domingo, 12 de dezembro de 2010

Fenômeno de venda, Cassiane divide tempo entre família, shows e igreja

Cassiane com o marido Jairinho, seu maestro e parceiro de dupla romântica: fenômeno de vendas. Foto: divulgação

 Alguém consegue imaginar que haja vaga na agenda de shows de Cassiane? Claro que não. Fenômeno de vendas  da música gospel, a cantora vendeu nada menos que 130 mil cópias do CD "Viva", em apenas um mês, e é solicitada no país inteiro para eventos do meio evangélico. O ritmo intenso de apresentações, no entanto, não comanda o dia a dia da artista. Em entrevista ao blog, durante a 9ª Expocristã, em São Paulo, ela revelou que não abre mão do tempo com a família e da função de pastora numa igreja de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.
- Eu priorizo minha família. Sou casada há 16 anos com o Jairinho, que é meu maestro e com quem tenho uma dupla romântica já com quatro CDs lançados; e mãe de três filhos: Jayane, de 12 anos (também cantora, com dois CDs lançados), Caio, de 9, e Joshua, de 7. Além disso, sou pastora da Assembleia de Deus e toda terça dirijo cultos, pela manhã e à noite - conta Cassiane, que completará 30 anos de carreira em 2011.
Com 19 discos lançados - 18 deles por selos evangélicos - ela começou a cantar com 3 anos e fez a primeira gravação aos 8. Estrela do departamento gospel da Sony Music, ela explica por que "namorou" por 11 meses com a gravadora, não evangélica, antes de assinar contrato. 
- Quem é crente, procura muito o referencial. Para mim, não é só dinheiro. Pensei em uma carreira internacional. Tenho sonho de cantar em espanhol. Nos Estados Unidos, há muitas igrejas hispanas, onde cantam minhas músicas - afirma a cantora, que já vendeu mais de 1 milhão de cópias com o CD "Com muito louvor", pela gravadora MK.

Extra/Notícias Cristãs


Hoje é o Dia da Bíblia Sagrada

Celebrado no segundo domingo de dezembro, o Dia da Bíblia de 2010 tem como tema "Bíblia na Família".

Celebrado no segundo domingo de dezembro, o Dia da Bíblia foi criado em 1549, na Grã-Bretanha pelo Bispo Cranmer, que incluiu a data no livro de orações do Rei Eduardo VI. O Dia da Bíblia é um dia especial, e foi criado para que a população intercedesse em favor da leitura da Bíblia. No Brasil a data começou a ser celebrada em 1850, quando chegaram da Europa e EUA os primeiros missionários evangélicos. Porém, a primeira manifestação pública aconteceu quando foi fundada a Sociedade Bíblica do Brasil, em 1948, no Monumento do Ipiranga, em São Paulo (SP).

E, graças ao trabalho de divulgação das Escrituras Sagradas, desempenhado pela entidade, o Dia da Bíblia passou a ser comemorado não só no segundo domingo de dezembro, mas também ao longo de todas a semana que antecede a data. Desde dezembro de 2001, essa comemoração tão especial passou a integrar o calendário oficial do país, graças à Lei Federal 10.335, que instituiu a celebração do Dia da Bíblia em todo o território nacional.

Hoje, as celebrações se intensificaram e diversificaram. Realização de cultos, carreatas, shows, maratonas de leitura bíblica, exposições bíblicas, construção de monumentos à Bíblia e distribuição maciça de Escrituras são algumas das formas que os cristãos encontraram de agradecer a Deus por esse alimento para a vida.

O Dia da Bíblia é dedicado à realização de eventos e pode ser comemorado tanto no segundo domingo de dezembro quanto ao longo de toda a semana que antecede a data. As atividades programadas são variadas e vão desde cultos até maratonas de leitura bíblica que mobilizam milhares de pessoas. Conheça a seguir como a Semana da Bíblia é comemorada.

:: Cultos – As igrejas planejam e realizam cultos especiais no Dia da Bíblia. Nestes cultos é lembrado o grande amor de Deus ao entregar a sua Palavra aos homens e o valor dessa Palavra na vida das pessoas. Em geral, nesses cultos são recolhidas ofertas especiais para ajudar na distribuição da Bíblia no Brasil e no mundo.

:: Carreatas – Muitas igrejas organizam desfiles de carros pelas principais ruas da cidade, ostentando faixas com versículos bíblicos. Carros alegóricos, com representações de Bíblias, normalmente fazem parte da carreata.

:: Concentrações – Igrejas de muitas cidades organizam concentrações públicas para celebrar o Dia da Bíblia. Estas concentrações ocorrem em praças, ginásios esportivos, estádios e outros lugares de fácil acesso ao público. Um culto público com pregação da palavra, orações e apresentação de corais e conjuntos musicais, normalmente é o clímax da celebração. Bíblias, Novos Testamento, Porções Bíblicas e Seleções Bíblicas são distribuídas nas concentrações.

:: Maratona - As igrejas organizam maratonas de leitura bíblica em seus templos ou em lugares públicos. Essas maratonas seguem dois modelos. No primeiro os textos são selecionados e lidos publicamente, normalmente em lugares com grande fluxo de pessoas. No segundo caso, é feita a leitura ininterrupta de todo o texto bíblico. Pessoas são escaladas para darem continuidade à leitura e ela só é interrompida quando se completa a leitura de toda a Bíblia. Normalmente esta leitura leva mais de um dia para ser concluída e implica em uma vigília.

:: Monumentos – Já vem de décadas o costume de levantar monumentos à Bíblia em praças públicas das cidades. O monumento à Bíblia é um testemunho público da importância da Bíblia para as pessoas e para a sociedade e, ao mesmo tempo, um marco da importância da Bíblia para a cultura do povo.

:: Distribuição – Existem igrejas que no Dia da Bíblia efetuam uma distribuição maciça de folhetos (Seleções Bíblicas), para que o povo conheça o valor da Bíblia em suas vidas. Também são feitas distribuições de Bíblias, Novos Testamentos e porções bíblicas. A distribuição de Bíblias, em geral, é feita em escolas, hospitais, empresas, quartéis ou outros tipos de organização.

:: Pedalando por Bíblias – Em vários países são organizados passeios ciclísticos para divulgar a Bíblia e arrecadar fundos em favor da causa da Bíblia. No Brasil esses passeios começaram a ser realizados no ano de 1998 e são chamados de "Pedalando por Bíblias". Igrejas e entidades cristãs tomam a iniciativa de organizar o passeio. Cada participante, ao se inscrever, doa uma ou várias Bíblias para serem distribuídas a pessoas ou entidades necessitadas. Fazendo sucesso por onde passa, a iniciativa surgiu em 1984, na Austrália, com o ciclista Bob Forrest. Nesta ocasião, ele percorreu os 900km que separam Sidney e Melbourne, na companhia de seu filho e de um amigo. Para cumprir esse percurso, o australiano conseguiu patrocinadores e destinou os recursos obtidos a projetos de distribuição de Bíblias. Replicado em mais de 20 países, como Alemanha, Argentina, Hong Kong, Namíbia, Sri Lanka e Suíça, o projeto foi adotado no Brasil em um formato que mobiliza milhares de pessoas em torno da divulgação da Bíblia Sagrada.

:: Jograis - Dentro da programação muitas vezes são incluídos jograis com temas bíblicos que podem ser realizados com a participação de várias pessoas.


"Família" é o tema do Dia da Bíblia 2010

Celebrado no segundo domingo de dezembro, o Dia da Bíblia de 2010 tem como tema "Bíblia na Família". Para comemorar a data, a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) incentiva as igrejas a celebrar cultos especiais de louvor a Deus por sua Palavra, levantando ofertas para a Causa da Bíblia, tendo como foco especial o programa da SBB "A Bíblia e a Família".

As ações incluem a realização de eventos como o Pedalando por Bíblias em várias cidades do Brasil, além da distribuição de seleções bíblicas e planos de leitura, para adultos e crianças.

"A estimativa é distribuir 15 mil Planos de Leitura da Bíblia e cinco mil Planos de Leitura Infantil, além de 300 mil seleções bíblicas", afirma Mário Rost, gerente de Desenvolvimento Institucional da SBB e coordenador da campanha. Segundo ele, a meta é que sejam realizados 100 eventos com a participação de igrejas.

Entre os itens desenvolvidos para estas celebrações, estão modelos de camisetas, cartazes e envelopes e urnas para captação de recursos, além de cofrinhos para as crianças também ofertarem. No site da SBB, haverá ainda outros materiais para download, como músicas, poesias e mensagens.

Para dar base à campanha de 2010, foi selecionado o texto do livro de Provérbios 14.26: "No temor ao Senhor, o homem encontra um forte apoio e também segurança para a sua família".

"Todos nós somos família de Deus e é ele quem nos dá segurança, conforto e orientação para a vida. Por isso, é importante estimular a participação de todos, para perpetuar a data como um dia para se reverenciar as Sagradas Escrituras", destaca o coordenador da campanha.

