quinta-feira, 29 de março de 2012

Mario de Oliveira é reeleito como presidente da Igreja Quadrangular

Mario de Oliveira é reeleito como presidente da Igreja Quadrangular
O pastor Mário de Oliveira foi reeleito como presidente da Igreja do Evangelho Quadrangular e ficará no posto por mais quatro anos. A votação aconteceu essa semana durante a 61ª Convenção Nacional da Igreja do Evangelho Quadrangular que acontece até o dia 29 de março em Camboriú, Santa Catarina.
Oliveira teve 58% dos votos vencendo então os outros dois concorrentes: o reverendo Jayme Paliarin e Waldir Agnello. Mário Oliveira venceu as eleições pela primeira vez em 1996 e foi reeleito nos anos de 2000, 2004 e 2008.
Nascido em 1945, Mário de Oliveira pertence a segunda geração de pastores da IEQ, se converteu quanto tinha 17 anos e foi até o missionário Jayme reclamar que sua mãe gastava muito tempo de sua vida servindo na igreja da cidade de Bauru. O tratamento do pastor acabou conquistando o jovem que aos 20 anos de idade se tornou obreiro.
A sua história ministerial é marcada pelo pioneirismo, Oliveira abriu pessoalmente dezesseis igrejas nos Estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Foi ele que em 1989 realizou o Primeiro Sermão da Montanha em Belo Horizonte, evento que se repete anualmente até os dias de hoje.


Com informações CREIO

Bispo da Igreja Universal responde ao padre que chamou os evangélicos de otários

Bispo da Igreja Universal responde ao padre que chamou os evangélicos de otários
Em um programa da IURDTV o bispo Guaracy Santos da Igreja Universal do Reino de Deus respondeu ao padre que durante uma missa chamou os evangélicos de otários por não acreditarem nos santos católicos.
Usando os versículos 5 e 6 de I Timóteo capítulo 2 o representante da IURD citou que apenas Jesus Cristo é o mediador entre Deus e os homens. “Então meu querido padre, pouco importa o conceito que o senhor tem a meu respeito e dos meus companheiros a gente vai pregar isso aí enquanto viver”, disse.
O padre Paulo Ricardo de Azevedo Júnior, da Arquidiocese de Cuiabá (MT) afirmou em seu discurso os protestantes são orgulhosos ao querer falar com Deus diretamente sem usar intermediadores como os padres e os santos católicos.
“Vamos revidar a vulgaridade dele: o ‘zé mané’, deixa eu falar uma coisa para você, você disse que nós somos ultra mega power e somos mesmo!”, disse o bispo da Igreja Universal. “Não somos dono do mundo, mas somos filhos do dono por adoção”.
Para o apresentador da IURD TV a verdade do evangelho é fazer com que os homens sejam dependentes de Deus e independentes dos homens e é por esse motivo que os evangélicos não aceitam intermediários.
“A raiva de vocês é que vocês passaram séculos a fio fazendo as pessoas comerem nas suas mãos”, diz ele se dirigindo ao padre Paulo. O bispo também falou também sobre a idolatria com Maria, citando o capítulo que Jesus conversa com sua mãe terrena.
“Jesus não se dirigiu a ela dizendo mãe, mas mulher”, afirmou o bispo Guaracy que completou dizendo que Maria era serva de Jesus.
Assista:


Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/bispo-da-igreja-universal-responde-ao-padre-que-chamou-os-evangelicos-de-otarios/#ixzz1qVIys9eC

Pastor Jabes Alencar afirma que a briga entre os pastores Edir Macedo e Valdemiro Santiago foi programada no inferno

Pastor Jabes Alencar afirma que a briga entre os pastores Edir Macedo e Valdemiro Santiago foi programada no inferno

