sexta-feira, 29 de julho de 2011

Ministérios divulgam campanha do Anel da Pureza no Brasil

O objetivo é conscientizar os jovens e adolescentes da importância da pureza sexual
Ministérios divulgam campanha do Anel da Pureza no Brasil
Para alertar os jovens sobre a importância de manter uma vida sexual pura alguns ministérios no Brasil estão tentando implantar a campanha do Anel de Prata, conhecido também como Anel da Pureza, um projeto bastante conhecido nos Estados Unidos que visa estimular o jovem a permanecer virgem até o casamento.
A Igreja Presbiteriana Missional do Buritis, em Belo Horizonte, é um desses ministérios que trabalham com o anel, eles caracterizam essa campanha como contra-cultura, uma vez que a sociedade e a própria mídia incentiva o jovem a iniciar sua vida sexual cada vez mais cedo.
“Este tema tem que ser tratado como qualquer outro, sem restrições ao conhecimento do assunto. É um assunto pertinente a qualquer cristão e deve-se jogar aberto mostrando o que a bíblia realmente fala sobre sexualidade, a realidade da sociedade atual e levar ao entendimento de que pureza sexual faz parte do relacionamento com Deus de todos os cristãos casados ou solteiros,” disse o pastor Rafael Brandão, um dos responsáveis pela campanha.
O pastor explica que é importante falar sobre o tema nas igrejas para que os jovens aprendam sobre a obediência a Deus e também para evitar a contaminação por doenças sexualmente transmissíveis (DST’s) e a gravidez indesejada.

Ídolos teens ajudaram a divulgar a campanha americana

Há alguns anos anel da pureza ganhou destaque na mídia secular por ser usado por grandes ídolos teens como os irmãos do banda Jonas Brother e pela cantora Selena Gomez que deixou de usar o símbolo do seu compromisso em permanecer virgem até o casamento depois que passou a namorar com o cantora Justin Biber.
No anel comercializado pelo ministério Anel de Prata há a inscrição do livro de I Tessalonicense 4:3-4 que diz: “”Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição; Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra”.
No Brasil ainda não temos “personalidades” cristãs que falem da campanha ou que incentive os jovens a manterem a santidade e o compromisso diante de Deus. “O marketing faz toda diferença para a divulgação de qualquer idéia”, lembra o pastor Brandão.

A realidade brasileira

A grande dificuldade de realizar campanhas com esse objetivo no Brasil não é só a falta de divulgação por parte de cantores evangélicos, o tema também é polêmico entre os pastores, principalmente nas grandes igrejas. “Sexualidade é um assunto polêmico, mas como qualquer outro, tem de ser discutido e trabalhado entre todos, principalmente os cristãos. É inaceitável as atitudes longe dos princípios de Deus estarem se dissipando entre os jovens cristãos e a igreja ficar parada diante disto por simplesmente não querer por a mão na massa.” Relata o pastor.
Quem tem o mesmo posicionamento sobre a campanha do anel é o pastor Nelson Junior da Mobilizando o Brasil, que divulga a campanha “Eu Escolhi Esperar”, que não prega só o sexo depois do casamento mas também sobre a vida sentimental dos jovens. No momento eles não estão trabalhando com o anel, pois eles acreditam que virou uma moda com a intenção de apenas exibir o objeto e não de ter um compromisso real com Deus.
“Trabalhamos [com o anel da pureza] mas nesse momento não temos focado nosso trabalho nisso. Porque virou uma moda entre os adolescentes e valorizava-se mais o objeto que a decisão. E esse não é propósito que o movimento Anel de Pureza foi criado.”

56% dos evangélicos mantêm relações sexuais antes do casamento

É fácil entender o tamanho da necessidade de se abordar esse tema com os jovens e adolescentes das igrejas do Brasil, uma pesquisa realizada pelo BEPEC (Bureau de Pesquisa e Estatística Cristã) intitulada de “O Crente e o Sexo” revelou que 56% dos evangélicos entrevistados fizeram sexo antes do casamento.
O número dos que não esperam o casamento para iniciar sua vida sexual é maior entre os evangélicos que frequentam igrejas neopentecostais. Entre esses 76,99 afirmaram manter relações com os seus cônjuges antes do casamento.
Em seguida vem os que pertencem a igrejas não classificadas pela pesquisas (nem pentecostais, nem neopentecostais ou tradicionais) que foram chamados de Outros, eles somam 57,78%.
Os pentecostais estão em terceiro lugar com 56,14% fiéis que assumiram que fizeram sexo antes do casamento. Em último lugar mas em um número não menos baixo estão os tradicionais, com 53,96%.
A pesquisa revela que além de ser pouco pregada nas igrejas, a pureza sexual não é levada a sério pelos membros, é esse o desafio desses ministérios conscientizar os cristãos da importância de obedecer o que a Bíblia diz a esse respeito. “O compromisso em qualquer área da vida cristã vem com um relacionamento de intimidade com Deus. Não existe pureza, santidade, fé se não buscar em Deus”, encerra o pastor Brandão.
Mais informações em www.aneldeprata.com e www.euescolhiesperar.com

Via Gritos de Alerta.
Gospel Prime.

Cantor e Compositor Cleber Bernardo em seu primeiro CD solo chamado "Gratidão"

 

Cleber Bernardo -

Histórico do Cantor Cleber Bernardo

O cantor, compositor e arranjador Cleber Bernardo, grande revelação da nova geração de compositores e levitas carioca, vem construindo seu sonho profissionalmente desde o fim de 2000, passo a passo, tendo hoje uma carreira em ascensão com vários degraus já conquistados. Destacando-se a visibilidade alcançada na capital, principalmente na Zona Oeste, em Campo Grande onde tem sido muito solicitado pelas Igrejas e nos Eventos gospel e no interior do Estado do Rio de Janeiro após o lançamento do seu Disco “Novos Rumos”, do qual era integrante e cantor solo do Grupo Álamo, em 2002. Cleber Bernardo conquistou algo raro para um artista cristão que se apresenta num primeiro CD solo, intitulado “CD Gratidão”, tanto o público quanto a mídia especializada receberam o trabalho com carinho e respeito entusiasmados pela sua alegre e carismática interpretação junto ao Povo de Deus.


No dia 1º de Maio de 2008, Cleber Bernardo se apresentou em grande show no Instituto Ana Gonzaga, considerado o point gospel da música popular cristã e o mais importante da Zona Oeste do Rio. Foi um sucesso palpável, de mídia, público e qualidade, do qual foram colhidas respostas contundentes e muito gratificantes da parte do povo de Deus e do Senhor.
“Foi uma oportunidade única ao qual me senti gratificado por poder estar num dos maiores eventos gospel do Rio de Janeiro. Tendo participado mais de três vezes nesse que é considerado o evento cristão mais badalado do Rio de Janeiro”. Fala Cleber Bernardo.
O Espetáculo contou com uma equipe composta por verdadeiros ícones do cenário cultural e musical gospel carioca, equipe esta que segue hoje com Cleber Bernardo. Fazem parte deste time: o grande tecladista Herinho, o baterista Fabiano Costa, o já considerado pela mídia o melhor Guitarrista do Rio de Janeiro, Jefferson Melo e Gustavo, uma dupla e tanto, e no Baixo o talento indiscutível de David Marvin e como Diretor Musical, o respeitado profissional e solista do CD Gratidão, Cleber Bernardo, na direção artística e orientação de carreira a renomada Cheila Montes na preparação vocal e criação de conceitos de interpretação.
Em 2009, o artista ampliou suas fronteiras, vencendo as montanhas dos obstáculos que essa vida nos proporciona de vez enquanto e conquistando espaço no disputado mercado do Rio de Janeiro. Hoje, tem a carreira gerenciada pela Cheila Montes que é a Produtora Executiva, produtora carioca, responsável pelo artista Cleber Bernardo, entre outros.
Segundo Graciano Caseiro, Divulgador, Escritor e Radialista a capacidade de síntese faz de Cleber Bernardo um cronista musical do cotidiano muito ágil. “A sua sensibilidade e facilidade de comunicação com a voz o torna capaz de apreender instantaneamente a realidade, criando seus próprios meios de permanecer simples e como sempre humilde e consciente, de uma grande verdade: sem a presença de Deus nada vale a pena” destaca.


