sábado, 4 de junho de 2011

Apartamento em que Palocci mora pertence a empresa de fachada, em nome de uma laranja, que diz: “Não tenho como brigar com ele”


Fala o laranja: "Não tenho como brigar com o Palocci"
Fala o laranja: "Não tenho como brigar com o Palocci"Se a situação do ministro da Fazenda, Antônio Palocci, já parecia enrolada, ela se complica bastante a partir de hoje. Reportagem de Leonardo Coutinho na VEJA desta semana mostra que o mega-apartamento que o ministro aluga há quatro anos, em São Paulo, de 640 metros quadrados, pertence a uma empresa de fachada que está em nome de um laranja de 23 anos, que mora em um casebre de fundos na periferia de Mauá, no ABC paulista, ganha R$ 700 por mês e teve o celular bloqueado por falta de pagamento.  Não obstante, ele é “donos” de um apartamentaço com quatro suítes, três salas, duas lareiras, todo ladeado por varandas, avaliado em R$ 4 milhões. Não se aluga um igual por menos de R$ 15 mil; o condomínio chega R$ 4.600, e a parcela mensal de IPTU é de R$ 2.300.
O leitor é uma pessoa boa e luta para pensar sempre o melhor. Que culpa tem Palocci se a empresa que é dona de seu apartamento é de fachada e se aquele que aparece formalmente como dono é um laranja? Pois é… Um “consultor” da sua estatura, com a sua experiência, um dos mais bem pagos DO PLANETA, ex-ministro de estado — o que valorizou muito seu passe, como ele insistiu ontem no Jornal Nacional — deveria ter mais cuidado para saber onde se mete, não é mesmo? As coisas poderiam parar por aqui, e teríamos só uma história de um ministro imprudente, que aluga um apartamento de luxo, cuja soma de gastos supera o seu salário. Mas as coisas não param por aqui!
Preste atenção!
- VEJA resolveu saber quem era o dono do apartamento que o ministro aluga. De acordo com 14º Ofício de Registro de Imóveis de São Paulo, ele pertence à Lion Franquia e Participações Ltda.
- E quem é o dono da Lion? São dois sócios: Dayvini Costa Nunes, com 99,5%, e Felipe Garcia dos Santos, com 0,5%. Felipe tem 17 anos e foi emancipado no ano passado.
- Dayvini e Felipe são laranjas. Leia na revista como ele acabou “dono” do imóvel. A Lion não existe. Usou endereços falsos nos últimos três anos.
- A Lion recebeu o apartamento de um certo Gesmo Siqueira dos Santos, tio de Dayvini, que responde a 35 processos, incluindo falsificação de documentos.
“Não tenho como brigar com Palocci
VEJA encontrou Dayvini com os dados sobre a posse do imóvel e a tal Lion. Ele afetou surpresa, disse que não sabia de apartamento nenhum e até ironizou: afirmou que sua vontade era pegar o imóvel que estava em seu nome, vender, pagar as contas e comprar uma boa casa para a família. Certo!
Ontem, no entanto, Dayvini telefonou para a VEJA para mudar a sua versão. Sim, ele é laranja da Lion, mas afirmou que participou da fraude. Reproduzo trecho da sua segunda entrevista:
VEJA - Um homem ligou dizendo ser seu tio. O que ele quer?
Dayvini -
Desde que você falou comigo, não consigo dormir, por causa dessas coisas que envolvem pessoas com quem não tenho como brigar, como o Palocci, entendeu? Eu não tenho como bater de frente com essas pessoas. Sou laranja.
VEJA - O seu fio disse que o senhor sabia que era laranja.
Dayvini -
Ontem, quando você chegou na minha casa, estava um pouco nervoso.
VEJA - O senhor mentiu ontem ou está mentindo agora?
Dayvini -
Eu menti ontem.


