lutadores, diz ter outras ambições “A vida do ser humano é baseada em três valores importantes: nos relacionamos com a economia, a política e a religião. Então esses são os três fatores que geram todo presidente, toda eleição, toda decisão, todo Senado… E o povo brasileiro não entende muito de política e não tem prazer. Quando você tem prazer em saber, não precisa entender as coisas totalmente, mas tem que entender o contexto”.
Mas Vitor tem um lado sentimental que poucas pessoas esperam de alguém envolvido em um esporte considerado tão violento, mas que ficou claro durante o reality show: “sentimento a gente tem que botar para fora. Falo para o meu filho que, se estiver com vontade de chorar, que chore, mas tem que ter um motivo. Se Jesus chorou, por que eu não vou chorar?”.


Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/vitor-belfort-mma-ufc-forca-deus/#ixzz1wA9dZhjw

FINAL DOS TEMPOS - Pastor e mulher são presos suspeitos de estuprar menina para tirar 'maldição do sexo', em Edeia

Pastor e mulher são presos suspeitos de estuprar menina para tirar 'maldição do sexo', em Edeia Segundo relato da vítima à políc...