sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Mohler: O Evangelho Ajustado é um Falso Evangelho

As pessoas ao longo do tempo têm tentado mudar o Evangelho por várias razões. Mas um evangelho ajustado é um evangelho falso, declarou o presidente da capitânia do seminário da Convenção Batista do Sul em uma conferência recentemente celebrada por pastores e líderes da Igreja.
"Não há apenas um evangelho, mas é o evangelho", disse o proeminente teólogo Dr. R. Albert Mohler Jr. na conferência Together for the Gospel (T4G) (Juntos pelo Evangelho) na terça-feira, citando Gálatas 1."O evangelho certo que nos diz que a salvação vem através de Jesus Cristo."
A conferência da T4G deste ano, realizada entre 13 a15 de abril em Louisville, Kentucky, reuniu mais de 7.000 pessoas sob o tema "O Evangelho (não Ajustável)”.
Na noite de abertura, Mohler fez uma apresentação intitulada "Como isso acontece? Rumo a trajetórias de um evangelho ajustado". Ele listou e explicou oito trajetórias que levam os Cristãos a ajustarem o evangelho.
Mohler observou que "quase sempre" as pessoas que tentavam alterar o evangelho alegavam que estão fazendo isso para salvar o Cristianismo.
Durante o período do Iluminismo, observou ele, houve uma grande discussão que o evangelho tinha que mudar para ser relevante para o pensamento da época, ou desapareceria. Já teologia liberal moderna diz que se os Cristãos continuarem pregando e reivindicando todos estes casos sobrenaturais, então ninguém vai levar a religião a sério ou dar crédito.
"Nós vamos ter que resgatar o Cristianismo", disse Mohler, vocalizando a alegação daqueles que querem mudar a mensagem da Bíblia. "E é claro que eles realmente querem dizer é resgatar o Cristianismo de si mesmo".
"A tentação é sempre lançar uma operação de resgate para o Cristianismo", disse ele, "para salvar o Cristianismo a partir da pá de lixo da história para salvar a Igreja, para salvar a teologia, para resgatar a relevância do evangelho".
No entanto, embora a trajetória moderna seja perigosa - porque rejeita acontecimentos sobrenaturais na Bíblia, muitos das quais são cruciais para o evangelho - Mohler sustentou que é ainda mais perigoso a trajetória pós-moderna. O pós-modernismo abraça a relatividade e o pensar de que algo pode ser verdade, às vezes. Então, um pastor com o pensamento pós-moderno pode se levantar e pregar no que acredita.
"A diferença entre o pós-modernista e modernista é que o modernista acha que tem que dizer que ele não acredita que algo aconteceu", disse Mohler. "O pós-modernista está pronto para deixá-lo sorrindo após dizer que não acredita em algo".
Os pós-modernistas, prossegue Mohler, são mais "sedutores" do que os modernistas, pois a teologia liberal não é apresentada como teologia liberal.
Outras maneiras que levam as pessoas a ajustar o evangelho são pelas trajetórias terapêuticas ou emocionais.
Na trajetória terapêutica, a mensagem Bíblica é transformada em técnicas de auto-ajuda. E através do uso emocional, as pessoas inclinam-se mais para as mensagens que são emocionalmente gratificantes e se afastam daquelas que têm um custo emocional, como, por exemplo, no pecado original, inferno e depravação humana.
“Eu me importo como vocês sentem sobre esses (ensinamentos emocionalmente duros), mas como vocês se sentem em relação a esses ensinamentos não tem nada a ver se são verdadeiros ou não", disse Mohler. "E isso não tem absolutamente nada a ver com o fato ou não, de sermos obrigados a ensinar-lhes, a pregar-lhes ou deixar claro que são verdadeiros".
O líder Batista do Sul também falou sobre os efeitos do materialismo sobre o evangelho. A Bíblia ensina aos seguidores de Jesus para juntar os seus tesouros no céu, e não na terra, mas o evangelho da prosperidade falsamente ensina que Deus abençoa materialmente quem tem fé suficiente, ressaltou.
 “Muito Cristãos que viveram e morreram na pobreza mais que na riqueza ou qualquer indício de riqueza", enfatizou Mohler. "[A trajetória do materialismo] não é apenas falsa, mas faz de Deus um mentiroso, porque não produz prosperidade. é um falso evangelho que apresenta uma falsa esperança de que é uma promessa vazia e enganadora... “
Embora existam muitas trajetórias diferentes, todos eles levam a um evangelho adaptado ou "falso evangelho", disse Mohler. Ele chamou todos os pastores presentes para defender o evangelho não ajustável.

Encontro feminino da 2ª Eslavec encerra com a realização de um chá

O encerramento do encontro feminino foi marcado pela realização de um chá, hoje a tarde (03/12), com uma programação especial no auditório Imperial, do hotel Monte Real em Águas de Lindóia (SP). Mesas distribuídas com um buffet no centro do salão, com doces, salgados, frutas e vários tipos de bebidas faziam parte da decoração do evento.

Na abertura, a jovem esposa de pastor Monalisa Rosa fez uma oração. Em seguida, as cantoras Lilia Menezes e Rachel Malafaia louvaram à Deus com músicas animadas. A Drª Elizete Malafaia dirigiu uma breve Palavra sobre Atitudes de uma verdadeira serva . "Somos mulheres que estamos lavando vidas na área espiritual. Estamos na terra para lavar as partes mais sujas do ser humano. Para isso temos que estar desprovidas de orgulho, soberba e altivez. Somente, as pessoas confiantes e seguras demonstram prazer em servir. São desprovidas de título e função", comentou Elizete.

Após a mensagem foi feita uma dinâmica com bolas de ar, sobre as boas atitudes que cada participante gostaria de ter. Um momento de descontração e brincadeira foi proporcionado ao som da cantora infantil Aleca Pop. Motivadas a orarem umas pelas outras, às mulheres entraram em um período de comunhão e foram direcionadas à saborear as delícias do chá. No final, brindes foram sorteados.

Encerramento da 2ª Eslavec emociona participantes e preletores

A noite de encerramento da 2ª Eslavec foi memorável. Os 4 mil participantes e preletores se despediram em meio a um clima de gratidão à Deus por mais um tempo de renovo, visão ampliada e oportunidade de mudar para melhor. A abertura, foi animada ao som do Grupo Kainón. Em seguida, o Dr. Myles Munroe assumiu o microfone para dar continuidade às suas palestras sobre liderança. O tema da última conferência da 2ª Eslavec foi sobre O propósito para a autoridade .

"O propósito para a autoridade produz segurança, você é tão forte quanto a confiança que o povo tem em você. O propósito para a autoridade é te dar liberdade para você ser quem você é. A verdadeira autoridade quer que você tenha sucesso. Saiba o que não é autoridade: dominar, ter mais poder, abusar, oprimir, governar, colocar o povo para fazer o que você quer, é manipular, ameaçar ou submeter o povo a você. A verdadeira autoridade é o direito legal para poder utilizar o poder", explicou Myles Munroe.

Ao final o preletor emocionado demosntrou o seu carinho ao povo brasileiro e revelou "antes de sair do meu país para participar desse evento, o Espírito Santo me direcionou a dizer a você que essa noite Ele vai mudar tudo na sua vida. O ano de 2011 será o ano da expansão".

Pastor Silas Malafaia se despediu do Dr. Myles Munroe, a platéia o aplaudiu de pé e vibrou, agradecendo e glorificando a Deus pelos seus sábios ensinamentos. O pastor Jabes Alencar e os cantores que se apresentaram no evento: Rachel Malafaia, Dayan de Alencar, Nani Azêvedo e Marco Aurélio entoaram canções de adoração a Deus junto com os congressitas. Todos juntos sem instrumentos repetiram várias vezes o refrão "A Ele a Glória" e nesse clima de festa, gratidão e adoração à Deus foi encerrado mais um evento da Associação Vitória em Cristo.

Líderes de Águas de Lindóia que nesta sexta-feira, trouxeram visitantes aceitaram a Cristo como Senhor e salvador no apelo feito pelo pastor. Ano que vem o pastor Silas Malafaia pretende reunir no minímo seis mil participantes.

vitoria em cristo.

"Deus não deseja o fracasso dos seres humanos", diz Myles Munroe

A segunda palestra na manhã desta quinta-feira na 2ª Eslavec foi com Dr. Myles Munroe, um profundo conhecedor das Sagradas Escrituras e especialista em liderança. Na sua mensagem, ele surpreendeu o público ao fazer uma analogia entre a relação do fabricante e seu produto com a de Deus e Seus filhos.
Por meio dessa retórica, o preletor salientou que o Criador conhece profundamente o ser humano e deseja que ele alcance o sucesso, pois "o fracasso não é bom para Deus".
Munroe explicou que Deus defende o nome dele, a imagem dele. E o ser humano foi feito à imagem e semelhança do Senhor. Por isso, deve buscar servi-lo com sabedoria para prosperar nas mais diversas áreas da vida e glorificar ao Pai em tudo o que realizar. "Deus quer que você coloque em prática o seu potencial", enfatizou.
Esta é a segunda vez que Munroe participa da Escola de Líderes da Associação Vitória em Cristo. O norte-americano veio ao Brasil especialmente para o evento, a fim de capacitar as pessoas a descobrirem o propósito divino para elas e a desenvolverem seu verdadeiro potencial.