Leia a integra da reportagem na VEJA.
Por Reinaldo Azevedo

Médicos cristãos afirmam que podem curar tendência gay com homeopatia

Associação de médicos católicos da Alemanha acredita que pode curar a orientação sexual de gays e lésbicas através do que está sendo chamado de “homo homeopatia”.
image 220886 panoV9free gapw Médicos cristãos afirmam que podem 
curar tendência gay com homeopatia
A Federação de Gays e Lésbicas na Alemanha (LSVD) está indignada, informou esta semana a revista online Telepolis. O motivo é que o Sindicato dos Médicos Católicos (UCP) está oferecendo em seu site “Terapias Alternativas para a Homossexualidade”, que na realidade é apenas homeopatia. A LSVD, organização que defende os direitos da comunidade LGTB, classificou a atitude de “insulto” e “atrevimento”, que demostram “falta de respeito para com os homossexuais e bissexuais.” Lembram ainda que desde 1993 a Organização Mundial de Saúde não classifica mais a homossexualidade como doença.
A associação médica e religiosa , que se autodenomina “a voz da comunidade médica alemã”, afirma em seu site que, embora “a homossexualidade não seja doença”, uma série de tratamentos estão disponíveis para controlar essa “inclinação”. Entre as possibilidades, incluem-se “os tratamentos homeopáticos… com diluições, por exemplo, da chamada platina”, a “psicoterapia” e o “aconselhamento espiritual”.
“Conhecemos um certo número de pessoas com sentimentos homossexuais que sofrem muito e passam por um estado de emergência espiritual e psicológica”, declarou o líder da associação médica Gero Winkelmann. “Se alguém está infeliz, doente ou sente que precisa de socorro, precisa ter a oportunidade de encontrar opções de ajuda como nós.”
Winkelmann dirige uma clínica privada com ênfase em homeopatia na cidade de Unterhaching. Ele também explica que a base científica dos tratamentos oferecidos pela UCP inclui “literatura médico-psicoterápica, filosófica e teológica”, “pontos de vista minoritários de psicoterapeutas”, os “ensinamentos da Igreja Católica, as Sagradas Escrituras”, e os textos de Samuel Hahnemann [médico alemão considerado o pai da homeopatia moderna].
A porta-voz do LSVD Renate Rampf, rebate, afirmando: “Essas ofertas são perigosas… Eles usam as inseguranças de jovens homo ou bissexuais e seus pais… Tais ações terapêuticas são ‘risíveis e problemáticas’ porque podem ser desestabilizadoras… Todos os especialistas sérios concordam que a orientação sexual já é evidente na primeira infância”, acrescentou.
Winkelmann defende os tratamentos alternativos dizendo que as intenções da organização não são “ferir ou pressionar ninguém”, mas oferecer uma “posição e opinião médica” para os interessados.
O site da UCP apresenta o depoimento de um homem gay morador do sul da Alemanha que afirma ter se alegrado ao descobrir que a organização acredita ser possível “a mudança nas tendências homossexuais” e que encontrar um terapeuta para ajudá-lo nesse sentido foi difícil. “Infelizmente, a opinião generalizada dos psicoterapeutas é que a homossexualidade é inerente e inalterável”, escreve ele.
Mesmo que a UCP afirme não representar as políticas oficiais dos católicos, a Igreja Católica Alemã continua a lidar duramente em sua abordagem à homossexualidade, afastando sacerdotes que se assumem publicamente. Já os protestantes da Alemanha tendem a mostrar uma atitude mais liberal, inclusive ordenando sacerdotodes gays, embora a ala mais conservadora continue fazendo oposição às políticas pró-gay.
Em 2009, cerca de 30 pastores do estado de Renânia, escreveram uma carta aberta para condenar as declarações feitas por Alfred Buss, presidente da igreja do estado [luterana]. “A prática da homossexualidade não é consistente com a criação de Deus… Aqueles que desprezam a cura pelas terapias estão negando uma opção de tratamento para as pessoas ‘que sofrem com seus  sentimentos homossexuais’, encerra a carta.
Agência Pavanews, com informações de Der Spiegel e The Local.

