quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

delegado acusado de agredir cadeirante é afastado

O titular do 6º Distrito de São José dos Campos, delegado Damásio Marino, foi afastado nesta quinta-feira das funções pelo secretário de Segurança do Estado de São Paulo, Antonio Ferreira Pinto. Damásio é acusado de agredir um advogado cadeirante durante uma briga por uma vaga de estacionamento reservada para portadores de deficiência física em São José dos Campos. A agressão teria ocorrido na tarde da última segunda-feira, em frente ao fórum do município.
Por determinação da secretaria, a Corregedoria da Polícia Civil instaurou um procedimento administrativo para apurar a responsabilidade funcional do delegado na agressão. Desde a última terça-feira, a corregedoria já havia instaurado também um inquérito policial para apurar a denúncia de crime de lesão corporal dolosa.
Conforme a denúncia, o delegado retornava ao seu veículo particular quando foi abordado pelo advogado Anatole Magalhães Macedo Morandini, que reclamou do uso da vaga especial. "E aí iniciou-se uma discussão, que veio a culminar com uma agressão por parte do senhor Damasio no cadeirante", afirmou o delegado Antônio Álvaro Sá de Toledo, delegado da 1º Corregedoria Auxiliar da Polícia Civil, responsável pelas regiões do Vale do Paraíba e do Litoral Norte de São Paulo.
"O cadeirante alega que ele (o delegado) saiu do veículo empunhando uma pistola e teria agredido ele a golpes de coronhadas, no olho e na boca. Foi requisitado exame de corpo de delito, ele foi submetido, então o laudo vai esclarecer definitivamente", afirmou Álvaro.
"A Corregedoria recebeu a ocorrência e imediatamente foi determinada instauração de processo administrativo disciplinar e inquérito policial", disse o delegado, que espera ouvir as duas partes ainda nesta quinta-feira. "As oitivas nós devemos esgotar tudo até amanhã, no mais tardar, e vamos ficar apenas no aguardo do laudo do IML (Instituto Médico Legal)", afirmou Antônio Álvaro.
O prazo para conclusão do inquérito é de 30 dias. Caso fique comprovado o abuso do delegado, ele estará sujeito a sanções e pode ser expulso da Polícia Civil. A reportagem não conseguiu localizar a defesa do delegado para comentar as acusações. Segundo o Jornal Hoje, ele negou ter sacado a pistola e disse que reagiu a uma cusparada.

Fonte Terra

Franklin Graham: o Espírito do Anti-Cristo está em Toda Parte


franklin-graham-christian-post estudantes na Universidade John Brown, nesta terça-feira, para continuarem comprometidos em sua fé em Jesus Cristo e pregar o Evangelho, apesar da perseguição que eles podem enfrentar.
  • (Foto: Universidade John Brown, via The Christian Post)
    Franklin Graham, presidente e CEO do Samaritan's Purse e da Associação Evangelística Billy Graham, exorta estudantes da Universidade de John Brown para pregar o Evangelho de Jesus Cristo, apesar das perseguições e desafios.
Falando durante um culto na capela especial, o pregador evangélico pediu aos estudantes da universidade privada cristã em Siloam Springs, Arkansas, para "definir a vela para o curso que Deus tem na sua frente," ao superar as armadilhas, tentações e desafios em seu caminho.
"A última coisa que o diabo quer que você faça é servir ao Senhor Jesus Cristo," disse ele.
Graham, presidente e CEO do Samaritan's Purse e da Associação Evangelística Billy Graham, compartilhou sobre a resposta do seu ministério de socorro na sequência do terremoto no Haiti, dizendo ao público que a mensagem do Evangelho sempre foi o cerne do seu trabalho.
Ele disse que orou com cada paciente antes de uma operação e deu uma Bíblia para cada paciente.
"Queríamos que todos soubessem que Jesus Cristo era o Filho de Deus," disse o evangelista americano.
Graham recentemente viajou de volta ao Haiti, onde entregou a mensagem do Evangelho a dezenas de milhares de pessoas no Estádio Nacional de Futebol em Porto Príncipe. Centenas vieram para a frente quando ele fez um convite para receber a Cristo.
"Eu não me importo com o quão bom trabalho você faz. Se você deixar de preparar uma pessoa para estar diante de eternidade, se você deixar de preparar uma pessoa para estar diante de Deus, você está apenas desperdiçando seu tempo. Então, tomemos todas as oportunidades para dizer a uma pessoa sobre Jesus," disse ele.
Mas a pregação do Evangelho pode ser difícil, de acordo com Graham, em uma sociedade onde citar o nome de Cristo é proibida.
"Mesmo no nosso governo, hoje, você não pode orar a Jesus em muitas reuniões públicas. Você pode orar a Deus ou um deus. Você pode mencionar Buda ou o nome de Maomé, mas você não pode orar a Jesus Cristo," disse Graham, que já foi desconvidado de um evento de Dia Nacional de Oração no Pentágono pelos seus comentários sobre o Islã.
"Sabemos que vamos ser perseguidos por defender o nome de Cristo."
Graham também expressou sua consternação com a forma como o serviço memorial recente para vítimas do tiroteio de Tucson foi tratado, contrastando o evento com outros serviços memoriais que ele assistiu. Embora o serviço memorial para o atentado da cidade de Oklahoma e um serviço de oração após 11/09 tenha invocado o nome de Deus, o memorial de Tucson apresentou um índio que estava chamando "pai céu e a terra mãe."
"Não houve convite para Deus colocar os Seus braços amorosos em torno dos que estavam sofrendo," observou. "Por que deixá-lo fora? Eles zombam do nome de Jesus Cristo."
Ele disse que o escárnio e perseguição contra os crentes de Cristo, só vai piorar.
"O espírito do anti-Cristo está em toda parte," afirmou Graham, que observou que as redes de televisão têm afastado os repórteres que cobrem temas relacionados com Cristão. "Estamos sendo secularizados tão rapidamente. Qualquer coisa que tenha a ver com a fé cristã está sendo lentamente tirado da sociedade."
Apesar da oposição, Graham pediu aos estudantes para aproveitarem as abundantes oportunidades para o evangelismo na era atual, especialmente através da Internet. Ele mencionou algumas opções de como pôr palavras-chave como "Deus," "Jesus" ou mesmo "Muhammad."
"Eu vou construir um exército de jovens," compartilhou ele. "Nós estamos indo descobrir como você se infiltrar em todas as línguas do mundo com o Evangelho de Jesus Cristo e fazê-lo na Internet."

Fonte Cristian Post

Encontro para a consciência cristã discutira a Nova Ordem Mundial e Governança Global

O Primeiro Seminário sobre Apostasia, Nova Ordem Mundial e Governança Global é um dos eventos paralelos da décima terceira edição do Encontro para a Consciência Cristã, que será realizado entre os dias 2 e 8 de março, no Parque do Povo, em Campina Grande, na Paraíba.
Esse Seminário é uma realização da Visão Nacional para a Consciência Cristã – VINACC, órgão responsável pelo Encontro para a Consciência Cristã. O Primeiro Seminário sobre Apostasia, Nova Ordem Mundial e Governança Global acontece no sábado, dia 5 de março, no Teatro Rosil Cavalcante, ao lado do Parque do Povo.
Influências sociais, culturais, políticas e econômicas para a formação da Nova Ordem Mundial é um dos temas que serão discutidos no I Seminário sobre Apostasia, Nova Ordem Mundial e Governança Global. Esse tema será apresentado no turno da manhã, no horário das 9h às 12h30.
Esse tema será debatido pela psicóloga Rozângela Justino, do Rio de Janeiro, pelo teólogo e missionário pastor Don Richardson, dos EUA e pela escritora Norma Braga, da Bahia.
Já no turno da tarde, das 14h30 às 17h50, também no Teatro Rosil Cavalcante, será exposto o seguinte tema: Políticas Públicas Globais e Ordem Jurídica Internacional, o qual será apresentando pelos professores Ricardo Marques, do Ceará, Uziel Santana, de Sergipe e mais uma vez pela psicóloga Rozângela Justino, do Rio de Janeiro.
 
Fonte: VINACC

Rádio CPAD FM entra no ar

A Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD) lançou nesta segunda-feira (17) mais um canal de comunicação entre a denominação e o povo de Deus. Entrou no ar a programação da CPAD FM, em 96,1 para o estado da Paraíba, mas a programação também pode ser acompanhada pelo link da rádio na página da CPAD.
Para garantir a excelência da programação o editor chefe do departamento de jornalismo da CPAD, o pastor Silas Daniel, conta com a colaboração de duas equipes, uma local em João Pessoa e uma no Rio de Janeiro.
Na coordenação técnica está Aquiles Milhomem. No comando dos programas de sucesso da nova emissora estão os locutores Daniel Oliveira e Alex Ferreira, no Rio de Janeiro, e na Paraíba, a programação é coordenada pela Assembleia de Deus em João Pessoa.
Você já pode acompanhar na programação da sua 96,1 momentos especiais como o “Amanhecer com Cristo”, “Deixa a Luz Brilhar” com o pastor Alexandre Coelho; “Pentecostes em Foco”, com o pastor Isael Araújo; “Entre amigas”, apresentado por Gilda Júlio, “O Cristão e o Mundo”, com o pastor Silas Daniel; e uma programação campeã com o melhor do louvor e adoração pentecostal escolhido especialmente por você ouvinte da CPAD FM.
Para participar da programação da CPAD FM basta enviar a sua sugestão para o e-mail: cpadfm@cpad.com.br

Fonte: CPAD

Congresso da OPBB reúne mais de 500 pastores presentes

Ordem dos Pastores Batista do Brasil (OPBB) iniciou nesta quarta o seu Congresso anual. A abertura do evento, que contou com mais de 500 participantes, foi marcada pelas palavras inspirativas, que nesta ocasião ficaram a cargo dos pastores Lécio Dornas e Carlito Paes.
Em sua palavra, o pastor Lécio Dornas, que deixa a presidência da OPBB nesta oportunidade, falou sobre a vida plena no ministério pastoral, o que, segundo ele, “implica numa relação profunda com a Bíblia”.
Ele encerrou sua preleção expressando o desejo de que a relação dos pregadores com a Palavra de Deus “se aprofunde e que haja vida plena no ministério pastoral”.
Nesta oportunidade, também está sendo realizada a reforma do regimento interno da OPBB. O evento vai até o dia 20, oportunidade na qual será eleita a nova diretoria da organização.
 
Fonte: CBB

Trapalhão evangélico Dedé Santana, comenta sobre sua amizade com Didi

O próprio Dedé Santana afirma: se tivesse começando sua carreira nos dias de hoje, talvez não seria tão bem sucedido como na década de 1960.


“Naquela época, nosso humor era ingênuo e tínhamos liberdade para fazer qualquer coisa. Hoje, não posso mais chamar um afrodescendente de ‘negão’. Eu seria processado na hora. Nos Trapalhões, brincávamos muito interpretando bichas. Se fizéssemos isso hoje, todo o grupo seria processado. Ficou mais difícil fazer humor hoje”, diz.

Conflitos
 Com o fim dos Trapalhões, a amizade com Renato Aragão ficou suspensa por duas décadas. Nesse tempo, Dedé participou de meia dúzia de programas em diferentes emissoras, converteu-se à Igreja Pentecostal Assembleia de Deus e, nos momentos em que ficou sem emprego fixo, ministrou, até mesmo, palestras sobre “conscientização de funcionários” em empresas.


 Em ostracismo midiático, Dedé concedia entrevistas sobre o final do grupo humorístico, aproveitando para alfinetar o atual companheiro de trabalho.


Era comum, nestas entrevistas, o artista citar a discrepância entre os salário recebido por Renato Aragão e os demais membros dos Trapalhões.


Hoje, contudo, o clima é de amizade eterna, as declarações polêmicas tomaram rumos amáveis, de ternura, e, aparentemente, as brigas cessaram.


Hoje Dedé desconversa se continua recebendo um salário mais alto do que os novos colegas de cena. “Nossos contratos sempre foram assinados separadamente. Hoje, não sei se ele continua recendo mais do que os outros”.


Sobre Raul Gil e os humoristas do programa “Pânico na TV”, que entraram na campanha “Volta, Dedé”, para que a amizade e a parceria com Renato Aragão fosse reestabelecida, Dedé diz que deve a eles “agradecimento s eternos”.


Daqui a 50 anos, Dedé , pai de 8 filhos, quer ser lembrado como um dos Trapalhões e está mais do que satisfeito com a amizade reatada com o antigo companheiro de TV, cinema e shows.


“Tive medo de morrer longe do Renato. Estou vivendo um momento muito feliz na minha vida hoje, porque estou novamente ao lado do Didi”, diz o humorista…
Fonte: ODiario

Cadeirante é agredido por delegado que estacionou em vaga exclusiva Homem afirma ter levado coronhada em São José dos Campos, em SP. Policial disse que recebeu cusparada no rosto e que deu tapas na vítima.

