quinta-feira, 10 de março de 2011

Milhares de cristãos etíopes fogem após ataques de muçulmanos radicais


Milhares de cristãos etíopes fogem após ataques de 
muçulmanos radicais Cerca de 55 igrejas e dezenas de casas foram incendiadas
A instituição Fundo Barnabé, que apóia cristãos perseguidos em todo o mundo, disse que, pelo menos, três cristãos foram mortos e muitos ficaram feridos em Asendabo, onde a maioria é muçulmana.

Os ataques foram realizados na comunidade após muçulmanos acusarem um cristão de profanar exemplar do alcorão.

Há relatos de que cerca de 55 igrejas e dezenas de casas foram incendiadas, com outras propriedades saqueadas por uma multidão de combatentes islâmicos.

O Fundo Barnabé disse que as igrejas na cidade de Jimma ficaram "abarrotadas", pelos inúmeros cristãos que chegaram à cidade à procura de segurança.

As igrejas estão se esforçando para atender às necessidades de cerca de 10.000 cristãos deslocados, muitos dos quais têm necessidade urgente de alimentos, remédios, abrigos, cobertores e roupas.

Os muçulmanos constituem cerca de um terço da população da Etiópia e tradicionalmente viviam pacificamente com os cristãos.

O Fundo Barnabé disse, no entanto, que alguns muçulmanos estavam se tornando cada vez mais radicais devido aos pregadores da Arábia Saudita e Paquistão, que estão promovendo formas mais agressivas do Islã.

Um membro da equipe do Fundo Barnabé que retornou da Etiópia na segunda-feira disse: "A maneira pela qual os cristãos têm sido aterrorizados por radicais islâmicos é verdadeiramente chocante. Este foi um momento muito angustiante para os fiéis."

Depois de enfrentar duras críticas por não conter a violência, o Fundo Barnabé disse que as forças de segurança fazem um esforço mais concentrado para acalmar a situação.

A organização está enviando uma doação para ajudar as igrejas na cidade de Jimma a lidarem com a chegada dos cristãos deslocados.

O diretor internacional do Fundo Barnabé, Dr. Patrick Sookhdeo, disse: "Essa resposta totalmente desproporcionada de islamistas da Etiópia precipitou uma crise humanitária. Agora, nossos irmãos e irmãs precisam urgentemente das nossas orações e assistência prática em meio a essa devastação."

Fonte: Christian Today / Redação CPAD News

Cristãos Comemoram a Reportagem da Jornalista sobre `Verdades Falsas do Carnaval`

Carnival_christian-postCristãos comemoram a reportagem da jornalista paraibana da Tambaú Notícias, Rachel Sheherazade, sobre as 'verdades falsas do carnaval.'
  • (Foto: AP Photo/Andre Penner)
    Dançarinos fazem performance no desfile da escola de samba Tom Maior em São Paulo, Brasil, sábado, 05 de março de 2011
A Jornalista que gerou polêmica com o vídeo “Esperando a quarta-feira de Cinzas,” falando sobre as ‘verdades falsas do carnaval,’ e um que postou ontem sobre “o que vem depois do carnaval,” chamou a atenção do público cristão, trazendo elgogios à jornalista.
“Graças a Deus existem pessoas fora do meio cristão, que também não apóiam o carnaval, a festa da carne, do desvario e do esbanjamento do dinheiro e serviço público,” postou o pastor metodista José Carmo da Silva em um blog.
A jornalista publicou primeiramente a reportagem polêmica sobre o carnaval, mencionando e questionando a quantidade de dinheiro que é gasto com o festival, as consequências da violência, excesso do consumo de bebida, entre outros. Essa franqueza e coragem na exposição dos comentários, foi motivo de felicitações.
“Parabéns à jornalista Rachel. Além de haver poucas pessoas com coragem para falar certas verdades que o brasileiro precisa ouvir é preciso dizer que são poucas as oportunidades de se divulgar verdades tão flagrantes quanto a que ela afirma. Acordem irmãos brasileiros, o carnaval é (sic.) negócios que interessam a alguns, enquanto isso, o povo que se deleita nessa festa, torna-se alienado, marionete,” disse um blogueiro cristão.
Em seu primeiro vídeo a jornalista abordou as “verdades falsas do carnaval,” citando entre elas que o brasileiro adora o carnaval. Segundo a jornalista, a maioria do povo “não foi para a rua ou por que não gosta de carnaval ou por que não se reconhece mais nessa festa dita popular.”
Uma outra verdade falsa, ela disse que “o carnaval é uma festa genuinamente brasileira.”
Rachel afirmou que a festa é originalmente da “Europa, durante a era viotriana e se espalhou mundo afora.”E mencionou também que o carnaval virou negócio – ‘dos ricos.’
“Milhões de reais são pagos a artistas da terra e fora dela para garantir o circo a uma população miserável que não tem sequer o pão na mesa.”
Entre outras coisas a jornalista comentou sobre a quantidade de ambulâncias disponibilizadas no desfile de carnaval “para atender aos bêbados de plantão e valentões que se metem em brigas e quebra quebra.”
E questionou, “Onde estão essas mesmas ambulâncias quando uma mãe de família precisa socorrer um filho doente? Quando um trabalhador está infartando?”
Falando sobre os lucros ela afirmou que o carnaval somente dá lucro para “donos de cervejaria, proprietários de trios elétricos e artistas baianos...”
“Alguém já parou para calcular o quanto o estado gasta para socorrer vítimas de acidentes causados por foliões embriagados? Quantos milhões são pagos em indenizações por morte ou invalidez decorrentes desses acidentes?”
E finalmente, terminado o carnaval, a jornalista postou um outro vídeo entitulado “o que vem depois do carnaval?” nesta última quarta-feira.
“Antes tarde do que nunca, finalmente, é quarta-feira de cinzas. Agora sim, três meses depois do Reveillon o ano vai começar... agora que o efeito enebriante do carnaval já passou é hora de viver a vida real...” disse ela.
E completou, “agora sim é hora de encarar o irrisório salário mínimo, hora de prestar contas com o mais faminto leão da receita, o fim das pensões vitalícia para os ex-governadores, ... é hora de estimular a economia, combater as diferenças sociais, combater o crime, a impunidade ... agora que o carnaval terminou que tal tentar fazer do Brasil o país da verdadeira alegria?”
Rachel urgiu para uma “Alegria que não dure apenas cinco dias. Mas que perdure o ano inteiro. E possa alcançar a todos os brasileiros indistintamente. Porque dependendo do nosso grau de comprometimento ou omissão, o futuro deste país poderá ser de riso ou de lamento.”

EU SOU EMPRESÁRIO AMWAY E VOCÊ ? - FAÇA SEU CADASTRO E COMECE A TER GANHOS E UMA RENDA MENSAL. 019 9137 1059

PRODUTOS DA AMWAY EM PORTO VELHO - CENTRO

Rick Warren recebe na igreja ex primeiro ministro Tony Blair para falar sobre fé, Oriente Médio e 11 de Setembro