Marcelo Pires, Designer e Fotografo que trabalha com o artista desde 2009, comenta: “Cleber é poeta de consistência, base e boa formação, que se mostra em letras bem feitas e bem estruturadas, por isso que idealizei junto ao artista essa capa do seu mais novo CD Gratidão que casam muito bem com as músicas que compõe. Bem diferente de muitos que vemos hoje no mercado cristão”.
A música “Onde está” de autoria do Cleber Bernardo, fala um pouco sobre uma busca incansável das pessoas que procuram a verdade. Já a que dá título ao CD solo “Gratidão”, ela conta um pouco sobre a forma de agradecer pelo bem que fez em sua vida e que sem amor é impossível ter uma gratidão ao Deus maravilhoso que faz a corrente quebrar e nos liberta do cativeiro em que vivíamos.
Certo da importância de firmar parcerias mais amplas, com seriedade e empenho cotidiano, Cleber Bernardo comenta: “No início havia apenas eu e a minha confiança. Hoje tenho a minha amada esposa, Cheila Montes, que é minha produtora, meus amigos, uns fãs, com um carinho imenso e tangível, a resposta concreta e positiva da mídia especializada, importante vitória, uma equipe de pessoas competentes e respeitadas que abraçaram o trabalho com muita sinceridade e esperança, acreditando com afinco nas canções e nas poesias, e ainda, a confiança de todos eles. Espero seguir neste caminho com profissionalismo, planejamento e dedicação, e o melhor de tudo com a certeza de que Deus está no controle de tudo.”


Contatos: cleberbernardo2009@hotmail.com

Casal processa Igreja Universal por cobrar cura que não aconteceu


Eles se sentem enganados por entregarem carro e dinheiro para a igreja na promessa de ter o filho curado
Casal processa Igreja Universal por cobrar cura que não aconteceu
A Igreja Universal do Reino de Deus da cidade de Nova Ponte, localizada no Triangulo Mineiro, será processada por uma família que foi supostamente enganada em relação a cura de seu filho que tem vários problemas de saúde.
Os pais alegam que o pastor da IURD disse que eles precisavam participar da Fogueira Santa para que seu filho fosse curado, mas para poder participar eles precisavam doar bens materiais e dinheiro. “Teríamos de doar nossos bens mais valiosos como carro, jóias. Demos R$800 em dinheiro”, conta Wederson Reis da Silva, o pai da criança.
O casal tem um filho de cinco anos que nasceu prematuro e aos dois meses teve hidrocefalia, uma doença no cérebro. Depois ele contraiu meningite cinco vezes e acabou com paralisia cerebral.
Apesar da oferta e da fé do casal, a cura da criança não aconteceu e agora a família está sem carro e sem dinheiro. Paola Amália Souza, diz que não tem como levar o filho ao médico porque não tinha carro e também não tinha dinheiro para pagar o aluguel. “Me sinto enganada”, desabafa.
O processo foi movido em 2009, mas a primeira audiência aconteceu no fórum de Nova Ponte na quinta-feira, 28, entre a família e representantes da IURD. O pastor que supostamente enganou esses pais, foi transferido de cidade.
O advogado da família, João Paulo Nunes, disse que vai pedir indenização por danos morais e a devolução dos bens doados à igreja.
A igreja Universal mandou uma representante e um advogado de Belo Horizonte, mas nenhum deles quis gravar entrevista. A audiência durou quase duas horas. Testemunhas dois lados foram ouvidas.



Fonte: Gospel Prime /
Via Gritos de alerta
Com informações Mega Minas

Apple não resiste a protestos de ativistas gays e retira apoio de site cristão

O grupo afetado diz que vai espalhar a mensagem de que a empresa de Steve Jobs não quer fazer negócios com os cristãos
Apple não resiste a protestos de ativistas gays e retira apoio de site cristão
A Apple decidiu retirar seu serviço de iTunes do site de caridade da Christian Give Back Group (CGBG), um ministério antes conhecido como “Rede de Valores Cristãos” depois que ativistas gays protestaram contra o financiamento da empresa com ministérios “anti-gays” e “anti-mulheres”.
Os protestos contra o ministério cristão foi liderado por Crowther, um estudante da Western Washington University que lançou uma petição no início de julho no Charge.org, alegando que ele estava preocupado com o apoio da Apple e de outras empresas ao ministério CGBG. Após essa manifestação, a Apple retirou seus serviços do site.
“Desde o início, eu sabia que uma vez que este assunto fosse trazido à atenção da Apple, eles não gostariam de ser uma parte da CVN.og (endereço do site que tinha o apoio da Apple)”, Crowther, disse em uma declaração sobre o Change.org com suas palavras ele conseguiu 35.000 assinaturas.
O grupo cristão se sentiu ofendido e disse que a atitude da empresa de Steve Jobs envia a mensagem de que eles não querem fazer “negócios com o povo cristão”, principalmente se eles começarem a atender a todas as petições dos ativistas gays. Essa declaração foi dada por meio de Kevin McCullough, assessor do ministério.
O que a fabricante do iPad não lembrou, é que a CBGB conecta consumidores com milhares de varejistas e permite ao consumidor doar uma porcentagem de suas compras para uma instituição de caridade de sua escolha, baseadas na fé ou não.
McCullough apontou para o The Christian Post que os consumidores que fazem compras através da CVN.org, não CBGB, são quem decidem qual entidade recebe doações.
“Apenas damos vales qualificados de compras para legitimar as organizações federais licenciadas”, disse ele.
A petição de Crowther levou não só a Apple a cortar os laços com a CBGB, mas várias outras empresas, incluindo Macy e Microsoft, que têm feito o mesmo.
“Se a Apple está pronta retirar alguma coisa, porque eles têm 22 mil assinaturas… não haverá uma Igreja, a pessoa baseada na fé, católica, protestante, evangélicos, carismáticos, não haverá ninguém no país que não saiba”, disse McCullough.
O assessor diz também que não está pedindo para que a Apple fique do lado dos cristãos, mas que se mantenha neutra na discussão. “Não estamos pedindo a Apple para abraçar a nossa posição ou a posição do outro lado. Só queremos que eles fiquem neutros “quando se trata de questões culturais”.


Fonte: Gospel Prime /Gritos de Alerta
Com informações Christian Post

Sino encontrado em Jerusalém pode ter pertencido a sacerdote do segundo Templo


Um pequeno sino dourado encontrado depois de 2.000 anos num antigo esgoto abaixo da Cidade Antiga de Jerusalém foi apresentado domingo (24) por arqueólogos israelenses, que o classificaram como um achado raro.
A esfera de meia polegada (um centímetro) de diâmetro tem uma pequena alça que parece ter sido usada ​​para costurá-la como um ornamento para a roupa de um residente rico da cidade há dois milênios, disseram os arqueólogos.
Quando Eli Shukron da Autoridade de Antiguidades de Israel agitou o sino, o som metálico fraco era algo entre um tilintar e um chocalho. [clique aqui para escutar]
O Antigo Proprietário do sino provavelmente “andou na rua, e de alguma forma o sino de ouro caiu de sua roupa para o canal de drenagem“, disse Shukron.
A relíquia foi encontrada na semana passada. Shukron disse que este sino foi o único encontrado em Jerusalém da época do Segundo Período do Templo, sendo por isso um achado “muito raro”. O Segundo Templo durou de cerca de 515 aC até 70 dC.
O livro bíblico do Êxodo menciona pequenos sinos dourados costurados na orla das vestes dos sacerdotes do Templo, junto com romãs decorativas. Os artesãos encarregados de fazer as roupas sacerdotais e implementos, de acordo com a Bíblia, “faziam os sinos de ouro puro e prendiam os sinos ao redor de toda orla do manto, entre as imagens das romãs.” (Êxodo 28:33-34 e 39:24-26)
Não se sabe se este sino foi anexado a uma peça de roupa sacerdotal. Nele há apenas a gravação de um padrão de canais circulares, começando no topo.
Sino encontrado nos esgotos da Cidade Antiga de Jerusalem (FONTE: Israel Antiquities Authority)
O sino foi encontrado no interior das muralhas da Cidade Velha, a poucos passos do local dos Templos judeus – o complexo sagrado conhecido pelos judeus como Monte do Templo e pelos muçulmanos como o Nobre Santuário. O local é o lar da Mesquita Al-Aqsa e o santuário islâmico conhecido como o Domo da Rocha.
A escavação do esgoto é parte das Escavações da Cidade de David na parte mais antiga de Jerusalém, que fica do lado de fora dos muros da cidade atual e debaixo do bairro palestino de Silwan. No passado, os Palestinos opuseram-se a escavações israelenses nessa área.
O esgoto, que se imagina ter sido usado pelos rebeldes judeus para fugir dos legionários romanos que arrasaram Jerusalém e seu Templo em 70 dC, será preparado para ser aberto ao público no final deste verão.