Um advogado cadeirante foi agredido por um delegado na tarde de segunda-feira (17), em São José dos Campos, a 97 km de São Paulo. A briga começou por causa de uma vaga especial para deficientes físicos.
O advogado Anatole Magalhães Macedo Morandini, de 35 anos, disse ao G1 nesta quinta-feira (20) que naquele dia, por volta das 17h, foi de carro a um cartório no Centro da cidade. Ao procurar a vaga exclusiva na rua, encontrou outro veículo estacionado nela. “Não tinha nenhum selo nem nada que sugerisse que o proprietário fosse deficiente”, afirmou.
Morandini encontrou um lugar mais à frente, a cerca de 200 metros, estacionou e, em seguida, seguiu em sua cadeira de rodas até o cartório. Quando se aproximou da entrada, viu o delegado Damasio Marino, que não é deficiente, caminhando até o veículo parado na vaga especial.
“Fui chamar sua atenção. Mas ele me constrangeu fisicamente. Ficou em pé na minha frente. Mesmo assim, disse que ele estava errado", contou. Ainda de acordo com o advogado, ambos começaram a trocar insultos e o policial o xingou de “aleijado filho da p...”. “Revoltado e enojado”, Morandini cuspiu na direção do delegado. Em sua versão, o cuspe atingiu o vidro do automóvel. Marino, porém, disse que recebeu a cusparada no rosto.
“Ele sacou uma arma e perguntou se eu queria morrer. No momento, não sabia que ele era policial. As pessoas que passavam pela rua saíram correndo”, contou o advogado. “Quando ele mirou na direção da minha cabeça, só consegui virar o rosto”, acrescentou Morandini, que ficou paraplégico aos 17 anos após levar um tiro na coluna durante um assalto.
A versão dos dois difere em relação à agressão que se seguiu. O advogado disse que recebeu uma coronhada na cabeça e que teve o rosto atingido pela ponta da arma. O delegado, porém, negou ter sacado a pistola, segundo sua defesa. “Ele deu dois tapas no rosto dele. Apenas reagiu a uma cusparada”, disse o advogado Luiz Antonio Lourenço da Silva, defensor do delegado.
Questionado sobre o fato de o policial ter estacionado em uma vaga exclusiva, o defensor afirmou que a noiva de Marino, grávida de 4 meses, não se sentia bem. “[Morandini] quis se prevalecer por causa de sua condição de cadeirante”, afirmou.
Ambas as partes afirmaram que tomarão providências quanto ao ocorrido. “Ainda estou tomando medidas cabíveis, uma vez que fui humilhado, desrespeitado e constrangido por uma autoridade pública”, disse Morandini. O delegado, por sua vez, disse ter feito uma representação em um distrito policial da cidade e acionado a Comissão de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).
A Corregedoria da Polícia Civil informou ao Jornal Hoje que abriu um processo administrativo e instaurou um inquérito para investigar o caso.

Fonte G1

Chuva causa transtornos para moradores de Socorro


Cerca de 250 moradores foram prejudicados pelos estragos causados pela chuva


Moradores de Socorro que foram surpreendidos por uma inundação na madrugada voltaram a ficar preocupados com o retorno da chuva no final da tarde desta segunda-feira (17). Equipes da prefeitura trabalharam durante o dia na recuperação dos estragos nas casas de 250 famílias. Na região, moradores de Serra Negra, Piracicaba, Jaguariúna e Pedreira também contabilizaram os prejuízos causados pelas chuvas.


Caminhões da Prefeitura de Socorro passaram o dia retirando móveis que ficaram destruídos. Dez pontes foram levadas pelas forças das águas e três permanecem interditadas no bairro Santa Cruz, no bairro dos Nogueiras e na Rua Voluntários da Pátria, no Centro. Na Avenida Irãos Picarelli, a erosão engoliu árvores e parte da calçada.
A estrada que liga Socorro a Bragaça, a Rodovia SP-08, foi coberta pelo deslizamento e está interditada desde a noite deste domingo (16). A previsão do Departamento de Estradas e Rodagem (DER) é de que a liberação seja feita na madrugada de terça-feira (18), por enquanto o desvio é feito por Lindóia.
Serra Negra
Na tarde desta segunda-feira (17), uma moto foi retirada do ribeirão, mas ainda não há previsão para a retirada de dois carros arrastados pela chuva para o local.

Piracicaba
Os bairros Ondinhas, São Francisco e Estrada do Bongue estão alagados pelo transbordamento do rio Piracicaba, que está com 5,50 metros. Além da Rua do Porto, que também permanece alagada.

Jaguariúna e Pedreira
O nível do rio Jaguari está baixando nas duas cidades e não há pontos de alagamento nas cidades, nem registros de novos desabrigados.

Fonte EPTV

Natureza provoca tragédias. Homens colaboram

 

Rios podem ser assoreados também pelo homem
ao retirar as matas ciliares de suas margens ou depositar esgotos. População deve exigir atitudes do poder público

O brasileiro sempre esperou com ansiedade a época de verão, sinônimo de férias, lazer, praia, etc. De uns anos para cá, no entanto, o verão é um período de tormento e não faltam catástrofes provocadas pelos fortes temporais, que fazem rios transbordarem destruindo moradias e matando gente.  Já foram registradas tragédias em cidades de Santa Catarina, em Angra dos Reis, em alguns municípios do interior paulista, no Nordeste e, neste ano, a chuva castiga as populações das cidades serranas do Rio de Janeiro e de algumas localidades de Minas Gerais. Sem contar as enchentes na capital paulista e cidades vizinhas.
A população de Jaguariúna também vem enfrentando dias estressantes por causa das águas. Mas aqui elas não caem apenas do céu. Os níveis dos Rios Jaguari, Atibaia e Camanducaia estão bem acima da normalidade em razão do aumento da vazão da Represa Jaguari, cujas comportas foram abertas pela Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp). A população de 12 bairros já sofreu este ano com os alagamentos dos rios que cortam a cidade. O nível normal do Rio Atibaia, por exemplo, é de 3 metros – chegou a 4 metros. O Jaguari atingiu 5,28 metros, só que quando alcança a marca de 3,1 metros já alaga tudo a sua volta. O Camanducaia subiu 2,6 metros em apenas 24 horas.
Assoreamento dos rios
Se é impossível controlar a força da natureza, minimizar as catástrofes é dever de cada cidadão, do poder público, da sociedade em geral. Se cada um fizer a sua parte, não ocorreriam situações tão traumáticas como essas do primeiro mês de 2011.
Um dos principais motivos para as enchentes é o assoreamento dos rios, “processo em que há o arraste de partículas do solo ou poeira devido a enxurrada. Elas são carregadas para as calhas dos rios e ali permanecem, reduzindo a profundidade”, explica Alcides Lopes Leão, professor do Departamento de Ciências Ambientais da Unesp de Botucatu. Esses sedimentos vão formando bancos de areia na calha dos rios, que dificultam a vazão da água. Esse tipo de assoreamento é um fenômeno natural e pode até mudar o curso de um rio, mas isso só ocorre ao longo de centenas de anos.
O que não é natural é o assoreamento causado pelo homem, que manda para o rio entulho, resíduos industriais, esgoto doméstico. Sem contar os sofás, geladeiras, fogões, colchões e tudo o mais que se deposita nas calhas hidrográficas até por não ter onde colocar esse lixo e, às vezes, por desconhecimento dos problemas que esses materiais irão causar ao rio e, em consequência, ao próprio ser humano. Esses últimos itens não causam o assoreamento do rio, mas é um impedimento ao fluxo da correnteza e breca a areia. “Não é que esses objetos assoreiam o rio, mas provocam o assoreamento ao impedir a passagem da areia, formando bancos de sedimentos ou reduzindo a profundidade da calha do rio”, acrescenta o professor.
Outra situação grave é o esgoto doméstico. A parte sólida desse esgoto tem uma série de partículas que provocam a eutrofização, que nada mais é do que o enriquecimento nutritivo das águas. Os nutrientes que o cidadão defeca e vão com o esgoto para o rio são comidos pelos microorganismos, que proliferam para a formação das algas e, por sua vez, tiram o oxigênio dos rios.  As algas, ao morrerem, afundam e adubam o fundo dos cursos d’água e reservatórios onde vivem também microorganismos. Estes digerem a matéria orgânica e se sedimentam em depósitos que, por sua vez, ocupam o lugar do líquido, agravando o assoreamento. O lixo também serve de fonte de alimento para as algas. Daí a importância do tratamento dos esgotos e da educação da população para a correta disposição dos resíduos urbanos.
O processo de coleta de lixo adotado por Jaguariúna é o mais moderno que existe, sendo adotado nos países mais avançados do mundo. Infelizmente, a população não foi esclarecida sobre o uso correto dos contêineres colocados nas ruas, o que provocou a insatisfação de moradores. Cabe à prefeitura local instruir e esclarecer a população sobre o melhor uso desses equipamentos.
Cuidando das calhas hidrográficas
Se as comunidades que vivem próximas de rios desejam reduzir o sofrimento a cada temporada de chuva, devem cuidar das calhas hidrográficas. As providências são não usá-las como depósito de lixo e preservar as matas ciliares e outras coberturas vegetais. Com isso evitarão que o vento leve muito sedimento para os rios.
Mas não podem deixar de exigir do poder público que faça também a sua parte, como o tratamento do esgoto em vez de simplesmente descartá-lo no rio, o recolhimento correto do lixo para que ele não vá para os cursos d’águas, além de constante trabalho de desassoreamento, ou seja, a limpeza da calha para evitar a redução da profundidade. “O rio é uma entidade viva e sempre buscará o caminho mais fácil para seguir o seu destino. Uma curva de rio pode diminuir a velocidade da correnteza. Quanto menor essa velocidade, mais assoreado o rio vai ficar”, conclui o professor da Unesp.




--
Por Jussara Gontow

QUER DAR UMAS VOLTINHAS DE TREM ?



Pegar (tentar) um trem para ir mais rápido ao trabalho:


O problema é quando o sinal fica vermelho e temos que esperar no sol até liberar a linha férrea:


Avec organiza mutirão para ajudar desabrigados da Região Serrana do Rio

No decorrer das  busca às vítimas da maior tragédia climática do Brasil, o número de mortos já chega a 740, segundo dados da Polícia Civil. Mais de seis mil pessoas estão desabrigadas, e há ainda um número desconhecido de desaparecidos. Dor, angústia, medo, tristeza, desolação, depressão. Esse é o retrato de Petrópolis, Itaipava, Teresópolis, Nova Friburgo, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto, cidades mais atingidas.

Brasileiros de norte a sul do país se mobilizam na tentativa de oferecer um pouco de consolo aos desabrigados em meio a tanta tristeza. A Associação Vitória em Cristo (Avec) e a Editora Central Gospel, em parceria com a Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) e Assembleia de Deus em Jacarepaguá, não poderiam cruzar os braços diante dessa realidade. Por isso, mobilizaram ajuda para os moradores da Região Serrana.

A primeira ação foi montar postos de coleta lozalizados nos bairros da Penha e Taquara, no Rio de Janeiro, para receber roupas, alimentos não perecíveis e, principalmente, materiais de higiene pessoal e colchonetes, artigos de extrema necessidade no momento. Desde a semana passada, toneladas de donativos foram recolhidos.

Além disso, a Associação Vitória em Cristo comprou alimentos e produtos para enviar junto com as arrecadações. Os donativos serão levados pela carreta da Avec para a Região Serrana no final desta semana.

Seja solidário! Participe e continue em oração pelos moradores da Região Serrana do Rio de Janeiro. As doações poderão ser feitas até a próxima quinta-feira, 20 de janeiro.

Locais de entrega:

ADVEC Penha
Rua Montevidéu, 1.191 – Penha - RJ
Telefone: 21-2187-7070

Assembleia de Deus de Jacarepaguá
Rua André Rocha, 890 – Taquara - RJ
Telefone: 21-3392-7800

Avec promove reabilitação de dependentes químicos

A Associação Vitória em Cristo contribuiu para o crescimento do projeto social de reabilitação de dependentes químicos O semeador. A instituição patrocinou a construção de uma casa de recuperação localizada no bairro da Penha – RJ, inaugurada no dia 15 de janeiro.

O prédio contém dois andares, quatro consultórios e capacidade para abrigar 21 internos. O local também terá a função de triagem: as pessoas com dependência química serão atendidas por uma equipe, que avaliará aquelas que precisam ser internadas e as que podem fazer o tratamento semanalmente. O atendimento médico contará com psicólogos, terapeutas, dentistas e assistentes sociais.