Pastor Rick Warren e o ex-Primeiro Ministro Tony Blair compartilharam um Domingo de conversação em frente a mais de 2.600 pessoas sobre fé, Oriente Médio, globalização, e 11/09.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelFalando no sétimo dia do Fórum Civil da Saddleback, Blair disse a Warren que ele acredita que a questão mais importante a longo prazo está centrada na fé. Enquanto diversas pessoas são forçadas a viver juntas, ele disse na Igreja Saddleback na Lake Forest, Califórnia, a chave da questão é, “Como podemos encontrar um entendimento comum?”
“A fé te ensina a entender que há algo mais importante do que você mesmo, o que é um princípio importante para trabalhar melhor no mundo. Se indivíduos podem ver pessoas de fé em ação, ajudando no apoio de outros, isso faz esse processo de globalização mais fácil,” disse Blair.
O ex-primeiro ministro disse também, “se fé não tem o papel principal, então arrisca ser um processo de globalização sem valores, sem crenças, sem convicção.”
Warren, que fundou uma das maiores Igrejas nos Estados Unidos, convidou Blair a participar no fórum de “Paz na Economia Globalizada.” Convidados do fórum civil passado, incluíram o Presidente George W. Bush, Rwandan Presidente Paul Kagame, e os candidatos presidenciáveis Barack Obama e John Mc Cain.
Blair, que serve como o Enviado do Quarteto (Estados Unidos, as Nações Unidas, a União Européia e Rússia” no Oriente Médio, também disse que ele quer ver o mundo “onde as pessoas de diferentes fés podem alcançar um entendimento da fé de alguém que seja diferente da dele.”
“No mundo, fé é parte do futuro e do progresso – não é uma relíquia do passado,” disse ele.
Warren compartilhou que as pessoas não devem somente tolerar pessoas de diferentes fés das deles, mas tratar os outros com dignidade.
“O diálogo interreligioso não significa comprometer sua fé ou encontrar um denominador menor comum, mas explicar a fé de cada um para um melhor entendimento,” explicou Warren.
Uma dos destaques da noite foi quando Blair recebeu aplausos de pé por sua liderença durante os ataques 11/09 no Estados Unidos.
“Em face do mal, os espectadores não são melhores que os autores,” disse Warren ao Blair. “Eu posso dizer em nome da América, te agradeço por sua liderança.”
Blair disse que muitas pessoas questionaram seu apoio ardente pelos Estados Unidos depois dos ataques de 11/09. Mas ele explicou que sua resposta aos ataques terroristas não foi somente sobre apoiar os Estados Unidos, mas também sobre defender o sistema de crença.
“Para mim, o 11/09 não foi simplesmente um ataque nos Estados Unidos,” disse Blair. “Foi um ataque sobre um sistema de crença, que nós compartilhamos. As pessoas diriam, ‘Por que você está tão pelos Estados Unidos?’ Eu costumava dizer, olha, isso não foi pelos Estados Unidos, isso foi pelo nosso próprio país. Se não tivéssemos nos posicionados com vocês naquele momento, não teríamos mostrado a convicção nos nossos valores, porque isso foi o que foi sendo o ataque.”
Em relação ao Oriente Médio, Blair falou sobre como as pessoas querem democracia mas o desafio é desenvolver como que isso poderia ser na prática. Ele disse que a democracia é mais do que o direito de votar a cada quatro anos, mas “o direito de votar deve conduzir a outras liberdades.” Blair também advertiu que quando um país está em desordem e desorganizado, islamistas extremos são “bem organizados.”
“Por isso é que nós devemos estar por trás das pessoas e apoiar … devemos ajudá-los a construir a instituição e uma mudança sistemática,” enfatizou ele.
Blair, que é fundador da Fundação de Fé Tony Blair – que promete respeito e entendimento entre as maiores religiões também compartilhou seus pensamentos sobre o que faz um bom líder.
“A liderança não se trata de não ser um ser humano normal como você é,” disse Blair. “Enquanto a capa de responsabilidade flutua, é que apesar de seu medo e de sua própria dúvida e tudo que você sabe que pode dar errado, você toma a capa e a coloca.
“Grandes líderes são humildes e sabem suas próprias fraquezas.”
No final da noite, Rick Warren e sua esposa Kay apresentou Blair com a terceira Medalha Internacional da PEACE para promover reconciliação e avançar os objetivos da iniciativa de PEACE: Promover reconciliação, Equipar líderes serventes, Assistir os pobres, Cuidar dos doentes, e Educar a próxima geração.
“O compromisso de Tony Blair para reconciliação e paz no Oriente Médio é algo que nós queremos honrar, e a Rede de Igrejas Purpose Driven Church em 168 países o escolheram como recebedor da Medalha Internacional Anual da PEACE,” disse Warren enquanto ele apresentava o prêmio.
Os ganhadores passados do PEACE incluem o ex-presidente George W. Bush em 2008 pelo seu trabalho de cuidar daqueles afetados com AIDS na áfrica, e o Presidente da Ruanda Paul Kagame, pelo seu trabalho na reconciliação depois do genocídio do país.



Fonte: Christian Post

Lázaro: confira a participação do cantor no Programa da Eliana

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelMais do que apenas comentar o desempenho dos participantes do concurso Lázaro também cantou seus grandes sucessos e falou sobre seu ministério e testemunho e a relação do cristão com a música.
Os vídeos enviados pelos candidatos já estão em fase de seleção, nas mãos da cantora e diretora de produção da MK Music, Marina de Oliveira. Para se inscrever no concurso, o participante deve entrar no site www.sbt.com.br/eliana e enviar um link do youtube de um vídeo cantando um grande sucesso da música gospel.
Abaixo você confere a participação do cantor no programa:




Fonte: Gospel+
Com informações de Guia-me

Igreja Mundial: Moradores protestam contra irregularidades, agressões e ofensas no templo principal

Para alguns moradores do Brás o domingo é um dia complicado de se estar no bairro. Segundo eles a movimentação de fiéis da Igreja Mundial do Poder de Deus e supostas irregularidades nos arredores estariam prejudicando o local.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelComeço, meio ou fim de culto, não importa o horário, uma multidão de pessoas lota a rua Carneiro Leão e todo seu entorno, é assim que são so cultos da Igreja Mundial no Brás que segundo moradores resultam em paralisação no trânsito, estacionamentos irregulares, bloqueio de passagens de pedestres e carros, camelôs, entre outras infrações.
Indignado, o morador Felipe contou que é ameaçado quando tenta tirar alguma foto para comprovar: “Quando fotografamos [o transtorno], somos ameaçados por camelôs e pelos fiéis”. Segundo ele não é possível sequer sair dos condomínios que ficam perto do templo: “Não podemos receber visitas porque não se consegue chegar às ruas do entorno dessa igrejola”. Ainda não há propostas para a conciliação com os moradores.
Felipe, indignado, está publicando no Youtube semanalmente vídeos com o resultado das ruas do Brás após a saída de fiéis dos cultos da Igreja Mundial. Em vários vídeos quando tenta filmar alguma das supostas irregularidades os fiéis reclamam, ofendem e chegam a tentar agredi-lo com um cabo de vassoura. Abaixo você confere um gravado na última semana do mês passado:
Segundo os moradores das imediações, a Prefeitura não voltou a agir porque estaria sofrendo pressões políticas vindas da Igreja Mundial. O Ministério Público está acompanhando o caso.

Sede Brás interditada

A cerca de um ano o templo do Brás, principal da Igreja Mundial, havia sido interditado devido a várias irregularidades constatadas pela Prefeitura e Ministério Público, como falta de segurança para os fiéis e transtornos ao trânsito nas imediações. A liminar que mantinha o templo fechado foi derrubada pelos advogados do Apóstolo Valdemiro Santiago e o templo foi reinaugurado com grande festa.


Camelos vendem a vontade em frente ao templo
Fiéis reclamam de estarem sendo filmados na rua, ironizam e ameaçam processar
Fiéis tentam agredir morador, chamam de satanás e tentam danificar equipamento
Fonte: Gospel+

Jovens evangelizam durante o carnaval carioca


Jovens 
evangelizam durante o carnaval carioca Objetivo é levar a Palavra de Deus às pessoas que vivem a ilusão de encontrar a felicidade durante os quatro dias de folia
Os jovens do Radical Latino, voluntários sem fronteiras, participarão do Impacto de Carnaval no Sambódromo do Rio de Janeiro. O objetivo é levar a Palavra de Deus às pessoas que vivem a ilusão de encontrar a felicidade durante os quatro dias de “folia”, mas que na verdade acabam se expondo a doenças, violência, vícios, prostituição e outros muitos problemas que podem levar à destruição.

Segundo a coordenação do Radical Latino, o Impacto de Carnaval não é uma atividade simples, é buscar as pessoas em situações muito adversas. “As experiências nos têm mostrado que, muitos dos que se encontram no Carnaval já estiveram perto dos caminhos do Senhor, ou se encontram na realidade do filho pródigo”, diz o pastor. Élbio Márquez, Coordenador do Radical Latino.

Eles dedicaram uma semana de oração a esta ação. Um fato a lamentar é a proibição da Prefeitura do Rio de Janeiro com relação ao uso de microfones, caixas de som e tenda.

“Se a batalha se torna mais difícil, então necessitamos de mais oração e criatividade. Investiremos muito em encenações, pantomimas, mensagens com figuras e músicas com mensagens de salvação. Compomos até uma música evangelística. Contamos com as orações dos irmãos a fim de trazermos muitas vidas para a verdadeira Luz”, finaliza o pastor.


Fonte: JMM

Igrejas investem em renovo espiritual e conversões durante o período de Carnaval

Igrejas investem em renovo espiritual e 
conversões durante o período de Carnaval

Pastores falam da importância da realização de Congressos de Jovens nesse período
Em cidades cuja tradição do carnaval é mais forte, o preparo espiritual dos jovens torna-se prioridade tanto pela edificação espiritual de cada um como pelo desafio do evangelismo. A atuação da igreja se faz sentir ainda mais em sua importância. É assim que, com o objetivo de trazer maior conscientização da doutrina bíblica para os jovens, a AD em Recife mantém uma tradição no período do carnaval.

Em todo o Estado, a igreja liderada pelo pastor Ailton José Alves, realiza nas igrejas estudo da Palavra de Deus com culto público à noite. Ao final do período, os dados são contabilizados. De acordo com o pastor Ailton Júnior, secretário da diretoria da AD pernambucana, o retorno espiritual para a igreja sempre é excelente. “Em Recife, a cada ano, são milhares de pessoas que se reúnem para ouvir a Palavra de Deus. Pessoas aceitam Jesus, são libertas e recebem o batismo no Espírito Santo”, testifica.

O derramamento do Espírito Santo também é presente no Encontro da Mocidade das Assembléias de Deus em Mossoró (RN), realizado também durante o feriado de carnaval. Todo ano, o resultado são jovens batizados no Espírito Santo e conversões a Cristo, além de renovo espiritual e curas.

Segundo pastor Martim Alves da Silva, líder da AD em Mossoró, essas ocasiões são privilégio para a mocidade. “Nesses dias difíceis, onde o apelo ao pecado toma dimensões gigantescas, nossos jovens têm o privilégio de buscar a presença do Senhor em um ambiente saudável e de intensa espiritualidade”, define o líder.

Alan Jeferson dos Santos é testemunho do mover de Deus durante o evento. Ele estava afastado do Evangelho, mas aceitou o convite de um amigo para participar do encontro. “Sentia falta de Jesus. No primeiro dia da festividade, a Palavra tocou fortemente o meu coração. Não pude resistir ao Senhor. Rendi-me aos seus pés e senti o gozo da comunhão com o Mestre”, relata o jovem.

