terça-feira, 2 de agosto de 2011

SINAIS DOS FINAIS DOS TEMPÓS - A QUEBRA DAS GRANDES NAÇÕES

Senado dos EUA aprova novo teto de dívida
pública e evita maior calote da história do país

Brasil seria prejudicado se débito público não passasse de US$ 14,3 tri para US$ 16,7 tri

O Senado dos Estados Unidos aprovou nesta terça-feira (2) o limite maior para a dívida americana, colocando fim à preocupação sobre um possível calote americano caso o endividamento do país estourasse o teto. Se ocorresse, o primeiro e maior calote da história americana poderia colocar em xeque a recuperação econômica do país e carregar outros países para uma nova crise.
Na última segunda-feira (1º), o projeto foi aprovado na Câmara dos Representantes, o equivalente à Câmara dos Deputados no Brasil, com 269 votos a favor e 161 contrários. A vitória no Senado estava praticamente assegurada, já que o partido do presidente Barack Obama, os democratas, tinha maioria na Casa.
O prazo máximo para o Congresso aprovar a medida era esta terça-feira. Agora, o pacote de medidas contra o ultraendividamento americano só precisa do “sim” de Barack Obama para passar a valer.
O teto da dívida é como um “cheque especial” do governo, que impede que os Estados Unidos deem um default – um nome bonito para inadimplência ou calote, na linguagem popular.
Se o aumento do limite da dívida não passasse pelo Senado, poderia ocorrer aumento das taxas de juros, queda do dólar e mais instabilidade dos mercados financeiros mundiais, que praticamente refletem o comportamento da principal economia do planeta.
Para o senador Lamar Alexander, do Estado do Tennessee, o debate foi importante porque vai ajudar a mudar a mania de “gastar, gastar e gastar para depois cortar, cortar e cortar”.
O acordo, referendado tanto pelos democratas quanto pela oposição republicana, ainda prevê um corte de gastos na ordem de US$ 2,4 trilhões (R$ 3,7 trilhões). Para melhorar o orçamento do país, o governo terá de cortar gastos enquanto aumenta a arrecadação. O grande embate era em que o governo passaria a economizar.
Os democratas queriam impostos maiores aos ricos, ao mesmo tempo em que protegeriam programas sociais de saúde e educação, por exemplo. Os republicanos pediam cortes em todas as áreas, inclusive nas sociais – o que faria Obama mais impopular. Um novo projeto deve ocorrer no ano que vem.
Calote global
Os países que têm grana para receber dos Estados Unidos também sofreriam um calote - o Brasil se inclui nesse grupo.
Por aqui, uma nova crise criada por esse default bateria em duas frentes: nas contas do governo brasileiro e nas vendas de produtos para outros países. Se o limite da dívida não fosse alterado, haveria um calote e os títulos perderiam sua liquidez, isto é, não poderiam ser trocados por dinheiro vivo caso os donos desses papéis precisassem.
E isso afeta diretamente a confiança dos mercados, segundo o economista Evaldo Alves, professor de economia internacional da FGV (Fundação Getulio Vargas).

- Todo esse esforço é para eles não submergirem. O importante para o Brasil é o seguinte: temos uma ligação com os EUA porque exportamos para eles. Somos o nono parceiro dos EUA, com exportações de US$ 78 bi em matérias-primas. Se economia naufraga, cairíamos também, porque o Brasil tem sua economia externa baseada na venda de commodities [matérias-primas básicas].

Dos US$ 14,3 trilhões, US$ 4,6 trilhões estão nas mãos do próprio governo, emprestados de fundos de pensão (seguridade social e aposentadoria). Os US$ 9,7 trilhões restantes são títulos do Tesouro nas mãos de empresas, bancos e governos estrangeiros ou não.
A China é dona de US$ 1,16 trilhão dessa dívida. Em seguida vêm Japão, Reino Unido e gigantes exportadores de petróleo (alguns membros da Opep). O Brasil é o quinto maior dono desses títulos, com US$ 211,4 bilhões.

VIA GRITOS DE ALERTA
FONTE . R7

VEJAM ESSE VIDEO E NÃO CHOREM SE FOREM FORTES.

VEJAM ESSE VIDEO E NÃO CHOREM SE FOREM FORTES.

Indonésios deitam em trilhos de trem para curar doenças - Não seria melhor crem em Jesus ?

Moradores de Rawa Buaya, nos arredores da capital Jacarta, na Indonésia, têm utilizado uma terapia inusitada. Eles têm deitado sobre os trilhos do trem, porque a corrente elétrica existente nos trilhos, segundo eles, poderia curar várias doenças.
.
Indonésios acreditam que corrente elétrica existente nos trilhos poderia curar várias doenças. (Foto: Achmad Ibrahim/AP)Indonésios acreditam que corrente elétrica existente nos trilhos poderia curar várias doenças. (Foto: Achmad Ibrahim/AP)

Cena tem sido flagrada em Rawa Buaya, nos arredores da capital Jacarta. (Foto: Achmad Ibrahim/AP)Cena tem sido flagrada em Rawa Buaya, nos arredores da capital Jacarta. (Foto: Achmad Ibrahim/AP)

Educação pública: parasita estatal na vida das crianças

“Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele.” (Provérbios 22:6 ACF)
A maioria dos cristãos duvida dessa promessa de Deus. Eles questionam se sua educação permanecerá até o fim na vida de seus filhos.
Contudo, conheço alguém que não tem esses questionamentos. Conheço alguém que reconhece que a educação é vital e não mede esforços para estar com as crianças. Aliás, ele faz questão de passar várias horas do dia, cinco dias por semana, ocupado ensinando as crianças.
Essas crianças passam boa parte de sua infância, adolescência e juventude “aprendendo” os princípios que lhes são ensinados. O resultado? Como comprova Provérbios 22:6, elas nunca se desviam desses ensinos, nem na vida adulta nem na velhice.
Essas crianças serão os engenheiros, os políticos, os artistas, os padres, os comerciantes e os pastores de amanhã que, apesar da diferença de profissões e classes, não terão diferenças em expectações, ideias e opiniões, porque a educação deles foi uma só: A educação estatal ou uma educação com pesadas imposições estatais.

Quando chega ao colegial, o adolescente recebe uma educação estatal que inevitavelmente empurra para fora ou para um cantinho qualquer outra educação, inclusive cristã. São anos, desde o ensino fundamental até a universidade, em que progressivamente o aluno vai crescendo e se desenvolvendo em fantasias maldosas, pornografia, feminismo e marxismo.
O aluno tem de engolir teorias ridículas como uma origem humana nos macacos e nas amebas, ou que basicamente o homem é uma máquina de fazer sexo. A educação sexual escolar é centrada no mero prazer sexual, sem nenhuma preocupação com suas consequências e sem nenhuma valorização do casamento e da importância do sexo apenas para finalidade matrimonial.
Se um bruxo ou adepto de outra religião satânica exigisse impor sobre nossos filhos uma supremacia de Satanás sobre Deus, os cristãos repudiariam e lutariam até o fim. Mas quando o Estado impõe sobre as crianças uma mentira explícita — a origem do homem não em Deus, mas nos macacos e amebas —, o tratamos como se fosse uma divindade com impunidade especial de forçar goela abaixo das crianças uma teoria anti-Deus, sem nem mesmo darmos atenção aos frutos podres de Darwin.