Atualmente, O semeador atende 40 pessoas que vivem em um sítio localizado em Queimados – RJ. De acordo com o pastor José Cosme Martins, presidente e criador do projeto, os dependentes químicos são abrigados, recebem tratamento com profissionais qualificados na área de saúde e também aprendem os princípios bíblicos por meio da Escola Dominical e de cultos.

O pastor José contou que muitas pessoas tiveram a vida restaurada pelo poder de Deus e com a ajuda da instituição social. “Temos muitos testemunhos maravilhosos de cura e mudança de vida. Um rapaz que era viciado e morava na rua hoje é um homem de Deus, trabalha com carteira assinada e conquistou o sonho da casa própria”.

Exército afirma que helicóptero sofreu queda em Friburgo


Segundo o Comando Militar do Leste, queda ocorreu devido a forte vento.
Segundo o CML, cinco pessoas tiveram ferimentos leves.


helicóptero FriburgoExército afirma que helicóptero militar caiu em Friburgo (Foto: Marcelo Piu / Agência O Globo)

O departamento de Comunicação Social do Comando Militar do Leste (CML) enviou uma nota afirmando que o helicóptero militar que trabalhava no resgate das vítimas da chuva na Região Serrana do Rio sofreu uma queda em Nova Friburgo, no início da tarde desta quinta-feira (20).
Anteriormente, o Exército estava investigando se a aeronave tinha caído ou feito um pouso forçado.
helicóptero FriburgoSegundo Exército, não houve mortos (Foto: Marcelo Piu / Agência O Globo)
Segundo o CML, a queda ocorreu devido a um forte vento quando o helicóptero estava pousando, no bairro Campo do Coelho. O Exército informou que peritos irão investigar maiores causas do acidente aéreo.
Ainda de acordo com o Exército, cinco pessoas que estavam a bordo ficaram feridas, sendo três militares e dois voluntários da Cruz Vermelha. Todos tiveram ferimentos leves e foram levados para um hospital da região.
No entanto, a assessoria de comunicação da Cruz Vermelha informou que apenas o presidente  da Cruz Vermelha de Teresópolis, Herculano Abraão, estava no helicópetero. Ele sofreu escoriações leves e foi atendido no Hospital de Campanha dos bombeiros em Friburgo. Segundo a assessoria, ele passa bem.


Fonte G1

Atentados suicidas matam 45 xiitas no Iraque, 110 ficam feridos

Bagdá, 20 jan (EFE).- Ao menos 45 fiéis xiitas morreram nesta quinta-feira e outros 110 ficaram feridos em dois atentados suicidas executados no norte e no sul da cidade de Karbala, a 110 quilômetros de Bagdá, segundo fontes da Polícia.

As fontes explicaram à Agência Efe que as vítimas são peregrinos que iriam participar das celebrações que lembram a morte do imame Hussein, neto do profeta Maomé e terceiro líder religioso mais importante para a comunidade xiita.

Os dois suicidas, que utilizaram cintos carregados de explosivos, detonaram as bombas nas entradas norte e sul da cidade em um breve período de tempo.

Os atentados contra peregrinos xiitas se multiplicaram nos últimos dias com a proximidade da "Arbainiya", festividade celebrada no próximo domingo.

Na manhã desta quinta-feira, outras duas pessoas, entre elas uma criança, morreram e 17 ficaram feridas em outros dois atentados contra peregrinos xiitas em Bagdá e na província de Diyala.

O duplo atentado ocorreu apenas dois dias depois que pelo menos 60 pessoas foram mortas e 150 ficaram feridas em um ataque perpetrado por um suicida contra um centro de recrutamento da Polícia Iraquiana na cidade de Tikrit.

Segundo fontes da Polícia, o suicida detonou a carga de explosivos que levava no corpo dentro do edifício onde estavam reunidos voluntários que pretendiam ingressar no corpo de segurança.

Esta escalada da violência coincide com as negociações entre diferentes partidos políticos para decidir os nomes dos ministros da Defesa e do Interior no novo Governo iraquiano, cargos ocupados temporariamente pelo primeiro-ministro, Nouri al-Maliki.

Fonte UOL

Primeiros resultados apontam divisão do Sudão

Os primeiros resultados oficiais do referendo sobre a emancipação do sul do Sudão, divulgados nesta quarta-feira, indicam que os eleitores votaram, em sua maioria, pela independência da região.

Autoridades na capital da região, Juba, afirmaram que os resultados preliminares mostram que 97,5% dos eleitores votaram pela separação do norte do país.

De acordo com o repórter da BBC no Sudão Peter Martell, até o momento os resultados mostram que sete dos dez Estados do sul sudanês teriam aprovado a separação.

O resultado final e oficial deverá ser divulgado apenas em fevereiro.
Martell afirma que os primeiros resultados divulgados foram recebidos com alívio e animação e não surpreendem, pois o apoio à independência entre os sudaneses do sul é alto há tempos.

No entanto, os líderes da região pediram que os eleitores ainda não comemorem. Eles preferem aguardar o resultado final em fevereiro e que a região norte aceite os resultados, antes de realizar a grande festa que vem planejando.

O referendo histórico foi parte de um acordo de paz assinado em 2005, que pôs fim a décadas de guerra civil entre o norte sudanês, majoritariamente muçulmano, e o sul, onde predominam o cristianismo e outras religiões.

No entanto, este acordo de paz expira em julho e questões como a divisão das riquezas advindas do petróleo, a demarcação de fronteiras, a divisão de dívidas e questões ligadas à cidadania dos sudaneses precisam ser resolvidas até lá.

A votação começou no dia 9 de janeiro e foi oficialmente encerrada na noite de 15 de janeiro.
O Conselho de Segurança da ONU elogiou o referendo no sul do Sudão em sua reunião de terça-feira. "O povo do sul do Sudão, depois de décadas de guerra e mais de dois milhões de mortos, votou pacificamente e expressou sua vontade", disse a embaixadora dos Estados Unidos nas Nações Unidas, Susan Rice.

Mas os membros do conselho também destacaram a preocupação com a tensão na fronteira entre o norte e o sul do país.

Fonte . UOL

Quanto vale o show? Sub-20 pega a Colômbia no embalo de Neymar Diferentemente do preço dos ingressos na Europa e no Brasil, peruanos precisam desembolsar apenas R$ 6 para ver a Seleção no Sul-Americano

Neymar entrevista exclusiva Por Márcio Iannacca Direto de Tacna, Peru
Neymar é só alegria na concentração da sub-20
(Foto: Márcio Iannacca / Globoesporte.com)
Para ver um galáctico do Real Madrid ou o Barcelona do melhor do mundo Lionel Messi, o torcedor precisa desembolsar entre R$ 76 e R$ 140. O Santos pede no mínimo R$ 20 em seus bilhetes na Vila Belmiro. No Peru, nunca foi tão fácil ver um craque. Nesta quinta-feira, às 21h10m (0h10m, de Brasília), os moradores de Tacna que quiserem presenciar mais um espetáculo com a presença de Neymar, que atua no Peixe, precisam gastar apenas R$ 6. É isso mesmo. É o valor mais barato para o confronto entre a Seleção Brasileira sub-20 e a Colômbia, pela segunda rodada do Grupo B do Sul-Americano da categoria, que dá duas vagas para as Olimpíadas de Londres, em 2012, e quatro para o Mundial, em julho na Colômbia. Acompanhe a partida ao vivo pelo Sportv.
Os R$ 6 para ver Neymar em Tacna não passam nem perto dos cerca de R$ 30 que os rubro-negros terão que desembolsar para ver Ronaldinho Gaúcho, recém-contratado pelo Flamengo, durante todo o Campeonato Estadual. Outro dado que impressiona são os valores dos ingressos cobrados pelo Chelsea, clube que por pouco não contratou o atacante do Santos na temporada passada. Os torcedores dos Blues pagam R$ 235.
Ney Franco comentou a diferença de preços para ver as principais estrelas do futebol mundial. Na opinião do comandante, a questão econômica dos países é que faz a diferença no momento de assinalar o preço das mercadorias. Porém, o treinador não deixou de brincar e deu um conselho para quem tem uma boa condição financeira em Tacna.
- Os torcedores não podem deixar de ir aos jogos. E digo mais: após o último jogo, se eu fosse o torcedor iria à bilheteria e compraria mais dois ingressos - afirmou o treinador, referindo-se ao show dado por Neymar, que marcou quatro gols na estreia da sub-20 do Sul-Americano.
Brasil volta a campo com três alterações em relação à estreia
diego mauricio brasil sub 20 treinoDiego Maurício ganha vaga na equipe titular
(Foto: Márcio Iannacca / Globoesporte.com)
Ney Franco decidiu fazer três alterações na equipe em relação ao primeiro jogo do Sul-Americano. Sem poder contar com o volante Zé Eduardo e com o atacante Henrique, ambos suspensos, o treinador optou pelas entradas de Fernando e Diego Maurício. Além disso, o comandante decidiu fazer uma mudança tática na equipe. Sai Oscar, entra Willian José.
O treinador canarinho fez questão de explicar as alterações. Segundo ele, a opção só ocorreu por conta dos vídeos que foram observados do time colombiano.
- Testei essas formação em algumas atividades na Granja Comary. Ela poderia ser utilizada durante uma partida ou mesmo no começo. Vamos atuar com dois atacantes pelos lados do campo e um homem de referência - afirmou o comandante canarinho.
Cardona é a principal estrela da Colômbia para o jogo desta quinta-feira
O principal jogador da Colômbia para o confronto diante dos brasileiros é o apoiador Cardona, do Nacional. Autor do gol de empate de sua equipe na estreia do Sul-Americano, contra o Equador, ele é considerado a esperança de gols do time canarinho nesta quarta-feira.
Para o confronto diante do Brasil, o técnico Eduardo Lara fez duas mudanças na equipe em relação à estreia. Ele sacou Moreno e Ramos para as entradas de Miguel e Escobar. A expectativa é que o desempenho seja melhor do que no primeiro jogo.

Fonte Globo.com

União gay, aborto e cotas raciais vão à pauta do STF

Ao retornar das férias, em fevereiro, os ministros do Supremo Tribunal Federal vão se debruçar sobre um lote de processos polêmicos.

No gozo dos últimos dias de descanso, o decano do Supremo, Celso de Mello, falou à CRTV -uma 'WebTV' que opera em Tatuí (SP), cidade natal do ministro.

A certa altura, Celso de Mello listou os três temas que considera mais espinhosos: união civil entre homossexuais, aborto e cotas universitárias.

Segundo ele, “um dos primeiros casos a ser julgados é o da união civil homossexual, a união civil gay”.

O caso teve origem numa ação movida pelo governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB). Deu entrada no STF em março de 2008.

No texto, Cabral anota que o Código Civil brasileiro reconhece como legítima a união estável entre casais heterossexuais.

Pede ao Supremo que estenda o mesmo regime jurídico aos servidores do Estado que vivem em “união homoafetiva”.

O relator do processo é o ministro Carlos Ayres Britto. Prevê-se que dará razão a Cabral, igualando heterossexuais e homessexuais em direitos.

Chamado a opinar, o Ministério Público manifestou-se em julho de 2009. O parecer leva a assinatura da vice-procuradora-geral Deborah Duprat.

Ela dá razão a Cabral: “A negativa do caráter familiar à união entre parceiros do mesmo sexo representa uma violência simbólica contra os homossexuais...”

Duprat pede que a decisão do STF não se restrinja ao âmbito do Rio. Reivindica que o tribunal dê ao pedido “caráter nacional”.

Pede que os ministros declarem a “obrigatoriedade do reconhecimento, como entidade familiar, da união entre pessoas do mesmo sexo...”

“...Desde que atendidos os mesmos requisitos exigidos para a constituição da união estável entre homem e mulher”.

Por precaução, a Procuradoria da República ajuizou, ela própria, uma ação sobre o mesmo tema.

Apenas para “assegurar que a eventual conclusão de procedência do pedido [de Cabral] assuma foro nacional”.

Vai à pauta também, segundo Celso de Mello, “outro tema talvez mais delicado ainda, que envolve a questão do aborto”.

O processo trata do “problema da antecipação terapêutica do parto”. Celso de Mello esmiuçou:

“Nós vamos dizer se a mulher tem ou não o direito de praticar esta antecipação terapêutica de parto, que nada mais é do que eufemismo para aborto...”

“...Na hipótese de um feto ser portador de anencefalia, vale dizer não ter cérebro ou ter desenvolvimento muito rudimentar do tecido cerebral”.

Neste caso, o relator é o ministro Marco Aurélio de Mello. A autora da ação é a CNTS (Confederação Nacional dos Trabalhadores na Saúde). Foi ajuizada em 2004.