No Centro-Oeste, o Senhor também manifesta Sua graça e Seu poder. Na AD em Cuiabá (MT), liderada pelo pastor Sebastião Rodrigues de Souza, durante o Congresso da União de Mocidade da AD cuiabana, realizado no período de carnaval, “o Grande Templo vive momentos de pentecoste, onde o som da glorificação ao nome do Senhor e a explosão de línguas estranhas tem sido uma tônica do congresso. Cerca de 100 mil pessoas participam do evento”, informa o coordenador geral da juventude da igreja, Francisco Fernando Viana.

Para o pastor e psicólogo Jamiel Lopes, da AD em Indaiatuba (SP), quando os jovens participam de um congresso ou de um retiro espiritual em períodos como o carnaval, por exemplo, a igreja proporciona a eles um meio de se afastarem de uma festa pagã, cheia de atrações e estímulos. “Quando esses encontros são planejados e bem organizados, com o objetivo não apenas de entretenimento, mas de edificação espiritual, surtem efeitos positivos. A Igreja deve continuar desempenhando o seu papel, promovendo atividades que alcancem a juventude”, incentiva.

O pastor Joel Holder, líder da AD em Porto Velho (RO), segue essa linha de pensamento. Batizado no Espírito Santo ainda jovem, ao participar de um congresso em Porto Velho, o líder ressalta que sua igreja adota a filosofia de não deixar a cidade “vazia” no carnaval, “entregue ao Inimigo”. “Ficamos com a porta da igreja aberta e promovemos estudo da Palavra para edificação dos jovens. Pessoas acabam entrando na igreja pela curiosidade ou convidados e, com isso, ganhamos muitas vidas para Cristo”, relata.

Na opinião do jovem pastor Josué Brandão,  os exemplos em torno da adoração, edificação espiritual e evangelismo nesse período do ano são de extrema importância. “É uma oportunidade de investir no crescimento espiritual dos jovens através da Palavra, do louvor e da oração. É um feriado longo onde a única preocupação deles é buscar ao Senhor”, enfatiza o pastor. Para ele, esta é também uma chance de tirar a juventude do contexto da poluição moral e espiritual. “Os jovens não precisam ser colocados numa redoma de vidro e, sim, preparados para enfrentar o mundo, sem se deixar contaminar”, opina Brandão.


Por Gilda Júlio / Redação CPAD News

Ministério evangeliza durante perfuração de poços de água em Serra leoa


Ministério evangeliza durante perfuração de poços de 
água em Serra leoa Fontes de água ficam, em média, a mais de dois quilômetros da maioria das aldeias do país
Desde o fim da Guerra Civil em Serra Leoa, há quase 10 Anos, a maior necessidade é de água potável, de acordo com o ministério Hope International.

"Quando nós podemos ajudá-los com água limpa, damos a eles uma chance real de ter uma vida boa e saudável", explica o gerente do ministério Karl Eastlack.

Os dois principais problemas para a situação da água em Serra Leoa são a distância para o acesso e o saneamento. As fontes de água ficam, em média, a mais de dois quilômetros da maioria das aldeias do país.

"Eu vi uma menina que pegou a água e voltava para a aldeia onde estávamos. Ela tinha na cabeça a vasilha com água. Parecia uma menina de 10 anos de idade. Enquanto ela caminhava, tropeçou e caiu próximo a sua casa. Tudo foi ao chão. Depois de todo o esforço de ter que andar dois quilômetros, ainda ficou sema água", lembra Eastlack de uma viagem ao Serra Leoa.

A triste verdade é: mesmo que a criança não tivesse derramado o seu cântaro, a água provavelmente estaria contaminada. Há poucos poços ao redor para fornecer água potável e as doenças, muitas vezes, se multiplicam nas fontes utilizadas por muitas pessoas para várias funções.

A maioria das doenças são facilmente evitáveis. Eastlack diz. "Se você der a uma criança em Serra Leoa água limpa e um mosquiteiro, você terá evitado 65% de todas as doenças que matam as crianças na Serra Leoa, de acordo com as Nações Unidas".

O Ministério Hope, ciente dessa necessidade, desde o fim da guerra civil no país, trabalha com a perfuração de poços na Serra Leoa. Mas meses atrás, o ministério foi abençoado por ter a parceria de outra organização que partilha a sua paixão em grande forma.

O Rotary Club de Pescadores Fishers está desejoso para ajudar na perfuração de poços. Mas eles não estão apenas dispostos a perfurar um. Eles querem financiar 100!

A concessão tem permitido ao ministério embarcar em uma missão para perfurar 100 poços. Dezessete já foram finalizados, e todas os 100 deverão estar concluídos em 2012.

A parte mais emocionante? O Hope Internacional tem a oportunidade de compartilhar o Evangelho durante a perfuração dos poços. É um pouco complicado, uma vez que o Rotary International não é uma organização cristã e, portanto, não permitem à Hope apresentar com detalhes o Evangelho durante as apresentações.

Mas o ministério ainda tem encontrado uma maneira de levar a Palavra completamente.

"O que vamos fazer é convidar as pessoas, talvez uma hora mais tarde, e depois termos o nosso próprio tempo com eles para compartilhar sobre Jesus Cristo, Aquele que dá a água viva", diz Eastlack.

Fonte: Mission Network News

Regulamentação de templos

Regulamentação de templos

Audiência mobiliza igrejas evangélicas por reivindicações em Jundiaí (SP)
Com 50 igrejas católicas e mais de 100 templos evangélicos sem alvará de funcionamento em Jundiaí (SP), um projeto de mudanças no Plano Diretor tenta pressionar a administração municipal com uma audiência na noite de quinta-feira, na Câmara.

“Não podemos ficar calados por um fato que não prejudica apenas aos cristãos, mas a toda a cidade”, argumenta Dirlei Gonçalves, presidente do Conpas (Conselho de Pastores).

O assunto deve enfrentar resistências na Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente. No projeto, o vereador Val Freitas (PTB) propõe colocar estabelecimentos de culto religioso até 1 mil m² na mesma categoria de comércio e serviço de atendimento a habitantes de bairro, chamada de CS-2. E, acima desse tamanho, como CS-3 (incômodo moderado).

A principal preocupação na pasta coordenada por Jaderson Spina é com a geração de tráfego, tratada na revisão do zoneamento do ano passado (além, claro, do nível de ruído).

O vereador acha que há exagero. “Toda atividade hoje gera trânsito”, diz.

Mas a proposta também busca profissionais liberais ao inserir outro projeto colocando como sem incômodo ou familiar (CS-1) as clínicas e consultórios com área até 300 m² ou anexas a residências.

Na terça-feira, 1, projeto definindo atividades na serra foi adiado depois de protesto de cultos afrobrasileiros.

A proposta de ajustes na parte do plano revista no ano passado “atropela” a revisão das outras leis (416 e 417, de 2004) sobre a parte mais geral e a área da serra. Também está na fila da Câmara o EIV (Estudo de Impacto de Vizinhança).

Já foram constatados como irregulares na legislação atual 151 templos. Agora a proposta pode flexibilizar a instalação de templos em zonas residenciais.


Fonte: Creio / Diário de Sorocaba
 

WikiLeaks: Vaticano se negou a ajudar em investigação de pedofilia

WikiLeaks: Vaticano
 se negou a ajudar em investigação de pedofilia

O Vaticano não permitiu que seus funcionários testemunhassem e se negou a cooperar com uma comissão criada na Irlanda para investigar as denúncias de abusos sexuais contra crianças por sacerdotes de Dublin - no que se transformou em um dos maiores escândalos da Igreja Católica nos últimos anos Segundo documento diplomático dos Estados Unidos, revelado pelo site WikiLeaks, o Vaticano argumentou que o requerimento para os depoimentos não foi feito pelos canais oficiais.

Quando a Comissão Murphy solicitou informações, em 2009, "o Vaticano se ofendeu muito [...] porque viu isso como uma afronta à soberania pontifícia", afirma um documento da Embaixada dos Estados Unidos em Roma, de 26 de fevereiro deste ano.

As descobertas da comissão Murphy, publicadas em novembro de 2009, causaram comoção na Irlanda e na comunidade católica mundial, ao detalhar como as autoridades da Igreja de Dublin acobertaram sacerdotes pedófilos por três décadas.

Elaborado pela juíza Yvonne Murphy, o documento, que possui mais de 700 páginas, contém provas da existência de um esquema por meio do qual sacerdotes e autoridades policiais encobriram agressões cometidas por padres e freiras de instituições católicas irlandesas entre 1975 e 2004. Ao todo, 46 padres estão sendo investigados por denúncias de 320 vítimas.

O escândalo forçou o papa Bento 16 a convocar, em abril deste ano, os bispos da Irlanda para discutir maneiras de voltar a inspirar a confiança dos fieis.

O telegrama intitulado "Escândalos de abuso sexual afetam relações Irlanda-Vaticano, atinge a igreja irlandesa e impõe desafios para a Santa Sé" registra as observações da diplomata americana em Roma, Julieta Noyes. Ele foi publicado pelo jornal britânico "Guardian", uma das cinco publicações que obtiveram acesso antecipado aos mais de 250 mil documentos americanos vazados pelo WikiLeaks.

O secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone, escreveu à Embaixada da Irlanda e exigiu que qualquer requerimento relacionado à investigação passasse pelos canais diplomáticos.