Fonte: Sociedade Bíblica do Brasil

Produtora de games cristãos dá fôlego ao setor

Com melhora no desempenho financeiro, sequência de lançamentos e estratégia de marketing agressiva, uma empresa americana do Estado de Washington dá fôlego à indústria de jogos eletrônicos cristãos.
Surgida em 2002, a Left Behind Games deverá ter o primeiro trimestre com lucro de sua história. Troy Lyndon, um desenvolvedor que largou a carreira para virar missionário antes de fundar a companhia, disse que a Left Behind já arrecadou US$ 500 mil no atual período fiscal.
Parece pouco quando comparado a grandes produtoras, mas esse é um segmento minúsculo. Segundo a ACE (Associação de Entretenimento Cristão, em inglês), os jogos cristãos correspondem a menos de 1% de todo o mercado de games, com vendas que geram entre US$ 50 milhões e US$ 100 milhões.
Além disso, abocanhar fiéis por meio de games nunca foi negócio rentável. Desde os anos 80, há títulos tentando fazer isso, mas a qualidade duvidosa deles sempre foi motivo de restrições entre fãs e crítica especializada.
A Left Behind conseguiu se firmar como a principal empresa do setor por meio de uma série que leva o mesmo nome da empresa. O terceiro título, Rise of the AntiChrist (ascensão do anticristo), chegou às lojas em outubro. Assim como seus antecessores, Rise of the AntiChrist é um jogo de estratégia que parece um coquetel religioso de Grand Theft Auto e The Sims.
Por supostamente incitar a intolerância religiosa, a Left Behind coleciona críticas --o que ajudou a promover seus produtos.
Junto com os games, a companhia desenvolveu uma estratégia de marketing agressiva. Nos últimos dois anos, ela distribuiu 50 mil unidades de alguns de seus títulos para uma rede de pastores. Os alvos, segundo a Left Behind, são mais de 300 mil igrejas cristãs do país --inimigas tradicionais da indústria secular de games.
Em 2011, a companhia terá alguns de seus títulos à venda nas lojas do Walmart --um dos maiores varejistas dos EUA. Na internet, os jogos da Left Behind aparecem em sites como o da Best Buy.


 
 
 
Fonte: Folha Online/Folha Gospel
Ilustração: LB Games

Derek Stringer visita igreja em Suzano

O diretor e pregador do programa de rádio "Good News Broadcasting", na Inglaterra, Derek Stringer, fará neste domingo uma palestra na Igreja Bíblica Brasileira (IBB) de Suzano, a partir das 19 horas. A congregação de Mogi das Cruzes também será palco do encontro, no dia 19, no mesmo horário. Stringer comanda um ministério internacional de ensino bíblico e dá aulas em cursos e conferências bíblicas.
A IBB de Suzano fica na rua Monsenhor Nuno, 1.016, no centro, e, em Mogi, na rua Francisco Martins Feitosa, 535, na Vila Lavínia.


O presidente da IBB, pastor Leandro Tarrataca, aproveitará para lançar o anuário "Devocionais para todas as estações", com 365 mensagens escritas pelo pastor.
 
Fonte: mogi News

Suspeito de golpe milionário em Minas vai se entregar, diz advogado Thales Maioline está foragido desde agosto deste ano. Ele é acusado de dar golpe que pode chegar a R$ 86,1 milhão.

Thales Maioline é acusado de sumir com milhões em dinheiro de invetsidores.Thales Maioline é acusado de sumir com milhões
em dinheiro de investidores. (Foto: Reprodução/TV Globo)
O foragido da Justiça por suspeita de fraudar investidores, Thales Maioline, de 34 anos, deve se entregar à polícia mineira nas próximas 24 horas, de acordo com o advogado de defesa Marco Antônio de Andrade. Maioline teve a prisão decretada no início de agosto deste ano, acusado de sumir com o dinheiro de investidos atraídos pela promessa de rentabilidade alta. O advogado conversou com o G1 neste domingo (12) e disse que o Maioline está nas proximidades de Belo Horizonte, mas não informou onde o cliente vai se entregar.
Maioline era dono da Firv Consultoria e deu entrevista ao jornal Estado de Minas, onde contou ter se refugiado no interior da Bolívia. Ele afirma que decidiu se entregar para proteger a irmã e um amigo, sócios da empresa, e que estariam sendo ameaçado de morte. A apresentação espontânea pode atenuar a pena. O jornal diz que a fraude chega a R$ 86,1 milhões.
Ainda segundo o advogado, a defesa vai reunir ainda neste domingo (12) para definir a apresentação de Maioline à polícia.
De acordo com o delegado titular da Delegacia de Proteção ao Patrimônio, Islande Batista, em caso de apresentação espontânea, o foragido pode se comparecer em qualquer delegacia, inclusive de outros estados.
Quando a prisão dele foi decretada, segundo a polícia, Maioline teria dado o golpe milinionário em cerca de 2 mil investidores de varias cidades mineiras. Segundo as investigações, a Firv captava recursos, oferecia altos rendimentos, mas não conseguia pagá-los. A empresa com sede em Belo Horizonte tinha uma ramificação em Araçuaí, no Vale do Jequitinhonh, de acordo com a polícia.   Alguns investidores foram investigados por sonegação, por não terem declarado as aplicações ao Imposto de Renda.

Compra de mísseis por Venezuela preocupa EUA, diz WikiLeaks

Os Estados Unidos tentaram impedir a entrega de mísseis antiaéreos russos à Venezuela em 2009 devido a preocupações de que Caracas poderia repassá-los às guerrilhas marxistas na Colômbia ou a traficantes de drogas mexicanos, disse neste domingo o The Washington Post, citando vazamento de informações pelo Wikileaks.
A Venezuela - onde o presidente Hugo Chávez lidera um governo com forte sentimento contra os EUA - recebeu pelo menos 1,8 mil mísseis SA-24 da Rússia, disse o jornal, citando dados da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre controle de armas.
As comunicações secretas norte-americanas diziam que o país estava preocupado com a aquisição de armamento russo por Caracas, incluindo helicópteros, caças Sukhoi e 100 mil fuzis Kalashnikov, segundo o jornal.
O veículo citou uma informação do Departamento de Estado dos EUA de 10 de agosto de 2009 direcionada à Europa e à América do Sul dizendo que as vendas de armas russas à Venezuela somaram "mais de US$ 5 bilhões no ano passado e que elas estão crescendo".
A preocupação com os planos espanhóis para vender aviões e barcos de patrulha para a Venezuela também foi citada na mensagem.
A Rússia reportou ao Registro de Armas Convencionais da ONU no início deste ano que as compras totalizaram 1,8 mil mísseis, disse o The Washington Post. O general da Força Aérea dos EUA Douglas Fraser disse publicamente neste ano que a Venezuela poderia comprar até 2,4 mil mísseis, segundo o jornal.
O especialista em mísseis Matt Schroeder, da federação de cientistas norte-americanos, em Washington, afirmou ao jornal que os mísseis russos estão entre os mais sofisticados do mundo e que podem derrubar aviões a quase 6 mil metros.
"É a maior transferência registrada no banco de dados de armas da ONU em cinco anos, pelo menos", afirmou Schroeder, segundo o jornal.

Reuters

Cristãos indianos treinados e lutando por seus direitos -------- بھارتی عیسائیوں کو تربیت اور ان کے حقوق کے لئے لڑ رہے