O presidente da Assembleia de Deus do Bom Retiro em São Paulo, pastor Jabes de Alencar, falou em seu programa matinal do último sábado sobre a recente animosidade entre os líderes de dois ministérios evangélicos: o Bispo Macedo da Igreja Universal do Reino de Deus e o Apóstolo Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Alencar afirma no vídeo que, desde criança, uma coisa que o impressionava na igreja evangélica brasileira é a divisão dos pastores e denominações, e a desunião entre os líderes dessas igrejas. O pastor ressalta também a importância da unidade da igreja e afirma que quando há divisão na igreja evangélica “o ‘mundo’ olha e pergunta: Eles não são tudo crente? Porque que não se unem? (sic)”.
O pastor afirmou que essa situação foi planejada no inferno para desmoralizar a igreja e destruir a fé dos cristãos. Ele afirmou ainda que a briga entre os pastores mancha a imagem da igreja evangélica no país, e escandaliza a obra de Deus.
Alencar classificou as atitudes do bispo Macedo como uma “cruzada de vingança” e pediu que os pastores parassem com a disputa. Ele classificou a briga como irresponsabilidade dos líderes evangélicos, e levantou a pergunta sobre onde estaria o perdão nessa situação.
“Meu coração está ferido, mas Deus vai agir” afirmou o pastor, que finalizou vídeo com a afirmação de que “o amor é o verdadeiro cartão de identidade do cristão”.
Veja o vídeo na íntegra:
Fonte: Gospel+

PARA NOSSA ALEGRIA - Mãe e casal de irmãos ficaram conhecidos por cantar "Galhos Secos" em vídeo

Aproveitando o momento de fama após a publicação de um vídeo na internet, a família “Para nossa alegria” esteve na Central Globo de Produção nesta segunda, 26 de março, e conheceu a apresentadora do Mais Você, Ana Maria Braga.
Os intérpretes que deram um novo ritmo a uma música cristã da década de 70 fizeram sucesso com a produção do programa e chegaram a dar uma palhinha para Ana Maria.

Marinalva, mãe dos irmãos Suellen e Jefferson, explicou que ficou brava após a gravação do vídeo: “Eu não gostei quando percebi que eles estavam brincando durante a música, queria que eles cantassem mais sérios”, contou.

Mas, após o sucesso que a brincadeira dos filhos fez na internet, a mãe entendeu que a diversão dos filhos merecia destaque. Ana Maria se divertiu com a apresentação da família nos bastidores do seu programa e desejou boa sorte aos três cantores. “Que vocês sigam cantando e levando alegria para as pessoas”, disse a apresentadora.

Assista um trecho da participação deles no programa:



VIA GRITOS DE ALERTA.
INF. GUIA ME

Em artigo sobre casamento gay, teólogo afirma que considera o homossexualismo um crime