No telegrama, Noel Fahey, embaixador irlandês no Vaticano, disse a Noyes que o escândalo de pedofilia na igreja foi a crise mais difícil com a qual lidou. O governo irlandês queria "ser visto como cooperativo com a investigação" porque seu próprio Departamento de Educação estava implicado, mas os políticos estavam relutantes em pressionar funcionários do Vaticano para participarem dos interrogatórios.

Segundo a vice de Fahey, Helena Keleher, o governo acabou cedendo à pressão do Vaticano e deu aos seus membros imunidade do testemunho - o que ela considera ter deixado as coisas piores.



Com informações Vermelho / Agências de Notícias

Sinal dos Tempos - Atualização da Bíblia

Um clássico refeito que chega às livrarias esta semana irá levantar novas questões para milhões de cristãos sobre a natureza do pecado, se as mulheres podem exercer autoridade sobre os homens e o que a palavra "presa" realmente significa.

Na quarta-feira, como muitos cristãos começam a observar a Quaresma, os editores americanos vão lançar novas traduções de duas das mais lidas Bíblias no idioma Inglês - a versão oficial católica e a versão evangélica mais popular - que, juntas, foram impressas mais de 415 milhões de vezes.
Estas são as primeiras novas traduções da New American Bible (versão católica) e da Nova Versão Internacional (a mais popular entre os evangélicos) nas últimas décadas, e estão sendo lançadas em um mercado onde as escrituras mudam radicalmente.

No final da década de 1950, algumas traduções dominavam o cristianismo de lingua inglesa. Hoje, existem dezenas, e ainda mais produtos de nicho, guias de estudo da Bíblia comercializados para as mulheres, jovens, amantes dos desenhos animados, jogadores, pessoas que só querem levar um volume pequeno. A nova NVI sozinha tem 33 guias de estudo diferentes sendo publicados neste verão.

Longe de depender de um livro e um pastor, os cristãos americanos de hoje podem se sentar no banco durante um sermão de domingo e usar seu telefone para percorrer 50 interpretações de uma passagem particular do novo ou velho Testamentos e comparar as redações.

Com o mercado de Bíblia crescendo cada vez mais, os editores querem ficar antenados com a forma como os jovens usam as palavras e com as últimas pesquisas acadêmicas.

Embora a maioria das mudanças nas novas versões sejam ajustes sutis de linguagem com intenção de torná-las mais legíveis, os livros refletem debates sobre como entender as escrituras sagradas do Cristianismo.

A parte mais controversa da nova NVI é a remoção de parte da linguagem de gênero neutro que os editores inseriram em uma versão que foi lançada em 2005, mas depois anulada por causa de críticas dos conservadores. A nova versão, por exemplo, substitui em Gênesis o chamado de Deus para fazer "o ser humano à nossa imagem", por "humanidade".

A NVI também tenta tornar menos rígida a formulação em determinados partes, disse Doug Moo, presidente do comitê de tradução de 15 membros. Por exemplo, ele substitui a proibição de mulheres "exercerem" a autoridade sobre os homens na igreja da versão de 1984 - a última NVI oficial - com o potencialmente mais suave " assumindo" a autoridade.

"Se isso se refere a todas as formas de autoridade sobre os homens na igreja ou apenas determinadas formas em certos contextos, depende do intérprete individual para decidir", se ve nas notas de tradução para a nova versão.

Ela substitui usos múltiplos da "natureza pecaminosa" com "carne", que Moo disse pretende deixar ao leitor a questão de saber se o pecado é um elemento central humano ou uma das muitas forças externas às quais nos submetemos.

A nova Bíblia católica reformula apenas o Antigo Testamento. A primeira nova versão desde 1970, destina-se a soar mais poética e mais contemporânea, com "estraga" substituindo "espólio" e "oferenda de fogo" suplantando o "Holocausto".

Poderia agitar controvérsia, porém, com decisões como a que pretende ser mais fiel ao hebraico - traduzindo Isaías 7:14 para dizer "uma jovem" conceberá, e dará à luz um filho, ao invés de uma "virgem", que é como o anterior Antigo Testamento Católico e a maioria das Bíblias evangélicas trazem.

Embora as novas Bíblias estejam sendo liberadas quarta-feira, leva-las às mãos dos leitores será um processo mais lento. Zondervan lançou versões digitais antes do Natal passado e já vendeu 40 mil e-books. A primeira tiragem de cópias de capa dura é de 1,4 milhões, e o porta-voz da Zondervan Brian Burch disse que espera vendas sólidas.

"Temos visto pouca mudança nas vendas de Bíblia entre recessões e os bons tempos", disse Burch.

A questão não é se as pessoas querem ler a Bíblia, mas em que forma e com que fim. Alguns especialistas prevêem que a fragmentação radical no mercado vai matar a noção corrente de que a Bíblia é um texto fixo para ser lido literalmente.

Timothy Beal, um professor de religião na Case Western University, que saiu apenas com um livro chamado "The Rise and Fall of the Bible", comparou a onda de versões com uma "colheita angustiada. Quando uma árvore está prestes a morrer e põe para fora toneladas de sementes."

A Bíblia, Beal diz: "Não é um livro de respostas, mas uma biblioteca de questões. Ela não fala a uma só voz. Não é um único ponto de vista. Este esforço frenético e desesperado para resolver as contradições está indo na contramão da Bíblia, que parece abraçar contradições. "

Mark Kuyper, presidente da Associação de Editores Cristãos Evangélicos, disse que a estrutura da Bíblia é uma vantagem em um mercado frenético e digitalizado. Muitos livros perdem o sentido quando os leitores podem acessar frases ou capítulos separadamente.

"Com a Bíblia, ele já está em pedaços", disse, "Ela vem em partes."

==

Washington Post - Por Michelle Boorstein

Tradução Nestor Sartoretto para OGalileO

Namoro entre Cristão e Muçulmana Causa Mortes e Incêndio em Igreja Duas pessoas morreram e uma igreja foi incendiada nas proximidades do Cairo- Egito- em atos de violência religiosa em disputa familiar, informou a agência oficial egípcia Mena.

Namoro entre 
Cristão e Muçulmana Causa Mortes e Incêndio em Igreja "Registramos a morte de duas pessoas e o incêndio da igreja de Al-Shahidaine nas disputas entre duas famílias", afirmou uma fonte dos serviços de segurança do país.

Os confrontos foram provocados por um relacionamento amoroso entre um cristão e uma muçulmana que revoltou as famílias. A briga entre as duas famílias terminou com as mortes dos dois patriarcas. Depois do funeral do pai da muçulmana, um grupo de muçulmanos ateou fogo na igreja da localidade.

O Exército, que assumiu a função de polícia depois da revolução contra o regime de Hosni Mubarak, conseguiu conter as chamas e restabelecer a calma.As relações entre muçulmanos e cristãos são um tabu no Egito, onde o casamento entre um cristão e uma muçulmana só é considerado legal se o homem se converter ao islã. Os coptas, os cristão egípcios, representam entre 6% e 10% da população.



Com informações AFP / Terra

SINAIS DOS FINS DOS TEMPOS - Terremoto de magnitude 5,4 atinge a China e deixa ao menos 7 mortos Já foram contabilizados 121 feridos, segundo agências internacionais. Dez minutos após o terremoto foram registradas três réplicas de 4,7 graus.


Um terremoto de 5,4 de magnitude deixou ao menos 7 mortos e 121 feridos nesta quinta-feira (10) na província de Yunnan, na China, segundo as agências internacionais.
saiba mais
O tremor provocou o corte da energia elétrica na região. Residências, hotéis e restaurantes desmoronaram, de acordo com a agência chinesa ‘Xinhua’. Já foram enviados soldados à região para ajudar nos trabalhos de resgate.
Dez minutos após o terremoto foram registradas três réplicas de 4,7 de magnitude. O epicentro do sismo ocorreu a 34 km de profundidade, informou o Centro de Pesquisas Geológicas dos Estados Unidos. O tremor ocorreu às 12h58 no horário local (1h58 em Brasília).