Ouça o som do sino:



Fonte: Gritos de Alerta
Com informações Davar Elohim

BLOG GRITOS DE ALERTA - PRESENTE EM 114 NAÇÕES - LEVANDO A PALAVRA DE DEUS AOS POVOS E NAÇÕES - GLÓRIAS A DEUS - ANUNCIANDO QUE SÓMENTE JESUS CRISTO SALVA.

AGORA AO VIVO EM http://gritosdealerta.com a locução amiga do Bispo Roberto Torrecilhas , até as 24 horas .

AGORA AO VIVO EM http://gritosdealerta.com  a locução amiga do Bispo Roberto Torrecilhas , até as 24  horas .
participe. sala de bate papo aberta

Jean Wyllys compara cristãos do Brasil com atirador da Noruega que matou dezenas de jovens

Jean Wyllys compara cristãos do Brasil com atirador da Noruega que matou dezenas de jovensO deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), que notoriamente já tem se mostrado real inimigos dos “cristãos fundamentalistas”, como sempre ressalta ele, postou um texto em sua coluna para Carta Capital, trançando um paralelo entre a atual situação do Brasil de embrolhos políticos com o massacre praticado na Noruega.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelJean Wyllys, destaca em seu texto o fato do terrorista ‘Anders Behring Breivik’ se declarar cristão e afirma que este não é apenas um problema norueguês. “Em todo o Ocidente, a direita religiosa tem ganhado força e se expressado da maneira mais assustadora possível, ao menos para pessoas pautadas por princípios humanistas e minimamente a par das conquistas da ciência no último século”, diz ele.
Na visão de Jean Wyllys, quanto maior a ligação do Estado com a religião, mais este terá problemas em sua gestão.
Segundo ele, a Noruega está entre as sociedades menos religiosas do mundo e em contrapartida, indicadores da ONU a apontam como uma das mais saudáveis (em expectativa de vida, renda per capta, igualdade entre sexos, etc). O Deputado completa sua análise ressaltando que se nesta sociedade de bem estar-social, o cristianismo fundamentalista levou a Andres Behring Breivik praticar o massacre em Oslo, imagina o que poderá acontecer no Brasil, que segundo ele hoje as crenças dos cristãos conservadores tem exercido grande influência sobre o discurso público.
Algo disso já podem ser observados por aqui, como no recente massacre perpetrado por um cristão fanático na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, subúrbio do Rio de Janeiro, no qual a velha mídia optou por não dar ênfase ao seu fanatismo cristão. Também está presente nas campanhas difamatórias orquestradas e tocadas por cristãos fundamentalistas nas redes sociais contra aqueles que defendem os direitos dos homossexuais e dos adeptos da umbanda e do candomblé, a legalização do aborto e a laicidade do Estado brasileiro. (Deputado Jean Wyllys – Carta Capital)
Em sua coluna compartilha que além das campanhas que segundo ele buscam o difamar, também recebe ameaças de morte de pessoas que se identificam como “transformadas por Cristo” justificando sua intolerância com versículos bíblicos.
O texto publicado nesta quinta-feira (27/07/2011) é mais uma exposição da revolta que o deputado tem contra o cristianismo. Ao final faz um apelo a cristãos para unirem-se as religiões minoritárias e aos ateus para agirem contra os atos e convicções da então nomeada direita cristã fundamentalista.



Fonte: Gospel+

VOCÊ TEM ALIMENTOS EM CASA ? ELES NÃO . PENSE NISSO !!!!!!

Médico examina criança de sete meses de idade, que pesa apenas 3,4 kg, em hospital de Dadaab, no Quênia  Foto: AP
 
Criança com desnutrição sofre no colo de sua mãe durante tratamento em hospital Banadir, em Mogadíscio. Cerca de 40 mil pessoas afetadas pela seca e fome que assolam o chifre da África chegaram à capital da Somália e arredores em busca de água e comida desde o início de julho  Foto: AFP
 
Abdi Ibrahim sofre de desnutrição, em Lagbogal. A pior seca no Chifre da África provocou uma grave crise alimentar. Faz dois anos que nível de chuvas está abaixo do necessário  Foto: AP
 
1 Coríntios 13
Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine.
Ainda que eu tenha o dom de profecia e saiba todos os mistérios e todo o conhecimento, e tenha uma fé capaz de mover montanhas, mas não tiver amor, nada serei.
Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me valerá.
O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha.
Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor.
O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade.
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor nunca perece; mas as profecias desaparecerão, as línguas cessarão, o conhecimento passará.
Pois em parte conhecemos e em parte profetizamos;
quando, porém, vier o que é perfeito, o que é imperfeito desaparecerá.
Quando eu era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como menino. Quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de menino.
Agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho; mas, então, veremos face a face. Agora conheço em parte; então, conhecerei plenamente, da mesma forma como sou plenamente conhecido.
Assim, permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor.


Fundo de Ajuda a Africa .
Participe.
Bispo Roberto Torrecilhas.
 

Pastor evangélico iraniano pode ser condenado à morte caso não renuncie à sua religião

A Suprema Corte do Irã afirmou que um pastor evangélico acusado de apostasia pode ser executado caso não desista de sua fé, de acordo com a cópia do veredito obtido por um grupo de ativistas do direito de religiosos.

A ONG Christian Solidarity World conta que Yousef Nadarkhani, pastor nascido no Irã, foi preso em 2009 e condenado à morte no fim do ano passado.

Ele pode ter a sentença suspensa caso renuncie à sua religião
Pessoas próximas a Nadarkhani dizem que é pouco provável que ele faça o que é pedido pela Justiça iraniana.

Caso Nadarkhani não renuncie à fé cristã é incerto o que poderá ocorrer com ele.

Cristãos e grupos pró-direitos humanos dizem que apostasia não é um crime previsto no Código Penal iraniano.

Nadarkhani se converteu ao cristianismo quando ainda era adolescente. Ele trabalhava como pastor evangélico e converteu diversos muçulmanos ao cristianismo.

Fonte: UOL

Diretores confirmam volta de Datena à Bandeirantes

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Dois diretores da Bandeirantes confirmaram a volta de José Luiz Datena à emissora, segundo informações da coluna de Flávio Riccodo no "UOL". O apresentador deixa a Record depois de menos de dois meses no canal.

Nas últimas semanas, Datena estava insatisfeito com a direção de jornalismo da emissora evangélica. Ele havia sido proibido de dar entrevistas, o que o deixou irritado.

Segundo Flávio Ricco, esta sexta-feira, dia 29, marcará o último programa de Datena na Record. Ele deve entregar a carta de rescisão logo que terminar de apresentar o "Cidade Alerta".

O colunista Ricardo Feltrin, da Folha Online, informa que a Record pretende exigir de Datena o pagamento de R$ 15 milhões referente à primeira rescisão dele com a emissora, em 2002. Também vai dar início a outro processo para receber indenização por esta nova rescisão.

agora em http://gritosdealerta.com a locução amiga do Bispo Roberto Torrecilhas

Felipe França Recebe Medalha de Ouro em Nado de Peito é Atleta de Cristo

felipe françaNa última quarta-feira no Mundial de Xangai, Felipe França, paulista, 24 anos, evangélico, membro da Igreja El Shaddai de São Paulo recebeu medalha de ouro dos 50 metros nado de peito.
(Foto: Reuters)
Na última quarta-feira no Mundial de Xangai, Felipe França, paulista, 24 anos, evangélico, membro da Igreja El Shaddai de São Paulo recebeu medalha de ouro dos 50 metros nado de peito.
Em 14 edições do Mundial de Esportes Aquático, desde 1973, só nessa edição o Brasil conquistou sua terceira medalha de ouro, graças a Felipe França.
Na competição, o nadador Felipe França ficou 27s01 à frente do favorito sul-africano Cameron van der Burgh que chegou em terceiro.
Essa foi a primeira medalha de ouro do atleta em mundiais, no pódio, manteve-se em pé e não derramou lágrimas, apenas ouviu o hino e sorriu.
“Não tenho muita coisa para falar, apenas agradeço a Deus por ganhar essa medalha de ouro. Treinei bastante para isso. Desde o começo do ano temos trabalhado na performance de cada centímetro na piscina para melhorar o desempenho de cada segundo, de cada centésimo, a cada dez metros, a cada cinco metros...”
Felipe França, é natural da cidade de Suzano, reside em São Paulo, membro da Igreja El Shaddai. Pastores Murilo Tartoni e Carolina Tartoni, dizem em seu site que ele tem fé em Deus, que seu herói na vida é Jesus Cristo e que seu livro favorito é a Bíblia.

