quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Gravação do DVD de Thalles Roberto reúne mais de 5 mil pessoas em BH, confira!


Thalles grava seu primeiro CD e DVD ao vivo
Gravação do DVD de Thalles Roberto reúne mais de 5 mil pessoas em BH, confira!
Mais de cinco mil pessoas. Um sonho. Um projeto. Uma visão: “Uma história escrita pelo dedo de Deus”. O Chevrolet Hall foi pequeno para tamanha disposição do público de 5.600 pessoas que estiveram no último sábado, 30 de julho, com o cantor mineiro Thalles. Ele gravou o primeiro CD e DVD ao vivo de sua carreira solo, “Uma história escrita pelo dedo de Deus”, e terceiro pela gravadora Graça Music.
A megaprodução contou com cerca de 60 profissionais trabalhando na captação de áudio e vídeo, grua, 12 câmeras e muita disposição. “Esse é o trabalho dos sonhos de tudo o que eu queria, a gravadora atendeu tudo. Todas as pessoas dessa equipe são parte deste sonho”, conta Thalles. Na direção do DVD, Alex Passos, repetindo a parceria com Marko Costa, na direção de fotografia. Na produção musical, o próprio Thalles, que conta com o apoio do produtor Jordan Macedo.

Ao todo 23 canções foram gravadas, entre inéditas e regravações, e ainda, com participações especiais de André Valadão, Gabriela Rocha e do garotinho Victor Aguiar tocando sax. O show contou com a banda de apoio do cantor e participações especiais de músicos como o guitarrista Roger Franco e o baterista Alexandre Aposan que “fazem parte da história”, como diz o cantor Thalles.
“Tenho convicção de que cada detalhe desta noite foi escrita e preparada pelo dedo de Deus. Até a hora que iria começar e terminar, tudo de forma muito gloriosa”, afirma Thalles. Conhecido pela passagem em bandas como Jota Quest, sua volta para Jesus resultou no CD/DVD Na Sala do Pai, lançado pela Graça Music (2009), uma intensa busca pela vontade de Deus.

Segundo a gerente executiva da Graça Music, Ana Paula Porto, o CD tem data marcada para lançamento! Será na ExpoCristã, em São Paulo (SP) no mês de setembro e o DVD previsto para o mês de outubro. O projeto visual e gráfico do CD/DVD é assinado por Marcus Castro, da Imaginar Design, que fez todos os “cliques” tanto do making of quanto da gravação do DVD.
Assista a matéria sobre os bastidores da gravação do CD/DVD Thalles pela Rede Super:


VIA GRITOS DE ALERTA.

VEJA ESSE VIDEO - http://www.youtube.com/watch?v=MCUZAOSBOtg

AMAR AO PRÓXIMO NÃO TEM NADA A VER COM ACEITAR O HOMOSSEXUALISMO - AMAMOS O PECADOR , REJEITAMOS O PECADO - HOMOSSEXUALISMO É PECADO E EU NÃO ACEITO !!!!!!!

Homossexuais fazem protesto no Twitter contra evangélicos #amaivosunsaosoutros
Tema bíblico é interpretado por eles como uma forma de exigir aceitação por parte dos religiosos que não aceitam a opção sexual desse grupo
Homossexuais fazem protesto no Twitter contra evangélicos #amaivosunsaosoutros
Como estava programado, nesta terça-feira ativistas gays lançaram o tuitaço com a hashtag #amaivosunsaosoutros para tentar lembrar aos cristãos um dos mandamentos de Jesus.
Desde o começo do dia 3 de agosto milhares de mensagens com essas palavras começaram a surgir, em sua maioria pessoas pedindo aceitação, amor e respeito aos opositores das relações homoafetivas.
“#AmaivosUnsAosOutros não estamos justificando. Apenas pedindo amor e respeito. Algo que Jesus deixou como mandamento”, disse um tuiteiro sobre a campanha virtual.
Eles usam como base o evangelho de João 15:12 que diz: “O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.”
Com esse versículo os ativistas fazem diversas interpretações. “Quando disserem para você, LGBT, que Deus te condena, questione: “quem é você pra me dirigir tal inverdade?”, pois Deus é #amaivosunsaosoutros”, escreveu um usuário do Twitter.
“Os que se dizem “cristãos”, mas não praticam o #amaivosunsaosoutros com TODOS, por preconceito, não sabem de que Cristo estão falando…”, comentou uma jovem.
Como não poderia deixar de ser muitos cristãos também comentavam a respeito da interpretação que deram ao texto bíblico. ” #amaivosunsaosoutros Deus ama o pecador,mas abomina o pecado, ou seja Deus ama os gay, lésbicas, travestis… mas abomina os pecados deles.” arriscou dizer uma cristã.
Outro usuário mostrou indignação com o uso das palavras de Jesus para defender o tema. “O pessoal apela muito. Quem diria que essa tag nos TTs #amaivosunsaosoutros é em referência aos homos? Perderam o respeito às frases de Deus”.
A intenção dos organizadores é fazer com que essas palavras fiquem entre os assuntos mais comentados até a sexta-feira, completando três dias de campanha pedindo respeito os religiosos em relação a opção sexual.