Celso de Mello incluiu ainda no rol dos processos polêmicos com julgamento previsto para 2011 ações que tratam de cotas universitárias (raciais e sociais).

Há dois processos sobre o tema, ambos submetidos à relatoria do ministro Ricardo Lewandowski.

Num, o DEM questiona a consticucionalidade do sistema de cotas raciais implantado na UnB (Universidade de Brasília).

Noutro, o estudante Giovane Pasqualito Fialho contesta a reserva de vagas para alunos egressos do ensino público na Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Giovane foi ao STF depois de ter sido reprovado num vestibular da universidade gaúcha. Obteve pontuação superior à de candidatos beneficiados pela cota social.

Nessas duas ações, o parecer do Ministério Público opinou a favor das cotas raciais e sociais. Considera que os dois sistemas não afrontam a Constituição.

Em manifestações sobre o caso, Lewandowski esquivou-se de revelar pistas sobre o teor do voto que levará ao plenário.

Disse, porém, que a deicsão que vier a ser tomada pelo Supremo terá de ser observada por todas as universidades brasileiras.

7 SEXTAS -FEIRAS DE LIBERTAÇÃO EM VILA VELHA - ES

A GUERRA ENTRE MUÇULMANOS


e a mensagem dos profetas

Por Samuel Green

Introdução
Muitas pessoas sentem que há uma guerra em andamento contra os Muçulmanos e o Islã. Com certeza pessoas Muçulmanas estão entre esse que sofrem com a guerra em alguns lugares do mundo onde potências mundiais e diferentes grupos tentam assumir o controle. Este artigo observa como o Alcorão e a Sunnah contribuem para a guerra contra os Muçulmanos e o que os profetas podem nos ensinar sobre essa situação.
O Alcorão
Oh vós que credes! Temei a Allah e deixai o que resta da usura, se sois crentes. E, se não fazerdes, certificai-vos de uma guerra de Allah e de Seu Mensageiro; e, se vos voltardes para Allah arrependidos, tereis vosso capital. Não estarei cometendo injustiça nem sofrendo injustiça. (Alcorão 2:278-279, NASR)
O contexto dos versos acima é de que alguns Muçulmanos querem receber a usura (juros) que ainda lhes é devida desde antes de se tornarem Muçulmanos. Eles são avisados que se buscarem receber a usura Allá e Mohamed guerreariam contra eles. Veja uma ordem similar em 9:73:
Oh Profeta! Luta contra os renegadores da Fé e os hipócritas, e sê duro contra eles. E sua morada será a Geena.E que execrável destino! (Alcorão 9:73, NASR)
O contexto é que Mohamed está chamando os Muçulmanos para a Jihad. Algumas das tribos Muçulmanas não querem lutar, consequentemente são chamadas de hipócritas e Mohamed está para lutar contra elas até que participem da Jihad.
Novamente, veja em 49:9 que Mohamed é ordenado a lutar contra um grupo de Muçulmanos até que “volte para a ordem de Allah”.
E, se duas facções dos crentes pelejam, reconciliai-as. E, se uma delas comete transgressão contra a outra, combatei a que transgride, até que ela volta para a ordem de Allah. Então, se ela volta, reconciliai-as com a justiça, e sede equânimes. Por certo, Allah ama os equânimes. (Alcorão 49:9, NASR)
A Sunnah
Mohamed ordenou os Muçulmanos fazerem guerra contra os Muçulmanos que não pararam de usar álcool.
Narrou Daylam al-Himyari: Perguntei ao Profeta (que a paz seja sobre ele) e disse: Apóstolo de Allah! Vivemos numa terra fria em que temos um trabalho pesado. E fazemos um licor de trigo para ganhar força para nosso trabalho e para suportar o frio de nosso país. Ele perguntou: Ele é intoxicante? Respondi: Sim. Ele disse: Vocês devem evitá-lo. Eu disse: O povo não deixará isso. Ele disse: Se eles não deixarem isso, lute contra eles. (Abu Dawood: livro 26, n° 3675, Hasan)
Mohamed ordenou que os verdadeiros Muçulmanos destruíssem as mesquitas dos falsos Muçulmanos.
Os donos da mesquita da oposição tiverem de vir ao apóstolo quando se preparava para (atacar) Tabuk, dizendo: “Construímos uma mesquita para os doentes e necessitados e para as noites de tempo ruim, e gostaríamos que você viesse ter conosco para orar por nós lá.” Ele disse que estava prestes a viajar e estava ocupado ... e que quando voltasse, se Deus quisesse ele iria ter com eles para orar por eles. Quando ele parou em Dhu Awan notícias da mesquita chegaram-lhe e ele chamou Malik b. al-Dukhshum ... e Ma’n b. ‘Adiy .. e disse-lhes para ir até a mesquita daqueles homens maus e destruí-la e queimá-la ... e, então, dois deles invadiram a mesquita onde o povo estava e a queimaram e a destruíram e o povo fugiu de lá. (Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah, pg. 609)
Após Mohamed morrer, Abu Bakr também fez guerra contra os Muçulmanos que pararam de pagar a zakat (imposto).
Narrou Abu Huraira: Quando o Apóstolo de Allah morrou e Abu Bakr foi eleito como o Califa após ele, alguns do Árabes se reverteram para os descrentes. Umar disse a Abu Bakr, “Como você se atreve a lutar contra o povo se o Apóstolo de Allah disse: Fui ordenado a lutar contra o povo até que digam “ninguém tem o direito de ser adorado além de Allah” ... Abu Bakr disse, “Por Allah, eu lutarei contra aqueles que fazem diferença entre Zakat e orações, porque a Zakat é um direito compulsório a ser tirado da riqueza por Allah, e se eles se recusam a dar-me até uma corda entrelaçada que eles costumavam dar ao Apóstolo de Allah, eu lutaria contra eles por a reterem.” Umar disse, “Por Allah, não é nada, exceto que eu vi que Allah abriu o peito de Abu Bakr para a guerra, e eu vim para saber ao certo qual era a verdade.” (Bukhari: volume 9, livro 92, n° 388, Khan)
A guerra de Mohamed contra Muçulmanos
Essas referências mostram que o Alcorão e a Sunna veridicamente ordenam os Muçulmanos a fazerem guerra contra aqueles Muçulmanos que não obedecerem aos ensinos do Islã. Este é um aspecto muito importante da Jihad. A Jihad não é apenas contra não-Muçulmanos, também é contra os Muçulmanos. É por isso que o Talibã, Al-Qaeda e outros grupos atacam Muçulmanos. Eles acreditam que eles próprios são os verdadeiros Muçulmanos e que é seu dever lutar contra outros Muçulmanos até que aceitem cada aspecto da lei Islâmica (sharia). 
A guerra Islâmica contra Muçulmanos existe desde os tempos de Mohamed e não é coisa nova. Os Muçulmanos tem se matado e se assassinado desde o início do Islã. Os países não-Muçulmanos não começaram esta guerra, e não podem pará-la. Quando países não-Muçulmanos apóiam líderes Muçulmanos que não implementam cada aspecto da lei Islâmica, eles já escolheram seu lado nessa guerra, quer saibam disso ou não.
Vivendo com esse mandamento
O Alcorão e a Sunna mandam os Muçulmanos “de boa ordem” a fazer guerra contra aqueles Muçulmanos que não obedecem à lei Islâmica. Esse mandamento vem de um desejo muito nobre e direito, que é o de ver Deus exaltado em cada área da vida e ter tudo organizado por sua palavra. O problema é que ninguém pode ser confiado a ter este tipo de poder.
Quando os Muçulmanos crêem que são “de boa ordem” acabam impondo sua vontade sobre outros Muçulmanos, o que conduz a tirania, corrupção e uma adoração não genuína de Deus. Muitos Muçulmanos no mundo estão sofrendo por causa desses Muçulmanos que crêem ser os de “boa ordem”. (Exemplos: 1, 2, 3).
Na maioria dos países Muçulmanos existem grupos Islâmicos que estão tentando derrubar seus governos porque esses governos não são Islâmicos o bastante. Também há a incontrolável e sem fim guerra entre os Muçulmanos de “boa ordem” que discordam entre, eles estão lutando um contra o outro para estabelecer uma pureza Islâmica que nunca alcançarão.
Essa ordem para os Muçulmanos de “boa ordem” combater outros Muçulmanos é um completo desastre para o Islã no mundo todo. Essa ordem não resolve o problema das pessoas não adorarem a Deus. Ao invés disso, apenas cria mais problemas que fazem com que o nome de Deus seja zombado pelo mundo todo.
Por que esse mandamento não funciona?
Deus já falou sobre seu governo.
Através dos profetas Deus demonstrou e explicou, muito antes de Mohamed, que aos homens não pode ser confiado tamanho poder. A nação de Israel deveria viver de acordo com as leis de Deus de modo que exaltasse seu nome entre as nações, mas eles falharam em fazer isso. Até mesmo grandes reis Jeosafá, Ezequias e Josias, que fez os Israelitas retornarem as leis de Deus, não foram capaz de fazer isso com sucesso. Mas não devemos culpar apenas a Israel.
Um dos problemas que temos é que as pessoas pensam ser melhores do que elas realmente são. Pensamos que somos melhores que os outros e que podemos julgar sobre os outros. Jesus nos avisou sobre isso.
Não julguem os outros para vocês não serem julgados por Deus. Porque Deus julgará vocês do mesmo modo que vocês julgarem os outros e usará com vocês a mesma medida que vocês usarem para medir os outros. Por que é que você vê o cisco que está no olho do seu irmão e não repara na trave de madeira que está no seu próprio olho? Como é que você pode dizer ao seu irmão: “Me deixe tirar esse cisco do seu olho”, quando você está com uma trave no seu próprio olho? (Mateus 7:1-4, Tradução Nova Linguagem de Hoje)
Assim, não podemos condenar os Judeus por sua falha em viver para Deus e pensar que podemos fazer melhor. Somos a mesma coisa. A história do Cristianismo e do Islamismo mostra que sempre que Cristãos ou Muçulmanos tentaram forçar os outros a manter a lei de Deus acabou-se caindo em tirania e no nome de Deus sendo blasfemado.
Os homens não podem trazer os preceitos de Deus porque somos todos afetados pelo mal e pelas falhas.
Deus aceita as pessoas por meio da fé que elas têm em Jesus Cristo. É assim que ele trata todos os que crêem, pois não existe nenhuma diferença entre as pessoas. Todos pecaram e estão afastados da presença gloriosa de Deus. (Romanos 3:22, 23, NTLH)
Será que alguém pode dizer que tem a consciência limpa e que já se livrou dos seus pecados? (Provérbios 20:9, NTLH)
E o Alcorão e a Hadice também concordam que todos, até mesmo o próprio Mohamed, são pecadores.
E, se Allah culpasse os homens por sua injustiça, não deixaria sobre ela ser animal algum... (Alcorão 16:61, 12:53 Nasr)
Então, sabe que não há deus senão Allah. E implora perdão para teu delito e para os crentes e para as crentes. (Alcorão 47:19, Nasr)
(Muhammad orou) Oh, meu Senhor! Perdoe meus pecados e minha ignorância e por exceder os limites da justiça em minhas ações e por aquilo que sabes melhor que eu. Oh, Allah! Perdoe meus erros, aqueles que eu cometo intencionalmente ou por ignorância ou (sem ignorância) ou sinceridade, e eu confesso que todos esses erros são cometidos por mim. Oh, Allah! Perdoe meus pecados do passado e do futuro que eu cometi claramente ou em segredo. (Bukhari, volume 8, livro 75, numero 407, Khan)
A Promessa do Messias
A verdade desapareceu, e os que procuram ser honestos são perseguidos. Ele ficou espantado quando viu que não havia ninguém que socorresse o seu povo. Então com a sua própria força ele venceu e, por ser o Deus justo, conseguiu a vitória. (Isaías 59:15-16, NTLH)
Já que não há ninguém que possa trazer verdadeiramente o governo de Deus ao mundo, Deus prometeu enviar o Messias.
O Espírito do SENHOR estará sobre ele e lhe dará sabedoria e conhecimento, capacidade e poder. Ele temerá o SENHOR, conhecerá a sua vontade e terá prazer em obedecer-lhe. Ele não julgará pela aparência, nem decidirá somente por ouvir dizer. Mas com justiça julgará os necessitados e defenderá os direitos dos pobres. As suas palavras serão como uma vara para castigar o país, e com o seu sopro ele matará os maus. Com justiça e com honestidade, ele governará o seu povo. (Isaías 11:2-5, NTLH)
Há tantas coisas bonitas que Deus disse a respeito do Messias. Quero encorajá-lo a ver todos os profetas e o evangelho para aprender sobre o Messias. No futuro planejo reunir todas as escrituras sobre ele, mas, por enquanto devemos entender que o Messias é nossa única esperança. Não devemos nos enganar em pensar que podemos forçar ao outros a cumprir a lei de Deus. Deus não quer isso.
Ainda, apesar do claro ensino de Deus sobre nossas falhas, e de sua gloriosa promessa do Messias, Mohamed recitou que os Muçulmanos “de boa ordem” devem fazer guerra contra outros Muçulmanos. Isso é o oposto do que os profetas e o evangelho dizem. A guerra de Mohamed contra os Muçulmanos trouxe sofrimento a milhões. Não é assim que Deus quer que seu povo estabeleça sua lei na terra; isso apenas repete o erro daqueles que tentaram fazer o mesmo no passado.
Conclusão
É direito e certo que nós queiramos ver a todos de nossa vida vivendo para Deus e sob sua palavra, mas devemos fazer isso do jeito de Deus e não de nosso jeito. O jeito de Deus é enviando o Messias e ele nos chama para seguir o Messias agora. Não siga a nenhum outro mais. Você pode seguir ao Messias agora. Faça uma oração como essa.
Deus Poderoso, Tu és o verdadeiro e vivo Deus.
Eu confesso que não tenho vivido do modo que o Senhor quer e preciso de sua ajuda.
Muito obrigado por enviar o Messias.
Por favor, me ajude a seguir ao Messias e aprender mais dele.
Amém.
Agora comece a aprender mais sobre o Messias lendo um evangelho e, então, todos os profetas.
Referências
Sulaiman Abu Dawud, Sunan Abu-Dawud (tradutor: Prof. Ahmad Hasan).
Muhammad ibn Ismail al-Bukhari, Sahih al-Bukhari (tradutor: Dr. Muhammad Muhsin Khan).
Ibn Ishaq, Sirat Rasul Allah, translated as, The Life of Muhammad, (tradutor: A. Guillaume), Karachi: Oxford University Press, 1998.
A Bíblia Sagradada – Nova Tradução na Linguagem de Hoje. Versão Online.
Mohammed Marmaduke Pickthall, The Meaning of the Holy Qur'an, Delhi: Crescent Publishing House, 1985.
Tradução de Wesley Nazeazeno