Irlanda sedia a partir de hoje o primeiro congresso mundial de ateus

Primeiro congresso mundial de ateus começa hoje na Irlanda
Cerca de 350 delegados internacionais são esperados para participar neste fim de semana da Primeira Convenção Mundial de Ateus, em Dublin, Irlanda.
Organizado pela Atheist Ireland, o evento que vai de 3 a 5 de junho marcará também o lançamento de um grupo que pretende reunir  ateus do mundo inteiro, a Atheist Alliance International. Seu primeiro presidente será Tanya Smith, da Fundação Ateísta da Austrália.
Participarão do encontro delegados vindos dos EUA, da Europa, da América do Sul e da Oceania. A convenção será dirigida pelo professor britânico Richard Dawkins, a neurobióloga dinamarquesa Lone Frank, a consultora inglesa Paula Kirby e o autor indiano Aroup Chaterjee.
Outros oradores são Rebecca Watson, fundadora do site Skepchick, os militantes da internet DPR Jones e AronRa, o professor do Trinity College de Dublin Thomas Prosser, o professor da Oxford University David Nash, o escritor norte-americano Bobbie Kirkhart e o editor da revista Secular World Tom Melchiorre.
Os oradores principais serão a senadora da Irlanda Ivana Bacik, o blogueiro  norte-americano PZ Myers no sábado e a ativista iraniana Maryam Namazie (do Conselho de Ex-Muçulmanos da Grã-Bretanha) no domingo.
Serão discutidos vários temas na convenção, como “Ciência estranha versus religião estranha”, a educação secular e os direitos humanos. Haverá debates sobre as leis da blasfêmia, as mulheres ativistas ateias, aceitação ou confrontação das religiões, comunicando o ateísmo e a construção de alianças ateistas. Serão votados também os termos da “Declaração de Dublin sobre religião e vida pública”.
No censo irlandês de 2006, os “sem religião” totalizaram 186.300 pessoas e outras 70.300 não declaram sua religião.
Michael Nugent, presidente da Atheist Ireland, dará início à convenção hoje (3/6) e no final do evento será emitido um documento oficial repudiando a intervenção de qualquer religião no Estado, em especial as aulas de religião nas escolas. Mais detalhes estão disponíveis no atheist.ie.


Tradução: Agência Pavanews

SINAIS DOS FINAIS DOS TEMPOS - Autointitulado “Jesus Cristo” afirma que marca da besta “666″ será a única forma de sobrevivência na terra


Com cerca de um milhão de seguidores ele diz que a marca da besta é mal interpretada pelos cristãos
Autointitulado “Jesus Cristo” afirma que marca da besta “666″ será a única forma de sobrevivência na terra
Muitos já ouviram falar de Jesus Cristo Homem, o líder espiritual da Crescendo em Graça, José Luis De Jesús Miranda que se apresenta como Jesus Cristo na Terra. Ele é tratado como “pai espiritual” e anuncia que a marca do 666 é a única forma de sobreviver no mundo.
Estima que ele tenha mais de um milhão de seguidores latino-americanos. Muitos deles já tatuaram o número da besta em seus corpos, pois de acordo com os ensinamentos de Jesus Cristo Homem esse número é mal interpretado pelos cristãos.
“A Bíblia diz que neste número há sabedoria, é um número de homem e da ‘besta’ que no vocabulário dos tempos antigos, era uma palavra usada para se referir ao homem,” explica o profeta que ainda conclui. “Então a profecia é que um homem, com certa sabedoria, viria explicar os mistérios que acabaria com a ignorância dos santos. Um homem, que com sua sabedoria governará as nações. O único capaz de fazer essas profecias é o próprio Deus.”
Em suas recentes pregações ele afirma que os escolhidos, no caso seus seguidores tatuados, não precisam se preocupar com a radiação vinda das usinas nucleares do Japão.
“A radioatividade não fará danos ao corpo dos eleitos do Reino 666… nossos corpos absorverão essa radioatividade já que a nossa vestimenta será feita de materiais como fogo, átomos etc … e material radioativo”, revelou.
“Enquanto a radiação produzirá a morte daqueles que não são selados com o 666, nada disso vai nos prejudicar”, garante Jesus Cristo Homem ele também diz que os “selados serão uma raça superior. “As pessoas hoje têm medo [da radiação], mas nós não. Afinal, é disso que nossos novos corpos transformados serão feitos – radioatividade e energia. Seremos seres poderosos.”
No site da Crescendo em Graça há uma contagem regressiva para que o líder espiritual deles seja “transformado”. Em 394 dias Miranda será visto com um corpo todo-poderoso.
Para ele é o cumprimento de uma profecia, pois José Luis “virá em fogo, e os seus carros, como um torvelinho, para tornar a sua ira em furor e a sua repreensão, em chamas de fogo” (Isaías 66:15). E todos aqueles que ousaram confrontá-lo ou duvidarem, terão de admirar sua onipotência e Esplendor, e sem dúvida, dirão: “Quem é semelhante à besta? Quem pode pelejar contra ela?”(Apocalipse 13:4)



