quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Embaixador do Irã diz que Yousef Nadarkhani não está sendo acusado por negar o Islã . EU NÃO ACREDITO NESSA CORJA .


Em encontro com parlamentares cristãos ele diz que o cristianismo não é a causa principal do processo
Embaixador do Irã diz que Yousef Nadarkhani não está sendo acusado por negar o Islã
O embaixador do Irã no Brasil, Mohsen Shaterzadeh, recebeu nesta terça-feira, 25, alguns deputados que fazem parte das Frentes Parlamentares Evangélica, Católica e da Família e do Grupo Parlamentar Brasil-Irã para falar sobre o caso do pastor iraniano Yousef Nadarkhani que está preso desde 2009 por ter se convertido ao cristianismo.
O deputado federal Marcelo Aguiar (PSD-SP) entregou a moção de apoio ao pastor assinada pelos deputados e pediu para ir até o Irã acompanhar o caso pessoalmente já que não há informações precisas e o processo corre em segredo de justiça.
Aos parlamentares, Shaterzadeh disse que a prisão não tem relação alguma com o fato do pastor ter deixado o Islã, mas se refere a outros crimes cometidos. O embaixador disse também que em seu país os cristãos não são perseguidos e até citou dados sobre a quantidade de igrejas cristãs e adeptos da religião no país.
“Minha idéia é ver a situação de perto, porque não podemos brincar com a liberdade religiosa. Se ele está sendo investigado por outros crimes, queremos entender porque estão divulgando que foi perseguição religiosa”, disse Marcelo Aguiar.
De acordo com informações da assessoria de imprensa do deputado, na próxima semana a Câmara dos Deputados receberá uma delegação de parlamentares iranianos, entre eles um cristão, e ouvirá mais detalhes sobre o caso.


Fonte: Gospel Prime

Pastor pode ficar 45 anos preso por pregar contra o homossexualismo


Em Massachusetts, nos Estados Unidos, mais de 400 líderes já foram presos por condenar a prática
Pastor pode ficar 45 anos preso por pregar contra o homossexualismo
O pastor peruano José Linares, fundador do Movimento Pro-Família (International CIPROFAM) pode ser condenado a 45 anos de prisão nos Estados Unidos por pregar contra o homossexualismo. No estado de Massachusetts, as leis são tão severas em relação a homofobia que mais de 400 líderes religiosos já foram presos.
O pastor foi preso pelo “Crime de Ódio” e de acordo com um de seus advogados ele “está sendo incentivado pela leitura de sua Bíblia, falando de Cristo para seu companheiro de cela”. Sobre a prisão, o representante diz que lamenta a decisão do juiz e se preocupa com o caso.
“Estamos preocupados com a violência dos manifestantes gays e do Estado. E como a imprensa tem sido indiferente sobre este caso, estamos tomando medidas, se tudo for favorável, ele está fora do país o mais rápido possível”, disse o Dr. James Lockett para a agência La Voz.
José Linares é casado com Iris Linares com quem tem dois filhos, nos últimos meses sua família tem sido alvo de ataques de militantes gays. Se o pastor for condenado poderá passar 45 anos atrás das grades, o processo contra ele foi movido por uma organização LGBT que o acusa de ser o responsável pela morte de um jovem gay, depois que fez um comentário sobre o homossexualismo em uma rádio.
“Tudo é uma armação dos ativistas LGBT, que sempre buscaram silenciá-lo e trancá-lo em uma prisão com falsos argumentos”, disso o advogado alegando que o grupo de homossexuais tem muito espaço na mídia, fazendo pressão para que o pastor seja condenado.

VIA GRITOS DE ALERTA
Com informações Noticia Cristiana

Acusados de fingir invalidez na Assembleia Legislativa de SC afirmam terem sido curados por Deus

Em uma investigação feita pela Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, supostas fraudes de ex-servidores públicos que se aposentaram por invalidez foram detectadas. Um deles, afastado desde 1982 afirmou que foi curado por Deus após começar a receber a aposentadoria.

Elpídio Ardigó, tinha o diagnóstico de uma doença nos rins. “Não tem cura. Mas para o meu Deus, não tem nada impossível. Agora não te explico o milagre, não dá para explicar, é mistério de Deus”, afirma Elpídio. O médico Nicolau Heuko Filho contesta: “Impossível esta pessoa ter cura sem transplante, isso não existe”. Em reportagem com câmera escondida exibida pelo Fantástico, da Rede Globo, Elpídio, na conversa, admitiu que nunca fez tratamento para a doença.

Outra aposentada, Jandira Rodrigues, que foi afastada por invalidez, também afirma que teve uma recuperação milagrosa. O médico afirma que uma pessoa portadora da doença de Jandira, Espondilite Anquilosante, não consegue caminhar normalmente e que a tendência é piorar. “O portador de espondilite com o tempo vai perdendo a flexibilidade da coluna e da bacia. Com isso, a coluna vai encurvando para a frente e ela vai chegar ao ponto de adotar a posição do esquiador, e com isso ele perde a capacidade da caminhada normal”, afirma Nicolau. Jandira se defende: “Mas eu não piorei da doença. Por que eu não piorei? Eu não posso falar. Porque o que eu tenho é uma coisa minha. É a minha fé”.

Com a doença Jandira não podia nem caminhar direito.
Os dois foram afastados do serviço público na mesma época, e agora são investigados por fraude contra a previdência. O inquérito revela que a Assembleia Legislativa de Santa Catarina é a campeã nacional de aposentadorias por invalidez. São 46% do total de pensionistas, mais que o dobro da média brasileira de inválidos no serviço público.

O presidente do Iprev (Instituto de Previdência de Santa Catarina), Adriano Zanotto defende as investigações. “Se ficar comprovado que houve fraude e má fé do beneficiário, terão uma série de consequências. A primeira delas, por parte do Iprev, vai ser cassar o benefício de aposentadoria, nós vamos parar de pagar a aposentadoria”, afirma Zanotto.




Gospel Mais

HADDAD, O VILÃO DA NÃO-LICITAÇÃO, QUER AGORA POSAR DE VÍTIMA! E PARTE DA IMPRENSA ENGOLE A DESCULPA ESFARRAPADA!

 

Fernando Haddad deu a entender em entrevista ao Jornal Nacional que dois professores do Colégio Christus estariam envolvidos no vazamento de questões. Ainda que apareçam imagens dos professores surrupiando ou copiando as questões, o que isso quer dizer?
Quer dizer que Haddad contratou empresas para realizar pré-testes e o próprio exame que não ofereceram as condições mínimas de segurança. E FORAM CONTRATADAS SEM LICITAÇÃO.
Mais uma vez, eis a moral petista em ação. A culpa é sempre de alguém. Haddad, o vilão da prova, o agente da incompetência, agora quer posar (os “inteliquituais” petistas escrevem “pousar”) de vítima de supostos professores perversos do “Christus”.
Ainda que dois ou três tenham feito a coisa errada, pergunto: HADDAD GASTOU QUASE R$ 400 MILHÕES SEM LICITAÇÃO PARA TER SEU ESQUEMA TODO FURADO POR DOIS INDIVÍDUOS?
Haddad está sendo poupado da própria incompetência por boa parte do jornalismo. Os “haddadeiros” e as “haddadeiras” das redações são hoje um grupo muito ativo. Se a desculpa do ministro prospera, o vazamento de exames sigilosos passará para a categoria das coisas aceitáveis da República.

VIA GRITOS DE ALERTA
Por Reinaldo Azevedo

Terrorismo removido do YouTube: Google remove conteúdo extremista



O Google removeu vídeos do YouTube, especialmente aqueles com conteúdo extremista, por razões de “segurança nacional”, e incitar o ódio e a violência, entre outros.
Segundo o Relatório de Transparência do Google, lançado duas vezes por ano, a empresa recebeu 333 pedidos do governo britânico e da polícia em seis meses até o final de junho.
No ano passado, o Google foi massivamente criticado por hospedar material de extremistas islâmicos no YouTube, depois da tentativa de assassinato do político trabalhista, Stephen Timms.
Timms foi abordado por uma jovem de 21 anos, Roshonara Choudhry, que o esfaqueou duas vezes com uma faca de cozinha durante a sua reunião eleitoral no leste de Londres. Choudhry alegou que ela foi influenciada por vídeos sermão de Anwar al-Awlaki, um líder da Al-Qaeda na Península Arábica.
O evento foi seguido por um aumento no número total de solicitações que as autoridades britânicas tentaram censurar, que mais que dobrou de 156 para 333.
O alvo dos pedidos, que vieram de ordens judiciais, pedidos do governo e da polícia, incluiu mais de 200 itens no YouTube, sendo o restante dividido entre os resultados de busca na web, blogs e outros serviços.
O Google se recusou a dar mais detalhes sobre os vídeos que o governo britânico viu como os riscos de segurança nacional. O Ministério do Interior disse que “o governo leva a ameaça de extremistas online ou conteúdo ódio muito sério”.
O Google, que normalmente aceita pelo menos uma porção de pedidos do governo, aceitou total ou parcialmente 82 por cento das exigências do governo britânico sobre nas remoções de terça-feira.
O Google também recebeu pedidos de muitos outros países no mundo, mas não atendeu mais de 50 por cento das exigências do governo em países como Canadá, Chile, França, Hong Kong, México, Holanda, Rússia, Turquia e Coréia.