Gritos de Alerta.
Gospel Prime.
Bispo Roberto Taorrecilhas

Mórmons produzem filmes com sua própria versão da vida de Jesus Cristo


No roteiro pode aparecer o suposto casamento de Jesus Cristo e sua viagem para os Estados Unidos
Mórmons produzem filmes com sua própria versão da vida de Jesus Cristo
A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Mórmons) construiu uma mini-Jerusalém no Estado de Utah nos Estados Unidos para rodar uma série com 50 curtas-metragens contando a versão deles sobre a história de Jesus. O projeto tem como objetivo ilustrar o material de ensino religioso dos mórmons.
A cidade cinematográfica está sendo erguida de acordo com as orientações de especialistas da Universidade Brigham Young, ligada à denominação. O estúdio montado na cidade de Goshen já tem árvores falsas, como oliveiras, além de pedras feitas com material plástico, tudo para conseguir reproduzir todos os detalhes na arquitetura e utensílios usados na época de Jesus.
Para as cenas, 65 atores foram escalados, além de centenas de figurantes que vão trabalhar até o final de setembro quando a série será concluída. Depois que a série for finalizada o local será transformado em um tipo de museu e centro de conferências.
Não há detalhes sobre o roteiro das filmagens, provavelmente além dos fatos mais conhecidos da vida de Cristo segundo os evangelhos, também terá histórias do Livro de Mórmon.


Fonte: Gritos de Alerta
Com informações Pavablog

Cristãos são proibidos de ajudar famintos na África


Cristãos são proibidos de ajudar famintos na África
Grupos de ajuda humanitária estão sendo expulsos dos países por terroristas

Enquanto 13 milhões de pessoas estão morrendo de fome na África, muitas agências cristãs humanitárias são impedidas de matar a fome daqueles que não têm, sequer, um pedaço de pão para comer.

O mais grave é que as Agências têm os alimentos para oferecer, mas grupos terroristas ligados a Al-Qaeda estão impedindo que a ajuda chegue até o povo.

Todd Nettleton, da missão Voice of the Martyrs, (http://www.persecution.com) diz que na Somália o desafio é ainda maior. "O grupo terrorista, Al-Shabaab, pretende exterminar, completamente, os cristãos do país. Eles estão caçando os cristãos, e qualquer um que possa se converter ao cristianismo torna-se alvo dos terroristas", afirma ele.

Os grupos cristãos de ajuda humanitária têm sido forçados a sair da Somália, principalmente em áreas onde o grupo terrorista Al-Shabaab está no poder.

“Em meio a essa perseguição aos cristãos, milhares de pessoas estão morrendo de fome. Nós tentamos ajudar, mas quando alguém se identifica como cristão é o mesmo que pintar um alvo nas costas", conta Todd Nettleton.

Apesar das ameaças, a missão World Concern (http://www.worldconcern.org/) continua trabalhando no país. Chris Shaech acabou de voltar da fronteira entre a Somália e o Quênia. "Conhecemos muitos refugiados que fugiram das áreas de confronto. Alguns refugiados andam até 250 quilômetros a pé, só para tentar encontrar comida e água para suas famílias".

Chris Shaech diz que é difícil trabalhar numa zona de conflito, e neste caso, "é de partir o coração”. Ele conta ainda que pessoas estão sofrendo e morrendo porque não podem receber qualquer auxílio. “A única maneira de sobreviver é andar esses muitos quilômetros para obter alimento".

Muitos deles estão fisicamente debilitados e não podem fazer percorrer o trajeto. As pessoas que podem andar longas distâncias em busca de comida e água, procuram viajar a noite para aumentar a sua própria segurança. “Mas mesmo assim eles correm o risco de serem atacados por leões e outros animais selvagens".