Execução no Texas reacende debate sobre a pena de morte nos EUA

Segundo dados da ONG Death Penalty Focus, cada execução realizada na Califórnia desde 1978 custou, em média, US$ 300 milhões aos cofres públicos.

O governador do Texas, Rick Perry, se gabou de que nos últimos dez anos o seu Estado executou 232 criminosos condenados. Mas o ativista dos direitos humanos Rick Halperin descobriu um caso que ele espera que venha a compelir até mesmo os texanos a fazerem uma pausa para refletir

As pastas de arquivos estão empilhadas como lápides no escritório dele. Rick Halperin, 61, diretor do Programa de Direitos Humanos da Universidade Metodista do Sul, em Dallas, luta pelo fim da pena de morte há quase 30 anos. Até hoje ele não teve um sucesso sequer. Todos aqueles por cujas vidas ele lutou acabaram sendo executados, e ao que parece o próximo morreria na quarta-feira (20) – um homem do Texas condenado por assassinato e que, ao que parece, é descendente de alemães.

Isso não é nenhuma surpresa, já que Dallas é uma cidade do Texas, um Estado no qual mais pessoas são executadas do que em qualquer outro Estado norte-americano. O governador Rick Perry, que sucedeu a George W. Bush no final de 2000, gaba-se de que houve 232 execuções durante os seus dez anos de governo. No período de seis anos em que Bush foi governador, 152 presos foram executados.
Sendo assim, por que Rick Halperin está de tão bom humor? Por que um cartaz com os dizeres “Out of Order” (“Com defeito”) está pendurado em um modelo em miniatura de uma cadeira elétrica que fica perto da mesa de trabalho dele, como se Halperin estivesse experimentando uma onda súbita de otimismo? Provavelmente porque o destino fez com que ele cruzasse o caminho de um homem que tem uma história que Halperin espera ser capaz de compelir até mesmos os texanos a fazerem uma pausa para refletir: Rais Bhuiyan, 37, um muçulmano devoto natural de Bangladesh.

Em 21 de setembro de 2001, Bhuiyan estava trabalhando em um posto de gasolina em Dallas quando um homem se aproximou dele portando uma espingarda de cartucho. O desconhecido perguntou qual era o país de origem de Bhuiyan e disparou contra ele.

O atirador, Mark Stroman, um defensor da supremacia da raça branca, usuário de drogas e criminoso com várias condenações, foi tomado pela ilusão de que a sua meia-irmã morrera dez dias antes nos ataques contra o World Trade Center, em Nova York. Ele decidiu matar árabes, mas acabou assassinando um paquistanês e um bengalês. Bhuiyan, a segunda das três vítimas de Stroman, ficou gravemente ferido mas sobreviveu ao tiro que recebeu.

Ele ainda carrega 35 fragmentos de esferas de chumbo na cabeça, e ficou cego do olho direito. Mas Bhuiyan explica que a sua fé lhe ensina a perdoar. Ele deseja que a sentença de morte para o homem que tentou assassiná-lo seja substituída pela pena de prisão perpétua.

Campanha internacional
A história de Bhuiyan é o mais forte argumento com que Halperin conta para exercer pressão sobre o sistema. Sob o ponto de vista jurídico, ele baseia as suas esperanças nos dispositivos existentes para assegurar os “direitos da vítima”, e que estão descritos no código penal. Bhuiyan entrou com uma petição para que pudesse se encontrar com Stroman para uma conversa que ele espera que proporcione uma chance de reconciliação entre criminoso e vítima.

Halperin e Bhuiyan estão também dependendo de apoio internacional para a sua causa. No início de julho eles viajaram a Berlim para se reunirem com Tom Koenigs, presidente do Comitê de Direitos Humanos do Bundestag, o parlamento alemão. Eles esperam que a intervenção de políticos alemães possa ajudar o perpetrador do crime, já que o pai de Stroman seria natural do Estado alemão da Baixa Saxônia. Stroman deveria ser executado em 20 de julho.

Até mesmo um adiamento da execução já seria um sucesso para os dois ativistas. Mas é improvável que isso venha a acontecer no Texas, apesar de um juiz ter permitido, em novembro do ano passado, pela primeira vez na história, a realização de um debate sobre a constitucionalidade da pena de morte.

Outros Estados estão mais avançados nesse percurso. Illinois acabou de se tornar o 16º dentre os 50 Estados norte-americanos a abolir a pena de morte. E a legalidade da pena de morte está sendo discutida na Flórida. Tendo em vista a morosidade com que as sentenças de morte são cumpridas, é improvável que os últimos condenados que se encontram na chamada “fila da morte” da Flórida sejam executados nos próximos 200 anos. E os eleitores da Califórnia poderão em breve ter a oportunidade de votar pela abolição permanente da pena de morte.

A pena capital está em declínio nos Estados Unidos, e até mesmo no Texas, onde só houve 17 execuções em 2010. “Já é hora de a pena capital passar a ser apenas um registro sobre o passado nos livros de história do Texas”, opinou em editorial o jornal “Houston Chronicle”.

Drogas letais e tensões diplomáticas
Os executores norte-americanos da pena de morte, que atualmente recorrem quase que exclusivamente à injeção letal, estão sendo bastante pressionados para encontrar um novo fornecedor das drogas utilizadas no processo. O único fornecedor de tiopentato de sódio nos Estados Unidos decidiu suspender a produção desta droga no segundo semestre do ano passado e, em 1º de julho, a companhia farmacêutica dinamarquesa Lundbeck anunciou que imporia restrições à distribuição da sua droga Nembutal, de forma que ela não possa mais ser usada para execuções nos Estados Unidos. Problemas de fornecimento existem há algum tempo, e muitas execuções já foram postergadas como resultado disso.

As execuções que acabaram ocorrendo provocaram prolongados debates e, em algumas ocasiões, criaram tensões diplomáticas, como no caso de um mexicano que foi condenado por ter estuprado brutalmente uma adolescente de 16 anos de idade e depois matá-la. Ele foi executado no Texas no dia 7 de julho, mas ninguém lhe informou que ele poderia ter solicitado assistência do governo mexicano. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu às autoridades estaduais do Texas que reexaminassem o caso, mas elas ignoraram os pedidos dele.

No passado, o homem teria sido enterrado e o caso teria sido arquivado, mas durante semanas a mídia vem noticiando detalhadamente as circunstâncias relativas à execução e às suas consequências. O prisioneiro teria gritado “Viva México!” pouco antes de a injeção letal fazer efeito. Analistas temem que o caso possa provocar uma crise grave nas relações entre Washington e o México.
“Os norte-americanos sempre tendem a responder à violência com violência”, diz Halperin, observando que esta é uma das características da forma como os estadunidenses abordam a questão da justiça. “Mas eles estão começando lentamente a descobrir quais são os custos disso: políticos, diplomáticos e, no fim das contas, financeiros”.

Custos altos na Califórnia
Jeanne Woodford, 57, é uma pessoa que presta muita atenção a essa questão. Woodford trabalhou durante vários anos como guarda carcerária da Penitenciária de San Quentin, na Califórnia, onde ela também supervisionou execuções. Atualmente ela trabalha para a Death Penalty Focus, no centro de São Francisco, uma organização dedicada a garantir que os guardas carcerários não sejam mais obrigados a realizar tal tarefa no futuro.