Fonte: Christian Post

Islamitas vencem eleições com 41,47% dos votos na Tunísia

O partido islâmico Ennahda venceu as eleições realizadas em 23 de outubro na Tunísia com 41,47% dos votos, segundo os resultados finais provisórios anunciados nesta quinta-feira (27) à noite pelo presidente da comissão eleitoral, Kamel Jendoubi.

O partido islâmico obteve 90 dos 217 assentos da assembleia constituinte, à frente do Congresso pela República (esquerda nacionalista), com 30 cadeiras, (13,82% dos votos) e do Ettakatol (esquerda) com 21 deputados e 9,68% dos votos, anunciou Jendoubi, quatro dias após as históricas eleições realizadas nove meses depois da queda do regime de Ben Ali.

VIA GRITOS DE ALERTA
INF. G1

O púlpito é coisa séria




Vivemos em um tempo, em que alguns (principalmente) pastores, têm desvalorizado a pregação da Palavra de Deus. Além disto, se o inimigo nem sempre tem êxito impedindo a pregação do Evangelho, ele às vezes consegue êxito maior, ao fazer com que muitos preguem algo que não é da vontade do Senhor. Segundo a bíblia, pela loucura da pregação, aprouve a Deus trazer salvação: “Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação” (I Corintios 1:21). Isto é muito sério então.



O que me entristece mais é saber, porém, que além disto tudo, outros quando tem a oportunidade de proclamar as verdades de Deus para seu povo, não o fazem.  Já vi mensagens motivadas para massagear ego de si mesmo ou de outros, desabafar, agradar a alguém, dar uma indireta a algum irmão, demonstrar intelectualidade ou mesmo superioridade, expor conhecimentos humanos e filosóficos exclusivamente, etc. E neste sentido a motivação de alguns não é então o de revelar e proclamar a Palavra de Deus.



Nestas breves colocações, concluo afirmando que a Palavra de Deus tem de ser ministrada na unção e no poder do Espírito, pois só assim haverá frutos: “Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria; Mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos. Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus” (I Coríntios 1:22-24). Deus quer tocar os corações através da pregação verdadeira, e o Espírito Santo opera grandes coisas quando tal é feito de acordo com o evangelho.


VIA GRITOS DE ALERTA
Pr. LinaldoJUNIOR

Pregador,conferencista,ministro de adoração

Como cortar as raízes más?

 

Você identificou a raiz do seu problema. Muito bem. Agora, como cortá-la? Essa é uma questão que muitos tem se perguntado.
Por definição, cortar é um ato agressivo. Mesmo um corte suave, pequeno, com uma navalha super afiada, causa algum dano. Cortar significa que um instrumento afiado penetra em alguma matéria e faz uma abertura, uma incisão, ou ferida. Em outras palavras, é um ato invasivo e agressivo que altera o estado original de um corpo ou coisa. Se a matéria é um ser vivo, pode até matá-lo.
Logo, cortar uma raiz, é um ato violento e intencional. Você não pode simplesmente desejar que uma raiz má desapareça. Você tem que ser bruto, agressivo, e agir com afiada determinação para cortá-la. Qual é o machado que você pode usar para isso?Geralmente, é a atitude que mais fere essa raiz. Por exemplo:
Humildade é o machado para cortar a raiz chamada orgulho.
A generosidade é o machado para cortar a ganância.
Domínio próprio é o machado para cortar a raiva, excessos, e vícios.
Trabalho é o machado para cortar a preguiça.
Querer bem ao próximo é o machado para cortar o egoísmo.
Coragem é o machado para cortar o medo.
A sinceridade é o machado para cortar a hipocrisia.
Um pacto com Deus é o machado para cortar qualquer força demoníaca ou maldição.
Entendeu o espírito?
Para cortar uma raiz, você tem que ferí-la onde dói, com o que mais lhe machuca, e repetir o processo até que ela morra.
Doloroso. Trabalho duro. Certamente não de um dia para o outro.
Mas eficaz.

VIA GRITOS DE ALERTA

DROGAS: CORTANDO O PROBLEMA PELA RAIZ



A grande maioria da população sabe dos efeitos, problemas e malefícios causados pelas drogas. Muitos já têm discutido com certa amplitude sobre estas questões e executado um positivo labor contra este mal, reverberando assim esta temática. Até mesmo quem defende a legalização, reconhece em algum nível esta imperativa realidade. Agora, algo nem sempre refletido, é sobre a importância ativa de se vencer as drogas, tratando isto pelas suas fontes causadoras, pela própria raiz do problema; pois existem “motores” que impulsionam o uso das drogas. Evidentemente sabemos que em certo nível, elas produzem sensações que trazem ao seu usuário algo que o agrade (pelo menos nos momentos iniciais de uso).  Por exemplo, as substâncias psicoativas do crack atuam diretamente no sistema de recompensa cerebral (SRC), conhecido comumente como o “centro do prazer”. Esta droga atua no cérebro, com o fim de produzir um prazer artificial. Isto gera problemas os mais diversos e adversos.



Por estas e outras, combater as drogas não é algo simplista e nossa visão não pode ser em nenhum momento reducionista. Agora o fato inerrante é que uma das melhores formas de prevenção, combate e evitar que as drogas tenham domínio e autoridade é tratando o que leva uma pessoa a querer usar tal, suas motivações e intenções. O assunto é demasiadamente vasto, mas sintetizando, é necessário ter uma visão que olhe não somente para as drogas e vício em si, mas enxergue os pormenores da questão. Muito se discute sobre a influência de terceiros, que incentivam principalmente os mais jovens a entrar neste caminho. Sabemos que não se pode descartar a inexorável verdade de que quaisquer influências externas, bem como o contexto social, ajudem a levar uma pessoa a usar drogas; mas o fato macro é que em essência, as sugestões externas e circunstâncias reais, desperta (ou no mínimo aguçam), algo do que também já está estabelecido no coração. O que afirmo é que guardando as devidas proporções, e lembrando que cada caso é um caso, e levando em conta as variantes de cada situação, geralmente há algo nos “bastidores” da existência que estimula uma pessoa a desejar e experimentar as drogas.



Surge então uma óbvia pergunta: qual é então a raiz do problema, no que diz respeito a alguém entrar neste caminho? Pesquisas apontam que os principais motivos que levam um indivíduo a utilizar drogas são: curiosidade, influência de amigos, mero desejo e vontade, anseio de fuga (principalmente de problemas familiares), coragem para tomar uma atitude que sem o uso de tais substâncias não tomaria, dificuldade em enfrentar ou aguentar certas situações difíceis, simples hábito, rituais, busca por prazer, etc. Tudo isto então aponta para o fato de que se cabe descobrir e tratar a raiz do problema, sua fonte. Não se pode descartar que até mesmo a curiosidade é em alguns casos consequência e não causa.  Até mesmo se um centro de recuperação de dependentes químicos não souber disto, fica mais difícil o tratamento, pois tirar as drogas sem cortar a raiz do problema é mera sublimação, que neste sentido gera uma possível e certa cura, mas momentânea (ou fragmentada) e na frente vai haver um “estouro”, que levará a pessoa dependente a regressar às drogas, ou entrar em outros caminhos mais prejudiciais ainda.



É necessário então cada vez mais buscar olhar não somente a droga e o usuário em si, mas a fonte que alimenta a necessidade de alguém utilizar drogas. Nossos olhares precisam ser ativos e prudentes a respeito desta temática. Psicólogos, profissionais de saúde, religiosos e a sociedade como um todo necessitam absurdamente de constantemente buscar crescente entendimento e assimilação coerente e perspicaz sobre este tema. O caminho de um combate às drogas efetivo e dinâmico, passa sem dúvida alguma por ter uma visão ampla sobre isto, e repetindo, tendo uma observação que leve em conta não só as drogas em si, mas aquilo que faz com que tal encontre guarida e força na vida de alguém e na própria sociedade. Cabe então elucidar estes e os outros motivos paralelos e tratar o problema destas substâncias maléficas, cortando tal pela raiz. Que Deus nos ajude, e possamos seguir os princípios bíblicos e utilizar todo conhecimento possível para vencer.