A organização cristã, World Concern, faz tudo o que pode para ajudar os mais necessitados. "Vamos até onde nos permitem ir e onde temos capacidade técnica. Mas, vamos continuar levando mantimentos para as pessoas e tentar entrar em outras áreas”.

Enquanto as organizações cristãs humanitárias ajudam aqueles que passam fome física, eles aproveitam para alcançar aqueles que estão famintos espiritualmente. "Uma das coisas importantes para nós é que nossa fé não é está baseada apenas em palavras, mas em atos".

Organização das Nações Unidas afirma que a crise deve piorar. Então, ore para que Deus possa proteger aqueles que trabalham nessas áreas de difícil acesso e ajudar aqueles que vão apoiar financeiramente o trabalho.

Fonte: Charisma News / Redação CPAD News

A Palavra de Deus

 
O que vem à sua mente quando você ouve a expressão palavra de Deus? Vejamos como aconteceu no princípio: "Disse Deus: Haja luz e houve luz. Disse também Deus: ajuntem-se as águas debaixo dos céus num só lugar, e apareça a porção seca. E assim se fez. Disse mais: haja luzeiros no firmamento...E assim se fez." Gênesis1:3, 9, 14 e 15. Se você ler todo o capítulo 1 de Gênesis, você vai perceber que o instrumento que Deus usou para criar o mundo foi Sua Palavra. Deus falou e logo tudo apareceu.
Não tinha luz na terra e Deus falou e a terra foi iluminada. O que não existia passou a existir. Assim foi com as águas, com a terra, com o firmamento, com o sol, com a lua, com as estrelas, com as plantas e árvores, com os animais e toda a criação de Deus. Deus falou e as coisas aconteceram. Deus disse e tudo se fez de forma bela, plena e com perfeição. O próprio Deus afirmou após cada ato criador, que o que fizera era bom.
Deus deve ter pensado antes de falar. Deve ter imaginado detalhes, formas, cores e planejado de forma minuciosa tudo o que deveria passar a existir pelo poder de Sua palavra. Ele deve ter pensado com carinho e satisfação em tudo aquilo que Ele criaria. Você consegue ver o ar de satisfação na face de Deus depois de ver as coisas que Ele projetou prontas, se movendo, existindo?
Teriam os anjos batido palmas e o universo inteiro se admirado do bom gosto, sabedoria, e o poder do grande artista e arquiteto, o supremo Deus?
Veja o que diz o livro de Jaó, capítulo 39, no verso 7. Na Bíblia na linguagem de hoje este texto foi traduzido assim: "Na manhã da criação as estrelas cantavam em coro, e os servidores celestiais soltavam gritos de alegria. Certamente ecoou nos pensamentos e lábios dos seres criados: "Bendita Palavra de Deus".
Depois de criar todas as coisas por Sua palavra, Deus usaria esta mesma palavra para Se revelar ao homem. Tornar-se conhecido, ser íntimo do homem. No princípio Deus falava face a face com Adão. Você já imaginou o que a conversa de Deus com Adão produzia de bem estar na existência do primeiro homem?
Isto não é difícil de se imaginar, porque você, assim como eu, já deve ter tido determinadas conversas com amigos ou parentes, aquelas conversas gostosas que mais parecem um fonte de vida e ânimo, do que qualquer outra coisa.
Assim deveria ser entre Adão e Deus. Era uma conversa, uma comunhão vivificante. Ouvir Deus falando, conversar e estar com Ele deveria ser a melhor parte do dia de Adão e Eva.
O diabo veio com o pincel do pecado e borrou todo o quadro perfeito que Deus havia criado. Por causa disto, a palavra de Deus não pode mais chegar ao homem livremente. Houve uma barreira na comunicação Deus - homem.
A partir de então Deus se comunicaria de forma especial, através de pessoas escolhidas, para serem porta-vozes de Deus, e eles são chamados de profetas.
Quarenta profetas que ao longo de aproximadamente 1600 anos escreveram o que conhecemos como a Palavra de Deus, a Bíblia.
O apóstolo Paulo afirmou em II Tim. 3:16 que "toda a escritura é inspirada por Deus". A palavra traduzida por inspirada, vem do grego theopneustos que significa literalmente "proveniente do fôlego de Deus".
Foi Deus quem inspirou os pensamentos dos profetas e eles com suas próprias palavras, estilos e expressões comunicaram as verdades divinas aos homens. Pedro diz que "Homens santos falaram da parte de Deus movidos pelo Espírito Santo" (II Ped 1:21). Os escritores bíblicos indicaram que o Espírito Santo foi a fonte de suas revelações.
Davi declarou: "O Espírito do Senhor fala por intermédio, e a Sua palavra esta na minha língua" (II Sam. 23:2). Paulo escreveu: "Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns deixarão a fé" (I Tim 4:1). A conclusão que se chega é que Deus é o autor da Bíblia e a Bíblia é a Palavra de Deus.
Quando você entra em contato com a Bíblia é como se você tivesse ao seu lado um divino e amorável conselheiro para orientar e ajudar em todos os seus caminhos. Paulo ainda diz: "Pois tudo o que outrora foi escrito, para o nosso ensino foi escrito, a fim de que, pela paciência, e pela consolação das Escrituras, tenhamos esperança" (Rom 15:4). Consolo, esperança, ensino e salvação são resultantes do contato com a palavra de Deus.
Quando você olhar para a Bíblia busque enxergar mais do que papel e tinta. Ela é a palavra de Deus e pode criar em você um mundo de harmonia interior, coloridos, pela paz, bondade, amor, fidelidade, humildade, domínio próprio.
O mesmo Deus que disse: "Haja luz e houve luz", pode fazer ascender uma luz na sua vida onde hoje é só escuridão. A palavra de Deus tem poder para trazer a existência o que não existe. A palavra de Deus pode transformar qualquer situação.
Moffat, o grande missionário da África, gostava de contar uma história como prova de que a Palavra de Deus tem poder para transformar. Um africano estava triste e de cabeça baixa e Moffat então perguntou se alguém havia morrido: - Ninguém morreu, disse o homem. É que o nosso cachorro comeu uma página da Bíblia. Moffat então disse: - isto é tão sério? Eu lhe arranjo outra folha igual. mas o homem exclamou: - oh, eu não me preocupo com a Bíblia, mas porque agora nosso cachorro não vai mais avançar em ninguém e nem vai lutar com os chacais. Ele vai ficar tão manso como o povo que crê neste livro. Todos os nossos guerreiros se tornaram tão pacíficos como as mulheres por causa da influência da Bíblia, e agora o meu cachorro está estragado.
Esse africano de forma até simplória demonstrou o quanto ele cria no que a Palavra de Deus é capaz de fazer.
Deus pensou em você quando inspirou os profetas a escreverem Sua palavra. Na Bíblia há uma mensagem personalizada para você. Através dela Deus quer suprir as suas necessidades mais profundas. O que é mais fácil para Deus, falar e fazer o sol e a lua aparecerem do nada e pendurá-los no firmamento ou através de Sua Palavra escrita fazer-nos novas criaturas?
Que você e eu creiamos também na existência e poder da Palavra de Deus e nos aproximemos dela cada dia para que Deus com seu poder Criador, faça dentro de nós novos homens e novas mulheres e possa olhar para nossa vida com satisfação e dizer: Esta minha obra da criação é muito boa.