Pelo Menos 13 Pessoas Mortas no Cairo depois do Conflito Cristão-Muçulmano

Pelo menos 13 pessoas foram mortas no conflito entre Cristãos e Muçulmanos no Cairo, relatou a estação de televisão estatal do Egito na quarta-feira.
Outras 90 pessoas foram feridas no conflito. A violência sectária ocorreu depois que centenas de cristãos coptas saíram para protestar contra o incêndio provocado na Igreja de St. Mina e St. George em Soul, 18 milhas de Cairo, no sábado passado.
Um grupo de Muçulmanos relatou que queimou a Igreja no fim de semana depois de descobrir que um homem cristão local estava tendo um relacionamento amoroso com uma mulher muçulmana.
Na terça-feira, cerca de 500 protestantes coptas de Mansheier Nasr, também conhecido como “Garbage City,” estavam no caminho para se juntar ao protesto no Edifício de TV egípcio por causa da Igreja queimada quando eles encontraram milhares de Muçulmanos da área próxima de Sayeda Aisha e Mokattam. Os Muçulmanos estariam armados com armas pistolas automáticas, de acordo com a Agência de Notícias Internacional Assíria (AINA).
No começo, pedras foram atiradas contra os protestantes coptas. Depois, contudo, Coquetéis Molotov foram lançados contra eles.
Eventualmente, os militares chegaram no local da cena do conflito e somente pararam e assistiram inicialmente. Então, eles começaram a atirar para o ar e eventualmente dispararam balas reais para o lado dos coptas, de acordo com AINA baseada em relatórios de testemunhas coptas.
“Nós estávamos em um lado e os Muçulmanos em outro, nós temos centenas de feridos no lado copta,” disse uma testemunha. “Os Muçulmanos estavam também atirando por trás dos tanques militares.”
O procurador Wagih Anwar Abou Saad, que também testemunhou o conflito, disse que ao Free Coptic Voice que, “o exército está a proteger os Muçulmanos, que buscaram abrigo atrás dos tanques do exército.”
O padre Abdelmaseeh Baseet da Igreja Copta, na quarta-feira, disse que todos que foram mortos no conflito, eram Cristãos, de acordo com a CNN.
Os militares egípcios, que tomaram controle do país depois da destituição do Presidente Hosni Mubarak, prometeu investigar quem está por trás “dos atos de violência” e para responsabilizá-los “em toda a extensão da lei.”
Além das perdas humanas, o conflito resultou também em oito casas e 20 fábricas de reciclagem de lixo, pertencente aos coptas, incendiados. Cerca de 30 veículos de coleta de lixo foram também queimados.
O surto da violência de terça-feira é o último em uma série de conflitos Cristãos-Muçulmanos desse ano no Egito. Na véspera de Ano Novo, 21 pessoas foram mortas por um terrorista suicida fora da Igreja Copta em Alexandria. A explosão feriu cerca de centenas de pessoas.
Menos de duas semanas depois, um homem armado atirou fatalmente em um homem cristão e feriu outros cinco coptas em um trem no Egito.
E no fim de Fevereiro, um monge e seis funcionários da Igreja baleados e feridos quando o Exército Egípcio atacou um monastério Copta Ortodoxo em Wadi Al-Natroun, 68 milhas ao norte de Cairo.
Desde de Sábado, quando a Igreja de Soul foi queimada, Coptas estiveram sentados em frente ao Prédio de Televisão Egípcia para protestar contra a falha do exército, em entregar o prédio da Igreja em Soul como tinha prometido.
Os Cristãos representam entre oito a 12 por cento da população do Egito de 80 milhões de pessoas.

CRISTIAN POST

Ex-sambista abandonou tudo para seguir a Jesus


Mundo do Carnaval não preencheu o vazio que existia na vida do jovem Carlos Alberto
O jovem Carlos Alberto Peixoto Cruz, nascido em Belém do Pará e radicado no Rio de Janeiro desde a adolescência sonhava com o estrelato. O brilho das luzes da ribalta alimentou o desejo do rapaz em ingressar no mundo do samba, e aos 14 anos ele alcança seu objetivo e passa a fazer parte da Escola de Samba União da Ilha.
A carreira como sambista trouxe a ilusão de que o mundo estava aos seus pés quando os espectadores o ovacionavam após cada apresentação. Mas, logo procurava refúgio no consumo de entorpecentes, e a alegria da qual se considerava o principal expoente, se transformava em amargura e dor.
“Naquela época eu imaginava que as portas da fama e do sucesso se abririam com mais facilidade, caso eu fosse um integrante de uma escola de samba. Eu sonhava com as cores, luzes e a passarela do samba. No meu entender, aquele seria o meu destino. Também percebi que os dirigentes das escolas de samba ostentavam riqueza, com aqueles belos cordões de ouro. Em 1982, eu fui apresentado à Escola de Samba União da Ilha, no bairro carioca da Ilha do Governador, na qual permaneci por 12 anos”, revela Carlos.
Mas o tempo se encarregou em revelar a Carlos que a alegria contagiante divulgada pelos carnavalescos, não passava de um embuste; os prazeres da carne e suas concupiscências tão bem representados nas letras das músicas das escolas de samba não foram suficientes para aplacar a infelicidade daquele jovem que buscava a fama. A desilusão não tardou a bater à sua porta.
Outro fator que desestabilizou ainda mais a vida de Carlos foi o consumo de entorpecentes. Influenciado pelos colegas da escola de samba, o jovem passou a subir os morros cariocas a fim de conseguir um breve alento à sua angústia, acreditando que as “viagens” que fazia sob o efeito do alucinógeno era a única maneira de alcançar o prazer. “Eu conheci as drogas e por 12 anos fui viciado em cocaína. Mas eu não tive um envolvimento profundo com o tráfico”, lembra Carlos.
Enquanto permaneceu no mundo do samba, Carlos trabalhou ativamente e teve contato com celebridades: compôs vinhetas para a Rede Globo, participou de desfiles e realizou vários shows. Tornou-se conhecido ao ser indicado para disputar o Estandarte de Ouro, (prêmio instituído pelo jornal O Globo em 1972 e, desde então, vem premiando anualmente os destaques do Carnaval).
Encontro com Cristo
No entanto, a combinação explosiva do consumo de drogas e noites sem dormir fizeram efeito, e ele baixou em um leito de uma clínica, com o organismo debilitado por uma pneumonia, que quase o matou. Mas enquanto esteve internado, algo sobrenatural aconteceu. “Eu escutei uma voz chamar o meu nome na enfermaria, e quando este fenômeno acontecia, eu desmaiava. Quando ocorreu pela quarta vez, eu não resisti e chorei; lembrei-me que já era uma pessoa conhecida na sociedade e não recebia visitas. Hoje eu compreendo que o Senhor permitiu a ausência daquelas pessoas até eu reconhecer a minha fragilidade. Depois minha mãe, Dayse Peixoto, e outros parentes foram me visitar na clínica. Minha saudosa tia Leopoldina orava muito por mim e eu fiz um voto ao Senhor que se eu fosse embora daquele lugar, passaria a servi-Lo”, lembra Carlos. Mais tarde, a médica o aconselhou a voltar para casa pelo fato de seu organismo estar muito debilitado e os antibióticos não surtirem mais efeito.
Tempos depois, Carlos reencontrou a médica que o desenganou. Ele conta que a doutora e disse que o conhecia de algum lugar. “Eu sou aquele paciente que a senhora desenganou”, respondeu Carlos. A médica riu do acontecimento e foi uma oportunidade do ex-paciente anunciar o Evangelho para ela.
Liberado pelos médicos, Carlos visitou a Igreja Mundial de Jesus Cristo, onde abandonou a vida de drogas e promiscuidade. Mais tarde ele compareceu a um congresso de jovens na Assembleia de Deus na Cacuia, sub-bairro da Ilha do Governador e passou a frequentá-la. “Tudo o que eu possuo, inclusive a minha esposa, Jenaína Brígida Peixoto, consegui depois que me converti a Cristo. Hoje eu sou proprietário de uma empresa de quentinhas, sou presbítero e exerço função de vice-dirigente de uma de nossas filiais, a congregação de Rosa de Saron. Mas quando as pessoas me questionam sobre meu passado, eu respondo que este mundo parece ser perfeito, mas quem conhece a Cristo os olhos são abertos. Tudo é passageiro”.


Por Eduardo Araújo
Via: www.adonainews.com.br

Renato Suhett, ex braço direito de Edir Macedo, abre o jogo sobre a Igreja Universal