A educação estatal no Brasil é essencialmente de orientação marxista, que coloca o Estado no centro de tudo, substituindo Deus, a família e a igreja na função de suprir as necessidades humanas. Mesmo assim, os pais entregam alegremente os filhos nos braços do Estado para educá-los. O Estado teria essa mesma disposição? O Estado obsessivamente controlador de crianças alegremente entregaria os filhos a seus próprios pais para educá-los?
A promessa de Provérbios 22:6 também funcionaria para os cristãos se eles tivessem a coragem e o amor de passar várias horas do dia, cinco dias por semana, educando seus filhos com valores de vida. Qualquer um que tiver controle desse tempo de educação na vida de uma criança terá influência permanente e decisiva nela.
É por isso que o Estado não abdica do direito que ele mesmo criou de controlar a educação na vida das crianças. O dia em que ele abdicar, as crianças se desviarão dele — as crianças se desviarão de uma doutrinação focalizada na contracepção, sexualização, marxismo e idolatria ao Estado — sem mencionar nas amebas e macacos!
É por isso que os filhos dos cristãos mais tarde acabam se desviando dos valores dos pais. A educação estatal na criança é como um parasita que destrói os concorrentes. A pouca educação que os pais dão não resiste, com raríssimas exceções, ao parasita estatal.

O melhor remédio contra o parasita estatal é a educação escolar em casa.

A educação estatal aproxima as crianças do Estado e seus valores.

A educação escolar em casa aproxima as crianças dos pais e seus valores.

Entregue a criança e sua educação a Deus, e ela nunca vai se desviar do que aprendeu.

Entregue a criança e sua educação ao Estado, e ela nunca vai se desviar do que aprendeu.

A promessa de Provérbios 22:6 funciona para qualquer um quem ousar passar mais horas e dias transmitindo valores para as crianças.

Por que deixar apenas o Estado tomar posse dessa promessa?

Para ler notícias sobre a educação escolar em casa, acesse o Blog Escola em Casa: www.escolaemcasa.blogspot.com

Fonte . Julio Severo
Via Gritos de Alerta

O lamentar da Normalização da Homossexualidade como `Nova Calamidade`

 


Em meio às contínuas celebrações do "orgulho gay" e a pressão contínua pelo casamento gay entre os estados, o influente evangélico John Piper quer colocar tudo em perspectiva para a Igreja.


Em meio às contínuas celebrações do "orgulho gay" e a pressão contínua pelo casamento gay entre os estados, o influente evangélico John Piper quer colocar tudo em perspectiva para a Igreja.
"Minha sensação é que não percebemos que uma calamidade está acontecendo ao nosso redor", Piper, pastor da Igreja Batista Bethlehem em Minneapolis, escreveu em um comentário na quinta-feira. "Os Cristãos, mais claramente do que outros, podem ver a onda de dor que está a caminho. O pecado carrega em si sua própria miséria. "
Tem sido quase uma semana desde que o casamento para casais de gays e lésbicas foi legalizado em Nova York e desde que centenas de milhares de norte-americanos celebraram homossexualidade com paradas de orgulho gay, não só em Nova York, mas também no estado de Piper, Minnesota.
A homossexualidade e sua celebração não são novidade, o pastor reformado esclareceu.
"[A homossexualidade] esteve aqui desde de que nos conhecemos por gente", escreveu ele. "O que há de novo nem sequer é a celebração do pecado homossexual. O comportamento homossexual tem sido explorado, e revelado, com, e celebrado, por milênios."
"O que há de novo", ressaltou, "é a normalização e institucionalização. Esta é a nova calamidade".
A América, e o resto do mundo para essa questão, está se movendo em direção à institucionalização da homossexualidade, o pastor de 65 anos lamentou.
A Bíblia deixa claro, indicou, que o comportamento homossexual é pecado.
E, "ao lado de sua mais clara explicação sobre o pecado das relações homossexuais (Romanos 1:24-27) representa a acusação da celebração do mesmo", declarou o respeitado pastor.
"Embora as pessoas saibam intuitivamente que os atos homossexuais (junto com fofocas, calúnias, altivez, insolência, ostentando, infidelidade, atrocidade, crueldade) são pecado," não só fazê-los, mas dar a aprovação para os que as praticam “(Romanos 1:29 -32)”. 'Eu vos digo até com lágrimas, que muitos se gloriam em sua vergonha' (Filipenses 3:18-19)."
Este é o lugar onde grande parte da América está hoje. Uma pesquisa do Gallup, no mês passado revelou que, pela primeira vez desde que começou a acompanhar a questão do casamento homossexual em 1996, a maioria dos americanos (53 por cento) acreditam que os casamentos entre casais do mesmo sexo devem ser reconhecidos por lei como válida.
Além disso, 56 por cento dos americanos dizem que as relações gay ou lésbica são moralmente aceitável, em outra pesquisa da Gallup em maio. Apenas 39 por cento percebem as relações homossexuais como algo moralmente errado.
O The Christian Post tentou contato com Piper para comentar o assunto nos dias seguintes à passagem do casamento gay em Nova York, mas foi dito que ele não comentaria sobre as notícias. O comentário de quinta-feira por Piper, foi a primeira vez desde o evento da semana passada que o pastor de Minneapolis diretamente abordou a questão.
Ele enfatizou que seu propósito ao escrever sobre a questão controversa "não é para montar uma política de contra-ataque".
Ele não acredita que este é o chamado da Igreja.
Em vez disso, Piper expressou seu desejo de "ajudar a Igreja a lamentar por estes dias. E a magnitude da agressão a Deus, e a sua imagem no homem".
Ele não apontou o pecado de imoralidade sexual em homossexuais somente, entretanto. Os heterossexuais são tão culpados.
Piper enfatizou que Jesus morreu pelos pecadores tanto heterossexuais e homossexuais para que eles possam ser salvos. Jesus, frisou, oferece "misericórdia surpreendente".
Mas ao invés de abraçar a salvação, milhares comemoraram o pecado no último fim de semana, lamentou.
"Os Cristãos sabem o que está vindo, não só porque vemos na Bíblia, mas por causa disso provamos o fruto da dor de nossos próprios pecados. Não escapamos da verdade que colhemos o que semeamos. Nossos casamentos, nossos filhos, nossas Igrejas, nossas instituições - todos eles são perturbados por causa de nossos pecados", escreveu ele.
“A diferença é: Choramos por nossos pecados. Não os celebramos. Voltamos para Jesus para o perdão e ajuda. Clamamos a Jesus, `que nos livra da ira vindoura (1 Tessalonicenses 1:10).`"
"E em nossos melhores momentos, choramos para o mundo."
A vitória em Nova York por ativistas dos direitos gays é esperada para impulsionar o movimento do casamento gay para frente. Eles já estão trabalhando para empulsioar a legislação semelhante em Maine e para derrotar uma medida que altera a Constituição para definir o casamento como entre um homem e uma mulher em Minnesota.
Em meio ao movimento de redefinir o casamento, Piper deixou claro que Jesus criou a sexualidade e "tem uma vontade clara de como deve ser vivida em santidade e alegria".
"Sua vontade é que um homem possa deixar pai e mãe e se unir à sua mulher, e que os dois se tornem uma só carne (Marcos 10:6-9). Nesta união, a sexualidade encontra seu significado designado por Deus, seja na unificação pessoal-física, representação simbólica, júbilo sensual, ou procriação fecunda."
No entanto, não há sinais do movimento casamento gay diminuindo. Com isso, Piper deixou os Cristãos com esta nota concluindo:

por Bispo Roberto Torrecilhas
Via Gritos de Alerta
"Isso é o que estou escrevendo. Não a ação política, mas o amor para o nome de Deus e da compaixão para a cidade da destruição. `Meus olhos derramam rios de lágrimas, porque os homens não guardam a tua lei.` (Salmo 119:136). "

NOS DIAS DE SADRAQUE MESAQUE E ABDINEGO , OU NOS DIAS DE DANIEL.

Hoje é o dia da decisão.