 VIA GRITOS DE ALERTA

Pr. Linaldo Junior

Pastor, Conferencista e Ministro de Louvor

MEDITAÇÃO DO DIA

A Dor do Quase

Então Agripa disse para Paulo: “Você quase me persuade a me tornar um cristão.” Atos 26:28, New King James Version


Um texto atribuído a Luis Fernando Veríssimo diz: “Ainda pior do que a convicção do não, e a incerteza do talvez é a desilusão de um quase. É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo o que poderia ter sido e não foi. Quem quase ganhou, ainda joga, quem quase passou, ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou, não amou.”


A palavra “quase” é uma dessas que poderia ser chamada de palavra que traz pena e causa dó. Significa “bem perto, mas não o suficiente; por um pouquinho, por um triz”.


O “quase” fala de oportunidades perdidas: quase alcancei, quase cheguei ao topo da montanha, quase chegamos em tempo. Perto do portão, mas do lado de fora; perto do redil, mas não dentro.


“A dor do quase” foi como alguns jornais denominaram a derrota do Flumi-nense diante da LDU do Equador, na final da Libertadores, em 2008. O Flu-minense, que perdera por 4 x 2 em Quito, precisava vencer por três gols de diferença. Venceu por 3 x 1 no tempo regulamentar. A partida se estendeu para a prorrogação e nos pênaltis o Fluminense foi quase campeão.


A palavra “quase” transparece no relato da audiência de Paulo diante de Festo. Lucas diz que “Agripa e Berenice vieram com grande pompa e entraram na sala da audiência com os altos oficiais e os homens importantes da cidade” (At 25:23). Sob a justificativa de pré-julgar Paulo, a reunião era um ato de solidariedade política entre os dois e uma procissão de celebridades e homens de negócios.


Ali estava Paulo que se apresentava não como guru espiritual, mas como um judeu devoto falando de sua conversão e do seu chamado. Ele não se intimidou com a “pompa e circunstância”. Perguntou a Agripa se ele acreditava no evangelho. Ele foi progressivamente cercando Agripa para que tomasse uma decisão. A reação de Agripa foi: “Você acha que em tão pouco tempo pode convencer-me a tornar-me cristão?” (At 26:28).


O que fez Agripa parar diante do quase em lugar de aceitar a salvação? Os amigos, os conhecidos, as personalidades que estavam ali na sala de audiência. E Paulo disse: “Não fique indeciso, majestade. Eu gostaria que não somente o senhor, mas todos os que estão aqui aceitassem a Cristo como eu aceitei.”


Quase foi o mais próximo que Agripa conseguiu chegar para ter a vida transformada. Que pena!

Arma com adesivo evangélico chama atenção da polícia


Comerciante de Goiânia tenta matar assaltantes que invadiram sua loja no domingo
Arma com adesivo evangélico chama atenção da polícia
Um adesivo do personagem Smilinguido virou notícia nesta quarta-feira 26, por estar colado em uma arma. O dono dela, o comerciante Neiriberto Borges Serra tentou matar duas pessoas disparando cinco tiros para tentar se vingar de um assalto supostamente feito pelas vítimas.
No adesivo colocado na arma de calibre 38 estava escrito “Com Deus eu vou”, Mas pelo adevivo deveria ser , sem Deus eu vou despachar uns "  fato curioso que chamou a atenção da imprensa. De acordo com dados da polícia, Neiriberto e seu funcionário, Jonatas Argenta Marques, foram até o Setor Estrela Dalva (Goiânia) para matar Edson Ferreira do Nascimento e Diogo Rodrigues Ferreira.
Eles tentavam matar os homens que teriam assaltado a distribuidora de bebidas na qual Neiriberto é dono no domingo, dia 23 de outubro. As vítimas foram atendidas por viaturas do Corpo de Bombeiro e não correm risco de morte. Já o comerciante foi preso por tentativa de homicídio.


VIA GRITOS DE ALERTA
Com informações O Hoje /Gospel Prime

QUEM INVENTOU ESSE TERMO , EVANGELICO ? PARECE ESTAR BANALIZADO - Rainha de Bateria da escola Mangueira revela que é evangélica

                  
A declaração levantou a antiga polêmica de que cristãos não podem participar do Carnaval
Rainha de Bateria da escola Mangueira revela que é evangélica
Se tem algo que a igreja evangélica brasileira condena veementemente é o Carnaval, chamada de “a festa da carne”, o evento mais conhecido do Brasil divide opiniões de evangélicos que condenam quem participa ou aproveita o feriado para evangelizar o público dessa festa.
O assunto chamou reacendeu o debate se cristãos evangélicos podem ou não participar do Carnaval quando a Rainha da Bateria da escola de samba Mangueira revelou que é evangélica.
Renata Santos participou no último domingo, 23, do Seminário da Primeira Feira Mística que aconteceu no Rio de Janeiro, quando pegou o microfone para se pronunciar sobre o evento a dançarina então fez a revelação que deixou os presentes chocados: “Sou evangélica e frequento uma igreja em Santa Cruz”.
No começo do ano o fato de um presbítero da Igreja Renascer participar como sambista de uma escola do Rio também dividiu opiniões, afinal um evangélico pode ou não participar do Carnaval? Opine.

VIA GRITOS DE ALERTA
Com informações Meia Hora

Audiência discute inclusão de parceiro homossexual na Previdência

 

Pastor Marco FelicianoA Comissão de Seguridade Social e Família promove hoje, às 9h30, audiência pública para debater o Projeto de Lei 6297/05, que permite a inclusão como dependente, para fins previdenciários, de companheiro ou companheira homossexual dos segurados do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). A proposta, do deputado licenciado Maurício Rands (PT-PE), altera a Lei de Benefícios da Previdência Social (8.213/91).
Leonardo Prado
Pastor Marco Feliciano: uma lei não deve obrigar o cidadão a expor sua intimidade.
A audiência foi proposta pelo deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), que é contrário ao projeto. Para ele, “uma lei não deve ser utilizada para promover algum grupo em detrimento de outro ou mesmo para discriminá-lo, ou para obrigar a pessoa a expor a intimidade de sua vida privada”. Na visão do deputado, o PL 6297/05 incorre nesses problemas.
“Ao criar uma lei onde a pessoa declara sua orientação sexual, obriga-se à exposição pública de uma escolha que é de foro muito íntimo”, opina. “Corre-se o risco de se construir um país de normas de exceção, e não de normas que abranjam a todos”, complementa.
Feliciano afirma ainda que o projeto não traz nenhuma inovação ou benefício adicional aos homossexuais, tendo em vista decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), de maio deste ano, que reconheceu a união estável de pessoas do mesmo sexo. “O projeto de lei é redundante, desnecessário e ineficaz”, opina.
A decisão do STF não tem, porém, caráter de norma legal. Na ocasião da decisão, o presidente do STF, ministro Cezar Peluso, destacou que o Legislativo deve regulamentar a equiparação da união estável homossexual com a união estável heterossexual.
Decisão judicial
Aprovado na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, o projeto aguarda votação na Comissão de Seguridade Social, onde recebeu parecer favorável, com substitutivo, da deputada Jô Moraes (PCdoB-MG). Ela lembra que decisão do Juízo Federal da 1ª Vara Previdenciária de Porto Alegre (RS), com efeito em todo o território nacional, reconheceu os direitos previdenciários decorrentes da união estável entre homossexuais.
Jô Moraes ressalta ainda que o INSS regulamentou a matéria, no âmbito do Regime Geral de Previdência Social (RGPS), por meio da Instrução Normativa INSS/PRES 20/2007. Essa norma estabelece que o companheiro ou a companheira homossexual de segurado inscrito no RGPS passará a integrar o rol dos dependentes, desde que comprovada a vida em comum. Assim, os companheiros gays passaram a ter direito a pensão por morte e a auxílio-reclusão.
Luiz Cruvinel
Jô Moraes
Jô Moraes defende a aprovação do projeto, com alterações.
Para o consultor da Câmara e advogado Francisco Lúcio Pereira Filho, que participará da audiência, é preciso analisar se o relacionamento sexual tem os mesmos atributos da família, que legitimam a concessão do benefício previdenciário. Para ele, aprovar o projeto de lei poderia gerar discriminação para pessoas que também mantém relação de afeto e convívio permanente, mas não fazem sexo entre si, como irmãs solteiras ou filhas celibatárias com pais viúvos. Segundo ele, a inclusão de todas essas pessoas na Previdência poderia gerar custos muito grandes para a sociedade.
Pensão
O substitutivo da deputada Jô Moraes exclui dispositivo, contido no projeto original, que previa a possiblidade de o companheiro ou companheira homossexual do servidor público civil ser beneficiário de pensão. Segundo a relatora, esse dispositivo é inconstitucional, pois deputado não pode propor lei que disponha sobre a pensão de servidores públicos.
Além de Francisco Lúcio Pereira, participarão da audiência o diretor do Departamento do Regime Geral de Previdência Social, Rogério Nagamine Costanzi; o secretário da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABLT), Carlos Magno Fonseca; e o chefe da Procuradoria Jurídica do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia, Antonio Rodrigo Machado de Sousa.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Lara Haje
Edição – Pierre Triboli

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara de Notícias'

PREMIO PARA OS POLÍTICOS CARA DE PAU , DE TODO BRASIL - VOCÊS MERECEM





VIA GRITOS DE ALERTA.
a carapuça sirva a quem servir .