renato suhett 2 Polêmico e famoso, Renato Suhett é uma figura que ficou conhecida por volta dos anos 90 entre as empresas ligadas ao Bispo Edir Macedo, afinal foi lá que se tornou famoso e lançou vários de seus cds. Bispo, Renato já entrou e saiu da Igreja Universal duas vezes, ambas por divergência com as idéias do líder da denominação. Suhett fundou a Igreja do Senhor Jesus Cristo onde liderou e polemizou ao supostamente ter se ligado ao exoterismo e renegado tradições evangélicas como o batismo e a ceia. Como músico e compositor gospel vendeu milhões de álbuns na América do Sul.
Renato Suhett nasceu em Niterói em 19/01/61, filho de Irineu Lima e Genicy Suhett, casado com Diana Sousa Suhett. Formado em Literatura/Português, com mestrado e doutorado pela UERJ. Músico profissional, guitarrista, compositor, cantor, tendo gravado, até o momento, 12 discos em português e 6 em espanhol. Ingressou na vida cristã aos 20 anos, na Igreja de Nova Vida em Alcântara e Botafogo, ainda no tempo do Bispo Roberto MacLister. Depois conheceu a IURD, e seis anos depois, aos 26 anos, tornou-se no Bispo do Brasil. Estudou Teologia Livre na VINDE, com o Reverendo Caio Fábio. Formado em Teologia pela Faculdade da Assembléia de Deus em Mesquita (RJ). Pela IURD, desempenhou seu ministério em vários países, entre eles, Estados Unidos, Portugal, África do Sul, Argentina e México.
Confira abaixo a entrevista com o Bispo:
Tendo chegado ao posto de segundo homem mais forte da Igreja Universal, e Bispo responsável pelo Brasil, o que o motivou a deixá-la da primeira vez?
Foram muitos os motivos, porém, o principal foi quando, em reuniões de bispos e líderes, a igreja decidiu constituir um partido político e usá-lo como instrumento principal para galgar o poder. Eu sempre estava indo contra esse pensamento, pois todo cristão consciente sabe que o Reino de Deus é o nosso fator determinante de qualquer mudança e que n’Ele está todo o poder de que poderíamos necessitar, pois trata-se do poder do nosso Deus. Quando eu via a igreja buscando alcançar o poder por meios exclusivamente humanos, vi que já não havia lugar para mim aí. E foi isso mesmo que aconteceu… Eu fui “auto-exilado” para a Califórnia, estive em Los Angeles e em San Diego por três anos, e a IURD acabou caindo nessa rede que todos já sabem… tiraram pastores e bispos dos altares, jogaram-nos na “cova dos leões”… mas não havia Deus para livrá-los. E vieram as lamentáveis e vergonhas ligações de bispos e pastores com os escândalos políticos que já sabemos… “sanguessugas”, “ambulâncias”, “jogos”… no que até resultou em prisões de homens que no início da igreja até foram usados por Deus… uma lástima. Enfim, foi essa troca de valores que me fez deixar, com tristeza, a igreja que tanto amei… nessa primeira vez.
Depois de ser apontado pela revista Billboard (em sua edição internacional) como o maior nome da música cristã da América Latina, você pensou em algum momento dedicar-se exclusivamente à carreira musical?
Não, porque nunca dei valor ao cantor, ao compositor, ou ao guitarrista Renato Suhett, mais do que ao Bispo Renato Suhett… Deus me mostrou desde o começo que o músico é quem segue ao Bispo e não o contrário… Na verdade, o músico que sou é apenas um apêndice do bispo que Deus, pela Sua misericórida e graça me ungiu. Creio que aqui vale ressaltar o que o apóstolo Paulo escreveu em Romanos 11:27: “porque os dons e a vocação de Deus são irrevogáveis”.
Enquanto liderava a IURD no Brasil, teve esperança de que ela pudesse mudar, isto é, tornar-se numa igreja mais bíblica e doutrinariamentie sadia?
Sim. Aliás, essa era a minha meta: Colocá-la no que chamamos de “sã doutrina”. Não por mim, mas pela direção do Espírito Santo. Era até mesmo um voto que eu tinha com Deus. Mas como um dia o Bispo Macedo me disse, aos gritos: “Graças a Deus que não deixei você mais como bispo do Brasil… Você iria acabar com a minha igreja, com o que eu quero para a Universal.” Creio que não precisa dizer nada mais.
Por que sua ênfase passou a ser a graça depois de sua saída da IURD?
Ora, eu queria “exorcizar” tudo aquilo que havia visto e aprendido na Universal e fui buscar nessa antítese, um extremo que muito me custou, pois aí, eu errei, exagerei, creio mesmo que perdi a visão de Deus, neste afã de estar contra tudo o que dizia respeito a Universal… Aí eu errei e feio… Peço perdão a Deus e a todos que foram, direta ou indiretamente, atingidos por este erro. Sinceramente, a salvação é mesmo pela graça, é claro, é bíblico, mas não precisava que eu exagerasse tanto. Tirei a Ceia, o Batismo, deixei de expulsar demônios, etc. Esquecendo-me que essas coisas não são sugestões de Deus, mas ordens daquele é que o nosso Senhor Jesus Cristo. Errei, vacilei… Que bom que a misericórdia de Deus me contemplou. Sou um sobrevivente por esta misericórdia divina, com certeza…
Em que momento você acha que seu ministério perdeu o ponto de equilíbrio em termos doutrinários?
No afã de desdizer exageradamente tudo que era da Igreja Universal, acabei me desviando das diretrizes básicas do Senhor Jesus. Aí está o ponto… e como não, do orgulho de achar, na queda, que eu poderia falar o que viesse na minha cabeça, e que estava sempre certo. Meu Deus… que vergonha… Creio que todo líder deveria ter como lição obrigatória um vídeo do meu primeiro líder, Bispo Roberto McAlister, que inclusive está disponível no Youtube e que se chama “Orgulho”. Neste vídeo, ele fala, pelo Espírito Santo, de tudo que devemos ponderar e refletir ao assumirmos essa função de liderar homens e mulheres na obra que é de Deus. Com isso, estou admitindo categoricamente que também pequei por orgulho.
Qual a razão de você haver mudado radicalmente sua mensagem, passando a divulgar o exoterismo?
Foi uma tentativa de trazer um grupo, que a meu ver, nenhum igreja ainda o havia alcançado para Cristo (Desculpem-me se estiver errado): Os chamados esotéricos, espiritualistas (que não são os espíritas, candomblecistas, ou macumbeiros). Achei que poderia ajudá-los a chegar ao evangelho de Cristo, como se diz: “ganhá-los para Jesus”. Mas já estava eu tão desacreditado pelos evangélicos, alienado, marginalizado, por meus ímpetos de orgulho, etc. E parece que a imitação foi tão “bem feita”, que acabaram disseminando no meio evangélico que eu, de fato, havia me tornado exotérico. Imagine você em que confusão fui me meter… Creio que seria o caso do roto falando do esfarrapado. Eu não tinha condições espirituais mínimas, naquele momento, de encarar uma empreitada dessas… hoje até me faz rir, mas foi muito triste. Uma grande confusão, total, desordenada e completa. E eu ali… feito um bobo, acho que nem sabia mais quem eu era, o que era, ou para que estava vivendo… além de perder a visão, creio que perdi a noção e a razão. E veja que até hoje tem gente que me olha meio de lado, talvez pensado: esse homem esteve em “sociedades secretas”, etc. Discretos ou indiscretamente… [risos] Desculpe, mas estou rindo de pensar a que ponto um homem chega de ridículo, quando perde a visão e a direção do Espírito Santo. “A minha alegria é o Senhor, que conheceu a minh’alma e não me rejeitou”… Só Deus mesmo para nos aturar… porque nem eu mesmo sabia mas quem era. Foi, simplesmente, horrível essa fase.
Por que decidiu retornar à IURD?
Aí vamos parar no outro extremo. Foi tanto exagero, exacerbações… que decidi voltar após ouvir um conselho de um amigo, homem de Deus (não sei se ele me autorizaria dizer seu nome, mas Gleiber de Andrade). Este homem me disse, estando eu no Rio de Janeiro: “Olha, Renato, o que você está fazendo com sua vida. Lembra de onde caís-te, arrependa- te e volta”. Considerei esta palavra, orei e o fiz literalmente: Voltei lá para catedral do Brás, achando que deveria ter caído, ou começado a cair por ali, quando ainda era o bispo do Brasil na IURD. Achando que a Universal havia mudado (que duendes e fadas existiam, bem como o Papai Noel…[risos]). Mas na situação que estava, acho que valeu a experiência, pois voltei a ter contato com “algo”, um mínimo residual do Evangelho pleno, creio eu.
Em algum momento sentiu que seu testemunho foi usado para estancar o êxodo de membros da IURD para outras igrejas como a Mundial?
Em todo tempo… [risos] Depois, lá na frente, estando no México e quando me mandaram de volta ao Brasil e o Romualdo me recebeu, não com aquele carinho do tempo do testemunho, mas de outro modo, e dizendo que o Bispo Macedo tinha outro plano pra mim, que não deveria estar mais no altar e sim ser um tipo de diretor ou gerente de uma rádio em Volta Redonda… e esquecer o altar. Aí a ficha caiu. Fui simplesmente um objeto de uso, quanto do testemunho, para que outros não saíssem mais e sofressem como sofri… Entendi tudo e vi que estavam tentando enterrar o que Deus me deu, e em vida (enterrar-me vivo). Óbvio que pulei fora, pois não havia mais lugar ali para mim. Muito menos nos dias de hoje. Saí de lá para entrar de vez no Reino de Deus, agora sim… não por mão do Bispo Macedo, nem de ninguém, mas de Deus mesmo. Que bom!
Quanto tempo foi preciso para que retornasse ao púlpito?
Fiquei um ano na “geladeira” no Brasil e trabalhei como pastor por dois anos no México, onde tive o privilégio de conhecer uma gente maravilhosa e muito aberta ao Evangelho. Só lhes falta este Evangelho verdadeiro e pleno. É, de fato, um campo a ser desbravado. Foi uma boa experiência, pois por dois anos tive que trabalhar como pastor sem nenhum auxiliar, fazendo quatro reuniões diárias. Aprendi muita coisa lá. Valeu muito e não me queixo de nada, principalmente por aquele povo tão sincero de coração que são os mexicanos.
Por que resolveu deixar a IURD novamente?
Porque entendi que o “cantado e decantado perdão ao filho pródigo” não passava de uma grande panacéia pra “brasileiro ou si lá quem ver”. rs Ora, o Bispo me proibiu de pregar e queria que eu fosse um executivo… meio executivo de rádio…nem sei o que é isso. Meu objetivo é viver do e no altar do Senhor até o fim dos meus dias…
É verdade que foi recebido pela Mundial?
Não. Quando voltei estive com o apóstolo Valdemiro por uma vez e assisti a umas reuniões dele. Afinal, fui eu que, quando Bispo do Brasil, o consagrei a Bispo. Foi apenas um encontro de velhos amigos. Mas o ministério que Deus deu a ele é o dele, o meu tem outro perfil. E que Deus abençoe a ele muito, como também ao Bispo Macedo, e a todos da Universal, Mundial, Radial, Medial, Afinal, etc. e tal… [risos]
Quais são suas expectativas ministeriais?
Simplesmente e sinceramente ser um instrumento nas mãos de Deus para estabelecer as diretrizes do Seu Reino aqui, e “preparar o caminho para o Senhor”, tendo sempre em vista que “Ele cresça e eu diminua”. Na prática, evitar os erros do meu passado e aproveitar esta grande oportunidade que o Senhor está dando… Igreja de Jesus Cristo. Tudo muito simples, de acordo com o mandamento do Senhor Jesus: “Amar como Ele nos amou”, curar os enfermos, expulsar demônios, batizar em nome de Jesus, buscar o Espírito Santo, realizar a Ceia do Senhor, não em memória, mas como celebração de Jesus Cristo vivo em nós, Sua Igreja!
Pretende retomar sua carreira musical?
Ah, com certeza que o cantor, o músico e o compositor vão de mala pronta junto com o bispo, é certo… Agradeço muito a paciência de todos para comigo, que Deus os abençoe rica e abundantemente em Cristo Jesus!!! 