Fonte: Gospel Prime

Ricardo Gondim, despede-se da revista ULTIMATO


Após quase vinte anos, fui convidado a “des-continuar” minha coluna na revista Ultimato. Nesta semana, recebi a visita de Elben Lenz Cesar, Marcos Bomtempo e Klênia Fassoni em meu escritório, que me deram a notícia de que não mais escreverei para a Ultimato. Nessa tarde, encerrou-se um relacionamento que, ao longo de todos esses anos, me estimulou a dividir o coração com os leitores desta boa revista. Cada texto que redigi nasceu de minhas entranhas apaixonadas.
Fui devidamente alertado pelo rev. Elben de que meus posicionamentos expostos para a revista Carta Capital trariam ainda maior tensão para a Ultimato. Respeito o corpo editorial da Ultimato por não se sentir confortável com a minha posição sobre os direitos civis dos homossexuais. Todavia, reafirmo minhas palavras: em um estado laico, a lei não pode marginalizar, excluir ou distinguir como devassos, promíscuos ou pecadores, homens e mulheres que se declaram homoafetivos e buscam constituir relacionamentos estáveis. Minhas convicções teológicas ou pessoais não podem intervir no ordenamento das leis.
O reverendo Elben Lenz Cesar, por quem tenho a maior estima, profundo respeito e eterna gratidão, acrescentou que discordava também sobre minha afirmação ao jornalista de que “Deus não está no controle”. Ressalto, jamais escondi minha fé no Deus que é amor e nos corolários que faço: amor e controle se contradizem. De fato, nunca aceitei a doutrina da providência como explicitada pelo calvinismo e não consigo encaixar no decreto divino: Auschwitz, Ruanda ou Realengo. Não há espaço em minhas reflexões para uma “vontade permissiva” de Deus que torne necessário o orgasmo do pedófilo ou a crueldade do genocida.
Por último, a Klênia Fassoni advertiu-me de que meus Tweets, somados a outros textos que postei em meu site, deixam a ideia de que sou tempestivo e inconsequente no que comunico. Falou que a minha resposta à Carta Capital sobre a condição das igrejas na Europa passa a sensação de que sou “humanista”. Sobre meu “humanismo”, sequer desejo reagir. Acolho, porém, a recomendação da Klênia sobre minha inconsequência. Peço perdão a todos os que me leram ao longo dos anos. Quaisquer desvarios e irresponsabilidades que tenham brotado de minha pena não foram intencionais. Meu único desejo ao escrever, repito, foi enriquecer, exortar e desafiar possíveis leitores.
Resta-me agradecer à revista Ultimato por todos os anos em que caminhamos juntos. Um pedaço de minha história está amputada. Mas a própria Bíblia avisa que há tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou. Meu amor e meu respeito pela família do rev. Elben, que compõe o corpo editorial da Ultimato, não diminuíram em nada.
Continuarei a escrever em outros veículos e a pastorear minha igreja com a mesma paixão que me motivou há 34 anos.
Ricardo Gondim

Davi na corte real vivendo com sabedoria

samuel-davi1 Samuel 16:18; 18:2-5,13,14 – A Bíblia afirma que “Davi se conduzia com prudência em todos os seus caminhos, e o Senhor era com ele”. 1 Samuel 18:14. Davi fora rei teocrático, guerreiro, pastor, músico, poeta, legislador, profeta, filho, pai, avô e servo de Deus. Para que um homem como ele lograsse êxito na vida era imprescindível que agisse com sabedoria.