* Este artigo é uma tradução de "The war on Muslims" - original here.
* This article is a translation of "The war on Muslims" - original here.

Nota de repudio do Missionário Roberto Torrecilhas ao Bispo Macedo por querer usar a Bíblia sagrada para apoiar o aborto.

Senhor Bispo Macedo , todos conhecemos sua trajetoria , sabemos das suas lutas e conquistas.
Ultimamente o senhor tem se equivocado em suas posições e por isso eu não concordo e desaprovo totalmente essa sua conduta de apoiar o aborto e ainda querer usar a bíblia para suporte de uma incoerência de sua parte.
O mesmo DEUS que mandou matar , uma virgula.
Pois todas as atitudes de Deus tinha um objectivo claro e muito bem definido .Não o de parar uma gestação por um erro cometido( adultério,estupro etc)
O porque Deus mandou matar ? Responda o senhor , com toda sua sabedoria.
Qual culpa tem a criança que esta sendo gerada no ventre da mãe?
Será a mãe dona daquele ser gerado dentro dela , para definir entre morte e vida ?
Agora mostre me onde esta escrito que Deus quer o aborto , que se interrompa a gravidez ?
Somente se seu Deus for outro e não o qual eu sirvo , sendo meu Deus, Pai de meu Senhor Jesus Cristo.
Pense bem antes de ficar falando besteira , levando o povo a ficar tenso e confundido,pois Deus te colocou como um grande líder , mas Ele pode lhe tirar dessa posição caso faça algo que o desagrade.
Conhece muito em a história de Saul.
Eu sempre o respeitei e tenho em sua pessoa um bom exemplo e quero manter assim , mas pelo jeito ta difícil.

escrevi essas palavras por não concordar com sua posição contra a vida.

  Missionário Roberto Torrecilhas
ubpes@yahoo.com.br

Coreia do Sul aceita proposta da Coreia do Norte para diálogo militar

Coreia do Sul aceita proposta da Coreia do Norte para 
diálogo militar

Pyongyang sugeriu ´discussões de alto nível´ sobre ´temas pendentes´
A Coreia do Sul aceitou nesta quinta-feira (20) a proposta da vizinha e rival Coreia do Norte para o início de "discussões de alto nível" sobre "temas militares pendentes", segundo o Ministério da Defesa sul-coreano.

Os norte-coreanos teriam oferecido aos rivais e vizinhos a liberdade de decidir os assuntos, o local e a data das conversas, segundo a imprensa sul-coreana.

Seul havia recusado propostas anteriores de diálogo.


Fonte: G1

Som Livre amplia investimentos no segmento gospel


A gravadora Som Livre tem planos de ampliação de seus investimentos no segmento da música gospel. Dentre as ações da empresa está a busca por artistas cristãos para seu cast, lançamento de novos CDs e a criação de uma premiação.
É notável a melhoria da distribuição e do marketing da gravadora para seus produtos gospel. Diversas ferramentas tem sido utilizadas par a divulgação, entre elas está a reprodução de comerciais durante a programação da rede Globo.
Os planos para este ano da gravadora abrangem ainda o lançamento do CD “Me ache, oh Deus!” do pastor Wesley Ros , além do lançamento do Troféu Promessas, em parceria com a EBF Eventos, já atuante na área gospel.
Fontes informam que a Som Livre está mostrando interesse também em artistas de destaques como Mara Maravilha e Jéssyca.
Fonte: PortalDT.com

Padres pedófilos

O padre Luiz Feracine está no sacerdócio há 50 anos, é mestre em filosofia pela Universidade de Roma, doutor em direito civil pelo Vaticano etc. Ele foi indicado para ser juiz do Tribunal Eclesiástico do Vaticano em Mato Grosso do Sul, órgão da Igreja Católica que investiga crimes e pode punir seus membros. Mas Luiz Feracine foi afastado das funções por defender um ex-menino de rua que acusa o bispo da cidade de Jardim, MS, Bruno Pedron, de abuso sexual. Para a Arquidiocese de Campo Grande, houve um “grave escândalo e dano ao povo de Deus”. O erro do padre Feracine foi não ter evitado que o crime se tornasse público.
A Igreja Católica acredita que os casos de abuso sexual cometidos por religiosos são apenas pecado e, por isso, não denuncia os transgressores.
Num livro de um dos maiores pesquisadores do tema, o espanhol Pepe Rodríguez, autor de Pederastia na Igreja Católica, diz que, para encobrir os escândalos, a hierarquia romana aplica um “decálogo básico universal”, visando a proteger os religiosos. Confira abaixo:
  1. Averiguação discreta do ocorrido.
  2. Reconhecido o abuso sexual e constatado que a imagem da Igreja será prejudicada, iniciar ações dissuasórias com agressor e vítima. Os bispos dedicam-se ao convencimento das vítimas e de seus familiares, assegurando-lhes que o agressor foi punido e estaria arrependido, persuadindo-os a não perpetrarem a denúncia para não prejudicar a Igreja nem a si mesmos.
  3. Encobrimento dos fatos e do agressor antes que venham a público.
  4. Medidas para reforçar o ocultamento. A hierarquia adota um expediente canônico contra o agressor, apenas para defender-se de eventuais acusações de passividade.
  5. Negar o ocorrido. Sob o argumento de que o sacerdote, chamado por Deus, é um homem de virtude, uma figura sacra. Quando não é mais possível negar o fato, este é tratado como exceção.
  6. Defesa pública do agressor, ressaltando seus bons serviços prestados à Igreja. Apela-se para o sentimento cristão do perdão ao pecador arrependido.
  7. Desqualificação pública das vítimas e de suas condições.
  8. Atribuição paranóica de denúncia a campanhas orquestradas por “inimigos da Igreja”.
  9. Possibilidade de negociação com a vítima.
  10. Proteção do sacerdote agressor.

Estudo enviado gentilmente por Sammis Reachers

RELEMBRANDO A ENTREVISTA COM THALLES ROBERTO

Nascido em Passos, cidade do interior de Minas Gerais, Thalles Roberto da Silva é o caçula de quatro irmãos. Filho de Job Roberto da Silva e Zilta Rosa Silva, o menino nasceu em um lar cristão, cercado por musicalidade
Dono de um talento incomum, Thalles começou a ser procurado por profissionais da música. Querendo ‘aprimorar’ seus conhecimentos, ele partiu para o mercado, integrando o time do Jota Quest, , por cinco anos. Após esse tempo, recebeu convites para fazer parte dos vocais de Ivete Sangalo e trabalhou com Jamil e Uma Noites por 1 ano e meio, além de ter músicas gravadas por Luciana Melo, filha do cantor Jairzinho. Thalles também fez arranjos vocais para César Menotti e Fabiano e cantou com Roberto Carlos num dos especiais de final de ano de uma importante rede de TV.
No dia 19 de junho o cantor Thalles Roberto Lançará seu 1º CD pela gravadora Graça Music no Gospel Night A Festa no Rio de Janeiro. Neste bate-papo com a repórter Claudia Mattos do Portal Gospel Planet procuramos saber tudo sobre a vida, a carreira e o ministério desse grande cantor que já tem escrito sua história na música gospel.
GP – Em primeiro lugar para nós é um prazer poder falar com você e compartilhar um pouquinho da sua trajetória que tem sido tão abençoada e promissora. Thalles, sei que você já veio ao RJ em outras oportunidades, mas qual sua expectativa para esse show de lançamento oficial do seu cd no Gospel Night, que é considerado o berço da Black Music e da música alternativa Gospel no Rio de Janeiro?
THALLES - Tocar no Gospel Night é realizar um  sonho! Graças a Deus pelo  evento, por Deus ter permitido que ele existisse nos dando uma opção  de encontro com ele na noite! Isso é fantástico! Tenho muita expectativa naquilo que Deus vai fazer, e desde já tenho  clamado e me colocado em Deus pra ser canal dele! Com certeza será  inesquecível! Esperem muito de Deus no dia 19, esperem muito som,  vamos dançar muitooooooo...rsrs.
GP – É o primeiro cd que vc grava dentro do segmento gospel? Como está sendo essa experiência?
THALLES - É o meu primeiro cd solo! Algo muito de Deus isso que estou vivendo! Continuo viajando pelo  Brasil, mas agora ao invés de tocar em festas, baladas e noitadas,  tenho um compromisso de falar do amor de Cristo e do plano maravilhoso  de Deus pras nossas vidas! A palavra felicidade não traduz o que estou  sentindo, to muito mais que feliz! Eu escolhi Deus!
GP – algumas pessoas já conhecem sua história desde os tempos do Jota Quest, mas conte um pouquinho de como foi sua trajetória até chegar aqui?
THALLES - Eu sou filho de Pastor e desde que me entendo por gente é assim! Sabe, eu 
cresci nesse meio e nunca tive oportunidades fortes de provar do mundo  até que veio o Jota Quest! Gosto muito de dizer que não foi o Jota que me levou pras drogas,  álcool, prostituição, adultério e tudo mais! Eu desisti de Deus, um  dia eu acordei e disse: Chega de Deus!!! Andei pelo Brasil e pelo mundo em todas as grandes festas e grandes  eventos, Muita TV, Rádios, fama! Meu Pai clamou por mim durante todos esses anos! Um dia o Espírito Santo me fez uma visita e tudo mudou!!!
GP – Ouvindo seu cd pudemos observar que ele tem influências muito fortes do soul, esse estilo musical é o mais predominante em você?
THALLES - Com certeza tem muito Soul! Mais não sei o que predomina!!! Rsrsrs...Gosto de dizer que meu som tem muito de tudo, um pouco de nada e tudo de mim!!! Um amigo definiu como Pop Classico Violado!!! KKKKKKKKK
GP – Quais surpresas podemos esperar do Thalles para este ano? Muitos projetos?
THALLES - Muitos projetos! DVD  NA SALA DO PAI já esta sendo finalizado e já posso garantir que  é muito diferente de tudo que vocês já viram! Vocês vão amar!!!  Finalzinho
de Julho chega nas lojas!!!
GP – Como foi sua conversão? Aquele momento especial em que você parou e pensou: “agora é pra valer!”
THALLES - Eu estava no quarto fumando maconha com um amigo, ele foi tomado 
por uma voz maligna e me disse: VAMOS FUMAR MESMO PQ “NOIS” VAMOS TUDO 
PRO INFERNO! Naquele momento a minha ficha caiu, dai pra frente minha vida nunca 
mais foi a mesma!!!
GP – Com certeza você fez muitos amigos desde a época do Jota, ainda mantém contato com a  galera? E quanto a seu ministério, você tem conseguido falar de Jesus pra essa moçada?
THALLES - Tenho contato sim! Eles me ligam, eu ligo pra eles, isso é muito  bom! Eu falo de Jesus pra eles, meu cd fala de Jesus pra eles, meu  testemunho de vida fala de Jesus pra eles!
Tem muitos deles se convertendo e já tem alguns que estão até sendo batizados! Deus é Demais!!!
GP – Você viajou pelo Brasil com grandes nomes do meio artístico, participou com certeza de grandes shows e eventos. Na sua opinião a qualidade musical do gospel pode ser comparada ao secular?
THALLES - O meio gospel tem muito que avançar e crescer! Ainda não é de um  todo profissional! Entende... Mais vamos chegar lá! Tem gente boa no gospel que já está trabalhando
assim! Super profissionais! Estamos no Caminho!
GP –  Nos EUA, muitos artistas transitam entre o secular e o Gospel sem perder sua essência e o testemunho com Deus, participam de eventos sociais, séries de TV, Shows, novelas e até mesmo de filmes...Porque ainda  é tão difícil essa cultura no Brasil? Você acha que ainda existe certo preconceito das igrejas em ver seus cantores e bandas preferidas em eventos que não sejam evangélicos?
THALLES - Sim! O preconceito existe! Acho que isso é uma questão cultural!
GP:  Qual deveria ser a postura de um cantor nos dias de hoje, se tratando de repertório e produção musical? Você acha que por estar levando uma mensagem espiritual através da música o artista acaba usando isso como uma desculpa e esquece do profissional e da qualidade?
THALLES - Nós temos a mente de Cristo segundo a palavra! Então temos que  pensar como Cristo! Temos que fazer as coisas com a qualidade que  Cristo faz! Enfim, o Espiritual (que não pode faltar)abre as portas em  Deus e muda vidas e a qualidade abre portas aqui, nos faz chegar a  pessoas e lugares onde coisa ruim (quero dizer: sem qualidade) não entra!
GP: Para encerrar gostaríamos de agradecer sua participação e desejar um excelente evento, toda a produção do Gospel Planet estará com certeza em seu lançamento no dia 19 de junho no Gospel Night. Fique a vontade e deixe um recado para nossos internautas e é claro seus contatos também...
THALLES - Eu é que agradeço o carinho de todos vcs! Espero todos lá com certeza Meu recado é: Vivam a vida de Deus em vcs, vivam isso intensamente, vivam os sonhos de Deus e descubra tudo que O Pai projetou  pra vc!
Contatos para shows e eventos:  (031) 92423136
Fonte Gospel Night