Ontem , na igreja , o culto foi maravilhoso e é muito bom quando você recebe pelo que você busca.
E no termino do culto , Deus manda eu falar com a igreja da seguinte forma.
Essa semana , que antecede nosso congresso de MISSÕES , estejam atentos , pois o diabo vai querer atacar de todas as formas.
E chegando o término do culto , nos dirigimos para nossas residências.
Quando cheguei em minha casa , minhas esposa e filhos foram dormir , mas eu não pegava no sono , e me levantei para orar .
Terminando de orar , fui dormir e peguei no sono rapidamente .
Mas tive que orar primeiro ao favor dos pedidos que DEUS colocou em meu coração.
Repreendi as fúrias dos infernos .
Acordei bem cedo e fui ao trabalho onde eu trabalhava.
Eu era assessor politico da vereadora Karina do Basquete .
Chegando na câmara dos vereadores , o fone toca , e do outro lado , ouço a seguinte frase.
OU VOCÊ SE FILIA AO PC DO B  OU VOCÊ ESTA FORA .
Na hora , eu me lembrei de Daniel na cova dos Leões, e também de Sadraque , Mesaque e abdinego.
Onde foram punidos por não se prostrarem ao errado .
Se tivesse se prostrado ao diabo , teriam sido reprovado por Deus.
Da mesma forma , eu respondi para ela que preferia ser mandado embora , a ter que me filiar a um partido que não crê em DEUS.
Imagine eu pregando a palavra de DEUS , e sendo filiado a um partido que não crê em Deus , da forma que Deus é.
Seria um belo de um enganador .
Essa senhora , quando me falou isso , não pensou na minha pessoa , nem na minha família , e nem nas pessoas que estava ajudando .
Pensou somente em si própria , esquecendo se do trabalho que foi desenvolvido.
Se pensou que eu ia aceitar me curvar a um deus estranho , por causa de um salário , se enganou .
Se pensou que eu ia me prostrar diante de uma forma totalmente errada de obrigar alguém a fazer algo que não concorda , se enganou .
Se tem mania de querer impor algo as pessoas medrosas , encontrou alguém que não se curva a nenhuma ameaça humana e nem dos infernos.
Pois estou fora da CÂMARA MUNICIPAL DE JAGUARIÚNA , MAS ESTOU COM MINHA CONCIÊNCIA LIMPA DE TER FEITO O CORRETO .
FUI DEMITIDO POR NÃO ACEITAR SER COMUNISTA
Sai com a conciência limpa de ter ajudado pessoas , em quanto estive lá , e agora continuo a ajudar da mesma forma que faço em nossas igrejas .
E te digo mais , Não se prostre diante de desafios que querem te jogar no lixo , te fazer um nada , pois nada é o diabo e todos os seguidores dele.
Eu não me sujeitei a comer das iguarias do Rei , e sim preferi a fazer a vontade de Deus , a ficar preso a uma imposição humana.
Livre eu sou para pensar e fazer o que eu acho correto.

Me tenham como amigo , mas nunca como inimigo , pois meus inimigos são os que são inimigos de Deus.

Bispo Roberto Torrecilhas

DENUNCIA - Ativista brasileiro Júlio Severo estaria na mira da Segurança Nacional dos Estados Unidos devido a suas denúncias

Julio Severo é um famoso ativista evangélico pró-vida e família conhecido por suas posições fortes contra a homossexualidade, aborto e outros temas polêmicos. Julio afirma ter fugido do Brasil porque o Ministério Público estaria atrás dele sob a acusação de homofobia, agora o site WND afirma que a perseguição é a nível internacional.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
O site afirma que o blog em inglês do ativista brasileiro, Last Days Watchman, vem sendo vigiado pela Segurança Nacional dos Estados Unidos durante dois dias seguidos. Como prova a WND apresentou relatório de acesso ao blog com endereços da Virginia e Washington:

Procurada pela reportagem a entidade americana não se pronunciou sobre a acusação.
Para o site o ativista Julio Severo também falou sobre a perseguição que afirma sofrer do Brasil e contou relatos de problemas devido a criminalização da opinião que acusa.


VIA GRITOS DE ALERTA
Fonte: Gospel+

Gunnar Vingren e Daniel Berg – A história dos fundadores da Assembléia de Deus no Brasil