Fonte: Genizah Virtual e Gospel+

Ensino religioso é proibido em escolas cariocas

O Conselho Municipal de Educação emitiu parecer negando a implantação do Ensino Religioso nas escolas públicas desta cidade. O ato foi publicado no Diário Oficial do dia 24 de fevereiro. A decisão considerou problemas didático-técnicos, a diversidade cultural e religiosa, o critério de representatividade dos credos, o credenciamento de professores e a laicidade da escola pública.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelA decisão opina sobre a aplicabilidade do disposto no art.33 da Lei nº 9.394, de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), de 20/12/1996, que trata do Ensino Religioso. A decisão fundamentou-se especialmente na falta de respostas a perguntas técnicas. Se a matrícula é facultativa, como fará parte da carga horária?
Outro aspecto considerado pelos conselheiros municipais foi o caráter público da educação: como respeitar a diversidade cultural e religiosa? Qual o valor da consulta às instituições religiosas em matéria que cabe ao Estado? Como decidir a representatividade dos credos? Como credenciar os professores?
O Conselho Municipal considerou e reafirmou o caráter laico da escola pública e firmou compreensão de que o Ensino Religioso não se constitui em área de conhecimento específica, para ser tratada em moldes disciplinares.
O Parecer 04/2011, da relatora Rita Marisa Ribes Pereira e da Câmara, aprovado por unanimidade pelo plenário, considera que “os muitos questionamentos que permanecem em aberto e as conseqüências administrativas de uma adequação precipitada numa rede de tamanha extensão, é recomendável que nenhuma decisão seja tomada até que a ação de inconstitucionalidade apresentada pela Procuradoria Geral da República seja votada”.
Fonte: ALC

Quando será o fim do mundo? Líderes evangélicos falam sobre a data da volta de Cristo

A maioria dos líderes evangélicos acreditam que Jesus Cristo irá retornar à Terra e então reinar com seus seguidores por 1.000 anos, mostra uma nova pesquisa, 09 de março de 2011.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelEssa teologia do fim dos tempos é chamada de pré-milenismo e 65 por cento dos líderes evangélicos pesquisados se identificam com ela.
Como parte dessa pesquisa mensal, a Associação Nacional dos Evangélicos pesquisou seu conselho de diretores, do qual incluem os Diretores Executivos das denominações e representantes de uma vasto leque de organizações evangélicas, sobre suas crenças escatológicas.
“Está em nossa natureza humana querer preparar a nós mesmos – fisicamente, emocionalmente, espiritualmente – pelo que pode estar à frente,” disse o Presidente da NAE, Lieth Anderson.
A pesquisa, publicada esta semana, encontrou que 13 por cento dos inquiridos são amilenistas – acreditando que o reino milenar não literal de Cristo está acontecendo agora enquanto Cristo reina à direita do Pai.
Quatro por cento acredita que a segunda vinda de Cristo que irá ocorrer depois do período de 1.000 anos durante o qual as nações irão progressivamente estar convertidas ao Cristianismo. Essa é a teologia pós-milenista.
Dezessete por cento, entretanto, identifica-se com a teologia final “outros” tempos.
Enquanto a maior parte dos líderes evangélicos sustentam uma crença pré-milenista – no qual o período de 1.000 anos é justiça e paz em todo o mundo e precede o fim do mundo – mesmo dentro deste sistema de crença, há variações.
Os pré-milenistas discordam quanto ao período do arrebatamento, se os Cristãos irão subir e unir-se a Jesus durante ou depois do período de tribulação – que vem antes do retorno de Cristo.
Entretanto, muitos líderes evangélicos concordam que o foco nos detalhes dos últimos dias pode ser uma distração de viver fielmente no presente, de acordo com a pesquisa.
Roy Taylor, declarou ao secretário da Igreja Presbiteriana nos Estados Unidos, “Na medida em que o tempo aproximado do Segundo Advento entrou em causa, eu me demiti do Comitê de Planejamento e juntei-me ao Comitê de Recepção.”
Além disso, dadas as várias visões sobre o fim dos tempos, a Open Bible Churches, uma asosicação de Igrejas Evangélicas Pentecostais Carismáticas, alterou sua Declaração de Fé para dar aos ministérios e constituintes uma liberdade maior nos ensinamentos escatológicos.
A declaração de fé da Open Bible Chuches sobre a segunda vinda de Cristo afirma simplesmente: “Nós acreditamos que a segunda vinda de Cristo será pessoal, visível e triunfante.”
Fonte: Christian Post

Pastor desafia ateus a provarem cientificamente que Deus não existe: “Não há provas de que o homem veio do macaco”

Rubens Teixeira, pastor evangélico e doutor em economia no Brasil, responde mediante a respostas de ateus pela internet acerca de suas polêmicas perguntas “Você é ateu? Se você é ateu, então você me prove cientificamente que Deus não existe,” em entrevista postada em seu site ontem. Ele falou sobre a importância do conhecimento da Bíblia e o criacionismo.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelUm vídeo publicado em resposta ao pastor, mostrou o depoimento de um ateu contra o pastor, argumentando que os ateus não veem motivo para acreditar em um Deus, e por isso não há motivo de provar que Deus não existe.
Rubens já havia afirmado na época que “nenhum deles conseguiram me provar até hoje.”
O Pastor foi criticado e acusado de usar falácias de “apelo à autoridade” ao dizer de suas formações acadêmicas. Em sua reposta, Rubens faz questão de mostrar sua carreira acadêmica e prêmios que tem recebido por suas pesquisas e estudos em sua área de formação, concordando “que a importância de quem fala é importante para o seu argumento.”
“Quando alguém está doente, ele pede explicação ao médico. Quando alguém tem um problema jurídico ela pergunta ao advogado,” argumentou ele.
Rubens condenou aqueles que criticam a Bíblia sem ter um conhecimento adequado de seu conteúdo.
“Alguém tentar falar sobre a Bíblia sem conhecê-la é uma espécie de loucura. É como você querer ensinar alguém a fazer cirurgia cardíaca se você nunca frequentou uma aula de um curso de medicina. Eu não consigo entender como uma pessoa ousa falar daquilo que ela não conhece,” disse.
Rubens sustentou que “Muitas coisas que a Bíblia dizia, a ciência descobriu depois. Muitas coisas na Bíblia a ciência não comprovou que existe, mas também não provou o contrário.”
Ele exemplificou que na Idade Média, quando se pensava que a Terra era plana, a Bíblia já mostrava o conceito de uma terra esférica no livro de Isaías 22, que diz “Deus se assenta sobre o globo da terra.”
“Na época a ciência entendia que era plana, contraditório com o que dizia a Bíblia. Todavia, depois descobriu-se que a Terra tinha a forma arredondada como tem.”
Rubens ressaltou a importância do respeito quanto ao conhecimento das Escrituras, relembrando a sua estada em outros países, em que ele ouviu pessoas de outras religiões fazendo citações da Bíblia como referência.
“Se essas pessoas que são de lá, e citam a referência bíblica como pode alguém que não tem noção do que está falando criticar a Bíblia. Fica difícil você querer conversar sobre a Bíblia e debater com quem não a conhece.”
Para responder a uma das críticas ateístas apresentadas, dizendo que a teologia não é ciência, ele defende, mencionando que há Universidades criacionistas no Brasil.
“O MEC reconhece que a teologia é uma ciência. Por isso tem esses níveis de graduação,” citando a Pontifícia Universidade Católica e o Mackenzie como exemplos.
Ele questionou a o ensino escolar baseado no evolucionismo, argumentando que, “Não há prova cabal de que o homem veio do macaco. Então eu acho que deveria abrir espaço para um debate do criacionismo.”
“O criacionsimo é uma convicção que entende que Deus criou as coisas como elas são. Um animal não virou outro animal é logico que a evolução aconteceu e acontece, mas não acredito é que um ser deu origem a outro. Eu acredito que Deus criou o homem da forma que ele é.”
“Eu nunca encontrei nada que contrariasse a Bíblia.”
Fonte: Christian Post