POUCA VERGONHA NA CARA , ISSO SIM - Crise no Esporte: Interino assinou contratos de ONG’s ligadas ao PC do B

 
Após reunião de mais de uma hora no Palácio do Planalto, ontem (26), foi acertada com a presidente Dilma Rousseff a demissão do agora ex-ministro do Esporte, Orlando Silva. A exoneração, divulgada hoje no Diário Oficial da União, acontece 16 dias após o início das denúncias feitas pelo policial militar João Dias Ferreira. Nas acusações, o ex-ministro é supostamente apontado como cabeça do esquema de desvio de dinheiro público no Segundo Tempo, programa federal responsável em promover atividades esportivas em comunidades carentes.
Por hora, quem assume a pasta interinamente é o secretário-executivo do Ministério do Esporte, Waldemar Manoel Silva de Souza, braço direito do antigo ministro e responsável pela assinatura dos convênios da Pasta em 2011, inclusive alguns que foram base de denúncias, tal como os da ONG Pra Frente Brasil e Instituto Via Br. Waldemar deve ficar no comando enquanto se aguarda a nomeação do próximo ministro de Estado pela presidente Dilma Rousseff, o que deve ocorrer na tarde de hoje (27).
O novo interino ficou conhecido quando, no mês de agosto, o jornal “O Estado de S. Paulo” publicou matéria contendo denúncias sobre irregularidades em um convênio assinado por ele entre o Ministério do Esporte e a Sindafebol (Sindicato Nacional das Associações de Futebol Profissional) no valor de R$ 6,2 milhões. O contrato tinha como objetivo a criação, implantação e operacionalização do cadastro das torcidas organizadas, como medida de segurança e conforto dos torcedores que freqüentam os estádios. De acordo com a denúncia, as empresas que aparecem como responsáveis por esse serviço nunca foram devidamente contratadas pelo Sindicato.
Em anúncio feito na época pelo Secretário Nacional de Futebol do ministério, Alcino Reis, a acusação de que o convênio seria um projeto fantasma foi negada com “veemência”. Após reunião com o presidente da Sindafebol, e ex-presidente do Palmeiras, Mustafá Contursi, constatou-se que o convênio estava sendo cumprido.
Para assumir o cargo de ministro-chefe, existem dois nomes cotados nos bastidores do Planalto. Segundo informações divulgadas desde ontem, a ex-prefeita de Olinda e deputada federal Luciana Santos (PC do B), que já havia sido mencionada por Dilma, em 2010, para exercer cargo de confiança no governo, é uma opção.
O outro candidato é mais conhecido no ambiente político. O deputado federal Aldo Rebelo (PC do B) é ex-presidente da Câmara dos Deputados, tendo sido parte da base do governo Lula, juntamente com seu partido. Aldo é conhecido pela postura nacionalista, e por projetos as vezes polêmicos, como o de redução de estrangeirismos na língua portuguesa e o da reforma do Código Florestal Brasileiro.
Vale ressaltar que ambos são do Partido Comunista do Brasil (PC do B), mesmo partido do ex-ministro e que deve continuar administrando a Pasta. O fato, de certa forma, não alteraria a “ideologia” do comando. O presidente do PC do B, Renato Rebelo, quando questionado sobre o suposto beneficiamento da agremiação em convênios do ministério disse que o partido está sendo gratuitamente atingido sem nenhuma prova e indagou: “existindo um ou outro filiado do PCdoB em uma ONG ou outra, querer caracterizar isso como benefício do PCdoB?”.
Orlando Silva é o sexto ministro a deixar o governo desde o começo do mandato da presidente, sendo que aparece como o quinto a ser exonerado por denúncias de corrupção. Todos os seis ministros que perderam o cargo em 2011 fazem parte do grupo remanescente do governo do ex-presidente Lula.

VIA GRITOS DE ALERTA

Foto: Agência Brasil
Antonio Maldonado

Do Contas Abertas

'Parque gospel' será investigado no Acre

O Ministério Público Federal no Acre instaurou inquérito civil para apurar a legalidade da construção de um parque dedicado à comunidade evangélica, em Rio Branco.

Anunciado oficialmente pelo Estado em 13 de outubro após reunião entre o governador Tião Viana (PT) e um grupo de pastores, o "parque gospel", como é chamado, prevê construção de ginásio para eventos, piscina, ciclovia e quadras esportivas, financiados com verbas estaduais e federais.

O inquérito, conduzido pelo procurador da República Anselmo Henrique Cordeiro Lopes, baseia-se na Constituição Federal de 1988 que "veda à União, aos Estados e Municípios o estabelecimento de cultos religiosos, ou Igrejas, bem como o financiamento ou a manutenção de alianças ou relações de dependência, ressalvadas as colaborações de interesse público".

A maior parte dos recursos usados na construção do parque gospel, segundo o governo estadual, virá de emendas do deputado federal Henrique Afonso (PV), que é evangélico. Para este ano, é esperado o empenho de R$ 5 milhões para erguer um ginásio.

Inicialmente, a Procuradoria solicitou ao governo do Acre informações sobre a finalidade e local do parque, previsão de início das obras e destinação e gestão do empreendimento. Na visão da Procuradoria, caso confirmado o investimento público na construção, o princípio de igualdade será ferido, já que o custo financeiro da obra será imposto a todos, independentemente de religião ou crença. Se constatada alguma irregularidade, o procurador pode optar por dar início a uma ação civil pública contra o Estado.

Na semana passada, Viana afirmou à Folha que tem a intenção de construir o parque, mas nega que o local será de uso exclusivo da comunidade evangélica.

"Macumba, candomblé, umbanda, o que quiserem fazer lá, eles [evangélicos] não teriam o menor problema com isso. O que eles estão reivindicando é que tenham a oportunidade de se reunir, porque não há espaço físico amplo na cidade", disse o governador.

Sobre o inquérito, o secretário de Comunicação do Estado, Leonildo Rosas, disse que não há o que investigar. "Com todo respeito que o governo tem com o Ministério Público, mas essa decisão é no mínimo estranha. Como abrir inquérito de uma coisa que não existe? Não existe nem uma área, não há nem projeto ainda para o parque", afirmou.

A reportagem procurou o deputado Henrique Afonso para comentar a decisão do Ministério Público, mas ninguém da assessoria foi encontrado.

Fonte: Bol

Homem se passa por padre, faz casamento e é preso no Maranhão

Cristiano Silva, de 27 anos, enganou arquidiocese e fieis. Ele disse que era padre, todo mundo acreditou e passou a celebrar missa

A Polícia Civil do Maranhão prendeu na noite desta terça-feira em flagrante Cristiano Santos da Silva, de 27 anos, acusado de se passar por padre e até de ter celebrado missas e casamentos sem ter frequentado um seminário. Ele será autuado pelo crime de estelionato.

Segundo informações da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), ele rezava missas na Igreja de São João Batista, no bairro do Recanto dos Vinhais, em São Luís, há aproximadamente sete meses. Natural de Castanhal, no Pará, o falso religioso foi criado por padres e isso, pelas informações da polícia, teria facilitado sua entrada na igreja do Recanto dos Vinhais.

Após chegar a São Luís, ele se aproximou dos líderes da Igreja de São João Batista, disse que era padre no Pará e conseguiu uma vaga. Mas os coordenadores da Igreja de São João Batista nunca tinham pedido documentação ou algo parecido. A coordenação da Igreja de São João Batista não foi encontrada para comentar o assunto.

Após algumas missas celebradas por Cristiano Silva, moradores do Recanto dos Vinhais desconfiaram da linguagem adotada por ele nas celebrações - além da idade dele. Após desconfiança de moradores, a Arquidiocese de São Luís fez um levantamento do histórico de vida de Cristiano Silva e descobriu que ele não tinha formação. Representantes da arquidiocese então denunciaram o caso à polícia e ele foi preso em flagrante antes de uma celebração.