"Deus coloca o futuro na semente", afirma Dr. Myles Munroe

Presença sempre confirmada na Escola de Líderes da Associação Vitória em Cristo é a do Dr. Myles Munroe, especialista em liderança. Na manhã de hoje (03/12), a sua palestra abordou o tema Maximizando o potencial da sua liderança . Todos os congressistas vibraram com cada revelação da Palavra.
"A nossa cultura diz que o futuro está na frente. Eu quero corrigir esse conceito, pois o futuro está dentro de ti. Você nasceu com tudo o que precisa para possuir o que deseja. Deus coloca o futuro na semente, Ele nos dá a semente e ali tem tudo o que precisamos. O seu potencial está dentro de você e o tamanho dele é igual ao tamanho da visão. O diabo não tem medo de você, mas daquilo que você vai se tornar. E saiba que aquilo que Deus chama para você fazer Ele vai prover", ensinou Myles Munroe.
Um dos momentos que os congressitas mais vibraram foi quando o Dr. Myles os encorajou dizendo "milhares de livros serão publicados, milhares de canções serão escritas, milhares de projetos surgiram, milhares de igrejas serão construídas a partir deste congresso". E encerrou afirmando que "essa Escola de Líderes não é a maior que o pastor Silas vai fazer, outras virão com milhares de participantes".
Na apresentação musical Eduardo e Silvana cantaram músicas consagradas como Aleluia, Aleluia e levaram o povo à adoração.

Fonte: Vitória em Cristo

TV Novo Tempo leva esperança ao continente africano

A TV Novo Tempo não está presente apenas na América do Sul, mas alcança outros países, inclusive de língua portuguesa. É o caso de nações no continente africano, que também recebem o sinal da esperança. As madrugadas do Brasil são as manhãs da África. E foi pensando neste público que a TV Novo Tempo separou um horário especial para programas que podem atender estes telespectadores.Todos os dias a TV Novo Tempo recebe dezenas de emails de pessoas, que moram nos países africanos e que tiveram a oportunidade de conhecer a palavra de Deus através das ondas invisíveis do satélite.



São histórias inspiradoras, como a de Ginga Jambela, residente em Angola. Depois de um problema com o sinal de sua antena parabólica, um técnico foi até sua casa e consertou o equipamento. A partir desta data, ela teve acesso a uma variedade de canais, incluindo a TV Novo Tempo e foi assim que Ginga conheceu mais sobre Deus e a Bíblia Sagrada.


Ela conta que o que mais lhe chamou a atenção foi a forma como a mensagem da Novo Tempo era transmitida de forma racional, mostrando evidências bíblicas e científicas. Algum tempo depois, quando passou por sérios problemas familiares, ela se apoiou no conforto que havia encontrado na TV Novo Tempo.

Fonte: [Equipe ASN, Sâmela Carvalho]

Prefeito de Águas de Lindóia agradece a Pr. Silas Malafaia

Na segunda parte da programação da 2ª Eslavec na manhã de sexta-feira (03/12), o prefeito de Águas de Lindoia, Martinho Antônio Mariano, compareceu à megatenda para participar da conferência. Entusiasmado com a Palavra dirigida pelo Drº Myles Munroe aos congressistas, o prefeito sentado na primeira fileira da plateia, prestou bastante atenção aos ensinamentos transferidos pelo preletor.
O principal motivo da sua visita foi agradecer à liderança evangélica presente na Eslavec e parabenizar a Associação Vitória em Cristo pela realização do evento. "Essa Escola de Líderes é muito significativa, porque traz pessoas do bem à nossa cidade e nos enche de orgulho e satisfação. A nossa cidade é essencialmente turística e vive disso. Esse evento é bem vindo pois movimenta a cidade, o comércio, a rede hoteleira e gera muitos empregos. Ao todo temos 30 hotéis com 5 mil e 500 leitos. Por isso estou aqui para agradecer a presença dos pastores, na pessoa do pastor Silas Malafaia, e também à Associação Vitória em Cristo. E quero convidá-los para voltar quantas vezes forem necessárias à nossa pérola da estância que é Águas de Lindoia", comentou o prefeito.
O Diretor de Turismo da cidade, Anselmo Santucci, e o Presidente da Câmara dos Vereadores, Joel de Souza, acompanharam o prefeito na visita.
 
Fonte: Vitória em Cristo

Missio Dei, missio ecclesiae, minha missão



OS PASTORES SÃO OS CULPADOS!

"O primeiro e maior obstáculo para missões são os pastores"

A frase acima é de ninguém menos que Oswald Smith, escritor dos bestselleres "Paixão pelas almas" e "Clamor do mundo". Ele foi pastor senior da Igreja dos Povos em Toronto, Canadá. Uma igreja local que sustentava mais de 800 missionários transculturais. Ou seja, ele tinha experiência no assunto!

E isso é mesmo verdade porque são os pastores locais que têm a incumbência de descobrir vocacionados, orientá-los, treiná-los, enviá-los aos campos não alcançados e sustentá-los dignamente. Posso dizer, por experiência própria e atual, que, na prática, a maioria deles se opõe a tudo isso, ainda que não declaradamente.

O caso é tão grave, que os congressos de líderes (ou seja, para pastores), nem incluem o tema missões na pauta. O amado pastor David Botelho, um dos maiores mobilizadores de missões no Brasil, relata num artigo que ficou muito surpreso ao ver que num congresso da SEPAL (www.sepal.org.br) com mais de mil pastores, que a palestra de missões atraiu somente 12 pessoas e 3 delas eram ele e os missionários Ken Kudo e Josué Martins. E esse quadro se repete em todos os outros grandes congressos de líderes (Leadership Summit, Silas Malafaia, etc), demonstrando que missões transculturais está enfrentando uma das maiores crises no meio de liderança brasileira. Algo radical tem que ser feito com urgência!

Na mesma linha da frase acima, George Peters diz uma verdade incontestável: "O mundo está mais preparado para receber o Evangelho do que os cristãos para propagá-lo". O filme Jesus é, hoje, o filme mais pirateado no mundo muçulmano. Ele foi apresentando na época do Natal em duas nações muçulmanas. Vários muçulmanos tiveram sonhos com Jesus e pedem missionários que os discipulem nos caminhos do Senhor, mas onde estão? Um presidente de uma nação muçulmana pobre pediu obreiros brasileiros à Missão Horizontes. Já imaginou isso?

Parece que chegou o tempo em que as pedras estão clamando... Estou vivendo a mesma experiência de Jeremias e não posso me calar diante de tantos fatos.

VENDO DEFEITOS NOS OUTROS


achar_defeitos_eh_facil_difil_eh_fazer_melhorSomos especialistas no sentido de observar e apontar os erros, defeitos e pecados  de nossos semelhantes, mas não aceitamos e ficamos furiosos quando alguém aponta nossas falhas.
Se olharmos ou procurarmos em qualquer pessoa encontraremos erros e defeitos em todos, inclusive em mim em você. Quando falamos em erros e defeitos estamos também incluindo o pecado, que da mesma forma que entrou em Adão e Eva, passou para toda a humanidade, em que sofre não somente o ser humano, mas também toda a criação de Deus entre os seres vivos e a natureza.
Muitas pessoas no anseio, na loucura, no desespero e na vontade de encontrar erro nos outros, não olham para os seus próprios, este sim é o maior erro e pecado que cometemos. Quando examinamos bem no profundo a nossa vida não acharemos tempo para falarmos dos outros. Pessoa que fala, critica ou acusa muito a vida alheia, ainda que esta pessoa seja realmente errada, aquela que critica está totalmente errada e está fazendo o papel de acusador, que é o do Diabo. Quando eu tiver de falar dos erros de alguém devo falar sim para a própria pessoa e com ela sozinha com o fim da ajudá-la, não com o fim de acusar ou acabar de matar. É por isso que muitos tem se afastado ou desviado dos caminhos de Deus, aonde fala por trás, mas não confronta com a pessoa, e quando é confrontada, esta já aponta para outra como querendo sair “pela tangente”, se desculpando do seu. Há pessoas que passam a vida observando e criticando os hábitos alheios, sem perceberem que às vezes os erros apontados nas demais pessoas afloram em si próprias. E mesmo quando não acham defeitos, seja porque houve comportamento diverso, ainda assim procuram alguma dependência negativa que lhes possam dar margens a comentários irônicos.
 Se nossas críticas em relação aos defeitos dos outros se mantivessem somente no âmbito de uma breve observação ao fato em si, seria até aceitável. O problema é que elas se estendem para além do comportamento inadequado da pessoa que errou, procurando outras falhas como a do caráter e tornando a vida social da pessoa pior do que é.
É... meus amigos e irmãos, falar dos outros é muito fácil e até divertido, um bom passa-tempo, mas vamos dar contas para Deus pelos nossos próprios erros e pecados. Jesus chamou a atenção dos escribas e fariseus (religiosos de sua época) dizendo: “Por que vês tu o argueiro (cisco ou pecado não muito grave) no olho de teu irmão, porém não reparas na trave (pau ou pecado grave)  que está no teu próprio?  Como poderás dizer a teu irmão: Deixa, irmão, que eu tire o argueiro do teu olho, não vendo tu mesmo a trave que está no teu? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho e, então, verás claramente para tirar o argueiro que está no olho de teu irmão.” (Lc. 6:41-42) e também: “Os escribas e fariseus trouxeram à sua presença uma mulher surpreendida em adultério ... Mestre, esta mulher foi apanhada em flagrante adultério. E na lei nos mandou Moisés que tais mulheres sejam apedrejadas; tu, pois, que dizes?... Como insistissem na pergunta, Jesus se levantou e lhes disse: Aquele que dentre vós estiver sem pecado seja o primeiro que lhe atire pedra... Então, lhe disse Jesus: Nem eu tampouco te condeno; vai e não peques mais.” (Jo. 8:3-5,7 e 11).  A verdade é que temos muitos atiradores de pedras, mas poucos os que reconhecem seus próprios erros e ajudam as pessoas a sair do buraco (pecados).
Acabo de receber, enquanto estou terminando este editorial uma carta anônima (covarde) postada no correio em 22/11 com acusações a diversos líderes nossos (Já sei quem escreveu). Será que esta pessoa não está sendo igual a estes que queriam que Jesus apedrejasse esta mulher? Garanto que esta pessoa não é de oração, não contribui financeiramente e não empenha no serviço do Reino. A verdade é a velha história: quem não faz, só sabe criticar (apedrejar, condenar, julgar...) quem faz.
A igreja (nós) deverá ser lugar de cura (hospital), de concerto, de cuidado, de restauração, de amor... E não lugar de morte (cemitério). O que eu tenho sido? Hospital ou cemitério? E VOCÊ é qual dos dois? 