Neste ano, completou-se 100 anos que os pioneiros suecos Adolf Gunnar Vingren e Daniel Högberg, mais conhecidos como Gunnar Vingren e Daniel Berg, deram início ao maior Movimento Pentecostal do mundo – as Assembleias de Deus no Brasil. Mas, como se deu a chamada deles ao Brasil?
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Berg e Vingren se conheceram poucos anos antes de fundarem a AD brasileira, quando ainda estavam nos Estados Unidos – Berg, dedicando-se apenas aos trabalho secular e Vingren, como pastor ordenado pela Igreja Batista Sueca nos EUA. Ambos já haviam sido inflamados pelas chamas do Movimento Pentecostal norte-americano quando compartilharam entre si suas experiências e, juntos, em oração, receberam o chamado para o nosso país.
Gunnar Vingren nasceu em Ostra Husby, Ostergotland, Suécia, a 8 de agosto de 1879. Era filho de pais batistas, que lhe ensinaram desde cedo a trilhar nos caminhos santos. Ainda muito pequeno, seus pais o levavam à Escola Dominical, onde seu pai era dirigente.
Em 1897, aos 18 anos, foi batizado nas águas na Igreja Batista em Wraka, Smaland, Suécia. Nessa época, assumiu a direção da Escola Dominical de sua igreja, substituindo seu pai. Em 14 de julho daquele ano, um artigo de uma revista, que falava sobre os sofrimentos de tribos nativas no exterior, o levou às lagrimas e a uma decisão que mudaria o rumo de sua vida. “Subi para o meu quarto e ali prometi a Deus pertencer-lhe e pôr-me à sua disposição, para honra e glória de seu nome. Orei também insistentemente para que Ele me ajudasse a cumprir esta promessa”, relata o homem de Deus.
Em outubro de 1898, deixou a direção da Escola Dominical e foi participar de uma Escola Bíblica em Götabro, Närke. “Nunca mais na minha vida recebi uma instrução bíblica tão profunda como aquela. Pastor Kihlstedt nos quebrantava completamente com a Palavra de Deus. Ele nos tirava tudo, tudo, até que ficássemos inteiramente aniquilados como pó diante dos pés do Senhor. Depois vinha o irmão Emílio Gustavsson com o óleo de Gileade, e sarava as feridas da alma, alimentando nossos corações famintos com o melhor trigo dos celeiros de Deus. Oh, que tempo aquele! Fez-me bem pelo resto de toda a minha vida”, conta Vingren em suas memórias.
Aquela Escola Bíblica durou um mês e fazia parte de uma Federação Evangélica que tinha o objetivo de ganhar almas para Cristo. Depois dela, Vingren foi enviado com o evangelista Soderlund à província de Skane, seu primeiro campo de trabalho. Em seguida, evangelizou nas províncias de Västergötland e Tidaholm, onde adoeceu de papeira e foi curado instantaneamente após a oração de um grupo de irmãos. De lá, evangelizou em Rönneholm e retornou a Skane.
Após o serviço militar, foi atraído pela “Febre dos Estados Unidos”. Em 30 de outubro de 1903, embarcou na cidade de Gotemburgo num vapor que o levou à cidade de Hull, na Inglaterra. Dali, foi de trem para Liverpool, onde pegou outro vapor, com destino a Boston, Massachusets (EUA). Chegando lá, tomou um trem até Kansas City, onde morava seu tio Carl. Depois de uma semana, começou a trabalhar como foguista em Greenhouse até o verão. Foi porteiro de uma grande casa comercial na região e jardineiro, profissão que aprendera com seu pai. Em fevereiro de 1904, conseguiu um emprego no Jardim Botânico de Saint Louis. Aos domingos, Vingren assistia os cultos de uma igreja sueca estabelecida naquela cidade.
Em setembro de 1904, iniciou um curso de quatro anos no Seminário Teológico Batista Sueco, em Chicago. Durante o tempo em que morou em Kansas, pertencera à Igreja Batista sueca, onde fora exortado a voltar a estudar. Durante o curso, foi convidado a pregar em vários igrejas. Pelo Seminário, estagiou sete meses na Primeira Igreja Batista em Chicago, Michigan. Depois, estagiou nas Igrejas Batistas em Sycamore, Illinois; Blue Island, também em Illinois; e, por fim, em Mountain, Michigan.
Concluiu seus estudos e foi diplomado em maio de 1909. Nesse período, entregou uma solicitação para ser enviado como missionário. Enquanto a resposta não chegava, foi convidado para assumir o pastorado da Igreja Batista em Menominee, Michigan. Em junho daquele ano, assumiu a direção da igreja.
Nesse período, participou da Convenção Geral Batista dos Estados Unidos, onde foi decidido que seria enviado missionário para Assam, na Índia, juntamente com sua noiva. A Convenção Batista do Norte o sustentaria. No início, Vingren convenceu-se de que esta era a vontade de Deus, mas, durante a Convenção, Deus mostrou-lhe o contrário. Voltando à sua igreja, enfrentou uma grande luta por causa de sua decisão. Finalmente, resolveu não aceitar a designação e comunicou sua decisão à Convenção por escrito. Por esse motivo, a moça com quem se enamorara rompeu o noivado. Ao receber a carta dela, respondeu: “Seja feita a vontade do Senhor”.
Por esse tempo, despontava um grande avivamento nos Estados Unidos, que culminou no atual Movimento Pentecostal que se espalhou pelo mundo no século 20. Nessa época, uma irmã que tinha o dom de interpretar línguas foi usada por Deus para dizer-lhe que seria enviado ao campo missionário, mas “somente depois de revestido de poder”.
No verão de 1909, Deus encheu o coração de Vingren com o desejo de receber o batismo no Espírito Santo. Em novembro daquele ano, ele pediu permissão à sua igreja para visitar a Primeira Igreja Batista Sueca, em Chicago, onde se realizava uma série de conferências. O seu objetivo era buscar o batismo no Espírito Santo. Após cinco dias de busca incessante, foi revestido de poder, falando em outras línguas como os discípulos no Dia de Pentecostes.
Foi nessas conferências que conheceu Daniel Berg, que se tornaria mais à frente seu grande amigo.
O encontro entre Berg e Vingren
Daniel Högberg, conhecido no Brasil como Daniel Berg, nasceu a 19 de abril de 1884, na pequena cidade de Vargon, na Suécia, às margens do lago de Vernern. Quando o Evangelho começou a entrar nos lares de Vargon, seus pais, Gustav Verner Högberg e Fredrika Högberg, o receberam e ingressaram na Igreja Batista. Logo procuraram educar o filho segundo os princípios cristãos. Em 1899, Daniel converteu-se e foi batizado nas águas.
Em 1902, aos 18 anos, pouco antes do início da primavera nórdica, deixou seu país. Embarcou a 5 de março de 1902, no porto báltico de Gothemburgo, no navio M.S.Romeu, com destino aos Estados Unidos. “Como tantos outros haviam feito antes de mim”, frisava. O motivo foi a grande depressão financeira que dominara a Suécia naquele ano.
Em 25 de março de 1902, Daniel desembarcou em Boston. No Novo Mundo, sonhava, como tantos outros de sua época, em realizar-se profissionalmente. Mas, Deus tinha um plano diferente e especial para sua vida.
De Boston, viajou para Providence, Rhode Island, para se encontrar com amigos suecos, que lhe conseguiram um emprego numa fazenda. Permaneceu nos Estados Unidos por sete anos, onde se especializou como fundidor. Com saudades do lar, retornou à cidade natal, onde o tempo parecia parado. Nada havia se modificado. Só seu melhor amigo, companheiro de infância, não morava mais ali. “Vive em uma cidade próxima, onde prega o Evangelho”, explicou sua mãe.
Logo chegou a seu conhecimento que seu amigo recebera o batismo no Espírito Santo, coisa nova para sua família. A mãe do amigo insistiu para que Daniel o visitasse. Aceitou o convite. No caminho, estudou as passagens bíblicas onde se baseava a “nova doutrina”. Chegando à igreja do amigo, encontrou-o pregando. Sentou e prestou atenção na mensagem. Após o culto, conversaram longamente sobre a “nova doutrina”. Daniel demonstrou ser favorável. Em seguida, despediu-se e partiu, pois sua intenção não era permanecer na Suécia, mas retornar à América do Norte.
Em 1909, após despedir-se dos pais, em meio à viagem de retorno aos Estados Unidos, Daniel orou com insistência a Deus, pedindo o batismo no Espírito Santo. Como não estava preocupado como da primeira vez, posto que já conhecia os EUA, canalizou toda a sua atenção à busca da bênção. Ainda no navio, ao aproximar-se das plagas norte-americanas, sua oração foi respondida.
A partir de então, sua vida mudou. Daniel passou a evangelizar como nunca e a contar seu testemunho a todos. Foi então que, por ocasião das já mencionadas conferências em Chicago, Daniel encontrou-se com o pastor batista Gunnar Vingren, que também fora batizado no Espírito Santo. Os dois conversaram horas sobre as convicções que tinham. Uma delas é que tanto um como o outro acreditavam que tinham uma chamada missionária. Quanto mais dialogavam, mais suas chamadas eram fortalecidas.
Ao voltar à sua igreja em Menominee após as conferências em Chicago, Vingren começou a pregar a verdade de que “Jesus batiza no Espírito Santo e com fogo”. Em fevereiro de 1910, Vingren foi intimado a se afastar da igreja, que ficou dividida: metade cria na promessa e a outra a rejeitava. Os que rejeitaram obrigaram-no a deixar o pastorado.
No entanto, Vingren recebeu o apoio da Igreja Batista em South Bend, Indiana. Todos ali o receberam e creram na verdade. Na primeira semana, Jesus batizou dez pessoas no Espírito Santo. Naquele verão, quase vinte pessoas receberam a promessa. Assim, Deus transformou a Igreja Batista de South Bend em uma igreja pentecostal. Vingren pastoreou-a até 12 de outubro de 1910, quando começou a preparar-se para a viagem ao Brasil.
Quando Vingren voltou a South Bend, Berg estava trabalhando em uma quitanda em Chicago quando o Espírito Santo mandou que se mudasse para South Bend. Berg abandonou seu emprego e foi até lá, onde encontrou Vingren pastoreando aquela Igreja Batista. “Irmão Gunnar, Jesus ordenou-me que eu viesse me encontrar com o irmão para juntos louvarmos o seu nome”, disse Berg. “Está bém!”, respondeu Vingren com singeleza. Passaram, então, a encontrarem-se diariamente para estudar as Escrituras e orar juntos, esperando uma orientação de Deus.
O chamado e a chegada ao Brasil
Foi em South Bend que Vingren e Berg foram revelados pelo Espírito Santo, através da instrumentalidade do irmão Olof Uldin (que havia conhecido Vingren e Berg), sobre vários acontecimentos futuros a respeito dos dois. Entre outras coisas, Deus lhes disseras que deveriam ir para um lugar chamado Pará; que o povo desse lugar era de um nível social muito simples; que Gunnar deveria lhes ensinar os rudimentos da doutrina bíblica; que Berg e ele comeriam comidas simples, mas não lhes faltaria nada; e que Vingren casaria com uma moça chamada Strandberg (Anos depois, quando de retorno à Suécia após o início da obra no Brasil, Vingren conheceria a enfermeira Frida Strandberg, com quem se casaria).
Ao ouvirem pela primeira vez o nome do lugar para onde Deus os chamara, não sabendo onde era, foram até a biblioteca pública da cidade, onde descobriram que o Pará ficava no Norte do Brasil. Depois de orarem, Berg e Vingren aceitaram o destino.
Após a revelação divina dada ao irmão Olof Uldin de que o lugar para onde deveriam ir era o Pará, no Brasil, Daniel Berg, contra a vontade dos seus patrões, abandonou o emprego. Eles argumentaram: “Aqui você pode pregar o Evangelho também, Daniel; não precisa sair de Chicago”. Mas, ele estava convicto da chamada e não voltou atrás.
Ao se despedir, Berg recebeu de seu patrão uma bolacha e uma banana. Essa era uma tradição antiga nos Estados Unidos. Simbolizava o desejo de que jamais faltasse alimento para a pessoa que recebesse a oferta. Esse gesto tocou o coração de Berg, que em seguida partiu com Vingren para Nova Iorque, e de lá para o Brasil em um navio.
Deus proveu milagrosamente a quantia certa para a viagem. Durante a viagem, ganharam um tripulante para Cristo. Quatorze dias após saírem de Nova Iorque, chegaram ao Pará. Era o dia 19 de novembro de 1910.
Em Belém, moraram no porão da Igreja Batista localizada na Rua Balby, 406. Depois, passaram um tempo na casa do irmão presbiteriano Adriano Nobre, em Boca do Ipixuna, às margens do Rio Tajapuru. Hospedaram-se no mesmo quarto onde morava o irmão Adrião Nobre, primo de Adriano. De volta a Belém, retornaram ao porão da igreja. Por esse tempo, já falavam um pouco de português. O primeiro professor deles fora o irmão Adriano.
As irmãs Celina Albuquerque e Maria de Nazaré creram na mensagem pentecostal e receberem o batismo no Espírito Santo. Criou-se, então, uma discussão na igreja, que culminou na expulsão de 19 membros mais Vingren e Berg. Em 18 de junho de 1911, nascia a Missão de Fé Apostólica, que em 11 de janeiro de 1918 foi registrada oficialmente com um novo nome, Assembleia de Deus, nome este que a nova igreja já usava desde 1916. Era uma igreja sem vínculos estrangeiros, genuinamente brasileira e que se tornaria a maior igreja pentecostal do mundo.