Pelas investigações da polícia, enquanto morava em Castanhal, ele já se passava por padre e até contraiu dívidas e tirou dinheiro de fiéis afirmando que era para obras da Igreja Católica do Pará. Ao não conseguir pagar uma dívida de um carro alugado, ele fugiu do Pará e se mudou para o Maranhão. Além de ser padre, ele também conseguiu emprego como professor em escolas do Estado. Mensalmente, a vida de padre e professor lhe rendia aproximadamente R$ 3 mil.

Fonte: Último Segundo

Убийца, убийца ИСЛАМСКОЙ христиан, АД ЖДЕТ ВАС. Проклятых. قاتل، اسلامی عیسائیوں کے قاتل، تم کیا انتظار کر رہا ہے. DAMNED.

VEJA NESSA MATÉRIA O QUE UM ISLâMICO LOUCO É CAPAZ DE FAZER.

TRÍPOLI. Entre os muitos episódios obscuros acerca da morte do ditador Muamar Kadafi, o Conselho Nacional de Transição da Líbia (CNT) se comprometeu nesta quarta-feira a investigar rumores de que o ditador tenha sofrido abuso sexual momentos antes de morrer.
Segundo a rede britânica BBC, a investigação é motivada por um vídeo amador, gravado com um celular, que circula pela internet.
As imagens gravadas em Sirta, mostram Kadafi rodeado por uma multidão de combatentes e sendo,  sodomizado.

TODOS ALI DIZEM RESPEITAR A TAL LEI DE ÁLA.

VEJA O VIDEO .
http://www.youtube.com/watch?v=W5zs35k2fB4

Ação conta a Otan
A família do falecido governante líbio Muamar Kadafi planeja entrar com uma ação judicial contra a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) no Tribunal Penal Internacional, por causa do papel desempenhado pela aliança atlântica no assassinato do ex-governante, disse nesta quarta-feira um advogado da família Kadafi.

Kadafi, de 69 anos, foi morto com um tiro na cabeça na quinta-feira passada (20), após forças do governo interino líbio terem tomado em assalto a cidade de Sirta. As circunstâncias da morte de Kadafi ainda não foram esclarecidas, mas já foi confirmado que um caça francês da Otan atacou o comboio onde o ex-governante fugia.

VIA GRITOS DE ALERTA

Site do PT publica queixa da ABGLT contra Silas Malafaia no Ministério Público Federal

A ABGLT — Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – entrou com um pedido na Procuradora Federal dos Direitos do Cidadão, em Curitiba, para o Ministério Público apure denúncias sobre a veiculação, em rede de televisão que funciona por meio de concessão pública, da incitação da violência à população LGBT por parte do Pastor Silas Malafaia.

Segundo a ABGLT, entidade que congrega 237 organizações congêneres, em seu programa o pastor afirma que é preciso “baixar o porrete em cima, para os caras aprender a vergonha”.

Leia abaixo a íntegra do documento da entidade ao Ministério Público:

Ofício PR 236/2011 (TR/dh)
Curitiba, 24 de outubro de 2011

À: Exma. Sra. Gilda Pereira de Carvalho
Procuradora Federal dos Direitos do Cidadão
pfdc001@pgr.mpf.gov.br

Assunto: Solicitação de tomada de providências – utilização de concessão de meio de comunicação para incitar a violência contra pessoas LGBT
Prezada Senhora,

A ABGLT – Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – é uma entidade de abrangência nacional que congrega 237 organizações congêneres e tem como objetivo a defesa e promoção da cidadania desses segmentos da população. A ABGLT também é atuante internacionalmente e tem status consultivo junto ao Conselho Econômico e Social da Organização das Nações Unidas.

Neste sentido, recebemos diversas denúncias sobre a veiculação, em rede de televisão que funciona por meio de concessão pública, da incitação da violência à população LGBT por parte do Pastor Silas Malafaia, conforme pode ser averiguada em http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=tzZFJHm_Zto no qual o pastor afirma que é preciso “baixar o porrete em cima, para os caras aprender a vergonha”.

Nos últimos tempos, não tem sido pouca a cobertura da mídia nacional sobre ocorrências de violência contra as pessoas lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT), especialmente na região da Avenida Paulista em São Paulo, entre outras.

Cabe apontar que esta situação de agressão contra a população LGBT se encontra agravada pelas incitações do Pastor Malafaias no programa acima mencionado, ainda mais por sua utilização dos meios de comunicação de concessão pública para contrariar os preceitos constitucionais, especialmente os contidos nos artigos 3º e 19 da Carta Magna:

Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil (...):

IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

Art. 19. É vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios:

I - estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento ou manter com eles ou seus representantes relações de dependência ou aliança, ressalvada, na forma da lei, a colaboração de interesse público.

Assim, vimos por meio deste solicitar a tomada das medidas necessárias quanto à emissora que veiculou as incitações do Pastor Malafaia, inclusive, se for considerado apropriado por este Ministério Público, a retirada do ar do programa de televisão em questão com base nas disposições do artigo 19 da Constituição Federal, assim como a aplicação de eventuais penas criminais que possam se aplicar ao Pastor Malafaias pela promoção ativa da discriminação e da violência contra determinados setores da sociedade.

Na expectativa de sermos atendidos, colocamo-nos à disposição.

Atenciosamente

Toni Reis

Presidente

ONG do Esporte pagou mulher de Orlando; atriz devolveu nove meses depois

Documentos obtidos pelo Estado mostram que Anna Cristina Lemos Petta, mulher do ministro do Esporte, Orlando Silva, recebeu dinheiro da União por meio de uma ONG comandada por filiados ao PC do B, partido do marido e ministro. Anna Petta ressarciu o convênio em setembro deste ano, após ser informada que a ONG que contratou sua empresa tinha contrato com o Ministério do Esporte (leia abaixo o que disse a mulher do ministro e a nota do Ministério da Justiça sobre o caso). A informação sobre negócios da União com a empresa de familiar de Orlando Silva teria preocupado a presidente Dilma Rousseff, que se reuniu com o ministro na noite desta sexta-feira, 21. A presidente decidiu manter o ministro no cargo.

DIA NACIONAL DE AÇÃO DE GRAÇAS E DA ORAÇÃO É APROVADO

DIA NACIONAL DE AÇÃO DE GRAÇAS E DA ORAÇÃO É APROVADO

PROJETO DO DEPUTADO PR. MARCO FELICIANO É APROVADO POR UNANIMIDADE NA COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA – INSTITUI O DIA NACIONAL DE AÇÃO DE GRAÇAS E DA ORAÇÃO

Foi aprovado por unanimidade o Projeto de Lei Nº 881/2011, da autoria do Deputado Federal Pr. Marco Feliciano, que modifica a Lei nº 781, de 17 de agosto de 1949 para instituir o Dia Nacional de Ação de Graças e da Oração, a ser comemorado na última quinta-feira do mês de novembro.

Segundo o Pr. Feliciano, nesse dia, todas as igrejas, de todos os credos, poderão promover ações simbólicas de união e fraternidade entre todos os credos e entre todos os povos. As família poderão enfeitar suas janelas e sacadas de suas casas e reunir-se em oração e o Estado deverá, desta data, divulgar mensagens pela paz, pela tolerância, pela não violência e pela fraternidade universal. “O mundo está carente de união e de fraternidade, nossa sociedade deve retomar estes princípios promovendo ações concretas e ecumênicas em diversos credos. Desta forma, o Poder Público incrementará os valores éticos e morais pela tolerância, pela não violência e pela fraternidade” – Disse o Pastor Feliciano.



Assessoria de Imprensa do Deputado Pr. Marco Feliciano

Cristã mãe de cinco filhos é morta na Nigéria


Cristã mãe de cinco filhos é morta na Nigéria
Soldados foram convocados para conter conflitos religiosos entre jovens muçulmanos e cristãos

Soldados nigerianos convocados para conter conflitos religiosos entre jovens muçulmanos e cristãos, na semana passada, atiraram e mataram uma mãe cristã de cinco filhos na área de Bauchi, de acordo com fontes da família e da igreja.

Os soldados foram chamados para restaurar a calma, após os combates que eclodiram em uma partida de futebol na quinta-feira (20 de outubro). Depois, três soldados muçulmanos atiraram e mataram Charity Agostine Agbo e um menino cristão.

“Não havia nenhuma razão justificável para que os soldados disparassem contra a mulher”, disse o reverendo Lawi Pokti, presidente da Associação Cristã da Nigéria (CAN), no estado de Bauchi.