Primeira mesquita de Estrasburgo é inaugurada e anima muçulmanos

O acordo financeiro (cerca de 9 milhões de euros), permitiu que o poder público francês participasse da construção da mesquita.

Houve abraços emocionados e muitos sorrisos orgulhosos, na segunda-feira (1º), por volta da meia-noite, na saída da nova grande mesquita de Estrasburgo, que abria suas portas durante a quebra do jejum do primeiro dia do Ramadã.

Diante da construção iluminada, os anciões estavam felizes, quase em lágrimas. Há mais de vinte anos alguns se desesperavam com essas salas de preces – “porões” escondidos no fundo de becos sem saída – e sonhavam com a luz de sua nova cúpula de 24 metros de altura, perto do centro da cidade.

Nessa segunda-feira, ainda faltavam os últimos acabamentos e a decoração interna: o carpete definitivo, os mosaicos nas paredes e um friso de gesso. Para abrir a tempo, a mesquita apressou as obras, mesmo que a inauguração oficial fosse ocorrer só daqui a meses. Mas, para os muçulmanos de Estrasburgo, que representariam 10% dos habitantes, segundo a cidade, o símbolo estava lá: a primeira “grande mesquita” da cidade – dos 25 locais de culto muçulmanos – , financiada em quase 30% por verba pública (prefeitura 10%, conselhos geral e regional 16%), estava finalmente de pé.