Por Ap. Hélio Ribeiro do Lago    

Tolerando o Ateísmo

A igreja existe para “propagar a paixão pela supremacia de Deus em todas as coisas, para alegria das pessoas”. Esta é nossa missão. “Todas as coisas” significa negócio, trabalho, educação, meios de comunicação, esportes, artes, lazer, governo e todos os detalhes de nossa vida. Isto significa que Deus deveria ser reconhecido e crido como supremo por todas as pessoas que Ele criou. A Bíblia, porém, nos ensina que nunca haverá um tempo, antes da volta de Jesus, em que todas as pessoas honrarão a Deus como supremo (2 Ts 1.6-10).
Então, de que maneira expressamos uma paixão pela supremacia de Deus em um mundo pluralista, no qual a maioria das pessoas não reconhece a Deus como parte importante de suas vidas e menos ainda como parte importante do governo, educação, negócios, trabalho, artes, recreação ou entretenimento? Em seguida, apresentamos cinco maneiras:
1. Em todas as ocasiões, mantenha uma convicção de que Deus está sempre presente e dá a todas as coisas o seu significado mais importante. Ele é o Criador, Sustentador e Governador de todas as coisas. Temos de conservar em mente a verdade de que todas as coisas existem para revelar algo das infinitas perfeições de Deus. O pleno significado de tudo, desde cadarços de sapatos a naves espaciais, é a maneira como essas coisas se relacionam com Deus.
2. Em cada circunstância, confie que Deus usará sua sabedoria administrativa, criativa, sustentadora e seu poder para fazer todas as coisas cooperarem para o bem daqueles que O amam. Isto é fé na graça futura de que Deus será para nós tudo o que promete ser, em Cristo Jesus.
3. Tome decisões que revelam o supremo valor de Deus acima daquilo que o mundo valoriza supremamente. A graça de Deus é melhor do que a vida (Sl 63.3). Portanto, preferimos a morte à perder a doce comunhão com Deus. Isso mostrará a supremacia dEle acima de tudo o que a vida oferece.
4. Fale às pessoas sobre a suprema dignidade de Deus, de maneiras criativas e persuasivas. Conte às pessoas como podem ser reconciliadas com Deus, por meio de Cristo, para que desfrutem da supremacia de Deus, como proteção e ajuda, em vez de temê-la como juízo.
5. Mostre com clareza que Deus mesmo é o fundamento de seu compromisso com uma ordem democrática pluralista — não porque o pluralismo é o ideal de Deus, e sim porque, em um mundo caído, a coerção legal não produzirá o reino de Deus. Os crentes concordam em tolerar crenças não-cristãs (incluindo crenças naturalistas e materialistas), não porque o comprometimento com a supremacia de Deus é irrelevante, e sim porque tal comprometimento tem de ser espontâneo, pois, do contrário, será indigno. Temos um fundamento teocêntrico para tolerarmos o ateísmo. “Se o meu reino fosse deste mundo, os meus ministros se empenhariam por mim” (Jo 18.36). O fato de que Deus estabelece seu reino por meio do milagre da fé, e não por força de armas de fogo, significa que os crentes não endossarão, nesta época, governos coercivos — cristãos ou seculares.
Esta é a razão por que resistimos à secularização coerciva implícita em leis que reprimem atividades cristãs em lugares públicos. Não resistimos porque almejamos estabelecer o cristianismo como a lei do país. Isto é intrinsecamente impossível, por causa da natureza espiritual do reino. Pelo contrário, resistimos porque a repressão do livre exercício da religião e da persuasão é tão errado contra os crentes quanto contra os secularistas. Cremos que esta tolerância está arraigada na própria natureza do evangelho de Cristo. Em certo sentido, a tolerância é pragmática: liberdade e democracia parecem ser a melhor ordem política que os homens inventaram. Mas, para os crentes, a tolerância não é puramente pragmática. A natureza relacional e espiritual do reino de Deus é o alicerce de nossa aprovação do pluralismo — até que Cristo venha com direitos e autoridade que não temos.
Disseminemos uma paixão pela supremacia de Deus em todas as coisas, não por coerção, e sim por uma convicção constrangedora. Preservemos a forma de governo em que a fé pode falar livremente, não forçada, nem silenciada pela mira de uma arma.
***
John Piper é o Pastor Presidente da Igreja Batista Bethlehem em Minneapolis, Minnesota desde 1980. Tendo nascido em Greenville, Carolina do Sul e se formado no Seminário Teológico Fuller e na Universidade de Munich. Autor de mais de 30 livros, casado com Noel Piper com quatro filhos e uma filha e muitos netos.

Por John Piper
Extraído do livro: Uma Vida Voltada para Deus

Participe da Conferência do Espírito Santo em Betim(MG)

Lagoinha em Betim, em parceria com o Seminário Teológico Carisma, realizará nos dias 3 a 5/12 sua 1ª Conferência do Espírito Santo.

Muita ministração da Palavra, música, louvor e adoração, wokshop e muito mais. Na ocasião Márcia Medeiros também lançará seu primeiro CD, Amado da Minha Alma.

Mais informaçõesPr. Rodinei Medeiros – (31) 8489-2687
Pr. Samuel Castro – (31) 8793-1578.

Fonte: Lagoinha

Muçulmanos forçam igrejas a aceitarem termos para realizar culto

Na província de Banten, no extremo ocidental da ilha de Java, indonésia, uma igreja que tem estado em conflito com grupos muçulmanos por mais de dois anos, foi obrigada a encerrar as reuniões na casa do pastor na semana passada, em uma tentativa de pôr fim ao assédio e ameaças.
A Igreja Cristã Batista Sepatan (GKB Sepatan) do vilarejo de Pisangan Jaya, em Sepatan, no distrito de Tangerang, admitiu que não haverá mais culto na casa do reverendo Bedali Hulu, mas sim nas instalações de outras duas igrejas.
Em troca, embora os funcionários públicos tenham concordado em ceder uma autorização temporária de culto que retiraria o pretexto de protestos islâmicos contra a igreja, eles se recusam a um prazo estipulado para isso.
Na reunião do dia 07 de outubro com os funcionários e os grupos islâmicos, o pastor Hulu alegou que funcionários do governo local concederão três meses para a concessão da licença temporária de culto. Porém os funcionários insistiram em um tempo mais "flexível" para a emissão da licença.
O pastor disse que se sentiu forçado a aceitar os termos que lhe foram apresentados pelos representantes do Communication Forum for Religious Harmony da cidade de Tangerang.
Sob o acordo, a congregação irá reunir-se temporariamente em edifícios próximos da igreja, há sete quilômetros em Kedaung e Sepatan, e que pertencem à Assembleia de Deus e à Igreja Pentecostal da Indonésia.
Segundo o Hulu estes prédios são ocupados durante o tempo de culto da igreja, e os costumes não permitem que sejam muito tarde. Embora os grupos islâmicos e funcionários do município foram capazes de ditar onde a igreja deve se reunir nos próximos meses, permitiram que a congregação tivesse um culto em uma das casas dos membros da igreja, no domingo (10 de outubro), contanto que não ocorresse na casa do pastor Hulu.
"Se o governo local não for capaz de arranjar um local de culto para nós na próxima semana, então nos reuniremos de casa em casa", disse o pastor.
Tradução: Carla Priscilla Silva

Fonte: Compass Direct

29º Encontro dos Gideões já tem data marcada ,

A vigésima nona edição (29º) do Encontro Internacional de Missões, será realizada nos dias 23 de abril a 03 de maio de 2011. Como em todos os anos a expectativa é receber grande número de caravanas, que em abril deste ano alcançou o número de 407 ônibus de diferentes estados de nossa federação. O evento é considerado o maior congresso de evangélicos dos estados do Sul; e também do Brasil.
Cadastre-se e receba informativos para sua caravana através de nossos emails:
E-mail caravanas
E-mail dos gideões Calebe Ibaldo Moreno/Departamento de Comunicação GMUH
(47) 3404-8714

Vazamento WikiLeaks: embaixador dos EUA destaca corrupção no governo Lula Embaixador americano critica o presidente brasileiro em um telegrama secreto

O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva é alvo de críticas feitas pelo embaixador americano em Brasília, Clifford Sobel. Um telegrama secreto divulgado pelo site WikiLeaks destaca escândalos de corrupção no PT. Veja o documento na íntegra, em inglês.
"A principal preocupação popular - crime e segurança pública - não melhoraram durante sua administração (...) A Administração Lula tem sido afetada por uma grave crise política", afirmou ele no material enviado ao Departamento de Estado dos EUA.

Apesar das críticas, o embaixador explica que a "popularidade pessoal do presidente não sofreu, mesmo depois que muitos de seus associados mais próximos foram pegos em práticas de corrupção".