Pokti confirmou o inicialmente relatado disparo contra o garoto, que, segundo disseram, foi ressuscitado em um hospital.

Augostine Agbo, marido da mulher assassinada, disse aos repórteres que os três soldados atiraram em sua esposa depois de terem invadido sua casa, que se localiza em Lagos, na área de Yelwa.

“Três soldados chegaram em um veículo com uma sirene estridente, assustando todos nós, que corremos para nossas casas. Quando entramos, trancamos a porta, mas eles a arrombaram e atiraram duas vezes em minha esposa.”

Agbo relatou os disparos ao comandante do exército e seus soldados mais tarde foram até a sua casa para levar sua esposa para uma clínica da região que é de propriedade da Igreja de Cristo na Nigéria, disse ele.


Fonte: Portas Abertas

Evangelizar Significa: Fazer Tudo para Salvar Alguns.

 



Paulo, ao escrever aos coríntios, declarou:
"Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para, por todos os meios, chegar a salvar alguns" [1 Coríntios 9.22].
Mediante esta sublime declaração do apóstolo dos gentios, concluímos por que razão ele é considerado o maior ganhador de almas de todos os tempos.

"Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos". Ele era um homem de oração, revestido do poder de Deus; portanto, fortalecido na graça de nosso Senhor Jesus Cristo.
No entanto, para ganhar os fracos, não se fazia de fraco, mas tornava-se como fraco.
Isto significa que suportava com mansidão e paciência as afrontas e fraquezas de muitos que o aborreciam, e, como resultado, os conquistava para o reino eterno.

"Fiz-me tudo para todos, para, por todos os meios, chegar a salvar alguns".

Significa que se adaptava às circunstâncias locais, como o tipo de alimentação, etc., sem, contudo, contaminar-se com o pecado deles.

É dito que Daniel Berg, um dos nossos pioneiros, costumava comer o que lhe ofereciam, para não ofender aos que ele evangelizava, e, certa vez, "saboreou", para agradar-lhes, a mão de um macaco.

Precisamos nos identificar com o pecador, ou seja, falar a linguagem dele, colocar-se no nível, a fim de nos tomarmos aceitos por ele. Por exemplo, para ganharmos os ciganos, precisamos nos fazer como ciganos, sem nos tornarmos ciganos, a fim de nos identificarmos com eles, e, assim, ganhá-los para Jesus. Ouvi certa vez a história de uma associação de motoqueiros que saíam de cidade em cidade norte-americana, para praticar as mais diversas desordens. Um evangelista, apaixonado pela salvação das almas, comprou uma moto e a roupa que o identificasse como motoqueiro daquele bando, e infiltrou-se no meio dele, a fim de ganhá-los para Jesus. Depois que adquiriu a confiança deles, evangelizou-os e ganhou-os para Cristo.
Jesus Cristo é o maior exemplo disso. Seus discípulos foram comprar mantimento para a viagem, enquanto Ele os aguardava junto ao poção de Jacó, em Sicar, quando se identificou com a samaritana, através de um diálogo franco. Os apóstolos, ao retornar, escandalizaram-se, pois não era digno um mestre conversar com uma mulher, principalmente de vida suspeita. Mas Cristo veio quebrar as barreiras dos preconceitos e tabus, a fim de salvar a humanidade.
Concluo e conclamo que não façamos acepção de pessoas, mas nos identifiquemos com elas, e não com os seus erros, e, desta maneira, as ganharemos para o Senhor Jesus.

Por isso, sempre afirmo:
- Vale a pena evangelizar.

GRAÇAS A DEUS - Marco Feliciano pedirá plebiscito sobre casamento gay


Para Feliciano a briga no parlamento é pela auto-suficiência do STF e do STJ que como protetores da lei passam a legislar.
Marco Feliciano pedirá plebiscito sobre casamento gay
Após decisão inédita no país em que a Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) aprovou na segunda-feira (25) o primeiro casamento gay, entre duas gaúchas, o deputado federal Marco Feliciano (PSC/SP), parlamentar da Frente Evangélica é o primeiro a se manifestar publicamente e através da sua conta no twitter o deputado promete pedir “plebiscito” para que o povo decida se o casamento homossexual é constitucional ou não.
O deputado irá propor que o povo brasileiro diga o que pensa sobre a união civil entre pessoas do mesmo sexo. Marco Feliciano disse em seu twitter ter conseguido “terminar o apoiamento para o plebiscito”.
“Todo assunto que envolve orientação sexual parece constranger os legisladores. Não podemos protelar mais, ou votamos essas leis ou o STF o faz”, disse o deputado em seu twitter. Ele ainda completou dizendo que “eles ‘STJ e STF’ não foram eleitos pelo povo”.
Para Feliciano a briga no parlamento é pela auto-suficiência do STF e do STJ que como protetores da lei passam a legislar.
Ao ser indagado sobre o porquê seus trabalhos na Câmara não são divulgados, Marco Feliciano desabafou: “A mídia não tem interesse”, disse o deputado federal também através de seu twitter.
Feliciano também disse que tem tentado investir em sua imagem política através de discursos pouco explorados pela mídia cristã e que esses discursos falam sobre temas polêmicos como este. Por fim o deputado prometeu ser mais contundente em suas opiniões para que a mídia cristã tenha conteúdo.
Feliciano também se manifestou contra o PLC 122 e disse que “dos 3.500 casos de crimes praticados contra gays, 95% foram crimes passionais” e concluiu dizendo que “sábado passado em Anapolis-GO, apedrejaram a igreja onde eu pregava. Palavras como crente, tem conotação pejorativa”, disse o deputado federal.
Marco Feliciano pretende se reeleger em 2014 e já faz planos para atingir escalões mais altos em Brasília, como o Senado Federal.


VIA GRITOS DE ALERTA
INF.: Gospel Prime

Crianças são proibidas de frequentar a Escola Dominical na Ásia



Um grupo de pais invadiu a classe de Escola Dominical que acontecia em uma escola de um vilarejo na Ásia para exigir que o ensino sobre Jesus não aconteça mais no prédio público.
O Clube da Criança é uma classe de escola dominical organizada pela entidade missionária Gospel for Ásia que por falta de local para acomodar as 50 crianças do grupo, conseguiu uma permissão para usar a sala de uma escola.
Para não gerar mais confrontos, os estudantes da escola bíblica resolveram parar de ensinar na escola e suspenderam as atividades até que consigam um local que possa acomodar a todos os interessados pelo curso.
Através da Gospel for Ásia, os estudantes pedem oração para que eles consigam um novo local para reiniciarem as reuniões e para que nesse meio tempo as crianças mantenham Jesus à frente de suas mentes. O grupo também pede oração pelo missionário do vilarejo, o pastor Anish Tripathi.
Com informações Portas Abertas

Harold Camping se aposenta e diz que ninguém sabe o dia do Apocalipse

Open in new windowCamping dizia que a data do fim do mundo está codificada na Bíblia, e que ele tinha encontrado a maneira de lê-lo.

Harold Camping, que previu que 21 de outubro seria o dia em que os Cristãos seriam arrebatados para o céu e que Deus iria julgar o mundo, disse em 16 de outubro que ele não é mais capaz de liderar Emissoras de Rádio da Família, Inc. ou de seu ministério. Sua esposa confirmou que o evangelista de rádio de 90 anos, se aposentou, um documentarista próximo à Camping disse ao The Christian Post, em entrevista exclusiva.

Camping também disse em uma conversa particular naquele dia que ninguém podia saber exatamente quando o tempo do apocalipse viria, de acordo com seu interlocutor. Esta declaração constitui uma mudança radical em seus ensinamentos, dos quais Camping usou para reivindicar que a data do fim do mundo está codificada na Bíblia, e que ele tinha encontrado a maneira de lê-lo através do estudo por muitos anos.

Brandon Tauszik, um documentarista que tem estado a participar do Camping Oakland, Califórnia, igreja por oito meses disse ao The Christian Post domingo que ele falou com Camping pessoalmente em 16 de outubro, poucos dias antes da segunda vinda de Cristo estava prestes a ocorrer, como previsto pelo professor de Bíblia.

Tauszik disse que Camping parecia muito incerto sobre a data exata do fim do mundo enquanto falava. Quando perguntado se ele queria saber o que aconteceria sexta-feira (21 de outubro), Camping teria dito que Deus não deu a ninguém o poder de saber exatamente quando o arrebatamento viria - uma mudança radical a partir do que Camping disse no mês passado em uma mensagem de áudio. Nessa mensagem de Setembro, publicada na website da Family Radio, apesar de soar com menos certezas sobre os seus cálculos, ele disse: "O final vai vir muito, muito calmamente, provavelmente no próximo mês. Ela vai acontecer, ou seja, no dia 21 de outubro".