SINAIS DOS FINAIS DOS TEMPOS - Pesquisador afirma que o diabo é um ser correto; Cristianismo teria falsificado a sua verdadeira história

O pesquisador americano Henry Ansgar Kelly, escreveu um livro discorrendo a respeito da biografia de satanás. O livro intitulado “Satã”, mostra segundo o autor e suas pesquisas, um diabo, que seria um ser moralmente correto, com a função dada por Deus de perseguir e acusar pecadores, mas que teve sua biografia deturpada após a criação do cristianismo.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Segundo constatação de Kelly, a imagem de que na luta universal contra o bem e o mal, associemos satanás a figura maligna não existe na Bíblia, o que se contrapõe a passagem no Novo Testamento em 1Pedro 5:8 “Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar. ”
Na biografia “Satã”, Kelly garante fundamentado em suas pesquisas que a real história de satanás foi distorcida pelo cristianismo e que ele não seria assim tão ruim quanto o pintamos e que ele era sim como uma espécie de “empregado de Deus”, o qual tinha a função de perseguir e acusar pecadores; função esta dada pelo próprio Deus.
“No século 2, porém, os pais da Igreja, ao interpretar o episódio bíblico de Adão e Eva no jardim do Éden, associaram-no à imagem da traiçoeira serpente. A partir daí, ele foi sendo transformado em inimigo de Deus, até virar a representação máxima do mal.” Henry Ansgar Kelly
O autor diz ter escrito o livro não somente para reestruturar a reputação de satanás, mas também a de Deus: “ A imagem que temos de Deus é que ele botou o pobre casal Adão e Eva no paraíso e depois mandou uma serpente para tentá-los. E, como recompensa, a humanidade é punida para sempre. Deus parece super-tirano. Isso não está na Bíblia. Uma vez que recuperamos a visão de Satã como um simples subordinado, Deus não parece tão injusto. Não é razoável que toda a humanidade vá para o inferno por causa de Adão e Eva e Deus só salve alguns. “Diz Henry Ansgar Kelly, que curiosamente já estudou num seminário jesuíta para ser padre.

VIA GRITOS DE ALERTA.
Fonte: Gospel+

A música e os Filhos de Caim



Triste vermos na Bíblia que, logo na primeira família existente na terra, a morte vem marcar sua presença, no assassinato de Abel por seu irmão Caim. É mais triste notar ainda o caminho que esses dois irmãos estavam trilhando: Abel, o caminho da fé, de uma vida voltada à adoração a Deus, enquanto Caim, o caminho da independência humana e do descompromisso com o Criador.
Mas o que eu quero tratar neste artigo refere-se a duas classes que os filhos de Adão deixaram-nos como herança espiritual: os filhos de Caim e os filhos de Set, e o destino que eles tomaram. Os cainitas representam aqueles que vivem para si mesmo, para o material, para o individualismo, enquanto os filhos de Set, que foi concedido para substituir a Abel, representam aqueles que não nasceram da água, nem da vontade da carne, mas para fazerem a vontade de Deus.
Notamos claramente que os filhos de Caim rapidinho aprenderam a desenvolver todo o tipo de obras da carne: perversões sexuais, violência, prazeres carnais, homicídios e muitos outros. Uma breve olhada em Gen. 4:8-24 e você verá que, sobre tudo aquilo que Paulo registra em Gal. 5:19-21, os cainitas já eram peritos. Mas o que me chama a atenção é o versículo 21 deste capítulo. Ele identifica Jabal como "o pai dos que tocam harpa e flauta". Vemos a primeira menção sobre a manifestação musical sendo aplicada aos filhos de Caim. Diante do quadro que o capítulo retrata destes homens, concluímos que a música que eles desenvolveram não era para a adoração. Vamos comparar o versículo 21 acima com um texto extraído de um livro apócrifo, chamado A Caverna dos Tesouros[1] :
" Jubal e Tubalcaim, dois irmãos e filhos de Lameque, o cego, o que havia matado Caim, praticavam toda espécie de música. Jubal construiu flautas, cítaras e pífaros. E os demônios introduziram-se neles, e ali se instalaram. Quando eram sopradas, as flautas davam voz aos demônios; e quando eles tangiam as cítaras, os demônios cantavam por elas. E Tubalcaim construiu címbalos, matracas e tambores. E assim recrudescia a depravação dos filhos de Caim, bem como a sua devassidão, e de outra coisa nã se ocupavam a não ser da luxúria." (Cap. XI, 3,4)
Vejam só a que ponto chegaram os filhos de Caim. Estavam num estágio tão grande de depravação que começaram a destruir e a deturpar tudo. A música, que tem a capacidade de enlevar a alma humana, era utilizada como meio de instigar os demônios e exaltar os poderes das trevas, alimentando ainda mais a devassidão daqueles homens. A música, se não for utilizada para glorificar a Deus, para nada serve. Ou a utilizamos para adorarmos ao Criador e a tudo ao que diz respeito ao seu reino, ou a utilizamos para simplesmente para proclamarmos o reino das trevas. Observemos, na atualidade, a que propósito tem servido as músicas produzidas secularmente. A propagação da sexualidade e da imoralidade, como é o exemplo do funk carioca e do axé music, a exaltação do adultério, em muitas músicas sertanejas, à banalização dos princípios morais, enfim, o mesmo propósito do texto citado acima: alimentar a corrupção e a depravação da alma humana.
E a igreja, está imune a isto? É inconcebível passar em nossas cabeças que este tipo corrupto de utilização da música possa estar presente dentro da igreja, local em que a música é tida como objeto de adoração ao Deus Altíssimo. Vejamos um outro texto extraído de A Caverna dos Tesouros:
"E reinava a impudícia entre os filhos de Caim; as mulheres corriam atrás dos homens sem a menor vergonha e misturavam-se com eles numa orgia selvagem... Sopravam as flautas em meio ao vozerio, tocavam as cítaras sob o influxo dos demônios, percutiam os tambores e as matracas, em colaboração com os espíritos maus. E o ruído das gargalhadas elevavam-se nos ares, e foi ouvida no alto da Montanha Sagrada. Quando os filhos de Set escutaram aquele poderoso vozerio e aquelas gargalhadas, vindo do campo dos filhos de Caim, cem dentre eles, homens fortes e vigorosos, reuniram-se e tomaram a resolução de descer até a área dos filhos de Caim".