O telegrama sugere que teria sido o programa Bolsa Família que teria ajudado reeleição do petista:

"O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi eleito em 2002 em grande parte diante da promessa de promover uma agenda social ambiciosa, incluindo generosos pagamentos aos pobres. Diante da força da popularidade desses medidas, ele foi reeleito em 2006, ainda que um apoio diminuído da classe média".

Há 10 mil anos




Jericó, na Cisjordânia, tem diversos títulos. É conhecida como “a cidade das tâmaras”, graças à fruta típica, e também como “a cidade mais baixa do planeta”, pois fica em um vale a mais de 250 metros abaixo do nível do mar. Mas a maior credencial de Jericó é a de “cidade mais antiga do mundo”, fundada há 10 mil anos. Com tanto tempo de existência, ela guarda sinais da história desde a época em que o homem morava em cavernas, passando por períodos descritos na Bíblia e pelo Império Romano. “Foi ali que o ser humano deixou de morar em cavernas e começou a viver em cidades”, diz o arqueólogo Hamdam Tahah. “Mais de 10 povos já dominaram Jericó, e ainda há a importância religiosa daqui”, ressalta.

As pistas de como os seres humanos viviam 8 mil anos atrás estão em todas as partes. Escavações revelaram que as primeiras famílias da humanidade já tinham plantas e animais dentro de casa, como carneiros, que forneciam leite e carne. Os primeiros humanos a fundar uma cidade também usavam cevada e trigo, provavelmente para fazer farinha e pão.

Mas por que os homens de 10 mil anos atrás escolheram justamente Jericó, que fica em uma região com temperaturas de até 48º C no verão, para construir a primeira cidade do mundo? “A resposta é simples: por causa da água. Jericó é uma espécie de oásis. A cidade recebe água das chuvas que escorrem das montanhas”, conta o arqueólogo Tanah.

Religião
A cidade também aparece diversas vezes na Bíblia. Uma das passagens mais conhecidas é a da entrada dos hebreus na Terra Prometida, depois que deixaram o Egito, sob a liderança de Josué. Jericó também é o ponto onde, segundo a religião cristã, Jesus curou cegos, subiu ao deserto para meditar e foi tentado pelo diabo. Há um mosteiro encravado no Monte da Tentação para marcar o episódio, e turistas e peregrinos sobem de teleférico até o local. Outra atração religiosa nos arredores de Jericó é o Rio Jordão, onde Jesus foi batizado.

Ao longo da história, Jericó foi palco de invasões e guerras. Por ali passaram ainda outras fi guras históricas, como Herodes e Alexandre, o Grande. A cidade era considerada tão bonita que o líder romano Marco Antônio a ofereceu como presente para Cleópatra, a fim de cortejar a bela rainha egípcia. Outra atração da cidade é o palácio Hisham, construído há 1,2 mil anos e destruído por um terremoto. Os mosaicos que enfeitavam os salões de recepção, as piscinas e as saunas estão conservados e são considerados os maiores do Oriente Médio.

Hoje em dia Jericó é a cidade mais tranquila dos territórios palestinos. É administrada desde 1994 pela Autoridade Palestina, que pretende investir US$ 2 bilhões (R$ 3,4 bilhões) nas festividadesdos 10 mil anos. A instituição deve reformar hotéis, atrações turísticas, ruas e jardins. “Vamos fazer de Jericó a porta de entrada para o turismo na nossa região”, disse a ministra do turismo palestino, Khouloud Daibes.

Por Michel Gawendo, de Jericó
redacao@folhauniversal.com.br
 

Ódio aos Pobres


“Hoje qualquer miserável tem um carro.” Essas foram as palavras do jornalista Luiz Carlos Prates na RBS de Santa Catarina,uma afiliada da Rede Globo, durante um comentário sobre o número de acidentes durante o feriado de 15 de novembro.Prates disse, exaltado, que a causa das mortes seria “a popularização do automóvel, resultado desse governo espúrio que popularizou,pelo crédito fácil,o carro para quem nunca tinha lido um livro”.Comentários como estes,mesmo que muitas vezes velados, são correntes na nossa sociedade. Ainda mais agora, que estamos assistindo à ascensão de milhões de brasileiros que antes estavam à margem do consumo e hoje respondem por quase R$ 430 bilhões da renda anual da população do País.

“A classe média se incomoda mesmo, pois hoje os mais pobres estão ocupando um espaço que antes não ocupavam.Você vai a qualquer favela e tem televisão de plasma”,comenta o porteiro Loudivan Sousa de Abreu, de 38 anos. A observação de Abreu coincide com a opinião da antropóloga Teresinha Bernardo.Segundo ela, a “manifestação preconceituosa (do jornalista da RBS) é típica das classes intermediárias que têm carro, mas não têm motorista”. A tradicional classe média brasileira se consolidou explorando mão de obra barata, pouco especializada e pouco exigente. Com mais renda e qualifi cação, os trabalhadores passam a ser mais exigentes, recebem melhores salários e
adquirem bens que anteriormente simbolizavam o status da classe média tradicional.Esse grupo então começa a ter que dividir seu conforto,privilégios e espaços com a nova classe média ascendente,que chega para ficar.

O sociólogo Marcelo Medeiros relata que o número de empregadas domésticas que dormem no trabalho caiu drasticamente no Brasil nos últimos anos, e as que vão todos os dias também está diminuindo.“Isso ocorre em razão do aumento sistemático do salário mínimo e de outras tantas razões. Com a economia mais aquecida,essa mulher tem outras possibilidades.

Se ela ganha mais, ela pode se especializar e buscar um trabalho que pague melhor, e assim não fica tão dependente do salário que o empregador quer pagar”, avalia .

Medeiros vai além,baseado na tendência de que o País deverá envelhecer nos próximos anos. Segundo o professor,“essa mulher que hoje é babá e empregada doméstica terá a chance de se especializar para mais tarde ser contratada como auxiliar para cuidar de idosos, que é uma função que exige mais qualificação e oferece melhores salários. Isso é ótimo para a economia. Isso só não é bom para a elite que está acostumada a explorar mão de obra barata”.Essa ascensão,no entanto,não livra a nova classe C do olhar desconfiado e preconceituoso nos novos lugares que passa a frequentar para consumir,estudar e trabalhar. Em 2002,Breno Figueredo Ramires, de 25 anos,
que vem de uma família de baixa renda, tinha dúvidas sobre o futuro, mas aproveitou o momento positivo na economia e hoje é analista de sistemas de uma grande empresa de tecnologia.

Ramires percebe que em seu ambiente de trabalho não basta ser bom, precisa ter um comportamento impecável,melhor do que o dos outros, para receber um tratamento igual. “Não adianta avanço da renda dos brancos no mesmo período, que foi de 19%. O estudo ainda aponta que esse desempenho possibilitou um maior acesso dessa população a bens de consumo, e hoje o negro já é protagonista do consumo no mercado emergente.
O estudo foi baseado em questionários enviados para as empresas melhores classificadas em um ranking organizado por uma revista de negócios. Apenas 109 responderam.

“Mesmo as mulheres estudando, em média, mais tempo do que os homens, elas recebem salários mais baixos e não ocupam tantos cargos executivos em grandes empresas.As razões são culturais e de preconceito. A situação das negras é ainda pior,pois essas seis executivas se identificam como pardas, e não negras”, explica Jorge Abrahão, presidente do Instituto Ethos.

Gerente de recursos humanos da multinacional Dematic,Ana Maria Silva, de 58 anos, também enfrentou preconceitos. “Nunca pensei que por ser negra não conseguiria chegar aonde cheguei e não dava muita atenção para as discriminações que sofrie que, na maioria das vezes, ocorreu de modo inconsciente”, assegura.Para ela, a situação tem melhorado nos últimos anos, principalmente em função da eleição de Barack Obama para a presidência dos Estados Unidos e da chegada da executiva Ursula Burns à presidência mundial da Xerox.
De acordo com Teresinha,o preconceito contra os negros pode aumentar e diminuir com essa ascensão à classe média. “Aumenta sempre que o negro compete com o branco, no ambiente de trabalho, por exemplo. E diminui quando ele se insere e é acolhido”, afirma.Para ela, esse acolhimento tem a ver com educação você estar certo, você tem que estar mais certo que os outros”, considera.

Vagner Pedro Xavier, de 22 anos, também de origem humilde,estudante de psicologia,sente olhares desconfiados quando vai a exposições de arte e outros espaços culturais,locais que passou a frequentar depois de ingressar em uma faculdade particular. “Hoje qualquer pobre faz faculdade. Não é tão difícil conciliar os estudos com o trabalho, levando em consideração que centrais de telemarketing exigem apenas 6 horas de jornada. Mas esse trabalho e essas faculdades são alvos de preconceito.”

No último dia 19, veio à tona o caso de uma estudande de direito da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo, que era agredida no grupo de e-mails do qual participava com outros alunos.

Negra e bolsista do programa Prouni, ela era ridicularizada pelo cabelo, pelas roupas e por sua origem. O curso e a universidade em que ela estuda estão entre as mais tradicionais do País.

A antropóloga Teresinha Bernardo defende que a classe C aumentou nos últimos anos alimentada pelos jovens e principalmente pelos jovens negros, graças ao acesso à educação e pela promoção das cotas. De acordo com pesquisa realizada pela consultoria Data Popular, 89,4% dos negros estão inseridos nas classes C, D e E.

O levantamento também aponta que, desde 2007, a renda média per capita da população negra no Brasil aumentou 38%, chegando aos R$ 554 bilhões este ano.Este percentual é o dobro do e preparação para encarar essa nova realidade: “A escola deve preparar as crianças e os jovens para encarar com naturalidade a ascensão do negro e a mídia poderia ser muito útil para fazer o mesmo entre os adultos.”