Deus ordena Samuel a ungir um novo Rei
Não se pode negar que Davi era um exímio pastor (1 Sm 16:11;17:34), músico (1 Sm 16:23;18:10), inventor de instrumentos musicais (1 Cr 23:5; 2Cr 29:25-27) e poeta notável. 1 Cr 16:7-37.O desenvolvimento da sabedoria de Davi, antes de tornar-se rei e possuir conselheiros e sábios palacianos, tivera como base sua formação familiar, os anciãos da cidade e, mui provavelmente, seu temor a Deus e as observações práticas do cotidiano que o cercava. Aprendera desde cedo a temer e amar ao Senhor, a obedecer à Lei Mosaica, a seguir a tradição da tribo, e a profissão do pastoreio. Gn 18:19;Dt 6:7;11:19; Pv 22:6.
Saul conservou Davi consigo, como um membro da sua corte. Davi tornou-se o embaixador e comandante de Saul, e conduzia seus trabalhos com prudência. Ele estava nas graças do povo como de todos os seus companheiros mais próximos na corte.
A cada combate contra as forças dos filisteus, Davi era mais bem-sucedido que todos os servos de Saul. O seu nome era mui estimado, altamente respeitado.
A sabedoria de Davi, por sua vez, fora comparada a de “um anjo de Deus”, pois se mostrava capaz de discernir as questões e decidir sabiamente 2 Sm 14:20. Além de militar respeitado 1 Sm 18:7-17,30 e rei teocrático singular  1Cr 16:7-37;Sl 110, Davi fez todos os preparativos para que Salomão construísse o templo.
Davi foi um homem impressionante. Ele não era cheio de si e não se importava com o que os outros pensavam dele. Foi um homem marcado, dominado pelo respeito e estima pelo Senhor. Ele viveu demonstrando grande confiança em Deus.
Enquanto a popularidade de Saul o tornava orgulhoso e arrogante, Davi permanecia humilde, mesmo quando toda a nação o elogiava. Embora fosse bem-sucedido em quase tudo que tentou fazer e tenha ficado conhecido por toda a terra, ele se recusou a usar o suporte popular para levar vantagem sobre o rei.


MINISTÉRIO UNIDADE

SINAIS DOS FINAIS DOS TEMPOS , O MUNDO SE FECHANDO PARA O EVANGELHO DE JESUS - Novo Código Penal no Nepal tenta proibir evangelismo

Novo 
Código Penal no Nepal tenta proibir evangelismo

´Infratores´ poderão ser presos por um período máximo de cinco anos
Cinco anos depois de ter abolido o hinduísmo como religião do Estado, o Nepal está trabalhando em um novo código penal proibindo uma pessoa de uma fé para "converter uma pessoa ou instigá-lo a mudar sua religião."

O artigo 160 do código proposto também diz que ninguém será autorizado a fazer nada ou se comportam de uma forma que poderia causar uma pessoa de uma casta, comunidade ou credo perder a fé em sua religião tradicional ou converter a uma religião diferente. ” A proposta também proíbe a conversão ", oferecendo incentivos ou sem incentivo", e "pregar uma religião ou fé com qualquer intenção de outros."

Se forem considerados culpados, os infratores poderão ser presos por um período máximo de cinco anos e multa de até 50 mil rúpias nepalesas (685 dólares). Se o infrator for estrangeiro, ele ou ela seria deportada no prazo de sete dias de completar a frase.


Fonte: Charisma News

Sônia Moura Ora Para Que Ex-Goleiro do Flamengo Se Arrependa, Após Desaparecimento de Eliza Samudio

Sônia Moura, mãe de Eliza Samúdio, que desapareceu depois de ter alegado um filho do ex-goleiro do Flamengo, Bruno de Souza, disse que não tem ódio dele e que diria ao ex-goleiro que buscasse a Deus.
“O que eu falaria para ele? Eu não tenho ódio do Bruno, eu não tenho mágoa. Deus tirou esse sentimento do meu coração. Eu falaria que eu tenho orado pra ele e que ele venha realmente a se arrepender de tudo o que fez, porque ele sabe o que fez. Enquanto o Bruno não fizer reconciliação com Deus, não pedir perdão, não vai ter paz.”
Moura, que é evangélica e mora em Mato Grosso do Sul, não tem esperanças de encontrar a filha viva, “as minhas esperanças já se acabaram há muito tempo. Os últimos acontecimentos só vêm a confirmar o que eu já sentia. Eles não falaram o que foi feito, mas com certeza eles mataram ela, disso não tenho dúvida.”
Segundo Moura, a filha Eliza já morreu “porque sabia demais.”De acordo com o ex-colega de cela de Bruno o corpo de Eliza Samudio foi queimado.
Sônia, no último ano, emagreceu 25 quilos e precisa de medicamentos para dormir. “Os dias são muitos bons, mas quando chega a noite, é muito doloroso,” disse.
Ex- goleiro do flamengo foi apontado como o mentor do desaparecimento e morte de Eliza Samudio, com quem teve um relacionamento em 2009. A jovem o havia acusado de agressão e tê-la forçado a tomar substâncias abortivas quando estava grávida.
Bruno se recusou a fazer o teste para comprovar a paternidade da criança.