Mesmo durante o período em que foi guarda carcerária, Woodford começou a ter dúvidas quanto à justiça do sistema judicial norte-americano. E agora que Woodford trabalha como ativista e tem examinado arquivos, ela tem questionado também os custos da pena capital.

Segundo os números apresentados por Woodford, houve 13 execuções na Califórnia desde 1978. Durante esse período, o Estado gastou US$ 4 bilhões (2,86 bilhões de euros) para manter esse sistema de pena capital. Essa quantia astronômica é atribuída aos altos custos de pesquisas, às várias apelações nos casos de pena de morte, e às despesas relativas à alimentação e abrigo aos presos que se encontram na “fila da morte”. Cada execução custa US$ 300 milhões, uma cifra difícil de justificar em um Estado que está à beira da falência.

Woodford apoia uma iniciativa para a abolição da pena de morte na Califórnia. Se essa iniciativa tiver sucesso, mais de um quinto dos 3.200 indivíduos que se encontram na fila da morte nos Estados Unidos terão as suas sentenças de execução subitamente substituídas pela pena de prisão perpétua. Isso significaria que uma ex-guarda carcerária teria dado início ao processo para a abolição da pena de morte nos Estados Unidos.

Apesar da pouca simpatia que essa californiana tranquila sente pelo movimento político radical Tea Party, ela concorda com os seus seguidores em relação a uma coisa: os Estados Unidos, que têm uma dívida de mais de US$ 14 trilhões, precisam economizar dinheiro. Até mesmo nas questões de vida ou morte.

Fonte: Der Spiegel

Evangélicos são mais resistentes à união homoafetiva, aponta Ibope

O segmento evangélico apresentou o maior percentual de pessoas contrárias à união, 77% contra 23% de favoráveis. 55% dos brasileiros são contrários a união gay.

Brasileiros que se declaram protestantes ou evangélicos são o setor mais resistente na sociedade à união de casais do mesmo sexo, aponta pesquisa inédita divulgada nesta quinta-feira (28) pelo Ibope Inteligência. O segmento apresentou o maior percentual de pessoas contrárias à união --77% contra 23% de favoráveis --, que, em junho, foi aprovada pelos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal).

A pesquisa nacional, realizada entre os dias 14 e 18 de julho, apontou que 55% dos brasileiros são contrários ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, e 45% são favoráveis. Na segmentação por religiões, além dos protestantes, católicos e ateus ou sem religião se mostram bastante divididos em relação ao tema: 50% de católicos se disseram a favor da união, e 50% contra, enquanto, entre os ateus, esses índices ficaram em, respectivamente, 51% e 49%. Entre os entrevistados que se definiram adeptos de “outras religiões”, o índice de favoráveis à união homoafetiva foi maior: 60%, diante dos 40% de quem é contra.

Adoção por casais do mesmo sexo
A respeito da aprovação da adoção de crianças por casais do mesmo sexo, os resultados seguem tendência semelhante à da opinião sobre a união: 55% dos brasileiros se declaram contrários. O indicador é mais alto entre os homens, com 62% de contrários, e também entre pessoas maiores de 50 anos (70% contrárias) e entre brasileiros com escolaridade até a quarta série --67% se declararam contrários.

Já por regiões, segundo o Ibope, a contrariedade é maior no Nordeste (60%), no Norte/Centro-Oeste (57%), no Sul (55%) e no Sudeste (52%).

Amigos gays
A pesquisa também revela que a rejeição da população é sensivelmente menor em relação à possibilidade de um(a) amigo(a) se revelar homossexual. Para 73% dos brasileiros, por exemplo, essa hipótese não os afastaria de suas amizades. Outros 24% disseram que afastariam muito ou pouco e 2% não souberam responder.

Para a diretora executiva de marketing e novos negócios do Ibope Inteligência, Laure Castelnau, os dados apresentados na pesquisa são reveladores. “Os dados mostram que, de uma maneira geral, o brasileiro não tem restrições em lidar com homossexuais no seu dia a dia, tais como profissionais ou amigos que se assumam homossexuais, mas ainda se mostra resistente a medidas que possam denotar algum tipo de apoio da sociedade a essa questão, como o caso da institucionalização da união estável ou o direto à adoção de crianças”, definiu.

Ao todo, 2.002 brasileiros foram entrevistados pelo instituto em 142 municípios.

Fonte: UOL

Leia também: Mais da metade dos brasileiros é contra união gay, diz Ibope

Graças a Deus - Recifenses são contra a união gay

Pesquisa do Instituto Maurício de Nassau revelou que a maioria dos recifenses é contra a união estável entre pessoas do mesmo sexo.

O Instituto Maurício de Nassau ouviu 624 moradores da capital e identificou intolerância no conjunto de entrevistados em relação a casais homoafetivos.

Dos ouvidos, 60,1% afirmaram ser contra o casamento gay, sem especificar se religioso ou apenas contratual.

Para a cientista social Ivânia Porto, coordenadora do estudo, a pesquisa revela uma contradição dos entrevistados quando o assunto homossexualidade está dentro de casa e na relação interpessoal.

Embora sejam contra o casamento gay, 57,1% aceitariam um filho homossexual, enquanto 31,8% o rejeitariam. Outros 41% afirmaram que convivem com amigos gay.

Os pesquisadores foram às ruas nos dias 13 e 14 de junho. O levantamento tem uma margem de erro de 4%.

O Ibope também divulgou, ontem, pesquisa nacional sobre o assunto. Dos 2.002 entrevistados em 142 municípios brasileiros, 55% não aprovam o casamento gay.

O mesmo percentual é contrário à adoção de crianças por casais homoafetivos. A pesquisa tem um intervalo de 95% de confiança.

Fonte: Jornal do Commércio

MPF entra com ação contra Testemunhas de Jeová

O Ministério Público Federal ingressou ação civil pública após caso de intolerância praticado contra um membro afastado.

Um caso de intolerância praticado contra um membro afastado da congregação religiosa Testemunhas de Jeová levou o Ministério Público Federal (MPF) no Ceará, por meio da Procuradora da República Nilce Cunha Rodrigues, a ingressar com ação civil pública na 8ª Vara da Justiça Federal contra a Associação Torre de Vigia de Bíblias e Tratados, e a Associação Bíblica e Cultural de Fortaleza, que respectivamente representam a igreja no Brasil e no Ceará.

O procedimento visa que a denominação religiosa acabe com práticas de discriminação contra pessoas que se afastam ou são afastadas da igreja, sugerindo como penalidade a aplicação de multa no valor R$ 10 mil, por cada ato que venha a ser identificado.

Para a procuradora autora da ação, a prática adotada pela igreja revela-se “ostensiva e intolerável discriminação religiosa, afrontando os princípios constitucionais da dignidade humana, da igualdade, da solidariedade, da liberdade de associação e da liberdade de consciência e de crença, e não pode ser tolerada pelo estado brasileiro”.

A questão foi levada ao MPF pelo servidor público federal Sebastião Ramos, 53. Após 10 anos ligado à igreja, ele foi afastado por ter sido considerado desobediente a uma das normas da religião. Ele explica que seu afastamento se deu por escrever textos destacando a doutrina das Testemunhas de Jeová que chegaram a ser publicados na página da editoria de Opinião do jornal O POVO.

Segundo ele, foram mais de 20 as publicações. Na época, diz, lideranças da igreja o advertiram de que não poderia levar a público por meio de um jornal assuntos próprios da religião. No entanto, considerou que, como só comentava sobre os ensinamentos, decidiu ignorar a advertência e continuou a enviar seus textos.

Para sua surpresa foi, levado a um tribunal Judicativo e julgado sem qualquer direito de defesa por três pastores, que decidiram pela sua desassociação. Ao ingressar na fé ele diz que as pessoas são tratadas como associados.

Ele diz que vem “sofrendo com o afastamento e a indiferença dos antigos irmãos de fé e até de pessoas da família que continuam fiéis à denominação religiosa”. Conforme Ramos, as Testemunhas de Jeová denominam os que são afastados de apóstatas, palavra cujo significado é “filhos do demônio”, diz ele. A situação, acrescenta, leva ex-membros a uma situação de total desagregação social e familiar, uma vez que a pessoa passa a ser discriminada por todos com os quais se relacionava.

Pela dificuldade que diz enfrentar, Ramos está ingressando na Justiça Estadual com mais uma ação, esta por dano moral.