Gabriela Nunes é negra e trabalha em um restaurante de uma rede internacional dirigido para jovens da classe média. Para trabalhar lá, é preciso passar por um processo seletivo concorrido e muitos dos atendentes são universitários de classe média que enxergam o emprego como uma possibilidade de juntar dinheiro.Com o bom salário, Gabriela frequenta restaurantes tão caros quanto o que trabalha e nunca se sentiu discriminada.Mas, o seu patrão insiste para que ela mude o visual do cabelo,que, segundo ele, não estaria “adequado para o ambiente”,e ouve desaforos dos clientes. “Uma vez disseram que o restaurante estava ficando ‘caído’ porque estavam contratando até neguinhas”, conta a jovem.

Zulma Vital Nunes Pereira,de 59 anos, é proprietária da Purpose Centro de Idiomas, em São Paulo,desde 1983. Exceção em um País com tão poucas oportunidades para mulheres negras, ela se formou em Filosofia e Letras. “Em 1973, fui a única negra a estudar na PUC. Falo inglês e francês, fiz curso de secretariado no SENAC e, mesmo sendo excelente datilógrafa,não conseguia arrumar emprego.Quando consegui ser secretária bilíngue de uma siderúrgica, me dispensaram dizendo que os estrangeiros se sentiam constrangidos de serem atendidos por uma negra, o que não era verdade”, conta.

A empresária acredita que, após 122 anos da abolição da escravatura, a mulher negra precisa provar o tempo todo que é capaz e receber salários mais altos.

Segundo pesquisa do Instituto Ethos,em parceria com o Ibope, entre os 1.281 diretores das 500 maiores empresas do País,há apenas seis mulheres negras.Nos quadros de base, elas ocupam 9,3% do total.

folha universal

apóstolos

Qual a diferença entre apóstolo e missionário? Leia estas duas páginas e verá como você pode propagar a palavra de Cristo de diversos modos e até sem sair de casa.
Nós lemos a Bíblia e aprendemos sobre as perseguições que a igreja cristã sofreu no início de sua história.
A palavra apóstolo vem do grego e significa “mensageiro” ou “aquele que leva a mensagem”. Quando falamos em apóstolos, logo nos vem a imagem dos doze apóstolos de Cristo. Pensamos no apóstolo Paulo e outros que converteram continentes inteiros à fé de Cristo. A impressão que temos, quando lemos as histórias contadas nos Atos dos Apóstolos é de algo divino, maravilhoso, mas que aconteceu há quase 2.000 anos atrás. Um belo testemunho de fé, mas que não existe mais.
Isso não é verdade. Os apóstolos, mensageiros da palavra de Deus, trabalham nos mais remotos e perigosos locais da terra neste exato momento em que você lê este blog. Continuam sendo discriminados, perseguidos e mesmo sofrem o martírio.
Aqui fica nosso testemunho de respeito, admiração e solidariedade para com esses verdadeiros cristãos, que vivem e propagam o cristianismo em condições difíceis ou mesmo miseráveis, mas nunca deixam cair no chão a bandeira de Cristo. Se um tomba ferido na luta, logo vem outro e ergue a bandeira da fé cristã e segue o trabalho missionário. Que Deus os abençoe lhes continue dando forças para alcançar a vitória final, que sabemos é nossa, daqueles que jogam no Time de Cristo.

por Time de Cristo

Entenda o que é a Sharia e veja como a sua aplicação destrói a tolerância religiosa num país.

A exportação silenciosa da sharia é real e conta até com o apoio desinformado de pessoas como o Arcebispo de Canterbury, chefe da Igreja Anglicana Dr. Rowan Williams, que declarou numa entrevista à BBC inglesa que “a implantação da sharia na Inglaterra é inevitável“.
Com a grave reação de seu rebanho contra essa sua declaração, o Dr. Rowan Williams tentou se explicar dizendo que “não parará de falar sobre a liberdade e consciência de outros (de outras religiões) neste país“.
O que Rowan não se informou, é que a implantação da Sharia resulta em falta de liberdade e intolerância, conforme amplamente visto nos países que assim o fizeram. Além disso, a implantação da Sharia significa um retrocesso constitucional na maioria dos países democráticos que mantém um ambiente de liberdade religiosa, o que não é o caso da grande maioria dos países islâmicos onde a Sharia é inserida nas suas Constituições. Na Inglaterra, já existem Cortes Sharia operando, conforme informa a BBC.
Até muçulmanos ingleses são contra a implantação da Sharia na Inglaterra:
  • Sr. Barik Malik, presidente e magistrado de uma mesquita na cidade de Bradford: “Existem tantas seitas muçulmanas diferentes, qual versão da Sharia iríamos implantar? Se a lei Sharia fosse contra a lei inglesa em vigor, como se resolveria isso? “
  • Sra. Maria Ahmad, muçulmana da mesma cidade: “…estou preocupada que isso geraria divisão e não integração (entre religiões na Inglaterra)”
Ela está mais bem informada do que o Arcebispo cristão Rowan. Em todos os países onde a Sharia foi implantada, houve aumento de radicalismo, gangues islâmicas radicais que aterrorizam cristãos e mesmo muçulmanos moderados levando à violência radical em todos os níveis da sociedade. Temos que orar pelo Arcebispo Rowan, uma mente brilhante mas desinformada: “Pai, perdoai-o, ele não sabe o que está falando”.
E a iniciativa para impor a “lei da blasfêmia” em todos os países da ONU continua sendo promovida pela Conferência da Organização Islâmica, durante este final de ano.
Veja na página 2 em resumo o que é a Sharia muçulmana e como o conceito de blasfêmcia muçulmana é utilizada como amparo legal para a perseguição, intimidação e assassinato de cristãos.

Vídeo do massacre contra cristãos no Egito, culto de ano novo

As imagens são chocantes. Um grupo de muçulmanos passou de carro e atirando contra cristãos que saíam da missa de Ano Novo na cidade de Nag Hamadi no sul do Egito, em 2010. Nossos irmãos cristãos coptas comemoram o Ano Novo nesse dia. As imagens são chocantes, por favor não mostrem a crianças.

As autoridades muçulmanas egípcias conhecem os assassinos, que já tinham praticado outros crimes. A radicalização dos muçulmanos em todo o mundo vem aumentando e algumas vítimas cristãs já falam de um programa de extermínio das populações cristãos em determinados países. Particularmente no Egito, os nossos irmãos cristãos coptas eram a maioria da população desde os primeiros séculos do cristianismo, 700 anos antes de que a religião muçulmana fosse criada por Maomé.

Por volta do ano 700DC invasores muçulmanos vindos da Arábia ocuparam o Egito e implantaram uma política de repressão, perseguição e morte contra cristãos. Essa política varia de intensidade ao longo dos séculos mas em anos recentes está se tornando mais radical. Desde 1980 a religião muçulmana passou a ser a religião de Estado oficial do Egito e a lei muçulmana Sharia passou a ser a fonte primária de legislação. (fonte: Islam in Egypt)
Para saber mais como vivem a maior parte dos cristãos no Egito, vejam Como são forçados a viver os cristãos no Egito, em três partes. É de se maravilhar que ainda existam 8 milhões de cristãos no Egito após 14 séculos de repressão muçulmana. Isso é uma mostra de fé em Cristo, de luta contra a adversidade todos os dias, no trabalho, na vida. Um exemplo para todos nós cristãos.
Pedimos suas orações para que as autoridades muçulmanas egípcias protejam os cidadãos cristãos daquele país, que têm direito a serem tratados com o mesmo respeito e liberdade de culto. Que as autoridades egípcias combatam a praga do radicalismo muçulmano, que ataca indiscriminadamente cristãos e muçulmanos moderados.
A reportagem completa sobre o massacre de Nag Hamadi foi publicada em primeira mão no idioma português pelo Time de Cristo, links abaixo.
Atualização: Ataque a tiros mata seis cristãos em frente a igreja no Egito
Ataque a tiros mata seis cristãos em frente a igreja no Egito

Seis pessoas morrem após ambulância capotar no interior de SP Veículo levava pacientes para tratamento de hemodiálise. Acidente foi na divisa entre Pereira Barreto e Andradina.

Seis pessoas morreram após ambulância capotar (Foto: Divulgação/Polícia Militar Rodoviária)
acidente ambulância interior
Seis pessoas morreram na manhã desta sexta-feira (3) em um acidente envolvendo uma ambulância na divisa entre Pereira Barreto e Andradina, no interior de São Paulo. O veículo transportava pacientes de Mirandópolis para Ilha Solteira, ambas também no interior do estado, onde eles fariam tratamento de hemodiálise.
De acordo com a polícia rodoviária, o motorista da ambulância perdeu o controle do veículo por causa de um desnível na pista e capotou. Quatro pessoas morreram no local – outras duas chegaram a ser socorridas, mas morreram no hospital.
As seis pessoas que morreram são: o motorista Carlos Pereira dos Santos, de 75 anos; Paulo Sérgio Coutinho, 38 anos; Genésio de Oliveira, 40; Ichinichi Ijichi, de 53 anos; João Carlos Pacheco Garcia e Alessandra Mentes da Silva, de 34 anos.

TV TEM /G1 SP / GRITOS DE ALERTA

Clérigo radical paquistanês oferece prêmio por morte de cristã


Asia Bibi, à direita, foi sentenciada à morte por um tribunal
 pela acusação de ter insultado o Islã.Asia Bibi foi sentenciada pela acusação de ter insultado o Islã.
Para críticos, lei é usada para perseguir minorias religiosas.