Na Índia, país predominantemente hinduísta, os cristãos são de longe uma minoria. Eles têm sido perseguidos durante anos, e no estado de Orissa, local mais tenso do país, cerca de 50 pessoas perderam suas vidas em uma onda de violência que ocorreu em 2008. Como ocorre a perseguição dos cristãos indianos? Qual é a história desses cristãos e como eles se preparam para enfrentar tamanha opressão?
Nova Déli – Lemos na Bíblia, em 2 Timóteo 3.12, que os seguidores de Jesus serão perseguidos. Alguns cristãos perguntam a Deus se ele colocará um fim a opressão, mas isso não acontecerá. A oração certa é a que pede a Deus a força para permanecer firme. A perseguição na Índia é a prova de que a igreja está cumprindo a vontade de Jesus: a ordem de seguí-lo. As palavras duras de Abhishek Singh, diretor da Portas Abertas Índia, no início do seminário, tiveram um efeito rápido. Era como se os pregadores e pastores presentes fossem rudemente acordados com uma sacudida.
“Incendiaram minha igreja, mas eu não estava preparado para enfrentar isso, de maneira alguma, e não conseguia entender por que tinha que acontecer com minha comunidade. Nunca pensei que a perseguição é parte vida diária de um cristão”, disse um pastor de Orissa.
O objetivo primordial do seminário, que recebeu o nome em inglês de Standing Strong Through the Storm (SSTS) [Permanecendo Firmes através da Tempestade – PFAT], é equipar os cristãos a resistir à perseguição. Os pastores têm se disposto a enfrentar viagens de trem de até quatro dias para se encontrarem com os irmãos e irmãs. A maioria deles não teve qualquer tipo de educação formal, por isso, prestam muita atenção nas aulas, ouvem as histórias uns dos outros, encorajam-se entre si com palavras e canções que alegram o coração. A felicidade desses cristãos, apesar do sofrimento, das prisões, ofensas e perda de pessoas amadas, ilumina e impressiona os poucos ocidentais que participam do curso. Conhecer as histórias da Igreja Perseguida ao redor do mundo, contadas aos presentes por um membro da equipe da Portas Abertas Internacional, também traz encorajamento.
“Vocês não estão sozinhos. Por todo o mundo, centenas de milhões de cristãos estão sofrendo perseguição”, disse o membro da Portas Abertas.
Outro objetivo do seminário é gerar unidade entre os cristãos. Assim como em outros países, na Índia, os cristãos frequentam igrejas diferentes. Existem 38 denominações, desde a Igreja Católica Romana até a Igreja Luterana e Metodista. Os grupos evangélicos e pentecostais têm crescido rapidamente, principalmente em áreas rurais. O surto repentino de violência no país tem quebrado as barreiras denominacionais.
“A unidade em Jesus é mais importante do que o fato de alguém ser católico ou batista”, disse Singh.
O caminho da cruz
A Portas Abertas Internacional ministra esse curso em muitos países onde os cristãos são perseguidos. Singh e a equipe realizam cerca de 70 seminários por ano, em todas as partes da gigantesca Índia.
“Por causa do que houve em Orissa, os cristãos estão preocupados com a situação perigosa em que vivem. Mas eles estão preparados? Não, nem todos estão preparados. Não se esqueça de que a Índia é um país muito grande. Temos anos de trabalho a realizar”, disse Singh.
Santosh Munna, teólogo formado, tenta dar luz à Bíblia no que diz respeito ao fenômeno da perseguição: “Jesus tomou o caminho até a cruz, nós devemos estar preparados para fazer o mesmo. Não há outro caminho. Se você diz na Índia que Jesus é um caminho, nem os extremistas se incomodam com isso. Mas se você diz que Jesus é o Caminho, aí então você cria problemas. Nós temos que nos apegar ao que a Bíblia diz a respeito de Jesus. Não há nada que diga que nosso caminhar ao longo da vida será um mar de rosas”.
Ele ainda cita diversas afirmações de Jesus que demonstram que o sofrimento faz parte da vida cristã. Jesus disse em João 15.20: “Se me perseguiram, também perseguirão vocês”. Em Lucas 6.22, Jesus disse: “Bem-aventurados serão vocês quando os odiarem, expulsarem e insultarem, e eliminarem o nome de vocês, como sendo mau, por causa do Filho do homem”.
 Baseando-se na primeira carta de Pedro, ele declara que Deus permite o sofrimento e tem um propósito para ele. “Deus tem um plano para Orissa. Não conseguimos entendê-lo ainda, mas um dia o entenderemos.”
 Ele diz também que há uma benção no sofrimento em prol de Jesus, e no final de tudo, haverá vitória. “Nós, como pessoas, podemos ser impedidos de continuar, mas nada e ninguém pode conter Cristo e sua Igreja. A Igreja continuará a existir, não importa o que aconteça. Os cristãos podem proclamar essa vitória.”
Mas como responder às ameaças de violência? É possível ter armas para se defender e sua família? Não há nenhuma dúvida de que o comportamento bíblico para essas circunstâncias é de que os cristãos nunca devem revidar, mas sim “dar a outra face”. Essa afirmação causa comentários e discussões no ambiente.

“Sim, mas e se alguém está tentando cortar minha cabeça com uma espada? Eu realmente não tenho permissão de fugir?” Questionou um pastor.
Outro pastor disse que os cristãos não devem em hipótese alguma ser violentos, nem mesmo quando tiverem que se defender. Certa vez, sua igreja foi cercada por um grupo de hinduístas radicais com pedaços de madeira e armas. Ele disse: “Começamos a ler a Bíblia e orar em voz alta. Quando os hinduístas ouviram, eles pensaram que estávamos em um grande grupo dentro da igreja, por isso, se amedrontaram e fugiram”.
 
Imediatamente, um colega começa a contar uma história contrastante. Em sua comunidade, todos os membros da igreja, adultos ou jovens, receberam armas para defenderem a igreja. Quando os grupos extremistas ficam de frente com os cristãos armados, eles fogem. Quando falou isso, o teólogo disse: “Mas aí eles vão a outra igreja e incendeiam ela”.

Tentando encontrar um meio-termo na discussão, ele disse ainda: “Se você vai se defender ou não, isso dependerá das circunstâncias. Mas uma coisa nunca deve acontecer. Você jamais deve se defender usando armas, nem mesmo se alguém for assassinado, porque nossa esperança está na ressurreição em Cristo”.
“Amem seus inimigos e orem pelos que os perseguem,” ele falou citando Jesus em Mateus 5.44.
Direitos
Através do seminário, a Portas Abertas Internacional espera fazer com que os líderes pratiquem em casa o que aprenderam, de tal maneira que haja um efeito multiplicador. É por isso que o programa apresenta primeiramente e de forma resumida os assuntos dogmáticos, como por exemplo, a trindade, e só depois passa para o treinamento de liderança e para os elementos essenciais de ajuda a vítimas. Em Orissa, em 2008, a organização também realizou sessões de aconselhamento pós-trauma com os cristãos afetados. A maioria dos pastores tem somente a Bíblia, portanto, no final do curso, eles recebem trinta livros, desde comentários bíblicos até alguns livros teológicos básicos. Paralelamente a esse seminário, outro encontro também foi realizado em uma localidade diferente, sobre os direitos dos cristãos na Índia. Um dos preletores foi o advogado Ram Singh, de Orissa, sendo um dos poucos com formação legal na região. Ele admitiu que estava exausto por causa da quantidade de trabalho. O telefone toca sem parar. É verdade que os cristãos são minoria, mas sob a lei, eles têm tantos direitos quanto os hinduístas.
“Mas na prática, eles fazem pouco uso disso, simplesmente porque não conhecem seus direitos”, disse Singh.
Apoiado pela Portas Abertas Internacional, ele ensina aos cristãos que devem defender seus direitos. Os primeiros frutos são visíveis. Até agora, milhares de queixas oficiais foram apresentadas às delegacias de polícia.
“De acordo com a lei, a polícia deve levar cada queixa a sério. Dessa maneira, nós os forçamos a fazer algo”.  

Para começar a pressionar as autoridades de Orissa a abrir os processos contra os criminosos e prover ajuda às vítimas, Singh e sua equipe submeteram um processo na corte mais alta do estado. Essa autoridade legal de alto escalão de Orissa pode forçar o governo a tomar alguma atitude. Por causa disso, mais policiais e militares foram solicitados, o que fez com que um segundo surto de violência, depois do assassinato de outro líder hindu, fosse impedido. No momento, centenas de extremistas hindus foram presos, segundo Singh.
“Acho que quando tudo se resolver, cerca de 5.000 devem ser presos, ele afirma de forma otimista.”
Apesar de todos esses sinais promissores, ninguém quer ou é capaz de dar uma declaração de como as coisas andarão em Orissa. Existem muitos problemas. Milhares de cristãos ainda estão vivendo em campos de refugiados. Somente um pequeno número de organizações, operando sob a direção da Cruz Vermelha, tem permissão de prover ajuda. Elas suprem as necessidades básicas, mas o inverno chegou e a situação tem se agravado.
É muito difícil para muitos retornarem aos lares, porque os documentos de proprietários foram perdidos com suas casas. Singh diz que é uma tarefa difícil em termos legais. Os hindus extremistas fizeram seu trajeto de destruição em três semanas, mas a reconstrução demorará muito tempo. O diretor da Portas Abertas Índia disse: “Se não houver outro surto de violência contra os cristãos, a reconstrução pode demorar dez anos”.
* Para evitar o reconhecimento das pessoas envolvidas, os nomes foram alterados no presente artigo.
Tradução: Homero S. Chagas

Missão Portas Abertas 

Morte de Cristãos na Índia

Amados, oremos todos a favor dos nossos irmãos indianos e dos missionários que estão pregando o evangelho na Índia.


Aqui é Raj, seu amigo da Índia, pedindo sua gentil oração pela minha família e pelas igrejas no distrito de Kandhamal (Phulbani), Estado de Orissa.