Apóstolo Pedro: a transformação total de um discípulo



Olá, amigo(a) leitor(a)

Desejo-lhe a paz e o infinito amor do Senhor Jesus.

Neste estudo bíblico, poderemos compreender os aspectos que levaram o apóstolo Pedro, nosso irmão em Cristo, a uma mudança total em sua vida. Também poderemos compreender que mudança foi essa e de que necessitamos para que também sejamos transformados pelo Senhor Jesus.

Peço que você ore agora pedindo que a luz do Espírito Santo esteja sobre a sua mente durante a leitura, para que tudo o que você ler possa ser compreendido conforme a verdade que só há na Palavra de Deus.

Eu oro para que a semente da Palavra de Deus germine em seu coração e gere arrependimento, renúncia e transformação, em nome de Jesus.

A transformação total de um discípulo

Vamos começar com uma pergunta: Qual foi o discípulo que se levantou perante o Sinédrio para testemunhar sobre Jesus? Pense quanto tempo for necessário para responder.

Não lembra? Então, responda: Qual foi o discípulo que negou Jesus 3 vezes?
A resposta dessa é fácil, certo? Foi Pedro.

E "Pedro" também é a resposta da primeira pergunta, porém nos lembramos facilmente apenas daquilo que marcou negativamente a vida desse apóstolo.

Reflita um pouco agora: Algo aconteceu com Pedro nesse intervalo de tempo entre a negação e aquilo que está relatado no livro de Atos dos Apóstolos. O que aconteceu? Esta é uma das principais perguntas deste estudo e, em nome de Jesus, você poderá compreender a transformação total desse discípulo do Senhor Jesus.

Pedro é chamado por Jesus

Simão Pedro, também chamado na Bíblia como Cefas ou Simão Barjonas, trabalhava como pescador na região da Galiléia. Ele e seu irmão André foram os dois primeiros discípulos a serem chamados por Jesus para segui-Lo, conforme está escrito em Mateus 4:18-20.


Mateus 4:18-20
“E Jesus, andando junto ao mar da Galiléia, viu a dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, os quais lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores;
E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens.
Então eles, deixando logo as redes, seguiram-no.”


O chamado de Jesus para Pedro veio logo após uma pesca milagrosa, como está relatado em Lucas 5:1-11.

Lucas 5:1-11
“1E aconteceu que, apertando-o a multidão para ouvir a palavra de Deus, estava ele junto ao lago de Genesaré. 2E viu estar dois barcos junto à praia do lago; e os pescadores, havendo descido deles, estavam lavando as redes. 3E, entrando num dos barcos, que era o de Simão, pediu-lhe que o afastasse um pouco da terra; e, assentando-se, ensinava do barco a multidão. 4E, quando acabou de falar, disse a Simão: faze-te ao mar alto, e lançai as vossas redes para pescar. 5E, respondendo Simão, disse-lhe: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, porque mandas, lançarei a rede. 6E, fazendo assim, colheram uma grande quantidade de peixes, e rompia-se-lhes a rede. 7E fizeram sinal aos companheiros que estavam no outro barco, para que os fossem ajudar. E foram e encheram ambos os barcos, de maneira tal que quase iam a pique. 8E, vendo isso Simão Pedro, prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Senhor, ausenta-te de mim, por que sou um homem pecador. 9Pois que o espanto se apoderara dele e de todos os que com ele estavam, por causa da pesca que haviam feito, 10e, de igual modo, também de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram companheiros de Simão. E disse Jesus a Simão: Não temas; de agora em diante, serás pescador de homens. 11E, levando os barcos para terra, deixaram tudo e o seguiram.”

Tente imaginar a cena narrada nos versículos anteriores.
Pedro e seus amigos trabalharam toda a noite, porém não conseguiram pescar nem um peixinho. Ele deveria estar muito cansado e estressado por isso. Então, chega um certo rabi que ele não conhecia e pede para Pedro afastar um pouco o barco da terra para que ele pregasse a Palavra de Deus. Pedro pode ter pensado: "Que cara folgado. Trabalhei a noite inteira, não pesquei nenhum peixe e ainda me pede para afastar o barco para ele pregar". Porém, essa é apenas uma suposição, pois aqueles que ministravam a Palavra de Deus eram respeitados naquela época.
Após Jesus terminar de pregar, falou para Pedro ir até o alto mar e lançar as redes. O versículo 5 mostra que Pedro não queria fazer isso, mas fez em obediência à palavra de Jesus. O resultado foi uma pesca milagrosa que espantou a Pedro e a todos que ali estavam. Então, Jesus chama Pedro para ser "pescador de homens" e ele O segue.

Pedro e os discípulos presenciaram os milagres de Jesus

Pedro andou com Jesus durante todo o Seu ministério que durou cerca de 3 anos e viu muitos milagres que o Senhor operou (Mateus 4:23-24).

Mateus 4:23-24
“E percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas suas sinagogas e pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo. E a sua fama correu por toda a Síria, e traziam-lhe todos os que padeciam, acometidos de várias enfermidades e tormentos, os endemoninhados, os lunáticos, e os paralíticos, e ele os curava.”


Será que havia motivos para Pedro duvidar de Jesus? Acredito que não, pois ele presenciou os inúmeros milagres que o Mestre realizou.

Pedro ouviu os ensinamentos de Jesus

Além de presenciar os milagres de Jesus, Pedro também ouviu o que o Mestre pregou. Logo nos primeiros sermões, Jesus alertou aos seus discípulos que sofreriam perseguição (Mateus 5:10-12).


Mateus 5:10-12
Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus; Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.”


Além disso, Jesus alertou-os novamente quando os enviou para anunciarem o Reino, curarem enfermidades e expulsarem demônios (Mateus 10:17-19).


Mateus 10:17-19
“Acautelai-vos, porém, dos homens; porque eles vos entregarão aos sinédrios, e vos açoitarão nas suas sinagogas; E sereis até conduzidos à presença dos governadores, e dos reis, por causa de mim, para lhes servir de testemunho a eles, e aos gentios. Mas, quando vos entregarem, não vos dê cuidado como, ou o que haveis de falar, porque naquela mesma hora vos será ministrado o que haveis de dizer.”


Jesus ainda ensinou que veio trazer transformação, quando disse aos discípulos que não entrariam no Reino dos Céus se as atitudes deles não excedessem as dos escribas e fariseus (Mateus 5:20).

Mateus 5:20
“Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus.”



Que tipo de mudança Jesus já realizou em sua vida? Se Jesus não mudou nada, é porque você não permitiu que Ele mude.

Pedro e os discípulos receberam o poder de Jesus


Não havia motivos para Pedro duvidar de Jesus, pois ele e os discípulos receberam o poder do Senhor para curar enfermidades e expulsar demônios em nome Dele, como está escrito em Mateus 10:1.

Mateus 10:1
“E, chamando os seus doze discípulos, deu-lhes poder sobre os espíritos imundos, para os expulsarem, e para curarem toda a enfermidade e todo o mal.”


Eles não só receberam o poder como fizeram grandes maravilhas em nome de Jesus (Marcos 6:12-13).

Marcos 6:12-13
“12E, saindo eles, pregavam ao povo que se arrependesse. 13E expulsavam muitos demônios, e ungiam muitos enfermos com óleo, e os curavam.”



Havia algum motivo para Pedro duvidar de Jesus? Absolutamente, não. Então, por que Pedro negou a Jesus? Continue refletindo sobre isso durante a leitura.

Pedro ainda ouviu Jesus falar algo que, provavelmente, marcou-o (Mateus 10:32-33).

Mateus 10:32-33
“Portanto, qualquer que me confessar diante dos homens, eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus. Mas qualquer que me negar diante dos homens, eu o negarei também diante de meu Pai, que está nos céus.”


É provável que Pedro tenha se lembrado dessa frase de Jesus após a negação e algumas perguntas devem ter vindo à sua mente: Será que Jesus o perdoaria? Será que ele entraria no Reino de Deus?

Ele ainda ouviu Jesus falar que "Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta, espalha.” (Mateus 12:30).

Pedro andou sobre as águas


Pedro era um líder entre os discípulos devido à sua personalidade. Ele era aquele que "dava a sua cara a tapa" fazendo aquilo que os discípulos tinham vontade mas não tinham coragem para fazer. Foi ele o discípulo que quis andar até Jesus sobre as águas. Quando os discípulos estavam no meio de uma tempestade em um barco, viram alguém sobre as águas e acharam que era uma assombração, mas, em seguida, viram que era o Senhor Jesus. Então, Pedro pediu a Jesus para que o chamasse a ir até Ele sobre as águas (Mateus 14:28-31).

Mateus 14:28-31
“E respondeu-lhe Pedro, e disse: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas.
E ele disse: Vem. E Pedro, descendo do barco, andou sobre as águas para ir ter com Jesus.
Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, salva-me! E logo Jesus, estendendo a mão, segurou-o, e disse-lhe: Homem de pouca fé, por que duvidaste?”


Observe que Pedro não conseguiu permanecer sobre as águas quando veio um vento forte. Isso é uma representação da fé de Pedro, ele acreditava em Jesus, mas um "vento forte" fazia com que ele tivesse sua fé abalada.


Qual é o vento forte que está vindo sobre você? Em nome de Jesus, não se perturbe com esse vento, permaneça na fé em Jesus.

Pedro afirmou que Jesus é o Cristo, o Filho do Deus Vivo


Quando Jesus perguntou aos discípulos quem eles achavam que Ele era, Pedro foi o discípulo que reconheceu e afirmou que Jesus é o Cristo, o Filho do Deus Vivo (Mateus 16:15-20).


Mateus 16:15-17
“Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou? E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus."


Imagine Pedro ouvindo de Jesus que ele havia recebido uma revelação de Deus. Ele deve ter "se sentido", como as pessoas costumam dizer. Logo após esse episódio, Jesus começou a dizer que convinha que padecesse muitas coisas por parte dos anciãos, dos principais dos sacerdotes, dos escribas e fariseus, dizendo que seria morto e ressuscitaria ao terceiro dia (Mateus 16:21), mas Pedro não entendia isso.

Mateus 16:21
“Desde então começou Jesus a mostrar aos seus discípulos que convinha ir a Jerusalém, e padecer muitas coisas dos anciãos, e dos principais dos sacerdotes, e dos escribas, e ser

morto, e ressuscitar ao terceiro dia.”