Um clérigo muçulmano paquistanês de linha-dura, pró-Taliban, ofereceu nesta sexta-feira (3) um prêmio a quem matar uma mulher cristã sentenciada à morte por um tribunal pela acusação de ter insultado o Islã.
Asia Bibi, à direita, foi sentenciada à morte por um tribunal pela acusação de ter insultado o Islã. (Foto: Reuters)
A sentença contra Asia Bibi provocou um novo debate sobre a lei paquistanesa contra a blasfêmia, que, segundo críticos, é usada para perseguir minorias religiosas, alimentar o extremismo religioso e promover vinganças pessoais. As minorias não-muçulmanas representam mais ou menos 4 por cento dos 170 milhões habitantes do Paquistão.

Maulana Yousef Qureshi, o imã de uma grande mesquita na cidade de Peshawar, no noroeste do país, ofereceu uma recompensa de US$ 5.800 e aconselhou o governo a evitar qualquer tentativa de modificar ou abolir a lei contra a blasfêmia.
'Resistiremos fortemente a qualquer tentativa de revogar leis que garantem a proteção da santidade do Santo Profeta Maomé', disse Qureshi a uma multidão de islâmicos radicais.
'Quem matar Asia receberá 500 mil rúpias de recompensa da Masjid Mohabat Khan', disse o clérigo, aludindo à sua mesquita.
Acredita-se que Qureshi não tenha uma grande base de seguidores, mas declarações de clérigos podem provocar reações violentas e complicar os esforços governamentais para combater o extremismo religioso e a militância.
Qureshi, que lidera há décadas a congregação da mesquita Mohabat Khan, do século 17, disse à Reuters mais tarde que está determinado a ver a mulher cristã morta.
'Esperamos que ela seja enforcada. Se isso não acontecer, pediremos aos mujahedines (combatentes islâmicos) e o Taliban a matará.'
Bibi, que tem 45 anos e é mãe de quatro filhos, é a primeira mulher a ser sentenciada à morte por causa da lei contra a blasfêmia.
As condenações por blasfêmia são comuns no Paquistão, de maioria muçulmana. Embora a condenação à morte nunca tenha sido executada, já que a maioria das condenações é revogada após recursos, fanáticos e multidões enfurecidas já mataram muitas pessoas acusadas de blasfêmia.
Depois de condenada, Bibi fez um apelo ao presidente Asif Ali Zardari, pedindo para ser perdoada e dizendo que foi acusada injustamente por vizinhos devido a uma briga por motivos pessoais.

Da Reuters

Fundador do WikiLeaks relata sofrer ameaças de morte após vazamento

Site está publicando documentos diplomáticos secretos norte-americanos.
Julien Assange afirma estar tomando as 'precauções apropriadas' possíveis.

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, disse nesta sexta-feira (3) que ele e seus colaboradores estão temerosos porque sofreram ameaças de morte após terem começado a publicar documentos diplomáticos dos EUA.
"As ameaças contra nossas vidas são públicas, mas estamos tomando as precauções apropriadas até onde podemos, lidando com um 'superpoder', disse ele, em um chat com leitores do jornal britânico "Guardian".
O site foi "expulso" na quarta-feira do servidor americano Amazon e encontrou refúgio, ao menos em parte, no servidor francês OVH, confirmou uma fonte próxima.
O site precisou mudar seu endereço, deixando de lado o tradicional "wikileaks.org" e passando a funcionar no "wikileaks.ch", que redireciona para um outro endereço numérico.
O sistema está instável e fica sem funcionar em alguns momentos.
Página inicial do site de vazamentos nesta sexta-feira (3). 
Julien Assange, fundador do WikiLeaks, pede doações para continuar o 
trabalho de divulgação de documentos.Página inicial do site de vazamentos nesta sexta-feira (3). Julien Assange, fundador do WikiLeaks, pede doações para continuar o trabalho de divulgação de documentos. (Foto: Reprodução)
Segundo se constatou esta quinta-feira por um rastreamento do endereço IP, este remonta ao OVH em pelo menos parte dos conteúdos do WikiLeaks. O restante do site continua hospedado na Suécia.

Uma fonte francesa próxima ao WikiLeaks confirmou a validade do rastreamento, embora tenha dito que o alojamento será apenas provisório. "Há vários dias que, devido aos ataques informáticos sofridos, o WikiLeaks muda de país e de servidor regularmente, assim não há certeza de que amanhã não se hospede em outro país", explicou a fonte.
O OVH, com sede em Roubaix (norte), é apresentado pelos sites especializados como uma das maiores empresas de servidores da França. Contatada pela agência de notícias France Presse, a empresa se negou a comentar a informação.

O site WikiLeaks iniciou, no domingo, a divulgação de 250 mil documentos trocados por diplomatas americanos, provocando a indignação de Washington e manifestações de incômodo de vários governos.
Governo da França
O governo da França está estudando maneiras de impedir que o site WikiLeaks, que vazou documentos diplomáticos americanos, seja hospedado por servidores no país.
A informação está em uma carta escrita pelo ministro da Indústria, Eric Besson, e endereçada a sua equipe.
Ele argumenta que o site viola o segredo das relações diplomáticas e põe pessoas em perigo.
PressãoO senador americano independente Joe Lieberman e seus colegas republicanos John Ensign e Scott Brown apresentaram na quinta-feira (2) um projeto de lei para eliminar a ameaça que representa o site WikiLeaks.
"O WikiLeaks não é uma fonte, nem Assange um jornalista"
John Ensign, senador dos EUA
Em comunicado divulgado pelo escritório de Lieberman, os três senadores indicam que seu projeto de lei, denominado "Shield Act" ("Ato Protetor", em tradução livre), permitiria ao Governo dos EUA dispor de "uma maior flexibilidade contra o WikiLeaks e seu fundador, Julian Assange," ao tornar ilegal a publicação de nomes de informantes do Exército dos EUA e dos serviços de inteligência.
"Julian Assange e seus camaradas, em sua tentativa de atrapalhar nossos esforços de guerra, estão criando uma lista de alvos para nossos inimigos ao publicar os nomes de fontes da inteligência humana", sustentou Ensign.
"Nossas fontes arriscam valentemente suas vidas quando se opõem à tirania da Al Qaeda, dos talibãs e de regimes assassinos, e eu não ficarei de braços cruzados sabendo que se transformam em alvos mortais por culpa de Julian Assange", acrescentou.
"O WikiLeaks não é uma fonte, nem Assange um jornalista", insistiu.
Lieberman, por sua vez, que preside o Comitê de Segurança e Assuntos Governamentais do Senado dos EUA, assinalou que os diplomatas americanos, aliados e fontes dos serviços de inteligência "terão a garantia de que suas vidas não serão postas em perigo".
De acordo com o senador independente por Connecticut, o projeto de lei permitirá que sejam processados criminalmente todos os que põem em risco as fontes de informação, que, disse, "são vitais para proteger nossos interesses em segurança nacional"

 

Do G1, com agências internacionais

Bebê é encontrado no banheiro de igreja evangélica dentro de uma bolsa


Policial e bebê encontrado no 
banheiro da igreja / DivulgaçãoUm bebê de aproximadamente uma semana de vida foi encontrado dentro de uma bolsa, no banheiro da igreja evangélica Deus e Amor, na Rua da Conceição, no Centro. De acordo com policiais do 5º BPM (Harmonia), que atenderam a ocorrência, a criança estava dentro de uma bolsa fechada e foi encontrada pela aposentada Ruth Gabriel, de 66 anos.
Banheiro 
em que bebê foi encontrado / DivulgaçãoSegundo a aposentada, por volta do meio-dia, após um culto, ela foi até o banheiro e viu a bolsa ao lado da lixeira. Quando pegou a bolsa para tentar encontrar a dona, sentiu que a bolsa estava muito pesada. Ela resolveu abrir e viu o bebê dormindo. Na bolsa ainda tinha um pacote de fraldas.
- A criança devia ter sido deixada ali pouco tempo antes de eu pegar a bolsa. Ela estava quietinha, dormindo - contou Ruth.
O bebê que foi batizado pela senhora e pelos PMs de Rafael Gabriel dos Anjos, foi encaminhado para o Hospital Souza Aguiar e passa bem. O caso foi registrado na 1ª DP.
- Eu quero saber informações da criança. Não posso ficar com ela, ams quero visitá-las e saber se está bem e dar uns presentinhos - disse Ruth, que já se apegou a criança.

Extra

Extremistas islâmicos pedem que cristã seja condenada à morte

Manifestantes muçulmanos extremistas pedem a condenação da cristã Asia Bibi
A Alta Corte de Lahore, recebeu uma petição de alguns advogados que pedem que o presidente paquistanês Asif Ali Zardari não conceda o perdão a Asia Bibi, enquanto corre o processo que quer condenar a cristã, mãe de 5 filhos, à morte por blasfêmia.
Deste modo, a Alta Corte de Lahore notificou o governo central e o governo da província de Punjab que o processo de apelo está em curso. Dias atrás, manifestantes radicais islâmicos se reuniram nas praças de Lahore e Karachi, protestando contra uma eventual libertação de Asia Bibi.
Em entrevista a Rádio Vaticano, o cristão católico, professor de Mistica Islâmica da Pontifícia Universidade Lateranense, Mobeen Shahidi, salientou que esses advogados pedem ao presidente que não faça uso do artigo 45 da Constituição paquistanesa, que diz que o presidente da República pode conceder graça ou perdoar qualquer culpa cometida por uma pessoa. “Culpa essa que pode ser considerara por qualquer corte, tribunal ou autoridade do Paquistão”, explica.
O presidente tem todos os poderes para fazê-lo, mas os advogados e alguns grupos extremistas muçulmanos gostariam que ele não concedesse o perdão por causa dos crimes cometidos contra o Alcorão e o profeta Maomé”, elucida o especialista.
Para Mobeen Shahidi tais manifestações e pedidos prejudicam a situação de Asia Bibi, e ganham mais força na medida que o processo se alonga.
“A situação dos cristãos no Paquistão não é das melhores, porque não há uma possibilidade de viver a própria fé com máxima liberdade, como acontece no Ocidente, e haver também as próprias ideias”, enfatiza o professor.
De todos os casos dos últimos meses, somente cinco deles envolvem mulheres que logo tiveram uma 'conversão forçada', tendo uma certa atenção em nível nacional e internacional, graças a ajuda dos meios de comunicação. “Existem porém tantos outros casos, e de fato, as autoridades cristãs no Paquistão temem uma fuga em massa dos cristãos”, ressaltou.