Para informá-los, houve um terrível ataque às igrejas de nosso distrito. Quase todos os vilarejos cristãos foram destruídos, demolidos e queimados. Isso começou no dia 24 de agosto de 2008 e continua de mal a pior. Mais de 100 cristãos mortos, entre eles cerca de 30 pastores, foram mortos de forma brutal ou queimados vivos. Ninguém sabe quantos estão desaparecidos. Os corpos dos mortos estão espalhados nas florestas, montes e vilarejos distantes. Não há ninguém lá para enterrar os mortos. Pessoas são mortas na frente de seus familiares, esposas e filhos. Meninas são raptadas por gangues e queimadas vivas. Não tenho palavras para expressar a agonia e a dor das pessoas. Muitos livros poderiam ser escritos sobre a tristeza de seus corações partidos. Quase todas as igrejas foram arruinadas, demolidas e queimadas. Todos os vilarejos e casas cristãs estão completamente destruídos, suas propriedades foram saqueadas e todos os veículos, queimados. Milhares e milhares de pessoas pobres e inocentes, junto com suas crianças e velhos, correram para salvar suas vidas nas florestas e colinas, e mesmo ali suas vidas não estão seguras. Eles continuam sendo caçados pelos fanáticos hindus.

O toque de recolher vem desde 24 de Agosto de 2008. Sem transportes, sem mercados, parece que todo o distrito está parado e morto.

O último culto que realizei com os crentes de minha igreja foi no domingo do dia 24. No dia 25, recebi notícias de que atacariam a mim e à minha família, e destruiriam minha casa. Para salvar minha vida e a de minha família, deixei minha casa às 5:30 da manhã apenas com a roupa do corpo. Eu, minha esposa e meu filho de 10 anos nos abrigamos e escondemos com um amigo não-cristão. O terror estava por toda a parte em nossa pequena cidade. Com muita aflição e medo, nos abrigamos naquela casa. Assim que a noite caiu, ouvimos o som de pessoas da oposição correndo de lá para cá, gritando ‘matem todos os cristãos.’ Seu objetivo era matar todos os líderes e pastores.

Às 12:45 da noite, recebi uma ligação de um irmão. Eles marcharam contra o prédio do meu escritório e, sem perder tempo, arrasaram minha casa com uma bomba. Confiscaram tudo e queimaram o resto das coisas, meu carro e todas as bicicletas. Então avançaram para a casa em que eu estava escondido e arrombaram a porta para pegar e matar nossa família. Graças a Deus, o dono da casa tomou uma atitude corajosa para me proteger, acabou agredido brutalmente.

Na manhã seguinte, com muito medo, eu, minha esposa Purnima e meu filho Comfort corremos para a floresta para nos salvar. Minha esposa é diabética. Eu os levei para a floresta, sem sabermos para onde estávamos indo. Um pastor e sua família nos encontraram naquela floresta. Permanecemos um dia inteiro ali e, ao anoitecer, andamos mais 10km mata adentro para ficarmos a salvo. Por quase cinco dias, o Senhor, com sua mão poderosa, nos protegeu naquela floresta. As pessoas de um vilarejo cristão próximo ficaram sabendo a nosso respeito e vieram nos ajudar trazendo comida. Ficamos sabendo que a floresta também não era nada segura. Com muito cuidado, chegamos ao acampamento de ajuda. Em cada um, de 5 a 6 mil pessoas. Não havia comida nem água, só doenças por toda a parte, crianças pequenas e muitos idosos já mortos. Foi um milagre dois motoristas não-cristãos de bom coração chegarem de 60km de distância com meu primo e nos salvarem da morte

Em cinco minutos, pela manhã, às 7:45, eles nos atravessaram pelo campo dos opositores que queriam minha vida. Por sua graça e mão poderosa, Ele nos salvou. Graças ao seu santo nome, chegamos a um estado vizinho. Não sei o que fazer, peço sua gentil oração por minha família e também que todos vocês sustentem nosso povo e nossas igrejas em suas orações. As pessoas perderam sua esperança, não há apoio do governo, o terror está por toda a parte. Minha oração e confiança são que somente Deus, por sua graça, pode controlar a situação de morte e agonia”.

Motivos para oração
Interceda pela Índia. Clame a Deus pela vida dos missionários que atuam naquele país. Peça a Deus que proteja os obreiros, os cristãos onde as perseguições e ataques têm ocorrido com maior freqüência.

Do total da população da Índia, estimada em pouco mais de 1 bilhão de habitantes, especula-se que 2,5% sejam cristãos evangélicos (cerca de 25 milhões de pessoas). 
Essas lutas continuam , estando nós em 2010 , e pelo jeito isso vai continuar.
Devemos unir forças para juntos batalharmos no mundo espiritual pela vitoria de nossos irmãos.

VEJA AS FOTOS DOS ATAQUES CONTRA OS CRISTÃOS NA INDIA , OREMOS PELOS NOSSOS AMADOS IRMÃOS QUE NESSE MOMENTO SOFREM PERSEGUIÇÃO.


Foto: AICC

jc30
Corpo do Pastor Dibya Sundars

Foto: AICC

jc34
Bíblias queimadas

Foto: AICC

jc32
Irmã Namrata - adolescente com queimaduras de segundo grau

Foto: AICC
jc17
Templo destruído
Foto: AICC

jc33
Irmão Sudhir junto com dois Evangelistas

Foto: AICC

Or8
Igreja queimada

foto: AICC

or9
Templo queimado

foto: AICC

jc29Irmã Lydia e filho , viúva e órfão do Pastor Akbar Digal

foto: AICC

jc31
famílias amendrontadas se escondendo e dormindo no mato

foto: AICC
or10
carro em mercadorias de cristãos queimados

foto: AICC

jc14
casa destruída pelo fogo

foto: AICC
jcc
veículo incendiado

Quando Lampião ganhou uma Bíblia ---- por Pr. Samuel Câmara

Os missionários Virgil Smith e Orlando Boyer eram companheiros e trabalhavam viajando a cavalo, evangelizando e vendendo Bíblias de casa em casa no sertão de Pernambuco e Alagoas. Naquele sertão conturbado pelo cangaço, em 1930, Virgil e sua esposa Ramona foram feitos reféns de Lampião e seu bando. Orlando Boyer foi comunicado que, para obter a libertação do amigo, teria de pagar uma elevada quantia.

Em razão das dificuldades econômicas da época, Orlando Boyer conseguiu reunir apenas uma fração mínima da quantia exigida. Mesmo assim, ele foi ao encontro de Lampião, embora soubesse que corria perigo de morte.



Cara a cara com o temido rei do cangaço, explicou a situação, para profunda decepção deste e de seu bando. Orlando Boyer se ajoelhou humildemente e sugeriu uma proposta ousada. Ele implorou para ficar no lugar do amigo, para morrer em seu lugar, uma vez que Virgil e Ramona tinham filhos pequenos demandando cuidados.

Diante do consentimento de Lampião, Virgil Smith perguntou se poderia oferecer-lhe um presente. E estendendo-lhe uma Bíblia de letras grandes, recebida imediatamente por Lampião, explicou-lhe:

“Este livro conta a história de Jesus, que por amor ofereceu a sua própria vida para que fôssemos salvos. Ele era Deus e se fez homem, morrendo em nosso lugar para que pudéssemos ter vida. O que o meu amigo está fazendo por mim agora, Jesus já o fez por todas as pessoas, inclusive pelo senhor Virgulino. Ele morreu para que sejamos perdoados e salvos do pecado e da morte”.

Lampião ficou visivelmente emocionado com aquele exemplo de abnegação e amor, voltou-se para o lado e passou a manga da camisa nos olhos, para enxugar disfarçadamente as lágrimas. Virou-se e disse bruscamente: “Podem ir embora, depressa, vão embora!” E, retirando-se com seu bando, levou consigo a Bíblia.

Dias depois, perseguido pela polícia, Lampião deixou a Bíblia num tronco oco de uma árvore, para poder fugiu mais depressa. Quando voltou ao lugar, não encontrando a Bíblia, dirigiu-se ao fazendeiro dono daquelas terras e exigiu que este a devolvesse. Embora o fazendeiro tivesse dito que nada sabia daquilo, Lampião marcou o prazo de uma semana para tê-la de volta. O fazendeiro teve de dirigir-se à cidade e comprar uma Bíblia nova para Lampião.

Não sabemos se Lampião leu a Bíblia. Pelo menos, até a sua morte, ele teve oito anos para fazê-lo. Assim, se ele a tivesse lido, saberia que a Bíblia é a maravilhosa “biblioteca” inspirada por Deus, e descobriria o que Jesus afirmou: “A tua palavra é a verdade” (Jo 17.17).

Lampião saberia que a Bíblia tinha as respostas às suas necessidades. Saberia que, para o fatigado viajante, ela é um mapa eficaz e uma bússola confiável; aos que vivem na região das trevas, é uma luz gloriosa a iluminar o caminho; aos que estão sobrecarregados e oprimidos pelos fardos da vida, é um suave descanso.

Como Lampião tinha a alma ferida, ele saberia que, aos feridos pelos delitos e pecados, a Bíblia é um bálsamo consolador que cura as feridas interiores. Para os famintos, é o pão que alimenta a alma; aos sedentos, é a água que sacia a sede espiritual; aos que estão em conflito, é a espada para a luta contra o mal; aos amargurados, é o mel que os faz enfrentar o mundo sem perder a doçura.