Pedro é repreendido por Jesus


Porém, Pedro, que anteriormente havia recebido a revelação de Deus afirmando que Jesus é o Cristo, agora fala pela sua própria vontade: "Senhor, tem compaixão de ti; de modo nenhum te acontecerá isso.” (Mateus 16:22).

Mateus 16:22
“E Pedro, tomando-o de parte, começou a repreendê-lo, dizendo: Senhor, tem compaixão de ti; de modo nenhum te acontecerá isso.”


Então, Jesus repreendeu Pedro:

Mateus 16:23
“Ele, porém, voltando-se, disse a Pedro: Para trás de mim, Satanás, que me serves de escândalo; porque não compreendes as coisas que são de Deus, mas só as que são dos homens.”


E ainda Jesus disse que quem quiser ir após Ele deve renunciar a si mesmo, tomar a sua cruz e segui-lo (Mateus 16:24-25). Talvez tenha se lembrado também desta frase do Mestre após negá-Lo três vezes.

Mateus 16:24-25
“Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me;
Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á.”


Esse episódio certamente marcou a vida de Pedro. Que outro discípulo foi um instrumento de Satanás ao falar? E que outro discípulo ouviu palavras tão duras do Mestre?

Pedro questionou Jesus sobre o perdão


Pedro também foi o discípulo que questionou Jesus sobre o perdão, e recebeu uma resposta maravilhosa do Mestre (Mateus 18:21-22):

Mateus 18:21-22
“Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete?
Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete.”


Pedro era um líder nato e sempre se antecipava aos discípulos para perguntar. Após o episódio em que o jovem rico questionou Jesus sobre como faria para herdar a vida eterna, Pedro perguntou a Jesus o que os discípulos receberiam por segui-Lo (Mateus 19:27-28), e o Mestre respondeu que cada discípulo receberia um trono para julgar as doze tribos de Israel.

Mateus 19:27-28
“Então Pedro, tomando a palavra, disse-lhe: Eis que nós deixamos tudo, e te seguimos; que receberemos?
E Jesus disse-lhes: Em verdade vos digo que vós, que me seguistes, quando, na regeneração, o Filho do homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis sobre doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel.”


Antes da última ceia, Jesus lava os pés dos discípulos


Antes da última ceia, Jesus lavou os pés dos discípulos e Pedro achou que Ele não deveria fazer isso, porque esse era um dever reservado aos escravos não-judeus, mas depois pediu que Jesus lavasse não só seus pés, mas também as mãos e a cabeça (João 13:6-9).

João 13:6-9
“6Aproximou-se, pois, de Simão Pedro, que lhe disse: Senhor, tu lavas-me os pés a mim? 7Respondeu Jesus e disse-lhe: O que eu faço, não o sabes tu, agora, mas tu o saberás depois. 8Disse-lhe Pedro: Nunca me lavarás os pés. Respondeu-lhe Jesus: Se eu te não lavar, não tens parte comigo. 9Disse-lhe Simão Pedro: Senhor, não só os meus pés, mas também as mãos e a cabeça.”


Essa atitude de lavar os pés representa um ato de humildade e serviço fraternal que todos os discípulos de Cristo devem ter. Esse gesto de Jesus é uma indicação simbólica da humilhação e entrega Dele até a morte. Como Jesus ensinou, aquele que quiser ser o maior no Reino dos Céus seja o que mais sirva.

Após a última ceia, Pedro disse que morreria por Jesus


Após a última ceia, Jesus e os discípulos foram ao Monte das Oliveiras e Ele disse que todos se escandalizariam Dele naquela noite, mas Pedro disse que jamais faria isso (Mateus 26:31-35).

Mateus 26:31-35
“Então Jesus lhes disse: Todos vós esta noite vos escandalizareis em mim; porque está escrito: Ferirei o pastor, e as ovelhas do rebanho se dispersarão. Mas, depois de eu ressuscitar, irei adiante de vós para a Galiléia. Mas Pedro, respondendo, disse-lhe: Ainda que todos se escandalizem em ti, eu nunca me escandalizarei. Disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que, nesta mesma noite, antes que o galo cante, três vezes me negarás. Disse-lhe Pedro: Ainda que me seja mister morrer contigo, não te negarei. E todos os discípulos disseram o mesmo.”


Pedro tinha fé total em Jesus e por isso afirmou com convicção que morreria por Jesus se fosse necessário. Em sua mente, Pedro estava certo de que faria tudo por Jesus, porém isso ainda não era uma verdade.


Quantas promessas você já fez a Jesus declarando amor total por Ele? Quantas vezes você se comprometeu a orar e ler a Bíblia todos os dias da semana e, quando chegou no sábado ou no domingo, tentou chorar para pedir perdão a Jesus?

Nesse mesmo episódio, Jesus disse a Pedro que intercedeu por ele para que não lhe faltasse fé, pois Satanás iria colocar a fé dele e dos discípulos à prova.

Lucas 21:31-34
“31Disse também o Senhor: Simão, Simão, eis que Satanás vos pediu para vos cirandar como trigo. 32Mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, confirma teus irmãos. 33E ele lhe disse: Senhor, estou pronto a ir contigo até à prisão e à morte. 34Mas ele disse: Digo-te, Pedro, que não cantará hoje o galo antes que três vezes negues que me conheces.”


Observe que Jesus disse a Pedro: “quando te converteres”, ou seja, quando Pedro se arrependesse de ter negado a Jesus, deveria ajudar os outros discípulos.

Já no Getsêmani, Pedro e os dois filhos de Zebedeu angustiaram-se muito sabendo o que estava perto de acontecer. Jesus então chamou-os para orar com Ele, mas os discípulos dormiram, e Ele disse a Pedro: "Então nem uma hora pudeste velar comigo?” (Mateus 26:40).

Mateus 26:40
“E, voltando para os seus discípulos, achou-os adormecidos; e disse a Pedro: Então nem uma hora pudeste velar comigo?”


No Getsêmani, Pedro corta a orelha de um soldado romano

Assim que Jesus foi preso pelos soldados, Pedro tomou sua espada e cortou a orelha de um deles (João 18:10-11).

João 18:10-11
“10Então, Simão Pedro, que tinha espada, desembainhou-a e feriu o servo do sumo sacerdote, cortando-lhe a orelha direita. E o nome do servo era Malco. 11Mas Jesus disse a Pedro: Mete a tua espada na bainha; não beberei eu o cálice que o Pai me deu?”

Responda mais uma pergunta: Quantos discípulos traíram Jesus? A resposta está em Marcos 26:56: TODOS.

Mateus 26:56
“Mas tudo isto aconteceu para que se cumpram as escrituras dos profetas. Então, todos os discípulos, deixando-o, fugiram.”

Porém, Pedro, mesmo fugindo, ficou a uma distância que pudesse ver o que aconteceria (Mateus 26:58).

Mateus 26:58
“E Pedro o seguiu de longe, até ao pátio do sumo sacerdote e, entrando, assentou-se entre os criados, para ver o fim.”

A negação de Pedro

Após isso, Pedro negou Jesus 3 vezes e chorou amargamente quando lembrou do que o Mestre havia falado a ele (Mateus 26:69-75).

Mateus 26:69-75
“Ora, Pedro estava assentado fora, no pátio; e, aproximando-se dele uma criada, disse: Tu também estavas com Jesus, o galileu.
Mas ele negou diante de todos, dizendo: Não sei o que dizes.
E, saindo para o vestíbulo, outra criada o viu, e disse aos que ali estavam: Este também estava com Jesus, o Nazareno.
E ele negou outra vez com juramento: Não conheço tal homem.
E, daí a pouco, aproximando-se os que ali estavam, disseram a Pedro: Verdadeiramente também tu és deles, pois a tua fala te denuncia.
Então começou ele a praguejar e a jurar, dizendo: Não conheço esse homem. E imediatamente o galo cantou.
E lembrou-se Pedro das palavras de Jesus, que lhe dissera: Antes que o galo cante, três vezes me negarás. E, saindo dali, chorou amargamente.”


O evangelho de Lucas acrescenta um detalhe importante da negação de Pedro, em que Jesus olha para Pedro após este negá-lo 3 vezes (Lucas 22:61-62).

Lucas 22:61-62
“61E, virando-se o Senhor, olhou para Pedro, e Pedro lembrou-se da palavra do Senhor, como lhe tinha dito: Antes que o galo cante hoje, me negarás três vezes. 62E, saindo Pedro para fora, chorou amargamente.”


Imagine Jesus olhando para você toda vez que você peca. Seu arrependimento é verdadeiro?

O choro de Pedro não foi um simples choro, mas foi um choro amargo, pois ele entendeu naquele momento que era um grande mentiroso. Ele havia prometido para Jesus que morreria por amor a Ele, porém negou-o e jurou que não O conhecia. O choro de Pedro não foi como o choro que você e eu choramos falsamente após pecarmos, foi um choro amargo.

Após a negação, muitas perguntas podem ter vindo à mente de Pedro. Ele seria perdoado por Jesus? Ele ainda teria o trono reservado aos discípulos na Glória?

Pedro também traiu Jesus, porém responda mais uma pergunta:
Qual a diferença entre a traição de Judas Iscariotes e a traição de Pedro?

A diferença é que Pedro não perdeu o TEMOR AO SENHOR. Após negar a Jesus, o que mais importava para Pedro era saber se o Seu Senhor o perdoaria, porque, se Jesus não o perdoasse, não valeria mais a pena viver.

Na igreja moderna, muitos cristãos perderam esse TEMOR AO SENHOR, o temor que gera arrependimento e renúncia. Muitos cristãos pecam porque sabem que Jesus irá perdoar, porém passou da hora de você resgatar esse temor ao Senhor na sua vida. Outros cristãos obedecem ao Senhor por medo, mas isso não tem nada a ver com temor. Ter temor ao Senhor não é ter medo Dele, mas sim amá-lo e obedecer a Sua Palavra.

Imagine como Pedro se comportou nos três dias que antecederam a ressurreição de Jesus. Talvez algum discípulo deva ter chegado para ele na hora do almoço e falado: "vamos comer, Pedro?", e ele deve ter respondido: "Estou sem fome". Pode ter acontecido também de algum discípulo ter chegado a ele para conversar, mas ele preferiu ficar em silêncio. Por quê? Porque o que mais importava para ele era saber se Jesus o perdoaria, e ele não conseguia pensar em outra coisa.


Quando você peca, o que mais importa para você é saber se Jesus irá lhe perdoar ou você peca por que sabe que Ele lhe perdoará?


Certamente, se Judas Iscariotes houvesse se arrependido, ele seria perdoado por Jesus, porém ele decidiu tirar a sua própria vida.

A ressurreição de Jesus

Após a ressurreição de Jesus, Maria Madalena, Salomé e Maria, mãe de Tiago, foram ao sepulcro de manhã cedo. Vendo que a pedra do sepulcro tinha sido removida, espantaram-se. Apareceu-lhes um anjo dizendo para avisarem aos discípulos e a Pedro que o Senhor Jesus havia ressuscitado (Marcos 16:5-8).

Marcos 16:5-8
“5E, entrando no sepulcro, viram um jovem assentado à direita, vestido de uma roupa comprida e branca; e ficaram espantadas. 6Porém ele disse-lhes: Não vos assusteis; buscais a Jesus, o Nazareno, que foi crucificado; já ressuscitou, não está aqui; eis aqui o lugar onde o puseram. 7Mas ide, dizei a seus discípulos e a Pedro que ele vai adiante de vós para a Galiléia; ali o vereis, como ele vos disse. 8E, saindo elas apressadamente, fugiram do sepulcro, porque estavam possuídas de temor e assombro; e nada diziam a ninguém, porque temiam.”

Após Pedro ouvir das mulheres que Jesus havia ressuscitado, ele correu até o sepulcro e viu apenas os lenços. Saindo dali, refletia sobre o acontecimento (Lucas 24:10-12).

Lucas 24:12
“Pedro, porém, levantando-se, correu ao sepulcro e, abaixando-se, viu só os lenços ali postos; e retirou-se, admirando consigo aquele caso.”


Você já se desentendeu com alguém? Você já ficou alguns dias sem falar com uma pessoa por estar chateado com ela ou achar que ela está chateada com você? Se sim, você sabe que ficou uma situação estranha quando vocês se encontraram após o desentendimento, parecia que eram estranhas uma a outra.

Portanto, imagine como Pedro se sentiu quando viu Jesus pela primeira vez após Sua ressurreição. Na primeira aparição, Jesus não falou sobre a negação de Pedro em nenhum momento. Pedro deve ter ficado ainda mais duvidoso por Jesus não ter tocado no assunto. Talvez ele tenha olhado para Jesus e dado um sorriso sem graça, ou talvez tenha falado "tudo bem, Mestre?" ou "que bom vê-lo novamente, Senhor". Após esse primeiro encontro, Pedro deve ter ficado ainda mais ansioso em saber se Jesus o perdoaria.