Quero fazer um parêntese para esclarecer um detalhe: os filhos de Set, de acordo com o apócrifo, foram habitar em uma montanha muito alta, bem próxima ao Éden, cuja localização também era no cume de uma alta montanha, enquanto os filhos de Caim foram habitar nas planícies. E, após a morte de Adão, eles fizeram um pacto de que ninguém desceria da montanha e manteria qualquer relação com os cainitas. E isto durou por muito tempo, até o dia em que, uma nova geração começou a surgir e começaram a ter curiosidade de conhecer o povo que habitava as planícies. E levados pela curiosidade daquilo que acontecia na terra, mesmo contra a ordem dos patriarcas, alguns foram conhecer o que se passava no outro mundo.
Pensemos agora no quadro em que vivemos hoje. O mundo está da mesma forma em que estavam os filhos de Caim, totalmente dominado pelo desejo desenfreado de satisfazer a vontade da carne. E a igreja deve estar separada disto. Jesus nos chamou para a santificação, e isto é a diferença entre nós e a cultura secular. Mas muitos acabam avançando esta linha e querem conhecer o que está rolando lá fora. Na área musical é assim. Qualquer novidade que aparece, queremos conhecer, imitar, assimilar, sem, contudo verificarmos a procedência. Quando os filhos de Set resolveram conhecer aquele som que rolava lá embaixo, e que subia até a montanha em que estavam, comprometeram toda a sua descendência, pois, segundo a narração, eles desceram da montanha, um após o outro, e não retornaram mais, até não ficar mais ninguém habitando na Montanha Sagrada, apenas Noé. Filhos de Set e de Caim tornaram-se um só, unidos num grande jugo desigual.
Abandonar o caminho da santificação, em troca dos valores mundanos, é um caminho sem volta. A amizade do mundo é inimizade a Deus, diz o apóstolo João. Quantos filhos de Caim ocupam hoje os púlpitos de nossas igrejas! É triste afirmar isto, mas é verdade. São pessoas que sobem ao púlpito, ostentando belos instrumentos, ou belas roupas e uma bela voz, apenas para satisfazer a desejo carnal de estar em posição de destaque diante dos outros. Fazem as mesmas coisas que faziam os filhos de Caim. O mundo secular não serve de referência para nosso culto de adoração a Deus. Misturar o santo com o profano é comprometer toda a igreja com maldição. Lembremos o que aconteceu após a mistura dos filhos de Set com os filhos de Caim: a devassidão aumentou tanto que provocou a ira de Deus, a ponto de exterminar a humanidade com o dilúvio. Se não fosse Noé, um remanescente fiel, provavelmente eu não estaria aqui e você não estaria lendo este artigo.
Portanto, reflita bem sobre isto. A música, no reino espiritual, tem a capacidade de invocar a um espírito. Ou invocarei o Espírito do Senhor, ou invocarei um espírito das trevas. Fomos chamados para a santidade, para sermos separados deste mundo. Não vou descer da montanha. Utilizar-me-ei da música para adorar ao meu Deus.
Deus o abençoe.

Cristão são presos e perseguidos nas suas próprias casas

 



No último fim de semana, a polícia chinesa prendeu 16 membros da igreja doméstica de Shouwang, em Pequim, colocando mais alguns sob prisão domiciliar. Isso aconteceu porque as autoridades do governo chinês querem “admoestar” os membros das igrejas domésticas, de acordo com um comunicado emitido ontem pelos líderes da igreja.
A polícia também mantém presos, num porão, três cristãos que tinham ido visitar os membros da igreja detidos, disse o comunicado.
Eles também disseram que os oficiais do governo foram contra a igreja de Shouwang nas últimas duas semanas, com o intuito de “disciplinar” e “admoestar” os membros da igreja e tentar filiar a igreja de Shouwang às igrejas do Estado.
Houve uma série de despejos das instalações alugadas, além de lhes ser negado o acesso às propriedades, compradas há um ano. Por isso a igreja de Shouwang decidiu se reunir na praça pública para suas reuniões semanais.
Confrontos aos domingos têm se tornado constantes, uma vez que os membros da igreja protestam, de forma pacífica, contra o fato de não poderem ter um local fixo para reuniões. Detenções e prisões estão sendo frequentes entre os membros e líderes da igreja de Shouwang.
Fonte : Persecution

EU AGRADEÇO A DEUS - O BRASIL SERÁ A PRIMEIRA EM POUCO TEMPO .



O maior país católico do mundo é também o que mais abriga seguidores de religiões pentecostais. São mais de 24 milhões destes evangélicos - número que, apesar de não fazer frente aos presumidos 138 milhões de católicos que o Brasil possui, é quatro vezes maior do que a população de pentecostais do Estados Unidos, o lugar onde esta vertente do protestantismo cristão surgiu. O país concentra a segunda maior massa pentecostal do mundo - pouco menos de 6 milhões de seguidores - , mas ainda é o que mais tem evangélicos: 44 milhões, contra 27,6 milhões no Brasil. O crescimento vertiginoso de igrejas como Assembléia de Deus, Universal do Reino de Deus e Renascer em Cristo nos últimos dez anos indica que metade da população brasileira pode estar convertida aos cultos evangélicos dentro de cinco décadas - um tempo bastante curto quando se fala no avanço de uma religião. A leitura das reportagens de VEJA publicadas sobre o assunto na última década revela que as conseqüências desse crescimento foram muitas, do campo dos costumes à educação, da política aos esportes, das favelas aos bairros chiques, dos presídios à televisão.
O crescimento vertiginoso
das igrejas evangélicas
Pentecostais já somam dezenas
de milhões de seguidores



Fonte : Revista Veja On Line
Bispo Roberto Torrecilhas
via Gritos de Alerta

Evento gospel quer alcançar 18 mil jovens


Evento gospel quer alcançar 18 mil jovens
Jesus Culture Awakening será realizado na próxima quarta-feira nos EUA

A juventude americana está ansiosa para a realização do “Jesus Culture Awakening”. A contagem regressiva para o evento está no site oficial e nos perfis de usuários do Facebook.

No dia 03 de agosto, a Arena Allstate em Chicago (EUA) vai sediar o evento que pretende mobilizar uma nova geração para Cristo e orar para que Deus milhares de corações.

Os organizadores acreditam que Deus usará o evento para cumprir uma grande missão. "O Senhor nos deu uma ordem. Para levantar líderes que estarão em todas as partes da sociedade, na mídia, educação, política, negócios. Mas, para encontrá-los é preciso andar com eles para os próximos 30 anos", afirma o casal Banning e sua esposa Liebscher.

O evento Jesus Awakening Culture tem um grande desafio. “Até o final de 05 de agosto, esperamos ter despertado, pelo menos, 18 mil jovens. Essa será a maior colheita espiritual na história humana".