O POVO fez contato com um pastor da Igreja ontem à tarde, mas ele indicou o advogado Edmar Alves, do departamento jurídico da congregação, para falar sobre o assunto. Este, por sua vez, afirmou que não poderia se pronunciar por não ter conhecimento do teor da ação. Alves disse que a igreja Testemunhas de Jeová ainda não recebeu a citação.

Entenda a notícia
O ingresso de Sebastião Ramos nas Testemunhas de Jeová foi em 1998. Ele conta que aceitou o batismo em 2001 e se tornou um associado. A desassociação ocorreu em 2008 e, desde então, sofre as consequências.

Fonte: Jornal O Povo

VIRTUOSAS * Tempo de intimidade com Deus. Ouça a sua voz ! - CONGRESSO DE MULHERES - CLIQUE NO LINK E VEJA MAIS .





Banda Diante do Trono Terá de Explicar Uso de Verba Pública

Diante do Trono
A banda Diante do Trono, da Igreja Batista de Lagoinha terá que dar explicações sobre o uso indevido de verba pública em evento realizado em Natal.
(Foto: Diante do Trono)
A banda Diante do Trono, da Igreja Batista de Lagoinha terá que dar explicações sobre o uso indevido de verba pública em evento realizado em Natal.
No dia 16 de julho a banda promoveu um show em Natal e reuniu, de acordo com a Polícia Militar, mais de 60 mil pessoas. A banda teria aproveitado a presença do público para fazer a gravação de um DVD ao vivo.
A Fundação Oásis, que é representante da banda, teria firmado um convênio com a prefeitura de Natal. O convênio, publicado no Diário Oficial do Município, seria para “proporcionar a divulgação turística da Cidade do Natal, por intermédio da realização do evento”.

A Fundação recebeu R$250 mil da prefeitura de Natal e R$ 40 mil do Governo do Estado do Rio Grande do Norte. Na edição do Diário Oficial (27) foi publicado o convênio entre a instituição mineira e a Empresa de Promoção Turística do Rio Grande do Norte (Emproturn). O repasse dos recursos foi justificado como "apoio do estado do Rio Grande do Norte, como patrocinador do evento de gravação do CD/DVD do Ministério de Louvor Diante do Trono".
“Eles fizeram o pedido e remeti para a governadora, já que a Emproturn não tinha autonomia de fazer o pagamento sem que fosse considerado de interesse público. A governadora entendeu que havia", explicou Francisco Barbosa vice-diretor da Emproturn.
Barbosa também justifica que o uso do dinheiro era para hospedagem e alimentação da banda. "No início eram 58 apartamentos, depois ficou entre 15 e 20 apartamentos, mas o dinheiro foi exclusivamente para hospedagem e alimentação", destacou.
O Ministério Público já confirmou que solicitará à Prefeitura explicações sobre o uso de verba pública no show de gravação da banda Diante do Trono. A cópia do convênio entre a Secretaria Municipal de Turismo e a Fundação Oásis deverá ser encaminhada para análise. Além disso o Ministério confirmou que poderá ser aberto inquérito sobre o contra do Governo do Estado e a Fundação Oásis.
Ana Paula Valadão, vocalista e líder da banda, negou que o dinheiro tenha sido destinado a gravação e produção do DVD. Mas admitiu o “apoio logístico”.
"O apoio da Prefeitura e do Governo é com a estrutura de segurança, banheiros, trânsito. Enfrentamos dificuldades em outras cidades. Aqui, não", disse Valadão.
Para especialistas é muito justo que a banda aproveitasse o mega evento para produzir um DVD ao vivo, mas o melhor seria deixar isto claro em contrato, dando destino claro ao dinheiro recebido, cabendo a prefeitura de Natal concordar, ou não com o referido projeto.
As leis de incentivo à cultura não impedem que uma prefeitura, governo federal ou estadual patrocine livros, DVDs, expressões artísticas, mas seguindo os procedimentos cabíveis da legislação de cada esfera do governo.
No último mês André Valadão, irmão da cantora Ana Paula Valadão, teve que dar explicações sobre a aprovação de R$ 1.091.240,00 do Ministério da Cultura para realização de shows gospel. Em nota o cantor esclareceu que o montante teria sido aprovado a partir de um projeto elaborado por uma produtora, sem o seu conhecimento, e propôs realizar uma turnê do cantor, porém, apesar da aprovação do projeto, o músico ainda não havia sido contatado.

Gritos de Alerta.
com informações  Cristian Post

Sancionada lei que proíbe o aborto em Poá

aborto jeuza reis
Sancionada lei que proíbe o aborto em Poá
Matéria de autoria da vereadora Jeruza Lisboa Pacheco Reis (PTB) que dispõe sobre a valorização da vida humana, da concepção à morte natural, foi aprovada pelo Poder Executivo e publicada na terça-feira (26 de julho)
O Projeto de Lei que dispõe sobre a valorização da vida humana, da concepção à morte natural, foi sancionada pelo prefeito de Poá, Francisco Pereira de Sousa (PDT), o Testinha. A matéria de autoria da vereadora Jeruza Lisboa Pacheco Reis (PTB) contra o aborto está em vigor desde terça-feira (26 de julho), dia em que foi promulgada pelo Poder Executivo. A partir de então, campanhas que valorizem a existência, mesmo a intra-uterina, deverão ser realizadas no município.
Apresentada no dia 17 de maio, a propositura de Jeruza foi objeto de liberação na Câmara de Poá nas sessões ocorridas nos dias 7 e 14 de junho. Nas duas oportunidades, o projeto de lei que trata sobre o direito à vida foi aprovado por unanimidade. Na terça-feira, a matéria foi publicada num jornal da região e passou a valer em âmbito municipal como um reforço à lei federal 10.406/2002, do Código Civil, que protege a existência da criança desde a sua concepção, e à lei federal 8.069/1990, do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), que garante a amparo integral à infância e à juventude.
De acordo com a vereadora petebista, a legislação em Poá também vai apoiar-se na Constituição Federal de 1988, que proclama o direito à vida, e no Pacto São José da Costa Rica, resultado da Convenção Americana dos Direitos Humanos, que celebra, desde 1969, a defesa à existência desde o momento em que é concebida.
“O Brasil, inclusive, é signatário deste documento. Portanto, nada mais justo que Poá, uma cidade abençoada por Deus, provar à nação que também corrobora com tais assertivas, respeitando e valorizando a vida humana, da concepção à morte natural, dentro dos princípios cristãos”, complementou a parlamentar, que faz parte da Comissão Diocesana em Defesa à Vida, orquestrada pelo bispo dom Airton José dos Santos, e que também conta com a participação do deputado estadual Luiz Carlos Gondim Teixeira (PPS) e do advogado Juliano Melo Duarte, presidente do Conselho da Comunidade Carcerária de Poá.
Com a publicação da lei 3511/2011, caberá, agora, ao município promover ações para que a existência, mesmo intra-uterina, ou seja, da criança não nascida, seja protegida e não ceifada por meio da interrupção da gestação.
As novas regras sobre o aborto em Poá foram alvos de elogios de dom Airton. Na noite de 11 de junho, durante a Missa de Pentecostes que celebrou na Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, em Poá, o bispo diocesano referiu-se à iniciativa de Jeruza como um importante instrumento na cidade em favor da vida:
“Nenhuma vida deve ser tirada, como bem prega um dos mandamentos do catolicismo, ‘não matarás’. Com uma lei que se coloque contra o aborto em Poá, a cidade estará blindada e será palco de campanhas que reverencie a existência, desde o momento em que o homem está no ventre de sua mãe. Não podemos deixar que o aborto seja legalizado em nosso País, pois, tão logo, também estaremos engolindo abaixo a eutanásia e, depois, a pena de morte”, complementou o religioso.

Via Gritos de Alerta.