Em artigo sobre casamento gay, teólogo afirma que considera o homossexualismo um crimeO teólogo norte-americano Vincent Cheung, presidente da Reformation Ministries International (Ministério Reformado Internacional), é autor de dezenas de livros e centenas de palestras sobre teologia, filosofia, apologética e espiritualidade.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Cheung escreveu um artigo sobre o casamento entre homossexuais no qual fala de sua visão sobre o assunto e declara considerar a homossexualidade como um crime, assim como assassinato ou roubo.
Em seu texto, o teólogo afirma que “os cristãos não deveriam discutir tão apressadamente o casamento e a união civil entre homossexuais”. Citando o fato de que no Antigo Testamento o homossexualismo é considerado como “ofensa capital, merecedora de morte” ele afirma querer discutir, “em primeiro lugar, o porquê o homossexualismo não é um crime”.
O texto do teólogo, traduzido pelo site monergismo.com, defende também que, “moralmente falando, a união civil e o casamento não deveriam nem sequer aparecer na lista de opções”. Cheung afirma que “mesmo que a moralidade bíblica não requeresse castigo ou execução para o homossexualismo, certamente nenhum cristão deveria argumentar que os homossexuais têm o direito de ter união civil”.
O teólogo critica a forma com que muitos cristãos tratam o assunto, dizendo que “parece que a maioria dos cristãos não está suficientemente incomodada ou desgostosa com o homossexualismo”.
Leia o artigo na íntegra:
Casamento “gay”, certamente, significa casamento feliz [Nota do tradutor: no inglês, a palavra gay pode significar alegre]. Contudo, o debate que está acontecendo quase debaixo da rua de onde estou digitando esta mensagem, é sobre casamento homossexual. Talvez no futuro eu escreva sobre o homossexualismo com detalhes, seja num livro ou num artigo. Aqui explicarei somente a direção geral do meu pensamento sobre este assunto.
Até mesmo muitos cristãos que são contra o casamento homossexual, são ávidos em insistir que eles não querem discriminar os homossexuais e, portanto, eles não têm problemas com a “união civil”. Mas eu não faço esta concessão tão prontamente.
Sodomia tem sido uma ofensa criminosa em alguns Estados. Alguns de vocês provavelmente ouviram como policiais capturaram dois homens homossexuais no ato de sodomia no Texas, e lhes acusaram de sodomia. Os homens foram absolvidos porque a corte disse que a lei não deveria interferir em atos pessoais e consensuais entre adultos. Eu não estou familiarizado com os detalhes do caso, mas os detalhes não são importantes –– meu ponto é que o homossexualismo é tecnicamente ainda um crime em alguns lugares, e dizer que o homossexualismo deveria ser considerado um crime não seria inteiramente novidade.
O Antigo Testamento considera o homossexualismo não somente como uma ofensa criminosa, mas também como uma ofensa capital, merecedora de morte. Eu concordo com esta categorização e com esta punição, e há pelos menos uns poucos outros teólogos que também concordam com isto. Isto é apenas dizer que estamos de acordo com a Bíblia sobre o assunto. Assim, os cristãos não deveriam discutir tão apressadamente o casamento e a união civil entre homossexuais. O que eu quero discutir com o incrédulo é, em primeiro lugar, o porquê o homossexualismo não é um crime.
É porque ele é um ato ou um relacionamento entre dois adultos em consentimento? Primeiro, o que é um adulto? O Estado define arbitrariamente o adulto, de forma que uma pessoa de 17 anos de idade não conta. Segundo, por que o ato ou o relacionamento é permitido, se for entre adultos em consentimento? Isto é, antes de mais nada, por que a premissa é verdadeira? Terceiro, visto que todos os argumentos devem, no final das contas, escalar ao nível pressuposicional, devo perguntar finalmente se o ato ou relacionamento tem ou não o consentimento de Deus.
É porque o ato ou relacionamento não fere ninguém? Primeiro, qual é a definição de “ferir”? Se eu disser que o homossexualismo me causa nojo e tira o meu apetite, e, assim, que perco uma degustação perfeitamente deliciosa das coxas de galinha que minha esposa preparou para mim, isto não conta? Por que ou por que não? Ele me “fere” num sentido, não fere? Se ele rouba meu apetite, desperdiça o tempo da minha esposa e desaponta as coxas de galinhas que esperaram tanto tempo no forno, e tudo isto não conta como um “ferir”, então, sobre que tipo de ferir vocês estão falando? Eles devem definir e então defender a definição. Segundo, por que o ato ou o relacionamento deveria ser permitido, conquanto que ele não “fira” alguém? O que faz disto o padrão? E, este é o único padrão de moralidade, ou este é o único assunto para se determinar se o homossexualismo é certo ou errado? Por que ou por que não? Nós poderíamos continuar e continuar, mas como em qualquer outro assunto, o incrédulo não pode dar um só passo além do que lhe permitimos, visto que ele não tem justificativa para nenhum dos passos em seu processo de raciocínio.
Novamente, minha posição não é apenas que os homossexuais não devem se casar, mas que o homossexualismo é um crime, assim como o assassinato ou roubo, de forma que mesmo antes de considerar a união civil, devemos considerar o punir ou não aos homossexuais, com as possíveis punições, abrangendo desde a prisão à execução. Moralmente falando, a união civil e o casamento não deveriam nem sequer aparecer na lista de opções. Mesmo que a moralidade bíblica não requerisse castigo ou execução para o homossexualismo, certamente nenhum cristão deveria argumentar que os homossexuais têm o direito de ter união civil. Mas parece que a maioria dos cristãos não está suficientemente incomodada ou desgostosa com o homossexualismo.
Assim, por que o homossexualismo não é um crime? Por quê? Se eu permitir que a Bíblia defina o que é um crime e o que não é um crime, então, como eu posso não definir o homossexualismo como um crime? Mas, uma vez que alguém perguntar o porquê devo me submeter à definição da Bíblia, então, devemos ir além de uma confrontação sobre o homossexualismo somente, e entrar numa confrontação pressuposicional concernente às nossas diferentes cosmovisões. Assim, um debate ainda mais fundamental e produtivo poderá começar, e é um debate que podemos e devemos ganhar sempre.
Assim como em outros assuntos relacionados à apologética, os cristãos tendem a conceder muito terreno antes de traçar a linha delimitatória e permanecer firme. Assim, vigiem a si mesmos quando conversarem com incrédulos. Não conceda terreno nem permita premissas que você não tenha que conceder ou permitir. Embora as leis da nação possam não mudar para refletir o padrão bíblico, quando diz respeito a debates intelectuais sobre o assunto, não precisamos abrir mão de nada.
VIA GRITOS DE ALERTA.
INF. G+