No site Jesus Awakening Cultura é possível encontrar a seguinte afirmação: "jovens e adultos, de todos os lugares serão marcados por Deus como promotores do reavivamento. E ainda veremos cidades inteiras conhecendo o Senhor".

"Queremos que as pessoas sintam a presença de Deus através da adoração", explica o líder de louvor Chris Quilala. "Mas, também queremos que eles vejam os sinais e maravilhas vindos de Deus e que possam levar essa palavra de esperança para suas cidades".

A banda australiana Hillsong United também estará presente no evento adorando a Cristo junto com os jovens.

Para mais informações e para acompanhar a transmissão do evento ao vivo acesse o site www.awakening2011.com.

Fonte: Charisma News / CPAD News

Pensando nas eleições municipais, PT quer aproximar ministro dos Lideres das Igrejas da capital paulista

                  
A intenção é acabar com o boicote ao partido promovido pela Igreja Católica nas eleições de 2010
Pensando nas eleições municipais, PT quer aproximar ministro dos Pastores e Padres da capital paulista
O Partido dos Trabalhadores já está pensando na estratégia para levantar mais votos para o futuro candidato à prefeitura da cidade de São Paulo, o ministro Fernando Haddad (Educação). Uma das formas encontrada foi se aproximar de  líderes evangelicos e católicos para eliminar vestígios do boicote pregado por parte da cúpula da Igreja aos petistas na campanha de 2010.
Por esse motivo, Haddad já está se aproximando bem de diversos , com uma conotação totalmente politica .
Um filiado ao PT garante que quando o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva resolver mostrar que defende a candidatura de Haddad, a resistência interna do partido quanto ao nome do ministro irá acabar. “Quando ele mergulhar de cabeça, ninguém segura”, afirma um grão-petista.


Fonte. Gritos de Alerta
Com informações Folha de São Paulo

TRAIDORA DOS EVANGELICOS - Marta Suplicy revela: PLC 122 deve entrar em votação em breve

 





O projeto substitutivo ao PLC 122/06, que criminaliza a homofobia no Brasil, deverá voltar à pauta de votação do Senado no mês de agosto. A informação foi dada pela senadora Marta Suplicy (PT-SP), relatora do projeto na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).
Segundo Marta, o relatório está sendo elaborado em conjunto com diversos setores, como lideranças religiosas e Associação de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (ALGBT).
Marta Suplicy garantiu que no texto será incluída a proibição da incitação à violência contra os LGBTs nos moldes da Lei no 7.716/89 que define e pune os crimes de preconceito de raça ou de cor
“Os entendimentos estão avançando a passos rápidos. É impossível não criar algo que cerceie a violência. Por exemplo, na internet, uma pessoa pode usar um blog para incitar hostilidades contra homossexuais e nós não podemos fazer nada. Enquanto, se ela fizer o mesmo em relação ao racismo, ela será criminalizada. Então, porque se pode proteger tantos grupos e não proteger os LGBTs?”, reclamou a senadora.
O PLC 122/06 está há cinco anos tramitando no Congresso Nacional e, há quatro anos está em discussão no Senado, onde pressões de setores ligados às igrejas têm dificultado sua aprovação.
No início do mês, a senadora Marta Suplicy teve de retirar o projeto de combate à homofobia da pauta de votação da CDH na tentativa de fechar um acordo com os senadores ligados às igrejas evangélicas.



Fonte: Vermelho
Com acréscimos Bp. Roberto Torrecilhas - GDA

TRAIÇÃO DE JUDAS - PLC 122 passa a se chamar “Lei Alexandre Ivo” e ganha defesa aberta do senador evangélico Magno Malta

PLC 122 passa a se chamar “Lei Alexandre Ivo” e ganha defesa aberta do senador evangélico Magno Malta
A Lei Alexandre Ivo, o substitutivo do PLC 122 que está sendo preparado no Senado e Câmara, foi defendido por um dos maiores opositores do antigo PLC 122, o senador Magno Malta, líder da Frente em Defesa da Família do Congresso.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
Magno, senador pelo Espírito Santo e evangélico, disse: “Estão confundindo a opinião pública. Homofobia é violência física, assassinato, crueldade, barbaridades, já o texto apresentado pela senadora Marta Suplicy, também com novo nome, agora, batizado de Lei Alexandre Ivo, é uma tentativa de enfrentar a intolerância, o preconceito e a discriminação no mais amplo sentido e não apenas em favor dos homossexuais, mas também na questão racial, estética, social, religiosa e contra o machismo que humilha as mulheres”.
Para Magno Malta não se deve priorizar uma ou outra minoria de foirma isolado, mas fazer leis que abracem o maior número de possíveis vítimas da intolerância. “Devemos ter ações para enfrentar os preconceitos étnico-racial, o social – de rico contra pobre – estético – principalmente as crianças obesas que sofrem bullying, em relação à sexualidade, a intolerância a religiosidade, a discriminação contra o idosos, o excepcional e a cruel violência contra a mulher”, disse.


Fonte: Mix Brasil

Sucesso eleitoral da Assembleia de Deus é maior que o do PT


Sucesso eleitoral da Assembleia de Deus é maior que o do PT
De 30 candidatos indicados, 22 foram eleitos - um percentual de 73,3% de sucesso

A Assembleia de Deus, maior denominação evangélica pentecostal do Brasil, comemora seu centenário em 2011, e sua bancada, que lidera a Frente Parlamentar Evangélica na Câmara, representa 22,5 milhões de brasileiros.

Antes das eleições de 2010, o deputado federal Ronaldo Fonseca (PR-DF) reuniu-se com José Wellington Bezerra, presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus, para escolher pastores e lideranças da igreja com bom potencial eleitoral. Fecharam a lista em 30 nomes. Conseguiram eleger 22 deles, um percentual assombroso de 73,3% de sucesso.

Não há partido político no Brasil com tamanho êxito: o PT, por exemplo, dono da maior bancada da Câmara, lançou 334 candidatos a deputado federal e elegeu 88 deles (26,3%). Dos 73 deputados que compõe a bancada evangélica, os assembleianos são um terço. Seu presidente, o deputado federal João Campos, é membro da igreja.

Com seu eleitorado fiel, os parlamentares ligados à Assembleia de Deus podem se dar ao direito de contrariar a orientação partidária para defender o seu grupo. Segundo Fonseca, presidente subdivisão ligada à igreja na Câmara, "temos um acordo com nossos partidos: se o que está em pauta na Casa atentar para alguma questão moral, temos independência. Foi assim que derrubamos o kit gay".

O deputado se refere à suspensão da produção e distribuição do kit anti-homofobia, produzido pelo Ministério da Educação para distribuição nas escolas. À época, os parlamentares chegaram a ameaçar adesão à CPI, movida pela oposição, contra o ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci, acusado de súbito enriquecimento.

Quase toda a bancada evangélica, 63 parlamentares, faz parte de partidos da base do governo da presidente Dilma Rousseff (PT). "Os partidos sabem que não tem como segurar esses deputados. Falou em aborto, descriminalização da maconha ou casamento gay, os evangélicos votam contra. O PSC é base do governo Dilma, mas nem adianta pedir apoio nessas questões", afirmou o vice-presidente do PSC, pastor Everaldo Pereira.

Para o segundo semestre, os evangélicos devem, novamente na esteira de atuação dos adeptos da Assembleia de Deus, encampar duas pautas. Uma é a elaboração de versão "alternativa" ao projeto de Lei 122, sob relatoria da senadora Marta Suplicy (PT -SP), que criminaliza a homofobia.

"Queremos que o empregador possa estabelecer critérios para não contratar alguém. Inclusive por diferenças de religião ou opção sexual", disse Fonseca. "Se você não quiser me contratar por eu ser pastor, tudo bem. Mas também quero ter o direito de, caso eu tenha uma empresa, não contratar gay."