CRISTIAN POST

André Valadão nega que tenha pedido dinheiro ao Ministério da Cultura

O cantor André Valadão explica por meio de um comunicado em seu site que as notícias que circularam pela internet na última semana alegando que o cantor estaria pedindo mais de R$1 milhão de reais para o Ministério da Cultura não são verídicas.

De acordo com a assessoria de André Valadão, quem pediu créditos da Lei Rouanet para o Ministério da Cultura foram organizadores de um show que teria, entre outras participações, a presença do cantor.

“No projeto apresentado ao MinC pela M&A Produções consta também que André Valadão seria apenas 1 (um) dos 30 artistas contratados para fazerem 30 shows no estado de Goiás e Distrito Federal,” diz trecho do texto.

Leia na íntegra:

,i>“O cantor e pastor André Valadão tomou conhecimento de texto difamatório circulando na Internet e publicado em um site falando sobre o possível recebimento de uma quantia em dinheiro por meio do Ministério da Cultura (MinC).

Ao acionar profissionais especialistas sobre esta questão, André Valadão foi informado que uma produtora nomeada M&A Produções, do estado de Goiás, criou em 2010 um projeto com o nome “André Valadão Turnê 2011” e que ele teria sido aprovado pelo MinC para participar da Lei Rouanet. “Vi o projeto e fui informado que este tipo de documento pode ser elaborado mesmo sem minha autorização formal, a partir de uma abertura da própria Lei Rouanet. Soube que é comum produtoras criarem projetos, tentam aprová-los no MinC e depois buscam o ‘favorecido’ para negociar a realização dele”, conta.
A Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei nº 8.313, de 23 de dezembro de 1991), conhecida como Lei Rouanet foi criada com o objetivo de instituir políticas públicas dentro do Programa Nacional de Apoio à Cultura que geralmente apóia diversos tipos de manifestação cultural no Brasil desde então. Quando um projeto é aprovado pela Lei Rouanet o MinC autoriza que Pessoas Físicas ou Jurídicas possam contribuir com aquele valor em projetos culturais com dedução em seu Imposto de Renda.

Isso quer dizer que quando alguém tem um projeto agraciado pela Lei Rouanet vários procedimentos são cautelosamente analisados pelo MinC. Um deles é que o valor liberado pelo MinC para investimento de terceiros deve cumprir a tabela de planejamento dos recursos financeiros. A captação de recursos para a realização do projeto aprovado pela Lei Rouanet só pode começar após a aprovação do projeto e também a publicação dele no Diário Oficial da União.

No processo de captação de recursos com Pessoa Física ou Jurídica o pagamento dos valores que serão deduzidos do imposto de renda deles como investimento cultural (patrocínio) só poderá ser efetuado diretamente para os fornecedores e funções descritos detalhadamente no projeto, existe contabilidade certa para cada detalhe. Diferente do que se pensa, o valor proposto não é entregue nas mãos de quem teve o projeto aprovado pela Lei Rouanet. “Pelo que entendemos quando pesquisamos o assunto, a aprovação do projeto é uma das etapas, mas o trabalho seguinte que seria conseguir investidores é ainda mais trabalhoso”.

No caso específico noticiado por um site sobre André Valadão ter sido agraciado pela Lei Rouanet no valor de R$ 1.091.240,00 (hum milhão, noventa e um mil e duzentos e quarenta reais), teria sido aprovado então para a M&A Produções e não para André Valadão como descrito.
“Outro ponto importante que minha equipe averiguou é que este projeto que leva meu nome foi aprovado em fevereiro de 2011 e até o momento não fui procurado por esta produtora. Mas vimos no MinC que o projeto está na situação de ‘pendência’ porque falta algum documento. Ele não foi publicado no Diário Oficial da União, então isso quer dizer que não houve captação de recursos”.