Lampião era um homem aflito e desesperado. Se tivesse lido a Bíblia, saberia que ela lhe oferecia uma mensagem de esperança e conforto; pois aos desamparados e arrastados pelas tormentas da vida, ela é uma âncora segura e firme; para os que sofrem na solidão de um espírito conturbado, é a mão repousante que acalma e tranquiliza.

Lampião, tido como “homem de palavra”, sabia que a importância de qualquer palavra dependia de quem falava. Se tivesse lido a Bíblia, poderia confiar nela, pois o Deus que inspirou “a Palavra” nunca mente e jamais muda, e todas as suas promessas têm o sim em Jesus Cristo (2 Co 1.20). Ele saberia que a Palavra de Deus é “lâmpada para os seus pés e luz para o seu caminho”, e poderia viver em paz (Sl 119.105).

Neste segundo domingo de Dezembro, quando comemora-se o Dia da Bíblia em mais de cem países do mundo, os cristãos celebrarão a inquestionável importância da Bíblia e do amor de Deus para suas vidas.

A Bíblia é uma “carta de amor”, do imenso amor de Deus que inclui a todos: tanto o cangaceiro Lampião como eu e você. Pense nisso! Leia a Bíblia!


Samuel Câmara
Pastor da Assembleia de Deus em Belém

Pastor divulga nota de repúdio a campanha de ateus contra a fé em Deus

Pastor divulga nota de repúdio a campanha de ateus contra a fé em Deus O pastor Daniel Bomfim utilizou a internet para protestar contra a campanha da Associação de Ateus e Agnósticos em Salvador, Bahia. Segundo o líder, são “graves e injustas ofensas contra os cristãos”. A campanha é internacional, foi lançada em Londres em 2009, passou por EUA e Espanha, e, entre outras ações, fixa cartazes em meios de transporte público com imagens como a de Charles Chaplin e Adolf Hitler, e frases como "Religião não define caráter". Em outro cartaz, a frase é: "A fé não dá respostas. Ela só impede perguntas". No Brasil, além da capital baiana (com cinco ônibus com cartazes) também será exibida em Porto Alegre (em dez ônibus), por um mês, a partir de segunda-feira, 13. Em São Paulo, a organização responsável por distribuição de publicidade no metrô se recusou a fazer o trabalho. A empresa de publicidade que fez os anúncios foi a Agência Elefantte, com sede na cidade de Montes Claros, Minas Gerais. Na Itália e Austrália, a iniciativa não foi permitida. Leia a seguir a íntegra da Nota de Repúdio.
“Venho em público manifestar o meu veemente repúdio contra as graves e injustas ofensas contra os cristãos católicos, protestantes e todos aqueles que creem em Deus na cidade do Salvador, com a veiculação dos anúncios da ATEA (Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos) nos ônibus da cidade.
“Ações como esta ferem de forma grave as relações de cordialidade e respeito às diferenças de culto e de crença que se estabeleceram numa cidade tão marcada pelo sincretismo religioso.
“É lamentável que os meios de comunicação abram seus espaços para campanhas como esta que coloca em cheque os princípios basilares do Estado Democrático de Direito.
“Paz sobre Salvador
“Pr. Daniel Bomfim.”

Segundo a entidade que tomou a iniciativa da campanha, o objetivo não é de “provocar uma descrença em massa, mas sim de lutar pela igualdade de opinião e pela aceitação na sociedade daqueles que não creem em uma entidade superior”.

Com informações da Lista da Aliança Bíblica Universitária de Salvador, Folha de São Paulo e jornal Meio e Mensagem.

Grandes líderes religiosos anunciam declaração de apoio ao verdadeiro casamento

John Jalsevac
WASHINGTON, D.C., EUA, 7 de dezembro de 2010 (Notícias Pró-Família) — Líderes de algumas das maiores comunidades religiosas dos Estados Unidos se uniram para expressar seu compromisso para proteger o casamento como a união de um homem e uma mulher.
Numa carta aberta divulgada ontem, com o título de “The Protection of Marriage: A Shared Commitment” (A Proteção do Casamento: Um Compromisso em Comum), líderes das comunidades anglicana, batista, católica, evangélica, judaica, luterana, mórmon, ortodoxa, pentecostal e sikh dos Estados Unidos defenderam a importância de preservar o sentido exclusivo do casamento.
Leia o texto completo da carta, e alista dos assinantes, aqui.
“O amplo consenso refletido nesta carta — que ultrapassa grandes divisões religiosas — é evidente: A lei do casamento não é sobre impor a religião de ninguém, mas sobre proteger o bem comum de todos”, disse o arcebispo Timothy Dolan de Nova Iorque, eleito recentemente como presidente da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos (CBCEU) e um dos assinantes da carta.
“Pessoas de qualquer religião ou sem nenhuma religião podem reconhecer que quando a lei define o casamento como entre um homem e uma mulher, uma mãe e um pai ficam legalmente presos um ao outro e a seus filhos, reforçando a célula fundamental da sociedade”.
Outros signatários incluem Leith Anderson, presidente da Associação Nacional de Evangélicos, o arcebispo Robert Duncan da Igreja Anglicana da América do Norte, Manmohan Singh, secretário geral do Conselho Sikh Mundial — Região das Américas, e outros.
A carta declara: “O casamento é a união permanente e fiel de um homem e uma mulher. Como tal, o casamento é a base natural da família. O casamento é uma instituição fundamental para o bem-estar de toda a sociedade, não só das comunidades religiosas”.
“Como líderes religiosos de diferentes comunidades religiosas, nos unimos e defendemos nosso compromisso comum de promover e proteger o casamento como a união de um homem e uma mulher”.
A divulgação da carta ocorreu na mesma manhã em que começaram as audiências sobre a Proposta 8. Em agosto o juiz Vaughn Walker decidiu que a Proposta 8 da Califórnia era inconstitucional, baseado em parte na afirmação de que definir o casamento como entre um homem e uma mulher carecia de base racional, e em vez disso não refletia nada, a não ser hostilidade de natureza religiosa contra indivíduos homossexuais. Recorreu-se dessa decisão e sua audiência está marcada para hoje, 6 de dezembro.
“Hoje é o momento de tomarmos uma posição em favor do casamento e de seu sentido imutável. Esperamos que esta carta apenas dê esse incentivo”, disse o arcebispo Dolan.
“The Protection of Marriage: A Shared Commitment” (A Proteção do Casamento: Um Compromisso em Comum) está sendo circulada em todas as partes dos EUA. Versões para download em PDF da carta podem ser acessadas aqui. Um comunicado oficial para a imprensa sobre a declaração pode ser acessado aqui.
* Referendo que defende o casamento natural, cujos resultados estão sendo rechaçados por militantes gays na Califórnia.
Traduzido por Julio Severo