A outra é promover um plebiscito nacional que substitua a aprovação do STF (Supremo Tribunal Federal), que julgou constitucional a união civil entre pessoas do mesmo sexo. A reivindicação dos deputados evangélicos ganhou fôlego e substância após a divulgação, na semana passada, de pesquisa do instituto Ibope Inteligência, que revelou que 55% dos brasileiros são contra a união estável para casais homossexuais. O percentual de contrários sobe para 77% entre evangélicos.

Por ora, os assembleianos se dizem satisfeitos com a presidente Dilma: "Ela não nos 'peitou' quando fomos pra cima, no caso do kit gay. Então está bom", disse Fonseca. "Agora, precisa nos receber. Passaram-se seis meses e a gente só conversa com o Gilberto Carvalho [ministro da Secretaria-Geral da Presidência]", destacou o pastor Everaldo.

Rondônia é o Estado que abriga mais parlamentares ligados à Assembleia de Deus, em termos absolutos e proporcionais: três de seus oito deputados federais pertencem à igreja. O PSC, com oito deputados, é o partido preferencial. Na sequência, aparece o PR, com quatro deputados --a sigla tem em suas fileiras muitos evangélicos, cuja maioria é de presbiterianos, como o deputado federal Anthony Garotinho (RJ).

Essencialmente, os parlamentares da Assembleia de Deus recorrem a três estratégias na hora de arrecadar fundos para a campanha eleitoral: doações em quantias menores, vindas de simpatizantes; empenho de recursos próprios; ou doações dos próprios partidos e recursos vindos de empresas.

Um dirigente partidário, sob a condição do anonimato, explicou: "Tem muito preconceito contra o evangélico. Então, as empresas ajudam, mas preferem não serem vinculadas diretamente ao candidato. Doam para o partido e a gente repassa".

Destaca-se entre os recebedores de pequenas quantias o deputado federal Paulo Freire (PR-SP), filho do pastor José Wellington: das 350 doações que recebeu na campanha de 2010, 304 eram em valores de até R$ 400, segundo sua prestação de contas ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Zé Vieira (PR-MA) foi quem mais empenhou dinheiro do próprio bolso, nada menos que R$ 310 mil dos R$ 333 mil de sua receita. O campeão em recebimento de repasses partidários foi o deputado federal Filipe Pereira (PSC-RJ).

Dos R$ 3,2 milhões que recebeu, R$ 9.000 foram doados pelo presidente regional do PMDB no Rio, Jorge Picciani. O resto veio do PSC. Foi também o maior arrecadador do grupo, cuja média de receita nas eleições foi de R$ 575,2 mil.


Fonte: Folha .com / Redação CPAD News

Evangélicos são os brasileiros mais resistentes à união homossexual, aponta Ibope


Evangélicos são os brasileiros mais resistentes à união homossexual, aponta Ibope
Cerca de 77% dos evangélicos são contra

Brasileiros que se declaram protestantes ou evangélicos são o setor mais resistente na sociedade à união de casais do mesmo sexo, aponta pesquisa inédita divulgada nesta quinta-feira (28) pelo Ibope Inteligência. O segmento apresentou o maior percentual de pessoas contrárias à união -77% contra 23% de favoráveis -, que, em junho, foi aprovada pelos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal).

A pesquisa nacional, realizada entre os dias 14 e 18 de julho, apontou que 55% dos brasileiros são contrários ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, e 45% são favoráveis. Na segmentação por religiões, além dos protestantes, católicos e ateus ou sem religião se mostram bastante divididos em relação ao tema: 50% de católicos se disseram a favor da união, e 50% contra, enquanto, entre os ateus, esses índices ficaram em, respectivamente, 51% e 49%. Entre os entrevistados que se definiram adeptos de “outras religiões”, o índice de favoráveis à união homossexual foi maior: 60%, diante dos 40% de quem é contra.
Adoção por casais do mesmo sexo

A respeito da aprovação da adoção de crianças por casais do mesmo sexo, os resultados seguem tendência semelhante à da opinião sobre a união: 55% dos brasileiros se declaram contrários. O indicador é mais alto entre os homens, com 62% de contrários, e também entre pessoas maiores de 50 anos (70% contrárias) e entre brasileiros com escolaridade até a quarta série --67% se declararam contrários.

Já por regiões, segundo o Ibope, a contrariedade é maior no Nordeste (60%), no Norte/Centro-Oeste (57%), no Sul (55%) e no Sudeste (52%).
Amigos gays

A pesquisa também revela que a rejeição da população é sensivelmente menor em relação à possibilidade de um(a) amigo(a) se revelar homossexual. Para 73% dos brasileiros, por exemplo, essa hipótese não os afastaria de suas amizades. Outros 24% disseram que afastariam muito ou pouco e 2% não souberam responder.

Para a diretora executiva de marketing e novos negócios do Ibope Inteligência, Laure Castelnau, os dados apresentados na pesquisa são reveladores. “Os dados mostram que, de uma maneira geral, o brasileiro não tem restrições em lidar com homossexuais no seu dia a dia, tais como profissionais ou amigos que se assumam homossexuais, mas ainda se mostra resistente a medidas que possam denotar algum tipo de apoio da sociedade a essa questão, como o caso da institucionalização da união estável ou o direto à adoção de crianças”, definiu.

Ao todo, 2.002 brasileiros foram entrevistados pelo instituto em 142 municípios.
Fonte: Uol

Militantes muçulmanos sequestram pastor no Iraque


Militantes muçulmanos sequestram pastor no Iraque
Ministério Voz dos Mártires pede oração pela liberação de Jamal e regresso a sua casa de forma segura

Um líder da igreja doméstica foi raptado por muçulmanos em Duhok, no Iraque, de acordo com um relatório da Voz dos Mártires, no Canadá. Uma jovem iraquiana disse recentemente que muçulmanos invadiram sua casa e levaram seu pai, Jamal.

Pastor Jamal têm raízes judaicas e falar o árabe e o curdo. Fontes do Ministério suspeitam que Jamal foi alvo de militantes por trabalhar com evangelismo de muçulmanos. Várias semanas atrás, a casa de um dos recém-convertidos, evangelizado por Jamal, foi pulverizada com fogo de metralhadora, e muitos temem que os militantes, possivelmente membros da Al-Qaeda, tenham o matado imediatamente.

"Em todo o Iraque, cristãos em ambientes de violência continuam a enfrentar a agonizante escolha de fugir de suas casas ou permanecer em um clima de medo e pressão. A maioria dos cristãos deixa o país ou tem sido forçada a sair de suas cidades de origem devido a contínuos ataques, e estima-se que menos da metade de um milhão de cristãos permanecem", diz um membro da Voz dos Mártires. Apesar das ameaças contra eles, centenas de cristãos iraquianos em Kirkuk comemoraram recentemente a abertura de uma nova igreja, a primeiro a ser construído em oito anos.

O Ministério está pedindo oração pela liberação de Jamal e o seu regresso a sua casa de forma segura, e que ele descanse no conhecimento de que o bom pastor está com ele através de seus sofrimentos, de acordo com o Salmo 23. Voz dos Mártires também pede oração para que Jamal e sua família permaneçam fiéis ao Senhor neste tempo de julgamento e que sua igreja doméstica continue a reforçar e a crescer, apesar da perseguição em curso.

Fonte: Charisma News

FINAL DOS TEMPOS - Pastor e mulher são presos suspeitos de estuprar menina para tirar 'maldição do sexo', em Edeia

Pastor e mulher são presos suspeitos de estuprar menina para tirar 'maldição do sexo', em Edeia Segundo relato da vítima à políc...