Pesquisas afirmam que somos propensos a acreditar em Deus

Universidades americanas fizeram estudos que mostram que somos capazes de acreditar em agentes mesmo que sejam invisíveis, dando a eles funções na nossa existência.

Estudos realizados por faculdades americanas apontam que os seres humanos são programados para acreditarem em Deus. As pesquisas foram realizadas por instituições diferentes e com propósitos diferentes, mas acabaram dando o mesmo resultado.

Universidade Emory (Atlanta, EUA) fez experimentos cognitivos com bebês de 9 meses de idade, os pesquisadores puderam perceber que essas crianças fazem associações a partir de “agentes” para poder entenderem o mundo. Esse estudo psicológico mostrou que os bebês sabem que esses agentes possuem uma finalidade e que eles existem, mesmo quando não podem ser vistos.

O autor do estudo acredita que isso prova porque nosso cérebro consegue crer em Deus, pois não temos problemas de nos relacionar com algo que não podemos ver.

Outra Universidade que realizou uma pesquisa semelhante foi a Universidade Calvin (Michigan, EUA) que mostrou que não aceitamos somente o fato de que existe um agente invisível como também somos diretamente propensos a ter este pensamento. Ou seja, nascemos propensos a acreditar em um agente invisível e passamos essa crença para a vida adulta.

Esses e outros estudos provam que as divindades aparecem quando não sabemos a razão da existência de algo, o cérebro deposita o universo desconhecido em tal entidade atribuindo a ela a onisciência, onipresença e imortalidade.

Mas ao contrário de outros personagens do imaginário infantil, Deus não deixa de existir na fase adulta e esses estudos apontam que isso acontece porque somos levados a acreditar que Ele é mais poderoso que tudo, pois ele conhece tudo o que você faz e também o que os outros seres do mundo estão fazendo.

Fonte: Gospel Prime com informações Hype Science

Missão SAL ajuda a evangelizar homossexuais e drogados em SP

CracolândiaDesde 2007, o Missão SAL é um projeto da cidade de Santo André (SP) que destina suas ações em pregar para grupos que costumam ser privados do evangelho.
Em sua maior parte, o centro de interesse da instituição são os indivíduos viciados em drogas, moradores de rua, garotas de programa, gays e travestis.
As áreas de atuação são lugares da Região Metropolitana de São Paulo e arredores, que ficam mais propensos a estas ocorrências.
Para cuidar de viciados em crack, por exemplo, o grupo presta suas atividades na região conhecida como “cracolândia”.
O Pastor da Igreja Batista, Paulo Capeletti, é responsável por coordenar o movimento e esteve com o site Genizah para explicar sobre os valores e ideais da Missão SAL.
O site revela que a sigla SAL significa “Salvação, Amor e Libertação”, conceito que traduz o objetivo dos missionários de resgatar pessoas excluídas pela sociedade com os ensinamentos de Jesus Cristo.
Tudo é seguido em um processo feito por etapas, que são concebidas através do que a Palavra de Deus tem a instruir.
Primeiramente, há o resgate do indivíduo de acordo com suas dificuldades e o momento em que passa, para em logo em seguida receber assistência e reparação.
No final, após restaurá-lo como cidadão, a pessoa é reintegrado à sociedade.
A casa Comunidade Nova Chance é o local que é atribuído para esta última etapa, de restituição.
O local fica incumbido de inserir a pessoa em convívio com um ambiente humano em que se sinta aceito e incorporado, como se estivesse em família.
Atualmente, a Comunidade Nova Chance conta com a presença de mais de 30 pessoas que moram no estabelecimento e permanecem em processo de reintegração.