Notícias Cristãs com informações da Canção Nova via RV

Igrejas investem em segurança para evitar assaltos no interior de SP

Alvos são igrejas na região de São José do Rio Preto.
Padre gastou cerca de R$ 2 mil para instalar equipamentos.
A audácia dos criminosos não tem limites. Agora até as igrejas estão sendo alvos de assaltos na região de São José do Rio Preto, a 438 km da capital paulista. Para evitar esse tipo de crime, os padres estão tendo que investir em equipamentos de segurança - um dinheiro que podia ser empregado em obras assistenciais ou revertido para a comunidade.
Objetos de valor que decoram o altar, equipamentos de som ou imagens de santos. Em dois anos, uma igreja de Araçatuba foi invadida seis vezes. Na última, os bandidos entraram na casa paroquial, reviraram a cozinha e levaram botijões de gás e cestas básicas. Até tentaram quebrar os vidros da igreja, mas não conseguiram.
Os fiéis e o padre estão assustados. O padre mandou instalar alarme e espalhou sensores em todas as portas. Ele gastou cerca de R$ 2 mil para colocar os equipamentos, que garantiram mais segurança nos horários em que a igreja fica fechada.
Vários casos de assaltos a igrejas já foram registrados na região. Em Bady Bassitt, o prejuízo foi grande: R$ 8 mil. Todos os aparelhos de som foram furtados. Em Severínia, dois homens armados entraram na casa paroquial em busca de dinheiro e não pouparam nem o padre, que acabou feito refém. Ele foi obrigado a entregar R$ 4 mil.
As igrejas estão se protegendo como podem. Os equipamentos de segurança passaram a ser prioridade. Em Rio Preto é difícil encontrar uma igreja que ainda não instalou alarmes e cerca elétrica. Em uma igreja da cidade, foram instaladas câmeras. Os aparelhos monitoram durante todo o tempo o entra e sai de fiéis. As imagens são gravadas em um computador. O investimento deu mais segurança para o local.

G1/Notícias Cristãs


Acontece em BH o Congresso de Louvor e Adoração HD 2010

De 3 a 5 de dezembro de 2010 a Igreja Herdeiros de Deus, localizada no bairro São Gabriel, em Belo Horizonte, realiza o 1º Congresso de Louvor  Adoração com uma forte temática: “Respeite meu Altar”, baseada no texto de Êxodo 3.5, que diz: “[...] o lugar que pisas é santo.”
Segundo Bruno Santana (@BsantanaHD), um dos organizadores do evento, o tema surgiu pela necessidade de a Igreja de Cristo focar ao que Deus realmente tem exigido dela. “Já é hora de deixarmos de usar o altar como palco”, ressalta Bruno que ainda vai mais longe: “Vale lembrar que estamos em um lugar santo, que é a Igreja do Senhor. Não podemos nos achegar a Deus de qualquer forma. Muitos ministros de louvor hoje em dia têm usado o Altar do Senhor para se promoverem. Esse é o tempo de honrarmos aquilo que o Senhor colocou em nossas mãos, os nossos dons e talentos”.

A programação será bem diversificada e contará com a participação de Eli Soares e Banda, Pra. Cleonice Russo, Ministério Fraternão, Pr. Carlésio, Ministério de Louvor Herdeiros de Deus, Pr. Eugênio, Ministério Fidelidade, Ministério de Louvor Adorarte e Pr. Cláudio Ulisses.

A entrada é franca para os três dias de Congresso. Porém, no trabalho dirigido a ministros, no dia 5/12, de 11h às 15h, o congressista deverá fazer uma prévia inscrição por meio dos e-mails: brunohd.santana@yahoo.com.br, s.dangele@hotmail.com, bilu.santana@hotmail.com. Ou pelos telefones: (31) 3241-6411, 8577-7082, 9324-0192 (será servido um almoço).

Alexander Alves, líder do Congresso, deixa uma palavra a todos que irão participar do evento: “Está chegando o tempo em que Deus tomará para si um povo que saiba andar como Jesus andou. A Bíblia nos diz em 1 Samuel 2.30 que Deus honrará aqueles que o honrarem, mas desprezará aos que não fizerem isso. Já é hora dos ministros de Deus aprenderem a respeitar o Altar do Senhor! Honrar a Deus naquilo que Ele nos chamou não é uma opção, mas nosso dever. Chega de usar o Altar como palco onde muitos buscam aplausos e reconhecimento dos homens. Estamos ali para honrar a Deus e exercer o ministério para o qual Ele nos confiou. ‘Respeite o meu Altar! Respeite aquilo que confiei a vocês, com temor e tremor! Aos que me honram, honrarei, porém, aos que me desprezam, serão desprezados!’ (Referência 1Sm 2.30.)”

Programação:
3/12 - Sexta-feira - 19h
Eli Soares e Banda
Preletora: Cleonice Russo

4/12 - Sábado - 19h
Ministério Fraternão
Preletor: Pr. Carlésio

5/12 - Domingo
8h30 às 10h30
Louvor HD
Preletor: Pr. Eugênio

11h às 15h30
Trabalho Dirigido
Ministério Fidelidade

19h
Ministério Adorarte
Preletor: Pr. Cláudio Ulisses

Informações:

1º Congresso de Louvor e Adoração HD 2010Local: Igreja Herdeiros de Deus.
Endereço: Rua Ilha de Malta, 48, São Gabriel, BH / MG.
Data: 3 a 5/12.
Contatos: (31) 3493-6732, 3241-6411, 8577-7082, 9324-0192.
E-mails: brunohd.santana@yahoo.com.br / s.dangele@hotmail.com / bilu.santana@hotmail.com

Com informações da Assessoria de Imprensa Ministério Adorarte
Fonte: Lagoinha

Após confronto sobre a questão do aborto, Vaticano pede ao Brasil que mantenha condição diplomática

Matthew Cullinan Hoffman
CIDADE DO VATICANO, 1 de dezembro de 2010 (Notícias Pró-Família) — O Vaticano está pedindo aos líderes do Brasil que respeitem um acordo diplomático que eles haviam ameaçado rechaçar depois que o papa e os bispos do país exortaram os brasileiros a votar em favor do direito à vida.
Os comentários foram, conforme saíram na imprensa, feitos numa recente reunião entre o secretário do Vaticano para as Relações com os Estados, Dominique Mamberti, e Gilberto Carvalho, chefe de gabinete do presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva.
A reunião foi realizada numa tentativa óbvia de consertar o relacionamento do governo com o Vaticano depois da amarga eleição presidencial, em que a sucessora escolhida pelo próprio Lula, Dilma Rousseff, viu suas esperanças ameaçadas por seu apoio no passado à descriminalização do aborto.
Rousseff venceu a eleição depois que suavizou sua imagem pública no assunto, assinando um compromisso cautelosamente redigido de não “tomar a iniciativa” de novas medidas pró-aborto.
A reunião recente foi precedida por uma carta enviada por Rousseff ao pontífice pedindo sua bênção para a presidência dela, o que foi caracterizado nos meios de comunicação do Brasil como um pedido de “trégua”.
Durante a reunião, Carvalho comentou que a campanha de Rousseff havia experimentado “momentos de grande tensão” por causa dos comentários do papa durante a campanha, o qual lembrou aos brasileiros que eles tinham a obrigação de preservar o valor da vida durante o processo político.
“Não sabíamos qual direção esses comentários tomariam”, disse Carvalho, que, de acordo com a imprensa, também acusou “forças no Brasil” de terem persuadido o papa a fazer os comentários a fim de derrotar Rousseff.
Durante a eleição, Carvalho, conforme as reportagens, ameaçou a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil com o cancelamento do tratado do Vaticano, conhecido como “concordata”, pelo qual o governo concordaria em apoiar as escolas católicas entre outros tais benefícios. A liderança da CNBB então começou a se distanciar de alguns de seus membros que estavam denunciando Rousseff.
Apesar de ter sido assinada pelo governo e ratificada pelo Congresso do Brasil, a concordata está atualmente sob análise no Supremo Tribunal Federal e não entrou ainda em vigor, deixando seu destino final uma questão aberta.
Traduzido por Julio Severo

Jesus no Bar: movimento de bandas cristãs realiza cultos em um bar de Porto Alegre (RS)