John Stott: Líderes Cristãos Evangélicos Pagam Tributo

john-stott
Líderes evangélicos cristãos de todo o mundo estão de luto pela morte da figura evangélica, John Stott, que morreu na quarta-feira aos 90 anos de idade.
(Foto: Langham Partnership International)
Pregador Evangélico influente e autor John Stott morre aos 90 anos em 27 de julho de 2011.
Stott, conhecido por moldar o evangelicalismo do século 20 através de seus escritos e pregações, morreu às 3:15h da tarde em sua casa de repouso em St. Barnabas College, localizada a 30 quilômetros de distância de Londres.Ele estava cercado por seu antigo secretário Frances Whitehead e amigos próximos que liam as Escrituras e ouviam "Messiah” de Handel, quando ele faleceu.
Um teólogo anglicano do Reino Unido, Stott foi o arquiteto-chefe do Pacto de Lausanne 1974 e autor de mais de 50 livros cristãos de complexa Teologia e explicou isso de uma forma que os leigos poderiam entender.Um de seus livros mais populares o Cristianismo Básico (Basic Christianity) (1958), que foi traduzido em mais de 60 línguas, segundo a editora de livros cristãos InterVarsity Press.Ele também influenciou milhões de Cristãos através de outros títulos bem conhecidos, incluindo Cristo o Polemista (Christ the Controversialist) (1970), Problemas Enfrentados por Cristãos de hoje (Issues Facing Christians Today) (1984) e aquele que ele sempre considerou seu melhor: A Cruz de Cristo (The Cross of Christ) (1986).

Em 2005, Stott foi destaque na revista TIME como uma das "100 pessoas mais influentes" do mundo.
Apesar de sua influência ampla na fé evangélica, muitos o conheciam carinhosamente como "Tio João".
Quando a notícia de sua morte veio à tona, líderes evangélicos imediatamente postaram declarações de lamento e honra a Stott como querido mentor e um dos maiores pensadores evangélicos de seu tempo.
"O mundo evangélico perdeu um dos seus maiores porta-vozes", disse o famoso evangelista dos EUA Billy Graham em um comunicado.
"Eu perdi um dos meus amigos pessoal e conselheiro. Estou ansioso para vê-lo novamente quando eu for para o céu."
Graham ajudou a organizar o encontro internacional que revelou o Pacto de Lausanne, um documento histórico que serviu como um manifesto para todo o evangelismo cristão no mundo.Quando soube da morte de Stott desde seu assistente, Graham se derramou em lágrimas e ficou sem fala, segundo disse seu neto Tullian Tchividjian via Twitter.
O pastor da mega-igreja da California, Rick Warren, chamou Stott um dos seus "mentores mais próximos."
"Eu recentemente voei para o Reino Unido apenas para orar por ele e sentar-me junto à sua cama. Que gigante!" tuitou o Pastor da Igreja Saddleback.
Dr. Geoff Tunnicliffe, secretário-geral da Aliança Evangélica Mundial, o maior corpo de evangélicos em global, disse que foi pessoalmente impactado pelos ensinamentos de Stott.
"O Tio João, foi uma grande influência em meu próprio desenvolvimento teológico.Seu compromisso com a ortodoxia bíblica, a missão global e unidade do corpo de Cristo foram fundamentais na minha própria jornada espiritual", Tunnicliffe disse em um comunicado.
Stott foi o principal autor do Preâmbulo da Constituição de 1951 da WEA, que representa 600 milhões de evangélicos hoje em 128 países.No documento, Stott proveu uma moldura da bíblica e as três propostas primárias para a existência da WEA.
Um dos maiores legados deixados à Stott para a Igreja mundial é o Langham Partnership International e seus ministérios U.S. chapter John Stott Ministries.A organização treina pregadores para a educação de doutorado e pensadores evangélicos e fornece livros evangélicos em todo o mundo.
Chris Wright, diretor internacional de Langham Partnership International, emitiu um comunicado no site do John Stott Memorial homenageando o pregador de caráter de Cristo.
Como Moisés, ele foi um dos maiores líderes que Deus deu ao Seu povo, e ainda ao mesmo tempo, um dos homens mais humildes na face da terra. Ele foi, para todos nós que o conheceu um andarpersonificado da beleza simples de Jesus, a quem ele amou acima de tudo", escreveu Wright.
O S.Douglas Birdsall, o executivo do Movimento Lausanne e diretor internacional de Lindsay Brown, disse em um comunicado conjunto:
"Estamos tristes por sua partida, mas fortalecidos com o conhecimento que a sua grande confiança e esperança em Cristo, têm agora se tornado real para ele, e o trabalho de sua vida tem sido justificada."
Eles obsevaram que "a maior contribuição [de Stott] foi articular claramente e defender energicamente a fé que ele semre entendeu ser a fé bíblica, baseada no Novo Testamento".
Langham Partnership International está convidando àqueles atingidos pela vida e o ministério de John Stott para postar comentários em um livro on-line de lembrança no site do Memorial de John Stott.Informações sobre memoriais e eventos em comemoração à vida de Stott também será lançado no site.

Gritos de Alerta .
com Informações de Cristian Post

Depois de anos de burocracia, cristãos reabrem sua igreja

Depois de anos de burocracia, cristãos reabrem sua igreja

Cristãos continuarão realizando seus trabalhos em casas, devido às contínuas ameaças de ataques
Cristãos protestantes na província turca de Van conseguiram finalmente abrir uma igreja doméstica, depois de sete anos de luta contra as burocracias locais, mas eles ainda estão preocupados com a retórica hostil vinda dos funcionários locais.

“Eles nos veem como pessoas que enganam outras pessoas e acham que possuímos uma agenda secreta”, disse o ancião Vahit Yildiz ao jornal Hurriyet Daily. “Não é apenas o conceito de sermos ligados a missões, mas também pelo conceito do que é uma ‘igreja doméstica’”. Líderes dizem que sofrem preconceito pela visão errada que a sociedade tem deles.

Yildiz disse que sua congregação é composta por turcos, azeris, afegãos, curdos e iranianos, entre outras etnias. Ele disse que o desejo deles é poder cultuar livremente e fazer aquilo que acreditam ser verdade para eles. “Nossas portas estão abertas para quem quiser nos conhecer”, disse ele.

Yildiz disse também que líderes cristãos foram atacados e ameaçados no leste da Turquia.

“É surpreendente que esses incidentes tenham ocorrido no leste da Turquia”, disse Yildiz. “Por isso estamos sendo muito cuidadosos. O caminho está aberto para  mais ataques, caso não haja punição para inibir tais atos contra os cristãos.”

Yildiz disse que tudo está funcionando no lugar certo, mas os cristãos continuarão realizando seus trabalhos em casas, devido às contínuas ameaças de ataques. “Estamos travando uma grande luta nesse sentido. Nosso verdadeiro propósito nesta luta é adotar a uma atitude aberta e transparente para ambos os governos locais, bem como para o nosso Estado.

 
Fonte: Missão Portas Abertas/ Worthy Christian News 

ENCORAJAMENTO À FIDELIDADE



“Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida.”
Ap 2.10

Sê fiel é a ordem de Deus. Não podemos agradar a Deus e sermos abençoados sem fidelidade. Queremos ser mordomos fiéis. E a motivação é a fidelidade de Deus, que não aceita a traição do seu povo. Muitas coisas podem tomar o lugar de Deus em nossa vida: bens materiais, poder e posições sociais, conhecimento científico, pessoas e relacionamentos, trabalho e prazer. Deus ordena: “Não fareis para vós ídolos, nem vos levantareis imagem de escultura, nem estátua, nem poreis pedra figurada na vossa terra, para inclinar-vos a ela; porque eu sou o Senhor vosso Deus” (Lv 26.1). O Deus fiel não aceita a infidelidade.

Vivemos dias difíceis com a divulgação de falsos ensinos. Há falsos crentes, falsos pastores e falsos mestres. Fidelidade à Palavra e à sã doutrina são os meios de sobrevivermos. Na vida assumimos compromissos e fazemos promessas. Não devemos brincar com Deus. Lembre-se dos votos que você fez no seu batismo e profissão de fé, no seu casamento, no batismo de seus filhos, na sua ordenação como oficial da igreja. Lembre-se dos votos que você fez ao Senhor. Sê fiel! (Sl 76.11)

Recebemos o Credenciamento na categoria IMPRENSA para a cobertura da gravação do CD/DVD Thalles – ao vivo – “Uma história escrita pelo dedo de Deus”.