No projeto apresentado ao MinC pela M&A Produções consta também que André Valadão seria apenas 1 (um) dos 30 artistas contratados para fazerem 30 shows no estado de Goiás e Distrito Federal, ou seja, do valor aprovado R$ 1.091.240,00, André Valadão teoricamente receberia um cachê no valor de R$ 10mil assim como os outros 29 artistas. Quando se apresenta um projeto ao MinC ele pode ter qualquer nome, tanto, que pode ser alterado a qualquer momento do processo. “Fomos orientados de que é possível solicitar à produtora que retire meu nome do projeto e pretendemos fazer isso e já estamos tomando as medidas cabíveis”, destaca.

O Ministério André Valadão achou por bem esclarecer o que é a Lei Rouanet, como funciona e informar que não são verdadeiras as afirmações levantadas contra ele de que haveria recebido do Ministério da Cultura o valor de R$ 1.091.240,00. “As pessoas precisam conhecer a Lei Rouanet e perceber que este incentivo fiscal pode ser utilizado por qualquer projeto cultural no Brasil. Apesar deste projeto não ter sido entregue por mim, acredito que sim, nós como crentes devemos utilizar dos recursos disponíveis para propagar o Evangelho. Várias manifestações culturais como shows, peças de teatro e filmes vem sendo rodados com incentivo fiscal e não edificam. Por que nós crentes não podemos utilizar da Lei e agir dentro dela?”.”

Fonte: Gospel Prime

Silas Malafaia critica a Record por não noticiar a Marcha da Família

Malafaia disse que a Rede Record foi comprada pelo Povo de Deus mas está a serviço dos homossexuais.


O pastor Silas Malafaia usou o Twitter para criticar a Rede Record de televisão que não noticiou em sua programação nacional a manifestação que aconteceu em Brasília no dia 1º de junho, juntando mais de 50 mil cristãos contra o projeto de Lei 122/2006 que torna crime toda opinião contrária ao homossexualismo.

Em seu microblog, o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo cobrou a emissora de Edir Macedo, da IURD, o apoio para coibir esse projeto, considerado por ele e outros líderes, inclusive o senador Marcelo Crivella (bispo da IURD) como inconstitucional.

“Parabéns a Rede Globo, Band, SBT, RedeTV, CNT, Rede Boas Novas, TV Canção Nova, TV Câmara e TV Senado pela reportagem que fizeram do evento,” escreveu o pastor.

“Agora e a TV Record? Essa emissora comprada com o dinheiro do povo de Deus está mais a serviço da causa homossexual do que do Reino de Deus,” questionou Malafaia, que organizou a Marcha da Família.

O líder da Advec pediu aos seus seguidores (que somam mais de 130 mil pessoas) que enviem e-mails ao senador Crivella pedindo explicações. “Perguntem ao Senador Crivela (crivella@senador.gov.br) por que a Record (http://migre.me/4HL1u) não deu cobertura.”
Os internautas chegaram a criar uma hashtag no Twitter para questionar a emissora de Macedo sobre sua posição em relação ao PL 122.

“Será q a Record e o @bispomacedo são a favor da PL122 ou são tão egoístas assim? #quevergonhaRECORD,’ tuitou um internauta.

“Para não dar Ibope ao ‘concorrente’ Silas Malafaia, Record não cobre Marcha. #quevergonhaRECORD,” foram as palavras de outro tuiteiro.
Outros chegaram a dizer que a Record só pede ajuda aos cristãos quando está em guerra com a Rede Globo. “Só ficam do lado dos cristãos quando está de briga com a Globo por audiência! #QueVergonhaRecord”.

Fonte: Gospel Prime

FINAL DOS TEMPOS - Pastor e mulher são presos suspeitos de estuprar menina para tirar 'maldição do sexo', em Edeia

Pastor e mulher são presos suspeitos de estuprar menina para tirar 'maldição do sexo', em Edeia Segundo relato da vítima à políc...