Tauszik foi uma das poucas pessoas que conseguiram falar com Camping recentemente nos dias seguintes à sua previsão do fim do mundo que falhou.

O apresentador de rádio não comentou sobre sua previsão desde que publicou uma transmissão gravada sobre 21 de outubro no site da Family Radio. Depois do apocalipse de sexta-feira que não ocorreu, Camping se recusou a falar com a imprensa. A esposa de Camping, Shirley Camping, estava muito desconfiada de Tauszik quando ele apareceu na sua porta, querendo ter certeza de que ele não estava trabalhando para qualquer jornal ou revista. Ela acrescentou que nenhum deles quis falar com a imprensa.

Camping esteve em casa desde que ele deixou o hospital depois de sofrer um derrame cerebral em junho. Em seu último discurso transmitido ele soava fraco, como fez ao falar com Tauszik. Ele não tem participado de cultos em sua igreja, enquanto outros pastores associados com a Rádio da Família foram entregar suas mensagens para a congregação, como Tom Evans e John Gomez.

Camping parecia ainda muito decepcionado que seus cálculos sobre o 21 de maio dia do juízo final estava errado, de acordo com Tauszik. O evangelista de rádio afirmou que ele foi muito cuidadoso em fazer os cálculos, e então disse em um tom reclamando que não importa o quão cuidadoso esteja em seus cálculos, Deus ainda pode reter informações dele.

Enquanto isso, desde sexta-feira, na igreja e no rádio, os seguidores de Camping foram ouvir outros pregadores dizerem que, apesar de todos terem se decepcionado que Cristo não veio, bons cristãos devem viver bem cada dia, estarem prontos para essa data, quando Cristo finalmente retorne à Terra.

Camping não falou publicamente com a imprensa desde quinta-feira, 20 de outubro, quando ele teria dito a um repórter da Reuters que bateu na porta de sua casa Alameda: "Nós não estamos tendo uma conversa. Não há nada para relatar aqui". A Reuters relatou que Camping estava vestido com um roupão de banho e usando um andador.

Em 22 de maio, Camping teria dito à Tauszik que ele estava em choque e totalmente desnorteado de que o grande terremoto, que ele antecipou não veio. Ele disse: "Eu não tenho respostas", de acordo com o documentarista.

Fonte: The Christian Post

Após decisão do STJ, jurista diz que casal homossexual não pode ser família

Para o professor Ives Gandra Martins, 76, mesmo com a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), um casal homossexual não pode ser considerado como família.

Um dos pressupostos do casamento é a formação da família. Segundo o advogado Ives Gandra Martins, 76, professor emérito da Universidade Mackenzie, um casal homossexual deve ter seus direitos assegurados, mas não pode ser considerado como uma unidade familiar pois não pode gerar descendentes.

Folha - Como o senhor avalia a decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) ?Ives Gandra Martins - Os pares gays têm todo os direitos, mas o que eles não são é família. Segundo a Constituição, não são porque não podem gerar prole. Qualquer que seja a decisão do STF ou do STJ, do ponto de vista doutrinário não são família.

O sr. é favorável a uma mudança na Constituição? Não. A família é a base da sociedade. Se todo mundo for gay acabam o Estado e a sociedade.

O sr. acha que as pessoas entendem sua postura?Não sei, mas está na Constituição e é a minha posição. A família, que cria valores e é o primeiro berço do cidadão, só pode ser heterossexual. Não tenho preconceito, reconheço que têm todos os direitos, só não são família.

A Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou nesta terça-feira, por maioria de 4 votos a 1, o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, ignorando a Constituição brasileira que prevê casamento entre homem (gênero masculino) e mulher (gênero feminino).

A Corte rejeitou decisão anterior do Tribunal de Justiça gaúcho e permitiu que duas mulheres deem o primeiro passo no processo para o casamento -chamado habilitação. Ainda cabe recurso.

REAÇÃO NEGATIVA
Desde a semana passada, circulam pelas redes sociais apelos de lideranças religiosas contrárias à autorização para casais do mesmo sexo.

O pastor Silas Malafaia, do Rio de Janeiro, lançou campanha na internet em que repudiava a ideia do casamento homoafetivo e orientava os fiéis a enviar e-mails aos ministros do STJ protestando contra a eventual decisão.

Fonte: Folha de São Paulo, Verdade Gospel e Folha.com

Enquanto o Brasil tenta distribuir o kit gay, na Argentina crianças recebem kit de prevenção a corrupção

O governo argentino criou uma espécie de “kit anticorrupção” para ser distribuído a 1 milhão de alunos do ensino médio no país.
O objetivo é fazer com que os adolescentes reflitam sobre o assunto ao mostrar que atitudes transgressoras nascem em pequenas ações como colar em uma prova na escola.
O material de 62 páginas foi criado pelo Departamento Anticorrupção e traz também um vídeo ficcional com a história de um jovem que rouba as respostas de um exame de inglês, mas tempos depois não consegue arranjar emprego por não dominar a língua.
De acordo com o jornal argentino Clarín, o guia tenta conscientizar os jovens de que a “corrupção está profundamente enraizada em um traço cultural.”
Para ilustrar a mensagem, o texto compara a atitude de um funcionário público que desvia dinheiro destinado a hospitais a de uma pessoa que pega transporte público sem pagar passagem.
O kit afirma ainda que algumas ações, como jogar papel na rua, por menores que possam parecer, podem influenciar outras pessoas o que causaria entupimento de ralos e canais e, consequentemente, inundações. E estas enchentes são responsáveis, muitas vezes, pela morte de pessoas.
A divulgação de que o Departamento Anticorrupção fez um convênio com o Ministério da Educação para utilizar o guia nas aulas de Formação Ética e Cidadania causou polêmica. Os críticos dizem que o conteúdo minimiza a corrupção por parte de políticos do Estado.


Fonte: R7

Maioria dos brasileiros reprova casamento gay

Uma maioria de 55% dos brasileiros é contrária à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que autorizou a união estável entre pessoas do mesmo sexo. Mas o tema divide a população: 52% das mulheres são a favor, enquanto 63% dos homens são contra. As opiniões variam muito em função da religião, idade e escolaridade dos entrevistados.
A pesquisa foi feita pelo Ibope Inteligência entre 14 e 18 de julho. Foram entrevistados pessoalmente 2 mil brasileiros de todas as regiões do País, seguindo as quotas de distribuição da população por idade, sexo e classe de consumo. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos. Os resultados podem ser extrapolados para toda a população brasileira.
A decisão do STF coincide com o que pensam os brasileiros com menos de 40 anos e contraria os mais velhos. O apoio à união gay varia de 60% entre os jovens de 16 a 24 anos a 27% entre aqueles com 50 anos ou mais.
A tolerância cresce com a escolaridade. A aceitação da união entre homossexuais é quase a metade entre quem só cursou até a 4.ª série do fundamental (32%) em comparação a quem fez faculdade (60%). O mesmo ocorre com as classes de consumo. Nas classes D e E, 62% são contra a união gay. A taxa de rejeição cai para 56% nos emergentes da classe C e fica em 51% na soma das classes A e B. Isso se reflete nas diferenças geográficas. Entre os brasileiros do Nordeste e Norte, onde renda e escolaridade são menores, 60% são contra a união gay.
As tendências se mantêm quando a pergunta é: “Você é a favor ou contra a adoção de crianças por casais do mesmo sexo?”. Praticamente os mesmos 55% são contrários, ante os 45% que são a favor. A ideia tem oposição de 62% dos homens, mas somente de 49% das mulheres.