Deputado Roberto de Lucena participa da Caminhada Nacional Contra a Liberação da Maconha











Manifestação ocorrerá neste sábado, dia 30, a partir das 
10h no vão livre do Masp
   Em defesa da vida e da família, o deputado federal Roberto de Lucena 
(PV-SP) participa neste sábado, 
dia 30 de julho, da Caminhada Nacional Contra a Liberação da Maconha,
na cidade de São Paulo, 
promovida pela ONG "Pela Vida". O evento tem concentração às 10 horas no 
vão livre do Museu de Arte de São Paulo -
Masp, na Avenida Paulista, e de lá os participantes seguem rumo à
Assembleia Legislativa, onde permanecerão até 
as 17 horas.

   A participação na manifestação reforça a luta do deputado contra a
legalização da droga no Brasil. 
Às vésperas da anunciada Marcha da Maconha, que ocorreria em 21
de maio, na Avenida Paulista,
Roberto de Lucena entrou com uma ação junto ao Ministério Público 
Estadual, que, acatando seu pedido, 
acionou o Judiciário. Na ocasião, foi expedida uma sentença proibindo o evento.

   Para a surpresa do parlamentar e da maioria da população brasileira, 
dias depois da vitória do Ministério 
Público de São Paulo, o Supremo Tribunal Federal autoriza a realização 
da marcha da maconha em todo o Brasil. 
Decisão que foi criticada por Roberto de Lucena em seus discursos. 
Com o objetivo de sustar a decisão da
Corte Suprema, o deputado protocolou na Câmara dos Deputados o 
Projeto Decreto Legislativo 312/2011,
que deverá ser votado nos próximos dias. A iniciativa recebeu o apoio
de vários parlamentares e de inúmeros
segmentos da sociedade.

   "As drogas continuam a assolar a sociedade. Os dependentes não
têm acesso a medidas públicas e eficientes 
de tratamento, e o tráfico está aparelhado com uma estrutura 
financeira poderosíssima. Na atual conjuntura, 
o Brasil não tem condições de fiscalizar ou mesmo colocar em 
prática políticas públicas que liberem o uso da
maconha", defende o deputado, que atua em várias frentes em
defesa da vida e da família, dentre as principais,
ele é vice-presidente da Frente Parlamentar da Família e Apoio 
à Vida e da Frente Parlamentar Evangélica e está 
na liderança do Fórum Cristão Nacional de Ação Social e Política 
em São Paulo, o FENASP-SP.

   A luta contra os movimentos pela liberação da maconha ainda não terminou.
Diante disso, o deputado convida todos que militam a favor da família e da vida 
para participarem da Caminhada Nacional Contra a Liberação da Maconha.
"Estava disposto, nem que fosse sozinho, a marchar pelas ruas do Brasil

contra a liberação da maconha, mas agora encontrei um imenso exército de
jovens, homens e mulheres que também estão dispostos a ocupar as ruas de
todas as cidades do Brasil dizendo não às drogas e sim à vida. E o faremos, 
a partir da capital de São Paulo, no próximo dia 30 de julho", reforça.
Serviço
Evento: Caminhada Nacional Contra a Liberação da Maconha
Data: dia 30 de julho de 2011
Local: concentração no vão livre do Masp, na Avenida Paulista, às 10h

Assessoria de Imprensa
deputado federal Roberto de Lucena

Miliane Moraes / Exibir Comunicação

 

Ser usado X Ser aprovado







  • Existe uma grande diferença entre ser usado por Deus e ser aprovado por Deus. É uma diferença tão grande, que chega a ser assustadora. Mateus 7:21-23 nos mostra uma cena onde Jesus tem um diálogo com pessoas que foram USADAS para operar milagres e maravilhas em Nome de Jesus. Leia cuidadosamente cada palavra, mesmo que você já conheça o texto. Lembre-se que os detalhes é que contém o tesouro escondido nessa passagem tão pouco pregada.

    “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade”.

    Talvez sua primeira reação seja: “Ah, eu já conheço este texto”; (esse é o erro de muitos cristãos hoje em dia). Mas Jesus, falando aos discípulos, lhes disse que esta cena aconteceria. E o mais assustador: Jesus não falou que alguns lhe dirão isto. Ele disse que muitos, naquele dia, lhe questionarão sobre os seus feitos, usando como argumento o fato de terem sido USADOS por Deus.

    E o que isso tem a ver com instrumentistas, cantores, artistas plásticos, dançarinas, dentre outros, que usam formas de arte para adorar a Deus?
    Ás vezes você está ministrando ao coração de Deus, quer seja tocando, cantando ou através de qualquer outra forma, já citada. E você consegue ver o agir de Deus. Você pode sentir o mover do Espírito Santo. Talvez você esteja fazendo algo e vendo as pessoas sendo abençoadas, curadas, restauradas.

    E então você vai embora pensando: “Que benção! Deus me usou!”. Mas o fato de Deus ter usado você (no caso, um vaso, canal para o Espírito Santo), não significa que tudo está bem dentro do seu coração! Infelizmente esta é a verdade e não conheço uma forma mais clara de dizê-la. Ser usado não significa ser aprovado.

    Talvez você pense: “Mas Deus não usa um vaso que não está santificado!” Deus USOU Faraó! Ele mesmo disse que o usaria para levantar Seu Nome e mostrar a Sua Glória! Deus usou Nabucodonozor! Deus usou a famosa mula de Balaão! Então, Deus usa sim! Você também já deve ter ouvido histórias em que pessoas incrédulas, iníquas, são ‘usadas’ por Deus para até mesmo falar com ‘cristãos’ que infelizmente não têm dado ouvidos a Deus. Deus usa incrédulos! Deus usa quem Ele quer!
    No texto de Mateus, é inquestionável o fato de que aquelas pessoas tenham sido usadas por Deus. Elas operaram muitos milagres.

    Elas curaram. E não foi no nome delas mesmas. Foi no Poderoso Nome de Jesus. E aqueles que foram curados, receberam milagres, libertação de espíritos malignos pelo poder de Deus foram ricamente abençoados. E talvez saíram pensando: ‘Puxa! Fulano é uma benção! Deus o usou na minha vida para que eu fosse liberto, curado, etc’. Repito que ser USADO por Deus não significa que seu coração está correto perante o Espírito Santo, que tudo vê e tudo sonda.


    Quando Deus te usa e pessoas são abençoadas, nunca é por sua causa, porque você ‘orou o suficiente’, ‘jejuou o suficiente’, etc... Sempre é por dois motivos: primeiro porque Ele é fiel à Palavra Dele, e segundo, por misericórdia das pessoas às quais você ministra; Ele honra aqueles que estão ali, sedentos para receber de Deus! Vemos pastores, ministros, etc, que são tremendamente usados por Deus e saem achando que são os mais ungidos!


    Deus tem martelado esta palavra em minha mente: SER USADO NÃO QUER DIZER SER APROVADO.
    Acredito que quando somos aprovados, conseqüentemente somos usados por Deus, pois estamos levando uma vida reta diante dos olhos do Senhor. Mas o contrário nem sempre é verdade. Ser usado não quer dizer que somos aprovados.
    Paulo, em sua carta a Timóteo, deixa um conselho extremamente sábio e útil para nossas vidas nos dias de hoje. Ele não disse para que Timóteo se apresentasse a Deus como alguém USADO. Ele disse:
    “Procura apresentar-te a Deus APROVADO, como obreiro que não tem de que se envergonhar...” (II Tm. 2:15).

    Por isso concluo, dizendo que não quero somente ser USADA para ser benção na vida de outras pessoas, usando o precioso Nome de Jesus para operar milagres, e no último dia, ouvir: “Apartai-vos de mim!”. Não é esta a frase que quero ouvir de Deus. E sei que minhas atitudes fora dos ‘holofotes e luzes’, quando ninguém me vê, é que vão determinar qual a reposta que receberei de Deus. Eu quero ouvir: “Bem está, bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor” (Mt. 25:23).

    E para sermos aprovados, temos que seguir os passos de Jesus, irmos para a nossa cruz todos os dias e carregá-la, vivendo de um modo digno do nome que carregamos.
    “Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me” (Lc. 9:23).

    Que o Senhor te abençoe e imprima estas palavras em seu coração sedento!

    Exposição que mostra pedofilia e zoofilia provoca bate boca entre deputados

    Não foi só nas redes sociais que a mostra “QueerMuseu” gerou debates e bate boca. Na noite desta terça-feira (12) o assunto foi amplam...