O Anúncio do Evangelho

Por Christian Naaktgeboren

Texto base: Marcos 16:15-16
O Senhor Jesus disse: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.
Mc 16.15,16.
Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. No original, este verbo pregar lê-se: "keríksate" que significa preguem, anunciem, contem, proclamem, que é absolutamente diferente de: ensinem, expliquem. O evangelho é uma mensagem que se prega, proclama, conta, sem o cuidado de querer explicar o que as pessoas não entenderem, nem tampouco de convencer os que porventura não crerem. Ao se explicar o evangelho, corremos o risco de criarmos uma pessoa que apenas siga mecanicamente doutrinas de comportamento ensinadas por homens, ao invés de permitir que Deus opere uma transformação na vida desta pessoa para a sua salvação. É evidente que sem a operação de Deus para a salvação, que é o novo nascimento, ninguém será salvo: aqueles que freqüentam uma igreja ou comunidade mas não passaram pelo novo nascimento não serão salvos.
Ora, a mensagem do Evangelho é esta:
  • Cristo morreu: Pois, quando ainda éramos fracos, Cristo morreu a seu tempo pelos ímpios. Rm 5.6.
  • e depois ele ressuscitou ao terceiro dia: Desde então começou Jesus Cristo a mostrar aos seus discípulos que era necessário que ele fosse a Jerusalém, que padecesse muitas coisas dos anciãos, dos principais sacerdotes, e dos escribas, que fosse morto, e que ao terceiro dia ressuscitasse. Mt 16.21.
  • mas quando ele foi levantado da terra naquela cruz, ele atraiu a si todos os homens: E eu, quando for levantado da terra, todos atrairei a mim. Isto dizia, significando de que modo havia de morrer. Jo 12.32,33.
  • ele nos atraiu no seu corpo e nos incluiu, batizando-nos, mergulhando-nos nele mesmo: Fomos, pois, sepultados em Cristo devido à nossa inclusão na sua morte, para que, assim como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também vivamos nós uma vida nova. Rm 6.4.
  • para morrermos uma morte semelhante à sua: Porque, se temos sido unidos a ele na semelhança da sua morte, certamente também o seremos na semelhança da sua ressurreição Rm 6.5.
  • E tomarmos parte na sua ressurreição para uma nova vida: Fomos, pois, sepultados em Cristo devido à nossa inclusão na sua morte, para que, assim como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também vivamos nós uma vida nova. Rm 6.5.
Então não foi apenas Cristo que morreu, mas ele levou todos a morrerem juntamente com ele: Pois eu pela lei morri para a lei, a fim de viver para Deus. Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim... Gl 2.19,20 e: sabendo isto, que o nosso homem velho foi crucificado com ele, para que o corpo do pecado fosse desfeito, a fim de não servirmos mais ao pecado. Rm 6.6.
A essência do Evangelho é a destruição do homem e Cristo reinando em seu lugar, porque a natureza humana não presta, é ímpia, perversa e tende sempre ao pecado. Jesus incluiu nos seus ensinos esta substituição: Quem ama a sua vida, perdê-la-á; e quem neste mundo odeia a sua vida, guardá-la-á para a vida eterna. Jo 12.25. O homem deve ser contrastado com a mensagem do evangelho, não apoiado com vãos elogios. O homem deve ser humilhado pela mensagem do evangelho ao invés de ser exaltado com elogios. O homem deve ser derrubado do seu pedestal de orgulho e soberba que o leva ao inferno, ao invés de ser entretido com diversão para a alma, que não pode promover a vivificação do espírito.
A mensagem é essencialmente simples e contundente: é preciso morrer para se nascer de novo: morrer em Cristo para se nascer de novo em Cristo, isto é o novo nascimento: um nascer de Deus, um nascer de cima, um nascer pela Palavra (da água) e do Espírito: Respondeu-lhe Jesus: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Perguntou-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? porventura pode tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer? Jesus respondeu: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. Jo 3.3-5.
A maior traição contra a mensagem do Evangelho é pregar que Deus põe a sua vida sobre a vida ímpia de um pecador. Isto é pregado extensivamente em muitas igrejas, mas a Bíblia fala numa troca ou substituição de naturezas, mas os homens insistem numa adição.
Outra traição horrível que é praticada atualmente é encher o pecador de agrados, elogios e exaltação. Estão oferecendo a Jesus para ser aceito: "Aceite a Jesus como seu Salvador" ou dizendo frases comerciais acerca dele: "Aceite a Jesus: ele é bom a beça!". Não vejo base Bíblica nesta mensagem e também sei que Jesus não é mercadoria "boa a beça". Ele sim, é um perfeito Salvador que veio ao mundo com o objetivo de morrer e fazer morrer juntamente com ele: nada de colocar os pecadores num pedestal ou mesmo bajular pecadores oferecendo-lhes mil vantagens de um "Jesus bom a beça". Os pecadores devem crer que Deus mandou o seu Filho para providenciar-lhes uma morte e uma ressurreição; e este crer vem pela pregação: Logo a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Cristo. Rm 10.17 e: Visto como na sabedoria de Deus o mundo pela sua sabedoria não conheceu a Deus, aprouve a Deus salvar pela loucura da pregação os que crêem 1Co 1.21. A pregação de hoje em dia deixou de ser louca: ela é atrativa, prática, fácil e conveniente a pecadores.
Não somos nós quem aceitamos a Jesus, mas foi ele quem nos aceitou quando ofereceu o seu corpo para abrigar os pecadores e seus pecados e diabruras.
Ou se prega a morte e ressurreição de Cristo e nossa morte e ressurreição juntamente com ele, ou não está se pregando nada: apenas algo que fará as pessoas pensarem que estão salvas com todo o apoio de igrejas ou comunidades sendo que não estão.
O novo nascimento ocorre quando fomos ressuscitados juntamente com Cristo, e fora do novo nascimento não há salvação; não há! E sair aí pregando um Cristo oba-oba, não visando a morte do velho homem, mas dando apoio e vazão ao seu pecados é trair a Cristo com uma pregação falsa que leva tanto o ouvinte quanto o pregador para o inferno.
Os homens gostam de mudar o método que Deus escolheu para salvar as pessoas: Deus escolheu salvar pela loucura da pregação, mas há homens querendo evangelizar com outros métodos, usando de adulações e "massagens no ego" e há quem chegue ao absurdo de usar até escola de samba e desfiles de carnaval! Ora se Deus escolheu a loucura da pregação, porque iremos mudar o método?.

Pastor Roberto Torrecilhas e sua esposa Valderez Torrecilhas , são consagrados a missionários(Bispos) em festividade comemorativa de 35 anos do ministério Poder da Fé em São Paulo.

Ontem , na séde das Igrejas Poder da Fé em São Paulo ,o pastor Roberto Torrecilhas e sua esposa foram consagrados a missionários (Bispos).
Na ocasião também foram consagrados para a igreja Poder da Fé de Jaguariúna os Pastores Antonio e Ivanilde , o casal de diaconos Elias e Lucilene , bem como os coperadores , Leandra,Willi , Magno, Solange ,Debora e Leide.
que Deus abençoe a todos amados irmãos em nome do senhor Jesus.

O PODER DA PALAVRA DE DEUS

O que vem à sua mente quando você ouve a expressão palavra de Deus? Vejamos como aconteceu no princípio: "Disse Deus: Haja luz e houve luz. Disse também Deus: ajuntem-se as águas debaixo dos céus num só lugar, e apareça a porção seca. E assim se fez. Disse mais: haja luzeiros no firmamento...E assim se fez." Gênesis1:3, 9, 14 e 15. Se você ler todo o capítulo 1 de Gênesis, você vai perceber que o instrumento que Deus usou para criar o mundo foi Sua Palavra. Deus falou e logo tudo apareceu.
Não tinha luz na terra e Deus falou e a terra foi iluminada. O que não existia passou a existir. Assim foi com as águas, com a terra, com o firmamento, com o sol, com a lua, com as estrelas, com as plantas e árvores, com os animais e toda a criação de Deus. Deus falou e as coisas aconteceram. Deus disse e tudo se fez de forma bela, plena e com perfeição. O próprio Deus afirmou após cada ato criador, que o que fizera era bom.
Deus deve ter pensado antes de falar. Deve ter imaginado detalhes, formas, cores e planejado de forma minuciosa tudo o que deveria passar a existir pelo poder de Sua palavra. Ele deve ter pensado com carinho e satisfação em tudo aquilo que Ele criaria. Você consegue ver o ar de satisfação na face de Deus depois de ver as coisas que Ele projetou prontas, se movendo, existindo?
Teriam os anjos batido palmas e o universo inteiro se admirado do bom gosto, sabedoria, e o poder do grande artista e arquiteto, o supremo Deus?
Veja o que diz o livro de Jaó, capítulo 39, no verso 7. Na Bíblia na linguagem de hoje este texto foi traduzido assim: "Na manhã da criação as estrelas cantavam em coro, e os servidores celestiais soltavam gritos de alegria. Certamente ecoou nos pensamentos e lábios dos seres criados: "Bendita Palavra de Deus".
Depois de criar todas as coisas por Sua palavra, Deus usaria esta mesma palavra para Se revelar ao homem. Tornar-se conhecido, ser íntimo do homem. No princípio Deus falava face a face com Adão. Você já imaginou o que a conversa de Deus com Adão produzia de bem estar na existência do primeiro homem?
Isto não é difícil de se imaginar, porque você, assim como eu, já deve ter tido determinadas conversas com amigos ou parentes, aquelas conversas gostosas que mais parecem um fonte de vida e ânimo, do que qualquer outra coisa.
Assim deveria ser entre Adão e Deus. Era uma conversa, uma comunhão vivificante. Ouvir Deus falando, conversar e estar com Ele deveria ser a melhor parte do dia de Adão e Eva.
O diabo veio com o pincel do pecado e borrou todo o quadro perfeito que Deus havia criado. Por causa disto, a palavra de Deus não pode mais chegar ao homem livremente. Houve uma barreira na comunicação Deus - homem.
A partir de então Deus se comunicaria de forma especial, através de pessoas escolhidas, para serem porta-vozes de Deus, e eles são chamados de profetas.
Quarenta profetas que ao longo de aproximadamente 1600 anos escreveram o que conhecemos como a Palavra de Deus, a Bíblia.
O apóstolo Paulo afirmou em II Tim. 3:16 que "toda a escritura é inspirada por Deus". A palavra traduzida por inspirada, vem do grego theopneustos que significa literalmente "proveniente do fôlego de Deus".
Foi Deus quem inspirou os pensamentos dos profetas e eles com suas próprias palavras, estilos e expressões comunicaram as verdades divinas aos homens. Pedro diz que "Homens santos falaram da parte de Deus movidos pelo Espírito Santo" (II Ped 1:21). Os escritores bíblicos indicaram que o Espírito Santo foi a fonte de suas revelações.
Davi declarou: "O Espírito do Senhor fala por intermédio, e a Sua palavra esta na minha língua" (II Sam. 23:2). Paulo escreveu: "Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns deixarão a fé" (I Tim 4:1). A conclusão que se chega é que Deus é o autor da Bíblia e a Bíblia é a Palavra de Deus.
Quando você entra em contato com a Bíblia é como se você tivesse ao seu lado um divino e amorável conselheiro para orientar e ajudar em todos os seus caminhos. Paulo ainda diz: "Pois tudo o que outrora foi escrito, para o nosso ensino foi escrito, a fim de que, pela paciência, e pela consolação das Escrituras, tenhamos esperança" (Rom 15:4). Consolo, esperança, ensino e salvação são resultantes do contato com a palavra de Deus.
Quando você olhar para a Bíblia busque enxergar mais do que papel e tinta. Ela é a palavra de Deus e pode criar em você um mundo de harmonia interior, coloridos, pela paz, bondade, amor, fidelidade, humildade, domínio próprio.
O mesmo Deus que disse: "Haja luz e houve luz", pode fazer ascender uma luz na sua vida onde hoje é só escuridão. A palavra de Deus tem poder para trazer a existência o que não existe. A palavra de Deus pode transformar qualquer situação.
Moffat, o grande missionário da África, gostava de contar uma história como prova de que a Palavra de Deus tem poder para transformar. Um africano estava triste e de cabeça baixa e Moffat então perguntou se alguém havia morrido: - Ninguém morreu, disse o homem. É que o nosso cachorro comeu uma página da Bíblia. Moffat então disse: - isto é tão sério? Eu lhe arranjo outra folha igual. mas o homem exclamou: - oh, eu não me preocupo com a Bíblia, mas porque agora nosso cachorro não vai mais avançar em ninguém e nem vai lutar com os chacais. Ele vai ficar tão manso como o povo que crê neste livro. Todos os nossos guerreiros se tornaram tão pacíficos como as mulheres por causa da influência da Bíblia, e agora o meu cachorro está estragado.
Esse africano de forma até simplória demonstrou o quanto ele cria no que a Palavra de Deus é capaz de fazer.
Deus pensou em você quando inspirou os profetas a escreverem Sua palavra. Na Bíblia há uma mensagem personalizada para você. Através dela Deus quer suprir as suas necessidades mais profundas. O que é mais fácil para Deus, falar e fazer o sol e a lua aparecerem do nada e pendurá-los no firmamento ou através de Sua Palavra escrita fazer-nos novas criaturas?
Que você e eu creiamos também na existência e poder da Palavra de Deus e nos aproximemos dela cada dia para que Deus com seu poder Criador, faça dentro de nós novos homens e novas mulheres e possa olhar para nossa vida com satisfação e dizer: Esta minha obra da criação é muito boa.