Somente na terceira aparição a alguns discípulos após a ressurreição é que aconteceu o encontro que Pedro esperava ter com Jesus. Após uma pesca maravilhosa e um jantar do qual participaram mais alguns discípulos, Jesus chamou Pedro para conversar, e esse foi o encontro que mudou para sempre a vida desse discípulo.

João 21:15-17
“15E, depois de terem jantado, disse Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de Jonas, amas-me mais do que estes? E ele respondeu: Sim, Senhor; tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta os meus cordeiros. 16Tornou a dizer-lhe segunda vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Disse-lhe: Sim, Senhor; tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas. 17Disse-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Simão entristeceu-se por lhe ter dito terceira vez: Amas-me? E disse-lhe: Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo. Jesus disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas.”


Jesus fez 3 perguntas a Pedro que fizeram-no refletir sobre qual o amor que ele sentia pelo Mestre. No grego, existem 3 palavras que representam diferentes tipos de amor: eros, ágape e phileo. O amor "eros" está relacionado à atração de um homem por uma mulher e de uma mulher por um homem; o amor "phileo" refere-se a um amor fraternal (entre irmãos); e o amor "ágape" refere-se a um amor incondicional, o amor que está escrito em 1 Coríntios 13: o amor que tudo sofre, tudo crê, tudo espera e tudo suporta.

Nas três perguntas que Jesus fez a Pedro, foram usados diferentes verbos no texto original do Novo Testamento escrito em grego. Jesus fez a primeira pergunta referindo-se ao amor "ágape", mas Pedro respondeu que o amava com um amor "phileo". Observe que Jesus perguntou a Pedro se O amava incondicionalmente e o discípulo respondeu que amava apenas com um amor fraternal. Na segunda pergunta, aconteceu o mesmo. Então, Jesus resolveu falar na mesma linguagem de Pedro e fez a terceira pergunta referindo-se a um amor "phileo" e recebe de Pedro a resposta de que O amava com um amor "phileo", ou seja, um amor fraternal.

As três perguntas de Jesus a Pedro fizeram com que o discípulo refletisse profundamente sobre qual amor tinha pelo Seu Mestre, aquele pelo qual jurou que morreria se fosse necessário.

Esse encontro mudou a vida de Pedro para sempre, pois, a partir dessa confrontação, ele decidiu amar Jesus verdadeiramente com o mesmo amor que Ele nos amou, um amor incondicional capaz de dar a sua própria vida por nós.

A partir desse momento, Pedro nunca mais deixou de amar o Senhor Jesus verdadeiramente. Prova disso são suas atitudes relatadas no livro de Atos dos Apóstolos.

Frutos da mundança completa

Quando os discípulos receberam o Espírito Santo no dia de Pentecostes, muitos que ali estavam diziam que os discípulos estavam embriagados. Porém, um discípulo tomou a iniciativa de esclarecer o que estava acontecendo. Quem foi esse discípulo? Pedro. (Atos dos Apóstolos 2:14)

Atos dos Apóstolos 2:14
“14Pedro, porém, pondo-se em pé com os onze, levantou a voz e disse-lhes: Varões judeus e todos os que habitais em Jerusalém, seja-vos isto notório, e escutai as minhas palavras.”

Foi Pedro quem pregou quando ocorreram as primeiras conversões. Quando Pedro curou um coxo em nome de Jesus, discursou sobre o Senhor Jesus no templo aos israelitas mostrando que eles mesmos tinham matado o Príncipe da vida, que Deus ressuscitou dos mortos (Atos dos Apóstolos 3:15). Pedro confrontou-os sem qualquer medo.

Atos dos Apóstolos 3:15
“15E matastes o Príncipe da vida, ao qual Deus ressuscitou dos mortos, do que nós somos testemunhas.”


Durante esse discurso em que Pedro e João ensinavam ao povo sobre a ressurreição dos mortos, os sacerdotes, o capitão do templo e os saduceus mandaram que os prendessem.

Atos dos Apóstolos 4:1-3
“1E, estando eles falando ao povo, sobrevieram os sacerdotes, e o capitão do templo, e os saduceus, 2doendo-se muito de que ensinassem o povo e anunciassem em Jesus a ressurreição dos mortos. 3E lançaram mão deles e os encerraram na prisão até ao dia seguinte, pois era já tarde.”

Pedro não tinha mais medo de morrer pelo Senhor Jesus e testemunhou diante dos principais do sacerdotes, dos anciãos, dos escribas, de Anás, o sumo sacerdote, e todos da linhagem deste último (Atos dos Apóstolos 4:5-12).

Atos dos Apóstolos 4:5-12
“5E aconteceu, no dia seguinte, reunirem-se em Jerusalém os seus principais, os anciãos, os escribas, 6e Anás, o sumo sacerdote, e Caifás, e João, e Alexandre, e todos quantos havia da linhagem do sumo sacerdote. 7E, pondo-os no meio, perguntaram: Com que poder ou em nome de quem fizestes isto? 8Então, Pedro, cheio do Espírito Santo, lhes disse: Principais do povo e vós, anciãos de Israel, 9visto que hoje somos interrogados acerca do benefício feito a um homem enfermo e do modo como foi curado, 10seja conhecido de vós todos e de todo o povo de Israel, que em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, aquele a quem vós crucificastes e a quem Deus ressuscitou dos mortos, em nome desse é que este está são diante de vós. 11Ele é a pedra que foi rejeitada por vós, os edificadores, a qual foi posta por cabeça de esquina. 12E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.”


Então, eles viram que Pedro e João falavam com autoridade e não tinham como negar a cura do coxo, portanto decidiram ameaçar os discípulos, porém eles responderam sem qualquer medo que falariam do que tinham visto e ouvido (Atos dos Apóstolos 4:18-22).

Atos dos Apóstolos 4:18-22
“18E, chamando-os, disseram-lhes que absolutamente não falassem, nem ensinassem, no nome de Jesus. 19Respondendo, porém, Pedro e João, lhes disseram: Julgai vós se é justo, diante de Deus, ouvir-vos antes a vós do que a Deus; 20porque não podemos deixar de falar do que temos visto e ouvido. 21Mas eles ainda os ameaçaram mais e, não achando motivo para os castigar, deixaram-nos ir por causa do povo; porque todos glorificavam a Deus pelo que acontecera, 22pois tinha mais de quarenta anos o homem em quem se operara aquele milagre de saúde.”

Pedro realmente havia sido completamente transformado pelo Senhor Jesus, definitivamente ele havia se convertido e estava disposto a dar a sua vida pelo Seu Senhor.
O sumo sacerdote e os saduceus decidiram prender Pedro e João novamente. Porém, durante a noite, um anjo do Senhor os livrou da prisão e mandou que se apresentassem novamente no templo para pregar (Atos dos Apóstolos 5:17-21).

Será que você iria sabendo que poderia ser preso e sofrer novamente? Pedro e João foram. Onde está aquele discípulo que negou o Seu Senhor com medo de morrer? Aquele Pedro que achava que amava Jesus deu lugar a um Pedro disposto a dar a vida pelo Seu Senhor.

Atos dos Apóstolos 5:17-21
“17E, levantando-se o sumo sacerdote e todos os que estavam com ele (e eram eles da seita dos saduceus), encheram-se de inveja, 18e lançaram mão dos apóstolos, e os puseram na prisão pública. 19Mas, de noite, um anjo do Senhor abriu as portas da prisão e, tirando-os para fora, disse: 20Ide, apresentai-vos no templo e dizei ao povo todas as palavras desta vida. 21E, ouvindo eles isto, entraram de manhã cedo no templo e ensinavam.”


Quando novamente foram interrogados pelo sumo sacerdote sobre a ordem que tinha dado para não ensinarem mais sobre Jesus, Pedro e os apóstolos responderam que continuariam anunciando em obediência a Deus e não aos homens (Atos dos Apóstolos 5:27-32).

Atos dos Apóstolos 5:27-32
“27E, trazendo-os, os apresentaram ao conselho. E o sumo sacerdote os interrogou, dizendo: 28Não vos admoestamos nós expressamente que não ensinásseis nesse nome? E eis que enchestes Jerusalém dessa vossa doutrina e quereis lançar sobre nós o sangue desse homem. 29Porém, respondendo Pedro e os apóstolos, disseram: Mais importa obedecer a Deus do que aos homens. 30O Deus de nossos pais ressuscitou a Jesus, ao qual vós matastes, suspendendo-o no madeiro. 31Deus, com a sua destra, o elevou a Príncipe e Salvador, para dar a Israel o arrependimento e remissão dos pecados. 32E nós somos testemunhas acerca destas palavras, nós e também o Espírito Santo, que Deus deu àqueles que lhe obedecem.”


Preste atenção na enorme diferença do comportamento de Pedro. O mesmo apóstolo que, pelo medo de sofrer e morrer, havia negado Jesus 3 vezes agora estava disposto a morrer pelo nome Dele. Esse é o fruto da mudança total. Nesse momento, Pedro não apenas cria em Jesus mas também amava-o completamente com um amor incondicional.

A morte de Pedro

Pedro permaneceu nesse propósito até o fim de sua vida. Foi morto porque decidiu pregar o Evangelho e jamais negar o nome de Cristo novamente. Segundo historiadores, Pedro foi crucificado de cabeça para baixo no Circo de Nero a seu próprio pedido, por não se sentir de valor suficiente para morrer da mesma forma que o seu Senhor havia morrido.

As cartas de Pedro


A transformação completa de Pedro ainda pode ser observada em suas cartas.

Ele, inspirado pelo Espírito Santo, escreveu para que todos nós andemos em temor durante toda a nossa vida.

1 Pedro 1:17
“17E, se invocais por Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo a obra de cada um, andai em temor, durante o tempo da vossa peregrinação,”


Primeiramente, o Espírito Santo transformou Pedro e depois o inspirou para escrever sobre toda a transformação que havia ocorrido com ele, pois ele passou a entender o que é amar ardentemente.

1 Pedro 1:22-23
“22Purificando a vossa alma na obediência à verdade, para caridade fraternal, não fingida, amai-vos ardentemente uns aos outros, com um coração puro; 23sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva e que permanece para sempre.”


Escrevendo sobre o amor, Pedro estava revelando o que realmente havia aprendido com Aquele que mais nos amou. Ele estava escrevendo sobre o amor que sentia pelo Senhor Jesus, um amor incondicional que renuncia a si mesmo e nega as suas próprias vontades.

Você consegue imaginar alguém que era totalmente impulsivo escrevendo os próximos versículos?

1 Pedro 2:13-14
“13Sujeitai-vos, pois, a toda ordenação humana por amor do Senhor; quer ao rei, como superior; 14quer aos governadores, como por ele enviados para castigo dos malfeitores e para louvor dos que fazem o bem.”

1 Pedro 2:18-19

“18Vós, servos, sujeitai-vos com todo o temor ao senhor, não somente ao bom e humano, mas também ao mau; 19porque é coisa agradável que alguém, por causa da consciência para com Deus, sofra agravos, padecendo injustamente.”


Pedro finalmente havia entendido que Jesus havia sido condenado injustamente para que nós não fôssemos condenados em seu lugar.

Em suas cartas, o novo Pedro ensinou sobre mansidão. Esse comportamento é bem contrastante com aquele velho Pedro impulsivo.

1 Pedro 3:15
“15antes, santificai a Cristo, como Senhor, em vosso coração; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós,”


Você ama Jesus completamente?

É bem provável que você creia em Jesus totalmente e a maioria das pessoas no Brasil crê que Ele morreu e ressuscitou ao terceiro dia. Duvida? Então pergunte aos seus vizinhos se eles acreditam na morte e ressurreição de Jesus, independentemente de eles serem espíritas, católicos, evangélicos ou de qualquer outra crença. Provavelmente, eles responderão que crêem.
Porém, existe uma diferença gritante em crer em Jesus e amá-lo, pois quem ama a Jesus, guarda as Suas palavras e anda conforme os Seus ensinamentos, como Ele disse em João 14:21.

João 14:21
"Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, este é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele."

Os seus vizinhos podem crer em Jesus, mas você já deve tê-los visto várias vezes se embriagando com álcool, falando palavras torpes (palavrões) e fazendo outras atitudes que não agradam a Deus.

E você, ama o Senhor Jesus totalmente ou apenas crê Nele?

Deus o abençoe com toda a graça Dele!

Amém.

FINAL DOS TEMPOS - Pastor e mulher são presos suspeitos de estuprar menina para tirar 'maldição do sexo', em Edeia

Pastor e mulher são presos suspeitos de estuprar menina para tirar 'maldição do sexo', em Edeia Segundo relato da vítima à políc...