Para essa inauguração, quase 1.500 deles correram para lá. Alertados pelo boca-a-boca, eles quase lotaram o local. Os homens, muitas vezes em traje esporte fino, às vezes de djellaba, de tarboush na cabeça, se alinharam em fila indiana na grande sala do térreo. As mulheres, de cabeça coberta e roupas largas, fizeram o mesmo no mezanino reservado a elas.

“É o maior acontecimento dos últimos anos!”, comemorou na saída da última prece Mohamed Aouad, 59, vindo do Marrocos em 1960, que se tornou operário na construção civil e na indústria siderúrgica. Junto com amigos de sua idade, ele imortalizou o momento, tirando fotos com seu celular. “Apesar de tudo que se ouviu e dos incidentes, essa mesquita é a prova de que não somos rejeitados”, acredita Awatef, 30, funcionária de uma seguradora, que compareceu com sua mãe e sua tia.

O acordo financeiro (cerca de 9 milhões de euros), que permitiu que o poder público participasse da construção da mesquita, é o resultado do regime particular dos cultos que prevalece na Alsácia e em Moselle.
Diferentemente do resto do território francês, uma vez que esses departamentos eram alemães em 1905, não é a lei de separação entre a Igreja e o Estado que se aplica, mas sim os princípios da Concordata (1801). Portanto, é o Estado que nomeia e remunera os ministros dos cultos. E embora o regime concordatário não reconheça o islã – que não existia na França no século 19 - , disposições tornam possível o financiamento desses locais de culto pelos municípios.

No entanto, esse sistema não impediu que inúmeros incidentes entravassem a construção da mesquita. Os primeiros projetos remontam a 1992, a aprovação do conselho municipal – na época majoritariamente socialista – a 1999, e a colocação da primeira pedra a 2004... Entre as causas dessa lentidão: o jogo da alternância política, sobretudo após a eleição, em 2001, da prefeita da UDF, Fabienne Keller, que dirigiu a cidade até 2008. Resistente ao projeto, foi durante seu mandato que a construção do minarete foi cancelada.

Mas neste 1º de agosto, representantes locais e dirigentes religiosos, presentes desde o começo da tarde, se empenharam para aparar as arestas de um assunto cuja dificuldade era conhecida de todos. “A visibilidade está lá com a cúpula, a prioridade é escutar o outro, (...) aqui defendemos um islamismo pacífico”, disse Fouad Douai, 51, administrador da empreendedora que supervisiona a mesquita. Said Aalla, presidente da mesquita, repetia que ele já tinha pedidos por parte das escolas para visitar a construção na volta às aulas.

Já Olivier Bitz, 36, adjunto encarregado dos Cultos junto ao prefeito Roland Ries (Partido Socialista), insistiu na “igualdade” entre as religiões. “Estrasburgo é uma capital europeia que defende todos os direitos humanos. (...) O islamismo não é a religião do estrangeiro (...) e nós somos uma cidade aberta a todas as espiritualidades que respeitem os valores da República”. Segundo ele, a cidade deve em breve financiar a construção de uma igreja protestante e de um templo budista.

Fonte: Le Monde

73% dos Palestinos concorda que os Judeus devem ser mortos onde quer que se encontrem

O The Jerusalem Post reportou que 73% dos 1,010 Palestinianos a viver na Faixa de Gaza concorda com a "hadith" (tradição islâmica) citada na Carta do Hamas que apela a matança de Judeus onde quer que eles se encontrem - quer seja atrás de pedras ou árvores.

Apenas um em cada 3 palestinos aceita a noção de dois estados para dois grupos distintos como solução para o conflito Israelo-palestino. A pesquisa, que tem uma margem de erro de 3.1 pontos percentuais, perguntou aos inquiridos para comentarem a frase de Barack Obama "deveriam existir dois estados: a Palestina, como a pátria dos palestinos, e Israel, como a pátria do Povo Judeu".

Apenas 34% dos muçulmanos a viver em Gaza concordou com esse conceito, enquanto que 61% rejeitou-o.



Este tipo de sondagens mostra bem que a paz entre os Judeus e os palestinos actuais é virtualmente impossível uma vez que uma das partes do conflito nem aceita a existência da outra parte.

No entanto, os pobres coitados dos Judeus são constantemente forçados a levar a cabo "conversações" com pessoas que os querem ver mortos.

Exposição que mostra pedofilia e zoofilia provoca bate boca entre deputados

Não foi só nas redes sociais que a mostra “QueerMuseu” gerou debates e bate boca. Na noite desta terça-feira (12) o assunto foi amplam...