Mídia Secular destaca campanha realizada por Felippe Valadão

A Gazeta, jornal de uma das afiliadas da Rede Globo, divulga campanha realizada por Felippe Valadão. Leia a matéria na íntegra:
Uma campanha que propõe aos jovens a virgindade até o casamento está chamando a atenção no Twitter.

O pastor de jovens e cantor Felippe Valadão, da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte (MG), lançou #EuVouCasarVirgem!, que ganhou o apoio de centenas de jovens no microblog.

Felippe afirma ter se casado virgem com a também pastora e cantora gospel Mariana Valadão. Eu me casei virgem, foi muito difícil, mas nunca tive vergonha. Eu sabia que Deus iria me honrar, hoje tenho um casamento maravilhoso, escreveu o cantor no Twitter. Aos que já não são mais virgens, ele fala sobre consagração e afirma que não é tarde para recomeçar.

A campanha é uma novidade no Twitter, mas antes muitas celebridades já defendiam essa postura, como o jogador de futebol Kaká, que declarou que se casou virgem; os meninos dos Jonas Brothers, que inclusive usam anéis de castidade e até mesmo o ídolo teen do momento, o cantor Justin Bieber, 16, que não usa anel, mas garante que pretende o momento certo.
Só depois do casamento
Fieis da Igreja Batista Filadélfia, no bairro Consolação, em Vitória, o casal Rafaella Farias, 22, e Guilherme Gavazza, 23, resolveram se guardar para a noite de núpcias. O casamento está marcado para agosto do ano que vem. Eu já pensava de forma diferente das minhas amigas antes de frequentar a igreja. Quando não há sexo, o casal tem oportunidade de se conhecer melhor, conta Rafaella.

O noivo Guilherme admite que não é fácil, mas defende que vale a pena. Evitamos ficar sozinhos por muito tempo e costumamos sair sempre com os amigos, mas namoro não é só beijo e abraço. Precisa existir muita comunicação, diz o jovem, fiel da igreja desde os 18.

O apóstolo da Igreja Batista Filadélfia, Ozenir Correia, lembra de outro movimento que prega a abstinência sexual antes do casamento, o Anel de Prata. Surgiu nos Estados Unidos e, há dois anos, é amplamente divulgado no Estado. Essas iniciativas só reforçam a orientação que damos aos jovens, afirma.
Eles não pensam só em namorar
Além de se manterem firmes no propósito de se casarem virgens, há jovens que também optaram por namorar só depois de completar 18 anos. Esse é o caso de Amanda Suave Silva, 14 anos. Ela diz que na escola os colegas falam muito de sexo, mas ela prefere se afastar. Duas meninas da minha sala, com 14 anos, ficaram grávidas. Não quero isso para mim. Meus colegas de escola falam de sexo o tempo todo, mas decidi não ser igual a todo mundo, diz a adolescente.

Seu irmão, Wilbert Suave Silva, já tem 18 anos, mas ainda não pensa em se amarrar. No passado, gostei muito de uma menina, mas vi que não era a hora de namorar. Acredito que o namoro ?quebra? a adolescência. Vejo namorados na escola muito amarrados, que acabam se isolando, além de passarem por problemas que não deveriam enfrentar ainda, conta Wilbert, que é alvo constante de brincadeiras na escola.

Já Julielly Silva, 20, foi criada desde pequena na igreja e, por isso, diz que não sofre tanta pressão dos amigos. Todos, tanto na época da escola quanto agora na faculdade, me respeitam. Escuto algumas brincadeiras bobas, mas não fico chateada, eu já esperava por isso. Não existe uma pessoa perfeita, mas dizemos muito que estamos à procura de um príncipe e de uma princesa encantada. Estou determinada a esperar, afirma a estudante.

Nós fomos nos descobrindo juntos

Eles se casaram virgens e não se arrependeram. Diego Alberto, 22, e Ana Paula Correia, 22, estão juntos há quase dois anos e já esperam um herdeiro, que se chamará Calebe. Grávida de seis meses, a jovem diz que sofreu com o preconceito. Ouvi dos outros que eu tinha casado porque estava grávida ou por pressão dos meus pais, afirma Ana Paula.

Diego também sofreu pressão dos tios, principalmente aos 15 anos. Eles quiseram impor o teste da masculinidade e fizeram vários convites. Foi difícil, mas eu soube lidar com isso. Sobre o fato de ter planejado a perda da virgindade, Ana Paula confessa. Deu um frio na barriga antes do casamento, mas conversei com meus pais e amigas casadas. Nós fomos nos descobrindo juntos, conta.
Deu no Twitter

Veja algumas manifestações dos jovens que aderiram à campanha:
Não ceda a pressão da sociedade, muito menos do seu namorado (a)

Sexo seguro existe e se chama Casamento!

Antes ser careta do que apoiar a inversão de valores desse mundo

Não porque tenho medo da minha 1ª vez, é porque sei que se eu esperar, todo meu casamento será abençoado!

Apoiamos a campanha #euVouCasarVirgem. Muito Bom! Mas fica uma pergunta: o que é ser virgem pra você?

Jovem, seja forte, renuncie suas vontades

Não abra mão da sua promessa, quem ama espera, não não tenha pressa

Já estou noivo! O que custa espera mais um pouco?

Adaptado por Redação Gospelminas
Fonte: GazetaOnline

Aplicativos da Bíblia em celulares são cada vez mais usados

Nos Estados Unidos, por exemplo, o aplicativo da Bíblia YouVersion superou todas as expectativas e agora tem 10,7 milhões de usuários.
“Podemos ser a geração que atualmente se volta e diz, ‘Nós não somente queremos expressar que nós amamos a Bíblia e pensar que a Bíblia é algo que nós podemos ler, mas nós em verdade queremos ser a geração que incorpora a Bíblia como parte de nossas vidas,” disse recentemente Bobby Gruenewald, líder de inovação na LifeChurch.tv, numa transmissão ao vivo por internet.
Líderes da LifeChurch.tv de Oklahoma lançaram o aplicativo de smartphone em 2008 , e esperavam que iria ter 60.000 a 80.000 usuários durante o ano. Entretanto, o sucesso foi grande e agora aplicativos de Bíblia são cada vez mais eficientes. Comentários em blogs e fóruns dizem sobre a eficiência e conveniência de se ter uma Bíblia portátil através de telefones móveis.
“é muito mais conveniente do que uma Bíblia real, e eu aprendi que, na verdade, é muito mais rápido para mim ler sem a distração de todas as notas de rodapé do meu estudo bíblico,” disse o blogueiro Brian Patton que utiliza o aplicativo no seu smartphone Google Nexus One.
O aplicativo também roda em outras plataformas, como Android, Symbian e Blackberry. Além disso, é gratuito e possui 41 diferentes versões, inclusive em Português.
Além desse aplicativo, existem alguns programas que possuem orações em texto e áudio, disponíveis na Apple Store, e oferecem aprendizado com imagens ilustrativas.

