terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

DIGA NÃO AO REFRIGERANTE




Uma campanha com cartazes que retratam uma garrafa de refrigerante despejando banha em um copo é a mais nova arma das autoridades de saúde de Nova York no combate à obesidade.
A estratégia da campanha é promover uma redução no consumo de refrigerantes usando a tática de chocar as pessoas com a força da imagem, que, no caso, vem acompanhada dos dizeres”Are You Pouring on the Pounds?” (”Você está derramando os quilos a mais?”, em tradução livre).
Autoridades de saúde de Nova York afirmam que a ideia foi mesmo a de usar uma imagem forte e “feia” para chocar o público consumidor de refrigerantes.
“Nós realmente queríamos fazer uma declaração e chamar a atenção das pessoas”, afirmou Cathy Nonas, diretora dos Programas de Atividade Física e Nutrição no Departamento de Saúde da cidade.
Mas especialistas em propaganda e publicidade questionam a eficácia da campanha.
“Estas imagens parecem tão repugnantes que afastam, você olha para outro lado sem assimilar a mensagem”, afirmou George Parker, especialista em propaganda.
Obesidade
Pesquisas recentes mostram que os americanos bebem quase 58 bilhões de litros da bebida por ano. E as bebidas podem contar até 17 colheres de chá de açúcar em cada garrafa de 550 ml.
Em média, os americanos consomem atualmente entre 200 e 300 calorias a mais do que consumiam há 30 anos. Parte da culpa é do fenômeno do aumento do tamanho das porções mas, também devido ao consumo de refrigerantes.
O cartaz no metrô de Nova York é a última de uma série de campanhas do Departamento de Saúde da Cidade que incluem imagens chocantes. Campanhas contra o fumo incluem fotos de uma mulher que teve vários dedos amputados devido a uma doença causada pelo cigarro e um exame raio-X de pulmões afetados pelo câncer.
Neste sentido Nova York vem liderando as campanhas e iniciativas para aumentar impostos para refrigerantes e fast-food e abater impostos para lojas que vendem frutas e vegetais em bairros pobres. A cidade está sendo observada por autoridades de saúde de todo o país.
O prefeito Michael Bloomberg já obrigou cafés, restaurantes e lanchonetes a especificarem a quantidade de calorias nos cardápios, enviou vendedores de frutas para bairros pobres e deu incentivos a pequenas lojas para venderem frutas e vegetais.
Defensores das campanhas de saúde pública afirmam que os Estados Unidos estão vivendo hoje uma epidemia de obesidade que custa ao país US$ 147 bilhões por ano em gastos com saúde. De acordo com as últimas estatísticas do governo americano, 32.2% dos americanos adultos e 17.1% das crianças já são clinicamente obesos.

Cristãos são agredidos, humilhados e acusados de proselitismo na Índia


Cristãos são agredidos, humilhados e acusados de proselitismo na Índia
É o terceiro incidente anticristão no estado em 2012. Ultranacionalistas da RSS (Rashtriya Sawayamsevak Sangh) bateram, despiram e arrastaram um pastor diante de toda uma vila.

O presidente do Conselho Global de Cristãos Indianos disse: “A cumplicidade entre o governo e forças ultranacionalistas está colocando em perigo a sobrevivência de cristãos em Karnataka”.

Dezenas de ativistas hindus da RSS atacaram 20 cristãos da Associação da Nova Vida, numa casa privada, a 3 km da cidade de Haliyal (Uttar Kannada, Karnataka). O episódio aconteceu no dia 23 de janeiro.

“Mesmo em 2012”, disse Sajan George, presidente do Conselho Global de Cristãos Indianos (GCIC), “não há descanso para os cristãos. Nós já tivemos o terceiro incidente anticristão no primeiro mês do ano”.

Acusando os presentes de proselitismo e conversões forçadas, os ultranacionalistas começaram a bater em Kishore Kavalekar, um fiel, e no Reverendo Kalappa Chandrakanth Chavan, 27 anos, diante de sua esposa Vandana, 24 anos, e de sua filha de 3 anos de idade.

Depois de rasgar as roupas do pastor, os ativistas o arrastaram na frente de toda a vila. Em seguida, ataram Kalappa a uma árvore próxima a um templo hindu e chamaram a polícia de Haliyal. A polícia prendeu o Reverendo Chandrakanth e Kishore, mantendo-os presos por 24 horas, mas deixando os ativistas livres.

“Amanhã, a Índia celebra o sexagésimo segundo Dia da República: é imperativo que as credenciais seculares da nossa Constituição sejam garantidas e seguidas em todos os estados deste país”, concluiu Sajan George.

Recentemente, outros estados indianos foram o cenário de perseguição anticristã. Em Jammu e Kashmir, uma corte islâmica (que não possui autoridade legal) decretou a expulsão de cinco missionários cristãos, incluindo o pastor CM Khanna e Jim Borst.

“Cristãos são tratados como cidadãos de segunda classe não apenas pelas forças ultranacionalistas, mas também pelas autoridades. Com a aproximação do Dia da República, é tempo de o estado garantir à minoria cristã os direitos constitucionais”, disse o presidente Sajan George.


Fonte: Portas Abertas

O QUE SIGNIFICA 5777--"LEI PERFEITA, LEI DA LIBERDADE"

(TG 2:8; 1:25)(ler -2 Co 3:16 a18)."SE CRISTO VOS LIBERTAR SEREIS VERDADEIRAMENTE LIVRES."(JO 8:36)-- Para que...