VIA GRITOS DE ALERTA
INF. BLOG ESTADÃO

GENTE , É O FINAL DO MUNDO , JÁ TEM SANTO GAY - Igreja faz oratório para casal gay, considerado patrono da união homossexual

Apesar da religião condenar o homossexualismo, há santos gays consagrados que agora serão homenageados pela Igreja Anglicana em Campo Grande.
São Sérgio e São Baco, nomes pouco conhecidos em País de maioria católica, eram gays. Foram mortos pelo imperador Maximiliano e hoje são considerados patronos da união homossexual.
O oratório para os dois será inaugurado no dia 9, às 19h, pela Pastoral da Diversidade da Capela da Inclusão, que integra a Missão da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil em Campo Grande.
A congregação faz questão de mostrar publicamente o apoio aos homossexuais. Quando chegou a Campo Grande, anunciou que faria o casamento de gays.
A história de Sérgio e Baco é do começo do século 4. Sérgio de Resapha e Baco de Barbalissus viviam na Síria e ocupavam altas patentes no exército do imperador Cesar Maximiliano, o primeiro era comandante da tropa de elite e Baco seu auxiliar direto.
Foram torturados não pelo fato de serem amantes, mas por se converterem ao cristianismo.
Sérgio morreu a chicotadas e Baco foi decapitado depois de suportar torturas como correr quilômetros com os sapatos forrados com pregos afiados que lhe atravessavam os pés.
Os dois viraram ícones do movimento gay no mundo e símbolos da defesa da união civil entre pessoas do mesmo sexo. O dia escolhido para homenagear o casal é 7 de outubro.
A imagem dos dois foi confeccionada pelo teólogo e artista plástico Luiz Coelho, do Rio de Janeiro, e estava em uma Paróquia dos Estados Unidos, que o doou para a Capela da Inclusão em Campo Grande.
A Capela da Inclusão fica na Rua do Pandeiro, n. 120, no bairro Tiradentes.
Por mais estranho que pareça diante de tantos ataques ao homossexualismo dentro das igrejas, os gays não só eram aceitos antigamente, como consagrados, garante o historiador da Universidade de Yale nos EUA, John Boswell.
Na história, outras duas santas são consideradas homossexuais por pesquisadores. Santa Perpétua e Santa Felicidade, mártires desde o século 3. Felicidade era escrava de Perpétua, o que as levou à prisão, onde morreram.


VIA GRITOS DE ALERTA

O líder da igreja Betesda Pastor Ricardo Gondim afirma ser a favor da união civil gay

 




Polêmico Pastor Ricardo Gondim afirma ser a favor da união civil gay: Nem todas as relações homossexuais são promíscuas





Deus nos livre de um Brasil evangélico?’ Quem afirma é um pastor, o cearense Ricardo Gondim. Segundo ele, o movimento neopentecostal se expande com um projeto de poder e imposição de valores, mas em seu crescimento estão as raízes da própria decadência.
Os evangélicos, diz Gondim, absorvem cada vez mais elementos do perfil religioso típico dos brasileiros, embora tendam a recrudescer em questões como o aborto e os direitos homossexuais.
Aos 57 anos, pastor há 34, Gondim é líder da Igreja Betesda e mestre em teologia pela Universidade Metodista. E tornou-se um dos mais populares críticos do mainstream evangélico, o que o transformou em alvo. “Sou o herege da vez”, diz na entrevista a seguir.
Carta Capital: Os evangélicos tiveram papel importante nas últimas eleições. O Brasil está se tornando um país mais influenciável pelo discurso desse movimento?
RG: Sim, mesmo porque, é notório o crescimento no número de evangélicos. Mas é importante fazer uma ponderação qualitativa. Quanto mais cresce, mais o movimento evangélico também se deixa influenciar. O rigor doutrinário e os valores típicos dos pequenos grupos de dispersam, e os evangélicos ficam mais próximos do perfil religioso típico do brasileiro.
CC: Como o senhor define esse perfil?
RG: Extremamente eclético e ecumênico. Pela primeira vez, temos evangélicos que pertencem também a comunidades católicas ou espíritas. Já se fala em um “evangelicalismo popular”, nos modelos do catolicismo popular, e em evangélicos não praticantes, o que não existia até pouco tempo atrás. O movimento cresce, mas perde força. E por isso tem de eleger alguns temas que lhe assegurem uma identidade. Nos Estados Unidos, a igreja se apega a três assuntos: aborto, homossexualidade e a influência islâmica no mundo. No Brasil, não é diferente. Existe um conservadorismo extremo nessas áreas, mas um relaxamento em outras. Há aberrações éticas enormes.
O senhor escreveu um artigo intitulado “Deus nos Livre de um Brasil Evangélico”. Por que um pastor evangélico afirma isso?
Porque esse projeto impõe não só a espiritualidade, mas toda a cultura, estética e cosmovisão do mundo evangélico, o que não é de nenhum modo desejável. Seria a talebanização do Brasil. Precisamos da diversidade cultural e religiosa. O movimento evangélico se expande com a proposta de ser a maioria, para poder cada vez mais definir o rumo das eleições e, quem sabe, escolher o presidente da República. Isso fica muito claro no projeto da igreja Universal. O objetivo de ter o pastor no Congresso, nas instâncias de poder, pode facilitara expansão da igreja. E, nesse sentido, o movimento é maquiavélico. Se é para salvar o Brasil da perdição, os fins justificam os meios.
O movimento americano é a grande inspiração para os evangélicos no Brasil?
O movimento brasileiro é filho direto do fundamentalismo norte-americano. Os Estados Unidos exportam seuamerican way of life de várias maneiras, e a igreja evangélica é uma das principais. As lideranças daqui Ieem basicamente os autores norte-americanos e neles buscam toda a sua espiritualidade, teologia e normatização comportamental. A igreja americana é pragmática, gerencial, o que é muito próprio daquela cultura. Funciona como uma agência prestadora de serviços religiosos. de cura, libertação, prosperidade financeira. Em um país como o Brasil, onde quase todos nascem católicos, a igreja evangélica precisa ser extremamente ágil, pragmática e oferecer resultados para se impor. É uma lógica individualista e antiética. Um ensino muito comum nas igrejas é de que Deus abre portas de emprego para os fiéis.
Eu ensino minha comunidade a se desvincular dessa linguagem. Nós nos revoltamos quando ouvimos que algum político abriu uma porta para o apadrinhado. Por que seria diferente com Deus?
O senhor afirma que a igreja evangélica brasileira está em decadência, mas o movimento continua a crescer.
Uma igreja que, para se sustentar, precisa de campanhas cada vez mais mirabolantes, um discurso cada vez mais histriônico e promessas cada vez mais absurdas está em decadência. Se para ter a sua adesão eu preciso apelar a valores cada vez mais primitivos e sensoriais e produzir o medo do mundo mágico, transcendental, então a minha mensagem está fragilizada.
Pode-se dizer o mesmo do movimento norte-americano?
Muitos dizem que sim, apesar dos números. Há um entusiasmo crescente dos mesmos, mas uma rejeição cada vez maior dos que estão de fora. Hoje, nos Estados Unidos, uma pessoa que não tenha sido criada no meio e que tenha um mínimo de senso crítico nunca vai se aproximar dessa igreja, associada ao Bush, à intolerância em todos os sentidos, ao Tea Party, à guerra.
O senhor é a favor da união civil entre homossexuais?
Sou a favor. O Brasil é uni país laico. Minhas convicções de fé não podem influenciar, tampouco atropelar o direito de outros. Temos de respeitar as necessidades e aspirações que surgem a partir de outra realidade social. A comunidade gay aspira por relacionamentos juridicamente estáveis. A nação tem de considerar essa demanda. E a igreja deve entender que nem todas as relações homossexuais são promíscuas. Tenho minhas posições contra a promiscuidade, que considero ruim para as relações humanas, mas isso não tem uma relação estreita com a homossexualidade ou heterossexualidade.
O senhor enfrenta muita oposição de seus pares?
Muita! Fui eleito o herege da vez. Entre outras coisas, porque advogo a tese de que a teologia de um Deus títere, controlador da história, não cabe mais. Pode ter cabido na era medieval, mas não hoje. O Deus em que creio não controla, mas ama. É incompatível a existência de um Deus controlador com a liberdade humana. Se Deus é bom e onipotente, e coisas ruins acontecem., então há aluo errado com esse pressuposto. Minha resposta é que Deus não está no controle. A favela, o córrego poluído, a tragédia, a guerra, não têm nada a ver com Deus. Concordo muito com Simone Weil, uma judia convertida ao catolicismo durante a Segunda Guerra Mundial, quando diz que o mundo só é possível pela ausência de Deus. Vivemos como se Deus não existisse, porque só assim nos tornamos cidadãos responsáveis, nos humanizamos, lutamos pela vida, pelo bem. A visão de Deus como um pai todo-poderoso, que vai me proteger, poupar, socorrer e abrir portas é infantilizadora da vida.
Mas os movimentos cristãos foram sempre na direção oposta.
Não necessariamente. Para alguns autores, a decadência do protestantismo na Europa não é, verdadeiramente, uma decadência, mas o cumprimento de seus objetivos: igrejas vazias e cidadãos cada vez mais cidadãos, mais preocupados com a questão dos direitos humanos, do bom trato da vida e do meio ambiente.


Fonte: http://noticias.gospelmais.com.br/pastor-ricardo-gondim-favor-uniao-civil-gay-19123.html

FINAL DOS TEMPOS - Pastor e mulher são presos suspeitos de estuprar menina para tirar 'maldição do sexo', em Edeia

Pastor e mulher são presos suspeitos de estuprar menina para tirar 'maldição do sexo', em Edeia Segundo relato da vítima à políc...