Fonte: Christian Post

Provas Irrefutáveis do Avivamento no Brasil



Sinto que um avivamento sem precedentes está vindo sobre o Brasil. Cada vez mais as provas são reais e irrefutáveis.

Em primeiro lugar, esclareço que não sou alguém que fala de avivamento sem fundamento bíblico e sem estudar a história. Já passei e/ou vi quase de tudo na minha caminhada cristã. Pessoas já me julgaram (aparentemente 27 anos é pouca idade para falar da Bíblia), pastores me contradisseram no púlpito (por não concordarem com o avivamento), etc. Teve até um que chamou os adoradores de “idiotas” quando repetem muitas vezes uma canção, se referindo aos cânticos espontâneos. Que isso pastor! E olha que é um “grande” conferencista e teólogo da atualidade. Mesmo que ele tivesse razão não poderia chamar ninguém de “idiota”. Errou 2 vezes. Mas deixemos as picuinhas de lado.

Se escrevo este texto é porque tenho estudado alguns bons livros sobre o termo “avivamento” à luz da Bíblia e um pouco da história da Igreja. Afinal, se queres entender o hoje e o amanhã, deves estudar o passado. É isso que estou fazendo. Além disso, tenho compartilhado com muitas pessoas de Deus, pastores, líderes, e parece que as peças desse grande “quebra-cabeça” chamado avivamento estão se encaixando. E há provas reais nos dias de hoje!

Antes de tudo, deixe-me dar minha definição do que é avivamento baseado em tudo o que li e estudei. O termo avivamento não existe na Bíblia, mas vem de uma outra palavra utilizada nas Escrituras que é “reviver”. Avivamento é um tempo extraordinário e peculiar em que a Igreja renasce, volta à vida, volta aos princípios bíblicos, depois de um grande período de trevas, lutas, pecado, etc. É um tempo marcado por acontecimentos sobrenaturais como arrependimento e conversões em massa, curas e milagres, derramamento dos dons espirituais, cultos de adoração intensa e por aí vai. Haveria muito que se falar sobre a definição de avivamento, mas não vamos nos estender.

Me empolgo quando falo do avivamento que Deus tem para o Brasil, mas isso não me faz sair das bases bíblicas, muito pelo contrário. Então o que escrevo não é pautado em emoções mas em longos estudos e em profundas conversas com muitos irmãos em Cristo.

Creio que o avivamento está vindo sobre o Brasil porque:

- Há um grande mover de unidade na igreja. Por onde ando vejo as igrejas se humilhando umas às outras, vejo pastores dizendo entre si: “Eu preciso de ti”, vejo ministérios de louvor ministrando juntos, vejo grandes projetos sendo executados por cristãos de diferentes denominações. Para mim muitas dessas “uniões” são verdadeiros milagres;

- Vejo um grande mover de arrependimento. Ao mesmo tempo em que vejo a exposição dos falsos cristãos (joio), vejo que o trigo se volta cada vez mais para Deus. É por isso que as igrejas diminuíram em número em 2005/2006. Muitas pessoas foram removidas da igreja porque não abandonaram o pecado.

- Vejo um grande mover de conversões de almas. Há anos venho ouvindo de profecias dizendo que “os estádios lotarão”, cultos serão realizados em estádios. Isso é realidade hoje em dia. As pessoas estão vindo para Jesus sem muito esforço, aceitam facilmente a Palavra de Deus.

- Os cultos são marcados por milagres, curas, derramamento de poder de Deus, sinais, etc.

- Vejo Deus restaurando igrejas semi-destruídas, re-erguendo pastores esgotados, dando novo ânimo a ministérios abalados, etc.

- Vejo a igreja se tornando mais adoradora do que pedinte. Sempre defendi que quando a Igreja entender que tem que buscar mais a Deus, do que suas bênçãos, ela irá provar da intimidade com Deus. Isso está se tornando realidade. Vejo os jovens vindo a igreja mais para adorar do que para pedir bênção...

Em breve postarei mais provas do avivamento. Agora estou indo ao culto buscar a Deus! Se Ele me abençoar serei grato, senão continuarei adorando :-)

Abração,
Ramon Tessmann

Encoraje uma família de cristãos


 
 
Marina Shestakov e sua filha caçula  
  - Em janeiro de 2007 ele foi preso por suas atividades religiosas, e em março daquele ano foi condenado a quatro anos de prisão. Os parceiros da Portas Abertas Internacional escreveram muitas cartas e cartões para sua esposa, Marina, e suas três filhas, e agora é a sua vez de ainda encorajá-los!

O pastor Dmitry Shestakov (também conhecido como David), tem 39 anos e é casado com Marina. Eles têm três filhas, sendo que a mais velha tem 13 anos.

Depois de preso David apelou da sentença, mas logo disseram que ele abriu mão desse direito. Não se sabe se isso aconteceu de forma voluntária ou não.

No dia 7 de maio, David foi transferido da prisão de Andijan para uma colônia em Pskent, a 60 km de Tashkent. Lá, ele ficou duas semanas na solitária após ser acusado de “violar regras internas”.
Antes de sua prisão, David disse: “Como pastor, normalmente prego sobre perseguição, mas agora sei a diferença entre teoria e prática. É difícil me alegrar, eu não sou nenhum herói. Eu também fico deprimido, mas meu texto favorito das Escrituras é Jeremias 42. 10-20”.

Estes versículos contêm duas promessas que não podem ser separadas. David tem descansado na promessa dos versos 10-12: “‘Se vocês permanecerem nesta terra, eu os edificarei e não os destruirei’.” Mas ele não pode ignorar os outros versículos: [se forem embora], “Vocês serão objeto de maldição e de pavor, de desprezo e de afronta. Vocês jamais tornarão a ver este lugar’.”.

“Eu sou um peregrino sem moradia, igreja ou reconhecimento. Mas tenho Deus”, diz David, que em julho de 2010 recebeu a visita de sua família após três anos sem vê-los.

Clique aqui e encoraje nosso irmão!

Tradução: Missão Portas Abertas



Fonte: Portas Abertas
 

Falso pastor que fundou mais de 140 igrejas é preso no RS


Sabino Saldanha aplicou golpes em vários Estados



Um total de 146 igrejas evangélicas fundadas até 2007, um veículo furtado e um volume ainda não contabilizado de bens e dinheiro arrecadados em golpes. Essa é a ficha criminal resumida de Sabino Saldanha, 51, que seria natural de Soledade (RS). A Polícia Federal e a Brigada Militar de São Borja (560 km de Porto Alegre) ainda não conseguiram checar de qual cidade, afinal, é o suspeito de estelionato, já que ao menos quatro carteiras de identidade falsas foram encontradas no momento da prisão em flagrante.

Saldanha –que, em São Borja, se apresentava como pastor Laércio Alves da Silva – foi preso no município gaúcho. A prisão aconteceu em um galpão onde ele se preparava para ministrar aulas e após dias de monitoramento de suas atividades. O falso pastor foi encaminhado ao presídio estadual de São Borja.

A prisão foi efetuada pela Brigada Militar. Segundo o chefe do setor de Inteligência da corporação, sargento Gibi Coski, o falso pastor foi encontrado graças a uma denúncia anônima. “A partir daí, começamos a pesquisar na internet e vimos que ele tinha mandados de busca no Tocantins, em Rondônia e em São Paulo."

A busca online ainda auxiliou a Brigada em mais duas descobertas: a de um veículo Gol encontrado no galpão onde aconteceu o flagrante –o carro, segundo a polícia, consta como furtado no Paraná– e de vários documentos das igrejas que foram fundadas por ele.

“Pelo que apuramos até o momento, os mandados eram de três Estados, mas ele teve problemas de apropriação indébita e estelionato também no Distrito Federal, Paraná, Rio de Janeiro, Goiás e São Paulo. Não param de ligar pessoas que foram fiadoras dele nesses Estados e que tomaram calote”, contou o policial.

Os golpes variavam do requerimento de doação de áreas para construção de igrejas e de centros de recuperação de dependentes químicos, que nunca foram construídos, a bingos e outros tipos de captação para projetos. As terras doadas, por exemplo, eram vendidas sem qualquer interesse assistencial. A PF confirmou que um inquérito para apurar os crimes foi instaurado.

JACO - ISRAEL

De todos os relatos da Torá, este é um dos mais envoltos em mistério. Conta-nos a história da luta entre um ser humano e um anjo e a da ...