Jesus no Bar: movimento de bandas cristãs realiza cultos em um bar
 de Porto Alegre (RS)Já faz cerca de seis meses que alguns irmãos de Porto Alegre e região começaram a se reunir para conversar sobre uma forma de intervir de maneira contundente na sociedade com o Evangelho, atingindo, sobretudo as tribos emergentes urbanas.
Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Biblia Online A partir das primeiras reuniões, surgiu a nomenclatura MUC – Movimento Underground Cristão – que previa a realização de eventos em que bandas cristãs pudessem interagir com bandas seculares, visando criar uma aproximação da galera pelo gosto comum, a música.
Os primeiros eventos foram realizados e atingiram seus objetivos, ou seja, um vínculo de amizade foi criado entre o MUC e o BIL – Bandas Independentes Locais  – um movimento consolidado e que visa fortalecer o cenário das bandas independentes do Rio Grande do Sul, realizando diversos shows, e lançando 3 CDs de coletâneas em seus 5 anos de existência.
Num dos shows, realizado no Entrebar, casa conhecidíssima por abrigar e dar palco para bandas independentes sem custo, um dos participantes do movimento sentiu que deveria iniciar uma reunião ali, em que houvesse objetivamente a pregação do Evangelho, em um momento devocional e de oração, no qual as pessoas pudessem ter contato com nosso Jesus.
Na mesma noite, agendou com os donos da casa e na semana seguinte, deu-se início ao Culto no Bar, com a presença de vários irmãos e muitos convidados, inclusive os próprios donos do Entrebar, que têm participado sempre que têm tempo para isso, visto que estão no ambiente de trabalho deles.
Inicialmente, as reuniões não tinham data fixa e com o tempo, vimos a necessidade de estabelecer um dia de cada semana para estar compartilhando com as pessoas, pois ali estava se tornando o ponto de encontro de muitos com Jesus, os quais não participavam de nenhuma igreja. O bar onde elas já iam para se divertir, para buscar conforto com seus amigos, tomar sua cerveja e ouvir sua música, agora, está se tornando um lugar de encontro com uma nova vida, numa nova espiritualidade, envolvendo um relacionamento direto com a pessoa de Jesus, sem escalas.
Com a experiência do Entrebar, temos sentido o desejo do coração de Jesus em relacionar-se diretamente com as pessoas e, além disso, nos tem sido revelado que as muitas instâncias criadas pela religião, têm roubado essa acessibilidade ao Senhor. Todos os dogmas e sacramentos humanamente estabelecidos acabaram se tornando grandes empecilhos para que um indivíduo pudesse participar da comunhão com o Corpo de Cristo” – diz Pastor Rafael, que faz parte do movimento.
No bar, a última coisa que as pessoas pensam em encontrar é algo que as religue a Deus. Contudo, o bar é a religião de uma infinidade de pessoas que encontram sentido para sua vida numa bebida, num baseado, numa música de sua banda favorita, num companheiro casual para o sexo ou num simples bate papo entre amigos. Indo até lá, mudamos o conceito teológico enganoso que condena como profano o ambiente. Assim, o santificamos, introduzindo a mensagem e a vida de Cristo em um lugar que aquelas pessoas já gostam de frequentar” – conclui.
Talvez a principal marca do Culto no Bar seja o total desprendimento que o movimento tem com o desejo de estabelecer um trilho regulador para a vida das pessoas que tem participado e se agregado à reunião. O simples fato de estar juntos e tirar um tempo para que Jesus participe daquele momento é a total diferença nessa experiência. Não existe ali a ambição de se fundar uma nova igreja, pelo contrário, a própria reunião é uma manifestação natural da Igreja. Parece vanguardista, mas é simplesmente uma face diferente de algo que tem se repetido em cada geração desde 2000 anos até agora.
Não é a captura de pessoas para a adesão ao movimento, é a própria Igreja em movimento no rumo das vidas onde elas estão vivendo.

Veja fotos das reuniões do Culto no Bar:

Fonte: Gospel+

Justiça fecha Fundação Renascer: “Há indícios de que Sônia e Estevan Hernandes formaram uma organização criminosa”


Justiça fecha Fundação Renascer: “Há indícios de que Sônia e 
Estevan Hernandes formaram uma organização criminosa”Depois de vários processos, investigações e intervenções da justiça, a Fundação Renascer saiu da mídia inesperadamente. A Bispa Sônia Hernandes, líder e fundadora da Igreja Renascer, era a presidente da fundação beneficente e foi afastada pela Justiça durante o processo, agora foi revelado que devido a problemas legais a Fundação Renascer foi extinta completa e oficialmente.
Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel Embora nos cultos da denominação ainda se fale da fundação, legalmente ela deixou de existir, mas a Igreja Renascer continua citando-a em seu site oficial e mantendo uma página na internet para a mesma, onde nela pede doações para a extinta Fundação Renascer.
O Fim
Segundo o processo de número 100.07.216730-0 movido pelo Ministério Público de São Paulo, a Fundação Renascer não existe desde o ano de 2009. No processo, o juiz determinou a cassação dos bens da extinta Fundação Renascer: “Determino a arrecadação dos bens da extinta Fundação Renascer, os quais foram relacionados a fls. 5255 e 5259/5260. Para a arrecadação, bem como para acompanhamento e promoção dos atos de liquidação do patrimônio da Fundação, fica mantido o Dr. PAULO RANGEL DO NASCIMENTO. Feita a arrecadação, proceder-se-á à liquidação dos bens da Fundação, para que seja saldado o passivo. Eventuais recursos restantes serão destinados a outra Fundação com finalidade semelhante. Ficam suspensas as execuções existentes em face da Fundação, devendo os credores, no prazo de vinte dias, promover a habilitação em apenso a estes autos. Para a convocação dos credores, expeça-se o o edital com prazo de trinta dias”. A partir de então e em todas as movimentações seguintes do processo a Fundação Renascer é sempre referida como “extinta”.
No dia 4 de setembro de 2007 o juiz divulgou sentença afirmando que a Fundação Renascer deixou de exercer as atividades sociais para as quais foi constituída, além de adquirir terreno nos Estados Unidos para construir resort perto da Disney: “Nesses termos, é lícito concluir que a Fundação Renascer deixou de exercer as atividades sociais para as quais foi constituída. Da denúncia que o Ministério Público ofereceu à Primeira Vara Criminal desta Capital contra Sônia Haddad Moraes Hernandes, a Presidente, e demais membros da Diretoria Executiva, consta que os dirigentes da Fundação Renascer vêm tendo condutas incompatíveis com as funções sociais que deveriam desempenhar, havendo indícios de que ela e Estevan Hernandes Filho formaram uma organização criminosa com a finalidade de praticar crimes de estelionato, pois assumiram inúmeros compromissos financeiros e deixaram de honrá-los, apesar de terem acumulado riquezas pessoais em curto espaço de tempo. De mais a mais, consta que a Fundação Renascer adquiriu um terreno nos Estados Unidos da América, a duas horas da Disney, onde pretende construir, consoante os folhetos que distribuiu, um resort do tipo time sharing, além de manter relações íntimas com a agência de publicidade “Abbud Comunicação – que vem usando o CNPJ da entidade -, e de adquirir uma área rural, não pagar os vendedores e não construir o cemitério “Geninis Memorial Park”. Ao contrário, utiliza a área para retiros e cobra dos participantes para desfrutá-la (fls. 211/353 do Protocolado), o que é incompatível com os objetivos para os quais foi constituída. Por fim, é público e notório que ela, demandada, e o Apóstolo Estevam foram condenados a dez meses de prisão e dois anos de liberdade condicional, porque, em 9 de janeiro último, deram entrada em Miami na posse de U$ 56.367 não declarados, estando parte do dinheiro escondida no interior de uma Bíblia Sagrada. Nesses termos, não há dúvida de que se acham presentes não só o fumus boni iuris, mas também o periculum in mora, a justificar a antecipação da tutela (CPC, art. 273). Isso posto, determino o afastamento da ré do cargo de Presidente da Diretoria Executiva da Fundação Renascer, proíbo seus antigos dirigentes de desempenharem funções administrativas na entidade”
Em agosto de 2001, a Renascer comprou em Avon Park, na Flórida, um terreno onde pretendia construir o projeto Renascer World. Formalmente, seria um centro de treinamento de missionários. Nos panfletos distribuídos aos fiéis, era um resort a duas horas de distância da Disney. Na prática, é um sistema de reservas antecipadas em hotéis, conhecido como time sharing. Quem desembolsa-se R$ 7 mil, em 24 prestações, teria direito a se hospedar uma semana por ano em hotéis da rede Interval. A taxa anual de manutenção do título era de US$ 300.
No dia 14 de janeiro de 2010, o juiz emitiu nova sentença contra a Fundação Renascer; nela o magistrado solicita as salas do Edifício Copan: “Vistos. Expeça-se mandado de constatação e arrecadação da sala destinada à projeção cinematográfica, no Edifício Copan, à Av. Ipiranga, 200 , conforme as descrições de fls. 5335. Int.”
Na consulta feita a Fundação Renascer está sendo cobrada e seus bens “capturados” pela justiça. A reportagem entrou em contato com o Ministério de Comunicação Renascer para saber mais sobre o terreno que a extinta Fundação Renascer tem nos Estados Unidos e do processo em questão, mas não houve retorno.
Fundação Renascer
A Fundação Renascer era denominada como uma entidade de utilidade pública federal e municipal, constituída desde 1990 e com sede em São Paulo. Foi criada para gerir todas as obras assistênciais da Igreja Renascer em Cristo.
Para saber mais sobre os processos, acesse www.tj.sp.gov.br
Fonte: Folha Renascer

ISRAEL SE PREPARA PARA A GUERRA NA PALESTINA: 'NOSSA RESPOSTA SERÁ DURA'

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, responsabilizará o Hamas em caso de um ataque vindo da Faixa de Gaza. Neste domingo, ...