VIA GRITOS DE ALERTA.
INF. CRISTIAN POST

Turquia é incluída na lista dos países que mais violam a liberdade religiosa


Turquia é incluída na lista dos países que mais violam a liberdade religiosa
Um relatório anual do governo dos EUA incluiu a Turquia, pela primeira vez, na lista dos países que mais violam a liberdade religiosa, ao lado de países como Irã e Coreia do Norte

O relatório divulgado pela Comissão Internacional de Liberdade Religiosa dos Estados Unidos (USCIRF) em 20 de março, pediu ao Departamento de Estado para considerar a Turquia como um "país de preocupação particular" (CPC), por causa do tratamento dado às minorias religiosas, especialmente aos cristãos.

" A recomendação da Turquia à lista surpreendeu a muitos. Afinal de contas, os métodos de controle e repressão religiosa contrastam com as sangrentas repressões encontradas em países como Egito, Arábia Saudita, Sudão e Coreia do Norte ", escreveu a comissária Nina Shea. E acrescentou: "A Turquia tem utilizados meios sofisticados, e medidas mais sutis para eliminar as minorias religiosas, sejam elas cristãs ou não."

"As minorias cristãs da Turquia se esforçam para encontrar lugares em que elas possam se reunir, pois não podem participar de seminários para formação de futuros líderes, são impedidas de usar trajes clericais em público, veêm os assassinos de seus líderes ficarem impunes e, acima de tudo, não têm o direito legal de serem reconhecidas como igreja ... "Shea continuou. "A mesmas leias da Turquia, que visam promover um nacionalismo secular, também cultivam em seus cidadãos uma cultura de animosidade contra os cristãos, que são vistos como invasores e clandestinos', apesar de o cristianismo existir ali há 2 mil anos, bem antes dos islamismo."

Os comissários, que votaram a favor da inclusão da Turquia na lista, dizem que foi dado ao país tempo suficiente para melhorar a liberdade religiosa dentro de suas fronteiras, mas que pouco se fez, até agora.

"A questão é o que eles deveriam ter feito e não fizeram, por mais um ano," disse Leonardo Leo ao Turkish Daily quando questionado sobre as razões da Turquia ser recomendada à lista.

A lista também inclui Mianmar, China, Egito, Eritreia, Iraque, Irã, Nigéria, Coreia do Norte, Paquistão, Arábia Saudita, Sudão, Turcomenistão, Uzbequistão e Vietnã. Todos estes países constam na Classificação de Países por perseguição da Portas Abertas.


Fonte: Portas Abertas

Pepsi usa células de bebês abortados e enfrenta boicote


Pepsi usa células de bebês abortados e enfrenta boicote
Governo americano decidiu aprovar o uso de células de crianças abortadas para produção de realçadores de sabor
A Pepsi, a Kraft e a Cadbury assinaram um contrato em janeiro deste ano com a Semonyx para usar células de bebês abortados para produzir realçadores de sabor em seus produtos. Houve um protesto da população e instituições nos EUA, que apelaram aos órgãos reguladores do governo americano. Porém, em 28 de fevereiro, o governo americano decidiu aprovar o uso de células de crianças abortadas para produção de realçadores de sabor. Por isso, nos EUA, vários grupos já estão fazendo campanha para boicotar esses produtos dessas empresas a partir de agora. Leia a reportagem a seguir:
A empresa Pepsi, que lançará o novo produto Pepsi Next nas próximas semanas, está enfrentando um boicote enquanto ativistas pró-vida protestam contra o uso que a empresa faz de células derivadas de um feto abortado em pesquisas de realçamento de sabores. Mas a Pepsi teve sucesso, com a ajuda do governo de Obama, em seus esforços de impedir que seus acionistas pudessem examinar suas operações polêmicas.
Numa decisão em 28 de fevereiro, a Comissão de Título e Câmbio Americana (CTCA) determinou que o uso que a PepsiCo faz de células derivadas de bebês abortados permanece em seu acordo de pesquisa e desenvolvimento com Senomyx para produzir realçadores de sabores, constitui “operações normais de negócios”.
A carta assinada pelo advogado Brian Pitko do Gabinete do Promotor Público Chefe da CTCA foi enviada em resposta a um documento de 36 páginas apresentado pelos advogados da PepsiCo em janeiro de 2012. Nesse arquivamento, a PepsiCo apelou para que a CTCA rejeitasse a Resolução dos Acionistas apresentada em outubro de 2011 de que a empresa “adotasse uma política de empresa que reconheça os direitos humanos e empregue padrões éticos que não envolvam restos de seres humanos abortados tanto em acordos de desenvolvimento e pesquisas participativas quanto privadas”.