Falcão – evangélico e um dos mais famosos jogadores de futsal do mundo

Testemunho: Falcão – evangélico e um dos mais famosos jogadores de
 futsal do mundoAlessandro Rosa Vieira, mais conhecido como Falcão, nasceu em São Paulo, no dia 8 de junho de 1977, é o jogador brasileiro de futebol de salão. Ganhou o apelido em homenagem ao ex-jogador de futebol de campo Paulo Roberto Falcão, que jogou no Internacional de Porto Alegre, Roma e São Paulo.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelIniciou sua carreira no futsal defendendo o Corinthians no ano de 1992. Sua incrível habilidade logo lhe rendeu uma vaga na Seleção. Em 2004, Falcão foi eleito pela FIFA como o melhor jogador de futsal do mundo.
Após uma breve passagem pelo futebol de campo, inclusive com participação na Copa Libertadores de 2005 pelo São Paulo Futebol Clube, Falcão retornou as quadras e atualmente defende a equipe do Santos.
Este Falcão campeão e eleito o melhor do mundo se converteu ao evangelho e conta como foi esta experiência e como está sua vida…
Nada aconteceu de extraordinário que me levasse a Jesus, foi uma necessidade que senti quando visitei uma igreja. Foi um momento especial, onde cada palavra daquela noite mostrou-me coisas que eu não conhecia e dando vontade de voltar e nunca mais sair.
Antes disso, minha vida era vazia, onde o que valia para mim era fama. E dentro disso acabava tratando a vida com valores inexistentes. Depois que tive um encontro com Cristo tudo mudou, hoje os meus valores são outros, vejo o ser humano de forma diferente aprendendo que somos todos iguais, perante o Senhor.
Quando conhecemos a Jesus Cristo, aprendemos que a nossa vida é muito vazia sem o Senhor. E que com Jesus Cristo tudo se torna fácil de renunciar.
Na minha vida profissional as atitudes mudaram naturalmente, pois, continuo cobrando do árbitro, mas com palavras respeitosas e durante a partida acontecem coisas naturais de jogo que hoje eu encaro de forma diferente. Também houve uma grande melhora no número de cartões.
No meu grupo de trabalho a aceitação da minha nova vida, como cristão, foi grande e o respeito também. Todas as pessoas têm o interesse de saber o porquê da minha mudança. Devagar vou trazendo-os para conhecer a nossa abençoada Comunidade para que possam ser abençoados como eu e minha família estamos sendo.
Atualmente, eu me considero uma pessoa totalmente feliz, pela família que eu tenho e por ter conhecido a Jesus Cristo como Senhor e Salvador da minha vida.
Para o futuro, meu desejo é conhecer cada vez mais a palavra de Deus e tenho certeza de que tudo acontecerá naturalmente.
Para as pessoas que desejam seguir a Cristo e não encontram força para prosseguir em frente a sua decisão, eu peço que elas apostem na salvação em Cristo, pois, eu vivo esta experiência e tenho a certeza que é o melhor caminho.
Fonte: Atletas de Cristo

Bispo Edir Macedo responde as acusações polêmicas de Caio Fabio e afirma preferir um ateu a um falso religioso

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
“O principado das trevas jamais se apresenta como um sujeito vermelho, chifrudo, burro e ignorante, [mas] educado, irresistível, envolvente e convincente”, escreveu. “Assim ele tem usado as religiões, incluindo evangélicas, para estimular conformismo com as pragas infernais.” “[...] De forma aristocrática, faz os cegos absorverem seus pensamentos como a areia absorve a água do mar.”
O tom de Macedo parece ser de resposta a um líder religioso evangélico, sobre o qual o texto não faz referência. Recentemente, em um vídeo na internet, Caio Fabio fez duras críticas ao fundador da Igreja Universal. Não é a primeira e nem a segunda vez que o Bispo utiliza de parábolas para responder críticas e acusações sem citar nomes, quando protagonizava uma discussão pesada com troca de xingamentos com o Pastor Silas Malafaia, Macedo utilizou a idéia. Quando seu filho Moyses Macedo criou polêmica também repetiu a estratégia.
Caio Fábio disse que Edir Macedo já começa a ter “doençinhas” da velhice e que, por isso, teme morrer porque sabe que terá de prestar contas de suas mentiras a Deus. Também afirmou que Macedo é mais perigoso para a “alma humana” do que o traficante Fernandinho Beira-Mar, porque “do pó a gente se liberta, mas de engano do Evangelho a gente não se salva nunca.”
Em seu blog, Macedo escreveu que o “mal trabalha forte com as religiões para manter suas vítimas resignadas com mazelas. Neste caso, é melhor ser ateu”.
Entre as palavras de Caio Fábio no vídeo, o reverendo usou de uma expressão de baixo calão: “Edir Macedo tem um tarugo do diabo no rabo”.
Fonte: Gospel+
Adaptado de Paulopes

Quando será o fim do mundo? Líderes evangélicos falam sobre a data da volta de Cristo

Quando será o fim do mundo? Líderes evangélicos falam sobre a data
 da volta de CristoA maioria dos líderes evangélicos acreditam que Jesus Cristo irá retornar à Terra e então reinar com seus seguidores por 1.000 anos, mostra uma nova pesquisa, 09 de março de 2011.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica GospelEssa teologia do fim dos tempos é chamada de pré-milenismo e 65 por cento dos líderes evangélicos pesquisados se identificam com ela.
Como parte dessa pesquisa mensal, a Associação Nacional dos Evangélicos pesquisou seu conselho de diretores, do qual incluem os Diretores Executivos das denominações e representantes de uma vasto leque de organizações evangélicas, sobre suas crenças escatológicas.
“Está em nossa natureza humana querer preparar a nós mesmos – fisicamente, emocionalmente, espiritualmente – pelo que pode estar à frente,” disse o Presidente da NAE, Lieth Anderson.
A pesquisa, publicada esta semana, encontrou que 13 por cento dos inquiridos são amilenistas – acreditando que o reino milenar não literal de Cristo está acontecendo agora enquanto Cristo reina à direita do Pai.
Quatro por cento acredita que a segunda vinda de Cristo que irá ocorrer depois do período de 1.000 anos durante o qual as nações irão progressivamente estar convertidas ao Cristianismo. Essa é a teologia pós-milenista.
Dezessete por cento, entretanto, identifica-se com a teologia final “outros” tempos.
Enquanto a maior parte dos líderes evangélicos sustentam uma crença pré-milenista – no qual o período de 1.000 anos é justiça e paz em todo o mundo e precede o fim do mundo – mesmo dentro deste sistema de crença, há variações.
Os pré-milenistas discordam quanto ao período do arrebatamento, se os Cristãos irão subir e unir-se a Jesus durante ou depois do período de tribulação – que vem antes do retorno de Cristo.
Entretanto, muitos líderes evangélicos concordam que o foco nos detalhes dos últimos dias pode ser uma distração de viver fielmente no presente, de acordo com a pesquisa.
Roy Taylor, declarou ao secretário da Igreja Presbiteriana nos Estados Unidos, “Na medida em que o tempo aproximado do Segundo Advento entrou em causa, eu me demiti do Comitê de Planejamento e juntei-me ao Comitê de Recepção.”
Além disso, dadas as várias visões sobre o fim dos tempos, a Open Bible Churches, uma asosicação de Igrejas Evangélicas Pentecostais Carismáticas, alterou sua Declaração de Fé para dar aos ministérios e constituintes uma liberdade maior nos ensinamentos escatológicos.
A declaração de fé da Open Bible Chuches sobre a segunda vinda de Cristo afirma simplesmente: “Nós acreditamos que a segunda vinda de Cristo será pessoal, visível e triunfante.”
Fonte: Christian Post

Declaração da UE é fraca e tardia contra a violência anticristã


   
UNIÃO EUROPEIA - Após duras críticas, na última semana de fevereiro o Conselho de Assuntos Exteriores da UE divulgou uma tão polêmica e discutira declaração para defesa dos cristãos no Oriente Médio. A menção aos cristãos é única num texto de aproximadamente 500 palavras e inclui peregrinos muçulmanos e outras comunidades religiosas na mesma sentença.

O grupo Vigilância da Dignidade Europeia afirma que a declaração intitulada “Conclusions on intolerance, discrimination and violence on the basis of religion or belief” (Conclusões sobre intolerância, discriminação e violência na base da religião ou convicção), falha ao não lidar com a natureza dos ataques violentos contra os cristãos que tem se tornado comum em países dominados pelo islamismo no mundo inteiro e é enfática e clara quanto às críticas.

Críticas

Os cinco ministros das Relações Exteriores e a Alta Representante da UE baronesa Catherine Ashton foram acusados de se prostrar diante dos modismos politicamente corretos. A acusação foi feita por membros do Parlamento da UE, inclusive Franco Frattini, ministro das Relações Exteriores da Itália, que disse que a versão preliminar da declaração mostrava “excesso de secularismo” e pediu, com o apoio do ministro francês, que fosse removida.

David Casa, parlamentar de Malta, disse: “Como é que é possível condenar de forma correta essas atrocidades sem fazer nenhuma menção dos alvos [dessas atrocidades]?”

“Se temos a intenção de gastar o dinheiro dos que pagam o imposto de renda para pagar pedaços de papel rascunhado declarando que as pessoas não deveriam ser mortas à bomba em geral, então deveríamos todos fazer as malas e ir para casa”.

A declaração desta semana dos ministros de Relações Exteriores vem depois de duas outras, que não hesitaram em mencionar os cristãos, feitas pelo Conselho da Europa e pelo Parlamento da UE em 20 de janeiro (leia mais aqui).






Fonte: Voz dos MártireS

FINAL DOS TEMPOS - Pastor e mulher são presos suspeitos de estuprar menina para tirar 'maldição do sexo', em Edeia

Pastor e mulher são presos suspeitos de estuprar menina para tirar 'maldição do sexo', em Edeia Segundo relato da vítima à políc...