George A. Schieren, principal advogado da PepsiCo, comentou que a resolução deveria ser excluída porque “lida com assuntos relacionados às operações normais de negócios” e que “certas tarefas são tão fundamentais para administrar uma empresa no dia a dia que eles não deveriam ser sujeitos à supervisão dos acionistas”.

Debi Vinnedge, diretora-executiva de Filhos de Deus pela Vida, a organização que desmascarou a colaboração entre PepsiCo e Senomyx no ano passado, ficou “pasma com a apatia e insensibilidade” tanto dos executivos da PepsiCo quanto do governo de Obama.

“Não estamos falando sobre que tipo de canetas a PepsiCo que usar — estamos falando sobre tirar proveito dos restos de um bebê abortado para obter lucro”, disse ela. “Usar rins de embriões humanos (HEK-293) para produzir realçadores de sabores para suas bebidas não tem nada a ver com operações rotineiras!”

A PepsiCo também pediu que a resolução fosse excluída porque “inquiria com demasiada profundidade em assuntos de natureza complexa sobre as quais os acionistas não têm capacidade de fazer uma avaliação informada”.

“Em outras palavras, a PepsiCo pensa que seus acionistas são burros demais para compreender o que ela está fazendo com os restos de crianças abortadas”, declarou Vinnedge. “Pois bem, eles estão para descobrir exatamente como o público é realmente esperto quando ele aumentar a pressão no boicote mundial!”

O senador Ralph Shortey, de Oklahoma, apresentou o projeto de lei SB1418 que proíbe a venda de produtos que são desenvolvidos ou contêm restos de bebês abortados. No caso dos produtos da Pepsi, as células derivadas dos bebês abortados não terminam no produto final.

“Elogiamos o senador por sua atitude corajosa”, comentou Vinnedge. “O público já está evitando todas as bebidas da Pepsi e a Pepsi Next é só isso — o próximo produto a se evitar!”

Até o momento, o boicote mundial se expandiu para incluir Canadá, Alemanha, Polônia, Inglaterra, Irlanda, Escócia, Espanha, Portugal, Austrália e Nova Zelândia.

Células de bebês abortados também serão usados no Gatorade e no Trident

A organização Filhos de Deus pela Vida forneceu uma jeitosa lista de página inteira de produtos que usam células de bebês abortados. A organização pró-vida recentemente desmascarou a empresa Pepsi e outras empresas por terem feito contrato com Semonyx, que usa células de bebês abortados para testar seus realçadores de sabores de alimentos e bebidas.

Além dos refrigerantes da Pepsi, a empresa é responsável por tais produtos populares como Mountain Dew, Ocean Spray, Seattle’s Best coffee, Aquafina, Lipton tea, Gatorade e Tropicana.

Os produtos Kraft e Cadbury também entram na mesma categoria. Chiclets, Clorets, Dentyne e Trident são alguns dos produtos na lista dada na página de Filhos de Deus pela Vida.

Fonte: Life Site News/Children of God for Life/Julio Severo

O QUE SIGNIFICA 5777--"LEI PERFEITA, LEI DA LIBERDADE"

(TG 2:8; 1:25)(ler -2 Co 3:16 a18)."SE CRISTO VOS LIBERTAR SEREIS VERDADEIRAMENTE LIVRES."(JO 8:36)-- Para que...